Page 1

Pessoas, serviços e produtos comprometidos com a sua saúde.

saúde

em foco

EDIÇÃO Nº

08 2014

Síndrome Metabólica Infantil Não é só uma questão estética

Foto: Fotolia

Dermatite Atópica Como prevenir e minimizar sintomas


EDIÇÃO Nº

saúde 08 em foco

EDITORIAL A obesidade infantil tem sido motivo de grande preocupação para pais e pediatras. A incidência tem aumentado anualmente e os hábitos alimentares e de vida não tem ajudado a reverter esta situação. Abordamos neste número a importância de um controle precoce da síndrome a fim de evitar que ela acompanhe o paciente na vida adulta.

MATÉRIA DE CAPA

2014

Outra manifestação importante que pode ocorrer já na infância é a dermatite atópica que, embora seja uma doença crônica, pode ser controlada com alguns cuidados bem simples. Esta edição é dedicada às crianças. Para elas devemos dedicar tempo, atenção e carinho sem esquecer que ao seu olhar somos seu exemplo. Boa leitura! Diretora Técnica

Márcia Aparecida Gutierrez Farmacêutica | CRF - SP 12880

vila madalena

Tel.: (11) 3031 0222 Rua Luminárias, 211 CEP 05439-000 vila mariana

Tel.: (11) 5089 6646 Rua Joaquim Távora, 1524 CEP 04015-014

www.sensitiva.com.br

LINHA INFANTIL

Tel.: (11) 5089 6646 DESCONTO Rua Joaquim Távora, 1524 CEP 04015-014

em toda linha de produtos Tel.: (11) 3031 0222 Rua Luminárias, 211 infantis. vila madalena

CEP 05439-000

www.sensitiva.com.br

Foto: Fotolia.com

10 %*

vila mariana

*Desconto não cumulativo.

Apresente este cupom e ganhe

Síndrome Metabólica Infantil

S

Contudo, o sobrepeso associado a níeguindo os mesmos padrões veis elevados de triglicerídeos e baixo da obesidade na vida adulta, HDL-C, já caracteriza a síndrome na mais e mais crianças brasileiras criança. A hipertensão e hiperglicemia, tornam-se obesas. Foi-se o temembora menos frequentes, também po em que gordura na infância era podem estar presentes. A manutenção sinônimo de saúde. Hoje em dia, deste quadro durante a infância e na sabe-se que os principais alimentos passagem da infância para adolescênque geram aumento de peso são cia colocam em risco também aqueles o paciente para graves pobres em nuCrianças estão doenças cardiovasculatrientes, portanto gradualmente res na fase adulta. Daí nem sempre estar a importância de ser com o peso adeganhando peso controlada desde muiquado ou acima devido a um to cedo. dele, representa pequeno, mas estar bem nutrido. IMC Estudos compropersistente, O Indice de Massa Corvam que além de balanço energético pórea (IMC) da criança fatores genéticos é um bom indicador da que possam estar positivo diário. necessidade de buscar envolvidos, os háajuda do pediatra ou bitos alimentares nutricionista evitando as complicações bem como o estilo de vida são os da síndrome metabólica. O site do principais determinantes para a obeHospital Sabará em São Paulo possui sidade. Cada vez menos as crianças uma calculadora do IMC que é variável fazem atividade física, preferindo as também com a idade da criança (http:// atividades à frente do computador www.hospitalinfantilsabara.org.br/ ou com jogos eletrônicos. saude-da-crianca/calculadora-de-imcA obesidade na infância não é um -infantil.php). problema somente do ponto de vista estético, hoje já se reconhece a Síndrome Metabólica Infantil e toda a repercussão da gordura em excesso na vida adulta bem como nas relações sociais da criança. No adulto, o aumento na circunferência abdominal, hipertensão, triglicérides elevado, HDL-C (colesterol bom) baixo e hiperglicemia são os componentes avaliados para diagnóstico da síndrome metabólica. A presença de três deles já coloca o paciente em risco de doença cardiovascular. Na criança, os critérios e notas de corte para determinação da síndrome metabólica ainda não são consenso.


