Issuu on Google+

Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Cerro Largo

Acadêmica: Tatiane Follmann Turma: Ciências A - 4ª fase Disciplina: TICs Prof° Dr. Márcio Marques Martins

Cerro Largo /RS, 21 de Dezembro de 2012.


Allium cepa L. Cebola


Características da planta Planta herbácea, anual para a produção de bulbos e bienal para a produção de sementes. Apresenta flores tubulares ocas, cilíndricas e sua parte aérea pode alcançar até 60 cm de altura. O bulbo tunicado, produto comercial, é um caule subterrâneo, formado pelas bainhas carnosas das folhas, que se sobrepõem umas as outras e são recobertas, exteriormente, por escamas secas de coloração amarelada, roxa ou branca, segundo a variedade. O caule verdadeiro reduz-se a um disco comprimido, na base do bulbo, de onde partem folhas e raízes.


Cebola é o nome popular da planta cujo nome científico é Allium cepa, Lineu. O termo refere-se, também ao seu bolbo (bulbo, no Brasil) constituído por folhas escamiformes, em camadas. As suas flores estão dispostas em umbela. As plantas jovens, com o bolbo pouco desenvolvido e sem flor, são chamadas também de cebolo.


Características da flor As flores são hermafroditas, de coloração branca ou esverdeada, reunidas numa inflorescência do tipo umbela. Após um período sob baixas temperaturas, há emissão de um pendão floral, que pode alcançar de 1,30 a 1,50 m de altura. No ápice desse pendão encontra-se a umbela formada por um número variável de 50 a 2000 flores.


História da Cebola Ela teve origem no centro da Ásia , e caminhando para o ocidente, atingiu a Pérsia de onde se irradiou para a África e por todo continente europeu. Foi trazida para as Américas, pelos seus primeiros colonizadores. No Brasil, se deu principalmente através do Rio Grande do Sul, se espalhando por todo o país.


As cebolas foram altamente consideradas pelos egípcios. Eles não apenas as usavam como moeda para pagar aos trabalhadores que construíram as pirâmides, mas também as colocaram nos túmulos dos reis, como Tutankhamon.


Trata-se de uma planta anual, para produção de bulbos, e bienal, para produção de sementes. O bulbo é formado pela bainha das folhas, que se tornam carnosas e suculentas, sobrepondo-se umas às outras e recobertas, exteriormente, por escamas secas, de coloração amarela, roxa ou branca, dependendo da variedade.


Contém 87,5% de água e é composta de proteína, cálcio, flavonóides e vitaminas. Esta cultura se desenvolve melhor em solos bem profundos, bem drenados e ricos em matéria orgânica e se adapta melhor em regiões de clima temperado ou subtropical e não suporta solo encharcado.


O plantio é feito por mudas ou pequenos bulbos, cultivados em semeadeira por cerca de 40 dias. A adubação deve ser feita antes do plantio e repetida após 30 dias. A colheita é feita quando as folhas começam a amarelar e a ficar secas. O tempo que leva para completar esse processo varia para cada espécie.


Um hectare de terra produz de dez a 20 toneladas de cebola.


As pragas mais importantes que a cultura da cebola s達o a tripse e a lagarta-rosca.

atacam


Por que a cebola faz chorar?

Quando as cebolas são cortadas, quebram-se-lhe as células, que têm duas secções, uma com enzimas chamadas alinases e outra com sulfuretos (sulfóxidos de aminoácidos). As enzimas decompõem os sulfuretos produzindo ácido sulfénico, que é instável e decompõe-se num gás volátil chamado sinpropanetial-S-óxido que, por sua vez, dissipa-se pelo ar e eventualmente chega aos olhos, onde reagirá com a água para formar uma solução muito fraca de ácido sulfúrico, que irrita as terminações nervosas do olho, fazendo-o arder.


Bibliografia www.google.com.br/search acesso em 17/11/2012. www.expofeiradacebola.com.b... - acesso em 04/ 12/ 2012.


Allium Cepa L.