Page 25

levar avante seu projeto socialista. O ajuste formal das metas aos “meios”, às práticas necessárias, tornaram-se o nó górdio da condução de um processo. Com a imagem do governo federal associada à imagem do PT, e este projetando, de forma dissociada da realidade e de suas limitações, uma trajetória gloriosa e ética – através do qual se diferenciava – um erro de percurso deflagra o efeito dominó que alimentou o tsunami de denúncias da crise do “mensalão”. Uma crise que adquiriu proporções incontroláveis e alcançou as grandes eminências do governo de forma sucessiva. Simplesmente porque na prática, a imagem programática do partido do governo era impossível de ser sustentada pelas ações que seus líderes adotaram, na montagem do sistema de coalisão. Simbolicamente falando, duas “imagens” definiam o cenário sobre o qual transcorreu o confronto de opiniões: a imagem elucidativa, aquela que procura mostrar e elucidar a verdade, e a imagem dissimulativa, aquela que entende que a maioria do povo brasileiro é constituída de analfabetos políticos. As duas imagens faziam parte dos discursos de defesa e acusação ao governo de promover uma rede de corrupção no poder. Mas pesou em demasia o tom dissimulativo das críticas de oposição, o que deu fôlego à sustentação da imagem elucidativa que o governo tentava reorganizar. O grande problema, no entanto, continuava ser o PT e o manancial de ressentimentos que atraiu. O objetivo desta análise é demonstrar como o marketing pode ser

25

Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  
Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  

Livro sobre gestão de marketing aplicado aos governos municipais.

Advertisement