Page 1

ANO VII - EDIÇÃO DIGITAL 01

Monte Alegre - Pará - Brasil, sábado 30 de outubro/2010

www.tribunadacalhanorte.com.br / www.tcnnews.com.br

MONTE ALEGRE

Enfermeira afirma que é perseguida pelo prefeito e secretário de saúde A enfermeira Carliane Cavalcante, chefa do PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde) de Monte Alegre, disse com exclusividade a reportagem do jornal Tribuna da Calha Norte Digital, que vem sendo perseguida pelo governo atual e pelo secretário de saúde do município, Dr. Salim Sadala.

Segundo Carliane, o motivo das perseguições é por causa das reivindicações que ela faz junto à secretaria de saúde do município, para melhoria no atendimento a saúde da população e assegurar o direito dos funcionários daquela secretaria. A enfermeira conta que já ganhou na justiça dois mandatos de segurança. «Pág. 12

Filtro Ecológico – Água Limpa para um Mundo Saudável «Pág. 16

Sorriso do Brasil vai realizar cirurgias gratuitas em Santarém Pág. 14 Carliane já acionou a justiça

Temporal faz embarcações afundarem no porto de Juruti «Pág. 18 MEIO AMBIENTE

Referência mundial em primatas realiza palestra em Porto Trombetas Pág. 08 POLÍCIA

Cão herói salva criança de pitbul «Pág. 19

Motocicleta conduzida por menor em alta velocidade atropela pedestre

Pág. 19

CALHA NORTE. Rica, diversa e desconhecida «Pág. 06 E 07

Seleção de Juruti recebe faixa de campeã «Pág. 17 da Copa Oeste do Pará 2010


02

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

OPINIÃO

Sob' as Ondas do Mar * Carlos Ricciardi da Silva

Subindo e descendo o nosso belo, e traiçoeiro Rio Mar, vêse o nosso caboclo desfilando sob os favores das ondas que lhes os sacodem, de um lado para o outro. Mais o bravo homem Amazônida segue em frente com sorriso nos lábios. Cujo enredo da imensidão ambiente, se envolve pondo em evidencia a vontade de nosso caboclo, na luta contra o imperativo do meio, contra uma natureza inculta, selvagem, tão bela e deslumbrante, na roupagem luxuosa e sedutora que lhe veste. O caboclo mostra o retrato exagerado, as formas de um ser desconhecido e valente, que é capaz de usar só força física, e seu pensamento atrevido, para mostrar o quanto é capaz para desafiar os

poderes e os segredos que a natureza lhes o apresenta. Apresentando obstáculos intranspiráveis de um mundo que nada os conhecemos. Mais o homem tenta acreditando em seu talento vã e ao mesmo tempo desconhecendo todos os problemas que podem advir em sua caminhada, quando pensava que superava todos os mistérios da Mãe Natureza. Convencido de seu total fracasso senta na ribanceira, passa a contemplar o Gigante, a tremenda fúria das ondas, no embalo da força Divina, à borbulhar. O caboclo valentão chora! E nunca mais deseja abusar. O castigo vem na hora, e o homem não pode mais o Rio atravessar. * Carlos Ricciardi da Silva, é aposentado e reside na cidade de Óbidos-PA

Apenas R$ 20,00 POR ANO Entre em contato conosco pelo Email: assinatura@tribunadacalhanorte.com.br

COMENTÁRIO

Um vencedor! Sucesso, reconhecimento, fama, glória, muitos de nos lutamos por motivos assim, mas não se constrói um bom nome da noite para o dia, é preciso trabalhar muito, ainda que haja tropeços e quedas é preciso superar os obstáculos, é preciso ter motivação, perseverar, insistir a vida é uma sucessão de batalhas. E m p r e g o , família e amigos todos nos temos um status atual, e temos também expectativa com relação ao futuro, no entanto as reviravoltas do destino nos surpreendem, nem sempre da pra fazer aquilo que gostamos, mas aquele que gosta do que faz e sente orgulho em fazer melhor a cada dia vai as longe, há momentos de calmaria e há momentos agitados decisivos em que a boa intenção na basta é quando a vida nos cobra coragem, arrojo criatividade e um inabalável espírito de luta, a verdade é que os problemas os reveses ocorrem com maior freqüência do que gostaríamos . Os tempos mudam, surgem novos desafios e novos objetivos, os guerreiros olham nos olhos do futuro sem medo, sem arrogância, mas com a confiança de quem está

pronto para o combate, viver é também estar preparado para situações difíceis, o modo como encaramos as dificuldades e que faz a diferença, as vezes nos perguntamos como enfrentar as mudanças radicais que se apresentam diante de nos. “Como atuar num novo cenário onde coisas que fazíamos tão bem,

É uma sensação extremamente agradável chegar ao fim de uma etapa com a consciência do dever cumprido precisam ser reaprendidas”. Como lutar sem deixar para trás valores fundamentais? e mais, como saber a medida exata a ser tomada no momento certo, o mais incrível é que justamente diante de situações adversas, muitos redescobrem o que tem de melhor; a ética, a amizade a capacidade de criar novas estratégias fundamentadas na experiência, o talento para promover alianças positivas, o espírito de liderança, a consciência na força que reside no verdadeiro trabalho em equipe, tudo isso

ADMINISTRAÇÃO E PUBLICIDADE Av. Nilo Peçanha, s/n, Ed. Ribeiro, sala 03. Centro CEP 68220-000 MONTE ALEGRE - PARÁ Propriedade da empresa O SUSSUARANA CARDOSO

E-mail: comercial@tribunadacalhanorte.com.br

SUCURSAL SANTARÉM Trav. Professor Carvalho, 1113, Sala C. Aparecida CEP. 68040-470 Santarém - Pará

www.tribunadacalhanorte.com.br

aflora quando as circunstância exigem quando se sabe que existe um objetivo maior a ser alcançado, claro que não e fácil abandonar hábitos, costumes, não e fácil adaptar aos novos meios, ou usar recursos aos quais não estamos familiarizados, mas todo guerreiro sabe que pessimismo e insegurança nessa hora só atrapalham, ainda que a ameaça venham de vários lados com agilidade força e determinação podemos alcançar o resultado, a combinação de energia e inteligência assim como equilíbrio entre a razão e a emoção são fundamentais para o sucesso. É uma sensação extremamente agradável chegar ao fim de uma etapa com a consciência do dever cumprido e obter a consagração o respeito de todos, o reconhecimento dos colegas, a admiração das pessoas que amamos, ouvir o próprio nome com orgulho, aquele orgulho de quem viu nos obstáculos a oportunidade de crescer, o orgulho de quem soube enfrentar as turbulências da vida e vencer, o orgulho de ser um vencedor que não abriu mão de seus valores fundamentais. *Fabiano Ribeiro é natural de Monte Alegre e trabalha atualmente em Santarém

TELEFONES: (93) 3533-1554 / 8805-0183 9122-5016 / 9145-7591 REDAÇÃO: (93) 8130-2439

Email: redacao@tribunadacalhanorte.com.br

CNPJ nº 07081356/0001-46 DIRETOR-EDITOR - Genival Cardoso DIRETORA ADMINISTRATIVA - Ocidete Sussuarana CHEFE DE REDAÇÃO - Sales Martins

Fabiano Ribeiro*

Os artigos e colunas assinadas, são de inteira responsabilidade de seus autores e nem sempre refletem a opinião deste jornal

www.tcnnews.com.br


03

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Morre o escritor Wilde Fonseca De personalidade firme e marcante, Dororó contribuiu para a cidade contando histórias ao longo de seus 90 anos de vida.

F

aleceu na madrugada de ontem, sextafeira 29, o músico, escritor e contador de histórias Wilde Dias da Fonseca, mais conhecido pela população santarena como Dororó. Wilde foi internado na manhã de quarta-feira (27) em decorrência de sua luta há três anos contra o câncer de próstata. Ao lado do irmão, Maestro Isoca, Wilde Dias da Fonseca, o 'Dororó' fundou em 1963 a orquestra filarmônica Professor José Agostinho, uma das maiores representações da música santarena. Graças ao idealismo do maestro e de outras personalidades da época, a banda que para ele era a 'menina dos olhos' se manteve por mais de

Wilde lutava contra um câncer na próstata trinta anos. Dotado de lembranças e conhecimentos que lhe apresentava como a memória viva de Santarém, o músico de diversas faces compartilhou seu conhecimento por muito tempo, através do programa 'Santarém Coisas Nossas', um espaço para a divulgação da

arte e da cultura santarena. Foi de autoria dele um dos livros mais completos da cidade, o 'Santarém Momentos Históricos'. R i c o e m informação e estudioso, o artista Wilde Fonseca completaria 91 anos no dia 13 de dezembro. Com informações de Suelen Reis – TV Tapajós

Prefeitura de Oriximiná homologa concurso A Prefeitura Municipal de Oriximiná informa que o resultado final do concurso público destinado ao preenchimento de vagas para o quadro de pessoal efetivo do órgão, para todos os cargos, está publicado, contendo a relação final indicada por cargo e em ordem de classificação dos

candidatos, contendo o número de inscrição, nome do candidato, pontuação final, e colocação no concurso, e quando for o caso, assinalamento PcD ( P e s s o a s c o m Deficiências), com cópias fixadas no quadro de aviso da Prefeitura Municipal de Oriximiná, bem como

no site oficial da instituição realizadora do concurso, Fundação d e A m p a r o e Desenvolvimento à Pesquisa - Fadesp (www.fadesp.org.br). O resultado final do concurso fica devidamente homologado pela Prefeitura M u n i c i p a l d e Oriximiná.

EDITORIAL

Um novo tempo no jornalismo da Calha Norte Hoje estamos diante de uma nova era no jornalismo da região da Calha Norte paraense, é a versão digital do jornal Tribuna da Calha Norte. Um seguimento que promete substituir o velho e antigo papel jornal. Nesta edição, a número UM, estamos levando até você leitor uma prévia do que será o novo jornal Tribuna da Calha Norte, totalmente digital, e com a mesma qualidade editorial de sempre, cada vez mais perto de você. A edição digital do jornal Tribuna da Calha Norte é uma produção especialmente para os leitores da internet, sem qualquer página do jornal impresso. O Tribuna da Calha Norte Digital é feito para os assinantes do jornal, tanto impresso como digital, porém, como ainda precisa ser conhecido pelas pessoas que não são assinantes, decidimos manter aberta a visitação às páginas do mais tradicional informativo da região até o dia 30 de dezembro. A partir de janeiro, o acesso ao Tribuna da Calha Norte Digital será liberado somente aos assinantes. Quem não for assinante do jornal impresso e queira ler a versão digital deverá fazer uma Assinatura Digital,

efetuando um pagamento de R$ 20,00 por ano, para ter acesso ao jornal digital semanalmente. O site do jornal – www.tribunadacalhanorte.com.br – permanecerá com a mesma linha editorial, ou seja, publicando os resumos das matérias publicadas na versão impressa e agora também, da versão digital. A partir de janeiro, assim que o Tribuna da Calha Norte Digital passará a ser acessado apenas por assinantes, entrará no ar um novo site, será o TCN NEWS – www.tcnnews.com.br – que também fará parte do grupo jornalístico Tribuna da Calha Norte, inovando em interatividade, mais dinâmico e com conteúdo para todos os gostos. No site TCN NEWS, reunirá o jornalismo dos veículos que compõem a Tribuna da Calha Norte, tanto impressa como digital, além de notícias do webjornal Agora Juruti e da Agência TCN de Notícias. Pedimos sua opinião sobre o novo jornal Tribuna da Calha Norte Digital, você pode enviar sua sugestão, comentário, críticas, etc, para o e-mail: assinatura@tribunadacalhanorte. com.br, somente com sua ajuda podemos melhorar a cada dia nosso trabalho. A direção.

