Page 1

Jornal de um novo tempo Brasília, Distrito Federal, 8 fevereiro de 2012 - Ano 20 nº 785 - www.dfnoticias.com.br - redacaodfnoticias@uol.com.br - Exemplar R$ 1,00

Pode ser hoje

Todos podem ajudar

Reunidos por mais de três horas, ontem, na presidência da Câmara Legislativa, os deputados distritais não chegaram a um acordo para a nova composição das comissões permanentes da Casa. Uma nova reunião está marcada hoje , às 14h30.

Itapoã, região administrativa, fez aniversário este mês. Não tem muito o que comemorar, pois a segurança deixa a desejar, diz a população. Mas alguns moradores lembram que é preciso todos lutarem para fazer da cidade um lugar bom de se morar. Se todos colaborarem...

Foto: Alessandro Duarte/Divulgação

PIO

ANO LETIVO COMEÇA COM CONTAGEM REGRESSIVA Mais um ano letivo começa e a comunidade escolar já espera uma greve. Governo e Sindicato dos Professores não se entendem. Hoje, segundo o Sinpro, é o marco da contagem regressiva para a greve que pode ser iniciada dia 8 de março, com assembleia às 9h, na Praça do Buriti. “O Governo não cumpriu nenhum dos prazos que ele mesmo estipulou para discutir as reivindicações acordadas em abril

do ano passado que incluem a reformulação do quadro de carreira, convocação dos concursados, o plano de saúde”, afirma Washington Dourado, diretor do sindicato. Já a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação afirma que o Governo vem proporcionando à classe ganhos, como a Gestão Democrática que foi sancionada ontem, cursos que garantem ascensão profissional.

Entrevista

Qualificar é a meta Glauco Rojas, secretário do Trabalho afirma que sua pasta está desenvolvendo ações voltadas para a qualificação profissional não só para atender os eventos esportivos que a cidade vai receber, mas para atender o mercado de trabalho. E tem novidade para o empreendedor: o ProsperaPrograma de Microcrédito. Página 5 Foto: Divulgação

PERISC

Página 3 Foto: A. Sabino

Mundo Melhor

Pró vida Instituição valoriza a educação de jovens do Recanto das Emas e Samambaia. A ideia é promover inclusão social por meio de projetos como Educação Digital, Educação Infantil, Esporte, lazer e reforço escolar. Página 6

Carnaval vai sair às pressas

Petrobras foi a empresa que mais investiu em tecnologia para reduzir tempo e custo na exploração do pré-sal. Segundo a presidenta Dilma Rousseff, as pesquisas desenvolvidas pela empresa tiveram um investimento de R$ 9,5 bilhões. E reiterou que o Governo vai criar 201 escolas técnicas, entre elas, quatro novas universidades federais e 47 campi universitários, especialmente no interior do país, até 2014. Página 3

Foto: Divulgação

Presidenta afirma que Petrobras investe em pesquisa

Escolas de samba de Brasília aguardam para receber a qualquer momento verba do GDF para a realização dos desfiles das escolas de samba. “Está tudo certo e esperamos até o final da semana a verba. As agremiações estão a mil por hora para terminar os preparativos. Mas 2013 será melhor ainda com a nova Lei 4738/2011, que regulamenta o pagamento de no máximo 90 dias antes dos desfiles”, destacou o presidente da Uniesb, Geomar Leite”. Página 8

Cultura

Show inédito no Brasil Cirque du Soleil volta ao Brasil para apresentar novo show “Varekai”. O espetáculo promete muita ousadia, números aéreos, coloridos e verdadeiramente surpreendentes. Foto: Divulgação

Cidade

Governo Federal

Foto: Divulgação

29

Página 7


2 Brasília, 8 de fevereiro de 2012

PIO

UPA pode fechar

UPA de Samambaia pode fechar dia 13. O Conselho Regional de Medicina aceitou o pedido do Sindicato dos Médicos que quer a interdição do local por falta de condições de trabalho: falta de médicos, de remédios, de ambulâncias, de segurança... São muitas denúncias que o CRM recebe por mês devido a situação.

Frase

“Quanto ganha um alto executivo numa empresa privada? 80.000 reais por mês. E o presidente da Petrobras? Deve ser mais de 45.000 reais por mês. O juiz ganha 24.000 reais. Não é um salário à altura do cargo”, desembargador Ivan Sartori em entrevista a revista Veja.

Falta fiscalização nos cinemas da cidade

Foto: Divulgação

Foto: A. Sabino

PERISC

DF NOTÍCIAS

Alguns pais não têm dimensão da importância da classificação etária dos filmes. Quem administra os cinemas em Brasília não se preocupa em fiscalizar se crianças ou adolescentes estão assistindo filmes com cenas picantes e com sexo, mesmo acompanhadas dos pais. Isso foi observado no cinema de um shopping da cidade. Mães assistiam o filme Millennium, proibido para menores de 16 anos, com crianças de várias idades.

Assédio Sexual

Confidências gravadas

Numa administração regional, um chefe está usando o cargo para assediar as funcionárias. Já existem reclamações na Ouvidora do Governo do Distrito Federal. São ameaças de perder os cargos comissionados e outras coisas mais. Foto: Divulgação

Muita gente está assustada, com medo de terem tido suas conversas gravadas, principalmente os comentários sobre figuras políticas e análises que naturalmente são realizadas por quem tem intimidade com o poder. Alguns nem dormem.

É cada uma!

E a CPI do Pró-DF?

A direção do Centro de Ensino 10 da Ceilândia, recebeu do programa Um Computador por Aluno (UCA), do Governo Federal laptops que seriam distribuídos para cada um dos 470 estudantes de ensino fundamental. Mas os equipamentos passam a maior parte do tempo dentro de armários, pois a internet é muito lenta e não suporta um grande número de acessos simultâneos.

Continua seus trabalhos e segundo depoimento de quem trabalhava com o programa, a análise dos processos de concessão de terrenos do programa era feita sem critério no governo anterior. A deputada Eliana Pedrosa, presidente da CPI que vai reforçar pedido à Polícia Civil para cessão de um delegado e dois agentes, que auxiliarão na localização e intimação de novos depoentes.

Movimento do Sindiatacadista

Dia 13 de fevereiro, empresários do setor atacadista do Distrito Federal pretendem fazer uma manifestação em frente ao Buriti para demonstrarem que eles continuam sem condições de competirem com empresas de outros estados após a criação do Proatacadista, programa dá incentivos fiscais para o setor. Assim, as empresas vão continuar preferindo comparar fora do DF. Dizem que 600 caminhões irão ficar estacionados no Eixo Monumental.

Aumento da tarifa de Água

Foto: Divulgação

É preciso cuidar melhor da cidade

Segundo a Caesb, a alteração de tarifa, que vigorará a partir do dia primeiro de março, vê para garantir o equilíbrio econômico financeiro, para a manutenção do poder de compra dos custos de serviços executados e a continuidade da prestação dos serviços no nível estabelecido pelo contrato de concessão.

Os problemas relacionados com a pavimentação asfáltica da cidade são constantes e todos culpam o período chuvoso, só que em muitos lugares o asfalto lembra uma colcha de retalhos pela quantidade de reparos feitos. Dizem que é preciso fazer um serviço mais aprimorado e a longo prazo.

Água mina

No Setor de Indústrias Gráficas, em frente ao Bloco B, há uma água minando constantemente do asfalto. Só que chamam a Caesb e os funcionários que atenderam a reclamação, informam que não é responsabilidade da empresa. E o mau cheiro que exala do esgoto? Ninguém resolve nada.

Cuidado!

Foto: S. Vieira

Falta faixa de pedestre

Recebemos muitas reclamações de moradores de Águas Claras. Segundo eles, falta uma faixa de pedestre em frente à Estação Arniqueiras. Eles têm que atravessar todos os dias a pista para estação enfrentando os carros, principalmente pela manhã , meio-dia e à noite. Com a palavra o Detran.

As redes sociais estão ai a favor de todos, mas é importante saber usá-las. Para isso temos que saber quem somos, quem nos cerca, onde trabalhamos e principalmente o que vamos dizer para não cometermos o mesmo erro que uma certa autoridade que levou um puxão de orelha de seu chefe maior.

Artigo

Desigualdade de renda e crescimento econômico Desde o início do governo Lula, muito se tem falado sobre a desigualdade social no Brasil. Muitos atribuem a melhora recente na distribuição de renda ao crescimento econômico, por meio da geração de empregos para os mais pobres, ao passo que um outro grupo reforça o papel das políticas públicas de transferência de renda como principal fator para esse processo. O fato é que o Brasil ainda apresenta um dos maiores níveis de desigualdade do mundo. Vamos analisar esse fenômeno de uma maneira mais abrangente. Em 1970, os dados do Censo mostraram claramente que houve um aumento sensível na desigualdade de renda. Os governos militares não tinham como negar esse fato, portanto passaram a procurar uma justificativa. Foi neste contexto que apareceu o professor Carlos Langoni, da FGV-RJ que, utilizando a teoria de Kuznets como base, argumentou que este aumento na desigualdade era natural, decorrente do acelerado crescimento econômico vivido no período. Com efeito, entre 1960 e 1980, o PIB brasileiro cresceu em proporção nunca vista até então. Como os brasileiros estavam melhorando de vida, alguns acumulavam mais riquezas, o que era fundamental para o investimento, sendo então um processo necessário, mas reversível. Com o tempo, as pessoas mais pobres passariam a desfrutar dessa

