Page 1


Biografia do Professor

Ulysses Wisbeck


SENAI/SC - DEPARTAMENTO REGIONAL DE SANTA CATARINA Glauco José Corte Presidente da FIESC Mauro Cezar Aguiar Vice-Presidente da FIESC Sérgio Roberto Arruda Diretor Regional do SENAI/SC Antônio José Carradore Diretor de Operações do SENAI/SC

SENAI/SC EM FLORIANÓPOLIS João Roberto Lorenzett Diretor do SENAI/SC em Florianópolis Leonardo Bernardo de Oliveira Gerente de Educação do SENAI/SC em Florianópolis


SENAI/SC em Florian贸polis

Biografia do Professor

Ulysses Wisbeck por

Taylor Thomson Wisbeck

Florian贸polis, 2014


Autor: Taylor Thomson Wisbeck Revisão textual: Professor Luiz Cipriani Colaboração: Luciana Effting Takiuchi, Adamastor Kammler; Lourdette Facchini Wisbeck Projeto gráfico, diagramação: Juliana Vieira de Lima Ilustrações: Luiz Eduardo de Souza Meneghel Fotografias cedidas pela família de Ulysses Wisbeck Ficha catalográfica elaborada por Luciana Effting Takiuchi CRB 14/937 W811b

Wisbeck, Taylor Thomson. Biografia do professor Ulysses Wisbek / por Taylor Thomson Wisbeck. – Florianópolis: SENAI/SC Florianópolis, 2014. 44 p. : il. color ; 17 cm. Inclui bibliografias. 1. Ulysses Wisbeck, 1931-1995 - Biografia. 2. Professores. I. SENAI. Departamento Regional de Santa Catarina. Florianópolis. II. Título. CDU 929

SENAI/SC* — Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Faculdade de Tecnologia SENAI/SC em Florianópolis Rodovia SC 401 n°. 3730, Saco Grande, Florianópolis/SC CEP: 88032-005 Fone: (48) 3239 5800 — Fax: (48) 3239 5802 www.sc.senai.br *Instituição credenciada conforme portaria do MEC 4388, de 15/12/2005.


A

presentação Depoimento da esposa,

Lourdette Facchini Wisbeck

Quando eu conheci esse homem, por intermédio de um primo no final da década de cinquenta, foi o início de uma vida conjunta em sua eternidade de desbravamentos. A comunicação se fazia por correspondência – eu em Nova Trento e ele em Blumenau – e à medida que os encantamentos aumentavam por conta das cartas românticas que trocávamos, iniciou-se uma união e confidências que aumentavam com o passar do tempo. Com esse homem, casei-me aos vinte e quatro dias do mês de junho de mil novecentos e sessenta e um. Ao longo dos trinta e quatro

5


anos de convivência, foram conquistas e perdas, dificuldades, privações e oportunidades, tristezas e alegrias e sobretudo garra, perseverança, solidariedade e dedicação, regadas diariamente de muito companheirismo e, principalmente, AMOR. O Professor Ulysses, assim já nomeado e atuante no SENAI de Blumenau quando nos conhecemos, foi um excepcional companheiro e esposo, pai exemplar dos nossos cinco filhos, pensador e estudioso insaciável que levava essa sua grandeza e capacidade de forma exaustiva para fora do ambiente familiar, auxiliando sempre os que buscavam ou demonstravam qualquer tipo de interesse pelo conhecimento. Não era em vão que ele vivia frisando e em certa oportunidade me disse com orgulho em cada palavra:

6


“Sabe, o SENAI é minha segunda Família, a razão das minhas conquistas e o caminho para o meu sucesso profissional”. Foi um homem de fibra, generoso, honesto, grandioso, perspicaz, dedicado, audacioso e feliz. Hoje vejo, olhando para o passado e para o presente, que tive uma vida plena ao lado desse grande homem e o considero eternamente SÁBIO principalmente pelas influências positivas que sempre deixava de forma muito natural. Com Carinho e Saudades, Lourdette Facchini Wisbeck Joinville, 04 de agosto de 2012

7


Biografia do Professor

Ulysses Wisbeck O Professor Ulysses Wisbeck, filho de Jacob Antônio Wisbeck e Cordélia Marchi, nasceu em casa, no dia vinte e sete de maio de 1931, na cidade de Nova Trento, Santa Catarina. O mais novo de cinco irmãos de uma família humilde resolveu ampliar seus horizontes e seguir seu caminho com muita determinação e perseverança. Com poucos recursos para se manter e estudar, frente às adversidades, trabalhou desde cedo nos mais diversos tipos de atividades para alcançar seus objetivos; atividades das quais nunca deixou de se orgulhar.

