{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1


O Teatro do Noroeste – CDV é a de teatro residente do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, fundada em 1991. O seu projeto cultural é consagrado à divulgação do reportório da dramaturgia portuguesa e universal de todas as épocas, através da criação artística teatral contemporânea, fomentando a colaboração entre criadores locais, nacionais, iberoamericanos e europeus. Estrutura fundacional da do Alto Minho e Pessoa Coletiva de Utilidade Pública, dinamiza uma oferta cultural regular comprometida com a inclusão, a acessibilidade e o desenvolvimento de públicos para a fruição dos bens culturais.


criação

PÁG 7 — 12

acolhimento PÁG 13 — 24

serviço educativo PÁG 25 — 30

comunidade PÁG 31 — 38

circulação

PÁG 39 — 41

informações PÁG 42 — 45

programa anual PÁG 46 — 47


Mensagem do Presidente da Câmara Municipal Viana do Castelo tem o privilégio de contar com o trabalho inestimável do Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, instituição que nos traz cultura, aprendizagem e momentos de animação e lazer. Ao Teatro do Noroeste – CDV devemos uma programação rica e variada, que se prolonga ao longo de todo o ano, e que agrada a públicos de todos os gostos e idades. Estou certo de que o ano de 2020 vai continuar a corresponder às nossas elevadas expetativas. Além das várias peças que a nossa companhia profissional leva ao palco do Teatro Municipal Sá de Miranda ao longo dos meses do ano, o Teatro do Noroeste tem sido embaixador de Viana do Castelo ao apresentar-se em diversos palcos espalhados pelo país e até além-fronteiras. Não poderia deixar de agradecer a todos os atores, técnicos e dirigentes que integram o Centro Dramático de Viana pelo trabalho que desenvolvem em prol da nossa cidade e do concelho. As oficinas de teatro são disso uma prova inequívoca, proporcionando a integração da população no teatro, cultivando o amor e respeito por esta nobre arte. Acredito que, mais uma vez, tenham dado o vosso melhor na preparação de uma programação de excelência para este novo ano. Espero, por isso, que 2020 seja um ano repleto de sucessos profissionais para o nosso Teatro do Noroeste – Centro Dramático de Viana, instituição que tanto faz pela cultura e pela educação dos vianenses. Deixo votos de um excelente novo ano de trabalho a todos!

José Maria Costa


O teatro e a cidade

CRIAÇÃO

—4

Pode uma cidade viver sem teatro? Pode! Mas pode um teatro viver sem uma cidade? Não! Esta é cada vez mais a convicção de uma Direção que, desde 2013, tem travado lutas que, sem a cidade ao seu lado, não seriam possíveis. Fazer teatro numa cidade em que não se divide o território com mais nenhuma estrutura acarreta uma enorme responsabilidade, pois obriga-nos a dar resposta a todos os públicos. Por isso, almejamos dar resposta à fruição artística a públicos de todas as idades, constituindo ao mesmo tempo um espaço de formação e experimentação. Em 2020, mais passos vão ser dados nesse sentido, porque o nosso objetivo é um TEATRO DO NOROESTE que seja um verdadeiro CENTRO DRAMÁTICO DE VIANA. Orgulha-nos ter uma equipa que trabalha para a cidade, para o concelho e para o Alto Minho. Uma equipa que está de mãos dadas com as suas gentes e aposta cada vez mais num efetivo e cúmplice diálogo com os cidadãos. Obrigada a todos os que caminham connosco e que 2020 seja um ano de conquistas!

A Direção Elisabete Pinto Raquel Amorim Ana Perfeito


De par em par

Diretor Artístico Ricardo Simões

Em 2020 integramos o programa de Comemorações Nacionais do Centenário de Bernardo Santareno com duas criações, uma oficina para crianças e uma de formação para atores.

de 10 a 18 de novembro. E o Festival PLATTA - Plataforma Transfronteiriça de Teatro Amador, que terá a sua 3ª edição, na qual será apresentado o espetáculo vencedor da 1ª edição da Bolsa TEIA de Criação Teatro Amador.

Produziremos cinco criações: uma para públicos de Educação Pré-Escolar; outra para públicos de Educação Básica; e outra para públicos de Ensino Secundário. A primeira será uma cocriação de Raquel Amorim, Elisabete Pinto e Ana Perfeito. A segunda marcará a estreia de Tiago Fernandes na encenação. E a terceira, o nosso regresso à criação para públicos adolescentes. Para além destas, duas criações dirigidas por dois encenadores convidados: João Mota, que encenará um drama do século XX. e António Capelo, uma comédia do Romantismo. Dois textos maiores da dramaturgia nacional encenados por dois mestres do nosso teatro.

Realizaremos vinte récitas das nossas criações em circulação por Portugal, Espanha e Brasil, integrando as seleções do DDD+FITEI, do 37º Festival de Almada e do Yesu Luso Festival de Teatro em Língua Portuguesa, na cidade de São Paulo.

O ano vai desmultiplicar-se em mais de três dezenas de acolhimentos, com destaque para o Circuito Ibérico de Artes Escénicas, que nos trará espetáculos na programação regular e nos festivais. Sim, festivais. Porque a dança contemporânea internacional passa a integrar a nossa programação com o festival Dias da Dança, que traremos a Viana do Castelo juntamente com o FITEI, no reforçado formato DDD+FITEI, através do qual acolheremos criações contemporâneas de dança e teatro nacionais, iberoamericanas e europeias. Tal como o 4º Festival de Teatro de Viana do Castelo, que decorrerá, como sempre,

O nosso Serviço Educativo continuará a assegurar a realização das iniciativas de mediação destinadas a aproximar, de forma cada vez mais cúmplice, fazedores e fruidores: o Digestivo; o Gestu; o Ver Com as Mãos. E a Coleção Peças do Noroeste, que editará três novos números de dramaturgia inédita em Portugal. Na fruição mais participada, o Projeto Comunidade abre uma nova oficina de teatro regular: trata-se do ATIVAtodos e está aberta às inscrições de pessoas entre os 18 e os 60 anos de idade. O Cartão CLAN - Clube de Amigos do Noroeste, tem agora a forma de assinatura anual, válida por 12 meses a contar da subscrição, conferindo descontos exclusivos para os espetáculos, as edições, os festivais e, até, para as refeições do Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda. Porque esta é uma casa que é um teatro e que é uma janela da qual se vê o Mundo. Para todas as pessoas que queiram olhar!