Diretoria Suéllen Vieira Barreto - Presidente

Redação Francisca Rocha - Editora franciscapautas@gmail.com

dfnoticias@uol.com.br redacaodfnoticias@uol.com.br

Vivianne Frota - Repórter annefrota@bol.com.br

www.dfnoticias.com.br

Cledson Soares - Design gráfico

melhora, diminuindo novamente a desigualdade. Além disso, mesmo que a desigualdade aumentasse, os mais pobres estavam em melhores condições, pois sua renda aumentara, apesar de ser em menor proporção do que a dos mais ricos. Contrários a essa teoria, alguns economistas mostraram que tal processo não era natural. Atribuíam então a políticas intencionais do governo militar esse aumento na desigualdade, como a redução brusca do salário mínimo real promovida pelo governo. Com a chegada da década de 1980, a inflação galopante passou a ocupar o centro do cenário econômico, e o debate sobre a distribuição de renda arrefeceu. Nesse período, a desigualdade aumentou ainda mais, pois a inflação corroía a renda dos mais pobres, que não tinham como proteger seus recursos em aplicações financeiras. Este foi um período mais cruel, pois a desigualdade aumentou e a renda dos mais pobres diminuiu significativamente. Era necessário então que houvesse uma forma de combater esse mal maior, a inflação. om o Plano Real, em 1994, a inflação foi domada, mas a desigualdade não diminuiu na década de 1990. O efeito positivo do período foi a melhora na educação, a dar subsídio para um aumento no nível de emprego que viria nos anos 2000, já que o crescimento econômico na época foi próximo de zero. á com a economia estabilizada, foi possível aos governos seguintes

DF NOTÍCIAS Expediente O DF NOTÍCIAS é de propriedade da DF Notícias Editora Ltda SIG - Quadra 3 Bloco B Entrada 75 2º Andar CEP 70610-400 - Brasília-DF

promover o crescimento e o aumento do nível de emprego, além de políticas de transferência de renda, responsáveis pela significativa melhora na distribuição de renda apresentada na década de 2000. Cada um dos fatores tem sua importância nesse processo, mas o mais importante é perceber que eles não são concorrentes, e sim complementares. Políticas de transferência de renda ajudam os mais necessitados no curto prazo, enquanto o emprego melhora a vida deles no longo prazo. Sem políticas de transferência de renda, a diminuição da desigualdade estaria ocorrendo em ritmo significativamente mais lento. Há quem argumente que essas políticas desincentivam a geração de emprego. Vale ressaltar que o programa Bolsa Família paga no máximo de R$ 200 para seus beneficiários, e que o salário mínimo supera R$ 500. Assim, ou o empregador está pagando um salário que viola a Constituição Federal, ou o argumento é inválido. Essa renda, por menor que seja, ajuda as pessoas a viver em condições um pouco melhores, mas não são a solução final para o problema. É necessário que se crie uma forma de as pessoas não dependerem mais dessa renda. Recém graduado, o estudante de economia Paulo Henrique Mendes ganhou o Prêmio Corecon-DF de Economia para a melhor monografia.

e-mail: redacaodfnoticias@uol.com.br

Os artigos e matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.

Telefones: 3964-0777 e 3039-2631

Impressão F. Câmara Gráfica e Editora.


Brasília, 8 de fevereiro de 2012 3

EDUCAÇÃO -

Com o aumento de alunos que ingressaram na rede, o Sindicato dos Professores se preocupa com a falta de mestres em sala de aula neste início de ano letivo

Contagem regressiva: professores podem entrar em greve em março O

Foto: A. Sabino

ano letivo para os alunos da rede pública de ensino começa hoje e já começa com muitas polêmicas referentes a falta de professores, remoção dos mesmos, à merenda escolar e com ameaça de greve que será deflagrada dia 8 de maio se o Governo não apresentar uma proposta que atenda às reivindicações da categoria. Segundo Washington Dourado, diretor do Sindicato dos Professores, em abril do ano passado,foi acordado com o Governo que haveria a reformulação do quadro de carreira, convocação dos concursados, o plano de saúde, entre outros. “ São várias reivindicações que não foram cumpridas: o Plano de Saúde que seria apresentado até 30 de julho de 2011 e implantado em janeiro de 2012; a reestruturação do nosso Plano de Carreira que teria seu projeto de lei elaborado até setembro de 2011 e sua implantação feita em três etapas, sendo a primeira em março de 2012; nem mesmo a ‘Mesa Permanente de Negociação’ para discussão dos demais itens da pauta teve continuidade. O Governo não cumpriu nenhum dos prazos que ele mesmo estipulou”, descreve Washington. Acrescenta ainda: “O GDF teve tempo mais que suficiente para dar uma resposta e a categoria deu diversas provas de tolerância, demonstrando sua disposição para negociar. Portanto, o dia 8 de março é o último prazo para o Governo rever seu descaso com os professores e honrar a palavra empenhada.” Para Lúcia Maria Pires, moradora de Riacho Fundo II o ano mal começou e já está preocupada com a possível greve, sem contar com a faltar de professores. “Ano passado faltaram professores de algumas matérias por

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/EBC/Divulgação

Pres. do Sindatacadista disse que a situação é preocupante

Professores da rede pública esperam o novo quadro de carreira que vai corrigir várias distorções existentes

tempo considerável. Este ano minha filha vai fazer o terceiro ano e se houver greve, como ela vai enfrentar a terceira etapa do PAS?” Washington Dourado cita a falta de professores como um dos problemas de todo início de ano. Ano passado a Secretaria de Educação só convocou 350 professores concursados e zerou o banco de contrato temporário. “Este ano, com o aumento do número de alunos na rede, o número de carências a serem supridas será bem maior”, adianta Dourado. Karina Alves, professora, desabafa: “Entra governo e sai governo e a educação não é vista como prioridade. As condições de trabalho são péssimas e o salário é o menor se comparado com as outras categorias com curso superior.” Ontem pela manhã foi sancionada pelo Governador, a Lei que estrutura a

Gestão Democrática nas escolas públicas do DF , projeto de Lei nº 164/11 aprovado por unanimidade pela Câmara Legislativa. As eleições para diretores e vice-diretores de escolas devem ocorrer daqui a 180 dias. Portanto, as 649 do Distrito Federal terão os seus dirigentes escolhidos pela comunidade escolar (professores, funcionários, alunos e pais de alunos). Qualquer servidor da área de Educação poderá se candidatar, desde que tenha graduação. Toda comunidade escolar pode votar também, mas alunos acima dos 13 anos e se for menor, votarão seus pais ou responsáveis. A Gestão Democrática prevê a autonomia para as escolas que vão gerenciar os recursos recebidos e fiscalizados pelo Conselho Escolar. Para o secretário de Educação, Denilson Bento

da Costa este é um momento histórico. “Não podemos pensar uma educação limitada e formulada por meio de um só gestor. É preciso abrir a interlocução entre comunidade e Estado, com disposição entre os dois lados para que possamos dar norte à melhor maneira de educar”, comemora. Rosilene Correa, diretora de Imprensa do Sinpro, lembra que hoje será realizado um ato, no Setor Leste, escola localizada na L2 Sul, quando o sindicato estará recepcionando alunos e professores como marco da contagem regressiva para o indicativo de greve do dia 8 de março. A assembleia no próximo mês será realizada às 9h, na Praça do Buriti. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação, as carências foram supridas pelo retorno de professores que estavam

lotados em outros órgãos e convênios. Retornaram às salas de aulas 1.900 professores. Ainda, a Secretaria se antecipou e já começou a contratar dois mil educadores por Contrato Temporário. Faltarão, segundo a assessoria, aqueles professores que ficaram doentes ou estão em tratamento médico de última hora. Afirma que as negociações com a categoria estão fluindo e há ganhos a se notar. Um exemplo é a Eape (Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação) que abriu cursos de licenciatura curta para professores normalistas que ainda são em torno de 800 e cursos de licenciatura plena. Isso garante para a categoria ascensão profissional e ganhos salariais. Mesmo com o aumento de ingresso de alunos na rede que foi em torno de 8% a 10% este ano, não vão faltar professores.

Segunda chamada do ProUni já está disponível na internet A Agência Brasil divulgou que o Ministério de Educação (MEC) liberou os resultados da segunda chamada do Programa Universidades para Todos (ProUni). Os participantes podem consultar a lista dos pré-aprovados na página do programa na internet. Os selecionados terão até o dia 15 de fevereiro para apresentar a documentação às instituições para as quais foram aprovados. Este ano, o MEC está priorizando a primeira opção dos candidatos. Isso significa que quem já se inscreveu na faculdade em segunda opção, poderá refazer a matrícula para o curso da primeira opção caso esteja incluído na segunda chamada da lista de aprovados divulgada hoje. Quem não foi classificado em nenhuma das duas chamadas, ainda pode compor uma lista de espera. Essa lista será usada pelas instituições de ensino superior para preencher as vagas que permanecerem ociosas. Os interessados devem se inscrever na lista de espera também pela internet, entre os dias 22 e 24 de fevereiro. A primeira chamada da lista de espera será divulgada no dia 27, com prazo de apresentação de documentos dos dias 28 de fevereiro a 2 de março. A segunda chamada será liberada no dia 9 de março, com matriculas de 12 a 15 do mesmo mês. Foto: ProUni

DF NOTÍCIAS

Governo Federal

“Investimentos em tecnologia pode reduzir tempo e custo da exploração do pré-sal”, disse a presidenta Nos últimos cinco anos, a Petrobras investiu R$ 9,5 bilhões em pesquisa e desenvolvimento, tornando-se a empresa brasileira que mais investe no setor. A informação foi dada pela presidenta Dilma Rousseff na coluna Conversa com a Presidenta publicada ontem (07). Em resposta ao representante comercial Carlos Ferreira, de Caxias do Sul (RS), ela explicou que 70% desses investimentos da Petrobras estão concentrados em exploração e produção, com ênfase no desenvolvimento de tecnologias para o pré-sal, permitindo a redução do tempo e do custo na perfuração dos poços. “Estão em andamento diversos projetos de pesquisas, a maior parte desenvolvida em parceria com universidades brasileiras e empresas fornecedoras de bens e serviços para a indústria de óleo e gás. Praticamente todos os grandes fornecedores internacionais da indústria de óleo e gás estão abrindo centros de tecnologia no Brasil. Destaco também que o Centro de Pesquisas da

