Page 1

A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

TARDE TE AMEI NEWSLETTER JAP EDIÇÃO

TARDE TE AMEI

03

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

EDITORIAL TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP

JAPianos, bem-vindos a mais uma Edição da N e w s l e t t e r J A P. Este mês de Maio, muito menos atribulado que o pass a d o , t r o u xe à n o s s a A s s o c i a ç ã o a p r e p a ra ç ã o d o terço tanto em Santa Iria c o m o n a Po r t e l a e a v i g í lia de Pentecostes, tanto em São Domingos como em Santa Iria, e pouco mais de actividades. P o r é m a s p r e p a ra ç õ e s p a ra o s p r óx i m o s eve n t o s c o n tinuam. Por um lado, o Caminho d e S a n t i a g o e s t á c a d a ve z mais perto, e os associados q u e vã o fa z e r p a r t e d e s t e momento épico, já estão a t r e i n a r p a ra e s s a o c a s i ã o q u e c e r t a m e n t e s e rá m a r cante. Por isso, a reunião que decorreu este mês, chamou-

-nos a atenção não só para o q u e t e m o s d e l e v a r, m a s t a m b é m o q u e v a m o s c o m e r, e como iremos tratar as nossas lesões (sejam elas de que carácter forem). Nesta edição, podemos consolidar os nossos conhecimentos relativamente a este último aspecto. Ta m b é m o A c a m p a m e n t o Ta g a s t e e s t á c a d a v e z m a i s perto, levando os monitores q u e i rã o p a r t i c i p a r n e s t e , a juntarem-se uma última vez n o CA P p a r a a s e x p l i c a ç õ e s do que se irá fazer durante aqueles 9 dias mágicos. Ainda a preparação do GRANDIOSO ARRAIAL JAP não pode ser esquecida. As equipas estão nos últimos esforços para a execução da segunda edição. Contamos com a presença de todos, e no próximo mês podem encontrar todos os detalhes deste fim-de-semana

especial. Estão todos convidados para fazerem parte deste acontecimento, levando a família e os amigos. Damos ainda seguimento às crónicas que já fazem parte d a N e w s l e t t e r, e i n a u g u r a mos uma nova secção – a Compilação de Fotos dos Mais Alguma Coisa da JAP! Não percam as novidades mensais. Obrigado mais uma vez pelas palavras de apoio e a todos os que nos têm vindo a ajudar com este projecto. Esperamos sinceramente que gostem! E uma força especial a todos os que estão em exames, e aos que anseiam pelas férias de verão depois de mais um ano de trabalho. Para todos os que já foram à praia um bem-haja cheio de inveja! PATRÍCIA SILVA E RITA SILVA, AS EDITORAS.

As inscrições para o Caminho de Santiago já estão abertas!! Informa-te junto da Direcção da JA P.

EDIÇÃO 03

br e a Dú vid as ou sug est õe s so ME I: A TE E Ne ws let ter TA RD PATRIC IA SIL VA: p am .sil va8 9@g ma il.com RITA SIL VA: ail. com ana rita fer nan des silva@ gm


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

GUIA DE VIAGEM - CAMINHO DE SANTIAGO DICAS - Cuidados de Saúde e Primeiros Socorros

“A vontade da mente determina a coragem do corpo.” Esta é a máxima que todos nós devemos seguir quando iniciamos uma peregrinação. Por isso, se estivermos dispostos a levar a caminhada até ao fim, o nosso corpo, mesmo ressentido, vai corresponder ao esforço necessário. No entanto, diz o bom senso que não devemos exagerar e deveremos ter cuidado com a saúde, de forma a evitar perturbações que poderão trazer graves consequências se não forem bem tratadas. Provavelmente, a dureza do Caminho vai-se reflectir primeiro nos pés, em consequência de não estarmos habituados a andar tantos km’s por dia. Poderão surgir bolhas, que se deverão tratar do seguinte modo: atravessá-las com uma linha fina de algodão branco, perfurando-as em dois pontos com uma agulha fina e comprida de forma a constituir um anel, que servirá de dreno. Nunca remover a pele que as cobre e desinfectá-las, sempre que possível, com Betadine. Devemos ainda protegê-las com um penso. Esta é uma das formas de tratar bolhas, embora cada um possa escolher o modo mais eficaz para si. Mais importante do que saber tratar as bolhas é saber evitá-las. EDIÇÃO 03