Digestivo Gestu Ver com as mãos + informações pág 26


Es lebt, C’est vivant, It's alive, Está vivo! Um ano e cinco criações para crianças, jovens, adultos e seniores. Teatro para todos num teatro de todos.


4 a 21 fevereiro segunda A SEXTA 10H30 E 14H30

TEXTO e ENCENAÇÃO

Ricardo Simões

Café Concerto DO TMSM

CRIAÇÃO

—8

Duração aprox.: 50 min s/ intervalo M12

Mas alguém me perguntou se eu queria ir ao teatro?! Esta é pergunta que se atira quando, na escola, nos impingem a ida ao teatro para assistirmos a um “teatrinho” que nos vai ajudar a perceber o programa de Português e a tirar alta nota no exame nacional. Só que não! Do Gil Vicente, perde-se o verso; do Garrett, a tragédia e do Fernando Pessoa, a conta a tantos heterónimos! E para piorar, não se pode usar o telemóvel!

interpretação distribuição em curso cenografia e adereços porfírio barbosa iluminação adriel filipe guarda-roupa d. agulha desenho gráfico rui carvalho


texto

Jorge Amado dramatURgia e ENCENAÇÃO

Tiago Fernandes

27 FEVEREIRO a 27 MARÇO terça a sexta 9h30 e 11H00 sábados 17H00 Sala Principal DO tMSM

O gato Malhado e a andorinha Sinhá interpretação ana perfeito, alexandre calçada, elisabete pinto cenografia porfírio barbosa iluminação nuno almeida adereços adriel filipe desenho gráfico rui carvalho seleção musical  tiago fernandes

O Tempo prometera à Manhã uma rosa azul se a história que ela lhe contasse fosse boa. Era uma história de amor entre o Gato Malhado e a Andorinha Sinhá. Gato Malhado era um gato já velho, mal-humorado e muito mau. Um dia, todos os animais do parque fugiram do gato, mas uma jovem andorinha permaneceu num galho de uma árvore. Tiveram um pouco a conversar, ou melhor, a discutir. Desde aí, o Gato Malhado só pensava na Andorinha Sinhá e vice-versa.

CRIAÇÃO

—9

Duração aprox.: 50 min s/ intervalo A classificar pela CCE


27 ABRIL a 4 junho SEGUNDA A SEXTA Jardins de Infância do Concelho de Viana do Castelo

Cocriação e Encenação

Raquel Amorim

Sábados 2, 16, 23, 30 maio 11h00 CAFé concerto DO TMSM

CRIAÇÃO

— 10

Duração aprox.: 30 min Para todos

Se tu visses o que eu vi Espetáculo destinado ao público do ensino pré-escolar, com o objetivo de levar o teatro aos estabelecimentos de ensino pré-escolar do concelho de Viana do Castelo.

cocriação e interpretação ana perfeito, elisabete pinto assessoria musical josé prata cenografia porfírio barbosa adereços adriel filipe guarda roupa  d. agulha desenho gráfico rui carvalho


TEXTO

Bernardo Santareno

26 JUNHO a 4 julho QUARTA A SEXTA 21h30 SÁBADO 16h00 e 21h30

ENCENAÇÃO

João Mota

Sala Principal DO TMSM

O lugre interpretação distribuição em curso cenografia antónio simón iluminação paulo graça música josé prata adereços adriel filipe desenho gráfico rui carvalho

Um pequeno e velho lugre de três mastros, com costado de madeira. Nos quetes, algum bacalhau recém-pescado. Céu negro. Densa névoa. Cai o “snow”. São cinco horas da tarde. Assim começa a didascália do drama que estreou no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, em 1959. Um jovem ator, então com 17 anos, integra o numeroso elenco. Um dia vem a ser conhecido e reconhecido como Mestre João Mota. Volvidos 61 anos, e quando se assinala o centenário do nascimento de Bernardo Santareno, ortónimo de António Martinho do Rosário, médico e dramaturgo, João Mota encena, pela primeira vez na sua carreira, a obra que imortalizou a dureza da pesca à linha nos mares da Terra Nova levada a cabo por pescadores portugueses no século XX.

CRIAÇÃO

— 11

Duração aprox.: 90 min s/ intervalo M12


16 a 31 OUTUBRO QUARTA A SEXTA 21H30 SÁBADO 16h00 E 21H30 Café Concerto DO TMSM

TEXTO

Almeida Garrett ENCENAÇÃO

António Capelo

CRIAÇÃO

— 12

Duração aprox.: 75 min s/ intervalo M12

Falar verdade a mentir Amália e a aia Joaquina vão casar com Duarte Guedes e José Félix, respetivamente. Joaquina veio com o pai de Amália, o Senhor Brás Ferreira, do Porto para Lisboa, onde conheceu José Félix. Joaquina revela a José Félix que Amália, a filha do seu patrão, prometeu que lhe daria um dote de cem moedas quando se casasse. Mas há um problema: Duarte, o noivo de Amália, é mentiroso compulsivo, e o pai de Amália disse-lhe que se o apanha em mais uma mentira que seja, acaba com o casamento.

interpretação alexandre calçada, ana perfeito, elisabete pinto, tiago fernandes direção musical josé prata iluminação rui gonçalves adereços adriel filipe desenho gráfico  rui carvalho


Wilkommen, Bienvenue, Welcome, Bem-vindos! Doze meses com mais de trinta espetรกculos de teatro e danรงa, de Portugal, Espanha, Chile, Peru, Brasil e Franรงa.


