Issuu on Google+

ANÁLISE ESTATÍSTICA janeiro • abril

2011 |1|


ANÁLISE DE DORMIDAS NACIONAIS E ESTRANGEIRAS Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Acumulado Janeiro | Abril • 2010/2011

A Turismo Centro de Portugal efectua, nesta edição, uma análise dos principais indicadores económicos, dados concedidos pelo INE e Turismo de Portugal I.P., para o pretérito período compreendido entre Janeiro e Abril. A análise de dormidas Nacionais e Estrangeiras no Centro de Portugal, comparadas com as outras áreas promocionais i.e. Porto e Norte de Portugal, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira, no que respeita ao referido período, anos 2010|2011, obtiveram um crescimento de +3,3%, comprovando a retoma da economia. Os resultados globais na actividade turística nacional, plasmados no quadro abaixo, revelam uma tendência favorável, como podemos verificar:

Fonte: INE

No total de estabelecimentos hoteleiros, no período Janeiro | Abril 2011, e após comparação com período homólogo, os resultados globais, revelam um crescimento nas dormidas Nacionais e Estrangeiras de +7,1%. Os estabelecimentos hoteleiros receberam um total de 3.648.102 hóspedes contra os 3.481.211 do ano anterior, que originaram um total de 9.541.946 dormidas em 2011, contra as 8.910.605 do período homólogo, geradas pelos principais Mercados Emissores, nomeadamente, Alemanha, Espanha, Brasil, França e Holanda. Esta variação de dormidas resulta do tempo de estada do hóspede no estabelecimento hoteleiro, ou seja, cada hóspede usufruiu de um período de estada superior em 2011, comparativamente a 2010. |2|


Fonte: INE

O Centro de Portugal, no acumulado em análise, superou com um aumento significativo de +31.418 dormidas Nacionais e Estrangeiras. Os Mercados Emissores com maior número de dormidas, geradores de um aumento significativo, foram o Brasil (+27,1%), EUA (+58,7%), Holanda (+49,2%), Itália (+12,6%), e Reino Unido (12,3%). A Alemanha (+4,7%) e Irlanda (+5,2%) destacam-se, igualmente, pelo crescimento nas suas dormidas. Espanha, apesar de ter tido um decréscimo menos significativo que na análise anterior, mas ainda com valores negativos (-3,5%), continua a ser o mercado que mais dormidas gera, devido à sua proximidade geográfica, nesta área promocional.

Fonte: INE

|3|


Abaixo, procedemos à análise dos valores relativos ao conjunto de dormidas nacionais e estrangeiras no Centro de Portugal, comparativamente com as restantes áreas promocionais.

Fonte: INE

Comparativamente às restantes áreas promocionais, o Porto e Norte de Portugal registou um número de dormidas Nacionais e Estrangeiras, com uma variação relativa de +31.553, Lisboa registou uma variação de +113.4125, Alentejo de +24.971, Algarve de +369.741, seguindo-se os Açores (-4.979) e, finalmente, já com sinais de recuperação, encontra-se a Madeira com +65.341 dormidas.

Fonte: INE

Relativamente às dormidas nacionais e, no que se refere ao acumulado Janeiro – Abril, após comparação com período homólogo respectivo, revelam um aumento de +1,6%. As unidades hoteleiras acolheram um total de 1.888.652 hóspedes contra os 1.855.739 em 2010, originando um total de 3.356.345 dormidas nacionais no período em análise, contra as 3.304.632 registadas em 2010.

|4|


Fonte: INE

No total dos estabelecimentos hoteleiros, no período acumulado Janeiro – Abril, e após comparação com período homólogo respectivo, os dados revelam um aumento de dormidas estrangeiras de 10,3%. As unidades hoteleiras receberam um total de 1.759.450 hóspedes contra os 1.625.472 do ano anterior, que originaram um total de 6.185.601 dormidas em 2011, contra as 5.605.973 do período homólogo, geradas sobretudo pelos mercados de Alemanha, Brasil, Espanha, Holanda, França, Brasil, EUA e Reino Unido.

Fonte: INE

O Centro de Portugal registou um aumento de 6,1%, traduzido numa variação relativa de +16.173 dormidas.

|5|


Em relação às restantes áreas promocionais, todas apresentaram crescimento: Porto e Norte de Portugal: +14,6%, Lisboa: +7,6%, Alentejo: +32,7%, Algarve: +14,0% e a Madeira: +7,3%. Os Açores registaram uma quebra significativa de -8,8%. Proveitos Globais nos Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos - Por NUTS II Acumulado Janeiro/Abril - 2010 | 2011 No que concerne aos proveitos globais, e no período em análise, verificou-se um crescimento de +1,4% no total, comparativamente com o ano anterior.