Petrobras (Cenpes), no Rio de Janeiro, foi duplicado em 2010, tornando-se o maior centro de pesquisas aplicadas do hemisfério sul e um dos maiores do mundo. Todas essas iniciativas estão transformando o Brasil num dos mais importantes polos de desenvolvimento tecnológico nessa área.” A presidenta Dilma também reiterou, em resposta ao tecnólogo Ricardo Victor Gonçalves, de São Paulo (SP), que o governo vai criar 201 escolas técnicas, quatro novas universidades federais e 47 campi universitários, especialmente no interior do país, até 2014. “Estamos ampliando de 120 para 515 os municípios atendidos pela educação profissional e tecnológica e de 114 para 275 os municípios atendidos pelo ensino superior federal. Temos também o Prouni e o FIES, que continuarão democratizando o acesso ao ensino superior.” Dilma Rousseff também comentou a criação do piso salarial nacional do magistério que visa a valorização dos professores. Ela lembrou

Foto: Divulgação

que esta era uma reivindicação antiga dos docentes da educação básica e que o projeto de lei que cria o Plano Nacional da Educação, em tramitação no Congresso, prevê a elaboração de planos de carreira para o magistério. Além disso, de acordo com a presidenta Dilma, o Ministério da Educação está investindo na capacitação

por meio do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica. “Em 2007, 600 mil professores não tinham graduação ou atuavam em áreas diferentes daquela em que se formaram. Hoje, 360 mil deles cursam a primeira ou a segunda graduação. O sistema Universidade Aberta do Brasil, que oferece educação

a distância para professores, em 2011 registrou 204 mil alunos matriculados e 629 polos de apoio presencial em todo o país.”. À vendedora Carolina Junqueira, de Londrina (PR), que questiona a falta de saúde dentária para a população de baixa renda, a presidenta Dilma esclareceu que o programa Brasil Sor-

ridente incluiu, em 2011, as especialidades de ortodontia e implantodontia. Alem disso, informou a presidenta, 970 novas equipes do programa foram criadas em 53 municípios. Segundo ela, ao todo são 21.394 equipes, presentes em 87% das cidades brasileiras. “Os nove anos do Brasil Sorridente estão mudando a realidade da saúde bucal no país. Segundo a Organização Mundial de Saúde, em 2003, éramos um país com média prevalência de cárie e, hoje, somos um país com baixo índice de cárie.” A presidenta Dilma acrescentou que, em 2010, 185 novos laboratórios regionais de prótese dentária foram credenciados e essenciais para o país atingir o recorde de 290 mil próteses distribuídas. “Estamos também realizando doações de Unidades Odontológicas Móveis visando ampliar a cobertura de saúde bucal em localidades de difícil acesso e para populações menos favorecidas. São 150 unidades doadas até agora, com capacidade para 350 atendimentos por mês, cada uma”, concluiu.


4 Brasília, 8 de fevereiro de 2012

DF NOTÍCIAS

ATUALIDADE - Comércio temporário incomoda feirantes e

comerciantes. Alegam que o prejuízo é grande e que não há fiscalização

Feiras itinerantes dão dor de cabeça

A

s feiras itinerantes vêm cada vez mais ameaçando os comerciantes do Distrito Federal. No começo as feiras aconteciam em temporadas como a Festa dos Estados, mas agora se tornaram quase que permanentes, ou seja, toda semana tem programação. Existem no Distrito Federal aproximadamente 64 feiras permanentes e sua grande maioria irregular. Mas com a sanção da Lei das Feiras em breve muitas serão regularizadas. A lei aprovada não alcanças as chamadas feiras itinerantes que vêm provocando prejuízos ao comércio e ainda não foi encontrada uma solução definitiva para esse tipo de comércio temporário, informal e muitas vezes ilegal, que provoca evasão de divisas e de tributos, em detrimento do comércio legalmente estabelecido em cada região. O comerciante João Augusto Gonçalves, de 53 anos, reclama que mesmo as feiras não sendo próximas ao comércio tiram o rendimento das vendas. “Olha, não acredito que essas feiras sejam corretas. Como que um local onde cabem 80 bancas vai caber 150. Isso é uma bagunça, não existe nenhuma fiscalização”, disse. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Feirantes do DF (Sindifeira- DF), Francisco Valdenir Machado, ressalta esta preocupado, pois a maioria prejudica o comércio. “Conversamos com o governador Agnelo Queiroz e pedimos que haja uma fisca-

Foto: Nereu de Almeida/Divulgação

lização ou que esse assunto seja visto com mais atenção. Imagina um galpão para 100 feirantes e você vai dividir esse espaço em 200. E sem falar que eles fazem a feira naquele local e o prejuízo fica para o comércio”, destacou. Mesmo convivendo há tantos anos com a feira, Adriano Neves da Fernandes, não se acostuma com o movimento gerado pelo comércio de rua e principalmente pelas feiras livres. Ele está insatisfeito, devido aos transtornos causados pelo preço e qualidade. “Não temos como pagar impostos, taxas e contas e ainda cobrar o mesmo valor vendido na feira livre ou nos camelôs. Vou dar um exemplo: tem uma feira que acontece no Gilberto Salomão e lá é um shopping com comércio que paga impostos, entre outras contas. E com lojas muito boas. É justo?”, desabafa. Valdenir Machado salienta que Brasília tem capital

e lugares suficientes para a realização de feiras próprias. Mas segundo ele, não é preciso mais feiras, pois as que existem já têm muitos problemas de irregularidades, de abandono e principalmente ainda se firmando para ficarem de acordo com a Lei das Feiras. “Essa é uma preocupação e cada dia que passa fica pior. A melhor parte é quanto à segurança das feiras, porque nas itinerantes vemos viaturas da PM, Detran e nas permanente não existe nem policiamento”, O prejuízo do comércio da região pode chegar a uma perda de 20 a 25% de vendas. O feirante precisa de uma inscrição estadual e de um alvará para funcionar em uma feira permanente específica. Para abrir uma feira é preciso de um local para a realização, se for particular devem pagar o valor do local, mas é preciso alvará autorizado pelo administração da cidade. E para pleitear um local público de-

verá passar por uma licitação para a devida aprovação. O diretor de Serviços Públicos da Coordenadoria das Cidades, Pasen Asad, explica que as feiras públicas e permanentes são de responsabilidade do órgão. E ressalta que as feiras realizadas em locais públicos não acontecem próximo ao comércio. “Quando existir alguma irregularidade é só entrar em contato com a administração, que então acionará a Agefis para fiscalizar a anormalidade. O governo não tem interesse em criar novas feiras, pois precisamos antes de qualquer coisa cuidar das que já existem. E que inclusive demandam atenção”, disse. O diretor ressaltou que caso a administração de uma cidade tome conhecimento de alguma irregularidade, somente neste momento que a Coordenadoria de Cidades pode tomar alguma decisão por ser responsável pelas administrações regionais.

Receita libera da malha fina mais um lote de restituições do IR 2011 A Receita Federal liberou da malha fina mais um lote de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física 2011. A consulta ao lote estará disponível hoje (8), a partir das 9h, na internet. Foram liberadas também declarações retidas de 2010, 2009 e 2008. O dinheiro será depositado no banco no próximo dia 15. De 2011, serão creditadas restituições para um total de 43.277 contribuintes, corrigidas em 9,47 %. Do

Foto: Divulgação

exercício de 2010, serão 13.495 declarações corrigidas em 19,62 %. Referentes ao lote residual de 2009, são 6.861 declarações com correção de 28,08 % e de 2008, o número de declarações liberadas chega a 3.076, corrigidas em 40,15%. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet (http://www.receita.fazenda.gov. br), ou ligar para o Receitafone 146.

Mercado de trabalho Concurso: Cast abre 108 vagas CEASA A CEASA (Centrais de Abastecimento do Distrito Federal) informa que apartir do dia 06 deste mês estarão abertas inscrições para concurso para o provimento de vagas e formação de cadastro reserva para diversos cargos que estão em aberto, com oportunidades para profissionais de nivel médio e superior. Os salários variam de R$ 1.082,08 a R$ 3.434,01 para os seguintes cargos: Administrador Advogado Agrônomo - Contador Economista - Motorista Engenheiro Elétrico Técnico em Comercialização Técnico em Contabilidade Assistente Administrativo As incrições podem ser feitasVIA INTERNET: De 00h00min do dia 06 de fevereiro de 2012 até às 23h59min do dia 08 de março de 2012, no site www. consulplan.net. Ou VIA PRESENCIAL: De 06 de fevereiro de 2012 a 08 de março de 2012 (exceto sábados, domingos e feriados), no local de inscrições.

Empresa de tecnologia de ponta, a Cast anuncia a abertura de 108 vagas de emprego neste início de ano. As oportunidades estão distribuídas entre Rio de Janeiro, São Paulo, Araraquara, Brasília e Belo Horizonte. Com a demanda crescente do mercado de tecnologia e a abertura de novos escritórios no Brasil e no exterior, a Cast contratou mais de 900 funcionários em 2011. Para este ano, a projeção é de aumentar o quadro de profissionais, atualmente com 1.800 colaboradores, em 30%. Essas primeiras vagas de 2012 são para as mais diversas funções: analista ADM de dados SGBDs sênior, analista de administração de dados pleno e sênior, analista BPM Oracle pleno, analista de requisitos pleno e sênior, analista de sistemas .Net pleno e sênior, analista de sistemas Java pleno, analista de sistemas pleno e sênior, analista de suporte a banco de dados pleno, analista de sistemas OBIEE, analista de suporte Microsoft, analista de teste, auxiliar administrativo TI – PPD, arquiteto de sistemas, arquiteto de SW, auxiliar administrativo PPD, coordenador de treinamento e desenvolvimento, DBA SQL Server, líder de projetos sênior, programador Java pleno e sênior, programador .Net/SharePoint sênior, suporte Infra SharePoint e EPM sênior, suporte Infra Active Directory/ Exchang, técnico de sup orte Infra Windows pleno e sênior, técnico de suporte Infra Linux/Unix, técnico de suporte a rede pleno e sênior e testador. O Rio de Janeiro dispõe do maior número de oportunidades: 39, seguido por São Paulo (21); Araraquara (21), no interior paulista; Belo Horizonte (16); e Brasília (11). Os candidatos serão contratados de acordo com a disponibilidade de cada região. O processo de recrutamento inclui provas técnicas, dinâmicas de grupo e entrevistas. Para ver o perfil completo das vagas e cadastrar seu currículo, os profissionais devem acessar o site www.cast.com.br.