10 JANEIRO 22h00 Café Concerto DO TMSM Duração aprox.: 60 min s/ intervalo M12

Teatro Art’Imagem MAIA

TEXTO

Fiódor Dostoiévski TRADUÇÃO

Nina Guerra e Filipe Guerra Dramaturgia e Encenação

Pedro Carvalho

acolhimento

— 14

Noites brancas Estas Noites Brancas: Romance Sentimental das Memórias de um Sonhador (1848) resultam de uma adaptação dramatúrgica do romance homónimo do escritor russo Fiódor Dostoievski. Sob as noites claras de verão, um Sonhador perpétuo caminha solitariamente pelas ruas desertas de S. Petersburgo, alimentando, incessantemente, o seu imaginário com a energia que encontra na inanidade do que o rodeia. Esta comunhão onírica é subitamente interrompida quando, certa noite, este se depara com Nástenka, uma jovem rapariga que chora sob a ponte do rio Nieva.

assistência de encenação samuel pascoal interpretação carina ferrão e flávio hamilton cenografia, figurinos e imagem de cartaz marta silva criação musical e sonoplastia carlos adolfo desenho de luz pedro carvalho execução cenográfica marta silva e josé lopes apoio fundo teatral art’imagem / cm maia micaela barbosa e josé pedro pereira fotografia nuno ribeiro vídeo andré rabaça design gráfico tiago dias produção sofia leal e daniela pêgo direção artística do teatro art’imagem josé leitão


Teatromosca cacém TEXTO

Paulo Campos dos Reis

25 janeiro 22h00 Café Concerto DO TMSM Duração aprox.: 90 min s/ intervalo M12

ENCENAÇÃO

Pedro Alves

interpretação david mendes, carolina figueiredo, ricardo soares e pedro alves música original allen halloween

fotografia catarina lobo vídeo ricardo reis direção técnica e desenho de luz carlos arroja ilustração e design gráfico alex gozblau

— 15

cenografia pedro silva

produção executiva inês oliveira coprodução teatromosca e musgo produção cultural parceria casa seis financiamento ministério da cultura / direção-geral das artes e câmara municipal de sintra

40 mil quilovátios Livremente inspirado em factos reais, a peça reconta a história de um adolescente que se auto investe como herói justiceiro das ruas – O Corvo –, substituindo-se à atividade policial. O texto original de Paulo Campos dos Reis propõe uma reflexão sobre aspetos comportamentais da adolescência aliados às condições de vida nos subúrbios. Quarenta mil quilovátios é o valor correspondente à tensão dos cabos elétricos que alimentam carruagens ferroviárias. O espetáculo que encerra um ciclo dedicado à juventude e que aqui se abre também para uma reflexão sobre os subúrbios assumirá o que podemos entender por “tom urbano”, mas esquivar-se-á à composição de imagens estáveis e aos clichés que poderão colar-se a uma ideia de “juventude” e “subúrbio”.

ACOLHIMENTO

consultoria artística maria carneiro


15 FEVEREIRO 21H30 SALA PRINCIPAL DO TMSM Duração aprox.: 105 min s/intervalo M12

Artistas Unidos LISBOA Texto

Noël Coward Tradução

Miguel Esteves Cardoso Encenação

acolhimento

— 16

Jorge Silva Melo

V idas íntimas “A frivolidade só é frívola para aqueles que não são frívolos”, diz a Madame De na obra-prima de Max Ophüls. E podia aplicar-se a este teatro de dinner jackets, champanhe, rosas, camélia e muita malícia. Mas vistas agora estas Private Lives são uma das mais cruéis análises das relações matrimoniais. Sob a doçura de uma primavera na Cote d´Azur quanto veneno, quanta maldade, quanto amor perdido?

interpretação rúben gomes, rita durão, tiago matias, vânia rodrigues, isabel muñoz cardoso cenografia rita lopes alves e josé manuel reis figurinos rita lopes alves luz pedro domingos som andré pires apoio musical rui rebelo produção artistas unidos co-produção teatro nacional são joão e centro cultural de belém


O Teatrão COIMBRA

7 MARÇO 22H00 CAFÉ CONCERTO DO TMSM Duração aprox.: 90 min M12

direção isabel craveiro em cocriação com os atores interpretação ana bárbara queirós, celso pedro, isabel craveiro, joão santos, margarida sousa cenografia e figurinos filipa malva desenho de luz jonathan azevedo direção musical luís figueiredo preparação vocal cristina faria design de som daniel bernardo vídeo sérgio gomes design gráfico paul hardman fotografia carlos gomes adereços cristovão neto

Num estúdio da Emissora Nacional, cinco trabalhadores levam a cabo um programa que dura 21 anos de vida de um país encolhidos numa 1h30m de emissão. O seu início, em 1940, é marcado pela mudança na direção da Emissora – a saída de Henrique Galvão e entrada de António Ferro – que passa a coproduzir o programa com a Frente Nacional para a Alegria no Trabalho, procurando educar sem aborrecer a nação. Para este efeito, a emissão, gravada com público em estúdio, segue um alinhamento variado.

ACOLHIMENTO

dramaturgia jorge palinhos

— 17

A grande emissão do mundo português


27 e 28 março 21h30 (27 mar) / 17H30 e 21H30 (28 mar) café concerto DO TMSM Duração aprox.: 60 min s/intervalo A classificar pela CCE

Teatro Estúdio Fontenova setúbal TEXTO

Juan Mayorga ENCENAÇÃO

acolhimento

— 18

José Maria Dias

A paz perpétua Hannah Arendt defendia na "Banalidade do Mal" que, em resultado da massificação da sociedade, se criou uma multidão incapaz de fazer julgamentos morais, razão porque aceitam e cumprem ordens sem questionar. A "Paz Perpétua" de Mayorga traz-nos novamente a essa realidade de Arendt, onde a Paz se constrói na falta de moralidade. Referindo-se o próprio título da obra de Mayorga ao ensaio filosófico de Kant que reflete a eterna questão "será que os fins justificam todos os meios?", Deixa-nos a premissa de uma reflexão demasiado actual onde é que as medidas de segurança acabam e onde é que começa o terrorismo?

