Page 236

Duas da Tarde A noite não foi um desastre total. Um bom número de pessoas parecia estar se divertindo. Hank, por exemplo. Ele acabou aparecendo bem a tempo para o jantar — sempre foi bom nisso — absolutamente divino em um smoking Armani. Mãezinha e Paizinho ficaram maravilhados ao vê-lo. A sra. Gianini, a mãe do sr. Gianini, ficou impressionada com ele também. Devem ter sido os bons modos dele. Ele não tinha esquecido nenhuma das lições de elocução da Lilly, e só mencionou sua predileção por “atravessar um lamaçal num jipe” nos fins de semana uma vez. E depois, quando o baile começou, ele convidou Grandmère para a segunda valsa — papai ficou com a primeira — consolidando na mente dela para sempre a idéia de que ele era o consorte real ideal para mim. Graças a Deus, em 1907, proibiram os casamentos entre primos em primeiro grau em Genovia. Porém as pessoas mais felizes com as quais conversei a noite inteira não estavam ali na festa. Não, por volta das dez, o Lars me entregou o celular dele, e quando eu disse: “Alô?” perguntando-me quem seria, a voz da minha mãe, soando muito distante e falhada, respondeu: “Mia?” Eu não quis dizer a palavra “mamãe” muito alto, porque sabia

235 que Grandmère estava rondando por ali. E não acho provável que Grandmère vá perdoar meus pais tão cedo pelo bolo que levou deles.

2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
Advertisement