Page 1

— Agora é a tua vez — disse o pequeno à irmã. — Se eu for lá, começo-me logo a rir. O irmão tanto insistiu que a irmã acabou por ir. Aproximou-se lentamente do lado do olho cego e roubou-lhe um bolo.

o, gat o e ent m a . a ti nov r a a r p ue e são q o ã a n : av itou olos julg r b g e s u o se a, q que aço , r i elh b u v q os A o. i da ou t a s n pat , a a o s v t o le : , ga om ém c b ape e S t tam — dou tiu u e o p to, E re , ga e p a —S


Tirou-os da caixa e disse-lhes para irem com ela apanhar lenha. Os irmãos foram para a floresta por um lado e a velha foi por outro. Quando chegaram a um certo sítio, encontraram uma fada, que lhes disse: — Andais à lenha, meninos, pensando que é só para acender o forno. Mas a velha vai assar-vos lá dentro. Por isso, tomai muita atenção ao que vos vou dizer: — Quando a velha vos disser “Nesta pazinha vos ireis sentar, para dentro do forno eu vos ver a dançar”, vós devereis responder: “Sente-se primeiro a velhinha, para nós aprendermos a modinha”.


A velha, co mo queria muito assรก -los no forn e eles, logo o, sentou-s que a viram e na pรก, s e n ta d a , empurrara do forno. A m-na para bruxa deu dentro um grande e os irmรฃo estoiro e m s ficaram d o r reu queim onos da ca ada, sa e de tud o quanto e la tinha.

O Dois Irmãos e a Bruxa  
O Dois Irmãos e a Bruxa  
Advertisement