__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

PUBLICAÇÃO SWIMRUN PORTUGAL

SWIMRUN PORTUGAL SERIES | ASRP

CONHEÇA AS NOVAS PROPOSTAS DA MARCA

ESPECIAL • LANÇAMENTO

CONTÉM GUIA DE

INICIAÇÃO

2020 DATAS DO CIRCUITO TODAS AS 6 PROVAS


MYBOOST PRO

(RUI DOLORES)

Neoprene de célula pneumática de 4 mm, com superfície Glideskin no peito e área quad para maior flutuabilidade e posicionamento perfeito na água. Neoprene de 1,5 mm Glideskin nos braços e mangas destacáveis. Os braços e as pernas têm um manguito de neoprene que se fecha firmemente para criar um efeito antifuga, minimizando o arrasto na água. O neoprene flexível de dupla face de 2 mm nos quadris e coxas oferece os melhores resultados de corrida. O sistema de bolso multifuncional pode ser usado para personalizar sua roupa de mergulho. Inclui um bolso traseiro com zíper para transportar todos os itens essenciais. Um zíper frontal e traseiro oferece a melhor respirabilidade durante a corrida. Laços de nylon extra na frente e nas costas. Perfeito para todas as condições meteorológicas e de água. Modelos de mulheres e homens disponíveis.

SL

(HUGO BALUGA)

Os painéis de flutuação das células de ar de 4 mm no peito e nas coxas proporcionam grande flutuação. Neoprene de 2 mm que proporciona grande mobilidade e garante liberdade de movimento na região do quadril durante a corrida. Um sistema de bolso multifuncional. Um bolso traseiro com zíper está incluído para transportar todos os itens essenciais. Um zíper frontal oferece ótima respirabilidade durante a execução. Laço frontal incluído para prender cordas e outros acessórios. Um apito de segurança pode ser encontrado no extrator do zíper. O traje perfeito para temperaturas mais quentes. Modelos de mulheres e homens disponíveis.


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

índice GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE

SWIMRUN PORTUGAL SERIES | ASRP

13

27

ACEITA O

DESAFIO HISTÓRIA • EQUIPAMENTO • PREPARAÇÃO

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 1

07

10 10 minutos com... ... a dupla BLUETEAM!

Estivémos à conversa com uma das duplas pioneiras em Portugal e aferimos o porquê da escolha do SWIMRUN como modalidade de aventura!

10 TEMA DE CAPA O Circuito 2020

O circuito SWIMRUN volta ao ativo! Conheça aqui o que mudou de 2019 para este ano. As provas, as distâncias e os locais.

4 | Publicação Swimrun Portugal #1

07 13 CIRCUITO 2020 27 As provas

Apresentamos todas as provas que vão compor o circuito SWIMRUN 2020... Os locais, da gastronomia ao alojamento, os números das provas e os mapas.

SUPLEMENTO

Guia Prático de Swimrun

É iniciado na modalidade? Goatava de saber qual o equipamento mais adequado? Criámos para si um guia que o vai ajudar a tirar essas e outras dúvidas que esta modalidade lhe suscita.


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

editorial Sejam bem-vindos à primeira publicação Swimrun Portugal. Vou começar pelo inicio, como tudo começou... A minha relação com este desporto iniciou-se da mesma forma que muitos Swimrunners em todo o mundo!! Vi aquele vídeo no youtube! E fiquei em êxtase. Espera! Malta a correr de neoprene e paddles na floresta e pensei... Que loucura é esta!! Quero experimentar! E foi o escape perfeito para alguma saturação que sentia dos desafios que já tinha realizado, quer no campo das ultras distâncias quer no triatlo. O Swimrun tinha as minhas duas grandes paixões: a natação em águas abertas e a corrida offroad ou “trail-running” como também é conhecida. O Swimrun é completamente diferente de tudo o que já tinha feito. É aventureiro, fisicamente desafiante, divertido e levou-me a novos lugares que provavelmente nunca teria visitado se fosse noutro formato. E assim foi em 2016, após uma participação positiva num evento de Swimrun realizado na Escócia, que decidi lançar o desafio, a um grupo de amigos apaixonados por desporto, de organizarmos o primeiro evento de Swimrun. Foi o melhor modo de apresentar a modalidade que, apesar de já ter cerca de 15 anos, continua a não ser ainda conhecida pela maioria da comunidade desportiva em Portugal. Desde 2017 que a Swimrun Portugal tem crescido em número de participantes e em número de competições. Começámos apenas com um único evento na Arrábida, com uma adesão surpreendente e serviu de rampa de lançamento para a criação, em 2018, do 1º Circuito Nacional Swimrun em Portugal. Com esta primeira edição, pretendemos apresentar de uma forma mais detalhada as provas que constituem o nosso Circuito 2020. Explicar-vos a razão da sua escolha. Cada local por nós escolhido é único e tem a sua própria geografia e relevo que torna o desafio de cada uma das etapas distinto. Decidimos também incorporar nesta edição o nosso guia de iniciação à modalidade porque achámos importante desmistificar um pouco este desporto e mostrar que afinal não é assim tão complexo como parece. De facto, é o que temos comprovado em cada sessão de treino que fazemos juntos, em cada prova que realizamos. “Afinal não é assim tão complicado... Brutal!! Adorei!!”

BRUNO SAFARA Associação SWIMRUN Portugal

“Creio que o Swimrun tem tudo para ser um sucesso em Portugal nos próximos anos, visto ser uma modalidade que conjuga dois elementos que temos de forma natural na geografia do nosso País. Portugal apresenta todas as condições atmosféricas e de relevo para a realização deste desporto. Deste as praias mais bonitas da Europa, rios, lagos, serras de cortar a respiração e Sol a maioria do ano, com temperaturas amenas quando comparadas com os países nórdicos onde o movimento Swimrun se iniciou.”

Por fim, queremos também dar voz a quem embarca connosco nesta aventura. Os nossos Swimrunners. Partilhamos convosco a paixão pelo Swimrun de uma equipa que nos é muito especial. Foram a primeira equipa feminina a abraçar este desafio como equipa e foram por dois anos consecutivos as vencedoras do Circuito Swimrun Portugal 2018 e 2019. Por fim, queria deixar uma palavra a todos os que contribuíram e fizeram o Swimrun acontecer em Portugal, Staff, Patrocinadores e Atletas, o meu OBRIGADO. Sem vocês, nada disto tinha sido possível de realizar. Se ainda não experimentaram Swimrun, espero que as próximas páginas vos inspirem a juntarem-se a nós. Somos uma comunidade especial, a crescer, com valores e laços fortes que nos unem a todos e em particular a cada parceiro de equipa. Obrigado por partilharem a vossa paixão por este desporto connosco. Boa leitura!

Publicação Swimrun Portugal #1 | 5


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

6 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

ENTREVISTA - 10 MINUTOS COM...

blueteam

A PRIMEIRA DUPLA FEMININA FALA UM POUCO DE COMO TUDO ACONTECEU E O QUE AS MOVE NESTE DESPORTO.

ANA CATARINA PALMA ||

Foram a primeira dupla feminina e durante algum tempo a única. Como surgiu a ideia?

Qual a prova que mais se adequa a vocês (no sentido localidade)?

