Page 1

TÁ FALADO Divinópolis, MG - 09 de Setembro de 2013 - Ano I Número 01 - R$ 3,00

A amizade entre o presidente Barack Obama e a presidenta Dilma Rousseff anda meio abalada.

giramundo

Galo x Zêro

médicos

Mascote do Tá Falando denuncia problemas de bairros em Divinópolis.

A ressaca infinita do Atlético, o Cruzeiro a 120 km/h no BR13 e a goleada da Seleção Brasileira.

Programa do governo importa profissionais


Tá Falado

2

HSJD: Quem foi que disse? Em setembro de 2012 foi divulgado que a dívida do Hospital São João de Deus estava controlada. Na mesma publicação constava que o novo Conselho Curador havia tomado posse, dando início a nova gestão corporativa. O superintendente da Fundação Geraldo Corrêa, Euler de Paula Baumgratz, explica que estava ocorrendo uma falta de controle de gastos e desperdícios. “Somente com copos descartáveis estamos economizando em torno de três mil unidades por mês”, afirma.

Fala sério! Quem disse que estava tudo controlado é mais falso que nota de R$3.

Um ano depois, o hospital se encontra em estado de emergência devido à crise. Euler de Paula foi demitido da Fundação para abrir caminho à intervenção do Ministério Público na unidade hospitalar e também para diminuir gastos, já que seu salário não condiz com a realizade do hospital. Foram gastos absurdos apenas com o pagamento do superintendente. Aline Miranda

Médicos: produto de importação Anunciado em meados de Julho, o programa “Mais Médicos” é uma iniciativa do governo que prevê, dentre outras medidas, a vinda de médicos estrangeiros para atuar nas áreas de maior déficit no Sistema de Saúde Pública. E em um país no qual vive-se de paliativos, afirmar que os problemas desse sistema são proveniente unicamente da falta de profissionais faz sentido até que comecemos a analisar sob quais condições os poucos profissionais brasileiros têm de trabalhar. O Sistema de Saúde Pública do Brasil vive, há tempos, uma situação de caos. Hospitais superlotados, leitos insuficientes, falta de equipamento e profis-

sionais são apenas sintoma de que tudo vai mal. Mas como em toda nação em que circo é mais importante que pão, todos os nossos esforços, a maior parte da nossa renda e toda nossa atenção volta-se agora de maneira unânime para eventos como a Copa do mundo. O resultado lógico de tudo isso são hospitais decadentes e estádios de ultima geração. Sorte então têm nossos políticos, que além de lugares privilegiados em nossos estádios têm condições de pagar por um hospital como o Sírio Libanês. Enquanto isso, o povo aplaude os jogos de pé e aguarda nos corredores das UTI’s. Mariana Oliveira

Leite de Ouro: Alimento é o novo vilão da inflação e chega a custar R$4 em SP e RJ. O aumento era esperado por causa da piora da qualidade do pasto nesta época do ano. Mas, mesmo assim, pegou muita gente de surpresa. Tatiana Santos


TÁ FALADO

3

Obama mandou “stalkear”

“Divinópolis um ótimo

Dilma, a presidenta?

lugar para se viver”- Só

A “desinteressada” amizade entre Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, e a presidenta Dilma Rousseff parece estar abalada. Os rumores de que o serviço de Inteligência americano estaria espionando cidadãos ligados ao governo brasileiro vem causando um grande mal estar em Obama, que terá que se explicar à irritada Mrs. Rousseff. Os chamados “arquivos ultrassecretos” da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA), mostram que Dilminha, seu amigo está forçando a amizade. Onde se viu bisbilhotar coisas íntimas?

milhares de e-mails e ligações de brasileiros e estrangeiros em trânsito no país foram monitorados. Uma estação de espionagem teria funcionado em Brasília até o ano de 2002, mas o alvo direto dos “espertinhos” seria a presidenta Dilma e seus principais assessores. Após o escândalo, os “amigos” estiveram juntos, mas não tão amigos, no encontro do G20. De acordo com “tweets” do Planalto, Dilma disse que Obama assumiu a responsabilidade “direta e pessoal” sobre a investigação de espionagem. E até a próxima quarta-feira (11/09) ele deverá dar suas desculpas, quer dizer, explicações. Mariana Moreira

que não! Melhor qualidade de vida, mais oportunidades de emprego e estudo são atrativos que fazem uma cidade ter crescimento físico e populacional. Divinópolis registrou um aumento populacional de 6,25%, de acordo com dados do novo senso, publicados em julho no Diário Oficial da União. No entanto, a cidade não está tão preparada para essas mudanças. De 2010 pra cá, o município ganhou cerca 13 mil novos habitantes. O aumento maior foi nos problemas na saúde, transporte, infraestrutura e educação. Até mesmo Paulo Sérgio dos Prazeres, secretário municipal de Desenvolvimento Social,

que deveria puxar a sardinha para o lado da prefeitura, admitiu que a cidade tem muitos problemas para resolver e então sustentar o “considerável” aumento. Em contrapartida, ele disse que os conjuntos habitacionais são as maiores obras conquistadas pelo município: “Há um grande esforço de apoio para as comunidades, como Copacabana e Vila das Roseiras”. Só para relembrar, durante o período de chuvas várias famílias do bairro Copacabana tiveram que deixar suas casas temporariamente devido à inundações. Mariana Moreira

