Page 104

No mercado, dois produtos não devem coexistir utilizando-se da mesma palavra e idêntico conceito. Não devem porque não podem. Invariavelmente dá errado. Mas isso acontece muito na administração dos novos Prefeitos. Eles se agarram às velhas idéias de que é preciso representar o inverso do Prefeito anterior mas dirigindo as ações e as campanhas para os mesmos ícones de insatisfação, as mesmas demandas prioritárias. Assim, montam uma plataforma de comunicação destinada a sustentar paradigmas usuais. Invariavelmente repetem e representam o passado com as mesmas palavras. A mudança concreta e sua representação simbólica começa no discurso, rompendo expectativas, criando motes exclusivos, vigorosos. 7. A Lei da Escada A mente é seletiva. Os clientes em perspectiva utilizam a escada para decidir que informações rejeitar. Em geral, a mente só aceita novos dados que sejam consistentes com sua escada de produtos daquela categoria, ignorando tudo o mais. Quando a Chrysler comparou seus carros com os da Honda, poucas pessoas trocaram os Preludes e Accords por Plymouths e Dodges. A manchete de um anúncio da Chrysler dizia: “Comparar um Dodge usado com um Honda novo parecia um tanto ridículo. Até que vimos os resultados”. De acordo com o anúncio, 100 pessoas foram convidadas a comparar um Dodge Spirit com 120.000km rodados com um Honda Accord novo. A maioria (58 em 100) escolheu o Dodge usado. Ridículo.

Quem chega primeiro à mente tem sempre uma posição privilegiada. Essa é a opinião dos autores. Para corroborar essa lei eles dão inúmeros exemplos de empresas que tornaram-se a número 1 na cabeça do mercado, estão no primeiro lugar da 104

Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  

Livro sobre gestão de marketing aplicado aos governos municipais.

Marketing público aplicàvel à gestão de cidades  

Livro sobre gestão de marketing aplicado aos governos municipais.

Advertisement