Em 2017, na 1ª prova de Swimrun em Portugal participamos em formato individual. Foi basicamente uma insanidade da Anaïs que por curiosidade nos inscreveu na prova. Diz ela que na semana anterior eu lhe teria falado em algo do género, mas eu não me lembro disso (ha ha ha).

Nós vivemos em Lisboa, geograficamente a prova que nos fica mais perto é a da Arrábida.

No ano seguinte fomos desafiadas pelo Bruno Safara a participarmos enquanto dupla. Porque se juntaram as duas e não fizeram dupla com outras pessoas? Já treinávamos corrida juntas quando experimentamos o Swimrun, tínhamos um bom entendimento por isso fazia todo o sentido experimentar. O nome da vossa equipa tem algum significado especial? Blue Team porque somos simpatizantes do Belenenses e porque é a cor do mar! Qual o vosso desporto base? Temos um percurso desportivo completamente distinto. Anaïs - pratiquei natação desde muito nova e fui atleta de alta competição na modalidade de Triatlo onde conquistei alguns títulos internacionais como o Campeonato do Mundo e da Europa de Juniores. Tive ainda um pequena passagem pelo ciclismo onde participei num campeonato da Europa. Maria – pratiquei Basquetebol, aulas em grupo - Ginásio, Running e Crossfit. Estão no swimrun praticamente desde o início. O que vos atraiu nesta modalidade até então desconhecida? Ambas gostamos muito desta modalidade por vários factores. A conjugação das Águas Abertas com o Trail que nos leva a sítios fantásticos e nos permite usufruir da natureza de forma singular, mas sobretudo pelo espírito único com que se vive no Swimrun. Próximo passo: serem treinadoras de swimrun? Não temos essa aspiração. Queremos continuar a usufruir do Swimrun enquanto praticantes.

Em qual prova têm mais dificuldades? Maria – Um das provas em que passei mais dificuldades foi a do Zêzere em Abril de 2018. Nessa altura ainda não tinha equipamento de Swimrun então optei por alugar um fato. Não tinha pullboy nem palas... Logo na primeira natação percebi que o fato me estava curto no tronco, prendia-me os movimentos dos braços e não me deixava respirar...foi terrível, além da chuva durante toda a prova que não me deixava aquecer, acabei por fazer três segmentos de natação com o fato pela cintura com a água a 14º. Para mim aqueles segmentos foram inacreditavelmente duros e longos... e sei que nunca os teria superado sem a ajuda incondicional da Anaïs. Anaïs – O primeiro Swimrun do Alqueva foi onde senti mais dificuldade, entrei em hipotermia nos últimos segmentos de natação e foi nesse momento que percebi a importância do fator dupla, pois mentalmente já não tinha forças para continuar, mas a Maria conversou comigo, deu-me a liberdade de desistir se assim o desejasse... disse-lhe que não, então ela deu-me animo, encorajou-me, e ajudou-me a continuar. Chegámos à meta geladas mas felizes, e com o sentimento do dever cumprido! Já fizeram provas de swimrun fora de Portugal? Se sim, que diferenças encontraram? Ainda não, mas pretendemos vir a fazer. Talvez o primeiro seja em França, mais precisamente na Côte Vermeille. Acham que a proporção de natação é adequada relativamente à corrida? As provas têm tido formatos muito apelativos, mesmo a Standard, com uma boa proporção de natação/corrida. Qual o pior momento por que passaram e como o superaram? Ao longo destes dois circuitos de Swimrun cada uma de nós, passou em diferentes momentos das várias provas, algumas dificuldades como cãibras, desidratação, náuseas, hipotermia, etc..., e este é um dos tantos factores desfiantes de realizar as provas em dupla. É aceitar e ajudar o parceiro, sempre e em que circunstância for. Publicação Swimrun Portugal #1 | 7


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

Que tipo de treino aconselham a quem nunca fez swimrun e queira experimentar? Natação, Natação em águas abertas e Trail running. Para quem se inicia na modalidade consideramos importante realizar os treinos mensais que dinamizados pelo Swimrun Portugal para ter uma melhor perceção da modalidade como o caso de nadar com sapatilhas ou correr com fato vestido. Na vossa opinião é melhor fazer o swimrun individualmente ou em dupla? Sem dúvida em dupla. Esse é verdadeiro espírito do Swimrun e a prova disso é a Blue Team. Somos a dupla mais improvável possível, com inúmeras assimetrias, nomeadamente os 14 anos que nos separam em termos de idade e o nosso tão distinto background desportivo. Além disso, a Maria até iniciar o Swimrun não tinha tido qualquer contacto, que não o lúdico, com a natação. Maria - Eu sou Algarvia, aprendi a nadar no mar como todas as crianças da épo8 | Publicação Swimrun Portugal #1

ca, não fui nadadora nem nunca tive aulas de natação até ter iniciado o Circuito Swimrun de 2019, onde fiz as primeiras provas apenas com dois meses de aulas.

Além disso é fundamental comunicar bem, e percebemos que há um entendimento profundo quando mesmo em silêncio nos fazemos compreender!

Por isso foi a vontade, a flexibilidade, a capacidade de adaptação e a superação face ao improviso que nos levou sempre até a meta!

Foi no Swimrun que descobrimos isso!!!!


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

Publicação Swimrun Portugal #1 | 9


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

TEMA DE CAPA

circuito 2020

Entramos no 3º ano do Circuito Nacional de SwimRun - PORTUGAL SERIES. Mais Provas, novos percursos, mais adrenalina e diversão! Quando em 2017, em Setúbal o Bruno Safara me abordou para falar de um projeto que queria implementar, nunca pensei que o meu gosto por desporto levasse mais uma injeção de prazer. A modalidade em questão era o SWIMRUN, claro a primeira ideia foi: “Mas isso é um Duatlo!?”... Estava muito longe de perceber a beleza e complexidade da modalidade (ainda hoje passados 3 anos surpreende-me, e me mostra coisas novas). O SWIMRUN não é só uma modalidade desportiva composta por outras duas modalidades (corrida e natação), é uma modalidade de partilha, de superação e descoberta da natureza! Originário da Suécia, o SWIMRUN chegou a Portugal em 2017 e se no início era desconhecido, hoje já conta com um considerável número de praticantes regulares, é um desporto de exploração da natureza onde duplas de atletas (masculinas, femininas ou mistas) percorrem determinada distância intercalando segmentos de corrida com segmentos de natação, sem paragens para troca de equipamento. Em Portugal para promoção da modalidade existem corridas mais curtas que podem ser realizadas individualmente. No passado, assistimos a corridas extraordinárias, em locais especiais, mais ou menos competitivas, a beleza dos desportos de exploração reside nesta dualidade de hipóteses numa mesma prova. Tivemos participações de atletas com carreiras de sucesso 10 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

“Tivemos participações de atletas com carreiras de sucesso noutras modalidades, tivémos a participação de uma dupla feminina profissional sueca que mostrou como o SWIMRUN é encarado na sua forma mais competitiva.”

noutras modalidades, tivemos a participação de uma dupla feminina profissional sueca que mostrou como o SWIMRUN é encarado na sua forma mais competitiva.

do Alqueva) e o berço do SWIMRUN em Portugal - Arrábida (Parque Natural da Serra da Arrábida, onde a partida será, como sempre, dada a partir dos Galeões do Sado!