Pesquisa indica que 3,8 milhões de jovens estão fora da escola Estudo feito pelo movimento Todos pela Educação aponta que 3,8 milhões de crianças e jovens entre 4 e 17 anos estavam fora da escola em 2010. Na década (20002010), entretanto, houve um aumento de 9,2% na taxa de acesso à escola, segundo o estudo De Olho nas Metas 2011, divulgado hoje (7). A Região Norte registrou o maior aumento na frequência ao sistema de ensino, com crescimento de 14,2%, o que possibilitou o atendimento de 87,8% das crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos. A Região Sudeste teve o menor avanço na década, expansão de 8%. Ainda assim, é a parte do país com maior índice de jovens matriculados, 92,7%. No Brasil, a taxa de inclusão escolar chega a 91,5%. Mesmo com o acréscimo nas taxas de frequência, o relatório aponta que o país não conseguiu superar a meta intermediária (de 93,4% de acesso) estabelecida para o ano de 2010. Com o maior número de jovens em idade escolar (17,3 milhões), a Região Sudeste registra o maior número de crianças e adolescentes fora da escola (1,27 milhão). Desses, 607,2 mil estão no estado de São Paulo, unidade da federação com maior número de jovens sem estudar. Percentualmente, no

entanto, apenas 7% dos paulistanos entre 4 e 17 anos não frequentam a escola. Na Região Norte são 579,6 mil jovens que não estão estudando. O Acre é o estado com a pior taxa de inclusão, 85%, o que representa 35 mil crianças e adolescentes fora do sistema de ensino. As taxas de acesso à pré-escola permanecem em patamares muito mais baixos que os estabelecidos pelas metas. Crianças de 4 e 5 anos têm a menor taxa de atendimento (80,1%). Na Região Norte, apenas 69% das crianças que deveriam estar na pré-escola estão estudando. O ensino médio também apresenta uma taxa de frequência menor do que a média. Na faixa de 15 a 17 anos, apenas 83,3% estão inseridos no sistema de ensino, o que representa 1,7 milhão de jovens fora da escola. O menor percentual de acesso é registrado novamente no Norte (81,3%). O estudo De Olho nas Metas é um relatório anual cujo intuito é acompanhar indicadores educacionais ligados às cinco metas estabelecidas pelo Todos Pela Educação para serem cumpridas até 2022. A primeira meta é chegar ao índice de 98% ou mais das crianças e jovens de 4 a 17 anos matriculados e frequentando a escola no prazo de dez anos.

Publicada portaria que autoriza microcrédito para pessoas com deficiência O governo publicou hoje (7) no Diário Oficial da União , segundo a Agência Brasil, uma portaria com a lista de bens e serviços que poderão ser financiados por pessoas com deficiência, com recursos de microcrédito. Na lista, estão produtos como computador portátil braille, mouses alternativos, cadeiras de rodas com adequação postural e lupas eletrônicas portáteis, entre outros. A portaria é assinada pelos ministros da Fazenda, Guido Mantega, da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário. A medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), no dia 26 de janeiro. As pessoas com deficiência poderão ter financiamentos até R$ 30 mil com recursos do microcrédito. A decisão do CMN

autoriza os bancos a aplicar os recursos destinados a esse tipo de operação, que tem juros mais baixos que as linhas comuns de crédito. Atualmente, os bancos são obrigados a destinar 2% dos depósitos à vista para o microcrédito, o que totaliza cerca de R$ 1 bilhão disponíveis. O CMN também estabeleceu condições para os bancos liberarem empréstimos para pessoas com deficiência com recursos do microcrédito. Primeiramente, os juros efetivos não poderão ser maiores que 2% ao mês. Além disso, o valor da taxa de abertura de crédito (TAC) não poderá ser superior a 2% do valor total do empréstimo. As operações também deverão ter prazo mínimo de 120 dias (quatro meses). O prazo pode ser menor, se a TAC for reduzida na mesma proporção.

Investir em franquias é um bom negócio O mercado de franquias está em alta no país. Ao invés de abrir uma nova marca, muitas pessoas têm preferido investir nas consagradas. Mas ser um empreendedor de sucesso não é algo simples. Existem vários cuidados a serem tomados para que o sonho não se torne um pesadelo. “É preciso fazer uma boa pesquisa sobre a marca: saber se é bem sucedida, se a empresa é confiável, se é participativa e ativa em eventos da Associação Brasileira de Franchising (ABF), visitar as lojas e conversar pessoalmente com franqueados, a fim de saber se estão satisfeitos”, acredita Renata Rouchou, diretora de expansão do Spoleto. Outro fator essencial é procurar por grupos que tenham oportunidades de desenvolvimento, seja por expansão no país ou por ramificações da marca, ou seja, possibilidade de novos produtos. “É muito importante, também, conhecer as perspectivas de crescimento da franquia, sendo interessante optar por aquelas com possibilidade de crescer regionalmente ou por meio de novas marcas, que possuam negócios rentáveis”, explica Renata. Além disso, é preciso saber em quais etapas a franqueadora auxilia o novo empreendedor. “O suporte não deve ser somente na inauguração, mas na pós-inauguração também. Deve-se checar se a empresa é transparente na

condução dos negócios, abrindo os números para apreciação do franqueado”, esclarece a coordenadora de expansão. Com essa visão, a rede Spoleto oferece assistência na avaliação e na negociação do ponto, loja-escola, onde se abordam todos os aspectos da operação e da gestão, amparo intensivo em ações de marketing de ponto de venda antes e após a inauguração e consultores de negócio, que orientam os empreendedores para a melhoria do ponto de venda e a manutenção dos padrões exigidos pela Vigilância Sanitária. Existe um leque de opções de franquias. Porém, deve-se analisar atentamente o mercado em que irá investir. “O ideal é procurar setores que sejam menos suscetíveis a variações econômicas, como, por exemplo, o setor de alimentação. E, dentro desse campo, achar parceiros que sejam mais dirigidos à alimentação diária e comercial, compatível ao tíquete médio do trabalhador brasileiro. As chances de dar errado, com certeza, serão bem menores”, orienta Renata. Os interessados em participar da rede podem entrar em contato nos telefones (21) 3956-8600 ou (11) 3956-8600 ou pelo email franquia@spoleto.com.br.


5 Brasília, 8 de fevereiro de 2012

DF NOTÍCIAS

Federal, Glauco Rojas, 2011 foi o ano que mais se qualificou a mão-de-obra na cidade, e o índice de desemprego foi o menor em relação a outros anos

Enfrentando o desemprego com qualificação profissional empregadores tomarem para si esse legado, que é um legado humano. A Copa vai deixar legado de concreto e aço que é o estádio, de mobilidade urbana que é muito importante para a cidade, mas nós acreditamos que esses eventos vão deixar um legado humano que é superar de uma vez por todas o gargalo da quali�icação pro�issional.

conturbado. Muitas agências fecharam por conta do decreto que exonerou os servidores comissionados. Mas foi um ano vitorioso. Foram atendidas 16 mil pessoas. O Distrito Federal é um produtor de artesanato. O que está sendo feito para o setor? Reativamos a rota do artesanato, que são feiras itineFoto: A. Sabino

V

árias ações estão sendo dinamizadas pela Secretaria de Trabalho para enfrentar o problema da falta da quali�icação pro�issional que ameaça vários cargos no Distrito Federal. Em entrevista ao DF Notícias, o titular da pasta, Glauco Rojas, explica quais projetos a Secretaria vem realizando para combater este problema e quais melhorias o trabalhador informal, o microempresário pode esperar para enfrentar o mercado de trabalho. Quais as principais ações desenvolvidas pela Secretaria de Trabalho para combater a falta de quali�icação pro�issional no DF? Brasília tem uma demanda de quali�icação pro�issional que está acumulada há muito tempo.Nossa tarefa é resolver essa demanda e o Governo Agnelo determinou que este governo vai ter como meta a quali�icação pro�issional. Em 2011 já abrimos duas mil vagas no Quali�icopa e agora em fevereiro já temos mais duas mil vagas. Em muito pouco tempo de governo já são quatro mil vagas. Quantas pessoas já foram formadas e em quais áreas? Já formamos duas mil pessoas como garçons, supervisor de hospedagem, camareiro(a), web designer, promotor de vendas, vendedor, montagem e manutenção de micro. É uma ação concreta, é um comprometimento do governo com a quali�icação da mão-de– obra. Muitas dessas pessoas qualificadas são mulheres com mais de 40 anos. Conseguimos inserir no mercado de trabalho cerca de 30% dos formandos. Em alguns cursos, o percentual chegou a 50%. Esse calendário de eventos internacionais como a Copa das Confederações, a Copa do Mundo, a etapa das Olimpíadas servem como estímulo cívico para a sociedade, governo, trabalhadores e

Glauco Rojas, secretário de Trabalho está à frente da pasta desde o início do governo Agnelo Queiroz

Quais as ações que estão sendo realizadas agora em fevereiro? Estamos com duas mil vagas abertas no Quali�icopa. As inscrições vão até o dia 10 de fevereiro. Estão abertas vagas para cursos de Informática Básica, Organização de Eventos, Web Designer, Atendente de Consultório,Telemarketing, Montagem e Manutenção de micro, garçom, Supervisor de Hospedagem, Camareira e Vendedor. São 18 Agências do Trabalhador no DF. Qual a análise que o senhor faz do funcionamento delas? Ano passado as agências atenderam o dobro de pessoas em relação a 2010, apesar que o ano passado foi um ano

rantes que percorrem todas as cidades satélites. Moralizamos a obtenção da carteira de artesão, que muitas vezes era usada como moeda política, eleitoral. Agora cada artesão para obter sua carteira tem seus trabalhos avaliados por três técnicos. O critério hoje é mais transparente. Onde o artesão deve ir para se habilitar? Dentro do Conic tem a Agência que é só para atender o artesão. Lá ele se cadastra para participar das feiras, para tirar a carteira, para comercializar seu produto. Lembrando: o artesão só pode comercializar seus produtos nas feiras sem ter problemas com a fiscalização, de posse da carteira de artesão.

