Issuu on Google+

www.tribunadacalhanorte.com.br

ANO X - Nº 400 EDIÇÃO REGIONAL

Oeste do Pará, sábado 22 de dezembro de 2012

CIRCULAÇÃO - MONTE ALEGRE, SANTARÉM, ALMEIRIM, ALENQUER, FARO, GURUPÁ, JURUTI, ÓBIDOS, ORIXIMINÁ, PRAINHA E TERRA SANTA. DISTRITO DE MONTE DOURADO, PORTO TROMBETAS, SANTA MARIA DO URUARA E ALTER DO CHÃO

Política

Justiça impede leilão de objetos da prefeitura de Monte Alegre O juiz da Comarca de Monte Alegre, Dr. Thiago Tapajós, concedeu liminar que suspendeu um leilão que ofertava veículos e máquinas pertencentes a Prefeitura de Monte Alegre. O pedido de suspenção foi requerida pelo vereador Zé Costa (PT). A Prefeitura de Monte Alegre havia mandado para a câmara municipal pedido em caráter de urgência, autorização para leiloar pelo menos 35 objetos considerados sucateados e que estão inoperantes.

PÁGINA 15

Quatro municípios da Calha Norte recebem ônibus escolares novos

REGIÃO

Juruti, Faro e Curuá estão listados no Programa Minha Casa Minha Vida PÁGINA 02 ECONOMIA

Jari Celulose busca sócio capaz de investir R$ 100 milhões PÁGINA 07

PÁGINA 02 POLÍTICA

Prefeita eleita de Curuá fala dos projetos a executar a partir de 1º de janeiro PÁGINA 05

Conselho de Ética denuncia corrupção na Câmara Municipal de Monte Alegre PÁGINA 12

REGIÃO

Garimpos ilegais na regiçao da Calha Norte são ignorado pela Sema PÁGINA 04

RELIGIÃO

Jovens participam de congresso da juventude em Juruti PÁGINA 15


2

tribuna da calha norte

Juruti, Faro e Curuá estão listados no Programa Minha Casa Minha Vida para 2013 Rosa Borges

Os municípios de Juruti, Faro e Curuá na região da Calha Norte, estão listados para implementar o Programa Minha Casa Minha Vida em 2013. Segundo a gerente de Fomento Habitacional da Cohab, Cláudia Zaidan, “essa é a etapa de formalização da ação. A nossa expectativa é iniciar as obras de construção das unidades em fevereiro de 2013”, disse. Mais 16 municípios paraenses integram a ação do programa com população abaixo de 50 mil habitantes e que estão com contratos sendo intermediados pela Cohab. A previsão é totalizar 840 unidades habitacionais nos 19 municípios, colaborando para a redução do déficit habitacional. Os demais municípios contemplados com o programa são: Quatipuru, Primavera, Afuá, Santa Maria das Barreiras, Cumaru do Norte, Pau D’Arco, São Francisco do Pará, Inhangapi, Aurora do Pará, Garrafão do Norte, Ourém, Bagre, Salvaterra, Placas e Nova Timboteua, além de Vigia que já foi realizado o contrato com as famílias selecionadas. “No caso de Vigia, dos 50 contratos previstos, 43 tiveram a documentação validada pelo Ministério das Cidades. Elegemos também lá a Comissão de Acompanhamento de Obras, a CAO, composta de dois membros da comunidade beneficiada e um técnico da Cohab”, informou. Em Vigia, a equipe da Cohab teve apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, já que os beneficiados precisam

estar inseridos no Cadúnico. A assinatura de contratos ocorreu no auditório do Museu de Vigia e foi acompanhada pelo titular da secretaria, Jeová Palheta. O programa Minha Casa Minha Vida é viabilizado por meio de três linhas: o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), para municípios com população acima de 50 mil habitantes; oferta pública, para aqueles com menos de 50 mil habitantes; e Programa Nacional de Habitação Rural. Para a segunda modalidade, oferta pública, os critérios são: ter renda até três salários mínimos, com prioridade para seleção de mulheres mantenedoras do lar, idosos e pessoas com deficiência. MONTE ALEGRE - A Assembleia Legislativa aprovou no último dia 12, em 1º, 2º turnos e redação final, o processo nº 007254/2012, que trata da mensagem do governador, autorizando a doação de um terreno, em Monte Alegre, para prefeitura. No local, serão construídas 394 casas do programa Minha Casa, Minha Vida. O terreno em questão foi doado pela prefeitura de Monte Alegre ao governo do Estado, para construção da sede da Escola de Trabalho e Produção (ETEPA) no bairro do Planalto, mas como parte da área considerada não foi utilizada na construção do prédio, a prefeitura solicitou sua cessão. Agora o local para construção das casas já está garantido, levando o benefício da moradia própria para centenas de famílias de Monte Alegre.

Indústria de fardamentos e confecções

Atendemos todos os municípios da região

Telefone: (93) 9124-7535 8124-2479

GERAL

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

Quatro municípios da Calha Norte recebem ônibus escolares novos Bruna Campos

O

s municípios de Óbidos, Oriximiná, Juruti e Terra Santa, na região da Calha Norte, foram beneficiados pelo governo do Estado e Federal que doará ônibus escolares para esses municípios. A entrega dos veículos foi feita na segunda feira 17, pelo governador Simão Jatene, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia em Belém. Ao todo foram 146 ônibus escolares para 87 municípios, num investimento que chega em R$ 20,4 milhões. A aquisição dos ônibus é fruto da Emenda Parlamentar nº7.115 e se deu por meio de pregão eletrônico feito via Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Os veículos foram repassados às prefeituras municipais para uso escolar diário de alunos da educação básica das redes públicas de ensino, conforme previsto no Programa Caminhos da Escola, do Ministério da Educação (MEC). Cada veículo tem capacidade para o transporte de 23 passageiros adultos sentados ou 29 alunos sentados. Durante a cerimônia, Jatene anunciou que a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) fará um levantamento para que o governo do Estado entregue, em 2013, ônibus para os municípios que não foram contemplados. Ele também parabenizou a iniciativa dos deputados federais pelo esforço em conseguir aprovar as emendas. “A bancada federal do Pará está de parabéns pelo gesto e pelo compromisso com a população paraense. Isto é uma demonstração

clara de que a parceria é um de 2013. Segundo ele, além instrumento fundamental para dos 146 repassados, mais 187 a construção de uma sociedade serão distribuídos ao longo mais justa. Essas emendas se do próximo ano. Ele também transformaram em ônibus parabenizou a parceria entre a escolares que vão facilitar a bancada federal e o Governo do chegada das nossas crianças às Pará. escolas. Aqueles municípios que “ P r e c i s a m o s m e l h o r a r o s não foram contemplados neste índices educacionais em todo primeiro momento, serão em o país, e aqui no Pará a situação breve”, enfatizou. não é diferente. Iniciativas P a r a o s p r e f e i t o s d o s como essa mostram que essa municípios beneficiados, a realidade pode ser mudada a q u i s i ç ã o d o s v e í c u l o s é em um tempo ainda menor”, fundamental para a melhoria frisou, enfatizando aos prefeitos do desempenho escolar dos que receberam os veículos estudantes. “Tínhamos muita para que não permitam que reclamação de alunos que a finalidade dos ônibus seja chegavam cansados ou não desviada. “Os prefeitos devem tinham nem como chegar agir como fiscais e garantir à escola. Com certeza essa que os ônibus escolares sejam situação vai melhorar graças a usados exclusivamente para o esses veículos”, disse a prefeita transporte dos estudantes para de São Miguel do Guamá, Márcia as escolas”, reforçou. Rocha. Em nome dos parlamentares, UNIÃO – Representando o o d e p u t a d o f e d e r a l B e t o MEC, o coordenador geral Faro falou sobre a união da dos programas de transporte bancada para a provação das escolar do FNDE, José Maria emendas. “Independente do Cardoso, afirmou que somente partido que representamos, no Pará, 333 novos veículos queremos o bem da população, serão entregues até o fim e por estamos muito unidos.

Aprovamos 15 emendas, seis com indicação do Governo do Pará, uma da universidade e quatro para as maiores cidades do Estado. As questões voltadas para a educação continuam sendo prioridades para nós e o Estado”, asseverou. Ao final do evento, o governador convidou todos os prefeitos presentes na cerimônia para participarem, junto com o governo, de um pacto maior pela educação, que será lançado em março de 2013. “Estamos fazendo todos os esforços para que a educação seja prioridade da nossa sociedade e do nosso país. Queremos construir um novo patamar na educação e já temos grande parceiros, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), empresas particulares e organizações não governamentais (ONGS). Todos que quiserem colaborar e lutar por essa revolução pelo conhecimento serão muito bem-vindos”, concluiu.

A de m i ssã o se m j u st a de servidores na reta final de mandato está na mira do Ministério Público do Estado. O promotor de Justiça Gilberto Lins de Souza Filho emitiu recomendação aos prefeitos para que atentem para o cumprimento da legislação eleitoral que proíbe a demissão de servidores públicos sem justa causa no período que vai de três meses antes do pleito até a posse dos eleitos. A recomendação foi emitida após uma série de denúncias

feitas por servidores temporários da prefeitura de Santarém de que, após as eleições municipais, a prefeitura estaria exonerando servidores públicos sob o pretexto de adoção de medidas administrativas para assegurar o integral e efetivo cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. O promotor, no entanto, pondera que a legislação eleitoral é clara ao assegurar o exercício dos servidores no período que vai de três

sindicância ou processo administrativo disciplinar no ato da rescisão contratual. O MP recomenda que se abstenha de rescindir qualquer contrato de servidor em caráter precário ou temporário, e que convoque os que tiveram seus contratos rescindidos no período vedado para que retornem aos seus postos.