Associação promove arrecadação de alimentos para o natal sem fome Sales Martins

No próximo sábado, dia 06 de novembro, a partir das 20 horas na área externa do Tatuzão, na cidade de Monte Alegre, a associação Bom Samaritano em Parceria com a igreja Evangélica Assembléia de Deus promovem

arrecadação de alimentos para o Natal sem Fome 2010. A associação realizará um evento musical, que contará com a participação de bandas locais e a Geração Eleita que será a atração principal, para atrair o p u b l i c o , n a oportunidade a banda

estará realizando o lançamento do seu primeiro CD. P a r a prestigiar o evento, basta doar 1 kg de alimento não perecível. “Feijão, arroz, açúcar, café e outros alimentos podem ser doados, o alimento no caso equivale ao ingresso,

além de você estar se divertido estará contribuindo para uma causa nobre” disse o coordenador do evento, Rubenvan Lobo. A coordenação ainda comentou, que para conseguir uma grande quantidade de alimentos, estará sorteado dois salários

mínimos para as p e s s o a s q u e estiverem doando alimentos. A associação Bom Samaritano surgiu a seis meses e tem como propósito realizar trabalhos socais com as famílias carentes do município de Monte Alegre.


04

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Associação de Artesãos de Juruti realizam cursos Sales Martins

A Associação de Artesãos de Juruti está realizando vários cursos para a sociedade local, entre eles estão corte e costura, bordado, cerâmica decorativa, macramê entre outros, no total são sete cursos oferecidos. De acordo com o presidente da AAJ, Ladimir Pereira do Amaral, quem pode fazer os cursos são pessoas carentes, que recebem algum beneficio social do Governo Federal. Mais de 100 pessoas estão fazendo os cursos que iniciaram no dia cinco de outubro e tem previsão para terminar no dia 20 de dezembro. Os cursos tem duração de três meses, duas horas por dia e as aulas são duas vezes na semana. O objetivo dos cursos é compartilhar o conhecimento que a associação possui e contribuir para o aprendizado das pessoas. “O enxoval do bebê é porque as vezes as mães não tem condições de comprar, então ela faz aqui mesmo e quando ela sai daqui e La tem um kit completo pra o seu bebê que ela mesmo confeccionou, agente faz tudo para que ela se sinta a vontade de ela mesma fazer e não alguém fazer

para ela, para ela da a alegria pro seu filho”, disse Ladimir. Os cursos são ministrados pelos membros da própria associação que já tem experiência, já ministraram cursos ano passado e estão preparados para ministrar. O que muda é o publico que cada ano que passa realizam cursos distintos, já que é permitido realizar um curso por vez, tudo para garantir a qualidade do aprendizado. A Associação de Artesões de Juruti, desenvolve um trabalho artesanal com argila, onde os mesmos produzem replicas dos artefatos que foram encontrados nas escavações de Terra Preta, onde viviam os índios Condury e Ypocó. As réplicas manifestam a cultura do município, pois contam uma parte da historia de Juruti, e ainda podem ser um importante fator para fomentar o turismo da cidade, já que muitos europeus visitam a região em busca de artesanatos que contem a cultura amazônica. Os artesões ainda pretendem realizar uma feira, no mês de dezembro, para divulgar o artesanato local. Os mesmos estão em busca de parceiros

Curso prossegue até dezembro que possam ajudá-los a divulgar o artesanato, uma vez que um dos grandes problemas é a comercialização do produto. Quanto a essa

questão a Secretaria de Cultura de Juruti, disse que existem vários projetos a serem executados, inclusive uma feira para as associações do municí-

pio, entretanto devido a alguns problemas os projetos serão colocados em ação somente a partir no ano que vem, informou a funcionaria Ivonete.


05

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

CALHA NORTE. Rica, diversa e desconhecida Diagnóstico biológico mostra a grande biodiversidade da maior Unidade de Conservação em florestas tropicais do mundo: a Estação Ecológica do Grão Pará. Vanessa Brasil

N

a região da Calha Norte, está a Unidade de Conservação Estação Ecológica do Grão Pará, ou simplesmente Esec do Grão Pará, era uma localidade ainda desconhecida pela ciência até pouco tempo atrás, pois foi apenas em 2008 que se iniciaram as expedições biológicas na região. Essas expedi-

ções agora baseiam o diagnóstico biológico da Esec, e apontam a alta biodiversidade da Unidade, sua relevância para a conservação ambiental e dão suporte científico para o Plano de Manejo da Estação. Alguns dos fatores que influenciaram nesse “desconhecimento” da área eram a distância em relação às cidades próximas, a sua dimensão e o seu terreno acidentado, que

dificultavam as expedições de pesquisadores para região. “A Esec do Grão Pará nunca havia sido estudada antes, muito devido a logística que uma expedição demandaria para investigar a área, que ainda é uma região de difícil acesso” destaca o ornitólogo do Museu Paraense Emílio Goeldi, Alexandre Aleixo, coordenador das três expedições que

geraram o diagnostico da Esec. As viagens aconteceram em 2008 e 2009, duraram cerca de 17 dias cada uma, e tiveram a participação de pesquisadores e ajudantes de todas as instituições envolvidas no estudo da área: a Universidade Federal do Pará, a Conservação Internacional e a Secretaria de Meio Ambiente do Estado do Pará (Sema), além do Museu Goeldi. A equipe de cerca de 30 pessoas realizou Avaliações Ecológicas Rápidas (AER) que abrangeram

as áreas de ictiologia (peixes), herpetologia (repteis e anfíbios), ornitologia (aves), mastozoologia (mamíferos) e botânica. Alta biodiversidade – Essas avaliações confirmaram a importância das unidades de conservação em fase de consolidação na porção mais preservada do estado do Pará, registrando 689 espécies animais e 778 de espécies vegetais, abrangendo grupos de grande interesse para indústria, a pesquisa científica e a conservaCONTINUA NA PRÓXIMA PÁGINA


06

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Dados ainda apontam a necessidade de mais estudos, evidenciando a possibilidade de mais registros

Floresta da Calha Norte esconde animais e plantas desconhecidos da ciência ção ambiental, já que também estão incluídas espécies em risco de extinção nessa lista. “Por nunca termos ido lá, não sabíamos o quanto a pesquisa ia render e agora vemos o quanto foram produtivas as expedições. Foi um marco divisório no conhecimento da biodiversidade da Calha Norte”, conta o ornitólogo do Museu Goeldi. O s a l t o s índices de biodiversidade na Estação Ecológica podem ser explicados tanto pela sua dimensão, como por sua variabilidade de ambientes, pois cada um dos três pontos pesquisados nas expedições – norte, centro e sul – possui uma característica distinta e, portanto, gera registros diferenciados de espécies. A parte norte da Esec, por exemplo, se diferencia por sua altitude média, entre 300 e 400m,

podendo alcançar 900m em alguns pontos, enquanto que a porção central se destaca pela vegetação do tipo savana amazônica. “ C o m a s expedições, nós pudemos conhecer o que ocorre na Esec em termos de espécies, refinar o nosso conhecimento sobre a biodiversidade na Amazônia, e o resultado disso foram os registros de novas espécies ainda não descritas, extensões da distribuição de várias espécies já conhecidas e a reunião de um material zoológico e botânico inéditos”, ressalta Alexandre Aleixo, lembrando que esses dados serão utilizados para elaboração do Plano de Manejo da Esec a ser implantado pelo governo do estado do Pará. Para preservar – A equipe pesquisadora

Ave rara Uiraçu - Morphnus guainensis - foi encontrada na região

encontrou durante os estudos na área 143 espécies de peixes, 355 de aves, 62 de anfíbios, 68 de répteis e 61 de mamíferos. Do grupo de aves, 70 espécies observadas na Estação Ecológica podem ser consideradas de especial interesse para conservação, ou por serem endêmicas (só existem na região estudada) ou raras, com distribuições locais na Amazônia. Os mamíferos, por sua vez, apresentaram 21 espécies consideradas de especial interesse para a conservação devido ao seu status de endêmicas, ameaçadas de extinção, ou ainda por não terem sido descritas pela ciência. Já em relação aos peixes, foram coletados 3732 indivíduos (depositados hoje na coleção do Museu Goeldi), mas o material necessita ainda de maior atenção quanto à taxonomia já que existem evidências de novas espécies. Do grupo da herpetofauna, répteis e anfíbios, se destacam os registros de possíveis novas espécies, como o anfíbio Microhylidae d o g ê n e r o Chiasmocleis, a ampliação dos registros de espécies já conhecidas, mas até então não observadas

na região, e as espécies registradas pela primeira vez no Brasil, como é o caso do sapo Leptodactylus bolivianus. Vale lembrar, no entanto, que esse padrão de novas descobertas é comum em todos os grupos estudados. Bem conservada – Já os botânicos, registraram 125 espécies de pteridófitas (samambaias e avencas) e 653 espécies de fanerógamas (árvores com flores), dentre elas estavam cinco espécies ameaçadas de extinção no Pará. Esse elevado número de registros, 778 no total, é superior ao registrado em vários outras localidades Amazônicas, o que indica um bom estado de conservação da área – uma constatação reforçada pelos registros da fauna local. A presença de tantas espécies representativas, seja na fauna ou na flora da Esec, mostra que na unidade essas espécies se encontram protegidas das ameaças de atividades predatórias, como a extração de madeira e a caça profissional ilegal. Segundo Alexandre Aleixo, a região foi encontrada praticamente em estagio primitivo de conservação. “Não podíamos ter encontrado um lugar mais preservado”, lembra. A ocorrência de espécies valiosas, reforça a importância conservacionista da Estação Ecológica do Grão Pará, que no

entanto pode ser afetada na sua porção sul, onde grandes reservas de bauxitas foram descobertas antes da demarcação da unidade. Insubstituível – Foi justamente a porção sul da Estação que registrou maior riqueza de espécies para a maior parte dos grupos amostrados, e de acordo com Alexandre Aleixo, é um ambiente único, com espécies únicas. “O diagnóstico revelou que esse é um local fundamental para entender a distribuição da biodiversidade da região, principalmente, por causa da sua riqueza e espécies únicas, atestando a importância da região para a conservação dessas espécies” afirma o ornitólogo. Em relação ás aves, por exemplo, existem algumas que foram observadas apenas nessa área em toda a região da Calha Norte, além de registros de aves em extinção, como o cacaué (Aratinga pintoi, Psittacidae). Os anfíbios também tiveram maior aparição nessa área, assim como os peixes. E quanto aos mamíferos, a área registrou mais de um terço do total de espécies registradas em toda a Estação, e os dados ainda apontam a necessidade de mais estudos, evidenciando a possibilidade de mais registros. Diante desses resultados, a porção sul da Esec pode ser considerada um sítio adequado para estudos futuros e monitoramento de várias espécies ameaçadas de extinção, além de ser uma peça chave na preservação da área. “É um local insubstituível. Não se pode descartálo, ou dizer que não é importante, nem 'trocálo' por outro local. Essa é uma área que deve ser preservada ao máximo”, destaca Alexandre Aleixo.


