__MAIN_TEXT__

Page 1

SÃO LUIZ MAIS NOVOS

ERA UMA VEZ UM PAÍS ASSIM: CONTAR BEM CONTADAS A DITADURA E A REVOLUÇÃO TEATRO DO VESTIDO JOANA CRAVEIRO Sessão Descontraída: 7 abril, domingo 16h


SESSÕES DESCONTRAÍDAS NO SÃO LUIZ

Sessões de teatro, dança, cinema que podem decorrer numa atmosfera mais descontraída e acolhedora e com mais tolerância no que diz respeito ao movimento e ao barulho na plateia; podem ainda implicar pequenos ajustes no espetáculo (iluminação, som) e no acolhimento do público, para melhor se adaptarem às suas necessidades. As sessões descontraídas procuram reduzir os níveis de ansiedade e tornar a experiência mais agradável. Destinam-se a todos os indivíduos e famílias, pessoas com condições do espetro autista (ASD), incluindo síndrome de Asperger; pessoas com deficiência intelectual; crianças com défice de atenção; pessoas com síndroma de Down; pessoas com síndroma de Tourette; séniores em estados iniciais de demência; pessoas com deficiências sensoriais, sociais ou de comunicação. Não são, no entanto, uma forma de contrariar a classificação etária dos espetáculos (por exemplo, permitir que crianças muito pequenas possam assistir a espetáculos que não sejam adequados para a sua idade). Da mesma forma, não procuram criar um espaço para outro tipo de atividade durante o espetáculo que não o usufruto do mesmo. Esta é uma colaboração entre salas de espetáculo e pais, cuidadores e acompanhantes para que todas as pessoas possam assistir ao mesmo espetáculo.

2


SÃO LUIZ TEATRO MUNICIPAL

Entrada principal Rua António Maria Cardoso, nº 54

ª

Estamos no Teatro São Luiz para assistir a um espetáculo chamado Era uma vez um País assim: contar bem contadas a Ditadura e a Revolução.

ª

Depois de passar a porta principal, temos a bilheteira, lugar onde se compram os bilhetes.

ª

À entrada, temos de passar uma porta para entrar no foyer. Aí está um assistente que nos recebe e nos indica o caminho para a sala do espetáculo.

ª

3


Os assistentes de sala estão no Teatro para nos ajudar e para esclarecer as nossas dúvidas.

ª

Se precisarmos de ir à casa de banho, devemos procurar o símbolo WC ou um assistente de sala para ajudar a encontrar o caminho. A casa de banho dos homens fica no piso -1, a das mulheres no piso -2.

ª

Este é o foyer da entrada principal do Teatro, a partir daqui indicamnos o caminho para a sala onde vai começar o espetáculo.

ª

Esta é uma outra entrada do Teatro, pelo largo do Picadeiro, é a entrada pelas traseiras e também de acesso mais fácil e direto à sala Mário Viegas. Qualquer uma das entradas do Teatro nos permite chegar à sala onde vai decorrer o espetáculo.

ª

4


Durante o espetáculo, a ideia é ficarmos à vontade e atentos, para que possamos assistir a tudo o que acontece. Não vamos tirar fotografias, nem fazer vídeos.

ª

Se o barulho incomodar, podemos tapar os ouvidos ou dar a mão a quem nos acompanha. Em qualquer momento, podemos sair para um lugar mais sossegado e voltar a entrar na sala.

ª

Se houver alguma emergência, devemos seguir as indicações dadas pelos assistentes de sala e pela sinalética.

ª

No final podemos sair pelo mesmo caminho por onde entrámos e podemos dizer que já fomos ao Teatro São Luiz. Podemos usar a porta da frente ou das traseiras que fica muito perto da sala onde decorre o espetáculo.

ª

5


Uma parceria Acesso Cultura e São Luiz Teatro Municipal Mais informações: info@teatrosaoluiz.pt Esperamos que tenha gostado da visita. Duração (aprox.): 1h Fotos do Teatro do Vestido www.teatrosaoluiz.pt / acessocultura.org

6


GUIÃO O espectáculo começa com os quatro intérpretes sentados nas secretárias. Cantam uma música e gesticulam com uns braços compridos e mãos de madeira.

ª

Os actores levantam-se ainda a cantar e passam para trás da parede de malas onde começam a mostrar alguns objectos por cima e por lado dessa estrutura.

ª

A determinada altura, uma das actrizes levanta um pau comprido que simboliza uma régua de escola.

ª

7


Um dos actores começa a correr pelo palco, entusiasmado com o facto de os colegas dizerem que têm uma história para contar.

ª

Durante o espectáculo são mostrados vários objectos por cima e pelo meio da estrutura de malas. Cantam-se músicas e tocam-se instrumentos (guitarra eléctrica, guitarra acústica, acordeão, piano, kazoos, pífaro). Estes instrumentos por vezes fazem sons muito agudos.

ª

Os actores aparecem tanto de um lado como do outro da estrutura de malas, mostrando e operando vários objectos.

ª

8


O elenco simula um ataque a um dos actores e este cai no chão.

ª

De vez em quando, há interacção com o público. Falam com os espectadores e mostram-lhes alguns objectos que usam durante o espetáculo.

ª

Um dos temas abordados é a guerra colonial, onde um actor vem à frente explorar uma ‘mala de memórias’ e mostra alguns objectos muito próximo da primeira fila.

ª

9


Nessa ‘mala de memória’ os outros actores mostram umas fotografias colocadas numa corda aos espectadores.

ª

Durante todo o espectáculo, é tocada música ao vivo com vários instrumentos: guitarra eléctrica, guitarra acústica, acordeão, pífaro, piano. Se o som destes intrumentos te incomodar podes sempre sair da sala.

ª

No final, é mostrada uma projecção de slides numa tela. O espectáculo termina com os actores a vestir roupas coloridas.

ª

10

Profile for Teatro São Luiz

ERA UMA VEZ UM PAÍS ASSIM: CONTAR BEM CONTADAS A DITADURA E A REVOLUÇÃO - HISTÓRIA VISUAL SD  

ERA UMA VEZ UM PAÍS ASSIM: CONTAR BEM CONTADAS A DITADURA E A REVOLUÇÃO - HISTÓRIA VISUAL SD  

Advertisement