Servidores não podem ser demitidos até o final do mandato meses antes do pleito até a posse dos eleitos. Segundo ele, tal dispositivo é a garantia ao servidor público eleitor, para que possa exercer seu direito individual, apoiando o candidato de sua preferência. Souza Filho lembra que caso as demissões fossem feitas por justa causa, seria necessária a juntada de cópia de possível


REGIÃO PUBLICIDADE

tribuna daDA calha norte TRIBUNA CALHA NORTE

OesteOeste do Pará, sábado, 22 de22 dezembro de 2012 do Pará, sábado, de dezembro de 2012

3

Mostre sua sua empresa empresa para para milhares milhares de de pessoas pessoas Mostre

ANUNCIE NO MAIOR E MAIS LIDO JORNAL DA CALHA NORTE Ligue (93) 9145-7591

Prazer em servir

Trav. Major Francisco Mariano, s/n Cidade Alta - MONTE ALEGRE

Tecidos & Armarinho

Rua Rui Barbosa. Cidade Alta - MONTE ALEGRE

Lojas MONTE ALEGRE

AV. MAJOR FRANCISCO MARIANO. CIDADE ALTA - MONTE ALEGRE

VEREADOR E VICE PREFEITO ELEITO DE MONTE ALEGRE

W. R. ê!

a voc

r par

elho

Om

CEI Nº 0188/0-9

CRC 007221-OPA

CARVALHO Av. Presidente Vargas, 782, Cidade Baixa Monte Alegre/PA CEP: 68.220-000 escritoriowrcarvalho@hotmail.com Fone: (93) 3533-1310/1084

Trav. Hermes da Fonseca, 86. Cidade baixa MONTE ALEGRE

Homenagem

KL C Cuidando de toda sua Família

Tel (93) 3533-2690

Dr. Sebastião Caires CRM 1356

KLC Distribuidora

MOVEIS E ELETRODOMÉSTICOS

Venda de bebidas em geral Tel. (93) 3533-1011 / 9158-3183

Praça Fernando Guilhon, s/n. Cidade Alta - MONTE ALEGRE

Para sempre servir Monte Alegre


4

tribuna da calha norte

GERAL

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

Florestas da Calha Norte tem alto potencial econômico extrativista

A

exploração sustentável de madeira e a coleta de castanha do Pará podem gerar R$4,4 bilhões ao longo de 20 anos em florestas estaduais da região da Calha Norte. Esse é um dos resultados divulgados pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Imazon após o cálculo do potencial de geração de receita, emprego e tributos em dois empreendimentos que podem ser desenvolvidos nas Florestas Estaduais da região: extração de sustentável de madeira e coleta de castanha do Pará. O estudo do Imazon, que foi realizado com apoio do Fundo Vale, apontou ainda que a Calha Norte pode gerar 8.986 empregos diretos e indiretos a partir de 2013. Na Calha Norte do Pará estão as Florestas Estaduais (Flotas) do Paru, Trombetas e Faro, todas Unidades de Conservação de uso sustentável, as quais se destinam ao uso múltiplo dos recursos florestais (madeira, não-madeireiros, turismo, serviços ambientais etc.) Essas Flotas totalizam 7,4 milhões de hectares, mas apenas pouco mais de 12% dessa área (850 mil hectares) serão destinadas para a produção madeireira de acordo com o Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor) do Governo do Pará. Além disso, os governos federal, estadual e municipal poderão arrecadar R$ 887 milhões em royalties e impostos em valores de 2010, ao longo desse

período, o que corresponde a 20% do faturamento bruto dessas atividades. As estimativas foram elaboradas com base nos levantamentos de campo realizados pelo Imazon. Pelo menos 30% dos impostos e royalties devem ir para os municípios da Calha Norte. Os municípios mais beneficiados com os empreendimentos serão Almeirim, Monte Alegre, Alenquer, Oriximiná e Faro. O estudo foi elaborado considerando um cenário conservador. De acordo com Adalberto Veríssimo do Imazon, um dos autores do estudo, é altamente provável que essas duas atividades acabem gerando uma receita maior do que a prevista. Além disso, ele ressalta que não foram incluídas nessas estimativas outras atividades econômicas com grande potencial de ocorrer nas Flotas tais como ecoturismo, pagamento de serviços a m b ien t a is, m in era ç ã o e coleta de outros produtos não-madeireiros. Veríssimo indicou que essas atividades serão consideradas na próxima etapa da pesquisa. Rodrigo Bandeira, consultor e também autor do estudo, diz que foram dedicados quase cinco meses para obter os resultados. Ele diz que foi possível lançar um olhar econômico sobre a floresta, o que permite integrar atores

sociais e fortalecer ações colaborativas em benefício das questões ligadas à região. CALHA NORTE - Com cerca

de 28 milhões de hectares e localizada na porção setentrional do Estado, a Calha Norte do Pará abriga 334

mil habitantes distribuídos em nove municípios. Essa região é umas das mais bem conservadas de toda a

a continuidade da extração da balata na Flota Paru, que alegam estar ameaçada pela concessão florestal que ocorrerá nos próximos anos. Tanto Sema quanto o Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor) comprometeram-se a estudar a questão de forma a não haver prejuízos para a atividade tradicional. REDE DE COMUNICAÇÃO DA CALHA NORTE - Uma oficina promovida pela Sema, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e CI reuniu conselheiros e representantes da comunidade para criar a rede de comunicação da Calha Norte, que tem por finalidade aumentar a visibilidade das áreas protegidas da região. A oficina também propôs a criação de produtos de comunicação que se adequem às diferentes realidades e públicos envolvidos. Dentro desse contexto foram criados o Facebook e o blog da rede de comunicação, que será alimentado com informações repassadas pelos pontos focais dos municípios da Calha Norte. Durante os meses de fevereiro e março de 2012 foram realizadas seis oficinas de comunicação nos municípios da Calha Norte com o objetivo de criar um plano de comunicação na região e conhecer as dificuldades para

a consolidação da rede de comunicação. Já foi firmada uma parceria com a Funtelpa, que produzirá um programa de rádio a ser exibido nos municípios da Calha Norte com notícias locais. O conselheiro Guido Ribeiro Martins, moveleiro de Oriximiná, ressalta a importância da criação da rede de comunicação para que as informações das áreas protegidas sejam multiplicadas

Amazônia e possui o maior mosaico de áreas protegidas do mundo, o qual soma cerca de 21,8 milhões de hectares com o desmatamento representando apenas cerca de 4% do território. Em 2006 foram criadas cinco Unidades de Conservação na Calha Norte totalizando cerca de 13 milhões de hectares (três vezes o território do Estado do Rio de Janeiro) das quais 7,4 milhoes são Florestas Estaduais (Flotas). E o restante são Unidades de Proteção Integral destinadas à proteção total da biodiversidade incluindo a maior Unidade do mundo, a Estação Ecológica do Grão Pará com 4,2 milhões de hectares – equivalente a mais de duas vezes o Estado de Sergipe. Fonte - Imazon

Flotas da Calha Norte serão monitoradas com ferramentas de gestão Káthia Oliveira

A ferramenta de gestão Sistema de Indicadores da Condição Socioambiental da Unidade de Conservação (Sisuc) foi apresentada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Conservação Internacional, durante a reunião dos Conselhos Gestores das Florestas Estaduais (Flotas) da Calha Norte. Entre seus objetivos de sua criação está a produção de um diagnóstico da gestão de Flotas por meio da observação dos conselheiros e o acompanhamento das ações propostas ao desenvolvimento da gestão. A ferramenta apresentada por Carlos Eduardo, do grupo Natureza, Sociedade e Conservação, e mediado por Cesar Haag, da CI, obteve aprovação total dos conselheiros. No encontro também foram tratados aspectos relacionados à gestão, com uma oficina de priorização de ações para 2013, em que os conselheiros analisaram as ações propostas pelos Planos de Manejo para o ano de 2013. Participaram, ainda, da reunião um grupo de balateiros (pessoas que extraem a seiva da balata, espécie de látex) e artesãos de Belém e de Monte Alegre. Os balateiros defendem

na região. “As pessoas que vivem no entorno da Flota não sabem o que está acontecendo, o que o governo está planejando para aquela Floresta, por isso qualquer ação causa um impacto muito forte na região. É importante que eles conheçam e tenham consciência de que estão inseridos em uma área protegida e precisam preservar os recursos da região”, completa.


POLÍTICA

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

tribuna da calha norte

ENTREVISTA

5

Prefeita eleita de Curuá fala dos projetos a executar a partir de 1º de janeiro Uma das três mulheres que estará a frente do executivo municipal na região da Calha Norte, é Adriana Pereira da Silva, eleita prefeita no município de Curuá. Adriana será a primeira mulher o governar o município de Curuá, ainda muito jovem vem de uma família de políticos e já possui experiência em administração. Em entrevista exclusiva, Adriana fala dos seus projetos e desafios frente a prefeitura de Curuá.

‘Estamos abertos às críticas e sugestões para que, com a ajuda de todos, possamos tentar realizar um excelente governo.’. Adriana Pereira

oferta de emprego e renda à população de Curuá? Adriana – Em nosso Plano de Governo, propomos alocar recursos do Governo Federal para a construção e manutenção da feira do produtor rural e do mercado do peixe. Além disso, objetivamos buscar meios para trazer para município empresas que queiram explorar recursos naturais extrativistas de acordo com a legislação ambiental. Objetivamos incentivar o comércio local, criando parcerias através do programa de crédito do governo Estadual, o CRED-PARÁ. Incentivar a produção de farinha, milho, melancia entre outros produtos da região. Dar apoio técnico e incentivo para as atividades pesqueiras, buscando recursos junto aos órgãos competentes. Tribuna da Calha Norte – O quê seu governo fará pelo trabalhador do campo e incentivo a agricultura? Adriana – Em relação ao agricultor, especificamente, pretendemos incentivar a agricultura familiar, melhorar as vicinais para o melhor escoamento dos produtos. Pretendemos ainda, prestar orientação técnica aos produtores rurais sobre o quê, quanto e onde plantar ou criar, visando aumentar a produtividade e lucratividade. Almejamos também, criar canais de comercialização adequados aos trabalhadores do campo. Tribuna da Calha Norte – Hoje os funcionários da educação reclamam de baixos salários. O quê fazer para remunerar melhor professores e os funcionários da educação? Adriana – Em relação aos funcionários da educação, pretendemos trabalhar de acordo com o PCCRM do município. Futuramente, com base na assessoria jurídica e contábil do município, estudaremos a possibilidade de implantação do piso salarial nacional do magistério. Tribuna da Calha Norte – Quais seus projetos para melhorar a infraestrutura urbana de Curuá? Adriana – Com base no nosso Plano de Governo, especificamos nossos objetivos em relação à infraestrutura urbana buscando junto ao Governo Federal recursos para a construção do aeródromo, construção do matadouro municipal, calçamento de ruas, coleta regular de lixo; para manter a cidade limpa. Tribuna da Calha Norte – Qual o seu compromisso assumido em campanha que irá focar assim que assumir a prefeitura do município? Adriana – Melhorar a qualidade de vida do povo curuaense através dos bons serviços que pretendemos prestar na saúde, na educação, segurança pública, infraestrutura, esporte e lazer.

Tribuna da Calha Norte – Finalizando, que mensagem você deixa a população de Curuá? Adriana – Primeiramente, sabemos que há muito trabalho para ser feito e que esse trabalho só pode ser realizado com o apoio e a participação dos cidadãos, assim, pedimos o apoio da população para que possamos desenvolver um bom trabalho. Pretendemos ainda fazer um trabalho sério e com base nas leis. Sabemos ainda que é impossível agradar a todo mundo, por isso, não esperamos fazer um governo sem oposição. Daí que estamos abertos às críticas e sugestões para que, com a ajuda de todos, possamos tentar realizar um excelente governo. No mais, desejamos a todos um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações.

menos 39 políticos de carreira, que já foram escolhidos pelos eleitores, em outras ocasiões, para exerceram cargos de prefeitos, deputados ou vereadores. Também é grande o quantitativo de empresários e comerciantes à frente do Executivo Municipal. O nível de escolaridade dos próximos prefeitos é

relativamente alto no Pará. Dos 144 eleitos, 55 tem o curso superior compl eto e outros nove pelo menos ingressaram na faculdade. O que corresponde a 44,4% do total. Além deles, 51 concluíram ou estão por concluir o ensino médio, enquanto que 26 possuem o nível fundamental, completo ou incompleto.