cenografia josé m. castanheira interpretação distribuição em curso

ESTREIA NACIONAL


23 MAIO

Bruna Carvalho LISBOA

Criação e Interpretação

Bruna Carvalho

22H00 café concerto DO TMSM Duração aprox.: 40 min s/intervalo M6

desenho de luz e direção técnica zeca iglésias cenário bruna carvalho, zeca iglésias produção bruna carvalho, carolina martins documentação e investigação rita bernardes, bruna carvalho imagens bruna carvalho apoios teatro do noroeste - centro dramático de viana, blx - biblioteca de marvila, fórum dança, eira, o espaço do tempo, musibéria

É nas horas mortas que vejo a vida. Nas aparas do tempo, em queda, suspensas pelos suspiros. Salpicando como gotas de água que sobram de uma sede morta num bebedouro. Do lápis ficam as lascas, as sombras ágeis que esquecem a luz e que, cansadas, deixam a urgência de marcas e se encostam. Para se deixar ser. As horas caídas, penduradas nos dias, voltam a lembrar perguntas, fazendo sombra nos olhos, para os pôr tombando pelos pensamentos. Cinzas que sempre ficam, para que de vez em quando no ar se espalhem, e se tornem pó, voltando a pousar. Deixando-se estar. Nas horas mortas, partem os sons, enrolados, deixando um rasto nos ouvidos, no fim da linha do pensamento, na sombra da memória. E aí descansam. Para um dia fazer lembrar. E o corpo vive, pelos gestos de luz, pelo contorno das sombras, na quietude, nos movimentos, nos desenhos e manchas que ficam das aparas do tempo.

ESTREIA ABSOLUTA

ACOLHIMENTO

música bruna carvalho

— 19

Penumbra


30 ABRIL A 17 maIO TMSM

acolhimento

— 20

Consultar programa específico

DDD + FITEI O jovem, mas robusto DDD- Festival Dias da Dança e o histórico, mas renovado FITEI – Festival Internacional de Teatro de Expressão Ibérica, mantendo-se fiéis ao seu ADN individual, unem-se numa grande cumplicidade artística e parceria de comunicação, colocando a região norte Portugal no circuito internacional das artes performativas. Depois de 4 edições do FITEI em Viana, o DDD+FITEI estreia-se em Viana do Castelo, com obras de criadores nacionais e internacionais assim como iniciativas de mediação.


Companhia Certa do Varazim Teatro Póvoa de Varzim Texto

30 MAIO 22H00 café concerto DO TMSM Duração aprox.: 70 min s/intervalo M12

Cláudio Gotbeter Tradução

Joana Soares Encenação

A prudência morreu de velha interpretação ana lídia pereira, bruna as, joana soares assistência de produção inês dos santos desenho de luz eduardo faria cenário e figurinos companhia certa

É noite de Passagem de Ano, Maria das Dores e Maria do Socorro, duas mulheres desgastadas pelo tempo e esquecidas num tempo, talvez o de hoje, encontram-se a celebrar sem grande entusiasmo mais um Ano Novo. Aterrorizadas pela insegurança reinante na sociedade em que vivem, talvez a nossa, fazem uso e abuso dessa virtude cardinal que é a “prudência”. No momento em que Esperança bate à porta são despoletados uma série de receios, e medos, nas duas amigas. Apesar de tudo é Ano Novo e nada pode estragar os festejos!

ACOLHIMENTO

— 21

Eduardo Faria


6 junho 21h30 sala principal DO TMSM Duração aprox.: 70 min s/intervalo M12

A Companhia de Teatro do Algarve FARO

TEXTO

Michael Mackenzie Tradução

acolhimento

— 22

Instruções para abolir o Natal Pano de fundo: a crise financeira de 2008. O que nos levou à crise é o que está em causa neste texto – e no espetáculo. Não são necessários vastos conhecimentos para percebermos que existimos num universo socioeconómico com várias crises e cada uma delas tem origem diversa. E cada uma delas levará, eventualmente, a uma nova crise. Não há certezas; mas identificam-se semelhanças nos comportamentos do universo financeiro em cada crise que se afirma em cada tempo, com maior ou menor relevância, com maior ou menor abrangência. Chegam-nos notícias de reuniões de alto nível repletas de apertos de mão e vénias excessivas, de indivíduos que tomam decisões em nome de pessoas que não conhecem. Ou será que já não é assim?

Sara Mendes Vicente ENCENAÇÃO

Isabel dos Santos

interpretação luís vicente, sara mendes vicente cenografia jean-guy lecat música zé eduardo desenho e operação de luz octávio oliveira designer rita merlin produção executiva elisabete martins comunicação sofia rodrigues secretariado ana anastácio


Companhia de Teatro de Almada ALMADA TEXTO

3 OUTUBRO 21H30 sala principal DO TMSM Duração aprox.: 90 min s/intervalo M12

Primo Levi ENCENAÇÃO

Se isto é um homem intérprete cláudio da silva cenografia manuel graça dias e egas josé vieira tradução simonetta neto luz guilherme frazão som miguel laureano assistente de  encenação marco trindade pintura de cena diogo costa produção paulo mendes direcção de montagem guilherme frazão montagem andreia mendrico, ivan teixeira, paulo horta e rodrigo marques (estagiário)

Testemunho perturbante sobre o Holocausto, Se isto é um homem é uma obra-prima que ensaia uma análise fundamental sobre o mecanismo do campo de concentração, sobre a humilhação do homem pelo homem, visando o extermínio. Primo Levi (1919-1987) escreveu este pedaço literário e documental à saída do inferno concentracionário de Auschwitz – uma narrativa de grande contenção, organizada em pequenos capítulos que são como estilhaços da memória.