07

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Esec Grão Pará: um mosaico de ambientes Criada pelo governo do Pará em dezembro de 2006 como parte de um grande mosaico de U n i d a d e s d e Conservação no trecho paraense da calha norte do Rio Amazonas, a área da Esec Grão-Pará está 100% inserida na zona destinada à criação de unidades de conservação no estado do Pará de acordo com as diretrizes do Macrozoneamento Ecológico-Econômico do estado (lei estadual nº 6.745/05). O seu relevo é acidentado, com a presença de serras, vales e planícies, e os seus rios são encachoeirados, devido ao relevo inconstante, o que também dificulta o acesso à região. Já a sua vegetação também é bastante diversa, abrangendo desde a mata fechada típica da Floresta Amazônica até vegetações mais rasteiras, próximas ao cerrado. Detentora de 4.245.819 de hectares (a maior Unidade de Conservação em florestas tropicais do mundo), a Esec abrange os municípios p a r a e n s e s d e Oriximiná, Óbidos, Alenquer e Monte Alegre e ainda incorpora porções importantes das bacias hidrográfic a s d o s r i o s Cuminapanema, Curuá, Maicuru,

Mapuera, Trombetas e Paru D'Este. Além disso, a Esec também faz fronteira com terras indígenas e outras unidades de conservação que, juntas, integram o maior corredor de unidades de conservação de florestas tropicais do mundo.

Orsa reforça educação ambiental para lideranças comunitárias Juliana Koury

Novas espécies de anfíbios foram encontrada na Esec Grão Pará

Email: redacao@tribunadacalhanorte.com.br

Em continuidade ao programa de educação ambiental às comunidades no entorno das empresas do Grupo Orsa na região Norte, a Fundação Orsa promove constante capacitação dos Agentes Socioambientais. Dessa vez o II Módulo de Formação Continuada pautou Garantia de Direitos e P r o c e s s o s Organizacionais. Por estarem longe de grandes centros, onde circulam informações, muitas vezes os moradores das florestas não têm acesso ao conhecimento sobre seus direitos básicos, e não tem noção de quando são lesados. Em vista disso, o curso promoveu a informação sobre os direitos humanos, direito da criança e do adolescente, e demais formas de violação de direitos, além de

abordar a declaração do estatuto da criança e do adolescente. Nesse módulo estavam presentes 21 agentes socioambientais, que contemplam 17 comunidades, ou seja, muitas famílias receberão essas informações, o que é um grande começa, pois o curso cria multiplicadores de informação e conhecimento, dando oportunidade a quem antes não tinha instrução sobre os seus próprios direitos. Na oportunidade foi distribuída em forma de cartilha a legislação dos direitos e cidadania. A continuidade do curso foi seguida da Atendi-mento Préhospitalar e noções de primeiros socorros. A ideia é levar segurança e desenvolvimento para as comunidades mais distantes, com o objetivo de implantar comunidades autossustentáveis.


08

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Referência mundial em primatas realiza palestra em Porto Trombetas Joelma Alvarenga

P

rimatologia foi o tema da palestra ministrada em Porto Trombetas pelo ambientalista americano Russell Mittermeier. O público, formado por biólogos e especialistas da área de meio ambiente, teve a oportunidade de conhecer algumas das principais ações que vem sendo realizadas ao redor do mundo com as mais diversas espécies de macacos. O ambientalista abriu a palestra fazendo um apanhado do início dos estudos de preservação dos primatas no Brasil, na década de 70. Logo após, apresentou os grandes desafios do século XXI e mostrou números e dados sobre os primatas no Brasil e em países como Congo, M a d a g a s c a r e Suriname. A mudança climática, uma ameaça para as espécies, também foi discutida. Russell fechou a palestra elogiando os trabalhos que vem

sendo realizados no Brasil e mencionou a importância das empresas trabalharem com responsabilidade ambiental. “A contribuição das empresas nesse trabalho é fundamental, o que vem sendo feito aqui na MRN tem que servir de exemplo para outras

companhias. Conheço mais de 140 países e sempre me impressiono com a qualidade do trabalho que é realizado no Brasil”, concluiu. Russell Mittermeier P r o f e s s o r d a Universidade de Nova Iorque, formado pela Dartmouth College e Ph D. pela Universidade de

Harvard. Hoje é presidente da Conservation International e considerado uma referência mundial em primatas e preservação ambiental. Russell já publicou mais de 400 artigos científicos e escreveu mais de 15 livros. Recebeu vários

prêmios ao redor do mundo e foi eleito em 1998 pela revista Time como um dos “Eco heróis” do planeta. Além do inglês, Russell é fluente em português, espanhol, alemão, francês e Sranan Tongo, idioma crioulo do Suriname.

Conselho está preocupado com impactos ambientais Sales Martins

M

embros do C o n s e l h o Municipal do Meio Ambiente de Juruti, CONDEMA, estiveram reunidos nas dependências da SEMA de Juruti para discutir os impactos ambientais que vem ocorrendo no município. O presidente do conselho e secretário municipal de meio ambiente, Expedito Repolho, iniciou a reunião apresentando a coordenação, expôs a abertura da conta do conselho do fundo de

meio ambiente. No local foi mencionado a importância do grupo para o bem estar social e ambiental, assim como, a necessidade da sua atuação enquanto conselheiros. O presidente enfocou as mazelas ambientais que vem ocorrendo em Juruti e que está atingindo várias comunidades. Como exemplo a seca de uma nascente de água, por onde passa a ferrovia que transporta bauxita para o porto da mineradora, dentro da comunidade de Café

Torrado. Criticou também o estudo de impacto ambiental realizado pelos ambientalistas da ALCOA e o relatório da quantidade de bauxita que sai do município que não é repassado a Secretaria de Municipal de Meio Ambiente. A poluição do Lago do Jará e a questão dos pescadores que recebem o seguro defeso, mas continuam pescando para comercialização, entre outros, foram citados na reunião. Segundo o presidente, estas questões, o conselho

poderia intervir se estivesse mais atuante e tomar medidas para minimizar ou solucionar grande parte desses problemas. Através de muitas discussões, os membros do conselho definiram as próximas ações que serão realizadas no município, em favor do meio ambiente. O Conselho Municipal do Meio Ambiente, CONDEMA, foi criado por meio da Lei nº 985, de 18 de dezembro de 2009, possui conselheiros do poder publico e

representantes da sociedade civil através de associações, sindicatos. Ele tem a função de opinar e assessorar o poder executivo municipal (Prefeitura, suas secretarias e o órgão ambiental municipal) nas questões relativas ao meio ambiente. Os conselheiros municipais de meio ambiente são pessoas que agem de forma voluntária em benefício da melhoria da qualidade de vida, portanto, não recebem pagamentos pelos serviços prestados.


09

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

O jornal TRIBUNA DA CALHA NORTE entra definitivamente na era DIGITAL

Aqui, você pode ler folheando como se estivesse lendo o jornal impresso. Se preferir arquivar a edição, os Assinantes podem baixar o jornal inteiro no formato PDF para ler e mostrar para outras pessoas quando quiser. Se você é daqueles que ainda não se acostumou com a digitalização, pode ainda, imprimir a página que desejar ou o jornal por completo. As páginas do TRIBUNA DA CALHA NORTE DIGITAL, já são ajustadas para caber em uma folha de papel tamanho A4, e ser impresso em qualquer impressora.

(


10

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Jovens de Almeirim recebem certificado da Junta Militar Eranildo Cruz

P

elo menos 140 jovens da cidade de Almeirim estiveram recebendo certificado da junta militar no ultimo final de semana. A solenidade aconteceu na Praça do Centenário e contou com a participação de autoridades municipais, entre eles o prefeito de Almeirim José Botelho dos Santos, que foi empossado como presidente da Junta Militar de Almeirim. O capitão do Exército Honório Lopes da Rocha Filho, esteve na cidade de Almeirim para fazer a entrega dos certificado para os jovens que nasceram entre 1983 a 1992. A solenidade denominada 'Compro-

misso a Bandeira', aconteceu somente uma vez em Almeirim. Desta vez era para participar 300 jovens da cidade e do distrito de Monte Dourado, mas somente 140 compareceram para receber certificado. Após a solenidade principal o capitão Honório falou a reportagem do Tribuna da Calha Norte,

dizendo que esta é uma cerimônia que acontece em todos os municípios brasileiros e sempre um oficial do exército é destacado para a realização, “é obrigatório que todo o cidadão ao completar 18 anos compareça a uma junta de serviço militar para resolver sua situação militar, mesmo dispensado, podem participar de

concurso para as forças armadas para ser um militar de carreira, antes não acontecia esta solenidade”, falou Lopes, deixando ainda uma frase de incentivo, “o verdadeiro soldado não precisa usar farda, basta ter honestidade e dignidade, qualquer outra profissão a escolher ele tem que se dedicar lutando em

prol da humanidade”. Para o secretário da junta Samarone Vasconcelos, ele só tem a agradecer as autoridades municipais pelo apoio dado na organização da cerimônia e em outros setores, assim como agradecer ao capitão do Honório que não mediu esforços para estar em Almeirim.

Paratur divulga os destinos paraenses em feira de turismo

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) divulgou as belezas dos destinos paraenses no 38ª Congresso Brasileiro de Agências de Turismo e Feira das Américas ABAV 2010 -, que iniciou na quarta-feira (20), no Riocentro, Rio de Janeiro. A ABAV 2010 é considerada o

maior evento de turismo do continente americano e deve reunir 800 expositores de 40 países, entre empresas e órgãos governamentais. Até o encerramento do evento, sexta-feira (22), 24 mil visitantes circularam por toda a área do Riocentro, que compreende 35 mil

metros quadrados. Para divulgação e promoção do destino Pará, a Companhia preparou um estande de 108m² decorado com imagens dos pólos Belém, Amazônia Atlântica, Marajó, Tapajós, Araguaia Tocantins e Xingu. O estande do Pará ficou localizado no pavilhão 2, da Feira das Américas, que concentra todos os estandes dos estados brasileiros. A l é m d e materiais promocionais sobre a gastronomia local, o ritmo carimbó e os principais destinos turísticos do estado, a Companhia distribuiiu aos visitantes saches de cheiro do Pará, priprioca e patchoully e fitinhas do Círio de

Nossa Senhora de Nazaré. Um vídeo institucional sobre o Pará também foi exibido no local. A iniciativa buscou fortalecer o Pará como destino turístico preferencial junto aos operadores que comercializam destinos brasileiros no mercado brasileiro e estrangeiro, consolidando a imagem do estado nos principais mercados emissores nacionais e internacionais. Segundo a gerente de assuntos nacionais, Dalva Lobato, a ABAV é um momento oportuno de divulgação dos produtos e destinos turísticos paraenses para grandes empresas e operadoras de turismo. "A feira é

uma vitrine com as tendências do turismo e a oportunidade para estimular com que as pessoas conheçam o nosso estado e possam fazer negócios lá", disse ela. A ABAV 2010 é uma grande e única oportunidade para demonstração de novos produtos, troca de informações, intercâmbio de técnicas e serviços que incrementam a atividade turística. Assim, o evento proporcionou a geração de negócios e a atualização profissional do setor, através do encontro de profissionais do turismo, parceiros comerciais e fornecedores da indústria turística.


