Page 204

203 Poderosa: Boris precisa aprender que numa relação afetiva é importante estabelecer vínculos de confiança. Aliás, você também não pode se esquecer disso, Mia. Percebi, é claro, que a Lilly está falando da nossa relação — nossa amizade. Mas, se pensar bem, aplica-se a mais do que apenas Lilly e Boris, e Lilly e eu. Aplica-se a mim e ao meu pai, também. E a mim e à minha mãe. E a mim e... bom, todas as outras pessoas. Será que esse, pensei, seria um momento profundo? Deveria pegar meu diário de Inglês? Foi logo depois disso que recebi uma mensagem instantânea de outra pessoa. Do próprio Jo-C-rox! JoCRox: E aí, vai ao Rocky Horror amanhã? Ai, meu Deus, ai meu Deus, AI MEU DEUS!!! Jo-C-rox vai ao Rocky Horror amanhã. E o Michael também. Na verdade, só há uma dedução lógica que se pode fazer a partir daí: Jo-C-rox é o Michael. Michael é o Jo-C-rox. TEM que ser. Simplesmente TEM que ser. Certo? Não sabia o que fazer. Quis pular do computador e correr pelo quarto e gritar e rir ao mesmo tempo. Em vez disso — e não sei onde arranjei a presença de espírito para tanto — respondi:

2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
2 o diário da princesa 2 - a princesa sob os refletores  
Advertisement