9


va Trento a de No g ti n a l Catedra

10


D

e 1939 a 1943, ingressa e finaliza o curso primĂĄrio na Escola Isolada de VĂ­golo em Nova Trento.

E

ade de m 1946, ainda na cid rso complemenNova Trento, inicia o cu e o conclui em tar Supletivo Noturno rĂ­odo diurno. 1947, trabalhando no pe

11


Rua Azambuja - Brusque

D

e 1949 a 1952, estuda na cidade de Brusque no 1o ciclo do curso secundário – Curso Normal Regiona l – entre trabalhos diurnos e estudos no turnos.

12


Blumenau, 1955

D

e 1953 a 1955, frequenta e conrio – Esclui o 2o ciclo do curso secundá dro II de cola Normal – no Colégio Pe do vesBlumenau, trabalhando no perío pertino.

13


E

o Profesm 1956, ingressa com SENAI de Blusor de Matemática no nção de Professor fu da o nd vi , au en m Complementar do Nor malista do Curso o II. Colégio Nor mal Pedr

SE Castelinho

Blumenau

14


SENAI

Blumenau,

...dias atuais...

A

partir desse momento, inicia uma carreira de empenho, pa ixão e dedicação dentro do SENAI/SC que perdura por praticamente quarenta anos.

15


Ubi societas,

ibi jus

D

e 1957 a 1959, simultaneamente à função de Professor, desloca-se ao Município de Florianópolis para continuar seus estudos na Faculdade de Direito de Santa Catarina.

16


D

e 1965 a 1968, estende as atividades na função de Professor no Co légio Normal Sagrada Família em Blu menau.

17


E

m 1968, na Fundação Universidade Regional de Blumenau, amplia seu s estudos com a graduação na Faculdade de Ciências Econômicas na primeira turma a se bacharelar em 1972.

18


E

m 1970, sempre no intuito de se aperfeiçoar e na busca de conhecimento, também compõe a primeira turma do curso superior de Licenciatura em Matemática pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Blumenau, graduando-se em 1974.

19


E

m 1976, recebe a incumbência de finalizar a construção de uma unidade do SENAI no oeste de Santa Catarina – Centro de Treinamento – no município de Caçador, e de assumir o cargo de Direção nessa unidade após inauguração. Já casado com a Sra. Lourdette Facchini Wisbeck, com quatro filhos: John Oersted Wisbeck, Anelise Wisbeck, Elisabeth Wisbeck, Hilbert James Wisbeck e o nascituro Taylor Thomson Wisbeck – futuramente nas respectivas posições de Prof. Dr. da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Profa. Esp. Diretora da Escola Municipal Dr. Hans Dieter Schmidt, Profa. Dra. da Universidade da Região de Joinville, Eng. MSc. e Eng. de Indústrias Catarinenses – desloca‑se com a família para essa cidade e inicia o desafio.

20


A

inda em 1976, a unidade do SENAI de Caçador é inaugurada, iniciando com atividade plena. Hoje ministra cursos na área de Papel e Celulose com uma estrutura que comporta cerca de duzentos alunos.

AI SEN

d ca, a C

or

21


D

e 1977 a 1981, exerce paralelamente a função de Professor de Ensino Superior de Física e Matemática na Fundação Educacional do Alto Vale do Rio do Peixe.

22


SENAI Norte de Joinville

E

m 1981, o Professor Ulysses é transferido para a unidade do SENAI/Norte de Joinville, inaugurada em 1978, para desempenhar as atividades de Professor de Ensino Industrial no Centro de Formação Profissional e, mais tarde, de Assessor de Direção e, casualmente, de Diretor Interino da unidade, assistindo também a unidade SENAI/Sul da mesma cidade.