11

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

que são de uso exclusivo em combate a incêndios. O tipo e a quantidade de equipamento para combate a incêndios florestais em uma instituição florestal dependem de

vários fatores, tais como características locais, tipo de vegetação, topografia, tamanho da área e pessoal disponível. Porém, na a Brigada de Incêndio Florestais, Uruá-

Tapera, a realidade é outra, ou seja, está longe de atender os requisitos citados que são necessários para se combater os constantes incêndios que acontecem no município de Oriximiná

Geovane de Souza Almeida, chefe da Brigada que ela foi criada no início do mês de setembro, diz o objetivo é combater todo tipo de incêndio florestal. Ele ressalta que os primeiros trabalhos tiveram início com a prevenção. “Na realidade esses incêndios são ocasionados pela queima de roçado e renovação de campo de pastagem”, diz Geovane que a brigada já proferiu cerca de trinta palestras somente na comunidade do Planalto, por ser de fácil acesso. Ele diz que mesmo tendo apoio da prefeitura e da Secretaria de Meio Ambiente, ainda encontra dificuldades para atender a todos os chamados. O brigadista diz que apesar dos contratempos recebe chamados de Óbidos e atende áreas na PA 254.

tema “A Pesquisa Histórico-Educacional n a A m a z ô n i a : Articulando o singular e o universal”. O encontro iniciou com a apresentação e instalação oficial do grupo HISTEDBR na UFOPA, que está vinculado ao Grupo Nacional de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil” ( H I S T E D B R Nacional/UNICAMP) e contará com a participação de docentes e estudantes da graduação e da pósgraduação. Dentre as metas do grupo estão à produção de conhecimento e a sistematização de pesquisas sobre

a educação na Amazônia, além do intercâmbio com outras instituições. Coordenado pelos professores Anselmo Alencar Colares e Lília Imbiriba C o l a r e s , o HISTEDBR/UFOPA possui duas linhas de pesquisa: “História, Memória e Educação”, voltado para o resgate da memória individual e coletiva e a análise histórica da educação para a compreensão das práticas pedagógicas na Amazônia; e “ F o r m a ç ã o d e Professores, Política e Gestão da Educação”, que englobará estudos relativos à compreensão histórica da política

educacional brasileira e seus desdobramentos. “O grupo já está cadastrado no CNPq e a nossa perspectiva é de implementar novas pesquisas na área da educação, além de um museu pedagógico”, explica Lília Imbiriba

Colares. Em seguida, o Coordenador Executivo d o H I S T E D B R Nacional/UNICAMP, Prof. Dr. José Claudinei Lombardi, falou sobre a importância dos grupos de pesquisa e as ações do HISTEDBR no país.

Mano Almeida A Brigada de Incêndio Florestais, Uruá-Tapera, com sede em Oriximiná está tendo dificuldades para atender a grande demanda, devido a dificuldades das várias ferramentas para o combate dos incêndios. Para maior eficiência no combate aos incêndios é recomendável ter ferramentas e equipamentos de uso exclusivo para este fim. O equipamento de combate deve estar sempre em perfeitas condições, armazenados em locais prédeterminados e prontos para serem usados em qualquer emergência. As ferramentas de uso múltiplo poderiam ser usadas em outros trabalhos, para melhor identificação, devem ter os cabos pintados de vermelho, indicando

Maria Lúcia Morais

O Instituto de Ciências da Educação (ICED) da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) promoveu nos dias 18 e 19 de outubro, em Santarém (PA), o 1.º Encontro do Grupo de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação n o B r a s i l ” (HISTEDBR/UFOPA), que teve como objetivo estimular o desenvolvimento da pesquisa sobre a educação especialmente na Amazônia. Aberto ao público, o evento discutiu no auditório Wilson Fonseca, no Campus Rondon, o


12

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

MONTE ALEGRE

Enfermeira afirma que é perseguida pelo prefeito e secretário de saúde Da Redação

A

enfermeira C a r l i a n e Cavalcante, chefa do PACS (Programa de Agentes Comunitários de Saúde) de Monte Alegre, disse com exclusividade a reportagem do jornal Tribuna da Calha Norte Digital, que vem sendo perseguida pelo governo atual e pelo secretário de saúde do município, Dr. Salim Sadala. S e g u n d o Carliane, o motivo das perseguições é por causa das reivindicações que ela faz junto à secretaria de saúde do município, para melhoria no atendimento a saúde da população e assegurar o direito dos funcionários daquela secretaria. A enfermeira conta que já ganhou na justiça dois mandatos de segurança, para garantir seus direitos que estavam sendo descumpridos pelo secretário Salim Sadala. C a r l i a n e Cavalcante é em Monte Alegre delegada do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Pará (SENPA), e assessora de assuntos jurídicos do sindicato Estadual, fazendo parte da coordenação do Estado desde 2008. Em 2009, assim que o prefeito Jardel Vasconcelos assumiu a prefeitura, a delegada começou a fazer algumas reivindicações para melhoria e segurança dos profissionais de enfermagem do município, foi quando passou a haver divergências entre a enfermeira - que representa a categoria e a secretaria de saúde,

Prédio do PACS está em ruínas e sem nenhuma condições de higiene assim como o prefeito Jardel Vasconcelos. De lá pra cá, Carliane passou a ser enxergada como um “calo” na administração do prefeito Jardel Vasconcelos e, tratada de forma desigual. As divergências ganharam pivô quando ainda em 2009, Carliane entrou de licença maternidade, sendo surpreendida com seus vencimentos que foram tiradas a gratificação do salário, foi quando entrou na justiça e ganhou a causa. A enfermeira conquistou através de mandato de segurança o direito de 180 horas de licença maternidade, fazendo valer a lei sancionada pelo governo do Estado naquele ano. Após a licença maternidade e retornar ao trabalho, Carliane solicitou que

fosse transferida do hospital municipal para um outro local de menos risco de contaminação, pelo fato de estar amamentando, sendo negado pela secretaria de saúde do município, foi quando a enfermeira voltou a entrar na justiça e conquistou o segundo mandato de segurança, que lhe garantiu o direito estabelecido no artigo 66 do regime jurídico do município. Atualmente Carliane está na chefia do PACS, que trabalha com agentes comunitários de saúde da zona urbana e rural, sendo surpreendida com a transferência de prédio do PACS para a antiga Residência Municipal do Prefeito, local que não oferece as mínimas condições de infraestrutura e higiene para abrigar pessoas

Enfermeira Carliane já acionou a justiça por duas vezes (ACS) que trabalham com as famílias, desenvolvendo ações educativas e prevenção das doenças. SECRETARIA DE SAÚDE – A reportagem do jornal Tribuna da Calha Norte Digital

tentou falar por todo o dia de ontem, sextafeira 29, com o secretário de saúde do município de Monte Alegre, Salim Sadala, mas este não foi localizado e seu telefone estava fora da área de serviço.


13

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Enfermeiros de Monte Alegre trabalham sob risco de processo Da Redação

Os profissionais de enfermagem do município de Monte Alegre exercem a função sob risco de serem processados a qualquer momento, por falta de uma simples regularização de documentação por parte do gestor municipal. Os enfermeiros que atuam no município não podem se quer atender um paciente nos primeiros socorros usando medicação, por mais grave que seja, tudo por morosidade em legalizar os profissionais em Monte Alegre, mesmo assim, eles acabam infringindo a legislação na busca desesperada de salvar vidas e desempenhar seu papel na sociedade. Segundo a delegada do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Pará (Senpa), enfermeira Carliane Cavalcante, a lei 7.498 tem várias atribuições

Durante a elaboração do Protocolo que valida as ações do enfermeiro, há uma seleção de medicamentos que o enfermeiro poderá prescrever durante um atendimento ou consulta, sem a presença do médico. Com essa seleção de medicação, o enfermeiro sabe o que pode ou não pode receitar ao paciente em um atendimento.

que garante o exercício do profissional da enfermagem, entre elas solicitar exames complementares e prescrever medicações desde que seja conforme protocolo do Ministério da Saúde e protocolo de normativas técnicas estabelecidas pelo gestor municipal. No município de Monte Alegre não existe esse protocolo, o que impossibilita os profissionais de trabalharem em pleno exercício, e os que ainda, mesmo assim fazem por conta do caos que vive a saúde no município, correm sérios riscos de serem processados e até expulsos da profissão. Carliane conta que a Senpa vem lutando junto ao gestor municipal, através do secretário de saúde Salim Sadala, para que haja a confecção desse protocolo e os profissionais de enfermagem do município possam desenvolver suas atividades de forma segura e garantida pela lei. “Se eu faço alguma coisa que não esteja na lei e respaldada, isso é ilegal e é crime. Então hoje a prescrição de medicação pelos enfermeiros estão suspensa até nos tivermos em mão esse protocolo confeccionado pela secretaria municipal de saúde”, afirma a enfermeira. A delegada do Senpa solicitou um parecer do Coren (Conselho Regional de Enfermagem) sobre o caso dos enfermeiros de Monte Alegre, no qual o órgão respondeu o parecer de como agir nessa situação, foi quando no dia 05 de julho desse ano, os enfermeiros do município entregaram através

“Hoje aqui no município o enfermeiro não está respaldado juridicamente a prescrever nem se quer uma AS”, enfermeira Carliane Cavalcante.

Uma simples injeção pode ser motivo de um processo de ofício ao secretário de saúde Dr. Salim Sadala, a solicitação desse protocolo para que ele tome providência e os profissionais possam desenvolver seus trabalhos na forma da lei, mas até o momento nenhuma providência foi tomada por parte da secretaria municipal de saúde. Para que esse protocolo seja feito no município de Monte Alegre, a secretaria municipal de saúde precisa montar uma comissão multiprofissional composta de médico, farmacêutico bioquímico e enfermeiro, para que juntos, eles possam desenvolver o protocolo dentro das exigências do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Após elaborar o projeto do protocolo, será encaminhada a câmara municipal de Monte

Alegre para que seja aprovado e depois sancionado pelo gestor municipal. Por ultimo, o protocolo passa por uma fiscalização do Coren antes de autorizar os profissionais a exercerem o trabalho plenamente. Prescrever medicação – Para muitos, o papel do enfermeiro é apenas auxiliar o médico, mas na verdade é ele quem faz todo o serviço preliminar em um atendimento. Citamos um exemplo: Imagine alguém sofrer um acidente e ser conduzido as pressas para o hospital municipal de Monte Alegre, lá o médico plantonista esteja em uma cirurgia ou até mesmo ausente do hospital, o enfermeiro hoje em Monte Alegre não pode fazer os primeiros socorros do paciente usando qualquer medicação:

tipo aplicar um soro fisiológico, uma dipirona para amenizar a dor, ou mesmo solicitar um simples exame, antes do médico chegar no local onde esteja o paciente. C o m o o profissionalismo fala mais alto para esses enfermeiros que buscam salvar vivas sempre, eles acabam infringindo a legislação atual quando prescrevem a medicação para socorrer quem precisa de atendimento, haja vista que o município conta com apenas quatro médicos para atendimento em emergência, PSF (Programa de Saúde da Família) e a nível ambulatorial, ocasionando a falta de médicos quase que constante, restando apenas os enfermeiros para atender a grande demanda de pessoas que buscam atendimento de saúde, com isso, esse enfermeiros correm sérios riscos de serem punidos severamente. Secretaria de saúde – A reportagem do jornal Tribuna da Calha Norte tentou entrar em contato com o secretário municipal de saúde, Dr. Salim Sadala, mas não encontrou para falar sobre o assunto.