Para isso, o calçado adequado deve estar bastante utilizado e moldado à planta dos pés. As meias sem costuras fazem pequenos milagres na prevenção das bolhas. Há diversas teorias de como proteger os pés, que podem funcionar para uns e para outros não. No entanto, deixamos aqui a dica de esfregar os pés com Vaselina / Habilut antes de calçar os ténis. As distensões musculares e as cãibras aliviam-se com massagens e com um bom duche de água quente ao fim de cada etapa, tomado antes que o corpo arrefeça. Devese fazer alongamentos no fim das jornadas e descansar o máximo possível com as pernas estendidas e elevadas em relação ao corpo, para estimular a circulação.

todo o Caminho para evitar qualquer risco de insolação ou queimaduras. Por último, mas não menos importante fica a indicação de que quem fizer o Caminho precisa de levar consigo o Cartão Europeu de Saúde. [este cartão pode ser solicitado via Internet – aceder ao site da Segurança Social Directa] Deixamos-vos agora uma listagem do que é preciso levar relativamente a cuidados de saúde e primeiros socorros:

No pior dos casos, com aparecimento de tendinites, deve-se recorrer a um analgésico antiinflamatório. Em caso de entorse, colocar uma ligadura e redobrar as cautelas. É igualmente importante ter consciência da necessidade de hidratar o corpo perante o esforço físico que o Caminho exige. Por isso, devemos beber água frequentemente para evitar a desidratação. Caso surjam quebras de tensão deve-se comer um ou dois rebuçados ou frutos- secos, que deveremos ter sempre à mão. O chapéu, boné, protector solar e protector labial devem ser os nossos “melhores amigos” durante

KIT DE PRIMEIROS SOCORROS: > Agulha e linha de algodão para tratar das bolhas; > Aspirinas e outros comprimidos que considerarem importantes; > Pomada anti-inflamatória; > Pensos rápidos de vários tamanhos; > Gaze e algodão; > Álcool; > Betadine, Vaselina ou Halitut; > Protector Solar; > Protector para lábios.


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

VIGÍLIA DE PENTECOSTES Foi em ambiente de oração que decorreu no passado dia 26 de Maio a Vigília de Pentecostes na Igreja da Portela. Cinquenta dias após a Páscoa, celebrámos a festa de Pentecostes, dia em que o Povo de Deus lembra a aliança que Ele fez connosco. Jesus e os apóstolos celebraram esta festa e nós enquanto comunidade cristã, recebemos uma nova força do Espírito para sermos testemunhas de Cristo. Pouco a pouco a Igreja foi-se iluminando através das velas que se foram acendendo. Recordámos

assim o símbolo da presença de Deus entre nós, o fogo e a luz, tal como aconteceu com os apóstolos quando o Espírito desceu sobre eles em forma de línguas de fogo.

A Vigília de Pentecostes tornou-se um desafio para nos envolvermos na paz do Espírito Santo, colocando o nosso coração à disposição para ser morada de Deus.

Relembrámos ainda que o Espírito Santo esteve presente na criação, conduziu o povo de Deus no deserto, sustentou os profetas, acompanhou Jesus na sua missão e continua a orientar as nossas vidas. Entre leituras e algumas músicas, foi ainda preparado um momento de reflexão e compromisso sobre a forma como utilizamos os dons do Espírito na nossa vida.

Uma vez que as personagens desta foto ficaram tão contentes quando a tiraram na Páscoa Juvenil 2012 que mostraram a todos os que lhes davam 1 segundo de atenção, e têm tanto orgulho que colocaram uma semelhante como foto de perfil na sua página de Facebook, está na hora de lhes dar o destaque que merecem… Bem-vindos ao JAPinho Deprimente Emanuel Correia e Tiago Fernandes!! Embora seja difícil acrescentar muito mais do que aquilo que vimos e sentimos quando olhamos para esta bela imagem, porque “vale mais que mil palavras”, gostava que reflectíssemos um pouco acerca do fenómeno Hora Santa, e talvez entendamos o que levou estes dois jovens a comportar-se deste modo. Obrigado por este momento rapazes!