EDIÇÃO Nº

em foco 08 saúde

Foto: Fotolia.com

2014

tando sua absorção e contribuindo na diminuição de triglicérides e as fibras insolúveis que aumentam o bolo fecal e aceleram o trânsito intestinal. As fibras solúveis são encontradas em alimentos como: aveia, feijão, lentilha, ervilha, soja, frutas e verduras. Já as fontes de fibras insolúveis são: farelo de trigo, linhaça, verduras e frutas.

Balanço energético

Estudos sugerem que crianças estão gradualmente ganhando peso devido a um pequeno, mas persistente, balanço energético positivo diário, 70 a 160 kcal acima do adequado ao crescimento. Isso não é muito, mas se pensado como prolongado pode levar a um indesejável aumento de peso. Com mudanças simples nos hábitos alimentares, esta situação poderia ser revertida. O programa adotado para esta mudança deve prever ações permanentes e não dietas de curto prazo ou programas de exercício físico objetivando uma rápida perda de peso. Por exemplo, deixar de comer um pacote pequeno de batata frita (45g) ou mesmo duas bolachas recheadas no dia que equivalem a cerca de 160 Kcal já correspondem à redução sugerida. O gasto energético dessa mesma quantidade de calorias, se calculados para uma criança com 40 kg, seria equivalente a 1h15 minutos de caminhada a 5km/h (passo moderado) em terreno plano, ou 1h de atividades como futebol, basquete ou natação. Supondo-se a redução das mesmas 160 kcal diária entre consumo e gasto energético, esta poderia ser realizada, por exemplo, pela substituição do leite integral pelo desnatado (-50 kcal na porção de 240mL) e a substituição de um pacote de batata frita por uma fatia (30g) de bolo simples (-50kcal), além de 30 minutos de caminhada. A obesidade em crianças e adolescentes pode ser de difícil tratamento, pois é necessária uma mudança nos hábitos

alimentares de toda a família e a inclusão de atividade física. Mas talvez o mais difícil seja fazer a criança ou mesmo o jovem refletir sobre as consequências futuras de hábitos alimentares Fibras bons e ruins.

A recomendação diária de fibras para crianças (acima de 2 anos) e adolescentes (até 20 anos), é igual à idade, mais 5g de fibras/dia. Ou seja, uma criança de 10 anos deve ingerir em torno de 15g de fibras ao dia.

Para alcançar esta quantidade é necessário uma dieta variada que contenha, em todas as refeições, algum alimento rico em como: farelos, aveia, solúveis fibras frutas, verduras, legumes, diminuem a grãos, sementes ou pão Fibras solúveis integral. A dieta deficienno controle de absorção de te em fibras contribui triglicérides gorduras. diretamente para o auOs níveis elevados de mento de peso e prisão triglicérides associados de ventre. Pode gerar, à síndrome metabólica infantil é fator em longo prazo, o aparecimento de de preocupação e cuidado. A inclusão doenças cardiovasculares e câncer de na dieta da criança das fibras solúveis é intestino. Além disso, a imunidade pode um grande aliado para diminuição ráficar comprometida, pois as fibras aupida na absorção de gordura no trato mentam a produção das bactérias bedigestório. néficas que inibem o crescimento de As fibras podem ser classificadas em bactérias patogênicas (malignas). Com dois grupos: fibras solúveis que se misisso, o sistema imunológico fica fortaturam a água e formam um gel que enlecido, prevenindo casos de infecção volve as partículas de gorduras dificulgastrointestinais.

Dermatite atópica

D

ermatite atópica ou eczema atópico são os nomes daAlguns dos a algumas manifestações inflamatórias da pele assoalimentos ciadas à atopia. Segundo uma visão atual, a atopia é uma predisposição hereditária do sistema imunológico que favorece podem reações de hipersensibilidade mediada por IgE (Imunoglobulina E que é um anticorpo), em resposta a agentes alergênicos desencadear comuns na alimentação e no ambiente dentro ou fora de casa. a dermatite Nesse conceito podemos citar a tríade de doenças atópicas: atópica. rinite alérgica, asma e dermatite atópica. As três são desencadeadas pelo contato do indivíduo com agentes aos quais ele é especialmente sensível e que por um desequilíbrio na resposta imune, produz uma grande quantidade de IgE que resulta num processo inflamatório específico. As manifestações aparecerem na pele, mas nem sempre são causadas pelo contato direto dela com o agente ao qual existe sensibilidade. A ingestão de alimentos ou mesmo ácaros ou pólen sendo o indivíduo sensível a eles, pode desencadear a série de sintomas