ACOLHIMENTO

— 23

Rogério de Carvalho


10 a 18 novembro tMSM

6 outubro 21h30 TMSM

Consultar programa específico

Apresentação da programação

acolhimento

— 24

4ª edição festival de teatro de Viana do Castelo A quarta edição do Festival de Teatro de Viana do Castelo, uma organização do Teatro do Noroeste – CDV e da Câmara Municipal de Viana do Castelo, decorre de 10 a 18 de novembro, no Teatro Municipal Sá de Miranda. Uma seleção de espetáculos de diferentes estéticas que é apresentada ao longo de nove dias dedicados a celebrar a diversidade e excelência da criação artística contemporânea. Uma festa do Teatro em que a participação é mesmo o que mais importa e em que a acessibilidade, a educação e a inclusão de novos públicos mobilizam um Serviço Educativo responsável por iniciativas dedicadas às mais diversas comunidades.


Komm, Vien, Come, Venham! A mediação aproxima o objeto artístico de quem vê, promove o desenvolvimento de públicos, a inclusão e a acessibilidade dos cidadãos às experiências de fruição cultural.


Digestivo Conversas pós-espetáculo

— 26

Imediatamente após cada espetáculo, e no mesmo espaço da sua apresentação, é dinamizada uma conversa entre os intérpretes, os criadores e os espetadores, favorecendo a expressão de perguntas, reflexões, críticas e elogios, procurando aprofundar efetiva e afetivamente a mediação artística entre teatro e públicos.

SERVIÇO EDUCATIVO

Ver com as mãos Previamente agendada e meia hora antes do início do espetáculo, é feito o reconhecimento sensorial da área de representação com os espetadores cegos e amblíopes, juntamente com técnicos acompanhantes (no caso de grupos) e com o apoio da equipa de Serviço Educativo.

Gestu Em simultâneo com a representação do espetáculo, é feita a sua tradução em Língua Gestual Portuguesa por uma equipa da CTILG – Serviços de Tradução e Interpretação em Língua Gestual Portuguesa, particularmente destinado aos espetadores surdos.


A paz perpétua PÁG 18

10 janeiro Digestivo

27 MARÇO Digestivo

40 mil quilovátios

Penumbra

PÁG 15

25 janeiro Digestivo

PÁG 19

23 MAIO Digestivo

Mas alguém me Se tu visses perguntou se eu o que eu vi queria ir ao teatro?! PÁG 10

PÁG 8

Em todas as sessões Digestivo VER COM AS MÃOS 10 fevereiro GESTU

Vídas íntimas PÁG 16

15 fevereiro Digestivo

A grande emissão do mundo português PÁG 17

07 MARÇO Digestivo

O gato Malhado e a andorinha Sinhá PÁG 9

14 MARÇO Digestivo VER COM AS MÃOS 21 março GESTU

23 MAIO Digestivo 30 MAIO VER COM AS MÃOS

Instruções para abolir o Natal PÁG 22

06 junho Digestivo

O lugre PÁG 11

26 junho Digestivo 27 JUNHO VER COM AS MÃOS 03 julho GESTU

Se isto é um homem PÁG 23

30 MAIO GESTU

03 OUTUBRO Digestivo

A prudência morreu de velha

Falar verdade a mentir

PÁG 21

PÁG 12

30 maio Digestivo

16 OUTUBRO Digestivo 17 outubro VER COM AS MÃOS 23 OUTUBRO GESTU

Festival de teatro de Viana do Castelo PÁG 24

10 — 18 NOVEMBRO Digestivo VER COM AS MÃOS GESTU todos os espetáculos

— 27

PÁG 14

SERVIÇO EDUCATIVO

Noites brancas


SERVIÇO EDUCATIVO

— 28

Workshops de Teatro Temáticos

PARA CRIANÇAS E JOVENS ENTRE 6 E 12 ANOS

6 a 10 abril

férias da páscoa

09h00 – 12h30 / 14h30 – 17h00

Minho, Amado Jorge! 29 junho a 3 julho férias de VERÃO

09h00 – 12h30 / 14h30 – 17h00

Santareno, Viana, Mar! 14 a 18 dezembro Férias de Natal

09h00 – 12h30 / 14h30 – 17h00

Mentir é feio ou não é, Garrett?

Relacionados com os espetáculos de Criação e dirigidos por atores do Elenco Residente, abordam técnicas de expressão dramática e promovem um momento final de partilha entre públicos, participantes e Companhia. 


Visitas guiadas à exposição TN-CDV 25 anos

CURADORIA

Paula Anjos Terça-feira a sábado, das 9h00 às 19h00 Gratuito e acessível a grupos até 25 pessoas mediante marcação

SERVIÇO EDUCATIVO

— 29

Uma viagem de 1991 a 2016 através das primeiras 130 criações da Companhia.


Coleção

Peças do Noroeste

— 30

Contempla a publicação de textos levados à cena pelo Teatro do Noroeste — CDV que constituam dramaturgia inédita em Portugal.

Lançamento 27 março Nº3

Mas alguém me perguntou se eu queria ir ao teatro?!

SERVIÇO EDUCATIVO

De

Ricardo Simões

1 junho Nº4

Se tu visses o que eu vi

De Raquel Amorim, Ana Perfeito, Elisabete Pinto Ilustração Rui Carvalho

15 novembro Nº5

O lugre Dramaturgia

João Mota Bernardo Santareno

sobre a obra de


Unsere, Notre, Ours, Nosso! Oficinas regulares de teatro, rede cultural associativa, bolsa de criação e festival de teatro amador, formação avançada para atores profissionais, animação comunitária, café e restaurante no teatro.


Oficinas Regulares de Teatro De setembro a junho, às terças-feiras, das 18h30 às 20h00, oficinas dedicadas à prática lúdica de teatro dirigidas por atores do Elenco Residente. Informe-se e venha desfrutar da prática lúdica do teatro.