Apenas três prefeitos declararam saber apenas ler ou escrever, que é o requisito mínimo para se habilitar ao cargo. Todos estes terão um grande desafio pela frente: administrar cidades, cuja população tem baixíssimos níveis de escolaridade, e que dependem fundamentalmente

dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) - mecanismo constitucional utilizado pelo governo federal para transferência de verbas. De acordo com as estatísticas do próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atualmente 63,37% dos eleitores que votaram nestas eleições não

terminaram sequer o ensino fundamental. Destes, o número de pessoas que declararam ser analfabetas ou que sabem apenas ler e escrever ultrapassa a casa do 1,3 milhão. Na região da Calha Norte terá três prefeitas, sendo Adriana na cidade de Curuá, Marinete na cidade de Faro e Patrícia Hage na cidade de Prainha.

falta de planejamento, na indefinição de prioridades ou na eleição de prioridades erradas, no desperdício de recursos e, por último mas não menos importante, na roubalheira deslavada. A administração pública, por lei, é obrigada a manter sistemas de custos e de avaliação da legalidade, eficiência e eficácia na execução dos programas de governo. Mas as leis existentes são ignoradas, descumpridas. Tornam-se inócuas. É inevitável, assim, a ocorrência de desregramentos na aplicação de recursos públicos, sobretudo e principalmente

no âmbito municipal, uma vez que a maioria dos mais de 5 mil municípios brasileiros não possui mecanismos eficazes para o controle que a legislação exige. Exemplos clamorosos estão aí, para quem quiser ver. Obras inacabadas - muitas delas essenciais, é verdade representam um monumento à incúria, à falta de zelo na aplicação correta do dinheiro público. É corriqueiro constatar-se que o repasse de verbas não minimiza carências que precisam ser combatidas em áreas fundamentais, como a educação. Gestores utilizam

os recursos para pagamentos de despesas que nada têm a ver com o incremento da educação fundamental. O Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) oferece casos emblemáticos. Criado pela Emenda Constitucional nº 14 de setembro de 1996 e regulamentado pela Lei nº 9.424, de 24/12/1996, o Fundo destina seus recursos, integralmente, ao ensino fundamental público do respectivo sistema de ensino. Pelo menos 60% dos recursos anuais do Fundef devem ser

destinados à remuneração dos profissionais do magistério em efetivo exercício no ensino fundamental público. Os 40% restantes devem ser utilizados em outras ações de manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental, como o pagamento de vigilantes, zeladores, pessoal da área administrativa, reformas e construção de escolas, material de expediente etc. Não é incomum, todavia, a utilização de verbas do Fundef para a aquisição de gêneros alimentícios. E muito menos incomum é a dilapidação de recursos públicos que vão parar

nos bolsos de gestores sempre fiados na possibilidade de não serem descobertos em suas tramoias. A educação não está só. Uma auditoria recente do Tribunal de Contas da União (TCU) em ações do Programa de Resíduos Sólidos Urbanos apontou que 65% dos projetos bancados pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para resolver o problema da destinação de resíduos em pequenas cidades não geram absolutamente nenhum resultado.

Tribuna da Calha Norte – Prefeita, qual a primeira meta frente à Prefeitura de Curuá? Adriana – Em nossos primeiros dias de Governo, pretendemos organizar a estrutura administrativa. Definir o secretariado, designar os diretores e coordenadores dos setores burocráticos, tais como: escolas, postos e centros de saúde, CRAS e coordenação de programas. Tribuna da Calha Norte – O que você fará para melhorar a saúde do povo de Curuá, especialmente do interior do município? Adriana – primeiramente é importante dizer que o município de Curuá está habilitado nos serviços de atenção básica, por isso, os serviços ofertados ao povo, devem ser o de prevenção, pois ainda não possuímos um hospital. Mesmo assim, em virtude da demanda, pretendemos ofertar alguns serviços especializados, como: consultas e exames em oftalmologia, obstetrícia e ginecologia, pediatria, fisioterapia e ultrassonografias. Além dos atendimentos odontológicos. Em relação ao interior do município, por enquanto, pretendemos realizar os mutirões de saúde mensalmente. Futuramente, ainda para o interior, objetivamos buscar recursos para a construção de postos de saúde nas comunidades polo. Tribuna da Calha Norte – O que o seu governo pretende fazer para levar melhor educação às crianças e jovem no município? Adriana – Entendemos que a educação é a base de melhorias e avanço para qualquer segmento da sociedade, principalmente no que se refere às crianças e aos adolescentes. Com isso, objetivamos dar continuidade à qualificação docente por meio de formação continuada, para que possamos dar um melhor atendimento às crianças e jovens do nosso município. Pretendemos ainda, aderir aos programas do Governo Federal voltados especificamente a essa clientela, principalmente ao Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. Além isso, objetivamos buscar recursos para construção, ampliação e reforma das Escolas do Munícipio. Tribuna da Calha Norte – Você possui um projeto para aumentar a

Maioria dos novos prefeitos do Pará são homens Irna Cavalcante

A partir de janeiro, o futuro administrativo de 121 das 144 prefeituras do Pará estará nas mãos de prefeitos do sexo masculino. As estatísticas da Justiça Eleitoral mostram ainda que, em média, os eleitos possuem idade superior aos 45 anos, são casados, com ensino superior completo e com experiência na política. São pelo

Novos prefeitos estão em volta a realidade de administrar município pobres da região Candidatos que se elegeram prefeitos em seus municípios estão às voltas com a realidade. Da ficção das campanhas, que produzem choques de estupefação em eleitores abismados com propostas disparatadas e inverossímeis, os novos gestores começam a tomar um choque de realidade. A constatação que, em regra, todos estão fazendo agora é a de que falta dinheiro para fazer o que prometeram, o que alardearam como factível nas campanhas. O grande nó da admnistração pública no Brasil está e sempre esteve no descontrole, na


6

tribuna calha TRIBUNAda DA CALHAnorte NORTE

REGIÃO

Oeste dodo Pará, sábado, Oeste Pará, sábado,2222dededezembro dezembrode de2012 2012

Que o amor, a paz e a sabedoria, estejam em nossas vidas, durante o ano novo.

FRANCE VASCONCELOS VEREADORA DE MONTE ALEGRE

Que as realizações alcançadas este ano, sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso no ano vindouro. ...Feliz Natal e Próspero Ano de 2013!

Que neste Natal você possa sentir a presença de Deus, do amor, da paz e do perdão. São votos dos proprietários da

CASA CARRETEIRO Materiais para construção * Tintas * Eletrodomésticos

Trav. dos Mártires, 39. Cidade Baixa - MONTE ALEGRE

Tel. 3533-1516

Av. Major Francisco Mariano. Cidade Alta MONTE ALEGRE

TRAV. RUI BARBOSA. CENTRO – JURUTI Condomínio Quatro Irmãos - TEL. 9175-7639

No decorrer dos últimos dois anos, como Presidente da Câmara Municipal de Monte Alegre, assumimos com integridade e responsabilidade a administração deste poder, sempre com coragem e determinação, fizemos o que era necessário para que nós chegássemos ao final do nosso mandato com a cabeça erguida, com a consciência de que fizemos tudo dentro do que determinam as Leis, cumprindo todas as exigências do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios). Fizemos todas as licitações necessárias, nossos servidores foram contratados dentro da Resolução que a Câmara votou e aprovou os cargos e salários. E por termos agido assim, deixamos algumas pessoas frustradas que torciam para que nós não fizéssemos uma boa administração, e inconformados tentam denegrir nossa imagem, mas não conseguiram, porque de forma responsável representamos este Poder. Tivemos uma atuação com simplicidade e coerência, no entanto, levamos a política a sério. E esse mérito é de cada um que colaborou com a nossa administração, ou seja, a vitória é de todos nós. Nesse período, aprovamos projetos importantíssimos ao município, como a doação do terreno a UFOPA, convênio dos estagiários de medicina, Programa Bolsa Verde, entre outros. E ao se aproximar o Natal, reforçamos o que temos como desejo para todos os seus dias, que na paz de Deus você sempre possa encontrar o seu caminho e que, este caminho seja trilhado com muita Fé. Coragem: Para assumir e enfrentar as dificuldades do dia a dia. Perseverança: Para que jamais você desista ou desanime dos seus sonhos. Esperança: Para que a cada novo dia você possa ver novos horizontes. Amor: Que motive todos os outros sentimentos para que você sempre fique cercado de respeito, compreensão de solidariedade e dedicação. Que sua vida seja abençoada e que transborde em paz, saúde e harmonias. É o que desejo a você, seus familiares, amigos e a todo o povo Pinta Cuia. E que o próximo Ano seja ainda mais repleto de sonhos e realizações. E Que todos possam alcançar as suas metas com dignidade e respeito ao seu semelhante. UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO!!! São os sinceros votos do vereador e amigo