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

ENTREVISTA A JOÃO SILVA > João, sentes diferenças no

modo como os teus amigos te tratam, no antes e depois de teres ido para Espanha? O facto de estar longe tem muitas vantagens, embora tenha, como é lógico, as suas desvantagens. “Só dás valor a alguém quando não está” é uma frase feita, no entanto creio que encerra em si mesmo muita verdade. Quando estás longe dás mais valor aos teus Amigos, tal como à tua Família, àqueles que se preocupam por ti, e distingues melhor entre uma amizade e uma “relação social”. Os Amigos e a Família sempre têm esse desejo de ver-te, de estar contigo, e isso nota-se quando regressas de visita ou de férias. No entanto, com essas relações sociais (que por vezes se confundem com amizade quando estás perto) compartes um

João Miguel e a sua mãe.

EDIÇÃO 03

contacto igual “ao de sempre”, ou seja, parece que nada mudou. Eu assumo esta realidade como algo natural, pois a ausência de uma pessoa próxima, causa necessariamente um arrefecimento da relação, a não ser que esta seja realmente forte e marcante. Depois há pequenas situações em que antigos colegas ou conhecidos te deixam de dirigir a palavra pela decisão que tomaste: ser padre. Para todos peço ao Senhor luz e protecção.

> Consegues identificar algum

momento determinante em que tiveste a certeza da opção de vida que querias tomar? Realmente não é fácil identificar um momento concreto. É uma decisão que muda por completo o rumo da tua vida e, portanto, exige um processo

João Miguel e David na profissão simples.

mais ou menos longo, dependendo da pessoa. O meu não foi muito longo. Posso situar um primeiro momento em que assumi essa inquietude, o retiro de Colares de 2009 na celebração penitencial, e um momento mais definitivo que foram os dois encontros vocacionais em Los Negrales.

> O que foi viver o Ano de Novi-

ciado? E como correu a mudança de La Vid para Los Negrales? Difícil? Era o que esperavas? Está a superar as tuas expectativas? O ano de Noviciado é um ano mágico. É um ano que rompe a tua vida em dois momentos muito diferentes, ou seja, creio que todos os que passámos por esta experiência podemos identificar um antes e um depois. A passagem da vida em Santa Iria, das saídas com os amigos, das actividades da paróquia, a uma

João Miguel e colegas de noviciado em Fátima.


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

dois grupos (equivalente a um grupo do Crisma e um 10º ano). Em Novembro, um dos dois grupos recebeu o Sacramento da Confirmação. Neste momento: dou catequese a um dos 6 grupos de 10º ano e coordeno estes 6 grupos; acompanho um grupo de catequistas de entre 20 e 28 anos (ao que denominamos comunidade de jovens) dando-lhes formação (o que poderia equivaler a um grupo cassiciaco ou inquietudes); dou aulas de guitarra gratuitas aos pequeninos que começam a aprender e ajudo no coro da missa das 12 aos domingos.

João Silva com o Pe. Adrian Alvarez na sua profissão. vida num mosteiro do século XII, entre duas montanhas, numa aldeia com 60 habitantes e a 18 Km da cidade mais próxima, tem que ser obrigatoriamente algo marcante. No ano de noviciado dispões de tempo para tudo: para estudar, para meditar, para rezar, para descansar... É um ano de encontro contigo mesmo e com Deus de uma maneira privilegiada. Em Los Negrales é diferente. Tudo passa muito rápido. Parece que és quase “absorvido pelo tempo”. As actividades pastorais, os estudos e trabalhos, as aulas... Era o que eu esperava, sem dúvida. É um ritmo universitário e rigoroso, mas ao mesmo tempo fascinante e maravilhoso.