ATIVAsénior

Oficina de Teatro com Seniores — Desde 2012

ATIVAjúnior

Oficina de Teatro com Jovens — Desde 2014

Enquanto Navegávamos

— 32

Oficina de Teatro com Ex-trabalhadores dos ENVC — Desde 2015

ATIVAtodos

COMUNIDADE

Oficina de Teatro dos 18 aos 60 — a partir de janeiro de 2020

31 JANEIRO

ESTREIA

navio hospital gil eannes

Gil, Santareno, Eannes

ATIVAsénior, ATIVAjúnior e Enquanto Navegávamos


Seminário Teatral: Tendências do Teatro Contemporâneo

COM

Alexandra Moreira da Silva* *Professora, investigadora, tradutora, dramaturgista, vice-diretora do Instituto de Estudos Teatrais da Universidade Sorbonne Nouvelle - Paris III

22 FEVEREIRO 15h00 – 18h00

CAFÉ CONCERTO DO TMSM Aberto a todos os públicos. Entrada livre.

COMUNIDADE

15h00 – 18h00

— 33

31 OUTUBRO


15 a 25 julho sala principal E CAFÉ CONCERTO DO TMSM

COORDENAÇÃO

Guillermo Heras

COMUNIDADE

— 34

Escola de Verão para atores

Santareno e Pasolini: o olhar excluído TEMA 2020

01 MAIO A 26 JUNHO CANDIDATURAS 30 JUNHO COMUNICAÇÃO DE ADMISSÕES 01 A 06 JULHO INSCrições 25 JULHO 21h30 Apresentação do exercício final

A Escola de Verão para Atores é um encontro de formação dirigido a atores profissionais e estudantes de teatro que, sob a direção de Guillermo Heras, convida um formador de reconhecido mérito para cada uma das áreas abordadas, de acordo com o tema de cada edição. Decorrendo em regime de residência aberta e incluindo alojamento gratuito dos participantes durante 12 dias em Viana do Castelo, a Escola de Verão para Atores tem lugar no centenário Teatro Municipal Sá de Miranda, proporcionando uma experiência singular de aprendizagem e partilha em artes performativas.


Seminário de dramaturgia

e leitura dramatizada

COM

Guillermo Heras* *Ator, encenador, dramaturgo, professor, fundador da Muestra de Teatro Español de Autores Contemporâneos, em Alicante, Espanha, que dirige desde 1993.

10 a 14 MARÇO 24 a 28 novembro CAFÉ CONCERTO DO TMSM Aberto a todos os públicos. Entrada livre.

Sob o signo O Desejo: teoria, debate, escrita, análise, leitura dramatizada, apresentação pública de textos criados pelos participantes.

COMUNIDADE

— 35

SEGUNDA A SEXTA — 21h00 - 23h00 Sábado — 11h00 - 13h00 / 15H00 - 19H00


COMUNIDADE

— 36

Teia — Teatro em iniciativa associativa Fundada em 6 de dezembro de 2008, a TEIA - Teatro Em Iniciativa Associativa é uma confederação de associações culturais reunidas em prol da promoção da criação e fruição artística, a partir das suas atividades culturais de raiz associativa.

Membros Centro Cultural do Alto Minho MAOS - Movimento de Artes e Ofícios, Associação Promotora Grupo Etnográfico de Areosa Associação Desportiva Cultural e Social de Subportela Núcleo Promotor do Auto da Floripes 5 de Agosto Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo Associação Guias de Portugal - Região de Viana do Castelo SIRSA - Sociedade de Instrução e Recreio Social Areosense, Areosa Associação Cultural de Mujães Associação Cultural de Freixieiro de Soutelo Krisálida - Associação Cultural do Alto Minho Associação Desportiva e Cultural Seara, Ponte de Lima Viv’Experiência - Promoção e Animação Turística Lda. Grupo S. Paulo da Cruz ACEP - Associação Cultural e de Educação Popular Grupo Folclórico das Bordadeiras da Casa do Povo de Cardielos Associação Cultural de Chafé ArtMatriz - Associação Cultural e Artística Grupo de Danças e Cantares da Casa do Povo de Vila Nova de Anha Casa do Povo de Lanheses SIRA - Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense TPC - Teatro Popular de Carapeços Associação SóPodia Teatrices e Companhia Teatro de Balugas Associação de Teatro Experimental de Feitos Duplaface - Companhia das Artes  Grupo de Teatro Vai Avante


A Bolsa TEIA de Criação Teatro Amador é lançada com o objetivo de incentivar a produção de teatro amador no âmbito das associações que integram a rede cultural TEIA - Teatro Em Iniciativa Associativa, do Projeto Comunidade do Teatro do Noroeste - CDV. O projeto selecionado deverá estrear até julho de 2020 e poderá ser selecionado para representar Portugal no Festival Transfronteiriço de Teatro Amador de Viana do Castelo de 2020, em setembro, ou nos festivais congéneres das regiões espanholas da Galiza e de Castela e Leão, a realizar em março e junho de 2021. Para além de apoio técnico, logístico e artístico por parte do Teatro do Noroeste - CDV o projeto beneficiário da Bolsa TEIA de Criação Teatro Amador receberá um apoio financeiro de 1.000,00€ (mil euros) para cenografia, figurinos e outros elementos da produção do espetáculo.

22 de dezembro 2019 Anúncio do Projeto Selecionado (2019) 01 julho a 12 setembro Candidaturas 2020 27 setembro Anúncio do Projeto Selecionado

COMUNIDADE

— 37

Bolsa Teia de Criação Teatro Amador


25 a 27 SETEMBRO TMSM Consultar programa específico

COMUNIDADE

— 38

Festival

Transfronteiriço de Teatro Amador — Platta Ao longo de um fim de semana o teatro amador da Galiza, de Castela e Leão e de Portugal tem o seu epicentro em Viana do Castelo, numa partilha para todos os públicos. Uma festa do teatro… com amor!

Circuito Ibérico de Artes Escénicas O Teatro do Noroeste – CDV integra, desde final de 2017, o Circuito Ibérico de Artes Escénicas, plataforma criada por um conjunto de companhias independentes, portuguesas e espanholas, que desenvolvem atividades de criação artística nas áreas do teatro e da dança. Ao longo da temporada, o Circuito Ibérico de Artes Escénicas é responsável pela realização de mais de 50 espetáculos em teatros e salas de Portugal e de Espanha.