14

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Instituição promoverá no Pará um programa que envolve avaliações, cirurgias corretivas de fissuras labiopalatinas, atendimento pós-operatório e formação profissional de médicos

D

e 01 a 06 de novembro, a ONG Operação Sorriso do Brasil (OSB) — instituição sem fins lucrativos de referência internacional no atendimento a portadores de fissuras labiopalatinas (conhecidas também como lábio lascado ou goela de lobo) — estará em

Santarém para promover mais de 70 cirurgias corretivas gratuitas. A triagem acontecerá no dia 1º, na Casa da Criança, e as cirurgias serão realizadas entre os dias 03 e 06, no Hospital e Maternidade Sagrada Família (Hospital São Camilo). Pacientes e

SAIBA MAIS O que é fissura labiopalatina? O lábio fissurado, ou fenda palatina, é uma abertura no lábio, palato ou tecido mole da parte posterior da boca. A causa exata desse problema ainda é desconhecida, mas esse é um problema congênito em uma etapa inicial do desenvolvimento do embrião. As consequências da fissura lábio-palatal na vida de uma criança vão além da estética e podem causar problemas auditivos, infecções crônicas, má nutrição, má formação da dentição e dificuldades no desenvolvimento da fala. Frequentemente observa-se o abandono escolar e a baixa da autoestima, ocasionando também problemas psicológicos. A cirurgia é relativamente rápida. Em média, uma cirurgia no lábio dura cerca de 45 minutos e, na manhã após a cirurgia, o paciente já está liberado para retornar para casa.

familiares que residem fora da cidade, em locais vizinhos, receberão hospedagem, transporte e alimentação sem custo. Outro ponto que merece destaque é que, além das cirurgias reparadoras, o programa também fará o pósoperatório dos pacientes operados em 2009. Estão envolvidos nesse projeto de forma voluntária nãomédicos, cirurgiões plásticos, enfermeiros, anestesiologistas, psicólogos, ortodontistas, fonoaudiólogos, pediatras e geneticistas, além da Associação Acadêmica da Operação Sorriso (OSCA) da UEPA. O programa é desenvolvido de forma muito criteriosa, com avaliações, cirurgias e acompanhamento pósoperatório. Por esse motivo, a OSB trabalha em parceria com a Prefeitura de Santarém - por meio da Secretaria Municipal de Saúde -, a

Marinha do Brasil, Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Craniomaxilofacial, o Ministério Público do Estado do Pará, o Albergue Padre João Mors, a Casa da Criança e o Hospital Sagrada Família. “Temos o cuidado de nos preocupar com o programa por inteiro. A OSB vai além da cirurgia: montamos uma grande estrutura para receber os pacientes e seus familiares. Fazemos uma triagem no primeiro dia e depois selecionamos os casos que serão operados nos demais dias do programa e, para isso, a Marinha do Brasil nos ajuda na logística e o Albergue Padre João Mors oferece alojamento aos pacientes. Em paralelo, disponibilizamos todos os suprimentos e equipamentos médicos para preparar o centro cirúrgico do hospital parceiro”, explica Clóvis Brito, diretor nacional de programas da OSB, salientando que todo o material utilizado durante as cirurgias é de alto padrão, em parte doado por empresas, ou adquirido pela organização com critério internacional de qualidade. O corpo médico é previamente selecionado e passa por um treinamento oferecido pela ONG. Os cirurgiões plásticos responsáveis são especializados em fissura labiopalatina e coordenados pela equipe da OSB. “O processo de credenciamento dos voluntários médicos é coordenado pelo Conselho Médico da Operação Sorriso, visando garantir que tenhamos um time

altamente especializado. Parte importante do nosso trabalho é o investimento no treinamento e na capacitação dos profissionais de Saúde, visando à autossustentabilidade local no atendimento do paciente fissurado, principalmente nas regiões de grande demanda”, explica o Dr. Nivaldo Alonso, cirurgião plástico e diretor médico da OSB. Em função do grande envolvimento da região com o programa e da alta demanda de tratamento, este ano, o programa de Santarém terá uma equipe médica maior e quatro salas de cirurgia, uma a mais do que no ano passado. Com isso, será possível aumentar o número de pacientes operados em relação a 2009. No entanto, é importante destacar que o paciente que não for contemplado durante o programa deste ano, será devidamente avaliado e cadastrado tanto para tratamento em futuros programas da Operação Sorriso, quanto para atendimento na Casa da Criança. “Essa parceria entre a OSB e as instituições locais é fundamental, pois garante o atendimento durante todo o ano para os pacientes da região. Temos grande preocupação em não deixar as pessoas que nos procuram sem atendimento”, declara Clóvis.

SERVIÇO: Dia de seleção dos pacientes: 01 de novembro Local: Casa da Criança - Avenida Barão do Rio Branco, 860, Santa Clara, Santarém, PA. Horário: a partir das 8h


15

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Simpósio discute política regional para a educação infantil

O

Instituto de Ciências da Educação ( I C E D ) d a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em parceria com a Secretaria M u n i c i p a l d e Educação e Desporto (SEMED) e o Sindicato dos Profissionais de E d u c a ç ã o d e Santarém (Sinprosan), realizou no Auditório da Universidade Estadual do Pará (UEPA) em Santarém o “2.º Simpósio de Política de Gestão da Educação Infantil”, que reuniu cerca de 300 profissionais que atuam na área na Região Oeste do Pará. “O objetivo é debater uma política de educação infantil que atenda às demandas regionais”, afirmou a coordenadora do evento e diretora

O objetivo é debater uma política de educação infantil que atenda às demandas regionais”,

do ICED, Prof.ª Fátima Lima. Estiveram presentes na solenidade de abertura, entre outras autoridades, a Secretária Municipal d e E d u c a ç ã o , Lucineide Pinheiro que parabenizou a iniciativa da UFOPA em realizar o evento. “Este simpósio vem num momento muito oportuno em que, em âmbito nacional, discute-se a construção de uma política nacional para a Educação Infantil, por isso, precisamos consolidar uma política regional de educação infantil aqui no Oeste do Pará”. O Pró-Reitor de Ensino de Graduação, Prof. Rodrigo Ramalho, que na ocasião representou o Reitor da UFOPA, Prof. José Seixas Lourenço, ressaltou o papel da Universidade como um vetor de desenvolvimento regional. “Entre os desafios da UFOPA ressaltamos a construção de um sistema de educação na PanAmazônia”. Ele falou ainda da educação como pré-requisito

Fátima Lima (ICED), Lucineide Pinheiro, Rodrigo Araújo para a cidadania. “A construção de uma sociedade melhor passa pela qualidade da educação”. Destinado a estudantes e profissionais da educação, o evento contou com a presença de profissionais renomados regional e nacionalmente. A conferência de abertura foi proferida pela professora Ana Tancredi (ICED/UFPA) e abordou os desafios da Educação Infantil na Amazônia. “Temos que tratar os nossos alunos com muito carinho, acima de tudo. Afinal, esses primeiros passos vão determinar a história de vida deles”, afirmou Ana Tancredi. A outra palestrante do

primeiro dia foi a professora Ana Lúcia Goulart de Farias, da Unicamp, que falou sobre a importância do brincar na Educação Infantil. O evento encerrou na quartafeira, dia 27, quando foi realizada a mesaredonda “A formação do profissional da Educação Infantil: realidades e perspectivas”, com a participação das professoras Ana Maria Tancredi (UFOPA) e Márcia Stemmer, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que também apresentará, às 15 horas, a conferência “Educação Infantil: desafios do século XXI”. Ediene Mota, 25, é professora de

educação infantil há oito anos. Leciona numa creche no Bairro Esperança. Ela acredita que o simpósio é uma excelente oportunidade para a troca de experiências. “Conhecemos o trabalho de outras pessoas, confrontamos com as nossas experiências e encontramos uma melhor maneira de nos planejarmos para melhorar ainda mais a nossa prática”. A Prefeitura Municipal de Santarém mantém atualmente cerca de 7 mil alunos com idade entre 0 e 5 anos em creches municipais ou em unidades instaladas dentro de escolas de Ensino Fundamental, na cidade e em localidades do interior. A nova estrutura curricular da UFOPA prevê cursos específicos para profissionais que pretendem atuar na educação infantil: B a c h a r e l a d o Interdisciplinar em Ciências da Educação, com formação específica em Educação Infantil - Primeiros Anos, Educação Especial e Gestão e Coordenação Pedagógica.

Acadêmicos da UFOPA realizam Festival de Direitos Debater, de maneira crítica e teórica, os principais assuntos jurídicos e sociais da Amazônia e promover o estudo do Direito, a partir de diferentes perspectivas, foram os objetivos principais do 3.º Festival de Direitos, iniciativa dos estudantes e professores do curso de Direito da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), em parceria com representantes de movimentos sociais. Composto por conferências, oficinas temáticas, exibição de filmes e apresentação de trabalhos acadêmicos, o Festival discutiu até ontem sexta-feira, dia 29, no Campus Rondon, em Santarém, o tema “Direito à Amazônia: por um direito achado na beira do rio”. Um dos destaques da abertura do Festival, ocorrida dia 25, foi a participação do segundo cacique da tribo Borari, Odair Borari, que participa desde a primeira edição do evento. “Nós, indígenas,

também temos os nossos pensamentos e ansiamos pelo dia em que poderemos estar socializando o direitos à moradia, à educação, entre outros”. O cacique citou ainda o desafio que os indígenas têm enfrentado com a questão fundiária da Gleba Nova Olinda, tema de uma das oficinas do Festival. “É uma luta que enfrentamos diariamente”. Segundo Rômulo Serique, do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFOPA, o Festival de Direitos surgiu de uma demanda dos estudantes em discutir e rediscutir o ensino do Direito na universidade. “A cada ano esse evento tem crescido”. Já para Ramom Santos, um dos organizadores do evento, o Festival de Direitos é, antes de mais nada, “um crime que tem vários cúmplices”, pois se propõe a estudar o Direito além do código. Para a coordenadora do curso de

Direito da UFOPA, Lidiane Nascimento, o Festival é uma iniciativa que inova a discussão sobre o Direito. “É um espaço democrático para se discutir os novos direitos e para criarmos pontes, diálogos com as pessoas que vivem à margem do Direito”, afirmou na abertura. “A importância desse momento é que podemos discutir os direitos com total liberdade, pois é um evento organizado pelos alunos”, ressaltou a diretora do Instituto de Ciências da Sociedade, Marlene Escher, durante o evento. A cerimônia de abertura contou ainda com conferências ministradas pelos professores Luiz Otávio, da Universidade Federal do Pará (UFPA), Florêncio Vaz, da UFOPA, e Joaquim Shiraishi, da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), que abordaram o tema “Direito achado na Beira do Rio”.


16

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Filtro Ecológico – Água Limpa para um Mundo Saudável Juliana Koury

A

falta de água p o t á v e l é preocupação global. Tanto que foi o destaque da ONU esse ano no Dia Mundial da Água, com o tema "Água Limpa para um Mundo Saudável". Os povos amazônicos sabem mais que ninguém, que não é a falta de água uma grande preocupação, mas sim a água possível de se beber, já que vivem próximo da maior bacia hidrográfica de água doce do mundo. Porém essas águas estão sendo poluídas pela falta de sensibilidade e conhecimento do grande problema que estar por vir. A região do Vale do Jari é privilegiada com um dos efluentes do Amazonas, o rio Jari, onde as comunidades são incentivadas a cuidar bem dessa água, através do programa de capacitação de coleta de resíduos eletrônicos do Grupo Orsa, através da Fundação Orsa, que organiza treinamentos sobre saúde ambiental e faz dá a destinação correta para o lixo. Dentre esses treinamentos, há um projeto que promove a produção de filtros ecológicos, que são feitos de materiais recicláveis. "A proposta é tornar o projeto o mais sustentável possível. Como? Envolvendo outros parceiros no projeto, possíveis doadores contínuos", explica Aila Fernanda, Técnica em Recursos Hídricos da Fundação Orsa Unidade Monte Dourado. O material é

cedido por empresas parceiras da região e são entregues ao Rurap (Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá), que está confeccionando os filtros. Já foram 120 torneiras e 50 velas para filtro nessa primeira parte do processo. A Fundação está responsável pelas palestras sobre a importância do uso do filtro e pela capacitação das pessoas para vigilância da qualidade da água, introduzindo a educação higiênica do lar. A l é m d e transformar os participantes dos programas em multiplicadores de informação e boas práticas, a Fundação em parceria com a Rurap pretende expandir o programa e alcançar mais comunidades tanto no estado do Pará quanto Amapá.