RE

EG TE AL

DA ENTE RESID ELOS P R ADO ASCONC VERE V ARIA M É Z

N E MO RA D A M Â C


REGIÃO

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

Plano Estratégico de Fronteiras vai instalar laboratório para combater lavagem de dinheiro Pascoal Gemaque

chefe do Núcleo de Projetos P a r á v a i t e r u m da Secretaria, coronel Roberto l a b o r a t ó r i o d e Damasceno, acompanharam o inteligência e detecção vice-governador. para combate a crimes de No oeste paraense, Óbidos, lavagem de dinheiro, oriundo Almeirim e Oriximiná são os principalmente do tráfico municípios classificados como de drogas. O convênio para “lindeiros” - que possuem instalação do laboratório, que territórios localizados nas reforçará a segurança nas f r o n t e i r a s d o S u r i n a m e áreas de fronteira e deverá e Guiana. Por isso, estão começar a funcionar em 2013, automaticamente incluídos foi assinado no último dia nas ações da Enafron. Faro 7, em Brasília (DF), durante e A l e n q u e r , m u n i c í p i o s reunião da Estratégia Nacional localizados na chamada “faixa de Segurança Pública nas de fronteira”, também recebem Fronteiras (Enafron), no ações especiais na área de Ministério da Justiça. O vice- segurança. Recentemente, o g o v e r n a d o r d o E s t a d o e governo do Pará conseguiu secretário Especial de Gestão, incluir nesse mapa de ações os Helenilson Pontes, assinou o municípios de Abaetetuba, no convênio durante o encontro, Baixo Tocantins, e São Caetano presidido pelo ministro da de Odivelas, no nordeste. Justiça, José Eduardo Cardozo, Mesmo longe da fronteira, os e pela secretária nacional de dois municípios são atingidos Segurança Pública, Regina Miki. por ações de criminalidade O ministro, que anunciou ações iniciadas em países vizinhos, mais enérgicas e uma interação c o m o t r á f i c o d e d r o g a s , maior entre o governo federal contrabando, descaminho, e os Estados nas áreas de tráfico de pessoas e armas. fronteira, garantiu a instalação A secretária Regina Miki fez um de laboratórios de inteligência balanço das ações da Enafron em detecção de crimes de em 2012, ressaltando que lavagem de dinheiro em mais a principal dificuldade dos sete Estados. agentes de segurança ainda é a Tambérm estavam presentes comunicação por rádio. “Sem os governadores de Roraima, essa comunicação não há como José Anchieta Júnior, e do garantir a integração de ações Mato Grosso do Sul, André entre os Estados de fronteira”, Puccinelli, além de secretários afirmou Regina. A secretária de Segurança Pública dos 11 destacou a atuação do governo Estados que têm fronteiras com do Pará e de sua Secretaria outros países. Luiz Fernandes de Segurança, que sempre Rocha, titular da Secretaria de c o l a b o r a m c o m a s a ç õ e s Segurança Pública e Defesa planejadas pela Enafron. Social do Pará (Segup), e o I N V E S T I M E N T O S - L u i z

O

Fernandes Rocha disse que o Pará tem avançado bastante na área de segurança e que os investimentos feitos pelo governo estadual são os maiores dos últimos quatro anos. Segundo ele, R$ 366 milhões deverão ser investidos em ações de inteligência, prevenção, repressão e custódia. A valorização dos servidores da área de segurança também foi ressaltada pelo secretário. A partir de janeiro, informou Luiz Fernandes, estatísticas sobre o trabalho do Pará na área de segurança estarão disponíveis online para todas as forças de segurança do Brasil. Helenilson Pontes frisou as peculiaridades do Pará, cujo território é maior que a região sudeste do Brasil, o que torna a garantia de segurança uma tarefa árdua. “Não temos municípios nas bordas de fronteira, apenas reservas ambientais e indígenas, por

isso não podemos manter efetivos de segurança em postos avançados, facilitando o combate à criminalidade”, disse o vice-governador. Ele disse ainda que, da totalidade do território paraense, 63% pertencem à União, com assentamentos, terras indígenas, áreas ambientais e militares. “Promover a segurança sem invadir a soberania dessas áreas é difícil, mas nem por isso deixamos de realizar ações que garantam não só a segurança do Pará, mas a soberania do Brasil”, afirmou Helenilson Pontes, destacando ainda o empenho do Ministério da Justiça em resolver problemas sérios nas áreas de fronteira, e reiterando a disposição do Pará em colaborar não apenas com a Enafron, mas com qualquer outra ação que ofereça mais segurança à população paraense.

da população. O Governo do Pará, através da Secretaria de Segurança Pública, aderiu ao ENAFRON por meio de um Termo de Adesão, assinado no dia 30 de dezembro de 2011. Até agora, foram dois convênios assinados entre o Governo do Estado e Ministério da Justiça. Um de R$8.305.752,70 e outro de R$ 1.969.571,90.

Recursos a serem destinados para os municípios de Óbidos, Oriximiná. Alenquer e Almeirim. “São ações de extrema importância para nossa região, mas totalmente desconhecidas da população, dos gestores e representantes desses municípios. Por isso a necessidade de ser realizada essa audiência pública”, justifica Josefina.

Alepa fará audiência pública em Óbidos para discutir Estratégias de Fronteira Em sessão ordinária realizada na última quarta feira, 19, a Assembleia Legislativa aprovou requerimento da deputada Josefina Carmo que requer a realização de uma audiência pública, no município de Óbidos, para discutir as ações do Plano Estratégico de Fronteiras ENAFRON. O Plano Estratégico de Fronteiras é um programa do governo federal, que tem como

objetivo fortalecer a prevenção, controle, fiscalização e repressão ao contrabando de armas e drogas na faixa de fronteira brasileira. O programa prevê a execução de inúmeras ações e projetos, com foco nos órgãos estaduais de segurança pública, buscando o aprimoramento da prestação dos serviços da área, o fortalecimento da cidadania e a melhoria da qualidade de vida

tribuna da calha norte

7

Jari Celulose busca sócio capaz de investir R$ 100 milhões Stella Fontes

A Jari Celulose, do empresário paulista Sergio Amoroso, está em busca de um sócio investidor disposto a investir US$ 100 milhões no projeto de conversão da fábrica de celulose de eucalipto de Monte Dourado, município de Almeirim, em unidade produtora de celulose solúvel. A empresa já anunciou que paralisou as atividades neste mês na fábrica, mas que deverá retornar em fevereiro, porém nega as demais informações. A Jari, que faz parte do Grupo Orsa, oficializou os planos de parada da unidade de celulose de eucalipto no Vale do Jari, região entre os Estados do Pará e do Amapá, no começo deste mês. Com capacidade instalada para 410 mil toneladas anuais, a fábrica é considerada de alto custo e acumulou prejuízos nos últimos anos em razão da baixa escala e de margens comprometidas. O plano da Jari, conforme fontes ouvidas pela reportagem é converter e ajustar a unidade para a produção de celulose solúvel, cujos preços de venda seriam mais compatíveis com os custos de produção da fibra no Pará. Com ampla gama de aplicações, a matéria-prima pode ser usada nas indústrias têxtil, de alimentos e medicamentos, entre outras. Conforme uma fonte, a Jari já teria em mãos estudos relativos à conversão da fábrica e de mercado. Os detalhes do projeto serão discutidos em um dos pontos considerados pela empresa é a participação

de um sócio estratégico. Nesse caso, caberia ao novo investidor um aporte de US$ 100 milhões. Modelo similar ao que pode ser adotado pela Jari para o negócio de celulose foi escolhido pelo Grupo Orsa para a reorganização de suas operações de papel e embalagem. Em outubro, a empresa e a americana International Paper (IP), maior produtora mundial de papéis de imprimir e escrever, anunciaram um acordo que prevê a constituição no país de uma joint venture na área de embalagens. Como parte do acordo, a Jari aportará suas sete fábricas de papelão para embalagem e caixas na joint venture, enquanto os investimentos da IP chegam a R$ 952 milhões, em uma transação que marca a entrada da companhia americana no mercado brasileiro de embalagens. O mercado de celulose solúvel é visto como “bastante volátil” pela indústria e atraiu novos produtores – sobretudo por meio da conversão de fábricas voltadas a outros tipos de fibra – nos últimos dois anos. Em 2011, os preços da matéria-prima chegaram à casa de US$ 3 mil por tonelada, diante de problemas na colheita de algodão, que reduziram a oferta da commodity. Como a celulose solúvel pode ser usada na fabricação de viscose, houve forte demanda pelo produto por parte da indústria têxtil. As maiores produtoras mundiais desse tipo de celulose são Sappi, Birla, Sateri – que é dona da Bahia Specialty Cellulose (BSC) -, Rayonier, Buckeye e Lenzing, com 60% da produção.


8

TRIBUNAda DA CALHA NORTE tribuna calha norte

Oeste Pará, sábado, dezembrodede2012 2012 Oeste do do Pará, sábado, 2222dede dezembro

VARIEDADES SOCIAL

Gata da Semana

FAZENDO A DIFERENÇA

Silva GÊNEROS ALIMENTÍCIOS E ESTIVAS EM GERAL

Tijolos de 6 e 8 furos, Areia, Pedra, Aterro, Seixo, Cimento, Telhas e tudo para o acabamento de sua obra. PREFEITO ELEITO DE JURUTI

Acetamos cartão VISA e MASTER CAR

Tel. (93) 3536-1182 3536-1049

*** RODOVIA PA 257- KM 0. BOM PASTOR *** ESTRADA DO LAGO PRETO, 220. TERRA PRETA


GERAL PUBLICIDADE

OesteOeste do Pará, sábado, 22 de22dezembro de 2012 do Pará, sábado, de dezembro de 2012

PANTOJÃO 2000

tribuna calha TRIBUNAda DA CALHAnorte NORTE

Feliz natal e Próspero 2013! PAPELARIA

Travessa dos Martires. Cidade Baixa - MONTE ALEGRE

Bendita seja a data que une todo mundo numa conspiração de amor. Feliz Natal E Próspero Ano Novo!

Trav. Floriano Peixoto. Centro - JURUTI

Paz União Alegrias Esperanças Amor Sucesso Realizações Luz Respeito Harmonia Saúde Solidariedade Felicidade Humildade Confraternização Pureza Amizade Sabedoria Perdão Igualdade Liberdade Boa Sorte Sinceridade Estima Fraternidade Equilíbrio Dignidade Benevolência Fé Bondade Paciência Brandura Força Tenacidade Prosperidade Reconhecimento É o que

deseja a

Av. MARECHAL RONDON, 69. CENTRO - JURUTI

CONTABILIDADE & RESULTADOS

JOSEFINA CARMO Deputada Estadual

9 9


10 tribuna da calha norte Pequena Mineração Responsável é discutida na UFOPA Talita Baena

Buscar o desenvolvimento de modelo de arranjo produtivo e sustentável para o setor da mineração na região do Tapajós. Esse foi o objetivo do encontro do Grupo de Trabalho para o ordenamento da mineração, realizado na sexta-feira, dia 14, na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). Criado pela Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (SEICOM), vinculada à Secretaria Especial de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, o Grupo Tapajós reuniu instituições de ensino, como a Universidade de São Paulo (USP) e a UFOPA, a fim de construir agenda para o aprimoramento das atividades na Província Aurífera do Tapajós. Duas propostas desenvolvidas no Núcleo de Apoio à Pequena Mineração Responsável, da USP, foram apresentadas pelo professor Giorgio de Tomi, diretor do núcleo. Elas contemplam uma mina modelo livre de mercúrio, com protótipos de mina, usina, produtos e rejeitos, e ainda um centro de treinamento para pequenos mineradores da Província Aurífera do Tapajós. De acordo com Maria Amélia

Enriquez, secretária-adjunta da SEICOM, a ideia é somar esforços interinstitucionais para a implantação do projeto Pequena Mineração Responsável. “Hoje nós nos reunimos com o objetivo de definir uma agenda que deverá ser implantada durante dois anos”, explica a secretária. A UFOPA, por meio do Parque de Tecnologia do Tapajós, será parceira na implantação do projeto e deverá fornecer estudos e recursos humanos para a execução das atividades planejadas. “Iremos atuar diretamente nas áreas onde ocorrem as atividades de pequena lavra mineral, com o intuito de internalizar, nos pequenos mineradores, o conceito de mineração sustentável”, ressalta o Pró-Reitor de Planejamento Institucional, Aldo Queiroz. Também participaram da reunião Claudio Scliar, assessor especial da Reitoria da UFOPA; Patricia Chaves, diretora do Parque de Tecnologia do Tapajós; José Ferreira Leal, pesquisador do CNPq; Marjorie Neves (SEICOM); e os professores pesquisadores no âmbito da mineração, Bernhard Gregor Peregovich (UFOPA), Alexandre Passos (USP) e Gonzalo Enriquez (SEDIP/UFPA).

SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA A empresa G & R M. DE CARVALHO LTDA ME, vem por meio desta solicitar Licença Prévia a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Monte Alegre, sob o protocolo nº 063/2012, para desenvolver a atividade Revendedora (Atacadista e varejista) e posto de abastecimento, na Trav. Alvaro Pantoja, s/n, Planalto, CEP 68220-000, Monte Alegre, Pará

LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO A empresa G & R M. DE CARVALHO LTDA-ME, vem por meio desta solicitar Licença de Instalação e Operação a secretaria Municipal do Meio Ambiente de Monte Alegre, sob o protocolo nº 063/2012, para desenvolver a atividade 0305 - Posto Revendedor (Atacadista e Varejista) e posto de abastecimento, na Trav. Álvaro Pantoja, s/n, Planalto, CEP 68220-000, Monte Alegre, Pará

LICENÇA DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO A.V de Jesus Cia & Ltda - ME, CNPJ 10,139,866/000131 torna público que requereu à Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SEMMA a sua L.I.O - Licença de Instalação e Operação com o protocolo 051/2012 para a Fabricação de Material Cerâmico no município de Monte Alegre - Pará

GERAL

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

Garimpos ilegais na Calha Norte são ignorado pela Sema Da Redação

A Secretaria de Meio Ambiente do Pará - Sema, está fazendo vista grossa com os diversos garimpos ilegais espalhados na região da Calha Norte, Oeste do Pará, que operam normalmente na extração de ouro e ametista, estão espalhados nos municípios de Almeirim, Monte Alegre e Alenquer, sem que que a Sema faça qualquer tipo de fiscalização. Na região da Calha Norte, nos municípios de Almeirim, Monte Alegre e Alenquer os garimpos trabalham provocando grandes impactos ambientais, o que é pior, a Sema tem conhecimento desses garimpos e não toma qualquer tipo de providência, talvez pela dificuldade de acesso a esses locais remotos em meio à selva da flota Paru e reserva Grão Pará. Os garimpos se concentram na maioria, nos rios Maicuru, Paru e Curuá, onde os garimpeiros conseguiram levar maquinários pesados a esses locais e utilizam sem qualquer preocupação com o meio ambiente, reviram o leito dos rios, formam ilhas de areia, derrubam as margens, provocando destruição e poluição com elementos químicos e lixos tóxicos. A reportagem do jornal Tribuna da Calha Norte conseguiu conversar por telefone com um dos garimpeiros que trabalha no rio Paru, ele pediu para não ser identificado, garantiu que o garimpo onde ele trabalha obteve licença ambiental da Sema em 2011 em uma área de 500 metros quadrados, mas depois entrou em contradição dizendo que atualmente estão explorando uma jazida de ouro distante 2 km da que estavam ano passado. O garimpeiro disse ainda que seguem todos os processos exigidos pela

Sema, e que, esteve este ano com o senhor Ronaldo Lima, gerente de mineração da Sema onde trataram da liberação com licenciamento ambiental de todos os garimpos do rio Paru, mesmo estando na Flota Paru. Outro garimpeiro que trabalha extraindo ametista em um igarapé afluente do rio Maicuru, falou a reportagem dizendo que o garimpo dele está a três dias de viagem da cidade de Monte Alegre, trabalham tranquilo porque uma pessoa na cidade de Alenquer está incumbida de fazer o monitoramento de qualquer tipo de fiscalização e no aeroporto, “qualquer tipo de fiscalização ele (informante) passa rádio amador pra gente comunicando que tem gente indo pra área, mas isso é quase impossível, porque nem helicóptero consegue localizar a gente, é muito longe e o garimpo fica debaixo das árvores, nós não fizemos derrubada”, assegurou o garimpeiro, dizendo ainda que nas margens do rio Maicuru existe garimpeiro que já possui até criação de gado na área e nunca passou qualquer tipo de fiscalização. A reportagem do jornal Tribuna

da Calha Norte tentou contato com o gerente de mineraç��o da Sema, Ronaldo Lima, para se pronunciar sobre os garimpos ilegais na Calha Norte, mas este não se manifestou sobre o assunto. RIO XINGU – Na região de Volta Grande do Xingu, mesmo endereço onde está sendo erguida a hidrelétrica de Belo Monte, próximo a Altamira, um garimpo está em pleno funcionamento extraindo ouro sem qualquer tipo de fiscalização. No local, vários maquinários particulares extraem toneladas de ouro a apenas 14 km de distância da futura barragem da usina. No local, cerca de 2 mil garimpeiros disputam espaço para extrair o metal, fazem grandes explosões com dinamite que pode inclusive comprometer a barragem da hidrelétrica se não forem impedidos. No local a Sema garantiu que já concedeu licença ambiental para a Cooperativa dos Garimpeiros do Xingu, uma das que atuam na região, mas o documento já venceu. A Sema garante que não renovou porque os garimpeiros não agem como cooperativa,

mas sim individualmente. Dessa forma, eles não têm condições de fazer um pedido de licenciamento. Na Volta Grande do Xingu, foi realizado um estudo de viabilidade econômica da jazida de ouro, que confirmou a existência de um potencial de 4.684 quilos de ouro por ano, o que atraiu a cobiça da mineradora canadense Belo Sun, que tem capital aberto na bolsa de Toronto e conseguiu autorização de pesquisa mineral junto ao Departamento Nacional de Pesquisa Mineral (DNPM). A Belo Sun pretende investir US$ 1,076 bilhão na extração e beneficiamento de ouro no rio Xingu. A Belo Sun tem convivido com os garimpeiros, é o que consta em seu relatório de impacto ambiental, pois atualmente há atividade de lavra de garimpeiros, dentro da área que está sob responsabilidade da companhia. A extração do ouro na região foi o que deu origem às comunidades de Vila da Ressaca, Garimpo do Galo e Garimpo do Ouro Verde, fundadas nas margens do rio Xingu, no município de Senador José Porfírio.

do Estado confirmaram a incidência do minério. Ao todo, as reservas paraenses apresentam capacidade de produzir 9 milhões de onças (oz) de ouro, ou seja, 270 toneladas do mineral. Dos oito projetos previstos para o Estado - todos já em fase de implantação -, três estão na região do Tapajós; dois no Sudeste paraense; um na região do Xingu; e dois no Nordeste. A previsão é que as oito reservas estejam em total funcionamento até 2017, de acordo com o geólogo paraense Alberto Rogério da Silva. Segundo ele, no entorno dos depósitos minerais, serão gerados cerca de 500 empregos diretos e mais 6,5 mil indiretos. Os projetos da região do Tapajós serão explorados

pelas mineradoras Ouro Roxo (reserva de 700 mil oz), Unamgen S/A (2 milhões oz) e Serabi Gold (600 mil oz). Já no Sudeste do Pará, a exploração será feita pelos grupos Reinarda Mineração (200 mil oz/ano) e Colossus Minerals (1,1 milhão oz). No Xingu, o projeto pertence à companhia Belo Sun Mining Corporation (cujo plano, embora ainda esteja em fase de licenciamento, apresenta uma reserva de 2,8 milhões oz). Por último, no Nordeste do Estado, estão em fase de pesquisa os empreendimentos das empresas Luna Gold Mineração e Companhia Nacional de Mineração (CNM). De acordo com o geólogo, a região Tapajós tem a maior área garimpeira do mundo (são 100 mil km²), com mais

de 2,2 mil pontos de extração de ouro e uma reserva de 28 mil km². Alberto Rogério afirma que uma das empresas instaladas em Itaituba está articulando um projeto para montar sua refinaria em Belém, com o objetivo de refinar todo o ouro paraense. Segundo ele, a produção atual de ouro em Itaituba gira em torno de 250 a 300 quilos por mês. O geólogo explica que aproximadamente 52% do minério produzido no Pará são destinados às joalherias de várias partes do mundo; 20% são convertidos em investimentos privados, ou seja, viram papéis na bolsa de valores; e o restante (30%) se transforma em outros tipos de investimentos. Fonte O Liberal

Projetos prevê extração de 270 toneladas de ouro Uma nova corrida pelo ouro no Pará deve atrair milhares de imigrantes ao Pará nos próximos cinco anos, já que pelo menos oito projetos espalhados por várias regiões


EDUCAÇÃO PUBLICIDADE

OesteOeste do Pará, sábado, 22 de22 dezembro de 2012 do Pará, sábado, de dezembro de 2012

tribuna daDA calha norte TRIBUNA CALHA NORTE

RESUMO DE MANDATO

11

Produção parlamentar de Zé Maria em 2012 foi intensa

O

ano de 2012 foi de intensos trabalhos na Assembleia Legislativa do Pará. O Deputado Zé Maria, apesar de estar iniciando seu mandato assumiu um enorme desafio, tornou-se líder da Bancada Petista, onde teve participação fundamental na coordenação e na articulação política, defendendo, a partir das demandas recebidas, sejam elas vindas dos Deputados do PT ou dos movimentos sociais, os interesses dos diversos segmentos sociais, primando sempre pela construção de políticas públicas com o objetivo da melhoria da qualidade de vida do povo paraense. Entre projetos de leis, resoluções, requerimentos e moções, o parlamentar se destacou como um dos mais atuantes na Casa neste ano. É dele, por exemplo, a solicitação de uma sessão especial para discutir a situação dos servidores do DETRAN. Nesta alçada, cabe ainda reafirmar que é Zé Maria o autor do projeto indicativo ao

governo do Estado que pretende estabelecer o adicional de risco de vida à função de Agente de Fiscalização de Trânsito. O parlamentar protocolou projeto de lei que assegura ao treinador de futebol o livre acesso aos estádios em dias de jogos no Estado do Pará. Solicitou e presidiu a sessão especial que debateu a regularização fundiária nas glebas Mamuru, Curumucuri e Nova Olinda III, nos municípios de Juruti e Santarém, e a criação e instalação de Juizados Especiais Itinerantes de conflitos nas áreas rurais do Pará. Com o objetivo de aproximar a população do parlamento, fazendo com que o povo participe efetivamente do processo legislativo, o deputado propôs a criação de uma Comissão Permanente de Legislação Participativa. Caberá à esta comissão o recebimento de sugestões de iniciativa legislativa apresentada por associações e órgãos de classe, sindicatos e entidades organizadas da sociedade civil - exceto partidos políticos; dar pareceres técnicos, exposições e propostas oriun-

