Issuu on Google+

Data Hoje TUDO O QUE VOCÊ GOSTARIA DE SABER Sorocaba, 1 0 de Setembro de 201 3 2ª edição Informativo produzido pelos alunos do 8º ano C do Colégio Uirapuru

25 anos do Colégio Uirapuru “Sempre me envolvia em novos projetos...” Acervo do Colégio

Cristine Peloso, ex-aluna do Normal Médio do Colégio Uirapuru, cedeu uma entrevista ao jornal Data Hoje, sobre os 25 anos do Colégio e a importância da escola em sua formação pessoal e profissional.

Confira a matéria completa na página 3.

Antiga fachada do Colégio Uirapuru Ana Luiza Bastos Parati, um pedaço da história brasileira

No dia 5 de junho de 201 3, os alunos do 8° ano do Colégio Uirapuru fizeram uma viagem muito esperada por todos para Parati, onde visitaram seus pontos históricos. Lá aprenderam muito sobre a colonização brasileira e sobre o Caminho do Ouro.

Beleza em primeiro lugar

Pesquisa mostra que adolescentes preferem beleza ao invés de inteligência. Para saber se o mesmo acontece com os alunos do Colégio Uirapuru, o Data Hoje entrevistou dez alunos, meninos e meninas, para saber como anda a vaidade e o consumo entre os jovens.

Veja mais na página 4.

Confira mais na página 2. Marco Estrada Real


DATA HOJE

p. 2

Parati, um pedaço da história brasileira Rafael D.

Filipe V., Rafael D. e Victor G. No dia 5 de junho de 201 3, os alunos do 8° ano do Colégio Uirapuru fizeram uma viagem muito esperada por todos para Parati, onde visitaram seus pontos históricos. Lá aprenderam muito sobre a colonização brasileira e sobre o Caminho do Ouro. No dia seguinte à chegada em Parati, os alunos fizeram uma trilha para aprender sobre o velho Caminho do Ouro, e aprenderam sobre muitas coisas históricas como a pedra-mirante, que era uma pedra usada pelos tropeiros como um meio de localização. Eles também aprenderam sobre o velho Caminho do Ouro, que se estendia desde o Rio de Janeiro a Minas Gerais, assim o ouro ia ao Rio até o seu porto, onde por meio de embarcação, o ouro chegava à Portugal. No caminho velho, os alunos descobriram que o caminho havia sido soterrado com o tempo e que houve um projeto para recuperá-lo. Embaixo de muita terra, os pesquisadores descobriram que o caminho era como se fosse “asfaltado”, por uma pedra chamada ”pé-de-moleque”. Com ela, também eram feitas canaletas e, entre as pedras, também havia espaços para o solo absorver a água.

Porto de Parati Ana Luiza Bastos

Pé-de-moleque

E XP E D I E N T E

Ana Luiza Bastos

Informativo produzido como parte do projeto "Jornal" para as disciplinas de História e Língua Portuguesa - 2º semestre/201 3 - Colégio Uirapuru. Professores responsáveis:

- Ana Luiza Bastos (História) - Patricia Souza da Silva (Língua Portuguesa) Textos/ Fotos:

- Filipe Valente - Rafael Diniz - Victor Gabriel

Pé-de-moleque: Caminho do Ouro


DATA HOJE

p. 3

“Sempre me envolvia em novos projetos...” Filipe V., Rafael D., Victor G. Cristine Peloso, ex-estudante do curso Normal Médio do Colégio Uirapuru, cedeu uma entrevista ao jornal Data Hoje, sobre os 25 anos do Colégio. A entrevista na íntegra segue abaixo:

• Quando você estudou na escola?