Fonte: INE, última actualização a 15/06/2011 (dados provisórios)

O Centro de Portugal registou nos seus proveitos um decréscimo -0,3%, representando uma quota em 2011 de 10,45 % relativamente ao total geral. Também com valores negativos ficaram Lisboa (-2,3%) e Açores (-8,6%). As restantes áreas promocionais apresentaram valores positivos nos seus proveitos globais.

Fonte: INE, última actualização a 12/05/2011 (dados provisórios)

|6|


Nos proveitos globais, o mês de Abril apresentou um crescimento de +10,9% no total, comparativamente ao ano anterior. O Centro de Portugal registou um crescimento de +1,2%, face ao mesmo período homólogo. As restantes áreas promocionais estiverem com crescimento favorável, destacando-se o Algarve e a Madeira.

Fonte: INE, última actualização a 15/06/2011 (dados provisórios)

Sondagem aos Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos, por NUTS II Acumulado Janeiro/Abril - 2010 | 2011

Fonte: INE, última actualização a 15/06/2011 (dados provisórios)

No ano de 2011 e, no que se refere ao Centro de Portugal, a taxa média de ocupação cama foi de 21,90%, registando um decréscimo de -2,3% face ao ano anterior e, no que se refere à taxa de ocupação quarto (31,6%) registando-se um aumento de +0,1%. |7|


Da análise geral dos dados apresentados, podemos afirmar que no período de Janeiro a Abril, o Centro de Portugal obteve resultados positivos. Nos proveitos, quer globais, quer por aposento, as variações são de +1,4% e +3,1% respectivamente. O Rev Par (receita por quarto disponível) foi de €19,80, constatando-se uma pequena oscilação face ao mesmo período do ano anterior, que ficou situado nos €19,90. TAXAS MÉDIAS DE OCUPAÇÃO DAS UNIDADES HOTELEIRAS Após uma abordagem às unidades hoteleiras na área da TCP, e para o período da Páscoa, nomeadamente de Sexta a Domingo de Páscoa, foram analisados os resultados de um conjunto de categorias que nos fez chegar à amostra de dados abaixo referenciada.

Estes resultados foram analisados, após a cedência de informação das Unidades Hoteleiras. Também poderemos concluir que os índices de ocupação mais elevados se situaram tendencialmente no Litoral.

ANÁLISE INDICADORES ATENDIMENTO POSTOS DE INFORMAÇÃO TURÍSTICA AFECTOS À TCP A Turismo Centro de Portugal integra na sua área territorial quatro Pólos de Marca Turística ( Castelo Branco_Naturtejo, Coimbra, Ria de Aveiro e Viseu_Dão Lafões). Os Postos de Informação Turística na área desta Entidade Regional, somam um total de 73 serviços de atendimento, distribuídos da seguinte forma:

|8|


É importante mencionar e avaliar quais os Polos com maior número de visitantes. De salientar, no entanto, que estes dados são recolhidos mensalmente, chamando-se à atenção, para a leitura dos quadros gráficos seguintes:

|9|


Observando os dados acima, podemos concluir que os Polos com maior procura quer seja Mercado Nacional ou Mercado Externo, são os Pólos situados no Litoral, área que concentra a maior oferta turística.

Indicadores Total TCP – Semana Páscoa – 2010 | 2011 Como podemos verificar no gráfico apresentado na página seguinte, foram analisados os indicadores dos postos de atendimento da área da TCP, podendo observar-se que houve oscilação quer a nível nacional, quer a nível de estrangeiros, sendo que a maior representatividade verificou-se no final do período, ou seja, no fim-de-semana de Páscoa. | 10 |


CONCLUSÃO Analisando o conjunto de informação que ao longo deste documento foi apresentado, podemos concluir que o Centro de Portugal, no período em estudo e tendo em conta a conjuntura económica que o país atravessa, teve uma posição favorável, quer ao nível das dormidas dos seus principais Mercados Emissores, quer ao nível do número de visitantes nos Postos de Informação Turística da TCP, estando a mesma relacionada com facto de o período de Páscoa ter ocorrido no mês de Abril.

| 11 |


www.turismodocentro.pt www.facebook.com/turismodocentro

TCP | divisão promoção e animação turística

| 12 |


Dados Estatisticos