Page 1


PILOT - CHAPTER ONE –Me vê um maço de cigarro e o resto de chicletes por favor. - disse o garoto, estendendo sobre o balcão do velho bar o dinheiro. Pegou o que pedira e então saiu – Aqui, você não vai querer um? perguntou, após tirar o seu cigarro. –Não, valeu. - a menina respondeu, virando o rosto para a rua que aquela hora da manhã parecia deserta – Aceito um chiclete – ela disse e rapidamente ele deu. Começaram a caminhar lentamente em direção a algum lugar, mas, não trocavam uma só palavra. Ela parecia aflita, ele parecia distraído. –Eu ainda estou pensando no que aconteceu. - ela comentou, quebrando o silêncio – Você acha que algo assim é possível? Realmente aconteceu? Talvez nós tenhamos bebido demais ontem... –Você sempre fica preocupada com tudo, Today... Para de pensar nisso, tá? Deixa pra lá...

O

6 horas antes.

relógio marcava duas horas em ponto. A madrugada era fria, mas o tempo estava firme, sem sinal de chuva. As ruas de Blackwoods estavam silenciosas como de costume, apesar da festinha que um grupo de adolescentes fazia com algumas garrafas de vodka, cerveja e sabe-se lá mais o que em um canto da antiga cidade. Alguns metros separados do grupo estavam um garoto, era magro de cabelos escuros e os olhos eram azuis como o céu. Levava a garrafa a boca e logo depois o cigarro enquanto observava os colegas de longe, do lado direito, seu skate, que o acompanhava por onde quer que ele fosse. Veio caminhando em sua direção uma garota loira, magra e de lábios bem vermelhos. Tinha em suas mãos uma garrafa e sentou-se ao lado do menino, que não deixou de fazer o mesmo de alguns minutos atrás: –Acho que o pessoal vai embora, Foxter – ela disse e ele nada respondeu – Você não acha melhor irmos também? – indagou, sem obter resposta alguma. Então se calou e ficou a observar o céu, que parecia diferente dos demais dias. Todos começaram a se dispersar e em poucos minutos todos haviam desaparecido, sobrando apenas os dois ali, sentados na calçada. Ao aproximar-se das três da manhã, dois homens surgiram na esquina e vieram caminhando devagar. Pareciam conversar sobre algo bem sério e nem repararam na presença deles. Os homens discutiam até que um deles tirou de seu casaco uma estranha arma e atirou contra o outro. Foxter percebendo o que acontecera se colocou na frente de Today, para impedir que ela visse algo que pudesse vir em seguida. Virou de costas e foi o tempo de seus olhos encontrarem com os daquele homem, que se apressou em sumir pela outra esquina, deixando apenas o corpo no meio da rua. –Vamos dar uma volta, tá bem? - Foxter disse, levantando e puxando a garota, que estava confusa com o acontecido. –Espera! Não podemos deixar ele lá! - Today correu em direção ao corpo. –Não toque nele! - Foxter orientou, se aproximando. –Tudo bem, me dá o seu celular! Precisamos ligar para a ambulância! –É melhor não. Vamos embora antes que sobre pra nós. –Foxter, eu não posso deixar esse homem aqui. Ele está gravemente ferido, precisa de ajuda. –Você e essa sua mania de querer ajudar a todos. – ele resmungou, dando o celular nas mãos da loira, que agradeceu com um sorriso. –Emergência? Tem um homem caído no meio da Rua 12, ele parece inconsciente. Não, eu não o conheço. Não, nem encostei a mão nele. Ok, obrigada. – Today desligou o celular e o encarou – Agora precisamos ir embora.