E, como é lógico, tanto no ano do Noviciado em La Vid como durante o Professório aqui, em Los Negrales, conto com a ajuda sempre imprescindível dos irmãos professos, dos formadores e professores, dos padres das comunidades onde desenvolvo as minhas actividades e, apesar da distância, da comunidade de Portugal a quem devo muito. E, claro está, que em Deus encontro sempre a força necessária para seguir em frente.

> Que actividades desenvolves em “Madrid” para além dos estudos? Este ano estou destinado ao Colégio “Nuestra Señora del Buen Consejo” em Madrid.

Comecei por dar catequese a

Em Los Negrales, acompanho um grupo de jovens de oração que, aos sábados à tarde, se deslocam desde Madrid a nossa casa para partilhar este momento de encontro com Deus.

> Quais são as tuas expectativas para os próximos anos?

Nos próximos anos espero aumentar os meus conhecimentos teóricos e experienciais da vida religiosa Agostiniana, seguir com um aproveitamento favorável nos estudos que servirão de base para o resto da minha vida, continuar a desenvolver as actividades pastorais com amor e entrega, e, sobretudo, tornar cada dia mais profunda a relação com Aquele que faz com que o meu coração permaneça inquieto e que é mais íntimo que a minha própria intimidade, Deus.

> Que conselhos darias aos

jovens que muitas vezes questionam se estão mesmo vocacionados?

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Todos estamos vocacionados. A vocação não é algo que eu escolho ou elejo: Deus chama a cada um para desempenhar uma missão e cumprir um projecto. Também o meu processo vocacional sofreu altos e baixos. Nunca vais ter a certeza, sempre vais questionar as tuas decisões. E esta realidade é positiva, porque assim cada dia descobres a novidade de ser quem és, cada dia colhes frutos da tua decisão que nunca pensaste colher. Ser sacerdote, ser frade ou freira agostinhos não é ser estranho, ou como costumamos ouvir: “Tu és frade, ou seja, não és um homem normal...” Ser agostinho(a) é responder com generosidade, confiança e amor à chamada que Deus nos faz a todos: “Vem e segue-me”. A alguns pede que o sigamos de uma maneira especial, mais radical. Ser agostinho(a) é viver em muitos e para muitos: “ser uma só alma e um só coração orientados a Deus”. Queres saber como vivemos? Vem e verás. Se sentes que o Senhor te chama ao sacerdócio, ou à vida consagrada, responde com generosidade. Não tenhas medo! Alegra-te, Cristo escolheu-te a ti! Confia em Jesus...ele nunca te abandonará....

> Que mensagem gostavas de

deixar aos amigos JAP que sentem saudades tuas? Eis aqui a tua oportunidade. Quero aproveitar este momen-

EDIÇÃO 03

to para agradecer a todas as pessoas que pedem por mim a Deus... Obrigado! E a todos quero deixar-vos uma mensagem de alegria e confiança neste tempo de Páscoa. Muitas vezes torna-se difícil encontrar o encanto da novidade na rotina... O segredo está no amor que pões naquilo que fazes e em tomar consciência de por quem o fazes... O nosso trabalho, jovens da JAP, é notável... a nossa força, a força da juventude, é incrivelmente potente... Não deixeis, pois, de dar exemplo aos que vêm, de mostrar àqueles que vão que o nosso estilo permanece e de contagiar de amor aqueles com quem vos cruzeis...

Cristo é o Caminho, a Verdade e a Vida... Com Ele tudo é possível e sem Ele não podemos fazer nada. Não esqueçais as palavras que nos dirigiu o Santo Padre em “Cuatro Vientos”, na Jornada Mundial da Juventude, Madrid: “Sentir-vos-eis em contra-corrente no meio duma sociedade onde impera a cultura relativista que renuncia a buscar e a possuir a verdade. Mas foi para este momento da história, cheio de grandes desafios e oportunidades, que o Senhor vos mandou: para que, graças à vossa fé, continue a ressoar a Boa Nova de Cristo por toda a terra.” OBRIGADO PELA TUA PARTICIPAÇÃO.


