Issuu on Google+

1


Índice O projeto de reconhecimento ambiental............................................................................1 Indice.................................................................................................................................2 Etapa 1- Identificação e estimativa de biodiversidade......................................................3 Metodologia.......................................................................................................................4 Resultados Obtidos............................................................................................................5 Fichas de Identificação..............................................................................................6 a 18 Discussão final.................................................................................................................19 Etapa 2-Caracterização e classificação de espécies.........................................................20 Metodologia.....................................................................................................................21 Resultados Obtidos..........................................................................................................22 Tabelas de identificação das espécies......................................................................23 a 27 Discussão Final................................................................................................................28 Etapa 3-Fatores bióticos e abióticos estudados na área de estudo...................................29 Introdução........................................................................................................................30 Aspectos Regionais.........................................................................................................31 Localização espacial da área de estudo..........................................................................32 Aspectos locais................................................................................................................33 Relação entre as espécies................................................................................................34 Teia Alimentar................................................................................................................35 Discursão final......................................................................................................36 ate 37 Ilustração Botânica.........................................................................................................38 Sites Utilizados.....................................................................................................39 ate 40

2


1°etapa: Identificação e estimativa de biodiversidade

3


Relatório de identificação de espécies Metodologia utilizada: No dia 18 de maio nosso grupo foi a praia brava para realizar o Projeto de reconhecimento ambiental ou como chamamos de PRA. Esse trabalho foi iniciado e discutido em Sala. Na sala fizemos o nosso planejamento e delimitamos funções para cada aluno do nosso grupo. Quando chegamos no local de estudo a professora de ciências, Tayana, escolheu para o nosso grupo a área posterior das dunas. Para formarmos nosso quadrado, medimos um metro para os quatro cantos da área, marcamos com estacas o local e passamos o barbante por elas.Com o quadrado já delimitado estudamos primeiro as características dele: Existia limo na terra, terra batida, e também matéria orgânica presente no solo. Cada uma do grupo fez um tipo de registro: Duda e Naty, fizeram as fichas de identificação e organizaram os indicadores de foto, já a Isa e a Cris, fizerem observações importantes, desenharam e tiraram fotos.Todas do grupo coletaram as amostras dos seres encontrados.

4


Resultados obtidos: No nossa área de estudo tinha um índice de biodiversidade (13 seres vivos por metro²) elevado pela pequena área delimitada. Existia variedades de espécies, porém todos eram do mesmo reino (animal ou vegetal). Na nossa área os tipos de espécies mais frequentes estão equilibrados entre a planta com formato de asa de borboleta e as plantas miúdas ambas ocupam 5% da nossa área de estudo, e em relação aos animais, foram encontrados pelo menos 5 unidades do “bicho que fede”. No solo existia muito limo, sua terra era compacta e existia matéria orgânica presente nele, não tinha areia de praia por ser um pouco afastado do mar. Agora abaixo vai as fichas de identificação que são fichas que fizemos na nossa saída, ela descreve um pouco sobre cada seres encontrados: O nome para que demos para ele, o seu reino, suas principais características, descrição do local e o número de indivíduos encontrados(Atenção: Os valores de porcentagem são estimativa.) Para melhor organização do grupo resolvemos fazer uma tabela de espécies e quantidades de espécies encontradas na nossa região. Espécies: Flor do filme Tronco Pedra Pinheirinho Aranha Formiga Gafanhoto Bicho que fede Besouro Pequeno Caramujo Folha de borboleta Planta miúda Gramíneas Pequena Bromélia Terra Limo

Quantidade: 6 unidades 1 unidade 2 unidades 3 unidades 1 unidade 1 unidade 1 unidade 3 unidades 1 unidade 1 unidade 5% do quadrado 5% do quadrado 5% do quadrado 5% do quadrado 25% do quadrado 55% do quadrado

5


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Limo

Grupo que pertence: Fungo Suas principais características:

Sua cor é preta com verde Forma uma ``casquinha `` encima da terra É seco, e em alguns lugares apresentam uma casca peluda. Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo havia matéria orgânica. E o limo se concentrava encima da terra Número de indivíduos da espécie observados 75%

6


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Planta miúda

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

Folhas pequenas Não tem leite porem quando tocamos a mão fica verde Comprida mas pequena, e de cor verde Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 25% do quadrado

7


SEM FOTO

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Gafanhoto

Grupo que pertence:

Animalia Suas principais características:

Suas costas são grandes, porem é pequeno Cor marrom claro com verde 1 par de antenas Era muito ligeiro Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Encima das plantas principalmente a de coração Número de indivíduos da espécie observados:

1 unidade

8


Ficha de Identificação: Nome popular da espécie: Bicho fedido Grupo que pertence: Animalia

Suas principais características: Ele fede Se camufla Apresenta um par de antenas

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Na maioria das vezes andando sobre terra Número de indivíduos da espécie observados: 4 unidade

9


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Planta do filme

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

Comprida sendo torta Pétalas brancas e é peluda Havia algumas desabrochando Seu caule era super fraco e fino Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 6 unidade

10


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Caramujo

Grupo que pertence: Animalia Suas principais características:

Solta gosma e é gosmento Rasteja com cor marrom Possui uma casca, que seria a sua ``casa``

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Paralisado encima da folha de uma das plantas Número de indivíduos da espécie observados: 1 unidade

11


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Besouro Chifrudo

Grupo que pertence: Animalia Suas principais características:

Cor preta 1 par de asa 3 pares de patas Apresenta chifres e é pequeno Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Em cima das plantas ou na terra Número de indivíduos da espécie observados: 1 unidade

12


SEM FOTO

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Aranha

Grupo que pertence: Animalia Suas principais características:

4 pares de pernas Sua cor era Cinza Era pequena

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 1 unidade

13


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Pequena Bromélia

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

Baixinha porem suas folhas eram largas Cor verde e cinza Um grande números de folhas.

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 5% da cobertura do quadrado

14


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Pinheirinho da Praia

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

É pequeno porém é altinho Apresenta pequenas flores Botões desabrochando

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 3 unidades

15


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Vegetação Rasteira(folha de borboleta)

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

Existe duas cores verde ou amarela Contém leite Traços amarelos nas folhas e nas diagonais Caule Amarelo Caule extenso, formando uma teia Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 5% da cobertura do Quadrado

16


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Grama de Areia

Grupo que pertence: Plantae Suas principais características:

Sua cor era verde Era grande Era tipo de uma grama, porém cresce na areia

Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 5% da cobertura do quadrado

17


FICHA DE IDENTIFICAÇÃO:

Nome popular da espécie: Tronco

Grupo que pertence:

Suas principais características:

Grande e Longo Sua cor é marrom Apresenta rachaduras Está em decomposição(seco) Descrição do local: Zona posterior das dunas Perto da urbanização No solo existe limo e matéria orgânica. e sua terra era bem batida Número de indivíduos da espécie observados: 1 unidade

18


Discussão final: O nosso índice de biodiversidade é de 13 seres vivos por metro quadrado. Achamos que foi encontrado esse índice de biodiversidade, pela umidade do solo, pela posição do sol, e pela matéria orgânica presente no solo.Existia muitos tipos de espécies,

porém

todos

eram

do

mesmo

reino

(animal

ou

vegetal).

Nosso grupo se organizou de uma maneira que todas pudessem participar de diversas maneiras onde nesta etapa cada um realizou diversas tarefas num mesmo tempo, enquanto uma fazia as ilustrações outra tirava fotos dos seres e assim ia, nosso grupo não teve nenhuma dificuldades nesta etapa, pois com nossos registros conseguimos

muita

informações

e

uma

ótima

qualidade

das

anotações.

Com esse projeto, pudemos simular o trabalho que é desenvolvido pelos biólogos, porque eles também vão para campo para estudar, realizar diversos cálculos e projetar diversas estimativas a respeito da biodiversidade do local de estudo, como nos fizemos. Está sendo bem importante, pois estamos aprendendo muito sobre espécies, estamos vendo as dificuldades encontradas pelos naturalistas do século XVIII, para classificar seres vivos.

Achamos que mesmo com pouco tempo de saída de campo conseguimos realizar diversos registros, ilustrações etc...O esforço que passamos valeu a pena para nos, ótimos resultados, ficamos orgulhosas de nos mesmas.