Lass uns gehen, On y va, Let’s go, Vamos! 365 dias para caminhar com 5 diferentes espetáculos e fazer mais de 30 apresentações ao longo de Portugal e Espanha, de Viana para o Mundo.


Rottweiler 11 JANEIRO

21h30 Quinta da Caverneira Maia

18 JANEIRO 21h00 Auditório Municipal António Silva Cacém

07 março 21h30 Cine-Teatro Garrett Póvoa de Varzim

04 ABRIL

CIRCULAÇÃO

— 40

21h30 Teatro Lethes FARO

16 a 19 abril 21h30 Quinta a sábado 16h00 Domingo Teatro da Comuna Lisboa

Maio/Junho dia e hora a anunciar Yesu Luso São Paulo, Brasil

27 AGOSTO 21h30 Fórum Municipal Luísa Todi SETÚBAL

3 a 6 setembro 21h30 Quinta a sábado 16h00 Domingo Sala de Bolso - Assédio Teatro Porto


O gato Malhado e a andorinha Sinhá Abril

dia e hora a anunciar Teatro Guirigai Los Santos de Maimona, Badajoz — Espanha

Abril

27 abril a 4 junho Segunda a sexta Jardins de Infância Concelho de Viana do Castelo

Falar verdade a mentir 20 novembro

21h30 Teatro Garcia de Resende Évora

Bojador 09 e 10 maio Teatro Municipal Joaquim Benite almada

20 setembro 16h00 Teatro Regional da Serra do Montemuro CASTRO DAIRE

29 SETEMBRO 10h30 E 14H30 Teatro das Beiras COVILHÃ

novembro dia e hora a anunciar Teatro de La Fundición Sevilha — Espanha

3 dezembro 21h30 Theatro Circo Braga

CIRCULAÇÃO

Se tu visses o que eu vi

— 41

dia e hora a anunciar La Nave del Duende Cáceres — ESPANHA


CARTÃO CLAN — CLUBE DE AMIGOS DO NOROESTE

Subscreva a Assinatura Anual do Cartão CLAN — Clube de Amigos do Noroeste! Válido por 12 meses a partir da data de subscrição ou renovação, o Cartão CLAN oferece:

— 42

1 bilhete gratuito e 50% de desconto nos restantes bilhetes em todos os espetáculos de Criação 1ª Subscrição

35 € geral 30 € sénior 25 € estudante

INFORMAÇÕES

Renovação

30 € geral 25 € sénior 20 € -estudante

1 bilhete com desconto de 60% e 50% de desconto nos restantes bilhetes em todos os espetáculos em Acolhimento Desconto de 20% no menu refeição do Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda Desconto de 20% no Passe do Festival de Teatro de Viana do Castelo Desconto de 50% na Coleção Peças do Noroeste e outras edições do Teatro do Noroeste - CDV

CLAN CLUBE DE AMIGOS DO NOROESTE

VERA MANUEL Nº 0000


TEATRO DO NOROESTE – CENTRO DRAMÁTICO DE VIANA

Teatro Municipal Sá de Miranda Rua Sá de Miranda 4900-529 Viana do Castelo T 258 823 259 / 967 552 988 geral@centrodramaticodeviana.com www.centrodramaticodeviana.com F @teatro.do.noroeste.cdv IG @teatrodonoroestecdv

T 258 823 428 F @cafeconcertotmsm

Horário: segunda a sábado 10h00 às 22h00* *Horário geral, adaptável ao decurso dos espetáculos por forma a garantir o funcionamento em paralelo com todas as atividades públicas do Teatro Municipal Sá de Miranda.

BILHETEIRA DO TEATRO MUNICIPAL SÁ DE MIRANDA T 258 809 382

tmsm@cm-viana-castelo.pt www.cm-viana-castelo.pt/pt/ teatro-municipal-sa-de-miranda

— 43

CAFÉ CONCERTO DO TEATRO MUNICIPAL SÁ DE MIRANDA

INFORMAÇÕES

CONTACTOS


Preçário

CRIAÇÃO

Normal — 10,00€ Social, de Grupo ou Família — 5,00€* Cúmplice — 4,00€** CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 0,00€ e 50% desconto em segundo bilhete

— 44

ACOLHIMENTO

Normal — 10,00€ Social, de Grupo ou Família* — 5,00€* Cúmplice — 4,00€** CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 4,00€ e 50% desconto em segundo bilhete ESCOLA DE VERÃO PARA ATORES

INFORMAÇÕES

200,00€ (duzentos euros) com alojamento incluído WORKSHOPS DE TEATRO TEMÁTICOS

COLEÇÃO PEÇAS DO NOROESTE

Normal — 8,00€ CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 4,00€ CAFÉ CONCERTO

Almoço Normal — 8,00€ CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 6,40€ Jantar (sob reserva) Normal — 12,50€ CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 10,00€ Jantar e espetáculo (sob reserva) Normal — 14,00€ CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 12,00€

60,00€ (sessenta euros) por inscrição OFICINAS DE TEATRO REGULARES

ATIVAjúnior — 30,00€ mensais [setembro-junho] ATIVAsénior — gratuita Enquanto Navegávamos — gratuita ATIVAtodos — 30,00€ mensais [setembro-junho] SEMINÁRIO COM GUILLERMO HERAS

10,00€ mensais [março-novembro] SEMINÁRIO COM ALEXANDRA MOREIRA DA SILVA

Entrada livre PASSE FESTIVAL DE TEATRO DE VIANA DO CASTELO

Normal — 10,00€ CLAN - Clube Amigos do Noroeste — 8,00€

* Não acumulável com outras reduções de preço. Aplica-se: Nos espetáculos para a infância, a grupos de, no mínimo, 4 pessoas; A grupos de, no mínimo, 6 pessoas; A maiores de 65 anos, menores de 30, desempregados/as, mediante apresentação de documento comprovativo no ato de compra Na apresentação de folheto promocional de desconto. ** Não acumulável com outras reduções de preço. Aplica-se a: Membros da TEIA e grupos das Juntas de Freguesia de Viana do Castelo previamente organizados; Profissionais de teatro, mediante apresentação de documento comprovativo no ato de compra. As atividades omissas e/ou supervenientes são de entrada livre, de acordo com a lotação disponível, salvo disposição excecional e específica, atempadamente comunicada. Para informações sobre procedimentos de reserva e/ou levantamento de bilhetes, recomendamos que efetue um contacto prévio com o Teatro do Noroeste - CDV.