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

23 24 e

JUNHO Apartir das

15H

ARR A I AL

J. A.P TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

RECOLHA DE ALIMENTOS No dia 28 de Julho, a Juventude Agostiniana Portuguesa do Pólo de Santa Iria de Azóia, juntou-se em acção e não em presença, para fazer uma Recolha de Alimentos Extraordinária, com o intuito de apoiar a Acção Social da nossa paróquia. Esta recolha é realizada todos os anos na altura do Natal, e apelando ao sentimento dessa altura do ano, as pessoas dão o que podem p a r a a j u d a r. P o r i s s o c h a m á mos “Recolha de alimentos extra, de emergência, pois o número de famílias necessitadas não pára de aumentar e a ajuda recebida não está a ser suficiente para conseguirmos chegar com um mínimo às famílias inscritas no programa de acção social d a n o s s a p a r ó q u i a ”, c o m o nos disse o Hugo Patacas, responsável deste Projecto p o r p a r t e d a J A P.

Alimentos Recolhidos

Os grupos tiveram espalhados pelo Intermarché, Pingo Doce e Modelo, cadeias de supermercados já habituados à nossa presença. Escutámos vários jovens a dizer que tinham tendência para desejar “Bom Natal” às pessoas, tal não são as vezes que o dizemos em Dezembro aquando esta actividade.

poderão ver pela fotografia. O jovem Hugo Patacas, responsável por todo este dia, ajudou o Senhor Rente no armazém, recolheu os alimentos com o auxílio do Hugo Lopes que arrumaram tudo até ao final do dia, com a ajuda da Andreia Lopes. O Hugo acrescenta “ainda não tive informação sobre os resultados, mas partindo de um princípio que tudo o que viesse, seria bemvindo, o resultado desta recolha foi positivo, as pessoas abordadas, a um nível geral, estavam receptivas e s o l i d á r i a s ”.

Foi com grande surpresa e felicidade que ao longo do dia fomos vendo o armazém a ficar cheio de arroz, leite, massas, azeite, óleo, enlatados, papas para bebé, bolachas, e outros produtos que

Uma vez que mês após mês esta actividade é realizada pelos nossos jovens, quisemos perceber como tudo começou. O Hugo explicou-nos: “Como é do conhecimento dos membros da

EDIÇÃO 03

J A P, a d e t e r m i n a d a a l t u r a d o percurso Agostiniano é-nos proposto uma actividade de carácter solidário/social, pois bem no meu grupo não foi diferente! Inicialmente queríamos uma "coisa em grande", que marcasse rapidamente a nossa vida e a dos que ajudássemos, (fruto da tenra idade) mas o Pe. Miguel, que nos acompanha desde início, logo nos alertou para irmos com calma e que deveríamos comprometermo-nos com algo de uma dimensão mais pequena e adequada à nossa realidade. Com a existência de um projecto de acção social na nossa paróquia não era necessário irmos mais longe, decidimos então, contactar com o respons á v e l , o S r. A l b e r t o R e n t e , e já com o conhecimento dos


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Patrícia Silva, Andreia Lopes, Hugo Lopes e Hugo Patacas

Pe. mostrámos-lhe a nossa vontade de dar uma ajuda participando nas distribuições de alimentos. A partir dessa altura avançámos mensalmente com a nossa presença na acção social. Inicialmente fiquei eu e o Bruno Correia com a responsabilidade de reunir elementos suficientes do nosso grupo para que cada 1º Sábado do mês estivéssemos presentes. Juntando a vontade de alguns membros de outros grupos de participarem neste projecto com a ginástica de disponibilidade do grupo, passado algum tempo, esta participação na

acção social deixou de ser apenas uma actividade de grupo e passou a ser uma actividade aberta a todos os membros da JAP e amigos com disponibilidade e vontade de ajudar os mais desfavorecidos. A determinada altura, fiquei eu com a tarefa de juntar e organizar os jovens necessários para as equipas (preparação e distribuição) que estão presentes na acção social, agora já no 1º e 2º Sábado de cada mês em Santa Iria e Portela, respectivamente, adicionando a ajuda nas Recolhas, na descarga e arrumos dos alimentos que a paróquia recebe ao longo do ano, esta é a minha participação (ou funções, como lhe queiram chamar) na Acção Social da n o s s a P a r ó q u i a ”.