19


20


Metodologia Após terminarmos a primeira etapa do nosso projeto, o objetivo era de quantificar e identificar os seres vivos da nossa área de estudo. Começamos a segunda etapa que foi iniciada no dia 30 de maio, o nome desta etapa é caracterização e classificação de espécies com o objetivo de classificarmos 20% das nossas espécies encontradas, nomear as espécies com as normas cientificas, descrever as principais características e corrigir a 1° etapa do PRA. Nesta etapa classificamos os seres de acordo com os princípios de Lineu, organizamos em Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero e Espécie, estas informações

estão

contidas

em

pequenas

tabelas

aonde

contém

sua

categoria(Reino,filo,classe etc...) a sua classificação(de que reino era, de que filo era etc...) e suas características( o porque esse ser pertence a esse grupo) Para melhor organização do nosso grupo delegamos funções para cada integrante do grupo: Cristhielen ficou encarregada de ser pesquisar informações e ajudar na correção da primeira etapa do PRA Isabela ficou encarregada de pesquisar informações e significados de palavras desconhecidas. Nathália ficou encarregada de digitar os textos da segunda etapa do PRA Maria Eduarda ficou encarregada de ajudar na segunda etapa e fez as tabelas de classificação

21


Resultados Obtidos: Nesta etapa classificamos 20% de 13 espécies ou seja 4 espécies (fizemos 1 a mais que o necessário) encontradas na nossa área de estudo. Resolvemos classificar os seres: Asa de borboleta, Planta do filme,Grama de areia e pinheirinho de praia. Com um pouco de esforço conseguimos classificar as espécies, para isso usamos várias fontes como livros, sites e até mesmo herbários virtuais. Organizamos estas informações em quatro(4) tabelas, estas tabelas estão expostas logo abaixo.

22


Asa de Borboleta- Ipomoea pes-caprae Categoria

Classificação

Características

Reino

Plantae

Participa deste reino os seres autótrofos(que produzem seu próprio alimento.) seres multicelulares eucariontes(que possui um núcleo) e fazem fotossíntese

Filo

Magnoliophyta

tem tecidos especializados no transporte de substância nutritivas ao longo da planta, são vasculares e possuem frutos que envolvem as sementes, por isso são chamadas de Angiosperma

Classe

Magnoliopsida

2 cotilédones Nervação foliar reticulada Câmbio vascular presente Feixes do caule organizados Raiz pivotante Pólen triapertura

Ordem

Solanales

folhas simples, alternas, sem estípulas, flores com número de estames igual ao de pétalas

Família

Convolvulaceae

Esta família tem folhas alternas e sem estípulas, simples e normalmente cordadas. Suas inflorescências são cimeiras, quase nunca serão inflorescências de uma única flor. O gineceu tem dois carpelos comumente unidos, a presença de três ou cinco é mais difícil de ocorrer. A placentação é basal e normalmente são dois óvulos por cada lóculo. O estilete pode ser inteiro ou totalmente dividido.

Gênero

Ipomoea

As espécies de Ipomoea são pequenas árvores, plantas arbustivas ou herbáceas, anuais(Plantas anuais são tipos de plantas que normalmente germina, floresce e morre) ou perenes(Que Vivem mais de dois anos.)

Espécie:

Ipomoea pescaprae

São plantas herbáceas(plantas com caule não lenhoso ou semi-lenhoso de porte variado), halófita(plantas que precisam de luz do sol para sobreviver) Seu caule estende-se pelo terreno arenoso, emitindo raízes pivotantes(São raízes subterrâneas) 23


Grama de areia- Ammophila arenaria

Categoria

Classificação

Características

Reino

Plantae

Participa deste reino os seres autótrofos(que produzem seu próprio alimento.) seres multicelulares eucariontes(que possui um núcleo) e fazem fotossíntese

Filo

Magnoliophyta

tem tecidos especializados no transporte de substância nutritivas ao longo da planta, são vasculares e possuem frutos que envolvem as sementes, por isso são chamadas de Angiosperma

Classe

Liliopsida

1 cotilédone Radícula abortando,formando um sistema radicular adventício. hervação foliar paralelinévea Flores trímeras (3 pétalas )

Ordem

Poales

Raízes fasciculadas (Uma raiz que é tem a origem no caule e todas são do mesmo tamanho ) Folhas paralelinévea(Quando várias nervuras percorrem o limbo em sentido longitudinal) Sementes com um cotilédone(são as primeiras folhas que surgem dos embriões)

Gênero

Ammophila

Características desde gênero não encontrada

Espécie:

Ammophila arenaria

Pode ser distinguida das outras gramíneas porque ela é adapta para viver em terrenos arenarios e por ter uma lígula( é uma excrescência na junção entre o limbo(parte principal da folha) e o pecíolo(caule)

24


Planta do filme- Taraxacum officinale Categoria Classificação Características Participa deste reino os seres autótrofos(que produzem seu próprio alimento.) seres multicelulares eucariontes(que possui um núcleo) e fazem fotossíntese

Reino

Plantae

Filo

Magnoliophyta tem tecidos especializados no transporte de substância nutritivas ao longo da planta, são vasculares e possuem frutos que envolvem as sementes, por isso são chamadas de Angiosperma

Classe

Magnoliopsida

2 cotilédones Nervação foliar reticulada Câmbio vascular presente Feixes do caule organizados Raiz pivotante Pólen triapertura

Ordem

Asterales

A produção de inulina há a presença de ácido elágico e o mecanismo de fornecimento dos grãos de pólen

Família

Asteraceae

São plantas herbáceas(plantas com caule não lenhoso ou semi-lenhoso de porte variado) somente carpantes, suburbiais ou arbustivas

Gênero

Taraxacum

Tem um alto potencial biótico devido à facilidade com que suas sementes se disseminam: com a forma de pequenos pára-quedas, são facilmente levadas pelo vento

Espécie:

Taraxacum officinale

Erva perene(cujo seu ciclo de vida ‘e longo) Raiz pivotante(Quando existe uma raiz principal e outras raízes pequenas) Folhas rosuladas;(quando o caule é muito curto, ou quando o trecho provido de folhas é muito comprimido)

25


Pinheirinho de praia- Polygala cyparissias

Categoria

Classificação

Características

Reino

Plantae

Participa deste reino os seres autótrofos(que produzem seu próprio alimento.) seres multicelulares eucariontes(que possui um núcleo) e fazem fotossíntese

Filo

Magnoliophyta

tem tecidos especializados no transporte de substância nutritivas ao longo da planta, são vasculares e possuem frutos que envolvem as sementes, por isso são chamadas de Angiosperma

Classe

Magnoliopsida

2 cotilédones Nervação foliar reticulada Câmbio vascular presente Feixes do caule organizados Raiz pivotante Pólen triapertura

Ordem

Fabales

Uma das principais características que distinguem das outras ordens é a ocorrência de folhas compostas(Diz-se da folha cujo limbo é formado por várias unidades)

Família

Polygalaceae

Folhas simples, alternas, opostas ou verticiladas. Flores um pouco parecidas com as das leguminosas, cálice com 3e 2 sépalas, corola com 2 e 1 pétalas, o ventral de aspecto alquilado e com cristas na base;

Gênero

Polygala

O gênero Polygala pode ser identificado utilizando-se as seguintes características: Porte herbáceo a subarbustivo, folhas alternadas lanceoladas, inflorescência terminal, axilar ou ainda extra-axilar do tipo cacho ou fascículos de umbelas.

Espécie:

Polygala cyparissias

Caracteriza-se quimicamente pela presença de xantonas( são compostos orgânicos)

26


Discussão Final: Com a colaboração do grupo, cada um assumiu sua função e a fez corretamente, mesmo com todas as dificuldades.Conseguimos classificar 20% das espécies, como nos foi solicitado, porém tivemos algumas dúvidas nesta etapa como a caracterização dos seres, para achar os táxons foi difícil, etc... Com a realização deste trabalho conseguimos obter um maior conhecimento sobre o assunto, percebendo as diferenças e semelhanças entre os seres identificados. Observamos que todos os seres vivos estão ligados em uma teia,que se separa de acordo com as características de cada ser. Refletimos um pouco sobre nossos resultados e pensamos o seguinte: se tivermos todas essas dificuldades com todas as tecnologias que temos hoje, imaginamos como era difícil classificar seres na época de Darwin por exemplo. Concluímos que não precisamos só de tecnologia para realizar estas pesquisas, mas também livros, herbários, conhecimento etc. Nessa etapa tivemos muitas dificuldades em relação a primeira etapa, porque na primeira era tudo estimativa já nessa é tudo mais complexo, obtivemos dificuldades para achar a classificação dos seres e as características embora a espécie mais fácil de encontrar informação foi Ipomoea pes-caprae .