Tem alguma novidade para o empreendedor ? Vamos abrir o Prospera Programa de Microcrédito do Distrito Federal. Programa com fundo próprio que vai atender aquele pequeno empresário que não tem acesso à rede bancária. É um crédito altamente subsidiado. O trabalhador começa tomando R$ 2 mil e pode chegar a R$ 11 mil. Terá uma carência para pagar e ele paga com juros que nenhum banco no mercado oferece. Como o senhor avalia a pesquisa sobre emprego? A pesquisa nos deixou bastante felizes, porque o Distrito Federal chega ao menor número de desemprego dos últimos anos. Recebemos esta notícia como um indicativo de que nós estamos no caminho certo. Ainda tem muita coisa para ser realizada. Esses dados comprovam que estamos no caminho certo. Há mais alguma ação voltada para o jovem? O jovem e as mulheres acima de 40 anos ainda é a parte da população que encontra di�iculdade para ingressar no mercado de trabalho. Nós vamos abrir o Projovem ainda nesse semestre. Serão cinco mil vagas para jovens entre 18 e 29 anos. Ao fazerem os cursos eles irão receber uniformes, alimentação, material didático, seguro de vida e uma bolsa de R$ 100 por mês.

Considerações �inais:

A cidade vive um momento histórico. É um momento muito claro: ou a gente aproveita ou perde. Este é o momento de fazer. Outro ponto importante para o Distrito Federal foi a realização da Primeira Conferência do Trabalho Decente. Foi discutida uma pauta mundial, que a Organização Mundial do Trabalho discute todos os anos os países. São temas relacionados à precarização do trabalho, que envolve trabalho infantil, escravo e todas outras formas de trabalho precário.

FECOMÉRCIO

Editoras atrasam entrega de livros para papelarias Fevereiro chegou e com ele o período de aquisição de material escolar. No entanto, alguns pais estão tendo dificuldades em garantir os livros didáticos dos filhos. Isso porque algumas editoras não estão cumprindo com o prazo de entrega, segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Material de Escritório, Papelaria e Livraria do Distrito Federal (Sindipel-DF), José Aparecido da Costa Freire. “Sou dono de cinco livrarias e sei dos problemas atípicos da falta de livros. Fiz um levantamento em algumas livrarias e pude comprovar as dificuldades”, afirma José Aparecido da Costa Freire. O presidente do Sindipel explica que as editoras fazem a divulgação dos livros entre agosto e outubro. Em novembro, é feita a adoção dos materiais pelas escolas. Em seguida, é enviada a lista aos pais e livrarias. Entretanto, os pedidos feitos no ano passado ainda não chegaram aos estabelecimentos. “Essa é uma dificuldade geral no DF”, comenta Freire. Ainda de acordo com ele, o sindicato encaminhou uma carta para 16 editoras cobrando os títulos faltosos. “Na negociação ficou decidido que até o dia 15 de fevereiro os pedidos seriam entregues”, completa. As editoras alegam que os livros em falta foram para a reimpressão e o material reformulado ainda não ficou pronto. Foto: Joel Rodrigues

ENTREVISTA – Segundo o secretário do Trabalho do Governo do Distrito

Número de falências é menor para janeiro desde 2005 A quantidade de falências decretadas em janeiro deste ano foi a menor para o mês desde 2005. Ao todo, houve 33 decretos em todo o país no primeiro mês do ano. De acordo com o indicador Serasa Experian de falências e recuperações, 29 foram de micro e pequenas empresas, três de médias e uma de grande. Em janeiro de 2011, o levantamento havia registrado 41 falências decretadas. Para os economistas da Serasa, a situação das empresas brasileiras está melhorando gradualmente.

Governo discute projetos para empreendedores do DF O secretário da Micro Empresa e Economia Solidária do Distrito Federal, Raad Massouh,anunciou na sexta-feira (3), durante um café da manhã realizado no auditório da Biblioteca Nacional de Brasília, proposições da secretaria para o ano de 2012. Também foram discutidos projetos direcionados para os empreendedores individuais. O presidente do Sistema Fecomércio-DF (Federação, Instituto, Sesc e Senac), Adelmir Santana, participou do encontro e elogiou o entusiasmo de Massouh à frente da pasta. “Rogo que ele consiga alcançar os objetivos traçados. Dentre eles, a redução da burocracia que os empreendedores enfrentam”, disse Adelmir.

SINDUSCON – DF

Inscrições da 10ª Copa Sinduscon-DF de Futebol As empresas do setor da Construção Civil do Distrito Federal já podem montar e inscrever seus times na 10ª edição da Copa Sinduscon-DF de Futebol Society. O tradicional torneio promovido pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon-DF) está com inscrições abertas até o dia 13 de março. Cada empresa pode concorrer com um time de até 12 jogadores. A taxa de inscrição custa R$ 700. O campeonato deve contar com mais de 30 equipes e será realizado de 24 de março a 2 de junho. A 1º fase da competição será de caráter classificatório. As equipes que vencerem seguem para a 2ª fase, que será disputada no sistema de eliminatória simples. Os jogos serão sempre aos sábados, exceto feriados, das 8h as 13h, no Arena Futebol Clube, no Setor de Clubes Sul. “O evento vai proporcionar a interação entre os

trabalhadores da Indústria da Construção Civil, incentivando a prática esportiva e o espírito de equipe, além de promover a aproximação e competitividade entre as empresas associadas”, afirma o presidente do Sinduscon-DF, Julio Cesar Peres. Para facilitar o acesso dos jogadores, o Sinduscon-DF vai oferecer transporte gratuito da Rodoviária do Plano Piloto ao local. Além de medalhas e troféus para o primeiro, segundo e terceiro lugar, todos os participantes irão concorrer a prêmios como notebooks e TVs de LCD. As partidas são sempre acompanhadas de confraternizações. Durante todo o período de realização do torneio, os participantes também poderão contar com atendimento odontológico, feito em parceria com o Serviço Social do Distrito Federal (Senconci-DF).

Custo Unitário Básico da construção do Distrito Federal tem alta de 1,40% em janeiro Os preços da Construção Civil no DF aumentaram 1,40% em janeiro de 2012, em comparação a dezembro de 2011. É o que aponta o Custo Unitário Básico do Distrito Federal por metro quadrado (CUB-DF/m²), índice divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-DF). No primeiro mês do ano, o CUB/m² no DF foi de R$ 898,50, de acordo com o padrão R8-N (residência multifamiliar padrão normal - garagem, pilotis e 8 pavimentos). A variação positiva no mês é resultado do aumento de, aproximadamente, 6% na mão de obra. “Esse crescimento ainda é reflexo do reajuste dos salários das categorias em novembro, que foram pagos em dezembro”, explica o presidente da Comissão de Economia e Estatística do Sinduscon-DF, Marcus Peçanha. O índice reflete a variação mensal das despesas do setor para utilização nos reajustes de contratos da Construção Civil. Considerando os últimos 12 meses, o custos acumulam expansão de 6,31%. Em janeiro, o custo da construção brasiliense foi de R$ 898,50, sendo R$ 438,06 (48,75%) de despesas com mão de obra; R$ 392,79 (43,72%) referentes

aos materiais; R$ 62,27 (6,93%) às despesas administrativas e R$ 5,37 (0,60%) aos equipamentos. Dos 29 insumos pesquisados no mês passado, 17 registraram redução em seus preços, enquanto oito registraram aumento. Os demais permaneceram com os seus preços estáveis. Entre os materiais com maior representatividade na composição do CUB-DF/m2, que apresentaram redução em seus preços, destacaram-se: emulsão asfáltica impermeabilizante e tubo de ferro galvanizado com costura Ø 2 ½”. Já a alta foi refletida, sobretudo, no bloco de cerâmica. O Índice Geral de Preços (IGP-M) apresentou variação de 0,25% em janeiro de 2012. Nos últimos 12 meses, a variação acumulada foi de 4,53%.O CUB-DF/m² é calculado e divulgado mensalmente pela Comissão de Economia e Estatística do Sinduscon-DF, presidida pelo engenheiro Marcus Peçanha, que acompanha a evolução dos preços de 25 materiais de construção, salários de três categorias de mão de obra (pedreiro, servente e engenheiro) e um equipamento (aluguel de betoneira).


6 Brasília, 8 de fevereiro de 2012

DF NOTÍCIAS

Educação de qualidade A

passagem pela creche e pré-escola é uma fase muito importante para o bom desenvolvimento infantil. É nos primeiros anos de vida que se definem o potencial de aprendizado, a estabilidade emocional, valores e diversas habilidades. Vale lembrar que a creche e a pré-escola também colaboram com as mães: com o filho na escola desde cedo, elas podem trabalhar e garantir um aumento de renda (além de que, muitas vezes, a mãe é a única fonte de renda da família). Por isso, a Instituição Pró Vida tem por objetivo ajudar na formação educacional de crianças que residam no Recanto das Emas e Samambaia do Distrito Federal. Essa educação começa desde uma atenção e carinho até atividades complementares de informática e esportiva. Atualmente cerca de 50 crianças de 4 a 6 anos de idade recebem diariamente cuidados por meio de profissionais das áreas de pedagogia, psicologia, enfermagem e assistência social.