No final deixou-nos o convite “e tu não queres dar uma ajuda? São todos bemv i n d o s ”. Agradecemos, em nome da Direcção, e em especial, em nome da Acção Social, por todos aqueles que tiraram esse dia de chuva e frio para dar um pouco de si aos outros, pois tal como dizia Santo Agostinho (En. In ps. 76,6) «a caridade sem alegria não pode ser verdadeira caridade», e os jovens da JAP são exemplo disso mesmo: da alegria com que se comprometem, e da alegria com que actuam na sua comunidade.

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

O QUE É? Comunidade Juvenil Agostiniana > O que é a Comunidade Juvenil Agostiniana?

A Comunidade Juvenil Agostiniana é uma nova etapa de desenvolvimento espiritual dentro da JAP. Até ao momento, existiam seis etapas do itinerário JAP, ou seja, os Grupos Cassiciaco 1, 2 e 3 e Inquietudes 1, 2 e 3. Cada etapa tem os seus próprios objectivos e sempre que estes sejam cumpridos e os elementos do grupo estejam prontos para assumir as responsabilidades que a etapa seguinte requer, o mesmo avança no itinerário. Após estas etapas existe uma outra que é a Fraternidade Agos-

EDIÇÃO 03

tiniana. Esta é a última etapa do percurso espiritual na JAP e é um grupo que fica ligado directamente à ordem, adquirindo estatutos próprios. A Comunidade Juvenil será a etapa intermédia entre a fase Inquietudes 3 e a Fraternidade, tendo como objectivo preparar os seus elementos para esta última fase.

Inquietudes 2 de São Domingos e ainda pessoas que já tinham terminado as etapas do Itinerário, mas que não pertenciam a qualquer grupo neste momento. A maturidade dos elementos também estava mais avançada, necessitando de outros temas, de outras experiências, para aprofundar a sua fé.

A primeira Comunidade Juvenil criou-se neste momento porque os seus elementos atingiram os objectivos propostos na etapa Inquietudes 3: grupo receptivo à comunidade paroquial e à integração de novos elementos. Ao grupo juntaram-se pessoas do anterior Inquietudes 3, do grupo

Passagem a Comunidade


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

> Como funcionará? A Comunidade Juvenil terá que apresentar autonomia, ser capaz de se orientar por si mesma, com um forte compromisso de fé adulta e carisma agostiniano. Isto implica o não depender absolutamente da figura do orientador do grupo, embora este seja necessário. O padre que acompanha o grupo estará presente sempre que possível. Os seus fundamentos básicos serão o sentimento de formar uma Família (a união/coesão/ objectivo comum); a oração será um momento importante das reuniões, dedicando-lhe o tempo necessário, uma espiritualidade profunda; o serviço; a capacidade de agir; a noção de que não precisa ser o motor da JAP, deixando os grupos mais novos tomar essa posição, mas com um forte compromisso pessoal na JAP e na comunidade paroquial, e também com um compromisso anual de grupo; a formação, a partilha resultará em aprendizagem; a motivação; maturidade

tanto espiritual como pessoal; o respeito pela disponibilidade de cada elemento nesta fase da vida de cada um será fundamental. As reuniões de grupo terão de sofrer algumas alterações, pois só assim haverá realmente uma mudança de etapa. Estas modificações na rotina, cada Comunidade terá de combinar, pois cada Comunidade tem as suas próprias necessidades. A actual Comunidade Juvenil manterá as

reuniões semanais, haverá um dia completo de dois em dois meses para uma saída e uma vez por mês terá uma tarde inteira de reunião, em que dará destaque à oração mais profunda e ao convívio. Cada Comunidade Juvenil escolherá um nome próprio que identifique o seu grupo. Esta é a diferença que existe nas anteriores etapas em que o nome destas estava já estabelecido. CATARINA MONTEIRO COMUNIDADE JUVENL