Eu estudei no Colégio influenciou em sua vida? Uirapuru em 2001 e fiz o curso Normal Superior. Sempre o Uirapuru se envolvia em novos projetos e • Como era o Uirapuru naquela isso fez com que eu sempre me época? estimulasse a nunca desistir de novos trabalhos e a conquistar Naquela época, o colégio já novos desafios. Tenho muita era bem informatizado e saudade do colégio e da equipe sempre se envolvia pra buscar de professores e profissionais novas formas de assimilar o que norteavam o nosso conhecimento. cotidiano acadêmico. • De que maneira o Uirapuru

Fotos: Acervo Colégio Uirapuru

Logo do Colégio Uirapuru em 1 995

Cristine Peloso usou computadores como esses, em 2001

Foto da fachada com alunos em 1 989

Assim, como Cristine, os alunos que passaram pelo colégio participaram de outros eventos, como a Feira de Ciências


DATA HOJE

p. 4

Beleza em primeiro lugar Filipe Valente, Rafael Diniz e Victor Gabriel. Dez adolescentes de idades entre 1 0 e 1 8 anos foram entrevistados com o tema: “Consumo e Vaidade”, dentre eles, 50% eram mulheres e 50% eram homens. A primeira pergunta era se o entrevistado acreditava que pessoas bonitas tinham mais chances na vida. 1 00% das mulheres entrevistadas acreditam que pessoas bonitas têm mais chances na vida. Já nos homens, 40% disseram que pessoas bonitas têm mais chances na vida e 60% dos homens disseram que não. Dos entrevistados que afirmaram que pessoas bonitas têm mais chances na vida, 57% disseram que a sociedade se baseia na beleza e 43% disseram outras respostas. Dos entrevistados que disseram que pessoas bonitas não têm mais chances na vida, 2/3 disseram que beleza não dá futuro e 1 /3 disse que pessoas bonitas podem não ser agradáveis. A segunda pergunta era se o entrevistado se preocupava com sua forma física. 80% das mulheres disseram que se preocupam com sua forma física, e 20% disseram que não se preocupam com sua forma física. Já 1 00% dos homens disseram que se preocupam com sua forma física. A terceira pergunta tinha o objetivo de saber se o entrevistado praticava algum esporte. 60% das mulheres disseram que praticavam algum esporte e 40% que não praticavam nenhum esporte. Já entre os homens, 1 00% disseram que praticavam algum esporte. A quarta pergunta tinha o objetivo de saber se o entrevistado estava contente com seu peso. 60% das mulheres disseram que estavam contentes Você é consumista?

com seu peso e 40% disseram que não estavam contentes com seu peso. Já entre os homens, 80% disseram que estavam contentes com seu peso e 20% disseram que não estavam contentes com se peso. A quinta pergunta era se o entrevistado faria uma cirurgia plástica com fins estéticos. 1 00% dos entrevistados de ambos os sexos não fariam uma cirurgia plástica com fins estéticos. A sexta pergunta tinha a intenção de saber se o entrevistado era ou não consumista. 20% das mulheres disseram que são consumistas e 80% disseram que não são consumistas. Entre os homens, 20% disseram que são consumistas e 80% que não são consumistas. A sétima pergunta tinha o objetivo de saber a última coisa que o entrevistado havia comprado e quando havia comprado. 40% das mulheres fizeram sua última compra no mês de maio, 40% em abril e 20% em dezembro. Dentre os homens, 60% fizeram sua última compra em maio, 20% fizeram sua última compra em abril e 20% fizeram sua última compra em fevereiro. 50% dos entrevistados de ambos os sexos compraram roupas. Do restante, 30% compraram eletrônicos, 1 0% compraram calçados e 1 0% compraram livros. A oitava e última pergunta tinha o objetivo de saber quais objetos os entrevistados “não” viveriam sem. Entre as mulheres, 60% não vivem sem: celular, computador e TV a cabo, 40% não vivem sem IPOD e 80% não vivem sem internet. Já entre os homens, 60% não vivem sem computador, 80% não vivem sem IPOD, TV a cabo e videogame e 1 00% não vivem sem internet. Objetos vitais


Data Hoje - 8ºC