Page 65

67 “Meu Deus, não”, disse ele. “Sua débil!”, disse, quando voltou batendo os pés para o meu quarto. “E embora eu possa entender por que você precisa evitar a todo custo se apaixonar pelo David Hasselhoff, que, aliás, tem idade para ser seu pai, e nem é gostoso, o que é que o meu irmão tem a ver com tudo isso?” Tarde demais, percebi o que tinha dito. Lilly não faz idéia do que sinto pelo irmão dela, o Michael. Aliás, eu não tenho a menor idéia do que sinto por ele também. Só que ele se parece muito com o Casper Van Dien, sem blusa. Ai que vontade de que ele seja o cara que escreveu aquela carta. Eu quero, quero muito mesmo. Mas não vou mencionar isso à irmã dele. Em vez disso, disse-lhe que achava injusto da parte dela exigir explicações de coisas que eu havia dito sob a influência de um xarope à base de codeína. Lilly fez aquela cara que faz às vezes quando os professores perguntam alguma coisa, e ela sabe a resposta, mas quer dar a alguma outra pessoa na sala uma chance de responder, para variar. Às vezes é mesmo desgastante ter uma melhor amiga com QI 170 DEVER DE CASA Álgebra: problemas de 1 a 20, página 115 Inglês: capítulo 4 do Strunk and White Civilizações Mundiais: redação de duzentas palavras sobre o con-

2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
Advertisement