das de entidades científicas e culturais e de qualquer das entidades mencionadas no texto e transformar em proposição, quando couber, as sugestões de iniciativa legislativa, inclusive de emendas as leis orçamentárias, encaminhado-a à Mesa Diretora para o trâmite regimental. Tramita na Alepa o projeto de lei nº 26/2011 que pretende garantir procedimentos pacíficos nos despejos realizados em território estadual pelas polícias Civil e Militar. Como líder da bancada do Partido dos Trabalhadores, protocolou projeto de lei que pretende alterar dispositivo da Lei que Institui a Taxa Mineral no Estado. A proposta quer garantir que eventuais reduções nos valores da taxa ocorram por meio de leis encaminhadas à Alepa e não mais por decretos do Executivo. O parlamentar foi atuante em assuntos gerais, chegou a cobrar da tribuna providências sobre a morte do vigilante ocorrida brutal no Mirante, em Santarém, em pleno período eleito-

ral. Cobrou também, no Ministério Público, providências sobre a morte de mais de 30 recémnascidos ocorridos na Santa Casa de Misericórdia do Pará no mês de julho. Apresentou, ainda, projeto que declara como patrimônio cultural de natureza imaterial do Estado do Pará o Piracuí, o Tarubá e o Aviú, atividades culturais e econômicas da região do BaixoAmazonas. Realizou sessão especial para debater o Programa Nacional de Educação no Campo (PRONACAMPO); o mandato está em permanente negociação com a Eletronorte e Rede Celpa para o melhoramento da distribuição de energia, inclusive do Programa Luz Para Todos; da mesma forma, luta pela ampliação da cobertura de telefonia móvel e fixa na Zona Rural do Estado. Requereu a criação de uma comissão Externa para acompanhar os investimentos a serem efetivados pelo Governo do Estado na Região Oeste do Pará, principalmente a recuperação completa da PA257 (Translago), que por

sinal, deve entrar em fase de recuperação nos próximos meses, fruto de negociação insistente d e s t e p a r l a m e n t a r. Para o Orçamento Geral do Estado, apresentou muitas propostas. Nem todas foram aprovadas, mas as que foram, tem como finalidade ajudar os Municípios em suas diversas dificuldades. Mensagem para você O ano de 2012 foi extraordinário, pois alcançamos grandes vitórias para a melhoria de vida da nossa população. Conseguimos, com as graças de Deus, cumprir o papel que nos foi delegado no Poder Legislativo e e s ta m o s tr a b a l h a n d o para garantir justiça social, principalmente para os trabalhadores do campo. É nosso dever como seres humanos e homens públicos ajudar as pessoas, ter caráter, ética... É nosso dever procurar melhores condições de vida para aqueles menos favorecidos, porque são nossos irmãos. Reafirmo aqui meu compromisso

Deputado Zé Maria

com o povo. Se fizemos muito em 2012, pedimos a Deus que renove nossas forças, para que façamos ainda mais em 2013. Temos motivos e meios para isso, pois plantamos muito no ano que se finda. Que Deus nos ajude a continuar trabalhando e que a Sua luz nos guie em todos os passos, em todas as decisões, em todos os caminhos possíveis. Forte Abraço! Zé Maria

Está funcionando em Juruti Desejamos que nasça em seu coração uma nova esperança, Que brilhe uma nova luz em seu caminho, Que a paz se torne uma realidade permanente, E que nasçam sempre novos sonhos. Feliz Natal!

Rua Arnaldo Pinheiro, Santa Rita JURUTI Tel. 3536-9143

A loja que é o seu estilo!

Tel. (93) 9160-0124 Av. Marechal Rondon, 53. Centro - JURUTI

COMAM MONTE ALEGRE

COMÉRCIO DE MÁQUINAS E MOTORES RUA SETE DE SETEMBRO. CIDADE ALTA - MONTE ALEGRE

www.viacaotapajos.com.br

Informação: 9184-8795


12 tribuna da calha norte

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

Conselho de Ética pede do MP que apure possíveis irregularidades na câmara de Monte Alegre Da Redação

D

iante de boatos de desmandos e corrupção na câmara municipal de Monte Alegre, a organização denominada Conselho de Ética do município ofereceu denuncia junto ao Ministério Público de Monte Alegre, para que apure as possíveis irregularidades que venha ocorrendo naquela casa. No dia 03 de outubro deste ano o Conselho de Ética, encaminhou ao MP documentos que servem como provas de possíveis irregularidades cometida na câmara de Monte Alegre, sob a administração do vereador presidente Zé Maria Vasconcelos. Segundo o presidente do Conselho de Ética do município Emanuel Teixeira Costa, até o momento muito pouco foi feito sobre o pedido de auditoria para apurar as possíveis irregularidades. Emanuel diz que há evidências de vários desmandos na câmara, como, funcionários fantasmas, compra superfaturadas e até caixa dois. Cita como exemplo a reforma do telhado da câmara que foram trocadas apenas cinco telhas, tendo como contratado pelo serviço um vigia da câmara que sub contratou o operário da construção civil Luis Carlos, vulgo Juquinha, que realizou a troca das telhas pelo valor de R$ 150,00, porém consta em documento no Tribunal de Contas que o valor da recuperação do telhado da câmara custou R$ 2.625,00 e que foi executado pela empresa Pimentel e Silva Engenharia da cidade de Belém. O presidente do Conselho de Ética, disse que sua equipe entrou em contato com o dono da empresa em Belém, e chegou a falar com um senhor de nome Walfredo, onde garantiu não ter emitido nenhuma nota no nome da Câmara de Monte Alegre. Emanuel Teixeira argumentou outra possível irregularidade que vem acontecendo na câmara de Monte Alegre, o número de pessoas que aparecem como funcionários daquela casa, mas que, não trabalham. Conta ainda que tem conhecimento da existência de um esquema entre a presidência da câmara e funcionários, onde todos os meses o funcionário precisa depositar parte do seu salário para o presidente do legislativo. Hoje a câmara de Monte Alegre possui 14 funcionários, mas o presidente do Conselho de Ética afirma que, segundo os comentários já chegou a 33 pessoas que recebiam seus salários da câmara sem se quer, aparecer naquela instituição. A questão dos possíveis

funcionários fantasmas na câmara de Monte Alegre, levou o vereador Vavá a solicitar da presidência que fosse fornecida toda a documentação referente aos funcionários para que todos os vereadores soubessem quem realmente seriam os servidores do legislativo. A lista foi fornecida para que fosse apenas apreciada não podendo tirar cópia, o que revoltou Vavá, solicitando do Promotor Público local que intervisse no caso e providencia fossem tomadas no sentido de colocar toda a documentação aberta aos vereadores. PRESIDÊNCIA – O presidente da câmara de Monte Alegre Zé Maria Vasconcelos, falou com exclusividade para o jornal Tribuna da Calha Norte, onde disse estar sofrendo perseguição por partes de algumas pessoas e colegas do legislativo. o serviço tinha todo o material, Zé Maria disse que, assim “para nossa surpresa algumas que assumiu a presidência, pessoas falaram em R$ 100 mil uma forte chuva que caiu nessa obra, e nos acabamos sobre Monte Alegre, afetou a provando que o valor exato foi estrutura do telhado, tendo os R$ 2.500 com a nota que foi que passar por uma reforma. encaminhada para o Tribunal Disse que o valor real dessa de Contas”, disse Vasconcelos, obra custou R$ 2.500 pois a acrescentando que “lógico empresa contratada para fazer que hoje voltam a falar nesse

assunto porque se aproxima a eleição da câmara e algumas pessoas buscam denegrir minha imagem”. Sobre a denuncia de funcionário da câmara que não trabalham, Zé Maria, falou que existe uma resolução aprovada pela câmara onde criou um número de cargos e salários

dos servidores, “o presidente tem a prerrogativa de nomear e exonerar quem ele quiser, só não pode ultrapassar os salários e números de vagas que consta na prerrogativa. Nos temos uma empresa que é a Leout Informática, credenciada junto ao Tribunal de Contas que faz a nossa folha de pagamento,

Veja a lista dos funcionários que trabalharam na Câmara Municipal de Monte Alegre, durante a gestão do vereador Zé Maria Vasconcelos SERVIDORES EXONERADOS Ádria Marina Albarado da Silva- Gabinete do Presidente Aliriam dos Santos da Mota - Gabinete do Presidente Clotilde Maria Nunes da Silva - Gabinete do presidente Edson Carvalho Tavares - Gabinete do Presidente Elcilene de Souza Ribeiro – Assessoria do vereador Valdomiro Evelin Katrine Torres Mendonça- Assessoria da vereadora Rosinha Maranhão Francisco das Chagas Marcêdo Costa - Assessoria do veador Raimundo Ivo Gilson da Silva Xavier - Vigia Juliano Torres da Costa - Assessoria do vereador Anselmo Ivanildo Silveira Bastos - Assessor do Vereador José Maria Jonhatas Brás da Costa- Assessoria do vereador João Branco José Ribamar de Souza Ribeiro- Cinegrafista Keila Andréia Santana Ribeiro - Gabinete do Presidente Marinaldo Nascimento Borges - Assessoria do vereador José Costa Marli Vieira Nobre- Gabinete do presidente Reneuda Vieira de Meireles Mesquita- Serviços Gerais Rosalba de Oliveira e Silva - telefonista Silvio Eduardo Andrade Correa - Gabinete da Presidência Sonaide de Castro Arcanjo - Assessoria do vereador Arinos Waldemar Francisco Hutin- Gabinete do presidente

Silvia Salazar Vasconcelos Fonseca - Assessoria do vereador Toca Joel de Souza Ribeiro - Assessoria da vereadora Marinete Lídia Trindade Melém - Assessoria do vereador Nélio Magalhães Sabrina Porto de Souza - Auxiliar do Vereador João Branco Eduado Afonso corrêa( falecido)

SERVIÇOS ATUAIS DA CÂMARA Adimar Ribeiro de Meireles Operador de Informática Cinthia Silva dos Santos Assessor Legislativo I Jomar José da Silva Albarado Assessor Legislativo III Jovelina de Souza e Silva Assessor Legislativo III Karla Vanessa Bandeira de Castro Auxiliar Legislativo I Luana Costa dos Santos Assessor Legislativo I Raimundo Carlos Mota Bernardes Contador Rosivane Oliveira dos Santos Auxiliar Legislativo I Rubens Lourenço Cardoso Vieira Advogado Salionai Neves Ribeiro Assessor Legislativo II Sérgio Afonso Andrade Corrêa Assessor Legislativo III Silvia Salazar Vasconcelos Fonseca Auxiliar Legislativo I Waldir João dos Santos Silva Assessor Legislativo II Zadimir da Silva Oliveira Tesoureiro

todos os funcionários são pagos por ela. Essa empresa quando a gente vai admitir alguém tem que passar todos os dados e essa empresa faz uma consulta, entra em contato com o servidor, ou seja, todos os servidores são contratados após serem checados”, disse o presidente. Zé Maria disse que na sua administração houve diferença dos demais, pois, “o número de cargos criados pela câmara não eram preenchidos, era uma forma de sobrar recurso pra câmara, no nosso governo nos empregamos todos, em todos os cargos. A nossa resolução ela tem três níveis, o Um tem 17 vagas que é no valor de um salário, o nível Dois que é de R$ 1.500,00 e o nível Três que são os salários do contador, advogado, tesoureiro e tem o nível mais alto. Nos não tínhamos interesse que sobrasse dinheiro, até porque o que sobra, tirando os 70% da nossa folha dá pra dar a manutenção da câmara” explicou o vereador, justificando que “no final de nosso mandato nos estamos exonerando a maioria dos assessores por conta de fecharmos a prestação de contas e, como vai aumentar o número de vereadores teremos que fazer uma pequena reforma no plenário, por isso estamos fazendo essa economia”. Concluindo, Zé Maria disse que as pessoas que lhe atacam para denegrir sua imagem, quando sabem que ele, como vereador está tomando as devidas providências para processa-las por calunia de difamação, essas pessoas recuam e não levam adiante. “Eu até gostaria que essas pessoas levassem adiante, pois temos como provar que não há verdade na colocação, e poderia processa-la”, concluiu.