Serviço Florestal lança edital de concessão para 210 mil hectares no Pará O Serviço Florestal Brasileiro lançou na quarta-feira (27), o edital de concessão para a produção sustentável de madeira em 210 mil hectares na Floresta Nacional do Amana, no sudoeste do Pará. A área é 1,4 vezes maior que o município de São Paulo. O lote da concessão está situado em uma das principais zonas de produção madeireira na Amazônia, a região de influência da BR163, onde um conjunto de esforços do governo busca estimular uma economia florestal que proporcione renda e mantenha a floresta em pé. A concorrência é aberta a empresas constituídas pelas leis brasileiras com sede no país e terá incentivos à participação de pequenas

empresas, associações e cooperativas. Para aumentar a viabilidade do empreendimento, todos os vencedores terão descontos nos pagamentos dos primeiros anos da atividade, quando os custos do empreendimento são mais altos. Durante os 40 anos de contrato, o potencial madeireiro chega a 6 milhões de metros cúbicos e, os recursos repassados ao governo, a cerca de R$ 270 milhões. Para ganhar o direito de manejar a floresta, os candidados precisarão investir na geração de empregos e nas melhores técnicas de produção sustentável na área. Nas licitações para concessão, os critérios técnicos representam 60% dos pontos que podem ser obtidos. O preço pela madeira responde pelos 40% restantes.

DESENVOLVIMENTO LOCAL – O item que individualmente pode gerar a maior pontuação é a agregação de valor do produto – transformação da tora em madeira serrada, por exemplo – nos municípios que abrigam a Flona, o que estimula a abertura de postos de trabalho locais e o aumento da arrecadação municipal. Na concessão da Flona do Amana, a movimentação da economia local assume uma importância ainda maior, pois os dois municípios onde está situada a área em concessão – Itaituba e Jacareacanga – possuem baixos indicadores sociais. Jacareacanga tem o menor PIB per capita entre os 5.564 municípios brasileiros, segundo o IBGE.


17

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

ESPORTE

CAMPEONATO OBIDENSE

O

Campeonato Obidense teve no primeiro turno como campeão o Juventus Futebol Clube e já está classificado para final, pelas regras do C a m p e o n a t o , aguardando somente o resultado do segundo turno para ver quem será seu adversário na grande final do certame, que está em sua quinta rodada. No sábado (23) o JAC venceu o Vasco

por 4 x 0 e está com 6 pontos, com o Tiradentes líder da Chave B, com 9 pontos. No domingo (24), o Fast goleou o Flamengo por 5 x 2, assumindo a 2º posição, sendo que a liderança da Chave A é do Juventus com 6 pontos. Na tabela a seguir estão todos os resultados dos jogos e a Classificação dos times até o dia 24 de outubro. Fonte: Liga Obidense

Desportiva

Seleção de Juruti recebe faixa de campeã da Copa Oeste do Pará 2010 Sales Martins

N

o sábado, 23, no estádio do Pimpão, a seleção de Juruti recebeu a faixa de campeã da Copa Oeste do Para, onde vários jurutienses foram prestigiar a entrega e é claro assistir o jogo realizado entre a seleção de Juruti e a de Parintins, do estado do Amazonas. A cerimônia de entrega das faixas iniciou com o jogo das seleções. No intervalo foram convidadas as autoridades presentes para participar do evento e na oportunidade fizeram alguns discursos. O prefeito, Henrique Costa agradeceu a coordenação e a seleção de Juruti, garantiu a participação dos mesmos no campeonato estadual, que será realizada na capital, Belém. Afirmou que o campeonato municipal está garantido este ano, que é uma grande alegria patrocinar o esporte jurutiense. Finalizando o prefeito

falou que em 2012 pretende realizar a Copa Oeste do Pará na cidade de Juruti juntamente com a inauguração do novo campo do Pimpão. A novidade arrancou aplausos do publico presente. Já o Deputado Estadual, Zé Maria, eleito este ano, disse que estava alegre por compartilhar da festa do título e que o seu mandato estará a serviço do povo e do esporte jurutiense para proporcionar uma praça de esporte de alto nível para a cidade. Os ingressos começaram a ser vendidos a partir das 16h, custava R$ 2,00 reais e dava o direito aos torcedores ganharem um pôster da seleção e participar do sorteio de um brinde. A expectativa era tão grande de assistir o jogo, que nem o calor foi capaz de desanimar o publico, bonés, picolés, refrigerantes, água mineral e a procura das poucas sombras no estádio era a forma de os espectadores

driblarem a quentura Centenas de pessoas compareceram no evento. “Graças a Deus é uma honra para Juruti e acredito que a seleção fez um trabalho sério, ganhamos de Oriximiná de Alenquer,

a decisão no empate nos favoreceu e tivemos a graça de ser campeão da Copa Oeste do Pará, Juruti está de parabéns” disse o torcedor, Edinei dos Santos. Está foi à segunda participação da

seleção de futebol jurutiense, na copa. Na sua primeira participação foi à vice-campeã, perdendo pelo saldo de gols, este ano chegou ao lugar mais alto do campeonato.


18

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Temporal faz embarcações afundarem no rio Amazonas Sales Martins

Na madrugada de segunda-feira, 25 de outubro, por volta das 3 horas, o município de Juruti, Oeste do Pará, foi atingido por um temporal sentido Oeste-Leste que provocou o naufrágio de várias embarcações, no Rio Amazonas, em frente à cidade. Logo pela manhã, vários curiosos observavam na frente da cidade os barcos que foram virados pelos fortes ventos. Entre as embarcações atingidas está o B/M Diego, com aproximadamente 15 metros de comprimento, pertencente ao exprefeito de Juruti, Isaias Batista. O outro barco com 8 metros de comprimento e pertence ao Sr. Miguel também foi a pique, além de várias bajaras que foram atingidas pelo fenômeno da natureza. O vendedor ambulante, Manuel Nonato, chegou a presenciar os estragos logo após o acidente, “quando cheguei aqui já estava tudo no fundo, estava tudo alagado”, disse. Raimundo

Célio da Silva estava em uma embarcação próxima, no momento das ventanias e falou da experiência. “O vento foi muito forte, sentimos medo, o nosso barco não virou porque nós amarramos na hora do vento”. Isaias Batista falou do prejuízo que teve com a embarcação no fundo “ainda não

calculamos o prejuízo, mas sabe-se que estragou tudo o que tem dentro dele como som, documentação, painel de rádio de comunicação, isso tudo se perdeu, estamos lutando para tirar ele do fundo e só depois saberemos do prejuízo”, afirmou. Além das providencias tomadas para desvirar o barco o

ex-prefeito comentou sobre a solidariedade que recebeu, “estamos tomando todas as providencias, inclusive estamos tendo a solidariedade da população, do próprio prefeito que é meu adversário político e até me ligou, acho que o secretário dele está lá na beira dando apoio”, comentou, dizendo

ainda que, “o mais importante é que o barco estava fazendo uma viajem para Óbidos, onde nós tínhamos aproximadamente 30 jovens, que foram participar de um torneio e chegaram de lá pela parte da noite, graças a Deus chegaram bem e de madrugada o barco afundou”, concluiu Isaias.

Acidente mata mototaxista em Oriximiná Na cidade de Oriximiná, um acidente de motocicletas, ocorrido nas proximidades do parque de exposição provocou a morte de um mototáxi de 27 anos, Dionleno Guimarães. O acidente ocorreu quando se dirigia para fazer um frete na orla da cidade, foi nesse momento que se chocou com uma outra motocicleta, uma POP de cor preta, quando os dois Motaxista faleceu em Santarém

condutores caíram no asfalto, o mototaxista ficou no chão e o outro condutor fugiu deixando de prestar os primeiros socorros. O socorro só veio uma hora depois do acidente, pela manhã o motociclista foi lavado para o município de Santarém, entretanto não resistiu e veio a falecer. O presidente da associação motorix, Fabio

José dos Santos, manifestou-se dizendo que os acidentes ocorrem pelo fato de pessoas irresponsáveis conduzirem motos embriagados, drogados, utilizando-se do transporte para fazer “gracinha”. D i o n l e n o Guimarães era casado, tinha dois filhos e o trabalho de mototáxi era o que sustentava a sua família.


19

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Motocicleta conduzida por menor em alta velocidade atropela pedestre Da Redação Um acidente em frente à praça da matriz, na cidade de Monte Alegre, envolvendo um pedestre e uma motocicleta que era conduzida por um menor de idade. O menor de 15 anos, filho do Sr. Paulo Baiano, conduzia a motocicleta em alta velocidade e estava baixando a praça, quando o pedestre, Raimundo Meireles, estava atravessando a rua foi atropelado, sentindo um forte impacto, que deixou uma das suas pernas quebradas. Após se chocar, o condutor e a vítima ficaram jogados no chão e a motocicleta continuou seguindo sozinha, em um

percurso superior a 30 metros, em direção a uma casa que fica nas proximidades da praça e só parou porque bateu na grade, caso contrário continuaria a correr casa adentro. A pancada na residência foi tão forte que parte do reboco da casa foi quebrado. Rapidamente o local encheu de curiosos que ficaram envolta do vitimado. A Meireles recebeu os primeiros socorros da policia que para imobilizar a perna fraturada utilizaram papelão e barbante. A moto ficou danificada, onde o para lama quebrou, o painel e as canetas entortaram, além é claro de vários arranhões na pintura. O jovem e a

Vítima quebrou a perna em cinco partes moto foram levados à delegacia na viatura, para serem tomadas todos os procedimentos

de direito, a vítima atropelada foi levada ao hospital municipal para receber os cuidados

médicos. A perna foi quebrada em cinco partes e já foi encaminhado para Santarém.

Cão herói salva criança de pitbul

Cão faleceu após o ataque do pitbul Da Redação No bairro de Maracanã, na cidade de Santarém, um cão vira lata salvou uma adolescente do ataque de um pitbul, que fugiu do quintal da residência dos seus donos. A garota foi atacada pelo cão

quando voltava de uma padaria, no momento em que foi surpreendida, o vira lata que atendia pelo nome de Blaik, correu e lutou com o pitbul. O cão herói, como estava sendo chamado pelos populares, ficou gravemente ferido, o animal ficou

caído no chão respiranJá a proprietá- pois a sua casa já foi do com dificuldades e ria dos cães pitbul , a r r o m b a d a v á r i a s em alguns momentos disse que o animal é vezes, haja visto que o dava a impressão de que para a sua segurança, bairro é perigoso. estava morto, mas logo depois o canino recebeu os devidos cuidados, entretanto não resistiu aos ferimentos e morreu. No momento em que a policia militar estava no local o pitbul estava na residência, no entanto, a cerca não oferecia proteção nenhuma para a população que passava pelo local, já que ela estava danificada. Além disso, na residência existem outros animais da mesma raça. A dona do animal que morreu levou o caso para a delegacia e disse que vai fazer uma manifestação para tirar os pitbul's do bairro. Pitbul atacou criança mas foi impedido pelo vira lata


20

Todo o material publicado nesta coluna é uma produção independente, não traduzindo necessariamente a linha editorial seguida por este jornal.