Este ano, chegamos aos 3 anos de atividade, para começar temos mais 2 provas, Açores e Tâmega, dois locais de beleza inexplicável e que por certo vão deixar os participantes satisfeitos com a beleza natural que vão encontrar e desbravar.

Este Circuito de SWIMRUN 2020, promete portanto manter altas as emoções e garantir, na linguagem super técnica, grandes empenos a todos os que aceitarem entrar nesta nova aventura.

A prova dos Açores terá início no ilhéu ao largo de Vila Franca do Campo (ver páginas seguintes), local mundialmente famoso pois é lá que se realiza a etapa portuguesa dos saltos para água de uma conhecida marca de bebidas energéticas e que de certo vais encher de emoção todos os que vão partir nesta aventura.

Nas páginas seguintes apresentamos os locais das provas, assim como, os números e mapas de cada evento!

A prova do Tâmega além de ser novidade, acarreta também a responsabilidade de ser a anfitriã do Campeonato Nacional SWIMRUN 2020, vamos conhecer os campeões e campeãs num cenário magnífico, à beira do rio Douro e Tâmega rodeados por uma beleza natural de cortar a respiração!

A última novidade é o sistema de inscrição! Escolhemos a plataforma RACE.SE como método principal de inscrição, por ser uma plataforma com larga experiência em gestão de provas de SWIMRUN. Se houver dúvidas os canais normais de contacto do SWIMRUN PORTUGAL estarão sempre disponíveis para ajudar. JOIN THE REVOLUTION FILIPE PEREIRA

Fazem ainda parte do circuito às etapas veteranas da Madeira (Machico), Zêzere (Aldeia do Mato), Monsaraz (barragem

Designer/Fotógrafo UNSPOTDESIGN BRANDING DESPORTIVO Publicação Swimrun Portugal #1 | 11


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

NOME DO FOTÓGRAFO || #INSTAGRAM ID 12 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

azores 08 MARÇO | SÃO MIGUEL O Azores Islands Swimrun marca o início da temporada 2020 do Circuito Swimrun PT e será a estreia da nossa modalidade em território açoriano, mais concretamente na ilha de S. Miguel. A ilha de S. Miguel tem, na sua rede oficial, um total de 80 percursos pedestres que contabilizam uma extensão total superior a 800 km. Tirando partido do clima ameno que se verifica ao longo do ano, é sem dúvida um destino único para a prática de desportos na natureza. A prova decorrerá no concelho de Vila Franca do Campo a 1ª capital da Ilha de São Miguel, sobejamente conhecida pelas suas belezas naturais, tendo como principal atração a saída do Ilhéu de Vila Franca do Campo. Situado em frente à povoação de Vila Franca do Campo, a cerca de 1 km da costa, este local é o resultado da cratera de um antigo vulcão submerso, considerando uma das principais atrações turísticos da ilha de São Miguel, especialmente desde a realização da etapa do circuito mundial do Red Bull Cliff Diving – o campeonato mundial de mergulho em penhascos. Classificado como Reserva Natural, tem as paredes da sua cratera revestidas por uma vegetação endémica, enquanto no seu interior existe uma piscina natural com uma forma quase perfeitamente circular, que comunica com o mar por uma estreita passagem. Esta abertura é designada por Boquete e está voltada a Norte, isto é na direção da costa da ilha, o que impede a entrada da agitação marítima para o interior.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD

SPRINT (Formato Individual)

DISTÂNCIA TOTAL - 20.550 m Natação: 3.100 m Corrida: 17.450 m TRANSIÇÕES: 3 Natação / 3 Corrida Distância Nado mais longo: 1.300 m Distância Corrida mais longa: 10.600m Ganho total de elevação: 863 D+ Tempo limite: 4 Horas

DISTÂNCIA TOTAL - 11.050 m Natação: 2.100 m Corrida: 8.850 m TRANSIÇÕES: 2 Natação / 3 Corrida Distância Nado mais longo: 1.300 m Distância Corrida mais longa: 6.500 m Ganho total de elevação: 420 D+ Tempo limite: 3 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

As suas águas cristalinas e a pequena, mas encantadora praia, são excelentes para a prática de natação e mergulho. O restante percurso conta com várias incursões em trilhos deslumbrantes que circundam toda a encosta, entre eles o trilho das 4 Fábricas da Luz com passagem na Cascata do Segredo e ainda incursão e travessias nas praias da Pedreira e Água d’Alto. Mais informações em:

PERCURSOS SPRINT Clique no mapa para abrir no Google

Site institucional: http://www.cmvfc.pt/ Alojamento sugerido: https://www.pestana.com

Publicação Swimrun Portugal #1 | 13


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

NOME DO FOTÓGRAFO || #INSTAGRAM ID 14 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

zêzere 26 ABRIL | ALDEIA DO MATO O Centro de Portugal é uma das regiões maior património histórico e natural e das menos exploradas em Portugal. Desde o ano 2017 que nos apaixonámos pelos recantos mágicos da Barragem Castelo de Bode e pelas suas características únicas para a prática desta modalidade. Daí que ansiamos sempre regressar à magia deste local. Desta vez, a nossa viagem terá no Miradouro do Cristo Rei, um local único a norte do concelho de Abrantes, e seguiremos os contornos ondulantes da GRZ (Grande Rota do Zêzere) em trilhos desafiantes, circundando as áreas das aldeias das Fontes e do Souto com as suas vistas incríveis de cortar a respiração sobre a Barragem de Castelo de Bode. A linha de meta a cruzar será como em anos anteriores na Praia Fluvial da Aldeia do Mato. As temperaturas amenas neste período da Primavera são perfeitas para nadar com temperaturas da água entre 15 e 17 graus e cerca de 20 graus no ar. Na exposição ao sol, as temperaturas poderão aquecer bastante pelo que neste percurso exigente, os participantes terão que pensar na sua gestão de esforço ao longo do percurso. A água doce confere menos flutuabilidade, acrescentando um fator de segurança acrescido por se tratar de uma barragem. Como tudo no Swimrun: há sempre um negativo com o positivo. A GRZ faz parte de um projeto mais abrangente, as Aldeias do Xisto. Co-financiado pela União Europeia, este é um projeto conjunto de 21 municípios para um desenvolvimento sustentável da região. Tendo inicialmente como objetivo inverter a desertificação humana, é neste momento um destino turístico com uma rede de lojas de produtos regionais e atividades culturais e desportivas ao longo de todo o ano. Apesar de ser um projeto local, as Aldeias do Xisto têm tido parcerias internacionais com vista ao desenvolvimento e partilha de conhecimento na área da sustentabilidade. Assim, foram parceiros num projeto que incluiu espanhóis e franceses chamado “Eco-Arq-Aplicação da eco-reabilitação na arquitectura tradicional do Sudoeste Europeu” e estabeleceram uma parceria com a cidade património da UNESCO Røros, na Noruega, para troca de conhecimento sobre conservação e reparação de edifícios.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD

SPRINT (Formato Individual)

DISTÂNCIA TOTAL - 31.100 m Natação: 4.800 m Corrida: 26.300 m TRANSIÇÕES: 10 Natação / 10 Corrida Distância Nado mais longo: 800m Distância Corrida mais longa: 5.600m Ganho total de elevação: 1.140 D+ Tempo limite: 6 Horas

