Page 62

64

Mais Tarde, na Quinta-feira Esta tarde, enquanto eu estava deitada com bolsas de gelo debaixo das cobertas, tentando baixar a febre para poder ir à escola amanhã e descobrir quem é o meu admirador secreto, vi por acaso o melhor episódio de SOS Malibu a que jamais tive oportunidade de assistir. Juro. Sabe, Mitch conhece uma garota com um sotaque francês fajuto, durante uma corrida de barcos, e eles se apaixonam e ficam correndo pelas ondas com uma trilha sonora que é demais, e aí se descobre que a moça é noiva de um adversário do Mitch na corrida de barcos — e não pára por aí—, ela era a princesa de um pequeno país europeu do qual Mitch jamais tinha ouvido falar O noivo dela é um príncipe que o pai havia escolhido para ela quando ela nasceu! Enquanto eu assistia ao episódio, Lilly chegou com meu dever de casa e começou a ver televisão comigo. Mas não conseguiu captar a profunda importância filosófica da história. Só dizia: “Cara, essa princesinha aí precisa depilar as sobrancelhas!” Fiquei horrorizada. “Lilly”, sussurrei. “Será que não percebe que esse episódio do SOS Malibu é profético? É perfeitamente possível que eu tenha sido prometida desde o meu nascimento a algum príncipe que jamais conheci, e sobre o qual meu pai não me falou ainda. E poderia muito bem conhecer algum guarda-vidas numa praia e me apaixonar perdidamente por ele, mas não poder me comprometer porque vou

2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
Advertisement