Page 1

Capa (esse texto nรฃo serรก impresso)

Os 90 Anos de Dona Cadu


Pรกgina propositalmente em branco


O Instituto Cultural Afro-brasileiro Identidade Brasil iniciou suas atividades em 2005, atuando nas áreas de preservação e difusão da Cultura Popular e Afro-brasileira. Desde então tem desenvolvido projetos de pesquisa e documentação visando interligar as manifestações populares e os aspectos que as originaram, cuja divulgação é feita através de eventos, palestras, exposições, documentários, artigos para revistas e sites. A sede do Instituto fica aberta à visitação com seu rico acervo composto por obras de arte popular, livros, documentários e fotografias, servindo assim, como ponto de apoio para pesquisadores, agentes culturais, educadores e artistas.


Buscando Arte Pelo Brasil Coordenado pela pesquisadora Rosangela Cordaro, o projeto "Buscando Arte Pelo Brasil", desenvolvido pelo Instituto Identidade Brasil, visa resgatar aspectos importantes da Cultura Popular e Afro-brasileira por meio de pesquisa e documentação. As trilhas deste projeto conduziram a quinze pólos cerâmicos tradicionais e quatro comunidades, onde manifestações culturais únicas são mantidas vivas, nos estados de São Paulo, Bahia, Paraíba, Pernambuco e Tocantins. A divulgação dos conteúdos pesquisados levou a novos projetos de aprofundamento de busca da Arte e Cultura Brasileira tendo como foco a cultura enquanto instrumento de construção de identidade, cidadania e meio pedagógico.


06


Programa Anual de Registro e Divulgação dos Pólos Tradicionais de Cerâmica do Brasil Esse programa é fruto do projeto "Buscando Arte Pelo Brasil" e visa mapear os pólos de cerâmica tradicionais, registrando e documentando as técnicas que ainda sobrevivem à margem da tecnologia atual na arte da cerâmica. O cronograma de divulgação privilegia dois estados diferentes a cada ano, começando pelo estado da Paraíba, com o tema "Loiceiras da Paraíba", e Bahia com "Os 90 anos de Dª. Cadu", a mais antiga ceramista de Coqueiros, Maragojipe. A pesquisa será documentada em livros, exposições fotográficas e de arte, documentários, palestras, oficinas e apresentações.

07


08


09


10


Os 90 Anos de Dona Cadu O pólo cerâmico de Coqueiros, em Maragojipe - Recôncavo Baiano, sofreu forte influência indígena no que se refere às técnicas da produção cerâmica, que se mantém preservada no dias de hoje através das mãos de 20 ceramistas. Retratar esse pólo através da figura de Dª. Ricardina Pereira da Silva (Dª. Cadu), a mais antiga ceramista da região, é propor um mergulho no universo das tradições populares da região, pois suas atividades diárias vão além do trabalho com a cerâmica e perfazem os caminhos trilhados por seus antepassados africanos no que se refere à religiosidade e música. Assim, o projeto abrange uma pesquisa profunda sobre o tema e o desenvolvimento de produtos culturais que atuem como registros da arte ceramica sob a ótica feminina, para o usufruto da comunidade estudada e ferramenta de divulgação. Esses produtos resultantes do projeto registram uma faceta da cultura popular brasileira, que até hoje tem se alicerçado na oralidade, e está restrito ao conhecimento de poucos. Mostram a influencia indígena e africana na ceramica tradicional brasileira, e que conhecimento, cultura e criatividade não apenas não se esgotam, como são os únicos recursos que se renovam e multiplicam com o uso.

11


12


Pesquisa Para desenvolvimento dos produtos culturais previstos no projeto é necessária a continuidade do acompanhamento já iniciado. Dessa forma será possivel ter um panorama geral do desenvolvimento do pólo cerâmico de Coqueiros. As primeiras pesquisas foram determinantes para o conhecimento geral do que a comunidade produz, porém será necessária uma nova pesquisa de campo para conclusão do projeto, aprofundando o estudo sobre a importância de Dª. Cadu nessa comunidade. Durante o período de pesquisa será feita a curadoria das obras que farão parte da exposição itinerante e serão feitos os registros em foto e vídeo, que dará origem ao documentário.