DISTÂNCIA TOTAL - 14.700 m Natação: 2.200 m Corrida: 12.500 m TRANSIÇÕES: 5 Natação / 5 Corrida Distância Nado mais longo: 700 m Distância Corrida mais longa: 4.500 m Ganho total de elevação: 680 D+ Tempo limite: 4 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

PERCURSOS SPRINT Clique no mapa para abrir no Google

No site das Aldeias do Xisto pode aprofundar estas informações bem como ficar a conhecer o alojamento e a restauração da região. No site do Turismo do Castelo do Bode existem mais atividades, alojamento e restauração na região que também lhe podem interessar. Publicação Swimrun Portugal #1 | 15


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

NOME DO FOTÓGRAFO || #INSTAGRAM ID 16 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

monsaraz 17 MAIO | PRAIA FLUVIAL DE MONSARAZ É sempre com muita alegria e boas recordações que rumamos novamente à planície alentejana, situada no sul de Portugal, para nos perdermos na atmosfera surpreendente da barragem de Alqueva, ou o “Grande Lago”, como também é designado, uma enorme massa de água que ocupa uma área total de 250 km2, constituindo o maior lago artificial da Europa Ocidental. É nas suas margens, rodeadas de campo, com oliveiras, sobreiros e azinheiras, que encontramos este cenário que oferece condições perfeitas para a prática da nossa modalidade, numa fusão perfeita de trilhos exigentes e natação águas abertas. Nesta 3ª edição, elevámos um pouco o grau de dificuldade do percurso, desafiando todos os participantes a percorrerem alguns dos trilhos exigentes junto ao Castelo de Monsaraz até à Herdade do Xerez, a descobrirem os recantos das margens do Grande Lago, somente acessíveis em modo swimrun, até às áreas mais distantes do Campinho e Albardeiros, sempre com travessias de natação com vistas fantásticas, sendo um delas a famosa Ilha Dourada. Uma vez mais, o ponto de partida e chegada desta jornada será na fantástica Praia Fluvial de Monsaraz. Este ano ainda temos mais um motivo de interesse que nos enche de orgulho. A edição 2020 do MONSARAZ SWIMRUN será também uma etapa pontuável para o Circuito HEAD SWIMRUN SERIES de Espanha, pelo que contamos com uma maior participação de atletas vindos do nosso país vizinho. A 30 km da barragem, fica situado o observatório Dark Sky . Aproveitando da imensidade do campo e estando longe das luzes da cidade, o observatório promove atividades regulares de exploração do céu noturno, «uma experiência visual única desde planetas, às crateras da Lua, passando pelo céu mais profundo, com uma viagem cósmica por entre as nebulosas, galáxias e enxames de estrelas que se erguem acima de um dos melhores céus do mundo». Além de outros prémios, foi recentemente distinguido como “Europe’s Leading Tourist Destination” nos Corporate Travel Awards. Uma experiência diferente e inesquecível.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD

SPRINT (Formato Individual)

DISTÂNCIA TOTAL - 24.500 m Natação: 4.650 m Corrida: 19.850 m TRANSIÇÕES: 12 Natação / 12 Corrida Distância Nado mais longo: 1.000 m Distância Corrida mais longa: 5.500 m Ganho total de elevação: 590 D+ Tempo limite: 6 Horas

DISTÂNCIA TOTAL - 10.700 m Natação: 1.950 m Corrida: 8.750 m TRANSIÇÕES: 7 Natação / 7 Corrida Distância Nado mais longo: 400 m Distância Corrida mais longa: 5.500 m Ganho total de elevação: 353 D+ Tempo limite: 4 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

PERCURSOS SPRINT Clique no mapa para abrir no Google

Outra das atrações turísticas do Alqueva é a Aldeia da Luz. Esta aldeia ficava originalmente situada numa zona que agora está alagada pelo Grande Lago. Mais informações em: http://www.cm-reguengos-monsaraz. pt/ | http://www.roteirodoalqueva.com/ Alojamento: https://darkskyalqueva.com/alojamento/ Gastronomia: https://darkskyalqueva.com/gastronomia/ Publicação Swimrun Portugal #1 | 17


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

18 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

tâmega 07 JUNHO | ENTRE-OS-RIOS O alinhamento de 2020 marca a estreia de uma etapa de SWIMRUN na região Norte de Portugal, após anos de alguma revindicação dos nossos praticantes a norte do Tejo. O local escolhido foi Entre-os-rios. Entre-os-rios é uma pequena localidade pertencente ao concelho de Penafiel, na região Norte do País, desde sempre, e como o próprio topônimo indica, influenciada pela sua localização da confluência dos rios Tâmega e Douro. Pensa-se que esta é uma região ocupada pelo homem desde períodos remotos, dada a situação privilegiada na beira de dois rios, e dona de solos muito férteis. Iremos percorrer as margens do Tâmega, saindo junto a marina de Entre-os-Rios e subindo o rio até à bacia da barragem do Torrão, percorrendo trilhos com vistas deslumbrantes ao longo do leito do Rio e saltitando entre as margens dos Concelhos de Penafiel e Marco de Canaveses. A passagem no ponto mais alto da vila de Rio de Moinho – Miradouro da Capela do Senhor dos Remédios - será um dos pontos onde poderão apreciar todo o percurso que já realizaram bem como deslumbrar a meta do outro lado do Rio. As temperaturas amenas do mês de Junho pré-verão vão conferir um toque especial à natureza envolvente espelhada no reflexo do Rio Tâmega. A chegada desta aventura será no Parque de Alpendorada e Matos.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD

SPRINT (Formato Individual)

DISTÂNCIA TOTAL - 30.400 m Natação: 3.250 m Corrida: 27.150 m TRANSIÇÕES: 7 Natação / 8 Corrida Distância Nado mais longo: 850m Distância Corrida mais longa: 8.000m Ganho total de elevação: 1.220 D+ Tempo limite: 6 Horas

DISTÂNCIA TOTAL - 16.400 m Natação: 2.750 m Corrida: 13.650 m TRANSIÇÕES: 4 Natação / 5 Corrida Distância Nado mais longo: 850 m Distância Corrida mais longa: 8.000 m Ganho total de elevação: 635 D+ Tempo limite: 4 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

Esta será igualmente a etapa de Campeonato Nacional resultando numa clara aposta da ASRP e Federação Triatlo Portugal, logo na 1ª edição do Tâmega SWIMRUN, na promoção da modalidade a Norte de País. Irá contar também com a estreia do formato “Kids” onde os mais novos podem tomar contacto com o swimrun, partilhando essa experiência com o seu parceiro mais velho. Toda a natureza circundante é, pois, de grande beleza, produzindo paisagens bucólicas de grande paz de espírito, convidando a puros momentos de lazer, como nas suas Termas, hoje em dia completamente restauradas e melhoradas com unidades hoteleiras, ou a momentos de relaxamento no bonito Parque Engenheiro Duarte Pacheco.