–Você é maluca? –Sabe o que vai acontecer se nos encontrarem aqui... Já são três da manhã, hoje é apenas quarta-feira, nós dois temos apenas dezessete e estamos bêbados. Vamos arranjar problema! –Você não está nada curiosa pra saber quem é esse homem? Today... Vamos arranjar um jeito de virar o corpo! –O que deu em você? Não queria ir embora? –Só quero tentar entender o que aconteceu... Ele deve ser um magnata, olha só a roupa dele... Deve ser alguém poderoso. –Tá me convenceu. Foxter abaixou-se um pouco para tentar encostar a mão no ombro e nesse instante o homem se virou, segurou no braço dele fortemente e disse: –Vocês dois precisam sair da cidade imediatamente! Vai por mim, essa cidade vai passar por algo tenebroso! Melhor vocês dois fugirem! - ele disse com dificuldade e os garotos se entreolharam confusos – N-Não duvide do que eu digo, vão embora! Levem suas famílias consigo, façam o possível! - Ele se esforçava para que as palavras saíssem de maneira que os dois pudessem compreender, mas o último fio de fôlego o deixou e ele soltou o braço de Foxter. –Aguenta firme! A ajuda está chegando! - Today falou. –Vamos indo, tá? - Foxter se levantou e colocou seus braços no ombro de Today, a puxando para que pudessem ir. Foram caminhando e ao chegarem perto de virar a esquina, Today voltou seu rosto para trás e viu algo estranho acontecer. Uma rosa descera e caíra sobre o corpo do estranho homem. Ela ficou calada e virou-se novamente e assim permaneceu. Algumas horas depois –Tem certeza que não quer ir pra casa? - Foxter perguntou. –Não, vamos logo! - Today tentava disfarçar, mas estava claramente perturbada com o acontecido. Continuaram a caminhar até se depararem com o jornaleiro, que entregava para as últimas casas as notícias do dia: –Today! - Foxter deu uma cotovelada na garota, que parecia no mundo da lua – Olha aquela notícia! A garota voltou o olhar para a capa do jornal e se deparou com a manchete principal que dizia: “Morre o Co-Presidente da XSCIENCE CORP. nesta madrugada.” - Seus olhos se arregalaram e a garota mudou sua feição, não disse mais nada, apenas foi para o colégio. O relógio informava que já estava no primeiro tempo de aula e ela correu pelos corredores de Blackwoods High School para chegar a tempo. Foxter já havia se despedido e sumido pelos corredores, estavam em aulas diferentes. Chegou ofegante e pediu licença para a professora que já havia começado sua aula: –Claro, Senhorita Today, o tempo que quiser. - disse em tom repreensivo, enquanto Today procurava algum lugar vazio para se sentar. –Você está com uma cara horrível. - Ouviu alguém sussurrar baixinho e virou-se para cumprimentar sua amiga. - Onde estava ontem à noite? Tentei te ligar, mas você não atendeu... - A morena insistia em puxar assunto enquanto Today parecia distraída com qualquer coisa – Caramba, desisto! Aposto que estava com o Foxter... É só isso que sabe fazer agora. Já não dá atenção pra quem realmente se importa contigo... Ele só te leva para o mau caminho! - Today revirou os olhos e virou-se de frente para a amiga: –Pearlyn me desculpa... Amanhã nós podemos sair? –E por que não hoje? –Tenho algo pra fazer.


–O que é? - Pearlyn insistia em perguntar, mas foi interrompida pela professora, que perguntou se alguma delas estava interessada de ir para a detenção após a aula. As duas negaram e permaneceram caladas o restante da aula. Já se aproximava da hora do almoço quando a aula foi interrompida: – Com licença professora, tenho uma entrega pra uma aluna. - Todos da sala ficaram quietos e o homem entrou carregando um buquê de rosas vermelhas: – Quem é Today? Today Hellsugar? – os olhos voltaram para a mesa de Today, que estava confusa – É você? – o homem perguntou e ela apenas assentiu com a cabeça, afirmando. Então ele caminhou até ela, entregou e saiu sem dizer nada além de obrigado para a professora. Todos a encaravam, mas, ela permanecia imóvel, com o buquê nos braços. Ouviu alguns cochichos e risadinhas, escutou Pearlyn perguntando quem havia mandado e foi ai que se lembrou de procurar um cartão. Para completar o seu desespero, encontrou o tal cartão e ao lê-lo ficou pálida no mesmo instante. O maldito cartão dizia em uma bela caligrafia: Você vai morrer.

COMENTARIOS DA AUTORA Bom, gente, espero que tenham gostado do primeiro capítulo e que tenham ficado interessados em saber o resto da história. Ainda vai rolar muita ação, muito drama, romance e tudo mais. E eu quero convidar a todos para que continuem lendo a cada postagem. Foi uma decisão repentina postar pra vocês, eu não ia postar pra cá, então, a web é toda bolada para um blog mesmo. Quem preferir ler a versão “original” com personagens fictícios e tudo mais. Em breve postarei o link do blog onde será publicado.

Peço que POR FAVOR quem curtiu a história, dá um incentivo a autora aqui.. Infelizmente eu não posso saber o que pensam o que estão achando, as opiniões e isso é muito importante.. Então, por favor… Comentem na ask e dá uma ajudinha, smile e essas coisinhas mais…

keep calm and wait for the next tsa

S01E01 - TSA - PILOT  

Primeiro capítulo da web-série.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you