Page 1

A palavra “contingência” significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não, dependendo das circunstâncias.

ESPECIALIZAÇÃO DO TRABALHO Descreve o grau em que as tarefas organizacionais são subdivididas em cargos distintos.

O que é estrutura Organizacional ? Define como as tarefas são formalmente divididas, agrupadas e coordenadas

ESPECIALIZAÇÃO DO TRABALHO;

Especialização do trabalho, fonte inesgotável de produtividade. (1940) “Deseconomias” humanas advindas da especialização do trabalho passaram a ultrapassar as vantagens econômicas. (1960)

DEPARTAMENTALIZAÇÃO; CADEIA DE COMANDO; MARGEM DE CONTROLE; CENTRALIZAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO,e

Hoje, A especialização do trabalho não é encarada como absoluta e nem como fonte inesgotável de produtividade; reconhecem as economias que ela propícia em certos tipos de trabalho, o que não pode é ser levada ao extremo.

FORMALIZAÇÃO

1


DEPARTAMENTALIZAÇÃO

CADEIA DE COMANDO

Base na qual os cargos são agrupados.

A quem se reportam os indivíduos e os grupos ?

Uma vez que se tenha dividido os cargos por especialização do trabalho, é preciso agrupáagrupá-los de forma que as tarefas comuns possam ser coordenadas.

Linha contínua de autoridade que se estende do topo da organização até o escalão mais inferior, e esclarece quem se reporta a quem.

DEPARTAMENTALIZAÇÃO:

FUNCIONAL POR PRODUTO

Autoridade: São os direitos inerentes a um cargo gerencial de dar ordens e esperar que elas sejam obedecidas.

GEOGRÁFICA

Unidade de comando: Uma pessoa dever ter um e apenas um superior a quem se reportar

POR PROCESSO CLIENTE Estes conceitos possuem hoje relevância menor devido aos avanços na informática e tendência à maior participação dos funcionários.

As grandes organizações geralmente combinam diversas formas de departamentalização.

MARGEM DE CONTROLE Quantos indivíduos um gerente pode comandar com eficiência e eficácia?

Determina, em grande parte, o número de níveis organizacionais que uma organização dispõe.

CENTRALIZAÇÃO E DESCENTRALIZAÇÃO Em quem reside a autoridade para a tomada de decisões?

Centralização: Grau em que a decisão é Centralização: concentrada em um único ponto da organização.

Quanto menor a margem de controle maior a quantidade de níveis gerenciais Descentralização: Quando o pessoal de nível Descentralização: Inferior fornece subsídios ou é de fato dotado arbítrio para tomar decisão

A tendência nos últimos anos é de margem de controle maiores (reduzem os custos e despesas administrativas) aceleram a tomada de decisão; aumentam flexibilidade e delegação de poder.

As organizações hoje estão se tornando mais descentralizadas para resolver problemas mais depressa e obter mais contribuição e envolvimento dos funcionários em relação às metas das organizações.

2


FORMALIZAÇÃO

CONCLUSÕES

Em que medida haverá regras e regulamentos para Comandar os funcionários e gerentes?

As organizações não são estruturadas exatamente do mesmo modo.

O grau de padronização dos trabalhos na organização. A estrutura de uma mercearia com 20 funcionários não é igual a estrutura de uma rede de supermercados com 2000 funcionários.

Regras organizacionais Procedimentos definidos

O que funciona para uma organização pode não funcionar para outra.

Produção consistente e uniforme

Cargos menos formalizados envolvem menos restrições estruturais, e os funcionários dispõem de mais controle sobre o modo como executam seu trabalho.

Desenho Mecanístico

A estrutura correta de uma organização depende de quatro Variáveis Contingencias: Estratégia; Tamanho da Organização; Tecnologia, e Incerteza Ambiental

Desenho Orgânico

Estratégias Tamanho da organização

-Alta especialização -Departamentalização rígida -Cadeia de comando clara -Margem de controle estreita -Centralização - Alta formalização É uma organização rígida e firmemente controlada. controlada.

-Equipe interfuncionais -Fluxo livre de informações -Margem de controle largas -Descentralização -Baixa formalização

Tecnologia Incerteza ambiental

Estrutura altamente adaptativa, solta e flexível.

3


ESTRATÉGIA

TAMANHO DA ORGANIZAÇÃO

A estrutura organizacional deve acompanhar a estratégia ?