GERAL

Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

tribuna da calha norte

13

Pará deve fechar o ano com 50 mil Ações preventivas de combate à postos de trabalho gerados malária serão Gabriela Azevedo

M

ais de 45 mil postos de trabalho até outubro desse ano e a expectativa de chegar a 50 mil até o final do ano. Os números, colhidos junto ao Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base no Observatório do Trabalho, foram divulgados pela Secretaria de Trabalho Emprego e Renda do Pará (Seter). Destaque para o contínuo crescimento do emprego formal no Estado, a sua liderança entre os Estados da Região Norte e a interiorização dos empregos gerados em todo o Pará. As análises mostram que em outubro deste ano foram registradas, em todo o Pará, 29.650 admissões contra 28.250 desligamentos, quadro que revelou um saldo positivo de 1.400 postos de trabalho formais. O setor Comércio foi o grande gerador, com 1.051 postos de trabalho, seguido pelo setor Serviço, com saldo de 670 empregos, e Agropecuária, com 205. Por outro lado, o setor da Indústria de Transformação foi o que apresentou a maior queda, um saldo negativo de 493 postos. O balanço dos dez primeiros meses de 2012 (jan-out) mostra um crescimento de 6,56% na geração de empregos formais. No período analisado, foram 323.050 admissões contra 277.645 desligamentos, que resultou na geração 45.405 postos de trabalho. Todos os setores econômicos do Estado apresentaram crescimento de empregos formais, com destaque para a Construção Civil, que produziu 15.958 postos; Serviço (13.095), Comércio (8.933), Agropecuária (3.444), Extrativo Mineral (2.034) e Indústria de

Transformação (1.920). A maioria dos empregos formais no Pará está sendo gerada no interior do Estado, embora Belém ainda seja o município, entre os 144, que mais gera empregos formais. Do saldo total de empregos gerados no Estado em 2012 (Jan-Out,) envolvendo a totalidade dos municípios (45.405 postos de trabalhos), quase 30% foram obtidos na Região Metropolitana de Belém (13.396 postos de trabalhos) e o restante cerca de 70% (32.009 postos de trabalhos) foram gerados no interior. A análise forma o Mapa do Emprego no Pará, baseado principalmente nos 51 municípios paraenses com mais de 30 mil habitantes. Nesse contexto, foram registradas 291.869 admissões contra 251.346 desligamentos, produzindo novamente saldo positivo, de 40.523 postos de trabalho. Também no mesmo período ocorreram, em todo o Pará, 323.050 admissões contra 277.645 desligamentos, um saldo positivo de 45.405 novos empregos. Os 51 municípios paraenses pesquisados e analisados no Mapa do Emprego foram: Abaetetuba, Acará,

Alenquer, Almeirim, Altamira, Ananindeua, Augusto Corrêa, Barcarena, Belém, Benevides, Bragança, Breu Branco, Breves, Cametá, Capanema, Capitão Poço, Castanhal, Conceição do Araguaia, Dom Eliseu, Igarapé - Açu, Igarapé-Miri, Irituia, Itaituba, Itupiranga, Jacundá, Juruti, Marabá, Marituba, Moju, Monte Alegre, Novo Repartimento, Obidos, Oriximina, Paragominas, Parauapebas, Portel, Redenção, Rondon do Pará, Salinopolis, Santa Izabel do Pará, Santana do Araguaia, Santarém, São Felix do Xingu, São Miguel do Guamá, Tailândia, Tomé-Açu, Tucuruí, Uruara, Vigia, Viseu e Xinguara. Para o economista Roberto Sena, supervisor técnico do Dieese-PA, os números apontam uma situação positiva. “Estamos caminhando na contramão do resto do país, criando mais postos de trabalho, mesmo em tempos de crise. Isso se deve ao investimento que o Estado está recebendo, sem o qual não teríamos como avançar”, avalia. Em 2012, a Seter capacitou cerca de 15 mil trabalhadores no Pará com cursos profissionalizantes. Abaetetuba, Igarapé-Miri, Moju, Salinas, Capanema, Marituba, Altamira,

Técnicos do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) e da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa) trabalham na elaboração de um programa de agendamento eletrônico e de controle do atendimento que vai diminuir o tempo de espera e possibilitar um serviço mais ágil e confortável para os usuários. O sistema, que deve ser colocado em funcionamento fevereiro de 2013, permitirá que os segurados agendem atendimentos através da internet e de um call center. Atualmente, o instituto

distribui senhas diretamente aos segurados que buscam atendimento. “Hoje o plano realiza o dobro de procedimentos do que em 2010. Os serviços do Iasep melhoraram e as adesões aumentaram”, explica o presidente do instituto, Kleber Miranda. Segundo ele, o agendamento eletrônico diminuirá as filas geradas pelo aumento da demanda, beneficiando, segundo Miranda, “principalmente para os segurados oriundos do interior do Estado”. O presidente do instituto também anuncia a inauguração de 12 novas

agências do Iasep no interior do E st a do, j á n o a n o qu e vem. “Com a inauguração de 12 novas agências do Iasep, previstas para o início de 2013, muitos desses serviços passarão a ser autorizados no interior do Estado, descentralizando o atendimento aos segurados”, informa Kleber Miranda. As novas agências serão inauguradas em Abaetetuba, Maracanã, São Miguel do Guamá, Tucuruí, Vigia, Castanhal, Bragança, Marabá, Santarém, Monte Alegre, Altamira e Redenção. O agendamento online fornecerá ainda melhores

Belém, Curuçá, Castanhal e Marapanim foram são alguns dos municípios que receberam esses cursos de qualificação. Através de um estudo técnico que avalia as demandas do mercado em cada região do Estado, foram elaborados cursos que atendessem os anseios dos trabalhadores e empregadores. Durante o ano, a Seter já cadastrou mais de 107 mil trabalhadores no Sistema Nacional de Emprego (Sine). Aproximadamente 13 mil deles foram encaminhados ao mercado por intermédio da Secretaria. Na Região Metropolitana, foram 1.140 inserções. Por intermédio do Programa de Economia Solidária foram atendidos mais de três mil artesãos, sendo que destes 496 participaram de cursos profissionalizantes. Com a participação em eventos promovidos pela Seter, a categoria conseguiu um reforço na renda familiar superior a R$ 500 mil. Com menos recursos que o ano passado, a Seter conseguiu alcançar metas e quebrar recordes. Para 2013, a intenção é buscar mais recursos e continuar capacitando os trabalhadores para satisfazer o mercado paraense que continua crescendo, segundo o secretário adjunto do órgão, Daniel Rendeiro, os números desse ano são um resultado direto do trabalho do Governo do Estado. “Dobramos o número de qualificações na comparação com o ano passado. E esse ano queremos aumentar essa participação em pelo menos 20%, por isso estamos buscando recursos. Sabemos que a qualificação é a melhor ferramenta para garantir a inserção no mercado, e esse é o nosso objetivo”, argumenta.

Iasep terá sistema de agendamento online e controle de atendimento

informações ao Iasep para dar prioridade aos casos que exigem celeridade, como processos cirúrgicos e atendimento aos pacientes crônicos. Os procedimentos agendados são aqueles oferecidos através da Central de Segurados do Iasep (localiza na avenida João Paulo II, 277, bairro do Marco), como autorização para realização de exames. Procedimentos de urgência não precisam ser autorizados pelo órgão e podem ser feitos diretamente nas clínicas e hospitais credenciados pelo plano dos servidores.

avaliadas

Em 2012, o Governo do Pará já conseguiu reduzir em 32% o número de casos de malária em todo o Estado. O avanço é resultado das ações preventivas que a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) vem realizando em parceria com os municípios. Segundo o diretor estadual do Departamento de Controle de Endemias, Bernardo Cardoso, o Pará tirou cerca de 2,8 milhões de pessoas da situação de risco, o que é decisivo para os resultados positivos. Essas ações serão discutidas em Belém na quarta-feira (12) e na quinta-feira (13), durante a “II Avaliação do Programa de Controle da Malária no Pará” em 2012, promovida pela Coordenação Estadual de Malária, vinculada à Sespa, com a participação de secretários municipais de Saúde, diretores de Centros Regionais de Saúde e coordenadores de endemias das regiões norte, norte-leste, extremo norte, nordeste, sudeste e sul do Pará. No mês passado foram avaliadas, em Santarém, as ações executadas pelos municípios das regiões oeste e centro-oeste do Estado. O objetivo é reduzir o número de casos de malária no Pará. Durante o evento será firmado um pacto para a realização de ações de controle da doença, com o objetivo de promover a integração entre os municípios com divisões geográficas que influenciam na dinâmica de migração entre as fontes de infecção. Além disso, serão apresentados a situação da malária nos municípios que estão sob vigilância epidemiológica e os indicadores das oficinas realizadas ano passado, para saber o que avançou e o que precisa mudar para melhorar as ações. Estatística - De janeiro a novembro de 2011 foram registradas 107.965 ocorrências de malária no Pará, contra 73.366 no mesmo período deste ano. Os municípios que mais reduziram seus índices foram Cametá, Oeiras do Pará, Curralinho, Bagre e Alenquer. Também houve diminuição no número de casos nos municípios considerados prioritários, como Itaituba, Anajás, Jacareacanga, Novo Progresso e Afuá. De acordo com Bernardo Cardoso, a diminuição dos casos se deve à participação efetiva do Estado no trabalho de prevenção, além do comprometimento dos