*** Um motorista de Ônibus foi para um festa de 15 anos no setor 04, depois de ter tomado algumas cervejas, achou por bem abraçar e beijar uma baixinha pensando que era sua mulher, só que ela viu e foi pra cima dele. Logo ele deu a velha desculpa, dizendo que pensava que era a mulher, “seu vestido, seu cabelo, seu tamanho é igual à dela”, só faltou dizer que o cheiro também era igual. *** Um fotógrafo arrumou duas namoradas, uma conhecida como Loira cai cai, já a outra conhecida como cabeça de alfinete, só que o garanhão pediu a mão das duas em casamento. Depois de alguns meses sem ele saber, as duas cabocas resolveram acertar o dia do casamento na casa da futura sogra. Imagine o porradal que deu. *** Um grupo de senhoras foram para um culto, já escurecendo uma delas foi fazer xixi dentro de um cemitério, quando estava soltando o líquido ouviu um gemido e dizia 'ai, ai, ai' ela deu um grito e saiu correndo com a calcinha no calcanhar que engatou em um toco. Resultado, a velhota se esburrachou no chão, a calcinha ficou só o farelo e saiu de lá toda cagada! *** Calazar está preste a matar crianças do Curaxi, muitas delas estão igual aquelas crianças da África, só pele e osso! *** Um camarada veio pra cidade vendeu o seu voto e com o dindim encheu a cara de pinga, quando chegou na sua casa perguntou pra mulher em quem ela ia votar, ela disse que era no fulano, o marido ficou uma fera, meteu as duas mãos na goela da coitada e dizia: “Tu tem que votar no meu candidato filha dá p.......ta!”. *** Uma motorista da Cidade Alta baixou a serra no seu carrão branco, quando chegou no semáforo parou no sinal verde e ficou olhando para as laterais e ficou P da vida e disse “esse sinal está doido, quando um fica verde o outro fica vermelho”, mas váaaaaaaaaaa! *** Um comerciante da Serra Oriental quer dá uma de gatinho, mas não adiantou nada disso, e que na semana passada a sua namorada acabou de trocar ele por uma sapatão. É parente, tu não sabe fazer o kakiado ou a língua da rival é maior que a sua! *** Um metido a garanhão, depois de três meses convivendo com uma mulher, arrumou outra, sem contar as demais, um dia na praça encontrou com a ex, e falou com ela normalmente, mas no final da conversa disse tu não vai dá os parabéns por ter casado, ela voltou e disse “com certeza” e meteu a mão na cara do caboco. *** Pelo visto o pastorzinho metido a político traidor está com o ...que não passa um cabelo. É que o candidato traído teve uma votação surpreendente na cidade, e hoje o grupo politiqueiro já cogita um outro loroteiro para ser candidato a prefeito. *** Uma certa cantora de uma banda só é fininha, massss, quando a bichinha vai soltar o barro o estrupiço é feio, só se ouve “praaaaaaaaaaaa, próoooooooooo, thuuuuuuuuuufff, pummm, puuuuffff”. Vá purrra! *** Uma caboca resolveu soltar um ventinho dentro da loja onde trabalha, olhou para os dois lados e não viu ninguém e disse 'é agora', e lascoulhe “pou, pou, ratatatata”, parece uma rajada de metralhadora, nesse momento vara seu patrão e ouve tudo, que saiu desesperado de dentro da loja.

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Secretaria de Cultura de Oriximiná ultima os preparativos para o Fempo Mano Almeida Nos dias 12, 13 e 14 do mês de novembro a Secretaria de Cultura, Desporto e Lazer vai realizar o XVII Fempo – Festival de Música Popular de Oriximiná, que deverá contar com a participação de intérpretes e compositores locais e de todo o estado que terão a oportunidade de mostrar o seu talento musical. Segundo a organização, um dos pontos fortes do festival é o interesse de artistas de outras partes do Brasil que vem para se apresentar no Fempo e concorrer às premiações. O Secretário de Cultura, Cleonis Batista, o Keké, fala sobre os preparativos que antecedem ao festival, e que as inscrições se encerram no próximo dia 20. Ele diz que para se inscrever o interessado pode adquirir o formulário na Internet fazer a inscrição e enviá-la através de Sedex ou se dirigindo até a casa da cultura. Na ficha deve conter a música gravada em CD ou MD, acompanhada com as

Secretário Cleonis Batista, o Keké, fala sobre os preparativos cópias dela. O regula- escolher as músicas que mento diz que cada irão concorrer ao XVII participante só pode Festival de Música inscrever duas músicas. Popular de Oriximiná. S o b r e a s “A comissão terá cinco novidades para o Fempo dias para avaliá-las e deste ano, Keké explica anunciar as que forem que haverá um show de classificadas”, diz Keké. Sobre as premiacalouros estudantil com a participação de alunos ç õ e s , o s e c r e t á r i o a partir de 14 anos das informou que são onze escolas da rede pública mil reais que serão de ensino. “O show de distribuídos do primeiro calouros vai acontecer ao quinto lugar. As nas três noites sempre c i n c o p r i m e i r a s antes do festival”, diz colocações também Keké que ressalta que o r e c e b e r ã o t r o f é u s . objetivo da organização Haverá premiação para é descobrir novos Melhor Intérprete, talentos com a realiza- Melhor letra e a premiação do show de calouros. ção para Aclamação K e k é e x p l i c a Popular. O XVII Fempo terá o que uma comissão que foi criada pela organiza- acompanhamento da ção do festival vai avaliar banda Frisson. a fazer a triagem e

Por João Bidu Marte lhe dá energia para vencer qualquer desafio. Há perigo de se enganar e se decepcionar com pessoas queridas, mas enfrente a realidade! O desejo de se aventurar indica insatisfação: reflita!

Boa fase para investir nos estudos. Concentre-se em suas atividades e não tenha pressa. Cuidado com as preocupações, pois causam distração. No amor, é melhor diminuir as expectativas.

Mostre energia, garra e disposição para cumprir as tarefas. Pessoas ou situações inesperadas poderão lhe dar uma graninha: siga sua intuição! Lealdade e confiança fortalecem o amor.

Seus objetivos poderão ser diferentes do que os outros esperam de você. Aceite as mudanças com otimismo. Fase produtiva no trabalho. No amor, é chegada a hora de definir o seu futuro.

Toda ajuda de que precisa virá dos seus amigos. O céu avisa que alguém pode puxar o seu tapete: fuja de intrigas! Há risco de atritos com gente autoritária. No amor, cuidado com rival.

Marte dá força para você lutar pelo que deseja. Invista na carreira, mas não se esqueça da pessoa amada. Nem tudo será como você deseja e isso trará insegurança ao coração. Seja forte!

Sentimentos ligados a pessoas ou situações podem te deixar confuso(a), evite tomar decisões importantes. Vênus realça seu charme: arrase nas paqueras, mas não comente suas vitórias.

O trabalho exigirá que você se aperfeiçoe. Há chance de vitória em teste ou concurso. Atente-se ao que ocorre ao seu redor, pois talvez perceba que nem tudo é o que parece na paixão.

Definir prioridades será essencial agora e algumas coisas terão que esperar. Contato com gente de fora está favorecido. Bom astral para o romance, mas controle a sua possessividade.

Chega de adiar os problemas: resolvaos! Avalie o que precisa mudar na sua vida. Cuidado com a sinceridade: escolha bem as palavras ao dar suas opiniões. A dois, há perigo de crise.

Marte traz dinamismo, coragem e atitude para você, fazendo com que seja o centro das atenções! Capriche no visual. Seus desejos afetivos podem se realizar, mas controle a impulsividade.

Marte favorece as parcerias e você captará o que os outros querem com facilidade. Sua generosidade será visível na paixão, mas não confie demais em pessoas que não conhece direito.


Foto - Fabiano Ribeiro

Revista de variedades do jornal TRIBUNA DA CALHA NORTE

REVISTA Monte Alegre, Parรก,ssรกbado 30 de outubro/2010


TCN MAGAZINE 02 Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

PROFISSÃO

Carreira e Dinheiro. Planeje sua carreira A psicóloga organizacional com know how em suporte de carreiras, Antonieta Rossi, dá dicas de planejamento. Ana Paula Moreira - Mundo Ela

O futuro de uma pessoa pode ser determinado pelas escolhas que ela faz tanto na vida pessoal quanto profissional. Existe um recurso que quando bem estruturado pode se tornar um grande aliado de quem deseja superar obstáculos no trabalho e, no caso das organizações,

1- O que é planejamento de carreira? Planejar a carreira é pensar no futuro profissional. É parar e refletir sobre quais são os nossos maiores dons, para quê damos na vida, tendo em vista alguns pressupostos. O que faremos, onde estaremos no futuro. Às vezes é uma tarefa complexa porque temos que pensar em três coisas: - Nossos dons, o que sabemos fazer de melhor. E o que nos diferencia das pessoas, nossos próprios pontos de inovação, e como vamos colocá-los no mercado como diferencial competitivo. - Nossas ambições, onde queremos chegar - E o contexto de macro economia, ou seja, quais os ventos e para onde eles sopram a favor. Quais oportunidades podem surgir e como vamos nos encaixar nelas. 2- Como fazer um planejamento? Fazemos um planejamento de carreira como qualquer coisa que planejamos na vida, fazendo um bom uso do nosso raciocínio abstrato. De forma didática, podemos seguir alguns passos que são infalíveis:

1- Qual a nossa vocação. Para que damos e o que fazemos bem, e gostamos de fazer. Esta é uma tarefa que exige autoconhecimento. 2- Pensamentos nas nossas qualificações técnicas. Qual curso faremos para nos ajudar. 3- Fazemos uma analise da economia e para aonde será que ele existe uma tendência de necessidade de mão-deobra. 4- Colocamos de forma clara as nossas rotas, aonde vamos, nossas metas, obstáculos, recursos que ainda não utilizamos para chegar lá. 3- Dá para fazer em qualquer profissão? Dá sim para fazer com qualquer profissão. E mais ainda, com qualquer negocio também. Se você quer ser empreendedora, você também tem uma carreira a seguir. 4- Se a empresa em que trabalho não tem plano de carreira, como posso evoluir? A responsabilidade pela evolução da carreira há muito deixou de ser responsabilidade das empresas. Você é que tem que se mexer! Contrate por sua conta um coaching, ele

eventualmente poderá te ajudar a dar um norte na carreira.Troque idéias com pessoas e profissionais quem você admira, fale para eles que você está aberto a sugestões e o que eles fariam no seu lugar. 5- O que fazer para evitar a acomodação em um emprego? Sócrates já dizia que a vida sem exame não é digna de ser vivida. Chega uma hora que sentimos a necessidade de fazermos um 'levantamento das ancoras' que temos na nossa vida profissional. Pode até ser que no passado elas foram uma opção, que tinha algum significado, mas como saber se ainda nos acrescenta alguma coisa? Respondida a esta questão, que tal nos abrirmos às outras possibilidades e às novas oportunidades? Pode ser até que a Empresa nem tenha culpa. O ciclo é que se encerrou. Você é que precisa voar mais alto. Mas se a empresa em que você trabalha não tem um bom ambiente, não propicia desenvolvimento profissional, não se preocupa com a qualidade de vida dos funcionários, não tem uma possibilidade de crescimento profissional e não tem uma imagem de sustentabilidade no mercado, você pode começar a procurar uma que te proporcione tudo isto. Agora, se você está acomodada, provavel-

para aquelas que desejam reter seus talentos: o planejamento de carreira. O planejamento de carreira é algo dinâmico que pode ser revisado periodicamente, permitindo mudanças e reformulações. Veja abaixo a entrevista com a psicóloga organizacional, Antonieta Rossi, e comece a planejar sua carreira agora mesmo.