13


14


Documentário Aborda a singularidade de Dª. Cadu e das ceramistas de Coqueiros considerando-as em sua singularidade como artistas populares e buscando apresentar a visão dessas artesãs com relação a seu próprio trabalho e ao mundo em que vivem. Esse material servirá como instrumento norteador dos demais Produtos Culturais sendo exibido nas exposições, oficinas e durante as palestras - e como registro documental para as ceramistas e instituições educacionais.

15


16


Livro Através dos depoimentos singelos, fortes e comoventes de Dª. Cadu, o livro é um registro poético e fotográfico que traz à tona suas histórias de vida e trabalho. O tom das narrativas é dado através do recorte desses depoimentos sobre um artesanato, agora valorizado, que se modificou pela própria evolução do utilitário. Parte (10%) de seus 1.500 exemplares serão distribuídos entre as "loiceiras", associações das comunidades pesquisadas, bibliotecas e escolas publicas, bem como outras instituições de ensino e pesquisadores/professores ligados à área de ceramica.

17


18


Exposição itinerante A exposição "Os 90 anos de Dona Cadu" percorrerá os estados da Bahia e São Paulo, sendo montada em 4 locais diferentes, e abordará o trabalho e vida das mulheres ceramistas do pólo de Coqueiros. Sua ambientação retratará a região de origem das obras e terá as fotografias e exibição do documentário realizado pelo Identidade Brasil durante a pesquisa. Em cada local que a exposição for organizada haverá um evento de abertura, vernissage, que contará com apresentações de manifestações artísticas/culturais que evoquem à comunidade pesquisada. Mostrando, dessa forma, sua identidade.

19


Palestras As palestras, com duração aproximada de 90 minutos, serão feitas em escolas, faculdades, e congressos de nacionais de ceramica. Contarão com a apresentação do documentário, além da abordagem de pontos importantes como história, geografia, arte e identidade cultural relacionados à cerâmica dos pólos pesquisados.

Observação: O tema "Os 90 Anos de Dona Cadu" já foi abordado no 53º Congresso Brasileiro de Cerâmica em 2009 para um público de aproximadamente 400 pessoas representantes de instituições de Ensino e Pesquisa, Indústrias Fabricantes de Produtos Cerâmicos e Fornecedores de Matérias-Primas, Equipamentos e Insumos.

20


Oficinas Sob o tema "Despertar dos Sentidos", as oficinas serão ministradas aos alunos de escolas públicas com o objetivo de despertar a sensibilidade, a valorização e o interesse pelos bens culturais, além de propiciar o aprendizado por meio da vivência. Dividida em parte teórica e prática, cada oficina contará com a apresentação de um documentário sobre cerâmica e sensibilização através do contato com a argila e produção de pequenas peças (caxixis). As escolas beneficiadas pelo projeto, e que se mostrem interessadas, terão à sua disposição a assistência do Instituto Identidade Brasil para coordenação de uma exposição com as peças feitas pelos alunos participantes das oficinas, além de algumas peças de acervo para compor esta exposição. 21


Por que Patrocinar? Ao valorizar uma atividade artesanal como manifestação artística tradicional, demonstra-se o reconhecimento da importância dessa atividade, que é ao mesmo tempo fonte de renda e uma atividade ligada diretamente à cultura e a tradição, pois os artesãos mantém vivas em suas técnicas o conhecimento que lhes foi transmitido por gerações passadas. Esse reconhecimento se reflete na auto-estima do artesão, que se sente estimulado e valorizado. Dona Cadu representa o símbolo da mulher nordestina - guerreira, feminina, habilidosa, criativa e genuína. Sua história de vida é um ensinamento profundo sobre as dificuldades do povo e a arte criativa de bem viver, que merece ser valorizado. Uma dessas formas de valorização é o registro histórico documental das comunidades pesquisadas, que poderão ter imortalizadas suas tradições que correm o risco de se perderem na corrente do tempo ou sofrerem irreversíveis alterações diante da evolução do processo cerâmico e mudanças de costumes. Destaca-se, também, a questão da fruição da arte. O acesso aos bens culturais é parte indispensável para a construção de nossa identidade e um direito social básico para o exercício democrático. Ao divulgar e levar a arte das ceramistas tradicionais da Bahia para fora de seus pólos de origem abre-se a possibilidade de que mais pessoas tenham acesso a essas manifestações da nossa cultura.