As combinações mais correntes entre estrutura e estratégia focalizam 3 dimensões:

ESTRATÉGIA

MELHOR OPÇÃO ESTRUTURAL

INOVAÇÃO

Orgânica: estrutura solta; baixa especialização, pouca formalização, descentralização

MINIMIZAÇÃO DE CUSTOS

Mecanicista: controle rígido, alta especialização do trabalho, muita formalização, bastante centralização

IMITAÇÃO

Mecanicista e Orgânica: controles rígidos sobre atividades correntes e controles mais soltos sobre novos empreendimentos

TECNOLOGIA Modo como uma organização transforma seus insumos em produtos

Podemos dizer que o tamanho da organização tem alguma relação com sua estrutura ?

Uma organização com 800 funcionários é igual a uma com 50 funcionários ?

Uma organização com 800 funcionários pode ser supervisionada por 02 gerentes ?

Incerteza Ambiental Ambiente: Forças e instituições externas a organização

.

que podem afetar o seu desempenho PRODUÇÃO UNITÁRIA: -Baixa previsibilidade dos resultados -Poucos níveis hierárquicos -Pouco padronização e automação

Produção unitária – mais eficaz quando associada a uma estrutura orgânica. PRODUÇÃO CONTÍNUA -Elevada previsibilidade dos resultados - Muitos níveis hierárquicos - Muita padronização e automação Produção em massa/contínua – mais eficazes quando associadas a estrutura mecanicista

4


Principais fatores de incerteza ambiental

CLIENTE CONCORRENTES FORNECEDORES GOVERNO MÍDIA AMBIENTE ESTÁTICO AMBIENTE DINÂMICO

POR QUE A ESTRUTURA ORGÂNICA É TÃO POPULAR ?

-INCERTEZA AMBIENTAL -COMPETIÇÃO GLOBAL - ACELERADA INOVAÇÃO DOS PRODUTOS POR PARTE DOS CONCORRENTES

Ambientes escassos, dinâmicos e complexos exigem estruturas flexíveis = orgânicas

Ambientes com recursos em abundância, estáveis e simples, requerem estruturas = mecanicistas.

- AUMENTO DAS EXIGÊNCIAS DOS CLIENTES.

As organizações mecanicistas tendem a estar mal preparadas para responderem a esta rápida mudança ambiental.

NOVAS ABORDAGENS DO DESENHO ORGANIZACIONAL ESTRUTURA MATRICIAL DIRETOR

Produção

Produto A

Vendas

Produto B

Finanças

Produto C

R.H. Órgãos Funcionais

Produto D Órgãos de Produto ou Projeto

5


NOVAS ABORDAGENS DO DESENHO ORGANIZACIONAL

NOVAS ABORDAGENS DO DESENHO ORGANIZACIONAL ORGANIZAÇÃO EM REDES

ESTRUTURA POR EQUIPES Companhia de Produção (Coréia)

CompanhIa de Design (Itália)

LÍDER

COMPANHIA CENTRAL Cliente

Equipe de 25 Pessoas

Equipe de 25 Pessoas

Equipe de 25 Pessoas

Companhia de Distribuição (Estados Unidos)

Companhia de Propaganda (Estados Unidos)

Companhia de Produção (Brasil)

0 HOMEM COMPLEXO

Homem Complexo

Origens do Conceito de Homem Complexo -O homem é um ser transacional - Os sistemas individuais não são estáticos •Percepções

Aceite da Variabilidade humana dentro das organizações: Em vez de padronizar o comportamento humano, passou--se a realçar as passou diferenças individuais, aproveitando e canalizando as suas diferentes habilidades e capacidades.

•Valores

O “Homem Complexo” como um sistema de valores, percepções, características pessoais e necessidades”

•Motivos

Homem Funcional

6


HOMEM COMPLEXO

HOMEM COMPLEXO

Modelo Contingencial de Motivação

Modelo Contingencial de Motivação

Modelo de Vroom O nível de produtividade de cada indivíduo depende de três forças básicas:

Força do desejo de alcançar objetivos individuais

A motivação para produzir é função de:

Modelo de Lawler: Fruto do modelo de Lawler relacionado ao dinheiro.

Expectativas

Relação percebida entre produtividade e alcance dos objetivos individuais

Recompensas

Capacidade percebida de influenciar o próprio nível de produtividade

Relação entre Expectativas e Recompensas

Necessidades Não Satisfeitas

Crença de que o dinheiro satisfará as necessidades

+

Crença de que a obtenção do dinheiro requer desempenho

=

Motivação Para Desempenhar

7


8

TESTE  

teste asdfa asdfa sfasdf asf