Foto: Divulgação

Projeto da Instituição Pró Vida atende em média 130 alunos de 7 a 17 anos de idade com residência no Recanto das Emas e Samambaia. Os jovens recebem gratuitamente transporte, reforço alimentar e reforço escolar

História A instituição surgiu juntamente com a inauguração de Brasília, por meio de um casal de americanos. O casal veio para Brasil com o objetivo de construir uma escola agrícola no Goiás. Nesta época, o casal conheceu o presidente Juscelino Kubitschek e pediu um terreno para abrir uma instituição para orientar meninos de rua e cuidar de idosos. Com o tempo, se tornou uma creche, pois se viu uma necessidade de desenvolver atividades de inclusão social, já que Brasília precisava dessa premissa. Hoje, com mais reformulações, a creche passou a ser uma instituição de atividades complementares para as comunidades. São atividades que desenvolvam gestos, atitudes, palavras, que reforçam a autoestima das crianças e favoreçam a formação da cidadania. No Pró Vida as crianças recebem um apoio e complemento da Educação Infantil, como alfabetização, atividades lúdicas (brinquedoteca), acompanhamento pedagógico, re-

creação com brincadeiras, passeios, piscina, e alimentação adequada, higiene pessoal e, além disso, tratamento odontológico. A ideia é promover para a comunidade uma inclusão social diferenciada e de qualidade. A moradora Gabriela Assunção, 20 anos planeja colocar seu filho de 6 anos para fazer atividades na instituição e garante que a qualidade do ensino é uma

das melhores. Segundo ela, a instituição mesmo sendo única na região é referência em Brasília e dessa forma qualquer mãe quer colocar seu filho para receber cuidados de profissionais qualificados. “Moro ao lado da instituição e nunca consegui colocar meu filho, pois o Recanto não tem muitas creches e isso dificulta na hora de conseguir uma vaga. Atualmente a maior parte das creches

são pagas e longe”, disse. “Preciso trabalhar e a organização da instituição é impecável, dessa forma fico mais tranquila. Sem falar que eles dão preferência para moradores do Recanto das Emas e Samambaia”, relata a mãe Gabriela. O diretor e pastor Celiomar Dias de Oliveira conta que as escolas públicas de Educação Infantil de Brasília não têm salas suficientes para atender todas as crianças. E que metade de todas as escolas para crianças pequenas do país são particulares ou mantidas por doação. Segundo ele, isso prejudica muito as crianças. “Para se ter uma ideia o Recanto das Emas tem aproximadamente mais de 150 mil habitantes e apenas duas creches. Uma pública e o Pró Vida que é mantido por doações. E tudo é um absurdo. As mães precisam trabalhar e as crianças estudar”, enfatiza o Pastor. “A Creche hoje, além de uma necessidade é um direito de toda e qualquer criança. E acredito que para melhorar ou se ter uma mudança favorável é preciso uma intervenção do governo. O Recanto das Emas, por exemplo, tem um alto índice de criminalidade e 90% são de jovens de 12 a 14 anos. Falta um planejamento eficaz. Porque nós que trabalhamos com essa área de inclusão social ficamos sem saber o que fazer”, ressalta Celiomar ao dar sua opinião sobre a falta de creches e de programas mais engajados com o jovem em Brasília.

Uma parceria que deu certo O Pró Vida acreditou que a inclusão digital é um importante fator no processo educativo e por isso resolveram oferecer cursos profissionalizantes aos jovens do Recanto e criaram o projeto Educação Digital. O projeto destina-se a atender 200 jovens, que semanalmente têm aulas de informática básica, possibilita o acesso a ferramentas como Word, Excel, PowerPoint e Internet. Desta forma facilitando a inclusão no mercado de trabalho. Outra grande atividade realizada pelo Pró Vida é o Projeto Esporte, Lazer e Educação que proporciona a prática esportiva como qualidade de vida para crianças e jovens. A ideia é com isso descobrir novos talentos, investindo na formação de atletas e prioritariamente, servindo como instrumento de integração e resgate na cidadania, formando o caráter dos futuros cidadãos. Além disso, o projeto conta com uma infra-estrutura que possibilita a prática de esportes, atividades de lazer e palestras educativas.

Como contribuir Os recursos que o PRÓ VIDA utiliza para desenvolver os projetos provêm de doações de pessoas físicas ou jurídicas. Para ser um parceiro, faça sua doação: Banco do Brasil: Agência: 452-9 Conta Corrente: 404367-7.

SAÚDE

O consumo do álcool atinge de 20 a 30% da população mundial. O alcoolismo é considerado uma doença pela Organização Mundial da Saúde que provoca transtornos físicos e psicológicos Alcoolismo é a dependência do indivíduo ao álcool, considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer seriamente o bom funcionamento do organismo, levando a conseqüências irreversíveis. Mas o álcool é uma droga lícita e seu consumo traz muitas consequências físicas e comportamentais e chega ao abandono do convívio social, trabalho e estudo. Além da desagregação familiar. A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho. O álcool encontrado nas bebidas é o etanol, uma substância resultante da fermentação de elementos naturais. O álcool da aguardente vem da fermentação da cana-de-açúcar, e o da cerveja, da fermen-

tação da cevada, por exemplo. Quando ingerido, o etanol é digerido no estômago e absorvido no intestino. Pela corrente sanguínea suas moléculas são levadas ao cérebro. A longo prazo, o álcool prejudica todos os órgãos, em especial o fígado, que é responsável pela destruição das substâncias tóxicas ingeridas ou produzidas pelo corpo durante a digestão. Dessa forma, havendo uma grande dosagem de álcool no sangue, o fígado sofre uma sobrecarga para metabolizá-lo. O álcool no organismo causa inflamações, que podem ser: gastrite, quando ocorre no estômago; hepatite alcoólica, no fígado; pancreatite, no pâncreas; neurite, nos nervos. Os perigos do álcool : Apesar de ser aceito pela sociedade, o álcool oferece uma série de perigos tanto para quem o consome quanto para as pessoas que estão próximas.

Grande parte dos acidentes de trânsito, arruaças, comportamentos anti-sociais, violência doméstica, ruptura de relacionamentos, problemas

no trabalho, como alterações na percepção, reação e reflexos, aumentando a chance de acidentes de trabalho, são provenientes do abuso de álcool.

Sinais do alcoolismo :

- Você já sentiu que deveria diminuir a bebida? - As pessoas já o irritaram quando criticaram sua bebida? - Você já se sentiu mal ou culpado a respeito de sua bebida? - Você já tomou bebida alcóolica pela manhã para “aquecer” os nervos ou para se livrar de uma ressaca? Apenas um “sim” sugere um possível problema. Em qualquer dos casos, é importante ir ao médico ou outro profissional da área de saúde, imediatamente, para discutir suas respostas. Eles podem ajudar a determinar se você tem ou não um problema com a bebida, e, se você tiver, poderão recomendar a melhor atitude a ser tomada.

Medicina Tropical As doenças tratadas como “Negligenciadas”, são ignoradas pela indústria farmacêutica que não vê lucro com a comercialização e com o desenvolvimento de pesquisas para estas doenças, na verdade, tropicais. A grande maioria das vítimas é oriunda de regiões extremamente pobres, o que torna o desenvolvimento de tratamento para esses problemas menos atraente à indústria. A Sociedade brasileira de medicina Tropical (SBMT) acredita que o Brasil precisa assumir o papel de representante legítimo dos trópicos. Dos países que são os acometidos por este grupo de doenças como Doença de Chagas, esquistossomose (quadro), hanseníase e outros, o Brasil desponta com muitos casos. Realizar tra-

balhos, pesquisas, se torna uma referência. Apesar de louvar a iniciativa anunciada em Londres de que treze das maiores farmacêuticas do mundo se uniram ao Banco Mundial e a iniciativas governamentais e privadas para anunciar um super pacote de combate às doenças tropicais, a SBMT lamenta que a divulgação não tenha sido feito em países que realmente sofrem com esse tipo de problema, tais como: Índia, Brasil, Arábia Saudita e Austrália. A Sociedade crê na mudança de perspectiva para criar novas diretrizes para combater essas doenças. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 1 bilhão de pessoas – ou seja, uma em cada sete habitantes do planeta – tenha alguma doença tropical. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Alcoolismo


Brasília, 8 de fevereiro de 2012 7

DF NOTÍCIAS

Arte e emoção com Varekai Um dança, outro voa, muda-se de época, de roupa, de cor, de som e estado de espírito. O circo mais famoso do mundo, o Cirque du Soleil passa por Brasília pra deixa sua beleza e magia. E para não ficar de fora os ingressos já estão a venda no site Foto: Divulgação

Depois dos espetáculos Saltimbanco, Alegria e Quidam, o Cirque du Soleil volta este ano ao Brasil para a sua quarta temporada, dessa vez com o espetáculo Varekai, criado e dirigido por Dominic Champagne. A nova turnê brasileira teve início no dia 15 de setembro de 2011. Ao todo são oito cidades do Brasil, (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife, Salvador, Curitiba e Porto Alegre). O espetáculo Varekai fez sua primeira estréia em 2002, já visitou passou por 55 cidades pelo mundo e já foi visto por mais de seis milhões de pessoas. O Show Varekai é um espetáculo de malabares, trapezistas, vôos nas alturas, contorcionismo, e palhaços, contando com enredo, cenário e vestuário próprios, bem como música ao vivo durante os espetáculos. A trilha sonora é composta por músicas de diferentes culturas de países diferentes.

História do espetáculo

Em uma misteriosa floresta no interior de um vulcão, existe um mundo extraordinário. Um lugar onde tudo é possível, Varekai. Um jovem solitário cai dos céus e assim começa a história de Varekai. Caindo de pára-quedas no meio de uma floresta misteriosa e mágica, um lugar fabuloso habitado por criaturas de mil metamorfoses, este jovem homem lança-se numa aventura absurda e intrigante. Neste lugar longínquo, onde tudo é possível, inicia-se uma celebração à redescoberta da vida. Serviço: Data: 23 de Fevereiro a 4 de Março de 2012 Hora: De quinta a domingo Local: Área externa do Parkshopping – Brasília Ingressos: www.varekai.com.br ou no local Classificação: Livre Mais informações: 4003-5588

Barcelonas em Pedaços Luiza Possi pelo Meu Amigo é o Pequeno Príncipe 1º Festiarte

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Estrupenda Trupe apresenta o espetáculo “O Pequeno Príncipe” um clássico da literatura Universal que conta a história de um jovem explorador a procura de novos amigos. A aventura do corajoso principezinho é narrada por Helena, uma menina muito esperta que adora ler e contar histórias. Com música ao vivo, projeções de imagens e manipulação de objetos, os atores cantores convidam os espectadores, crianças e adultos, a se emocionarem com essa incrível jornada.