PERCURSOS SPRINT Clique no mapa para abrir no Google

Mais informações: Site institucional: https://www.cm-penafiel.pt | https://www.cm-marco-canaveses.pt Alojamento sugerido: https://www.hoteis.inatel.pt

Publicação Swimrun Portugal #1 | 19


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

NOME DO FOTÓGRAFO || #INSTAGRAM ID 22 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

madeira 10 OUTUBRO | MACHICO A “Pérola do Atlântico” como também é conhecida a ilha da Madeira, é desde 2017, um dos nossos destinos anuais de Swimrun. A sua posição geográfica privilegiada e a sua orografia montanhosa conferem à ilha da Madeira uma espantosa amenidade climática, com temperaturas médias muito suaves, que oscilam entre os 25° C no verão e os 17° C no inverno, aliadas a uma humidade moderada. Por influência da corrente quente do Golfo do México, a água do mar é igualmente muito temperada, apresentando médias no verão de 22°C e de 18°C no inverno, contribuindo assim para a prática de desportos de aventura e natureza praticamente durante todo o ano. Este é sem dúvida uma dos melhores desafios em modo Swimrun. No que respeito ao percurso, os participantes são largados via marítima ao largo da Ponta de São Lourenço, local idílico e uma das maiores atrações da ilha da Madeira, seguindo pelo Caniçal com chegada à cidade de Machico, atravessando uma diversidade de trilhos desafiantes como a subida ao Pico do Facho e desafiando as condições de mar nas diversas travessias da Prainha e da Ribeira do Natal. A organização local desta etapa fica a cargo do clube Ludens Machico, com o apoio da Associação Regional de Triatlo da Madeira , que desde a primeira hora reconheceram o potencial e o carácter inovador da nossa modalidade, potenciando a participação do maior número de atletas locais e estrangeiros.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD DISTÂNCIA TOTAL - 15.000 m Natação: 1.700 m Corrida: 13.300 m TRANSIÇÕES: 4 Natação / 4 Corrida Distância Nado mais longo: 500m Distância Corrida mais longa: 4.500 m Ganho total de elevação: 830 D+ Tempo limite: 3,5 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

Mais informações em: Câmara Municipal Machico | Visite Madeira | LUDENS Alojamento sugerido: http://www.visitmadeira.pt

Publicação Swimrun Portugal #1 | 23


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

NOME DO FOTÓGRAFO || #INSTAGRAM ID 24 | Publicação Swimrun Portugal #1


SWIMRUN PORTUGAL | MARÇO 2020

CIRCUITO 2020

arrábida 25 OUTUBRO | PARQUE DE ALBARQUEL Foi com este evento que começamos esta nossa aventura. Foi neste traçado, em pleno Parque Natural da Arrábida, que fizemos a estreia do Swimrun em Portugal no ano de 2017. A poucos kms de distância de Lisboa, a área abrangida pelo Parque Natural da Arrábida é sem dúvida um dos melhores locais para a prática de Swimrun quer pela sua localização quer pela sua diversidade de trilhos com muita proximidade ao Rio Sado. Um dos pontos altos deste evento é sem sombra de dúvidas a saída a bordo dos históricos Galeões do Sal diretamente para um troço de natação nas águas do Sado ao largo do Parque Urbano de Albarquel. Deste ponto irão enfrentar alguns dos trilhos mais desafiantes da Serra da Arrábida, com passagem obrigatória pela Quinta da Comenda e seu palácio, com direito no regresso à meta, a incursões náuticas pelas praias da passagem pelas praias da Rasca e Albarquel. O Parque Natural da Arrábida é uma reserva biogenética situada na península de Setúbal, abrangendo os municípios de Palmela, Setúbal e Sesimbra, com a altitude mais elevada no Pico do Formosinho, com 501 metros de altitude, no distrito de Setúbal, em Portugal. Estende-se por 35 quilómetros, incluindo diversas montanhas e lugares de assinalável interesse e beleza natural, tais como a Serra do Louro, Serra do Risco, Serra de São Luís, Serra dos Gaiteiros, Serra Longa, Serra de São Francisco e a própria Serra da Arrábida.

A PROVA EM NÚMEROS... DISTÂNCIAS STANDARD

SPRINT (Formato Individual)

DISTÂNCIA TOTAL - 17.500 m Natação: 2.500 m Corrida: 15.000 m TRANSIÇÕES: 4 Natação / 4 Corrida Distância Nado mais longo: 900m Distância Corrida mais longa: 9.100m Ganho total de elevação: 790 D+ Tempo limite: 5 Horas

DISTÂNCIA TOTAL - 10.500 m Natação: 1.800 m Corrida: 8.700 m TRANSIÇÕES: 4 Natação / 5 Corrida Distância Nado mais longo: 600 m Distância Corrida mais longa: 4.9500 m Ganho total de elevação: 430 D+ Tempo limite: 3 Horas

Mais detalhes e inscrições em RACE.SE PERCURSOS STANDARD Clique no mapa para abrir no Google

Mais informações em: Câmara Municipal de Setúbal | Visite Setúbal Alojamento sugerido: http://www.visitsetubal.com.pt

PERCURSOS SPRINT Clique no mapa para abrir no Google

Publicação Swimrun Portugal #1 | 25


CIRCUITO

SWIMRUN PORTUGAL 2020

AZORES SWIMRUN 08 de Marรงo SรƒO MIGUEL

MADEIRA SWIMRUN 10 de Outubro MACHICO


TÂMEGA SWIMRUN 07 de Junho ENTRE-OS-RIOS

ZÊZERE SWIMRUN 26 de Abril ALDEIA DO MATO ARRÁBIDA SWIMRUN 25 de Outubro SETÚBAL

MONSARAZ SWIMRUN 17 de Maio MONSARAZ


103


GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE

SWIMRUN PORTUGAL SERIES | ASRP

ACEITA O

DESAFIO HISTÓRIA • EQUIPAMENTO • PREPARAÇÃO

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 1


2 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


O movimento Swimrun está a crescer! Há cada vez mais atletas de endurance a participar nesta nova aventura desportiva que é muito mais do que apenas “triatlo sem o ciclismo”. Quase todos os dias surgem novas provas de Swimrun, seja em áreas urbanas ou em algum lugar no meio da natureza. A indústria do desporto tem seguido cada vez mais esta tendência, desenvolvendo produtos específicos, tornando assim os eventos de Swimrun acessíveis a todos. Este guia oferece uma visão geral sobre os diferentes tópicos do Swimrun, incluindo: as origens do Swimrun; o tipo de equipamento utilizado; como treinar para Swimrun; as competições disponíveis e onde encontrar estes eventos. Divirtam-se a ler e esperamos contar brevemente com a vossa presença num evento Swimrun Portugal! GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 3


4 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


Como tudo começou:

A história do Swimrun Em 2002, os irmãos Mats e Jesper Andersson, Anders Malm e Janne Lindberg passaram uma noite com muita cerveja à mistura, na pequena ilha de Utö no arquipélago de Estocolmo. Enquanto recordavam várias histórias de aventuras, com o ajuda de um mapa da região representado num guardanapo, ocorreu ao grupo que a bela paisagem costeira da zona ainda permanecia relativamente desconhecida. Por que não fazer algo disso? Naquela noite, nasceu a primeira ideia de Swimrun. O desafio que o grupo se propôs envolveu uma corrida de natação e corrida da ilha de Utö até à ilha de Sandhamn. Dividido em duas equipas, os irmãos e os dois amigos, decidiram tornar as coisas ainda mais interessantes. Ficou decidido que a equipa que ficasse em último teria que pagar o custo do jantar, bebidas e alojamento em Sandhamn. Suficientemente motivados, as equipas partiram para a corrida. Depois de mais de 26 horas, a primeira equipa chegou finalmente ao destino. O desafio foi tão divertido que todos decidiram imediatamente que iriam repetir esta pequena competição no ano seguinte. Foi em 2005 que um certo Michael Lemmel tomou conhecimento do desafio. Como ávido “Adventure Racer” e proprietário de uma pequena agência de marketing desportivo, achou o conceito interessante e intrigante. Ele simplesmente não acreditava que tal rota através do arquipélago pudesse ser feita continuamente. Tanto Lemmel quanto o seu parceiro de negócios, Mats Skott, tinham a intenção de iniciar a sua própria série de corridas e decidiram dar uma oportunidade a essa nova ideia. Pouco tempo depois foi agendada uma reunião inicial com os inventores deste novo desafio e muito foi discutido: Como se poderia organizar uma corrida contornando o tráfego de barcos? Poderia ser desenvolvida uma corrida que durasse apenas um dia? Como poderia ser traçada uma rota de modo a que permanecesse fiel à ideia original e, ao mesmo tempo, fosse prática e segura? Logo, um nome para o projeto foi encontrado: “ÖTILLÖ“, que em sueco significa de ‘ilha para ilha’. Além disso, foram feitos planos para um teste e em junho de 2006, um grupo formado por Mats Skott, sua esposa Natasha, Michael Lemmel e os vitoriosos irmãos Mats e Jesper Andersson, iniciaram a sua própria aventura de Swimrun no arquipélago de Estocolmo. O ensaio foi um sucesso e foi acordado que deveria ser realizada em setembro seguinte uma competição. Nessa edição, apenas duas das nove equipas aventureiras de pares que participaram no primeiro evento ÖTILLÖ terminaram. Os vencedores, campeões de corridas de aventura da Finlândia, beneficiaram de colchões insufláveis, na forma de telefones Nokia, que os ajudaram a chegar rapidamente de ilha a ilha. Como resultado, o uso de dispositivos de flutuação para eventos futuros foi revisto e o transporte de insufláveis foi proibido. No entanto o evento foi um sucesso pois a comunicação social percebeu a ideia e fez a cobertura com entusiasmo desta louca aventura de correr e nadar. A cobertura dos media chamou de imediato a atenção de atletas de endurance, levando Michael e Mats a repetir a corrida nos anos seguintes com o número de participantes a aumentar. Entretanto foram lançados mais eventos por outros organizadores suecos, ficando assim claro que o Swimrun tinha chegado para ficar. Existem agora centenas de corridas Swimrun muito além das fronteiras da sua versão original na Escandinávia. Os atletas não vêm mais o Swimrun como uma pequena diversão para o período de época baixa e começam cada vez mais a procurar os melhores equipamentos e a treinar especificamente para esta modalidade todo o ano.

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 5


6 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


O que exatamente é Swimrun?

O que torna este desporto especial? Swimrun é muito mais do que apenas nadar e correr, ao contrário de um triatlo ou aquatlo, cada disciplina não é executada apenas uma vez, mas sim várias vezes consecutivamente. Uma característica fundamental do Swimrun é o facto dos atletas terem de levar o seu equipamento com eles ao longo de toda a corrida. Muitos optam por manter o seu fato de neoprene e sapatilhas durante toda a corrida, a fim de economizar tempo. Swimrun está intimamente ligado à natureza, muitas corridas acontecem em paisagens deslumbrantes e até mesmo um treino pode ser uma pequena aventura. O Swimrun é a liberdade de explorar a nossa natureza envolvente, percorrer trilhos que se podem imediatamente transformar em mergulhos num mar ou rio brilhante. Há também outra característica importante do Swimrun que o torna especial, é um desporto de resistência em que és parte integrante de uma equipa. Dos treinos até à corrida, o Swimrun é uma experiência gratificante para a equipa, as equipas apoiam e motivam-se de modo a alcançarem o sucesso. Os laços criados por todo este ambiente são incrivelmente fortes e muitas vezes originam amizades duradouras.

O que você precisa para o Swimrun? Para participares num Swimrun não precisas de equipamentos caros ou de um cronograma de treino diário. No entanto precisas de um bom nível de resistência. As sessões de treino podem ser facilmente integradas na vida quotidiana, todos podem alocar tempo durante a semana para um mergulho matinal ou uma corrida durante a pausa para o almoço. Mesmo que o treino esteja restrito aos finais de semana, ainda é o suficiente para ficares preparado para uma corrida. Os equipamentos de Swimrun não precisam de ser especiais, os calçados desportivos existentes e equipamentos de natação podem ser usados ou comprados com facilidade. Para aqueles que desejam fazer um “upgrade”, já se encontram disponíveis para compra muitos equipamentos especializados de Swimrun. A aventura desempenha um papel muito importante. Como o Swimrun geralmente acontece na natureza, interagir com os elementos naturais não deverá um fator de intimidação. Vento, ondas e vegetação exuberante tornam a modalidade numa experiência única. Os parceiros de equipa garantem segurança mútua, apoio e motivação ao longo da corrida. O Swimrun também envolve a gestão de problemas; ao longo de uma corrida eventos imprevisíveis podem acontecer, o equipamento pode ficar defeituoso, etc...nesses momentos precisas de manter a cabeça fria e de ter um certo grau de flexibilidade. São essas pequenas surpresas que muitos consideram a “cereja no topo do bolo” da aventura Swimrun. Mas no início é muito fácil experimentar! Para mais informações sobre aluguer e venda de fatos envie o seu pedido para o endereço de e-mail: wetsuits@srbs-sports.pt

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 7


O que você precisa para o Swimrun?

O equipamento certo para Swimrun Quando se trata de obter o equipamento certo para uma corrida de Swimrun, várias coisas devem ser consideradas. O que podes trazer para a corrida para tornar mais fácil e ser mais rápido chegar ao final? Que equipamento o organizador fornece ou pode exigir que tragas? Todas estas perguntas e outras mais serão respondidas agora! Antes de fornecermos dicas sobre equipamentos, lembra-te de que é importante selecionar o parceiro de equipa certo. Mesmo o melhor o equipamento no mercado não te ajudará se não tiveres o parceiro certo! Para começar, define os teus objetivos e o teu potencial com o teu parceiro. Na corrida, poderão haver momentos em que podes ter de esperar pelo teu parceiro de equipa e é importante apoiarem-se um ao outro durante todo o percurso. “Juntos somos mais fortes”.