23


E

m 1982, inicia a preparação para cursar a Pós-Graduação, Especialização em Metodologia do Ensino Superior, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul em Porto Alegre, promovido pelo Laboratório de Ensino Superior do Departamento de Estudos Especializados da Faculdade de Educação, finalizando-a e obtendo a certificação em 1984. 24


D

e 1989 a 1992, também assume a função extra de Professor de Matemática na Sociedade Educacional de Santa Catarina em Joinville no período noturno.

25


E

m 1992, no Centro de Formação Profissional do SENAI de Joinville, volta à sala de aula como Professor de Matemática.

N

o ano seguinte, após reconhecimento merecido por seus esforços à Instituição, é recrutado para compor o corpo funcional do Departamento Regional do SENAI/SC – no bairro Itacorubi – em Florianópolis para integrar um grupo de vinte e sete funcionários das mais diversas regiões do Estado. Esse grupo foi constituído para iniciar e colocar em prática o “Projeto CTAI” – no bairro Saco Grande – ainda sem uma definição concreta das atividades que seriam disponibilizadas pela nova estrutura.

26


27


SENAI Florianopolis, ´ CTAI 28

anos 90


0

E

m 1993, o Professor Ulysses elabora o Projeto de Implementação de Tecnologia Educacional para o CTAI. Em 1994, após a construção e a inauguração do CTAI, a atividade principal desse primeiro grupo multidisciplinar tinha o caráter de multiplicação, definição e delineação para o futuro das instalações. O Professor Ulysses assume as funções de Especialista de Ensino em Tecnologia Educacional, Avaliador e Consultor de Atuação Docente e Consultor e Ministrante de Filosofia do Trabalho e Qualidade.

H

oje a unidade SENAI/SC Florianópolis – CTAI – conta com diversos laboratórios e atividades voltadas à Indústria e à Educação, distribuindo as responsabilidades entre os aproximadamente duzentos e vinte funcionários.

29


E

m maio de 1995, viaja a Turin, Itália, para participar do curso “Formador de For madores” na Organização Internacional do Trabalho – OIT. Na a mesma oportunidade, desloca-se par Lyon na França para uma visita de estudos no Institut National des Sciences Appliquées – INSA.

30

Prac, a de Sa~o Marcos, Ita´lia, 1995


A

o mĂŞs de outubro de 1995, aposenta-se e retorna para Joinville, onde falece acometido por um ataque cardĂ­aco fulminante em doze de dezembro do mesmo ano.

31


E

m 1996, homenageando a dedicação à Instituição e em virtude da utilização constante pelo Professor Ulysses daquele espaço de estudo, em caráter provisório na ocasião de suas leituras diárias, o CTAI inaugura oficialmente sua biblioteca que leva o nome do Professor.

32


H

oje a Biblioteca PROFESSOR ULYSSES WISBECK está localizada no interior da unidade SENAI/SC de Florianópolis – CTAI – e possui um ambiente renovado e atualizado, com layout diferenciado, área de periódicos, espaço reservado de concentração e informática e uma ampla área com um considerável acervo, disponível no sistema interligado com as demais bibliotecas das unidades do SENAI/SC.

33


E

m sua trajetória e, principalmente durante a frequência no Curso Normal, nos três Cursos Superiores e na Pós-Graduação, também se empenhou incansavelmente ao aprendizado de idiomas, obtendo domínio em mais seis línguas além de sua língua pátria: latim, alemão, italiano, francês, inglês e espanhol, utilizando-as constantemente em atividades de tradução, inclusive nas funções desempenhadas dentro do SENAI/SC. Em atividades relacionadas à música, ocupou a Presidência do Coral Caçadorense de 1979 a 1981; participou com entusiasmo, regendo ou cantando nos corais de Blumenau,

34


Caçador e Joinville e tocando em concertos de violino, seu instrumento musical predileto, no qual detinha dez anos de dedicação entre prática e teoria – de 1958 a 1963, no Estúdio Musical Universal em Blumenau e de 1982 a 1985 na Fundação Cultural de Joinville, na Escola de Música “Villa-Lobos”. Também tinha paixão por elaborar frases e poesias, citando-as em diversas ocasiões.

Taylor Thomson Wisbeck Florianópolis, 22 de novembro de 2011

35


D

ialog des Leben!

„Es ist so: Wenn man sich einmal auf diesen Weg einläβt, dann entdeckt man immer mehr, daβ Gott nicht mit einem Volk im Dialog sein kann und mit einem anderen nicht, daβ es keine, religiösen‘ Barrieren geben darf, daβ wir uns den anderen Kulturen und Religionen mit derselben Ehrfurcht zuwenden müssen, mit der wir Berge und Täler, Blumen und Bäume, Tage und Nächte, Reden und Schweigen, Männer und Frauen, Alte und Kinder als Schöpfung und Geschöpfe Gottes lieben‘‘

Padre Sebastiano D’Ambra Zamboanga, Filipinas

36


D

iálogo da Vida!

“É assim: Se a gente uma vez se deixar envolver nesse caminho, então descobre sempre mais, que Deus não pode Ficar em Diálogo só com um povo e com outros não, que nenhuma barreira religiosa tem permissão de existir, que nós de outra cultura e outra religião, com a mesma reverência, temos que nos dedicar aos outros; com o que nós montanhas e vales, flores e árvores, dias e noites, palestras e silêncios, homens e mulheres, velhos e crianças, a tudo, Criação e Criaturas, Deus ama.”

Tradução: Ulysses Wisbeck Julho de 1995

37


Nova Trento - 1959

38


E

m uma de suas inspirações, re a eso Professor Ulysses reflete sob a, consência e a “musicalidade” da vid deixa um trapondo-a ao trabalho, e nos último pensamento:

39


“Q

uando se compõe música, encontramos a linha melódica sobreposta à linha dos acordes, como em uma cruz.

Temos que saber que no trabalho também encontramos dificuldades. Não podemos pensar que são sempre rosas. Quem consegue harmoniosamente compor as duas coisas juntas, a melodia e os acordes, terá a música perfeita.”

40


“A

vida é como uma orquestra, todos temos que trabalhar juntos.”

Florianópolis, outubro 1995 Ulysses Wisbeck *1931 †1995

41


H

ino: Com a força de um peito juvenil

“Cantemos felizes por chegar Ao termo de um ano de labor Agora um terno adeus À nossa escola vamos deixar. Aos mestres, que com dedicação Lutaram por nos fazer vencer Agora de coração, Muito obrigado vamos dizer! Com a força de um peito juvenil Queremos altivos proclamar Que somos muito festivos Por nosso garbo tão varonil. Correndo através dos pinheirais Sentindo esta brisa do Brasil Folguemos intensamente Para o esforço bem compensar. Autoria: Ulysses Wisbeck Para turma de formandos dezembro 1960.

42


R

eferências

BAUMGARTEN, Christina. SENAI Blumenau 50 anos: a indústria do conhecimento. Blumenau: HB, 2006. 203 p. ISBN 8586864358. CARTAS encaminhadas ao Departamento Regional do SENAI/SC. [S.l.:s.n.], [19--]. CARTAS-RESPOSTA do Departamento Regional do SENAI/SC. [S.l.:s.n.], [19--]. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Santa Catarina. Disponível em: <http://www. sc.senai.br>. Acesso em: 05 dez. 2011.

43


Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. Santa Catarina. Rede de bibliotecas. Disponível em: <http://biblioteca.sc.senai.br>. Acesso em: 05 dez. 2011. WISBECK, Ulysses. Curriculum Vitae. Out. 1995. ______. Traduções e textos livres. [S.l.:s.n.], [19--]. WISBECK, Lourdette F. Esposa do Prof. Ulysses.

44


Livro Biografia do Professor Ulysses Wisbeck  

Autor: Taylor Thomson Wisbeck; Revisão textual: Professor Luiz Cipriani; Colaboração: Luciana Effting Takiuchi, Adamastor Kammler, Lourdet...