gestores municipais. “A Sespa, por meio do Departamento de Endemias, tem intensificado as ações de controle da malária, inclusive com a compra de insumos para o combate ao mosquito transmissor, incluindo distribuição de microscópios para o diagnóstico precoce, carros e dos 60 mil mosquiteiros impregnados com inseticida. Também foram entregues veículos como rabetas, motocicletas e lanchas para as regiões de difícil acesso”, acrescentou. Ainda segundo o diretor, a expectativa é que este ano os casos tenham redução significativa em relação ao ano passado. “É possível reduzir ainda mais este número, se todos os municípios se comprometerem com o Estado para a vigilância em saúde. Temos que continuar vigilantes para orientar e tratar a população que mora em áreas consideradas de risco”, afirmou. Mudança de cenário - No Pará, o Ministério da Saúde repassa recursos para controlar a doença aos municípios de Anajás, Cametá, Oeiras do Pará, Curralinho, Itaituba e Jacareacanga. Bernardo Cardoso destacou que é preciso maior comprometimento com ações mais efetivas por parte dos gestores de Anajás e Itaituba. “A Sespa sempre estará disponível para auxiliar todas as localidades com risco de malária, principalmente os municípios prioritários. Estamos nos empenhando juntamente com as demais localidades para mudar o cenário e reduzir cada vez mais os casos de malária no Estado”, ressaltou. Entre as ações de combate à doença, a Coordenação Estadual de Controle da Malária atua em parceria com os municípios na prevenção, diagnóstico e capacitação de profissionais. As ações incluem treinamento de microscopistas e em manejo clínico de doentes com malária grave, nas regionais de saúde.


calha norte 14 TRIBUNAdaDA CALHA NORTE 14tribuna

REGIÃO

Oeste do do Pará, sábado, 2222 dede dezembro Oeste Pará, sábado, dezembrodede2012 2012

Lojas das cidades da Calha Norte registram aumento de até 80% nas vendas de final de ano Nos dias que antecede o Natal, o comé rcio varejista das cidades da Calha Norte apresentaram um aquecimento nas vendas com um aumento de 30% a 80% de clientes, o que reflete sã o lojas lotadas e movimento de pessoas comprando. O movimento nas lojas se registra em vá rios segmentos, mas este

ano alé m da venda de c e l u l a r e s q u e b a t e recorde, pode perceber um aumento de vendas nos segmentos de eletrodomé sticos, vestuá rios e sapatarias. Para alguns comerciantes o movimento aumentou d e s d e o d i a 0 1 d e dezembro, quando muitas pessoas, principalm e n te f u n c i o n á r i o s pú blicos receberam

* Análise Clínicas e Citológicas * Exames de rotina e especiais * Atendimento a Particulares e Convênios

seus salá rios e o 13º salá rio. Já para os donos de supermercados esper a m q u e h a j a u m aumento nas vendas a partir de hoje, sá bado 22, quando a demanda causados pelos consumidores de ú ltima hora devem invadir o comé rcio para compra da ceia de natal. Segundo alguns comerciantes de Monte

Av. Lauro Sodré, 255. Centro - MONTE ALEGRE

Alegre, as vendas estavam fracas até novembro, teve um aumento considerado no inıćio do mê s mas que, as lojas precisam montar diversos tipos de promoçã o para atrair os clientes. “Em nossa loja nos estamos dando até 60% de desconto, para atrair os clientes, pois com a facilidade de ir e vim para Santaré m, muitas pesso-

as acabam indo para lá pra fazer suas compras de final de ano, por isso é melhor ter uma margem de lucro menor, mas conseguir manter o consumidor comprando aqui na cidade e em nossa loja, que també m tem lá (Santaré m) e nã o faz a prom o ç ã o q u e e s t a m o s dando aqui”, afirma o gerente uma loja de ves-

tuá rio.

Neste final de semana muitas lojas das cidades da Calha Norte funcionarã o com horá rio ampliado, para dar condiçõ es dos clientes de comprar os presentes natalinos.

Eletrodoméstico e Estivas em Geral

Que a Magia do Natal transforme todos os vossos sonhos na mais bonita realidade e que o Ano Novo seja cheio de Paz, Saúde e Prosperidade. Marca Mueller 10kl

Infantil Aro 16 Marca Honda GX 160

Tel. (093) 3536-1288

ACEITAMOS TODOS OS CARTÕES DE CRÉDITO


Oeste do Pará, sábado, 22 de dezembro de 2012

tribuna da calha norte

15

Sarau Literário aproxima família da escola em Curuá

Juiz suspende leilão que ofertava objetos da Prefeitura de Monte Alegre O juiz da Comarca de Monte Alegre, Dr. Thiago Tapajós, concedeu liminar que suspendeu um leilão que ofertava veículos e máquinas pertencentes a Prefeitura de Monte Alegre. O pedido de suspenção foi requerida pelo vereador Zé Costa (PT). A Prefeitura de Monte Alegre havia mandado para a câmara municipal pedido em caráter de urgência, autorização para leiloar pelo menos 35 objetos considerados sucateados e que estão inoperantes. Sete vereadores votaram favorável ao leilão que seria realizado

na última quinta feira, 20, apenas os vereadores Ivo e João Branco votaram contra. Assim que soube do pedido, o vereador Zé Costa que não estava presente na sessão, entrou com um pedido de embargo da decisão da câmara municipal, e na segunda feira 17, pediu uma ação popular solicitando a suspensão do leilão no fórum de justiça local. Os 35 objetos teriam preço mínimo inicial superior a R$ 178 mil, e o valor arrecadado serviria para recuperar os veículos que estão sendo usados

pela prefeitura. Na alegação do Executivo, de todos os equipamentos em leilão, apenas cinco itens podem ainda ser reaproveitados, os demais sevem apenas para desmanche em sucatas. Um dos objetos exemplificados, um trator estava com lance inicial de R$ 38 mil, o comprador teria que investir cerca de R$ 100 mil para colocar em pleno funcionamento, e para a Prefeitura local o trator não tem mais condições de realizar os serviços urbanos. Entre os objetos que estavam

listados para serem leiloados estão: 3 micro ônibus; 3 caçambas; 4 ambulâncias; 1 trator de rodas; 1 pá carregadeira; 1 papa lixo; 1 veículo marca gol; 3 Combs; 3 veículos marca Pampa; 1 veículo marca Fiorino; 2 tanque em ferro; 1 ranger cabine dupla; 1 ranger cabine simples; 1 trator de esteira D6; 1 veículo marca Saveiro; 1 motor MWM 6 cilindros; 1 caminhão; 1 ônibus; 1 motor estacionário 4 cilindros; 1 motor estacionário 6 cilindros e 1 gerador elétrico.

Jovens participam de congresso da juventude em Juruti Foi realizado na cidade de Juruti, o IV Congresso da Juventude da Diocese de Óbidos, em que reuniu pessoas das cidades do Baixo Amazonas em três dias de louvor e entretenimento entre o publico jovem. O evento iniciou na sexta no espaço Dom Bosco da paróquia de Juruti, prosseguiu no sábado e encerrou no final da manhã de domingo, reunindo jovens dos municípios de Faro, Terra Santa, Oriximiná, Alenquer, Curuá, Óbidos e Juruti. Segundo o coordenador da Pastoral da Juventude de Óbidos, Robson Caldeira da Silva, esse congresso é uma preparação para Jornada Mundial da Juventude que acontecerá em julho de 2013, promovido pela Igreja católica e que reúne jovens de todo o país. “Nós estamos com todo esse gás para animar essa juventude da região para ir para a Jornada”, disse Robson, falando que são sete paróquias e as áreas missionárias da Tabatinga, Santa Terezinha, São Francisco e Santa Clara, “essa juventude está louvando um único Deus, um único rei que é pra Jesus”, concluiu o coordenador da Pastoral. Além de palestras, culto de louvor e adoração, houve apresentações culturais, cantores católicos jovens. Entre

as apresentações culturais esteve o grupo de dança Saltare da cidade de Juruti, que mostrou uma coreografia tribal aos visitantes. O Congresso da Juventude da Diocese de Óbidos, já foi realizado nas cidades de Óbidos, Alenquer, Oriximiná e agora em Juruti. Para os jovens participarem do evento, é preciso estar inserido em um grupo de jovem da comunidade católica mais próximo de sua residência, mas no congresso de Juruti que esteve lotado durante os três dias, havia mais de 600 jovens inscritos e centenas que participaram por pura curiosidade e gostaram do evento.

Aconteceu no último dia 19 de dezembro de 2012, no Clube Casa Nossa, na cidade de Vuruá, o III Sarau Literário da Escola Estadual Soraya Marques Chayb. Sob a coordenação da Prof.ª Especialista Ocenil Taboca, os discentes do 3º ano fizeram uma viagem literária pelas décadas de 50, 60, 70 e 80, com muita música, teatro, poesia e dança.

O publico lotou o espaço do Clube para prestigiar as apresentações que foram um sucesso. P a r a a direção do Educandário, eventos como este fortalecem o processo ensino/aprendizagem, e faz com que a comunidade participe da programação escolar. Fonte - Charles Elias e Sidilena Martins.


16 16

tribuna TRIBUNAda DAcalha CALHAnorte NORTE

GERAL REGIÃO

Oeste do Pará, 22sábado, de dezembro 2012 de 2012 Oestesábado do Pará, 22 de de dezembro

CONTATO PARA SHOWS (93) 9133-5010

Praça da República - JURUTI

Boas Festas!

Vendas parceladas nos Cartões:

Trav. dos Martires. Cidade Baixa - MONTE ALEGRE

ASPEB, SINTRAPAV e Banco do Brasil

Feliz natal e Próspero 2013! ou r u g InauJuruti! em

Bambinos RUA JOAQUIM GOMES DO AMARAL. CENTRO - JURUTI

NA EXATA VOCÊ ENCONTRA AS MARCAS MORENA ROSA, MARIA VALENTINA, ZINCO, OFFRIO, SGLUN, MALWEE, TECHNOS, MORMAII E YES COSMÉTICOS

Comemoremos a vida, a família, os amigos e os nossos ideais. Ah ! Como seria bom se nesse natal pudéssemos realizar todos nossos sonhos. Se pudéssemos enfrentar de cabeça erguida todos nossos problemas e sairmos vitoriosos em tudo isso. Boas Festas e Bons negócios em 2013!

O JORNAL DO POVO

NEWS

Bem aventurado o homem que não se guia pelo conselho dos impuros

PORTAL DE NOTÍCIAS TRIBUNA DA CALHA NORTE

Associação Comercial e Empresarial de Juruti

www.tribunadacalhanorte.com.br


TRIBUNA DA CALHA NORTE