mente existem fatores para isto e eles podem ser muito variados. Vale uma análise, e um plano para a solução do problema. 7- Qual a importância de fazer um planejamento de carreira? Outro dia me perguntaram por que fazer um planejamento de carreira e o que eu considerava uma carreira de sucesso? A primeira pergunta respondi que, em minha opinião, termos uma profissão é utilizarmos a área das nossas vidas em que mais podemos nos realizar enquanto pessoa, na nossa missão de vida. Para responder a segunda, que tem muito a ver com isto, pensei em todos os conceitos que eu conhecia e aí conclui que Carreira de Sucesso é aquela que fazemos o que gostamos, nos orgulhamos, nos envolvemos, e sobretudo, nos apaixonamos, além de ganharmos um bom dinheiro. Este bom dinheiro pode ser mil, milhão ou vários milhões, o que é muito relativo pois cada um tem um tamanho de bolso. O que pode ser suficiente para mim hoje, certamente não será para um Eike Batista. Ele com certeza colocou como meta ser o homem mais rico do Brasil e se mobilizou em busca dos objetivos traçados. 8- Podemos usar os métodos de planejamento de carreira para outras áreas da vida? Na essência sim. Depende de autoconhecimento, metas e

estabelecer quais os recursos serão utilizados para que as metas sejam atingidas. 9- Quando devemos fazer um planejamento de carreira? Em qual idade ou época da vida? Em toda a fase, ou seja, em toda a época da vida vale um planejamento. Algumas, que estão atreladas ao nosso ciclo de vida são fundamentais. São elas: 1- Na escolha do curso s u p e r i o r. A l g u m a s pessoas escolhem o curso sem se preocuparem com o mercado de trabalho, e isto é um grande erro. Passam o tempo da Universidade estudando e depois não encontram oportunidades, sendo muitas vezes forçadas a trabalharem em atividades que não se qualificaram adequadamente. 2- Na entrada do mercado de trabalho, antes do término do curso superior, pois muita coisa durante o curso pode mudar. Ou seja, os contextos econômicos do país podem ser um pouco diferentes. Aí será somente um reposicionamento. 3- Lá pelos 35/40 anos quando a pessoa vai adquirindo uma senioridade para trabalhar liderança e outras competências até então, normalmente, não utilizadas. 4- E na saída do mercado, uma orientação de como mudar os rumos da vida.


PROFISSÃO

Dicas para não ser um Funcionário Pré Pago

TCN MAGAZINE 03

Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Flávio Souza Ramos, criador do conceito, dá dicas de como não se tornar Pré Pago A cada ano, milhares de reais são desperdiçados como consequência de posturas e atitudes praticadas por profissionais, de diferentes hierarquias, e que são incompatíveis com o ambiente empresarial. Esse tipo de profissional, bem mais comum do que se imagina dentro de corporações de todo o país, deu origem ao tema "O Funcionário Pré Pago", um programa de treinamento desenvolvido pela Santa Gente Educação para Humanos Crescidos, empresa de comunicação focada no desenvolvimento de pessoas e do ambiente organizacional. No mercado desde 2005 a empresa tem como objetivo comunicar propósitos e interesses, interferir na decisão e na resistência dos colabora-

dores, além de resgatar valores e significados da corporação. " F o r m a r brasileiros para as questões de trabalho, é esta a missão do nosso projeto. Muitos cidadãos crêem que, em relações empregatícias, eles só possuam 'direitos', mas esquecem-se da contrapartida. O empregado não enxerga que o crescimento da empresa acarreta o seu próprio desenvolvimento individual e profissional. E nos dias de hoje, as empresas estão aceitando cada vez menos esse tipo de profissional", afirma Flávio Souza Ramos, criador do conceito. Para isso, Flávio desenvolveu 10 dicas para você não virar um "Funcionário Pré Pago". Confira:

1. Não crie ou propague fofocas e inverdades. Não contamine ou seja contaminado por elas. 2. Não esteja comprometido somente com o seu horário e com o seu salário. Honre com suas funções. 3. Seja proativo e empreenda em suas responsabilidades. 4. Proteja o bom nome da empresa. 5. Conquiste metas e resultados. Seja produtivo. 6. Entenda e pratique a missão, a visão e os valores da companhia. Aceite a mudança e antecipe-se a elas. 7. Aprenda cada vez mais, desenvolva-se. Fortaleça sua equipe. 8. Pratique comportamento seguro. 9. Respeite, aceite e conviva bem com a

diversidade. 10. Seja honesto e ético. Cumpra tudo o que

prometeu para que fosse empregado.

Dicas para manter a carteira cheia Ana Paula Moreira Mundo Ela Não é nada fácil manter a vida financeira organizada com um mundo de produtos e propagandas que nos tentam a todo o momento. São várias coisas que nos fazem gastar dinheiro e nem todas são essenciais. Por isso é tão complicado manter a conta no positivo. Mas o Mundo Ela preparou várias dicas que vão te ajudar a fugir das dívidas e ainda aumentar a receita. 1- Controle Assuma o comando de suas despesas. É muito importante saber quanto pode gastar e com o que. Saiba onde vai parar cada centavo seu. 2- Corte o extra Avalie o que pode tirar do seu orçamento e que não fará muita falta. Exemplos: drinques caros na balada, escova toda semana no salão... 3- Guarde o cartão de crédito Ele é um parceiro das

comprar por impulso. Que tal começar a usar apenas o cartão de débito? Assim só gastará o que está disponível na conta-corrente. 4- Procure o mais barato Antes de fechar a compra de um eletrônico, por exemplo, visite sites de lojas. Vale ainda comparar preços em portais da internet. E negocie sempre com o vendedor. Várias lojas abaixam o preço para não perder o cliente. 5 – Use a criatividade Pense no que poderia fazer se não tivesse um centavo para gastar. Como renovaria seus looks? Como se divertiria com os amigos? Pode apostar: a necessidade fará, por exemplo, com que invente novas combinações de roupas. E ainda, fazer programas com os amigos que não gaste tanto. Que tal uma noite de jogos em casa mesmo? 6- Guarde uma parte A gente sempre tem que contar com as emergências. Se perder o emprego, ou bater o carro, você não

precisa se desesperar se já estiver poupando à algum tempo. Guarde pelo menos 10% do seu salário para eventuais emergenciais. E depois de fazer um bom pé de meia, nada de mexer nele para coisas supérfluas. 7- Compra inteligente Achou uma ótima promoção ou vai naquele bazar de roupas lindas? Não deixe de saber quanto está economizando nas peças que comprou e, se puder, guarde o valor economizado numa poupança. 8- Não aja por impulso Viu uma sandália dos sonhos na vitrine, mas o preço está bastante salgado. Se dê 24 horas para pensar se vale a pena gastar com a sandália, se não vai afetar seu orçamento ou se pode ficar sem esse mimo. Nesse meio tempo, você pode desistir da compra ou até achar outra parecida e mais em conta.


TCN MAGAZINE 04 Monte Alegre, Pará,ssábado 30 de outubro/2010

Você tem uma boa imagem profissional? Veja as dicas para não dar nenhuma mancada no ambiente de trabalho Ana Paula Moreira Mundo Ela

O

s u c e s s o profissional muitas vezes é medido pela imagem e marketing pessoal. Independentemente da idade, cargo ocupado ou função desempenhada, o marketing pessoal é uma ferramenta indispensável para a concretização do projeto de vida e de carreira. Nos tempos econômicos que se vivemos, cuidar da imagem deveria fazer parte de nossa rotina diária. Pode parecer injusto, mas está provado que pessoas que se cuidam bem e têm uma aparência mais bonita, ganham em média mais e arranjam um novo emprego com mais facilidade. Quando você se sente bem consigo própria, mostra mais

autoconfiança e é isso que as empresas p r o c u r a m ! Mas se você já está empregado, não pode se descuidar da imagem. Além de ser uma pessoa que cumpre bem a sua função, para ser visto como alguém especial e que merece uma promoção, o profissional deve se preocupar, e muito, com a sua imagem. A imagem compõe a sua marca pessoal e profissional. Muito da vida profissional é pautada na percepção que as pessoas têm de nós. Para ajudar a construir uma boa imagem, o trabalhador pode fazer a sua parte. Tenha atenção especial com três itens principais: a aparência, o comportamento e a maneira como se comunica com os outros.

Veja dez dicas para manter a boa imagem profissional: 1- Use trajes adequados – As roupas devem estar de acordo com o código de conduta adotado dentro do ambiente profissional. Perfumes e maquiagens devem ser discretos. 2- Não fume - Além de ficar impregnado com o cheiro do tabaco, o hábito está sendo considerado cada vez mais como perda de tempo do funcionário, já que fumar em lugares fechados está proibido.

3- Não coma durante o horário do expediente Você pode ser surpreendido com a boca cheia por uma ligação ou uma conversa, os dentes podem ficar sujos e o hálito ruim. 4- Modere o tom de sua voz - Ninguém é obrigado a escutar a sua conversa, pessoalmente ou por telefone, e isso pode a t r a p a l h a r a concentração do colega ao lado. 5- Evite o celular - Se a

ligação particular for imprescindível, seja breve. Conversas longas e sem conexão com o trabalho são malvistas. Atente também para o toque do telefone. Ele deve ser baixo e o mais discreto possível para não atrapalhar os outros. 6- Não use a internet para fins pessoais - Se quiser entrar em sites que não tenham a ver com a sua função, use o horário do almoço ou o fim do expediente. Durante o trabalho, a visita em outras páginas pode denotar que você está desocupado, logo que é um forte candidato a ser substituído. 7- Evite o uso de gírias – O cuidado com a qualidade do vocabulário é fundamental. A linguagem no ambiente de trabalho deve ser adequada ao mundo corporativo. Ainda que você seja um estagiário, a informalidade não favorece. 8 - Seja proativo - Se o telefone do colega que está ocupado estiver tocando e você tiver a possibilidade de atender, faça-o. É bom estar disponível na medida do possível para atender as necessidades do outro. 9- Mantenha o espaço em que trabalha limpo e organizado - Locais bagunçados podem dar a ideia de que o profissional também é confuso. 10- Sorria - A simpatia e o bom humor tornam o ambiente sempre mais leve e gostoso de trabalhar.

Por Cristine Gentil As razões para comprar roupas são inúmeras. Tanto que listamos algumas em recente enquete na Revista. Eram essas as opções: necessidade, só compro o que preciso (33%); impulso se gosto de algo, compro sem pensar se estou precisando ou não (8%); preço baixo - aproveito as liquidações para abastecer o armário com peças novas (16%); vaidade - gosto de me sentir bonita e a roupa faz parte desse processo (25%); autoestima abalada quando estou triste ou deprimida, comprar roupa melhora meu astral (16%). Num raciocínio matemático simples,

ganhou a primeira opção. Mas basta somar as outras para perceber que a maioria absoluta faz da roupa um objeto que transcende aquela função para a qual foi criada, que é simplesmente proteger o corpo. Compramos roupa para abastecer nosso espírito judiado no dia a dia, para imprimir um estilo único e pessoal, para passar mensagens, por gosto puro e simples; às vezes, apenas para se presentear. Talvez isso explique, em parte, o enorme sucesso do Bazar da Moda, promovido pela Revista do Correio. Abaixo, algumas pinceladas colhidas lá no bazar, que ajudam a explicar as respostas da nossa enquete.

Tribuna da Calha Norte Digital  

Jornal Tribuna da Calha Norte, da cidade de Monte Alegre, estadodo Pará. Primeira edição digital.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you