Faça chuva ou faça sol Bairros mais afastados do centro de Divinópolis sofrem com problemas de falta de pavimentação. Os moradores do Chanadour, Vale do Sol e Icaraí estão inconformados com essa situação. Em dias de seca ou chuva, as pessoas sofrem com mato nas proximidades das vias e em lotes. Não existe nenhuma segurança ao transitar no local e algumas ruas necessitam de iluminação pública. Além disso, os buracos aglomerados causam transtornos para quem anda a pé ou de carro, sem condições para acessos. A prefeitura informou que está providen-

ciando as devidas obras para solucionar esses problemas o mais rápido possível. Diz também que a região do bairro Chanadour será beneficiada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), pois irá receber uma nova sede da prefeitura e no local está a Universidade federal de São João Del Rey. As obras serão apenas em locais que receberão instalações importantes. Caso contrário, tudo continua igual. Tá certo isso, administração? Aline Miranda


Tá Falado

4

procura-se: Galo que queira disputar campeonato O Galão da Massa™ ganhou a Libertadores e não quer saber de mais nada. Comemorou, comemorou, comemorou... Tanto que se esqueceu da torcida. Os atleticanos já estão impacientes com esse “corpo mole” no Brasileirão. No jogo de sábado (07), contra o Vitória, os torcedores mais uma vez perceberam a falta de vontade do time. Cadê o Galo encantador? Desaprenderam a jogar? Um empate contra o Vitória não é algo digno de comemoração.

Em 18 partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro, o Galo conseguiu cinco vitórias, sete empates e seis derrotas. Na Copa Libertadores da América, o mesmo time perdeu apenas três vezes. Fim do ano chegando e, com ele, o tal do mundial. Caso não consiga até lá os 45 pontos para se livrar do rebaixamento, o Atlético terá que se preocupar com dois campeonatos. Ir para Marrocos de cabeça quente não parece ser bom negócio, não é Galão? E ai, Vamos acordar? Tatiana Santos

chuva de gols e público pequeno em Brasília Um, dois, três, quatro, cinco, seis. Choveu gols em Brasília. A atuação de jogadores contestados também foi destaque. Luiz Gustavo, ex-atleta reserva do Bayern de Munique e atual volante titular do Wolfsburg, fez um golaço e vem jogando muito bem na Seleção Brasileira. Jô, atacante que vive jejum de gols pelo Atlético-MG, balançou a rede “só” duas vezes. Neymar, Ramires e Alexandre Pato também marcaram no amistoso do último sábado (7), no Mané Garrincha, em Brasília. O jogo deixou o torcedor muito feliz. Mas no estádio mesmo, alguns lugares não foram ocupados: 40.996 pessoas compareceram e a capacidade é de 72.788. Só que... era contra a Austrália, equipe que não dá medinho. O brasileiro continua “cornetando” o time da CBF. Mas no ano que vem, quando dia de jogo do Brasil for “feriado”, todos mudam de ideia. Tatiana Santos

Criança perdendo as esperanças? O Criança Esperança é um projeto de muito sucesso da Rede Globo em parceria com a UNESCO - Órgão das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Porém, a edição deste ano teve repercussão negativa no Twitter. Isso não significa que público é contra doações e projetos como esse, mas mostra a indignação das pessoas com a emissora organizadora. A Globo paga 6 milhões para Ronaldo emagrecer mas pede ajuda do país inteiro na hora de apoiar crianças carentes. Sem contar os milhões gastos com o reality show Big Brother Brasil. Já pensou se 25% do prêmio fosse para uma instituição? Outro ponto questionado na internet é: as pessoas contribuem sem nem ao menos saber quantas e quais entidades serão auxiliadas. Dica: Faça uma doação para uma instituição da sua cidade que você conhece!

Caridade ou marketing? O Criança Esperança beneficia, em primeiro lugar, a imagem institucional positiva da Globo perante a sociedade. Renata Teixeira

Jornal Tá Falado © 2013 - Expediente Desenvolvido por alunos do 5º Petriodo de Comunicação Social para a disciplina Realidade Sociopolítica Brasileira (prof. Graziela Vaz). PP: Mariana Oliveira, Aline Miranda, Renata Teixeitra e Daniel Zapiello JN: Mariana Moreira e Tatiana Santos Diagramação: Tatiana Santos

Raposa embalada no br13 Anotaram a placa? Cruzeiro está atropelando todos no Campeonato Brasileiro 2013. Claro que nem todo jogo é fácil e o time também testa o coração do torcedor. Mas é candidato ao título e tem feito bem seu papael para levar a taça. Depois de ver o rival vencer o Mineiro por duas vezes consecutivas e conquistar a Libertadores, chegou a hora do gigante azul também acordar. São 19 jogos, 12 vitórias, quatro empates e três Tatiana Santos derrotas. Alguém conseguirá parar esse Cruzeiro?


Jornal tá falado  

Jornal desenvolvido pelos alunos do quinto período de Comunicação Social (Publicidade & Propaganda e Jornalismo) da Faculdade Pitágoras camp...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you