direção artística ricardo simões direção
 elisabete pinto ana perfeito  raquel amorim gestão financeira elisabete pinto contabilidade e apoio de gestão ana paula antunes consultoria correia da silva direção de serviço educativo
 raquel amorim 

elenco residente
 alexandre calçada
 ana perfeito elisabete pinto tiago fernandes cenografia e adereços porfírio barbosa públicos e comunicação ana reguengo produção executiva adriel filipe

— 45

direção de projeto comunidade 
 ana perfeito

edições e relações internacionais
 tiago fernandes cafetaria e restaurante antónio monteiro marli nascimento wilson soares atendimento e secretaria patrícia soares desenho gráfico
 rui carvalho serralharia e montagem josé esteves videografia  luís lagadouro  elenco de honra 
 armanda santos filomena mouta josé escaleira
 raquel amorim 
 tomás gonçalves consultores artísticos alexandra moreira da silva
 guillermo heras 

As atividades do Teatro do Noroeste - CDV, Companhia Residente do Teatro Municipal Sá de Miranda, são apoiadas pelas respetivas equipas Técnica, de Frente de Casa e de Bilheteira, de acordo com o Protocolo de Cooperação Cultural com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, em vigor desde 1991.

INFORMAÇÕES

Teatro do Noroeste — Centro Dramático de Viana


mês

dia

PROGRAMAÇÃO

10

NOITES BRANCAS

25

40 MIL QUILOVÁTIOS

31

GIL, SANTARENO, EANNES

4 A 21

MAS ALGUÉM ME PERGUNTOU SE EU QUERIA IR AO TEATRO?!

15

VIDAS ÍNTIMAS

22

Seminário Teatral: Tendências do Teatro Contemporâneo com Alexandra Moreira da Silva

27 - 27 MAR

O GATO MALHADO E A ANDORINHA SINHÁ

7

A GRANDE EMISSÃO DO MUNDO PORTUGUÊS

10 A 14

Seminário de dramaturgia e leitura dramatizada com Guillermo Heras

27 E 28

A PAZ PERPÉTUA

6 A 10

WORKSHOPS DE TEATRO TEMÁTICOS — Férias da Páscoa

27 A 4 JUN

SE TU VISSES O QUE EU VI

30 A 17 MAI

DDD + FITEI

23

PENUMBRA

30

A PRUDÊNCIA MORREU DE VELHA

6

INSTRUÇÕES PARA ABOLIR O NATAL

26 A 4 JUL

O LUGRE

29 A 3 JUL

WORKSHOPS DE TEATRO TEMÁTICOS — Férias de Verão

Julho

15 A 25

ESCOLA DE VERÃO PARA ATORES

Setembro

25 A 27

FESTIVAL TRANSFRONTEIRIÇO DE TEATRO AMADOR - PLATTA

3

SE ISTO É UM HOMEM

6

APRESENTAÇÃO DA PROGRAMAÇÃO DA 4ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE TEATRO DE VIANA DO CASTELO

16 A 31

FALAR VERDADE A MENTIR

31

Seminário Teatral: Tendências do Teatro Contemporâneo com Alexandra Moreira da Silva

10 A 18

FESTIVAL DE TEATRO DE VIANA DO CASTELO — 4ª EDIÇÃO

24 A 28

Seminário de dramaturgia e leitura dramatizada com Guillermo Heras

14 A 18

WORKSHOPS DE TEATRO TEMÁTICOS — Férias de Natal

Janeiro

— 46

Fevereiro

Março

PROGRAMA ANUAL

Abril

Maio

Junho

Outubro

Novembro Dezembro


área

espaço

class. etária

pág

acolhimento

Café Concerto do TMSM

M12

14

acolhimento

Café Concerto do TMSM

M12

15

comunidade

Navio hospital Gil Eannes

criação

Café Concerto do TMSM

M12

8

acolhimento

Sala Principal do TMSM

M12

16

comunidade

Café Concerto do TMSM

TODOS

33

criação

Sala Principal do TMSM

acolhimento

Café Concerto do TMSM

M12

17

comunidade

Café Concerto do TMSM

TODOS

35

acolhimento

Café Concerto do TMSM

18 6 - 12

28

TODOS

10

criação

Café Concerto do TMSM

acolhimento

Teatro Municipal Sá de Miranda

acolhimento

Café Concerto do TMSM

M6

19

acolhimento

Café Concerto do TMSM

M12

21

acolhimento

Sala Principal do TMSM

M12

22

criação

Sala Principal do TMSM

M12

11

serviço educativo

20

6 - 12

comunidade

Sala Principal e Café Concerto do TMSM

comunidade

Teatro Municipal Sá de Miranda

acolhimento

Sala Principal do TMSM

28 34 38

M12

23 24

criação

Café Concerto do TMSM

M12

12

comunidade

Café Concerto do TMSM

TODOS

33

acolhimento

Teatro Municipal Sá de Miranda

comunidade

Café Concerto do TMSM

serviço educativo

24 TODOS

35

6 - 12

28

— 47

9

PROGRAMA ANUAL

serviço educativo

32


APOIOS

PATROCÍNIOS

PARCEIROS

MEDIA PARTNERS

REDES


Profile for Teatro do Noroeste - CDV

PROGRAMAÇÃO 2020 | TEATRO DO NOROESTE - CDV  

O Teatro do Noroeste – CDV é a companhia profissional de teatro residente do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo. A Programa...

PROGRAMAÇÃO 2020 | TEATRO DO NOROESTE - CDV  

O Teatro do Noroeste – CDV é a companhia profissional de teatro residente do Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo. A Programa...

Advertisement