Page 35

suaíli? Será que meus futuros compatriotas não estariam mais preocupados com minhas opiniões sobre o meio ambiente? E o controle dos armamentos? E o controle da natalidade? Porém, de acordo com Grandmère, os habitantes de Genovia não se preocupam com nada disso. Só querem que eu não dê vexame e os deixe mal em nenhum jantar de cerimônia. Até parece. Deviam estar preocupados era com Grandmère. Quero dizer, não fui eu quem mandou fazer maquilagem definitiva nas pálpebras. Não visto meu animalzinho de estimação com boleros de chinchila. Nunca fui amiga íntima do Richard Nixon. Mas, ah, não, é comigo que todo mundo deve se preocupar. Como

37 se eu pudesse cometer alguma gafe imperdoável na minha apresentação ao povo de Genovia em dezembro. Me aguardem. Mas voltemos à vaca fria. Acontece que ela não foi, afinal de contas, por causa da greve dos carregadores de bagagens de Baden-Baden. Gostaria muito de conhecer o presidente do sindicato dos carregadores de bagagens de Baden-Baden. Porque, se eu o conhecesse, não hesitaria em lhe oferecer os cem dólares por dia que meu pai anda doando no meu nome ao Greenpeace para que eu desempenhe meus deveres como princesa de Genovia, simplesmente para que ele e os outros carregadores de bagagens voltassem ao trabalho e tirassem Grandmère do meu pé durante algum tempo. Ora, acontece que Grandmère deixou um recado apavorante na minha secretária eletrônica. Disse que tem uma “surpresa” para mim, que espera que eu ligue imediatamente para ela.

2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
Advertisement