Page 110

capacidade de atender com satisfação as demandas, menos serão os ganhos em apoio, legitimidade e confiança da população. 13. A Lei do Sacrifício A Lei do Sacrifício é o contrário da Lei de Extensão de Linha. Quem quiser ser bemsucedido hoje, deve desistir de alguma coisa. Há três coisas a sacrificar.

Na administração pública esta lei é contumaz. Revela-se uma verdade inigualável e aplicável em múltiplas esferas. Senão vejamos: normalmente o orçamento municipal é insuficiente, o que requer decidir quais áreas serão melhor apoiadas e quais serão sacrificadas para um melhor resultado global. O mundo dos negócios é habitado por grandes “generalistas” altamente diversificados e pequenos “especialistas” que têm um foco restrito. Se a extensão e a diversificação de linha fossem estratégias de marketing eficientes, seria de se esperar que os generalistas estivessem por cima. Mas não estão. Muitos estão em dificuldades. O generalista é fraco.

Por mais que o que foi dito acima nos pareça muito radical, é preciso considerar a dose de verdade. Querer diversificar e fazer uma gestão esplendorosa em todas as áreas de uma Prefeitura é por demais ambicioso. Governar não é tão fácil assim. Gerenciar uma cidade muito mais complexo. Por isso recomenda-se sempre ter foco e concentrar forças, e, para que isso seja possível é preciso competir com sacrifícios. Mas existem vários outros sacrifícios sopbre os quase deve se estar atento para uma boa política de marketing. O sacrifício de 110

Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  

Livro sobre gestão de marketing aplicado aos governos municipais.

Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  

Livro sobre gestão de marketing aplicado aos governos municipais.

Advertisement