22


23


Investimento Investimento total: R$ 229.785,00

Cota Educacional: Patrocínio referente à pesquisa, oficinas, palestras e realização do documentário.

Cota Artística: Patrocínio referente à pesquisa, ao livro, exposição itinerante (em quatro locais diferentes).

Observação: Projeto inscrito no Ministério da Cultura através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC) para concessão de incentivos fiscais ao patrocinador, conforme previsto na Lei Rouanet. Mediante as especificações da lei, o projeto será iniciado somente após o patrocinio correspondente a 20% do valor total do projeto. Número de PRONAC do projeto: 090478

22 24


25


Contrapartidas Cota Educacional - Menção do patrocínio em mídia impressa e eletrônica; - Menção do patrocínio em anúncios de rádio; - Inclusão da logomarca do patrocinador no material de divulgação, sinalização e identificação (placas, banners, camisetas, credenciais, etc.) relacionados aos produtos patrocinados; - Inclusão da logomarca do patrocinador nos créditos finais e contracapa do documentário; - Realização da oficina "Despertar dos Sentidos" exclusiva para o patrocinador e/ou associados; - Doação de obra, adquirida durante o período de pesquisa, após a realização da exposição itinerante - quantia à combinar; - Cota do vídeo-documentário - 50 unidades; - Cópias dos Catálogos/Apostilas, CDs, DVDs, Camisetas referentes ao projeto; - Acesso ao mailling (cadastro) dos participantes das oficinas; - Clipping das matérias publicadas em mídia.

26


Cota Artística - Menção do patrocínio em mídia impressa, eletrônica e anúncios em rádio; - Menção do patrocínio durante o vernissage da exposição; - Inclusão da logomarca do patrocinador no material de divulgação, sinalização e identificação (placas, banners, camisetas, credenciais, etc.) relacionados aos produtos patrocinados; - Folders, CDs, DVDs, Camisetas; - Doação de 3 (três) obras, adquiridas durante o período de pesquisa, após a realização da exposição itinerante; - Cota de 10%, no mínimo, dos exemplares publicados do livro "Os 90 Anos de Dona Cadu" ao patrocinador; - Cota de convites V.I.P para o vernissage da exposição e lançamento do livro; - Autorização de uso das fotografias do projeto em material de divulgação impresso, eletrônico, brindes e materiais promocionais do patrocinador; - Autorização para realização da exposição em local indicado pelo patrocinador, havendo interesse; - Autorização de comercialização de produtos e serviços nos espaços expositivos; - Autorização para distribuição de brindes ou material promocional e ações junto ao publico; - Clipping das matérias publicadas em mídia.

27


Divulgação Assessoria de Imprensa Impressos: - Convites - Folders - Cartazes e banners Mídia Eletrônica: - Hotsite do projeto - E-mail marketing Parcerias: - Rádios locais (SP e BA) - Secretarias de Cultura e Educação (SP e BA) - Prefeitura da Cidade da Maragojipe - Sites sobre ceramica (Ceramica no Rio, Pascoal Massa, etc...) - Sites sobre cultura e arte popular - Revistas de cerâmica e arte popular (Mão na Massa, Raiz, etc...)

28


Rua Terra Roxa, 70 - Tatuapé São Paulo / SP - CEP: 03305-010 Fone: (11) 2092-9924 E-mail: identidadebrasil@uol.com.br Site: www.identidadebrasil.com.br Skype: Identidade Brasil

Presidente: Rosangela A. Cordaro Fone: (13) 9784-2892

Créditos Fotografia: Rosangela Cordaro Projeto Gráfico: Tatiana Aline Tormente Texto: Fatima Fernandes e Tatiana Aline Revisão: Alice Mesquita

Os 90 Anos de Dona Cadu  

Livro de apresentação do projeto comemorativo em homenagem aos 90 anos da ceramista Ricardina P. da Silva, Dona Cadu.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you