EDIÇÃO Nº

saúde 08 em foco 2014

Passo a passo para uma boa hidratação Antes do banho

Uma conduta com efeitos muito positivos é aplicar em todo o corpo, antes do banho, uma fina camada de óleo de Argan. O óleo extraído da planta Argania spinosa, contém altos níveis de ácidos graxos essenciais, incluindo o ácido linolênico (Omega 6) e gama tocoferóis (antioxidantes), além de outros componentes biologicamente ativos e que atuam na saúde e vitalidade da pele, cabelos e unhas. principal dica é a observaOléo de ção para identificar quais Argan atua possíveis alimentos são desencadeadores da resposta na saúde e Conhecer as substâncias Para auxiliar às quais existe uma hipevitalidade da imunológica. na investigação da alergia reatividade é fundamental pele, cabelos alimentar pode-se realizar para melhorar a qualidade testes cutâneos, determie unhas. de vida desses pacientes. A nação de IgE específica e a homeopatia pode ser de exclusão do alimento susgrande ajuda no controle dos sintomas peito da dieta por 2 semanas. e diminuição das manifestações. Uma que incluem prurido intenso, vermelhidão e ressecamento da pele.

das ações pretendidas como o tratamento homeopático é o de diminuir a predisposição do indivíduo a algumas reações. Como controlar ?

O primeiro passo no controle da Dermatite Atópica é a educação do paciente e da família, no sentido de esclarecer a natureza crônica da doença, buscando transmitir orientações de autocuidados e informações atualizadas sobre o tratamento. Diversos irritantes e alérgenos podem estar envolvidos na piora dos sintomas, vários de uso comum e diário. A utilização de sabão de glicerina neutro para lavar roupa em geral e a pré-lavagem de roupas novas é uma recomendação importante. O vestuário, de preferência, deve ser de tecido de algodão a 100%. Os alérgenos ambientais e alimentares também podem ser agentes desencadeadores. Os ácaros são um vilão conhecido dos pacientes com hipersensibilidade, assim manter ambientes livre desses organismos é fundamental. No caso dos alérgenos alimentares, a

Hidratação

A pele é o maior órgão do corpo humano e uma das suas funções vitais é a proteção contra a desidratação. A água corresponde a mais de 60% do peso de nosso corpo e a manutenção desse equilíbrio hídrico depende fundamentalmente da pele. Um dos mecanismos de retenção de água pela pele é sua superfície contínua de membrana lipídica que impede a saída da água. Nas inflamações crônicas da pele, como a dermatite atópica, há uma disfunção dessa barreira cutânea e a água se perde localmente. O tecido resseca e retroalimenta o processo inflamatório. O paciente deve ser orientado a rotineiramente manter a pele hidratada e protegida para diminuir o efeito crônico da inflamação inicial. PRESCRITOR MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE ARTIGO

Acesse a página www.sensitiva.com.br/ prescritor

No banho

Durante o banho usar sabonete líquido preparado com tenso ativos suaves contendo glicerina em sua composição e extratos vegetais como aloe vera e camomila. Enxaguar e secar a pele pressionando a toalha contra o corpo sem esfregar. Após o banho e durante o dia

Aplicação de hidratantes após o banho e várias vezes no dia é capaz de diminuir muito os sintomas de ressecamento e inflamação. • Algumas vitaminas do complexo B (Vitamina B3,Vitamina B12 e Vitamina B5) são excelentes para aumentar a hidratação. Elas podem fazer parte de emulsões para serem usadas localmente ou mesmo em todo o corpo com uma ação preventiva. • As ceramidas, que fazem parte da composição da pele, também aumentam a capacidade de retenção hídrica e favorecem a revitalização da função da barreira cutânea. • Os cremes ou loções formulados em bases de fosfolipideos, por sua compatibilidade com a pele, tem efeito protetor, restaurador e hidratante e podem ser usado em diferentes formulações hidratantes. • Os óleos essenciais naturais como Lavanda, Gerânio, Ylang-Ylang são indicados para acelerar a recuperação dos tecidos danificados.

Saúde em Foco - Ed08  

Informativo da Farmácia Sensitiva - Edição 08 Outubro 2014 Síndrome Metabólica Infantil Dermatite Atópica