O Instituto Cervantes apresenta, até o dia 25 de fevereiro, a exposição “Barcelona em Pedaços”. A exposição mostra Barcelona em composições fotográficas construídas a partir de fragmentos da cidade registrados por Fabrício Gonzaga. O fotógrafo mostra Barcelona como um grande mosaico de pessoas e elementos urbanos – referência inevitável ao artista Gaudí. Gonzaga evidencia em suas imagens as sensações de viver na cidade catalã, a seus olhos fragmentada em espaços e tribos, instiga a curiosidade sobre os objetos observados e convida o espectador a descobrir novos mundos e formas de viver. Fabrício Gonzaga nasceu no dia 27 de agosto de 1985, em Belo Horizonte, e morou toda sua infância em Janaúba, pequena cidade do norte de Minas Gerais. Aos 15 anos, voltou para a capital mineira e, em seguida, terminou seu ensino médio em Des Moines, Estados Unidos, por meio de programa de intercâmbio estudantil. Graduou-se em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília em 2008, ano em que ingressou na carreira diplomática. Mora atualmente em Brasília e trabalha no Ministério das Relações Exteriores. Sua experiência com fotografia iniciou-se em 2010, ao fazer um curso básico em Brasília. Em maio do mesmo ano, participou do curso “Taller de Iluminación”, do Instituto Superior de Desenho e Escola de Imagem (IDEP) da cidade de Barcelona. Nesse período realizou o trabalho fotográfico desta exposição. Serviço: Local: Espaço Cultural Instituto Cervantes, na 707/907 Sul, Bloco D Quando: até o dia 25 de fevereiro Horário: segunda a sexta-feira, de 8h às 21h. Sábados, de 8h às 14h Entrada Franca Classificação: Livre Mais informações: (61)3242-0603

Formada por Artistas e Arte-educadores, a Estrupenda Trupe é um grupo de teatro brasiliense que desde 2005 cria e apresenta espetáculos para crianças e adultos. Desde sua fundação a Estrupenda Trupe tem como meta a democratização da arte, acreditando que todo ser humano, desde sua infância, é capaz de apreciar, discutir e produzir arte. Tem destaque na pesquisa do grupo a música ao vivo, a metalinguagem, a cultura popular, e o teatro para infância. Em 2010 em parceria com a faculdade de artes Dulcina de Moraes e o grupo teatral Celeiro das Antas, fundou o Núcleo de Pesquisa em Arte para Infância e Juventude. Em 2011 inaugura o curso de teatro Estrupenda Trupe, com turmas regulares, atendendo atores e não-atores, proporcionando-lhes um contato direto com a linguagem teatral. Ao longo de seis anos o grupo coleciona prêmios e conquistas.

Capital do Rock O projeto Capital do Rock promove uma noite especial para divertir a galera. É o Tributo à diva do rock, Janis Joplin, com a famosa banda Quinta Essência, que promete lotar a casa – os últimos shows da banda no Capital do Rock colocaram mais de 400 pessoas para dançar e cantar junto. Nas picapes, DJ Maraskin, com o melhor do rock’n’roll. O projeto, realizado pela Homem da Marreta Produções e que já chega em seu terceiro ano de sucesso de público e crítica, acontece toda quarta-feira, a partir das 21h, na Stadt Bier Cervejaria, e visa resgatar a vertente do rock’n’roll de Brasília – grande sucesso e repercussão nacional nos anos 70 e 80. Em todas as noites, antes e depois da banda, o DJ Alex Maraskin também toca muito rock’n’roll e suas vertentes.

A cantora Luiza Possi se apresenta na Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, no domingo (12) com show de abertura da Ligiana Costa. As apresentações acontecem a partir das 20h e fazem parte da programação do 1ª Festival Internacional de Artes de Brasília. A cantora e compositora Luiza Possi Gadelha nasceu no Rio de Janeiro no dia 26 de junho de 1984. Filha da cantora Zizi Possi e do produtor musical e diretor artístico Líber Gadelha, em 1999 Luiza foi convidada para subir ao palco e cantar uma música com a banda que estava abrindo o show do Skank no Credicard Hall, em São Paulo. O público consistia de 12 mil pessoas, e a cantora interpretou a música “O Vento”, do Jota Quest, apenas ao som do piano e de sua voz. Em 2001, a cantora seguiu com algumas bandas, tocando de maneira informal. Em 2004, Possi lançou o segundo álbum, intitulado Pro Mundo Levar, através da Indie Records. Este disco produziu dois hits, “Over the Rainbow” e “Tudo Que Há de Bom”. Em 2006 Luiza foi convidada para assinar um novo contrato mas perferiu abrir o seu próprio selo, a LGK Music, com distribuição da gravadora EMI/Som Livre.

Serviço:

Local: Stadt Bier, no SIG Sul quadra 6 lote 2190 Quando: 8 de Fevereiro, às 21h. Ingressos: Feminino R$ 10,00 / Masculino R$ 15,00 Mais Informações: (61) 3344-6777 ou capitaldorock@gmail.com Classificação: 18 anos.

Teatro Animado dos Bonecos O publico de Brasília, tem a oportunidade de conhecer o teatro de boneco da Espanha com Cia. Transpusteros que apresenta no Instituto Cervantes o projeto Teatro Animado dos Bonecos, com Marcos Pena. O espetáculo acontece no próximo dia 11 de fevereiro, Una historia sencilla (Uma história simples), para público a partir de 12 anos. Conta o dia a dia de um casal de lavradores dos Pirineus. Uma trama de invejas pela possessão das terras do casal que todos querem ter, já que dizem que em suas terras se esconde petróleo. Uma história simples onde reina o bom humor.

Serviço:

Serviço:

Foto: Divulgação

Local: Espaço Cultural do Brasília Shopping Quando: até o dia 26 de Fevereiro Horário: Sábados e Domingos às 15h e 17h Ingressos: Inteira R$ 30,00 / Meia R$ 15,00 Mais Informações: (61) 8162-6324 Classificação: Livre

Serviço: Local: Espaço Cultural Instituto Cervantes, na 707/907 Sul, Lote D Quando: 11 de fevereiro, 19h Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) Classificação: 12 anos Mais informações: (61) 3242.0603

Local: Sala Villa-Lobos - Teatro Nacional Cláudio Santoro Data: 12 de fevereiro, às 20h Ingressos: Entrada franca (distribuídos a partir das 14h, no foyer do Teatro Nacional) Classificação: Livre

Pedro e o Lobo” A Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro e o Ballet de Brasília, sob a regência do maestro Claudio Cohen, e da coreografia de Giselle Santoro, acontece dia 08 de fevereiro. A apresentação do balé “Pedro e o Lobo” de Sergei Prokofiev, dentro da programação do I Festival Internacional de Artes de Brasília. “Pedro e o Lobo”, do compositor soviético Serguei Prokofiev, é uma fantasia musical baseada num conto russo, em que os personagens são representados pelos instrumentos da orquestra. Narra as aventuras de Pedro, seu amigo Passarinho, seu avô, uma Pata, uma Gata, 3 Caçadores e um grande e mau Lobo cinzento, e como o esperto menino consegue derrotar o Lobo e levá-lo para o Zoológico. Serviço: Local: Sala Villa Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro Quando: 08 de fevereiro, 10h e 19h Ingressos: Entrada Franca Classificação: Livre


Brasília, 8 de fevereiro de 2012 8

DF NOTÍCIAS

CIDADE Mais uma vez é Carnaval em Brasília. Todo início de ano o folião se esquenta para festa que ocorre no Distrito Federal, seja nas ruas ou assistindo os desfiles. A expectativa para este ano é atrair mais pessoas

Povo Fala O que você acha do carnaval de Brasília?

“Moro na cidade há 20 anos e acredito que o Carnaval de Brasília deveria ser mais investido no carnaval de rua, porque é mais a cara de quem mora no DF. Poucas pessoas assistem desfile do DF” __________

Luiz Gonçalves Freitas, autônomo, 45 anos

Fotos: A. Sabino

“Carnaval aqui é muito bom. Deveria ter mais investimentos. Mais acho que falta de discernimento do brasileiro é muito grande. Hoje a bebida impera, a violência toma conta e a folia é para poucos”. _______________ Graciet Carvalho, aposentada, 85 anos

Reta final: Trabalho redobrado E

scolas de samba de Brasília precisam trabalhar 24h para garantir a folia do brasiliense. Mais um ano e as escolas terão que redobrar sua atenção, experiência e jogo de cintura para concluir as fantasias e adereços a tempo para o dia 18 de fevereiro. No DF são 20 escolas filiadas à União das Escolas de Samba e Blocos de Enredo de Brasília (Uniesb), dessas seis pertencem ao grupo especial, nove de acesso e cinco blocos de enredo, neste caso, grupos que desfilam com menos estrutura. As escolas estão a todo vapor, segundo o presidente da Uniesb, Geomar Leite. “Estamos a todo vapor para terminar e acredito que este ano vai ser difícil de decidir à vencedora”, disse. As vésperas do carnaval, as escolas de samba do DF correm contra o tempo, mas ainda aguardam receber a segunda parte do valor para custear os gastos das agremiações. A primeira parcela para o carnaval foi depositada no dia 26 de janeiro pelo GDF. A segunda parcela é de R$ 2 milhões e está prevista para esta semana. O presidente da Uniesb, Geomar Leite explicou que está tudo certo para que ocorra o pagamento. Mas como se não bastasse não receber a verba do GDF com antecedência, houve a demora na definição

Liliane Do Carmo, auxiliar de serviços gerais, 35 anos

grandioso e esplêndido”, destacou. Com muita movimentação e produção acelerada a expectativa é aumentar o número de foliões na avenida.