Fato Neoprene As corridas de Swimrun que decorrem durante o verão permitem, por vezes, participar sem a utilização de fato de neoprene. Em temperaturas mais baixas e em percursos que apresentam secções mais longas de natação, o uso de fato de neoprene é obrigatório pois não só fornece proteção contra o frio, como também facilita a movimentação mais rápida através da água. Para não perder tempo constantemente a entrar e a sair do fato durante uma corrida de Swimrun, muitos optam por mantê-lo. Para evitar atrito nos cotovelos e joelhos alguns atletas cortam o seu fato de acordo. Vários fabricantes criaram vestuário especialmente projetado para o Swimrunner, materiais especiais são usados para se adequar tanto à natação quanto à corrida. Além disso, esse equipamento oferece recursos exclusivos, incluindo fechos na frente e nas costas que permitem ao atleta vestir-se e despir-se rapidamente, bolsas internas para guardar pequenos equipamentos ou géis de energia, equipamentos de segurança integrados e muito mais. Os nadadores são fortemente aconselhados a testar o seu equipamento antes de fazer uma longa sessão de treino ou participar na sua primeira corrida. É especialmente importante verificar as áreas ao redor dos ombros, axilas, pescoço e virilha para garantir que a roupa se encaixa perfeitamente e é flexível o suficiente para nadar e correr. Certifica-te de que não te sentes muito limitado no processo e que consegues respirar livremente. Além disso, presta atenção à qualidade do fecho zip, porque o usarás com bastante frequência. Se tudo estiver pronto, encontraste o teu fato de Swimrun ideal.

www.head.com

VEJA AQUI OS EQUIPAMENTOS

8 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


Sapatilhas Ao escolher as sapatilhas de corrida, certifica-te de que encontras sapatilhas que se ajustem ao teu estilo individual de corrida. Além disso, procura sapatos que sejam leves, tenham boa aderência e drenem rapidamente. Estas qualidades são importantes, assim como o teu fato, os teus sapatos permanecerão húmidos frequentemente durante toda a corrida. As sapatilhas devem ser testadas antes da corrida, porque cada pé é diferente. Além disso, é importante verificar se mesmas estão adequadas ao percurso da corrida: irás correr pela zona rural ou por estradas e caminhos?

www.on-running.com

Meias de Compressão Encontra as meias certas que combinem com os teus pés - é tão simples como isso! Meias com uma camada impermeável não são recomendadas, pois a água entrará na abertura superior enquanto estiveres a nadar causando uma sensação desagradável durante a execução dos vários segmentos.

www.gococo.se

Toucas de Natação A touca de natação é normalmente fornecida pelo organizador para que cada participante receba uma bela lembrança para levar para casa. Recomenda-se uma touca de neoprene adicional para nadar em águas mais frias. Para aqueles que acham que a touca é incómoda demais, uma banda de neoprene poderá ser uma alternativa. Isso irá manter as áreas mais sensíveis da tua cabeça quentes e pode ser facilmente removida. Durante as secções de corrida curta vale a pena manteres a touca de natação, no entanto, enquanto corres segmentos mais longos pode valer a pena remover a touca. Mantém a cabeça fria!

www.head.com

Óculos de Natação Óculos de natação devem caber naturalmente e não apertar em redor dos olhos. Todos os praticantes devem fazer a sua própria escolha sobre quais óculos usar, no entanto, é recomendável que leves os teus óculos de proteção ao redor do pescoço durante a execução de secções para evitar arranhões ou perda. Os óculos não são necessários em todas as condições de natação, mas em muitas são um componente essencial. Invista num spray anti-embaciante se costumas ficar regularmente com as lentes embaciadas.

www.head.com

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 9


Pull Bouys Outro elemento importante no Swimrun é o pull buoy. Estes vêm pré-preparados, mas também podem ser feitos à mão a partir de garrafas ou até mesmo convertidos num super pull buoy composto por dois singles pull buoys. Se quiseres fazer o teu próprio, encontrarás instruções de como o fazer on-line. É importante que o pull buoy forneça flutuabilidade suficiente ao nadar e garanta uma boa posição na água, isso permite que descanses as pernas durante as secções de natação e economizes energia para a próxima corrida. Depois de começar a correr novamente, é importante que o pull buoy não incomode, é por isso que é fixado na coxa um elástico. Alternativamente, pode ser colocado na parte inferior das costas.

www.swimrunshop.com

Barbatanas O uso de barbatanas em provas de Swimrun tem sido uma questão controversa durante alguns anos. Como se pode imaginar, uma pernada forte certamente ajuda durante longos períodos de natação, por outro lado, aqueles que usam barbatanas correm o risco de perder a possibilidade de relaxar as pernas durante os segmentos de natação. Além disso, transportá-las durante as seções de corrida, bem como colocá-las e retirá-las, pode ser difícil e, às vezes, demorado. Recentemente, o uso de barbatanas tornou-se cada vez mais popular, o que já levou a uma regulação mais rigorosa dos comprimentos das barbatanas.

www.head.com

Palas As palas têm várias formas, materiais e tamanhos. O atleta terá que decidir por si mesmo se prefere pás pequenas ou grandes placas XXL, materiais como carbono, borracha, PVC ou neoprene, e formas ergonómicas, redondas ou semelhantes a luvas. A melhor altura para descobrir o que funcionar melhor para cada um é durante o treino de natação. A prática regular com palas é obrigatória - caso contrário corres o risco de problemas de falta de energia ou até mesmo lesões nos ombros durante as competições. Treinar com palas de natação aumenta a força e potência, a velocidade e a resistência. Irás aprender as melhores posições de braço e mão para impulsioná-las pela água com a maior força. Em competição, este método melhorado e maior resistência irá ser bem compensado. Além disso, se quiseres usar as palas para orientação, podes inscrever nas mesmas as distâncias e tempos de cut-off da corrida.

www.head.com

Corda Frequentemente questionado por iniciantes mas considerado indispensável pelos avançados Swimrunners: a corda. Ajuda a apoiar e guiar um ao outro, tanto na água como na terra. Durante as seções de natação, a corda permite que o nadador mais forte puxe o parceiro de equipa mais lento. Também evita que os parceiros de equipa se percam devido às diferenças velocidade, ondas altas ou entre outros participantes. Além disso, durante as corridas, um parceiro da equipa pode apoiar o outro em uma fase súbita de fraqueza. Desta forma poderão manter uma boa velocidade média de corrida. As cordas geralmente são elásticas e possuem perfis diferentes. É importante encontrar a corda certa e (o mais importante!) um comprimento de corda perfeitamente ajustado. A forma e a duração corretas devem permitir que um membro da equipa projete confortavelmente por trás do seu parceiro de equipa.

www.swimrunshop.com 10 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


Equipamentos de Segurança Sem dúvida, a peça mais importante do “equipamento de segurança” que se pode ter no Swimrun é o teu parceiro de equipa. É por isso que nunca devem estar a mais de 10 metros um do outro - especialmente na água. Claro, as corridas Swimrun também exigem outros equipamentos de segurança enquanto viajas por terrenos selvagens e águas abertas, onde podes precisar de responder a situações de emergência ou pedir ajuda. Por conseguinte, os organizadores de corridas solicitam frequentemente uma bússola, um apito e um kit de primeiros socorros à prova de água como equipamento obrigatório. Além disso, um dispositivo GPS é fornecido em muitos eventos, para que os participantes Swimrun possam ser rastreados pelos organizadores durante a corrida. A segurança é fundamental em todas as competições, portanto, não é surpreendente que o equipamento de segurança seja inspecionado de perto antes da corrida.

Extras

www.swimrunshop.com

Alguns dos extras que poderás levar contigo no treino/prova incluem: barras energéticas ou géis, ligaduras, medicamentos necessários, cremes protetores solares e frios, um relógio desportivo à prova de água com GPS ou função Swimrun, manguitos para os braços, notas do percurso com distâncias de corrida ou natação, bolsa de cinto, etc. No entanto, nunca te esqueças: menos é mais!