Passeio a Torres Vedras

Encarramento do Grupo

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

OS DORMINHOCOS Bruno Pires

Pedro Vicente

Desde que existem câmaras fotográficas, que as pessoas ADORAM em todas as oportunidades que apanham, e as actividades da JAP não são excepção, tirar fotos a pes-soas a dormir! Nesta edição fazemos um grande apanhado deste tipo de fotos! Nos autocarros é o mais mítico, mas todos os locais são aproveitados pelos nossos associados para descansar um pouco antes dos momentos de euforia presentes em todas as ocasiões que estamos juntos. E veremos quem está no pódio do espólio de fotografias dorminhocas da Juventude Agostiniana Portuguesa! Tenham cuidado da próxima vez que fecharem os olhos porque pode haver uma câmara por perto!! (PS: só temos pena que vídeos não possam ser colocados, porque também há uns bastante… digamos… sonoros!) Pe. Miguel Angel

EDIÇÃO 03

Daniel Alfaiate e João Reis Pedro Vicente, Tiago Bandeira e Pedro Pereira


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Telmo Nabais, Marta Loureiro e Andreia Lopes

Ema Rodrigues e Bruno Correia

Pedro Vicente

Mónica e Pedro Pereira

Filipe Whittle

Patrícia Pastor e Waldemar Tavares

Waldemar Tavares e Filipe Whittle TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Adriana Fernandes e João Marques

Luis Reyes

André Gonçalves, Telmo Nabais e Pedro Pereira EDIÇÃO 03

André Santos, Claúdia Lamelas e João Proença

Emanuel Correia


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Pedro Pereira, Mónica Pereira, André Gonçalves e Emanuel Correia

Xana Machado e Bruno Pires

Bruno Correia Marta Loureiro

Tiago Alberto e Maurício

Bruno Correia TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Anabela Mendes

Javier Carreras

Daniel Alfaiate

Catarina Monteiro

Tiago Alberto EDIÇÃO 03

Patrícia Henrique

Luis Reyes

João Reis


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Hugo Pataca e Tiago Alberto

Luis Reyes

Tiago Banderas

Marta Loureiro

Telmo Nabais

Hugo Lopes

E em 1º lugar no nosso espólio de fotografias de Dorminhocos encontra-se o Luis Reyes, o Tiago Alberto, o Pedro Vicente, o Bruno Correira e o Pedro Pereira, todos eles empatados com 3 belos momentos de descanso. Bons sonhos rapazes! TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

ORAÇÃO Cada um é o que é o seu amor. Olha para o teu interior: Não seja que ames o que não deves amar ou não ames aquilo que deves amar. Ordena os teus amores! Não seja que ames mais o que deves amar menos ou menos aquilo que deves amar mais. Olha: cada um é o que é o seu amor. Amas a terra? És terra. Amas a Deus? És Deus.

S to Agostinho

ANABELA MENDES Ficha do Sócio nº 22

Visita a Página da JAP no Facebook

> Idade: 27 anos. > Grupo: Comunidade Juvenil Agostiniana. > Profissão: Enfermeira. > Para ti a JAP é... ... uma família, com tudo o que tem de bom e de mau. > Actividade favorita: Actividade de verão, porque estamos todos em clima de férias. EDIÇÃO 03

> Lema de vida: A vida só nos dá montanhas difíceis de transpor porque por trás delas há vales lindíssimos para descansar. (Poético não?). > Filme preferido: Vários, por ex. "Mama Mia", "UP" e "Big fish". > Música preferida: "Somewhere over the rainbow".

http://jap-osa.com/

Fraternidade "Mãe do Bom Conselho", este é o vosso mês de limpar o CAP!


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

apbook Albúm Jantar de Natal da JAP - 2008

PUB

AGENDA JAP Maio.2012 > 02

Recolha de Sangue | Salão Paroquial de Sta Iria.

> 23 e 24 Arraial JAP | A partir das 15h | Largo da Igreja da Portela da Azóia.

TARDE TE AMEI

NEWSLETTER JAP


A JAP É O NOSSO GRANDE AMOR!

Esta edição da Newsletter TARDE TE AMEI teve a colaboração de: > Anabela Mendes > Pe. Rui Caldeira 03 EDIÇÃO > Catarina Monteiro

> Hugo Pataca > João Miguel Silva > Francisca Viana

Newsletter JAP_Edição_03  

Newsletter JAP_Edição_03

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you