Carnaval do Brasiliense começa cedo Mesmo tendo um pouco mais de 50 anos a capital federal já é tradicional. Foram os antigos funcionários públicos do Rio de Janeiro, transferidos para Brasília, que fundaram nosso Carnaval. Neste momento surgiram os primeiros vestígios com os bailes em clube, em baixa e carnaval de rua sem participação popular. Logo depois, as primeiras escolas fundadas por moradores das cidades satélites, como a famosa Acadêmicos da Asa Norte, a campeã ARUC, e outras. Além disso, como tradição na cidade a irreverência dos blocos carnavalescos e suas marchinhas populares veio com o tempo. Mas atenção, o Carnaval 2012 de Brasília começa neste sábado 11, com apresentação de 8 blocos Tradicionais de Brasília. Entre eles, Pacotão, Raparigueiros, Baratona, Galinho de Brasília, Baratinha, Asé Dudu, O Menino de Ceilândia,

Mamãe Taguá. A programação está repleta de novidades e atrações especiais como Bonecos gigantes, Trio Elétrico, show’s, a grande final da Musa do Carnaval 2012 e a divulgação dos temas, músicas, marchinhas e atrações de cada bloco. É tudo de graça dia 11 de fevereiro a partir das 16h na CLN 302/303 (Comercial Asa Norte). O presidente da Liga dos Blocos, Jean Costa disse que este ano a festa promete arrastar multidões e que terão muitas novidades até o último dia. “A nossa expectativa é atrair cada vez mais o brasiliense para o carnaval e são esperados para este ano cerca de 150 mil pessoas. Se o carnaval for igual à temporada de ensaios, então pode ter certeza que o folião vai aproveita e curtir muito”, revela. No Ceilambódromo, os desfiles das escolas de samba começam no dia 18, com os blocos de enredo. Nos dias 19 e 20 será a vez das escolas do grupo de acesso. As agremiações do grupo especial fecham os desfiles no dia 21. O encerramento da festa será no dia 3 de março, com a ressaca do Carnaval, onde os blocos de rua vão se apresentar das 17h às 3h da manhã do dia 4 no Núcleo Bandeirante.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO CARNAVAL 2012 BLOCOS/EVENTOS

“Acredito que não deveria ser investido em escola de samba, a nossa saúde e educação precisa muito mais desse dinheiro”. ______________

do local dos desfiles. Porém, para 2012 os desfiles acontecerá no Ceilambôdromo. Dilema anual, quando acabam os desfiles já se começam os preparativos para o carnaval do próximo ano. Mas sempre existe a incerteza para a organização da festa, pois a demora é longa e a briga é grande. A boa notícia é que a partir de agora, os foliões terão carnaval garantido. No dia 31, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) indeferiu a liminar do Ministério Público que pedia a declaração de inconstitucionalidade da parte final do art. 3º da Lei 4738/2011. A lei permite que a Secretaria de Cultura do Distrito Federal contrate a realização dos desfiles de carnaval sem licitação. A verba será repassada após o atendimento dos requisitos formais mencionados no parecer da Procuradoria Geral do DF. Todas as escolas devem fazer a prestação de contas do ano passado. Mas haverá mudanças ano que vem. De acordo com a Lei 4738/2011, as agremiações receberão em 2013 a verba com 90 dias antecedência do carnaval. Geomar Leite ressaltou que o carnaval de 2012 será muito bonito, mas que com a regulamentação 2013 será melhor ainda. “Acredito que dessa forma poderemos realizar um carnaval

DIAS

Horas

LOCAL

Responsável

Fone

PRE CARNAVAL ( todos os Blocos )

11/02

16h as 02h

CLN 302/303 ( Asa Norte)

Jean

9997-4205 8401-5652

PACOTÃO

19 e 21/02

11h as 24h

CLN 302/303 via W3 Norte/Sul (na contra-mão ) rumo 504 sul

Joanfi

9986-8897

BARATONA

19 e 21/02

17h as 24h

Eixão Sul 107/207 rumo ao Gran Folia

Esmeralda

9985-8399

RAPARIGUEIROS

19 e 21/02

17h as 24h

Eixão Sul 107/207 rumo Ao Gran folia

weliton

8135-9007 9908-0004

BARATINHA

19 e 21/02

15h as 22h

Parque da Cidade (no estacionamento Ana lídia) ao lado Nicolândia

Luiz Lima Paulo Henrique

8426-9777 8424-9448

GALINHO DE BRASILIA

18 e 20 /02

16h as 24h

Concentração :SBS/SAUS ( L-1 Sul) setor de Autarquias Sul ( ao lado da Caixa ) , passando pela 203 Sul rumo ao Gran Folia

Franklin Sergio

9985-5703 8142-9422

MAMÃE TAGUÁ

18 e 20 /02

16h as 24h

Taguatinga CNB 14 rumo a Praça do DI

Jorge

8595-8402 8202-4803

MENINO DE CEILÂNDIA

19 e 21/02

14h as 24h

EQNM 01/03 VIA NM 1 - Rua da Administração/Super.Extra-CeilândiaSul

Ailton

8157-8180 3373-2741

ASÉ DUDU

18 e 20 /02

16h as 24h

Taguatinga ( Praça do DI )

Betinha

9142-5836 9902-3481

GRAN FOLIA

18,19,20 e 21/02

16h as 04h

ESPLANADA ( ao lado da Biblioteca Nacional )

S.CULTURA

RESSACA DO CARNAVAL

03/03

17h as 03h

NUCLEO BANDEIRANTE

Jean

3325-6160 9997-4205 8401-5652

Policiais militares e bombeiros do DF ameaçam Polícia entrar em greve às vésperas do carnaval Operação Ázimo (DECON) Segundo a Agência Brasil no próximo sábado (11), as associações dos oficiais da Polícia Militar (Asof) e do Corpo de Bombeiros (AssofBM) realizam assembleias para decidir se aderem ao movimento unificado, iniciado por policiais militares, e participam da assembleia conjunta prevista para o próximo dia 15, em Taguatinga. A assembleia conjunta do dia 15 servirá para que policiais e bombeiros de entidades que aderirem ao movimento unificado decidam se entram em greve, caso o governo do Distrito Federal não aceite negociar com a categoria. Consideradas as diferentes entidades, os cerca de 22 mil policiais militares do Distrito Federal exigem reajuste salarial, isonomia com a Polícia Civil (segundo os militares, mais bem remunerada) e melhores condições de trabalho. Uma das entidades que divulgaram pauta de reivindicações, a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares (Aspra),

defende aumento de 52% sobre o salário bruto dos subtenentes, a título de reposição das perdas salariais dos últimos quatro anos. A associação diz que a categoria não teve reajuste nesse período. De acordo com o presidente da Associação dos Oficiais do Corpo de Bombeiros Militar (AssofBM), coronel Sérgio Fernando Aboud, a greve ainda não é consenso, embora as reivindicações sejam justas e o movimento já conte com o apoio de muitos oficiais. “A priori, não queremos fazer nenhuma paralisação. Vamos reapresentar nossas reivindicações ao governo – que não nos ouviu no ano passado – e ver o que ele tem a dizer, mas não descartamos a possibilidade de uma greve. Tudo vai depender do resultado das [duas] próximas assembleias”, disse o oficial à Agência Brasil. Para Aboud, há quem queira aproveitar o momento e reproduzir no Distrito Federal a paralisação da Polícia Militar baiana, em greve

desde o último dia 31. “Eu acho isso irresponsável, pois cada estado tem suas realidades. De qualquer forma, se os oficiais resolverem parar, acabou. Para tudo.” De acordo com o coronel, há quatro anos, a categoria não recebe reajuste salarial, embora o volume de recursos repassados pelo governo federal ao Distrito Federal, por meio do Fundo Constitucional, tenham aumentado. Criado em 2002, o fundo é uma modalidade de transferência de recursos da União para o governo local custear, integralmente, os gastos com segurança pública e, parcialmente, as despesas com saúde e educação. Já o vice-presidente da Aspra, sargento Manoel Sansão Alves Barbosa, disse que, se até o dia 15, o governo do Distrito Federal não der sinais de que está disposto a receber os representantes da categoria e atender suas reivindicações, a assembleia geral fatalmente resultará na paralisação.

“É mais que justo que a categoria cruze os braços após o dia 15, caso o governo do Distrito Federal não demonstre boa vontade de negociar”, comentou Sansão, garantindo que o aumento dos repasses do Fundo Constitucional chega a 58,06% entre os anos de 2008 e 2012. “Por isso, queremos o aumento de 52%. E pode ter certeza de que não iremos para o movimento como os colegas da Bahia [onde parte dos militares não aderiu à paralisação]. Vamos todos unidos, até os oficiais”, afirmou. Procurada pela Agência Brasil, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal informou ter tomado conhecimento do movimento ontem (6) à tarde e disse que já está avaliando a situação. Está prevista, inclusive, uma reunião com o comando das duas forças para decidir como tratar o assunto, além de convite às lideranças do movimento para negociar.

Na segunda-feira (6), agentes da Delegacia de Defesa do Consumidor (DECON), em ação conjunta com a Inspetoria de Vigilância Sanitária de Planaltina, realizaram a Operação Ázimo, em uma empresa situada no Módulo 6, Mestre D´armas - Planaltina. Os policiais prenderam, em flagrante, um homem responsável pela comercialização de produtos impróprios para o consumo. No local, foram apreendidos 100 litros de leite e bebidas diversas, além de laticínios e massas, expostos à venda com a data de validade vencida. Ainda foram localizados 11 litros de alvejante, também com data fora da validade, infringindo a legislação em vigor. Após as formalidades legais, o responsável pelo comércio pagou fiança e foi posto em liberdade.

Cadáver é encontrado no Recanto Com o objetivo de dar continuidade a investigações, por determinação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), a Polícia Civil do DF (PCDF) divulga que a antiga Delegacia de Homicídios (DH), atual Coordenação de Repressão a Homicídios, encontrou um cadáver masculino na chácara do Lula, situada nas proximidades da Lagoa da Embrapa, Recanto das Emas. O corpo, que foi localizado em dezembro de 2003, tem cerca de 1.69m de altura, idade entre 18 e 25 anos, provavelmente de cor parda escura, e apresenta uma tatuagem com o nome ‘Jesus’ no antebraço. Familiares e demais pessoas, que tenham um parente ou amigo desaparecido, com essas características, podem entrar em contato com a Coordenação, nos telefones: 3362-5627/5626 ou 3362-5894.

edição 785  

dfn é um jornal semanal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you