Para facilitar ainda mais a tua experiência nos eventos Swimrun, contamos mais uma vez com o apoio da HEAD Swimming, uma das principais marcas especializadas em equipamento Swimrun, que disponibilizará novos modelos de fatos de neoprene para alugar em todos os eventos Swimrun Portugal. Para receberem mais informações acerca do serviço de aluguer, poderás entrar em contacto diretamente com o representante da HEAD através do email: wetsuits@srbs-sports.pt

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 11


RUI DOLORES | ATLETA HEAD®

12 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 13


O que é necessário ter em conta

no treino para uma prova de Swimrun? Muitos iniciantes ouvem falar de “Swimrun” e imediatamente acreditam que por nadarem e correrem, já se encontram preparados a sua primeira corrida. Por vezes não é assim tão simples. Afinal de contas, será em equipa que participam nas provas e também irá requerer a utilização de equipamento especial. Por outro lado, o treino de corrida é muitas vezes feito mesmo ao sair da porta de casa, o que raramente se assemelha ao percurso que é feito em prova. Assim sendo, é aconselhável alinhar o teu plano de treino com a realidade da natureza do desporto Swimrun. Se considerares apenas duas disciplinas isoladas, irás acabar por treinar somente isso mesmo e não no cenário nem as condições da prova que irás realizar. Com isso em mente, é altamente recomendável treinar junto do teu parceiro de equipa. Dessa forma, irão trabalhar os pontos fortes e fracos da vossa equipa com o parceiro, de forma que sejam capazes de lidar com certas situações competitivas – “drafting” na água, correr por cima de pedras ou lidar da melhor forma com a corda que estão ligados. A participação conjunta da equipa em treinos ou em algumas corridas de preparação (eventos de corrida, Swimrun Camps, e provas de natação de águas abertas) é igualmente importante: permite que os parceiros de equipa verifiquem os respetivos níveis de desempenho em condições competitivas, podendo ajustar a sua intensidade de treino individualmente.

O equipamento Swimrun também deve ser usado regularmente durante os treinos. Nadar com palas é altamente recomendado, uma vez que usá-las apenas em prova pode levar a dores no ombro e consequentes lesões. O manuseamento dos equipamentos a utilizar também deve ser praticado. É muito fácil para uma equipa inexperiente perder tempo durante uma prova nas várias transições; ou devido a tentativas desajeitadas de organizar o pull buoy, a touca e os óculos que podem saltar das suas mãos. O resultado? A equipa não foi suficientemente rápida na competição, podendo ser barrada num “cut-off” e, consequentemente, arriscar um final precoce da prova, tudo devido atrasos desnecessários. Naturalmente, é recomendável que pratiques a corrida com o fato de neoprene e a natação com as sapatilhas, para que te ambientares ao modo como esses itens afetam o teu movimento e fazer as modificações necessárias. Isso também irá ajudar a habituares-te às rápidas mudanças entre disciplinas (natação / corrida) e às condições desafiantes (horizontal / posição vertical do corpo, temperaturas frias / quentes). Uma boa dica para iniciantes em Swimrun: procurar notícias online e vídeos de Swimruns anteriores. Observa e aprende algo das especificidades de cada prova, o equipamento usado e a técnica de corrida

14 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE

e natação dos atletas participantes. Para desta forma, poderes também usar esse conhecimento para ajustar o teu próprio plano de treino. Além disso, é sempre importante considerar o percurso da prova durante o treino. Caso possas enfrentar ondas altas durante a prova, a piscina ou o lago local podem não ser o melhor lugar para simular a competição. E aqueles que se inscreveram para uma corrida em montanha, irão precisar de um reforço muscular extra nas suas pernas de forma a enfrentar o desnível das montanhas. Uma nota final em relação a treino: se possível é melhor pertenceres a um clube de treino. Em primeiro lugar, irás treinar sob a supervisão de especialistas, o que realmente poderá contribuir para melhorar a tua técnica de corrida e natação. Além disso, irás seguir um plano de treino individual recomendado por um treinador, que em principio, não se irá focar somente no treino físico, mas também dará tempo para a recuperação. Em terceiro lugar, possivelmente irás ter acesso a instalações especiais de treino. Por fim, o vínculo a um clube irá ajudar-te a resistir às tuas fraquezas internas; por exemplo, quando se trata de acordar para mergulhos matinais.


GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 15


16 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


Informações sobre

competições Swimrun Alguns anos atrás, podíamos contar pelos dedos de uma mão o número de corridas de Swimrun existentes - e quase todas maioritariamente na Suécia. Mas esses dias acabaram. Existem agora competições de Swimrun realizadas em toda a Europa e continuam a surgir novos eventos um pouco por todo o mundo e em lugares distantes como a Austrália, Ásia e América. Hoje já existem Circuitos Nacionais de provas Swimrun tal como Portugal, Espanha, Alemanha, França e Itália. No entanto, o destaque anual continua a ser o “ÖTILLÖ Swimrun World Championship”, realizado no início de setembro na Suécia. A prova contém um total de 65 km de corrida e 10 km de natação. Os participantes podem ganhar um lugar diretamente através de várias provas de qualificação do Circuito ou indiretamente através de um sistema de classificação específico. No entanto, algumas vagas também são concedidas a novatos e patrocinadores ambiciosos, ou distribuídas em sorteio realizado anualmente. Os tempos de corte apertados são desafiantes, mas fundamentais para que os participantes consigam completar todo o percurso entre o nascer e o pôr do sol. Enquanto os inventores do Swimrun conseguiram realizar esta aventura em cerca de 26 horas, agora as equipes de elite levam menos de oito horas para ir de Sandhamn a Utö. Os 75 km desta prova podem não agradar a todos os praticantes de Swimrun. Mas neste momento, com uma oferta de mais de 300 eventos de Swimrun por ano em todo o mundo, acreditamos que algum deles possa ser um evento para ti - com o tipo de distância e perfil de terreno que procuras. Links: SWIMRUNSHOP swimrunshop.com WORLD OF SWIM RUN worldofswimrun.com OTILLO SWIMRUN SERIES otilloswimrun.com SWIMRUN PORTUGAL swimrunportugal.com

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 17


HUGO BALUGA | ATLETA SWIMRUN HEAD®

18 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE


O que resta a dizer? Swimrun não é uma moda passageira - ou para mencionar as palavras dos co-inventores Michael Lemmel e Mats Skott: “Swimrun veio para ficar”. Eles conseguiram desenvolver uma ideia “maluca” num desporto sério e em expansão, com cada vez mais novos praticantes ano após ano. Para os Swimrunners, a alegria do evento é multifacetada: o retorno à natureza, a aventura, a simplicidade do desporto, o espírito de equipa, a luta com os elementos da natureza e consigo mesmo e a oportunidade de viajar pelo mundo e descobrir novos lugares fascinantes. O futuro do Swimrun ainda é incerto. A essência aventureira do desporto irá permanecer? Ou irá tornar-se numa modalidade mais regulamentado e talvez até regulamentado por uma federação de Swimrun? Será que o desenvolvimento de equipamentos irá continuar? Podemos esperar navegação eletrónica de natação ou sapatilhas com barbatanas destacáveis? Tantas perguntas, para cada um de nós refletirmos no próximo Swimrun. Ou se calhar talvez seja melhor não.

GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE | SWIMRUN PORTUGAL | 19


WWW.SWIMRUNPORTUGAL.COM 22 | SWIMRUN PORTUGAL | GUIA DE INICIAÇÃO À MODALIDADE

Profile for swimrun.portugal

Publicação SWIMRUN Portugal #1  

Advertisement
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded