Issuu on Google+


Grupo de Amigos de Avós e Netos

Numa sociedade em que a esperança de vida é cada vez maior, há que dar primazia à qualidade de vida e à dignidade do idoso. Uma pessoa idosa saudável é autónoma e responsável, capaz de continuar a viver contribuindo para a sociedade em que está inserida. No entanto, o aumento da esperança de vida traz consequências, como é o caso do prolongamento de doenças crónicas, que se não controladas convenientemente, muitas vezes com ajuda de

terceiros,

podem

levar à dependência do idoso, quer física quer psicológica, e à incapacidade de viver sozinho. Por esta razão, não

o

podemos

colocar de lado, mas sim

proporcionar

adequar

e

alternativas

de forma a conseguir o seu máximo contributo e independência. Neste sentido, temos como primordial objectivo a prestação de cuidados especializados que promovam a qualidade de vida em situações de doença

e/ou

dependência

temporária

ou

permanente,

bem

como

proporcionar um variado leque de actividades ocupacionais que estimulam e mantêm o idoso activo na sociedade.


Declaração de Missão Caro Residente, o Grupo de Amigos de Avós e Netos, tem por missão acolher e prestar assistência de elevada qualidade a pessoas que desejem partilhar os seus anos de ouro em convívio diário com pessoas de idades semelhantes.  Responder

às

necessidades

básicas

individuais

dos

utentes

nomeadamente: alimentação, saúde, higiene e conforto pessoal;  Responder às necessidades de auto-estima do utente respeitando a sua independência, privacidade e individualidade;  Proporcionar contactos com o exterior e o convívio no interior da Residência, de forma a proporcionar ao utente a sua realização pessoal e social;  Promover a continuidade e reforço dos laços familiares, na prossecução do bem-estar emocional dos utentes;  Promover a felicidade e bem-estar dos utentes num ambiente familiar, reunindo um conjunto de técnicos e auxiliares de elevada competência, cujo fim é actuarem no sentido de tornarem realidade tal objectivo.

Equipa Técnica Terá ao seu dispor uma vasta equipa que lhe dará todo o apoio necessário designadamente: •

Directora Técnica;

Ajudante de Ocupação;

Ajudantes de Lar;

Trabalhadores de Serviços Gerais;

Cozinheira;

Ajudante de cozinheira.


Estrutura do Instituição A nossa Instituição dispõe: •

Sala de convívio;

Copa;

Instalações sanitárias;

Gabinete (directora).

Centro de Dia O Centro de Dia é uma resposta social, desenvolvida pelo Grupo de Amigos Avós e Netos, que consiste na prestação de um conjunto de serviços que contribuem para a manutenção dos idosos no seu meio sócio-familiar. Com os objectivos: •

Prestação de serviços que satisfaçam necessidades básicas;

Prestação de apoio-social;

Fomento das relações interpessoais ao nível dos idosos e destes com outros grupos etários, a fim de evitar o isolamento.

Condições gerais de admissão do utente: São condições gerais de admissão, no Centro de Dia: •

Idade igual ou superior a 65 anos (salvo excepções que deverão ser estudadas individualmente pela equipa técnica);

Residência na área de abrangência do Centro de Dia;

Não sofrer de doença infecto-contagiosa ou deficiência mental que prejudique o regular funcionamento da Instituição.

Critérios de Admissão A admissão do idoso far-se-á de acordo com os seguintes critérios de prioridade: •

Grande isolamento social;

Envelhecimento precoce;

Grave situação de pobreza.


Serviços prestados O Centro de Dia assegura os seguintes serviços: •

Alimentação;

Convívio/Ocupação

Cuidados de Higiene

Tratamento de roupa

Serviço de Alimentação No serviço de Alimentação são servidas três refeições principais, e que são: •

Pequeno-Almoço;

Almoço;

Lanche;

O jantar, caso os utentes o desejarem pode ser levado para casa (havendo desta forma algum acréscimo na mensalidade do utente). Ementa A ementa do Centro de Dia é constituída por pratos do dia e pratos de dieta, sendo afixada semanalmente em local visível. Os interessados deverão avisar com antecedência a sua preferência. Horário das refeições O horário das refeições é o seguinte: Pequeno – almoço: 9h30m-10h00m Almoço: 12h – 13h Lanche: 16h00m-16h30m Frequência do refeitório O refeitório pode ser frequentado pelos utentes do Centro de Dia e pelos sócios do Grupo de Amigos Avós e Netos. No refeitório deve-se respeitar as regras e práticas da boa convivência social.


Serviço de Higiene Pessoal 1.O Serviço de Higiene Pessoal abrange: •

Banhos;

Cabeleireiro;

2.Para a toma dos banhos os utilizadores deverão trazer de casa uma muda de roupa. 3. Os serviços de Cabeleireiro deverão ser requisitados com a devida antecedência, à pessoa responsável.

Serviço de Tratamento de Roupa O serviço de tratamento de roupa consiste na lavagem, secagem e na engoma da roupa. Para além deste serviço, caso seja necessário são garantidos pequenos arranjos de corte e costura. Todos os interessados pelos serviços de lavandaria deverão preencher um termo de responsabilidade. O prazo de devolução da roupa, depois de tratada pelos serviços de lavandaria, é de uma semana após a data de entrega. Serviço de Animação 1.As actividades de animação/Convívio estão afixadas no painel do Centro de Dia. 2.

Estas

actividades

são

planificadas

de

acordo

com

os

interesses

manifestados pelos utentes. 3. Para participarem, as pessoas interessadas, deverão efectuar a sua inscrição junto da Directora técnica da Instituição.

Centro de Convívio O Centro de Convívio é uma resposta social, desenvolvida pelo Grupo de Amigos de Avós e Netos, que consiste numa resposta social, desenvolvida


em equipamento de apoio a actividades sócio-recreativas e culturais organizadas e dinamizadas pelos idosos desta comunidade. Com os objectivos: •

Fomentar a relação entre utentes, sócios e familiares;

Contribuir para o retardamento do processo de envelhecimento;

Alimentação (Lanche);

Actividades de lazer.

Inscrição As inscrições para a valência de centro de convívio só terão efeito quando realizadas no mesmo. Admissão de utentes São condições de admissão: •

Ser sócio da presente instituição;

Ser reformado ou ter idade superior a sessenta anos, podendo excepcionalmente considerar-se idades ligeiramente inferiores.

Não estar em situação física de completa dependência;

Não sofrer de doença mental que possa prejudicar o normal funcionamento da presente instituição;

Não sofrer de doença infecto contagiosa;

Apresentar toda a documentação exigida.

Condições de admissão A admissão dos idosos far-se-á de acordo com os seguintes critérios de prioridade: •

Grande isolamento social;

Envelhecimento precoce;

Grave situação de pobreza;

Desajustamentos familiares;

Data de inscrição.


Horário de funcionamento O Centro de Convívio funciona entre as 14h e as 19h da tarde. Nos dias de feriado e fins-de-semana os serviços serão encerrados assim como a tarde de 24 de Dezembro e a tarde de 31 do mesmo mês. O lanche será servido às 16h (com excepção de alguma situação extraordinária).

Apoio Domiciliário O serviço de Apoio Domiciliário tem por objectivo proporcionar a prestação de cuidados individualizados no domicilio, a idosos, adultos ou famílias quando, por motivo de doença, deficiência ou outros impedimentos, não possam assegurar temporariamente ou permanentemente a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as actividades de vida diária.

Para concretizar este objectivo o Apoio Domiciliário assegurará: •

Prestação de cuidados de higiene e conforto;

Arrumação e limpezas no domicílio;

Confecção e distribuição de refeições;

Tratamento de roupas;

Contacto com o exterior;

Acompanhamento, recreação e convívio;

Condições de Admissão •

A admissão ao serviço de Apoio Domiciliário obedece às seguintes condições:

Necessidade da prestação de cuidados que assegurem a satisfação das necessidades básicas;

Necessidade de ajuda na execução das actividades da vida diária;

Residam na Freguesia de Lapas concelho de Torres Novas ou sempre que tal se justifique e seja possível, a acção do Grupo de Amigos Avós e Netos estender-se-á aos habitantes das Freguesias vizinhas.


Não podem ser admitidas em serviço de Apoio Domiciliário as pessoas ou famílias: •

Que necessitando de cuidados nas 24 horas, não tenham quem os assegurem nos períodos em que o pessoal não esteja presente;

Cuja problemática complexa ultrapasse o âmbito de competência do serviço de apoio Domiciliário.

Cantinas Sociais O Programa de Emergência Alimentar (PEA) pretende maximizar os recursos existentes, privilegiando uma lógica de proximidade, através da intervenção nas situações mais vulneráveis, garantindo às famílias que mais necessitam, o acesso a refeições diárias de baixo custo. Serviço Prestado O serviço prestado baseia-se na confecção e fornecimento de 50 a 80 refeições diárias (incluindo fins de semana e feriados), considerando almoço e/ou jantar, por cada cantina social, em regime de take-away, para consumo no domicílio. Beneficiários Desde que comprovada a situação de carência económica, as refeições poderão ser atribuídas a: •

Idosos com baixos rendimentos, desde que não se enquadrem noutra resposta social já existente;

Famílias expostas ao fenómeno do desemprego;

Famílias com filhos a cargo e baixos rendimentos;

Pessoas com deficiência e dificuldades em ingressar no mercado de trabalho;

Condições de Atribuição Constituem condições de atribuição:


A existência de avaliação que fundamente a situação de carência e/ou vulnerabilidade do Indivíduo e/ou família;

A situação de emergência temporária (calamidades públicas ou situações de despejo ou doença);

A inexistência

ou insuficiência

de

outros

meios/recursos

sociais

adequados à situação diagnosticada; •

A prova de identidade do titular e dos familiares;

A prova de residência do indivíduo, na área geográfica do concelho de Torres Novas;

Procedimentos •

Haverá um processo familiar, uniforme a todas as cantinas sociais, onde conste designadamente, a identificação completa e residência do indivíduo/agregado familiar entre outros elementos identificativos e justificativos do apoio prestado;

Efectuar-se-á a capitação do agregado familiar tendo por base o artigo 7º;

Haverá articulação entre as várias cantinas sociais e seus parceiros de modo a eliminar a possibilidade de sobreposição de apoio ao nível do fornecimento de refeições principais;

Confirmar-se-á a inexistência ou insuficiência de outros meios e/ou recursos do sistema de segurança social adequados à situação diagnosticada;

A prova dos rendimentos e das despesas mensais é efectuada mediante a apresentação dos respectivos comprovativos e a cópia dos mesmos será mantida no processo familiar;

Será assinada pelas partes uma declaração de aceitação onde constará

o

número

de

refeições

fornecidas,

o

valor

da

comparticipação familiar e a data de pagamento. O bom funcionamento da nossa Instituição depende do esforço empenhado de todos os profissionais. Contudo, tal nunca será realmente alcançado sem a sua colaboração (e da sua família), que, por determinante, antecipadamente agradecemos.


Guia de Acolhimento