27


3掳 Etapa: Fatores Abi贸ticos e bi贸ticos observados na 谩rea em estudo

28


Introdução: Estamos agora na última

etapa do Projeto de Reconhecimento Ambiental e

conseguimos realizar tudo o que foi solicitado. Neste trabalho aprendemos várias coisas, identificar as características dos seres, classificar-los, ter mais facilidade em produzir texto com clareza e assim, aprofundarmos os nossos conhecimentos na ciência. E nessa etapa vamos relacionar eles com o ambiente pelo meio dos fatores bióticos e fatores abióticos

29


Fatores Abióticos Aspectos Regionais: A região onde Itajaí se encontra possui o clima Subtropical com temperaturas estáveis na primavera e no outono aumentando e diminuindo de forma considerável no verão e no inverno. A temperatura no verão varia de 18°C a 30°C já no inverno varia de 6°C a 16°C. No Dia de nossa saída de campo o céu estava ensolarado e sem vento, nos dias anteriores tinha chovido muito. Nesta região as vegetações típicas são as costeiras dentro das costeiras existe os biomas restinga, dunas e mata atlântica, o local aonde foi feito o PRA foi num bioma de dunas. Dunas são elevações de areia, podendo apresentar-se mais ou menos coberta por vegetação, sua função é proteger a costa nos momentos de maior energia, como por exemplo, nas ressacas, pois servem de barreira natural à invasão da água do mar e da areia em áreas interiores. A vegetação nativa das dunas é composta principalmente de gramíneas e plantas rasteiras que desempenham papel importante na sua formação e fixação. São plantas adaptadas às condições ambientais. Muitos fatores importantes influenciam a vegetação e o clima de uma região, como a temperatura, a chuva, a altitude, as correntes de vento, o tipo do solo na superfície, a zona climática em que a região se encontra, radiação solar, em que limites da biosfera está localizada (profundidades, grandes altitudes, nível do mar, entre outros). Esses são alguns dos fatores que podem influenciar não só o clima e a temperatura, mais a biodiversidade e diversidade de uma região; pois os seres vivos dependem do ambiente em que vivem, envolvendo os fatores bióticos e abióticos. Segue a baixo, uma localização espacial da área de estudo em relação ao planeta terra.

30


Localização

Espacial

da

Área

de

Estudo

Figura 1: Localização da nossa área de estudo em relação ao planeta terra

31


Aspectos Locais:

Em nossa área de estudo havia grande presença de gramíneas, podíamos observar que havia matéria orgânica no local, e, por ter essa matéria, o solo acaba sendo rico em nutrientes. A iluminação era grande, pois não tinha nenhuma arvore que barrasse essa radiação. O ar apresentava baixa umidade, semelhante ao solo. Na nossa área o que predominava eram as gramíneas, mas nosso Índice de biodiversidade era de 13 seres vivos por metro quadrado, o que nos diz que tínhamos um dos maiores índice de biodiversidade comparado ao dos outros grupos. Antigamente aonde era nossa área de estudo, havia bares muitas pessoas iam se divertir, mas com o passar do tempo uma lei foi criada para fazer aquele local virar um APP (área de preservação permanente) e agora essa área é preservada, tiraram todos os bares de cima daquela fechadas e passaram para as estradas e ate fizeram passarelas para dar acesso da rua para a praia.

32


Fatores Bióticos: Relação entre as espécies: Com o PRA percebemos que os fatores bióticos e abióticos estão relacionados, porque os fatores abióticos influenciam na vida dos seres vivos (fatores bióticos), portanto cada um depende do outro ser para sobreviver, se acontecer algo em uma parte a outra parte também é afetada.

Na nossa área de estudo esses fatores também estão ligados entre si: a radiação solar é importante para os vegetais pois auxiliam na fotossíntese, e com isso formam a glicose. As plantas são alimentos dos grilos, que por sua vez é alimento da aranha, o lagarto come a aranha e a coruja come o lagarto que por sua vez é decomposto. As minhocas também comem as plantas, e os pássaros, comem as minhocas e os decompositores fazem a decomposição com o pássaro. Segue a baixo o esquema, para representar o nosso ecossistema de nossa região pela cadeia alimentar.

33


Teia Alimentar

Figura 2: Representação da cadeia e teia alimentar dos seres vivos presentes na nossa área de estudo, exemplo: A planta ‘’Ipomoea pes- caprae’’ , aranha e o 34 grilo.


Discussão final: Durante todas as etapas realizadas no projeto de Reconhecimento Ambiental, aprofundamos

nossos

estudos

em

ciências

e

Biologia.

Na 1a etapa ampliamos nosso conhecimento sobre identificação de espécies animais e vegetais, fizemos estimativas da biodiversidade do nosso espaço e fichas de identificação. Na 2ª etapa tivemos que aprender as novas linguagens, fizemos a classificação das espécies e as organizamos por meio de tabelas. Com a realização desta etapa conseguimos obter o maior conhecimento sobre o assunto, percebendo as diferenças e semelhanças

entre

os

seres

identificados.

Na 3ª etapa fizemos observações sobre os aspectos locais e regionais, por meio de tabelas, textos e teias alimentares. Aprendemos sobre o clima, relevo, temperatura de Itajaí e região.

Tivemos muitas dificuldades em relação a segunda etapa pois era tudo mais complexo, tivemos que pesquisar em vários sites, revistas e livros sobre o assunto.Mas todas nós tivemos dificuldades pessoais: *Isabela: Tive algumas dificuldades na hora de preencher as tabelas com cada dados necessários. *Cristhielen: Eu tive algumas dificuldades em relação aos significados, como era muito cientifico não conseguia entender, nem eu e nem as outras integrantes do grupo. *Maria Eduarda: Tive dificuldades para procurar cada item da tabela de classificação de cada ser. *Nathalia Pamplona: Tive dificuldades em relação os itens das fichas de identificação, foi muito difícil achar cada característica, e o nome do ser, pois só tinha a imagem do ser vivo. Nossas dificuldades foram quase as mesmas e desenvolvemos varias habilidades como: 35


*Desenvolver textos com mais clareza. *Linguagens Cientificas. *Identificar as característica de cada ser. *Classificá-los.

Com o fim deste trabalho observamos que todos os seres vivos estão ligados em uma teia que se separa de acordo com as características de cada ser observamos também que os fatores bióticos e abióticos estão relacionados, porque os fatores abióticos influenciam na vida dos seres vivos (fatores bióticos), portanto cada um depende do outro ser para sobreviver, se acontecer algo em uma parte a outra parte também é afetada.

36


Ilustração Botânica

37


Sites Utilizados: http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADgula_(bot%C3%A2nica) http://pt.wikipedia.org/wiki/Br%C3%A1ctea http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20061027141750AAKK0Io http://www.joinville.udesc.br/sbs/professores/arlindo/materiais/morfvegetalorgaRAIZ.p df http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080810151948AATsqxT http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/folha/folhas-13.php#ixzz1xVZgreuu http://pt.wikipedia.org/wiki/Cotil%C3%A9done http://www.vodoo-beninbrazil.org/br/botanic/flor.html HTTP://people.ufpr.br HTTP://naturdata.com/Ammophila-arenaria-5235.html HTTP://cnpgl.embrapa.br HTTP://amigonerd.net/trabalho/391-poacea HTTP://pt.scribd.com/mobile/dpc/7450975 http://www.academicoo.com/artigo/contribution-to-the-pharmacognostic-study-ofpolygala-cyparissias-saint-hilaire-moquin-polygalaceae-chemical-aspects-andevaluation-of-the-gastroprotective-and-anti-hypernociceptive-potential https://www.fmcdireto.com.br/portal/manuais/infestantes_hf/files/assets/downloads/pag e0389.pdf http://pt.encydia.com/es/Polygalaceae http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042006000400020 http://pt.wikipedia.org/wiki/Dicotiled%C3%B3nea http://pt.wikipedia.org/wiki/Plantae http://www.atelierdobonsai.com.br/folha.html http://mangostinevoce.wordpress.com/mangostao-um-super-anti-oxidante-natural/oque-sao-xantonas/ http://pt.wikipedia.org/wiki/Planta_perene http://pt.wikipedia.org/wiki/Filotaxia br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20061129013344AAemJHI http://pt.wikipedia.org/wiki/Planta_lenhosa http://pt.wikipedia.org/wiki/Dente-de-le%C3%A3o 38


http://pt.wikipedia.org/wiki/Magnoliophyta#Caracter.C3.ADsticas http://www.plantamed.com.br/DIV/taxonomia.htm http://www.infoescola.com/plantas/ordem-asterales/ http://cesnors.ufsm.br http://herbario.iac.sp.gov.br/

39


PRA-grupo2