Issuu on Google+

Produção de fábricas afectada pelo sismo no Japão

Quinta-feira, Março 24, 2011 São várias as empresas afectadas pelo sismo no Japão. Sony, General Motors ou Nokia suspenderam a sua produção por falta de peças. A Sony suspendeu a produção no Japão por falta de peças em 5 fábricas, que produzem câmaras, telemóveis, monitores, microfones e outros equipamentos audiovisuais. As fábricas vão ficar paralisadas até ao dia 31 de Março. A razão para a pausa deve-se à falta de componentes, verificada após o terramoto que afectou o nordeste do Japão, no passado dia 11 de Março. Apesar de as fábricas não terem sofrido danos com o sismo, por estarem localizadas longe das províncias afectadas (Shizuoka, Aichi, Gifu e Oita), acabam por se ressentir com a escassez de material. Segundo a agência noticiosa “Kyodo News”, a Sony ponderou também transferir temporariamente uma parte da produção para fora do país, caso a insuficiência de materiais se mantenha. A multinacional japonesa tem um total de 54 fábricas espalhadas por todo o mundo. Também a Toyota anunciou a suspensão do fabrico de veículos no país. A produção perdida entre 14 e 26 de Março rondaria as 140 mil unidades. Já a Honda paralisou três das suas fábricas de veículos (em Sayama, Saitama e Suzuka) e motas (Kumamoto). A Renesas, a quinta maior fabricante de chips do mundo, suspendeu a actividade em oito das suas fábricas, sem expectativas de regresso às operações. A Toshiba informou que a sua produção numa fábrica em Iwate, que produz sistemas de chips LSI para microprocessadores e sensores de imagem, continua interrompida. A Nokia é igualmente uma das empresas afectadas com o sismo no Japão. O fabrico de telemóveis deve ser afectado pela falta de componentes de origem japonesa, bem como a distribuição e entrega de alguns dos produtos da marca finlandesa. Mas não é só em território japonês que se faz notar a paralisação de fábricas. Também nos Estados Unidos a General Motors suspendeu a produção numa fábrica (perto de Buffalo, em Nova Iorque), devido à falta de peças importadas do Japão.


http://www.executivedigest.pt/2011/03/24/producao-de-fabricas-afectada-pelo-sismo-nojapao/


Produção de fábricas afectada pelo sismo no Japão