Issuu on Google+


Índice

aniversário,

ingrediente imprescindível 08 GAO Segundo Festival de Delicias Orientais

22 Terapia Florais de Bach

09 Cosmética Dental Como deixar seu sorriso mais bonito

24 Etiqueta Você é elegante?

10 Consultábeis O que esperar de um escritóriode contabilidade 11 Social Festa de Máscaras 12 Artigo Violência! Por quê? 13 Fonoaudiologia Recriando sentidos 14 Projeto Criança Feliz Árvores e crianças crescendo juntas 15 Infectologia Visão global dopaciente 16 Social Unimed Unimed comemora inauguração do novo prédio com show de Eduardo Dussek 18 Meio Ambiente A importância da reciclagem 20 Capa Unimed – A realização de um sonho 21 Iluminata Fabricação própria e representação de móveis

29 As novas normas na ortografia da Língua Portuguesa 32 Moda A tendência em cabelos para o verão 2008/2009 34 Estradeiros Motociclismo Consciente e Aventureiro 35 Refrigeração Alvorada Novidades para seu dia-a-dia 36 Mural de notícias Informações de Tangará da Serra Expediente Diretora Executiva Leani Ruppel Jornalista Responsável Marcos Arruda – DRT 235/MT Redação Eder Gomes DRT 842/SP, Leani Ruppel Designer Gráfico Paulo André Carvalho Editores Marcos Arruda, Leani Ruppel Colaboradores Lauro Vaccari, Naine Terena Circulação Tangará da Serra, Nova Olímpia, Barra do Bugres, Denise, Arenápolis, Campo Novo do Parecis, Sapezal, Juína, Juara e Secretarias do Estado em Cuiabá Impresão Idealiza Gráfica e Editora Tiragem 4.000 exemplares Atendimento ao leitor, críticas, dúvidas e sugestões: (65) 3326 4453 / 9997 8911 e-mail: styllovip@terra.com.br Endereço Rua Julio Martinez Benevides, 198 – S – Centro 78.300.000 Tangará da Serra/MT

!

A revista Styllo Vip galgou o degrau do seu primeiro ano de existência. Um ano de trabalho, desafios, experiências e tentativas de levar ao público leitor o melhor da informação em uma publicação que não tem como alvo a notícia factual, os acontecimentos diários, mas sim, matérias mais elaboradas e efetivamente voltadas para os setores de Tangará da Serra e região.Como toda publicação desse nível, passamos por aprendizados e uma série de modificações que nos permitiu dar à revista Styllo Vip uma personalidade própria, marcante, capaz de fazer o diferencial entre as publicações que se propõe ao mesmo objetivo nosso. E, conseguimos, ganhamos experiência, adquirimos reconhecimento e muitos do desafios foram superados. Sabemos que estamos apenas engatinhando no mercado editorial, porém, o resultado alcançado e as manifestações do nosso público leitor quanto ao desenvolvimento, apresentação e qualidade das matérias veiculadas ao longo desse ano, nos dão a certeza de que estamos no caminho certo e que vamos atingir nosso objetivo num futuro não muito distante. Para chegar até aqui foi preciso muita luta, muita garra, determinação e, acima de tudo, muita persistência, porque não raras vezes tentaram nos desestimular de levar esta proposta avante, ainda assim insistimos e agora estamos colhendo os primeiros frutos daquela semente que plantamos há um ano.Optamos por investir em profissionais qualificados para elaboração das matérias. Montamos uma equipe, ainda que modesta, pela quantidade de pessoas, determinada e capaz, profissionais competentes que engajaram a nossa proposta e nos ajudaram, ao longo dessas edições, a galgar os primeiros degraus de uma longa escada que temos pela frente. E 2009 surge com novas perspectivas e projetos, pois no primeiro trimestre estaremos lançando o site oficial da Revista Styllo Vip, o projeto está sendo elaborado e a proposta é constituir mais um espaço de informação e entretenimento virtual aos nossos leitores e clientes. Não poderíamos, também, deixar de agradecer aos nossos colaboradores e parceiros anunciantes que acreditaram num projeto inovador, apostaram suas fichas em uma publicação ainda embrionária e que, para muita gente, estava com os dias contados. Com a ajuda desses parceiros superamos os obstáculos e nos lançamos cada vez mais à frente em busca de qualidade da informação e isso fez com que não só a revista Styllo Vip crescesse, mas também, nossa equipe e cada uma das pessoas que se envolveram neste projeto ao longos dos meses. Sabemos dos novos desafios que teremos pela frente. Mas, temos certeza de que vamos superá-los. Analisar as conquistas durante este primeiro estágio probatório requer um distanciamento saudável de fatos menores do dia-a-dia que por vezes passam despercebidos, para então ingressarmos em uma nova etapa de desafios, já temos todos os ingredientes imprescindíveis: a compreensão de que o trabalho com a comunicação é um fator essencial para a melhoria qualidade de vida do ser humano, a consciência de que já sobrepujamos os obstáculos iniciais do reconhecimento profissional e agora, seguimos em um novo ciclo. O resultado do nosso esforço foi premiado. Eis aí nosso trabalho. Um ótima leitura à todos. Muito Obrigado.

e Equipe


Idealiza


SOLIDARIEDADE

Sucesso e requinte marcaram o

2º Festival de Delícias Orientais Harmonia e equilíbrio ao estilo oriental, estes foram os principais ingredientes para um evento de sucesso realizado pelo Grupo Gao (Grupo de Apoio às pessoas portadoras de câncer) “Luz da Esperança” de Tangará da Serra. O evento que aconteceu no último dia 03 de novembro no Golden Restaurante. Os sabores do oriente se fizeram presentes em uma noite requintada e mística, com apresentações culturais realizadas pela academia Polly Dance, com danças do ventre, tribal e outras atrações performáticas. Em seguida a Associação Nipo Brasileira de Tangará da Serra fez o encerramento das apresentações com uma dança típica japonesa: o Taikô. Porém, a noite apenas estava começando. Os aromas dos temperos especiais invadiram o ambiente dei-

COSMÉTICA DENTAL: A ESTÉTICA DO SORRISO

xando todos que ali estavam curiosos para apreciar os pratos que continham uma união de técnicas refinadas. O jantar foi servido ao som do maestro Tony, convidando todos a saborear a gastronomia oriental. Pratos como vietnamita, árabe, japonês, indiano e tailandês, foram servidos a um público de 200 pessoas. O evento teve o intuito em ajudar a entidade, onde 40% do lucro foi revertido ao GAO. O evento coroado pelo sucesso, inspirou a diretoria da entidade que já se prepara para 3º Festival.

A cosmética dental é a área da odontologia diretamente ligada à saúde bucal em especial à beleza do sorriso, costuma-se dizer sempre que é a “plástica do sorriso”. A cosmética aborda as habilidades, técnicas, padrões e princípios utilizados para melhorar a arte e simetria do sorriso e claro, também da face, realçando a aparência assim como a função dos dentes e boca. Dominar as técnicas e os materiais modernos exige que o profissional tenha especialização em “Dentística Restauradora” e mantenha-se constantemente atualizado para atuar na área da cosmética dental.

Algumas preocupações da Cosmética Dental: Redução dos íons metálicos e radicais livres na cavidade oral. Eliminação dos metais, tirando as sombras e os escurecimentos próximos ao tecido gengival. Recuperação da auto-estima, em virtude do efeito harmônico e natural proporcionado pelas restaurações com resina e próteses de cerâmica. Clareamento dental com laser confere um aspecto mais agradável à cavidade bucal. Cosmética pode ser também um piercing dental. Pequenos desgastes em ângulos estratégicos ou acréscimos de resina em espaços pronunciados trazem efeitos fantásticos em pouco tempo.

STYLLO

Próteses “metal free”, coroas de cerâmicas sem metal, ou facetas de porcelanas em dentes anteriores mudam seu sorriso, trazendo mais segurança para seus relacionamentos sociais e profissionais.

8

Rua Antônio José da Silva, 307 - W Centro - Tangará da Serra - MT

Fone: 65 3326-3081

www.neoodontologia.com.br

Ivan Antônio Panazzolo CRO/MT 1477 Especialista em Dentística Restauradora e Estética Especialista em Implantodontia


Consultábeis

profissionalismo e dedicação ao cliente

Festa de Máscaras A “Festa de Máscaras” foi o tema escolhido pelas amigas e companheiras da A.S.R. (Associação das Senhoras Rotarianas), para comemorar seus aniversários. As convidadas além de prestigiar as aniversariantes Evanise, Eliana, Selma, Wanessa, Janisse, Elizandra, Adriana, Claudete, Sandra, Mairi, Patrícia e Maristela, também colaboraram com o projeto COMPARTILHE CONHECIMENTO, contribuindo para a aquisição de livros que serão doados a escolas da comunidade. Atitude louvável!!

01

O QUE ESPERAR DE UM ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE?

O Escritório de Contabilidade Consultábeis Consultoria e Assessoria Contábil, faz parte de um seleto grupo de contadores voltados para a prestação de serviços às empresas públicas e privadas. Há 7 anos em atividade, - inaugurado em agosto de 2001, a Consultábeis tem a missão de agregar valores aos seus clientes, com redução de custos, confiabilidade e segurança. A Consultábeis tem por meta sempre ter uma resposta imediata as reais necessidades dos seus clientes, a fim de enfrentar juntos, o tortuoso caminho do sucesso empresarial. A experiência de trabalho é baseada na integração das diversas atividades que desenvolve, onde a necessidade prática de uma, gera solução em outra.

O serviço de Consultoria e Assessoria Contábil prestada aos seus clientes, segue o princípio básico da prestação de serviços de qualidade técnica, dispondo de ferramentas avançadas, seja no preparo do profissional técnico ou na disponibilidade de sistemas de última geração, visando total tranqüilidade e precisão de informações para o pleno desenvolvimento do empresário em sua atividade principal.

A proposta não se restringe apenas em cumprir burocraticamente os trâmites da Contabilidade convencional, mas sim na sua observância, buscar através da atualização constante, os melhores métodos para o crescimento eficiente e econômico de seus clientes, além da responsabilidade técnica estar resguardada entre as partes por contrato de prestação de serviços e seguro contra eventuais erros técnicos. Porque terceirizar ou contratar uma consultoria? Analisemos aqui o componente mão-de-obra relacionados às atividades de sua empresa. Vamos dividir estas atividades em dois grupos: operacional e especializada. Ambas são necessárias. A operacional ocupa 100% de um recurso disponível em sua organização. A especializada, tem um percentual reduzido de utilização de recurso, tem altos custos de manutenção exige treinamento e reciclagem constante. Contratando uma consultoria, recursos altamente especializados podem ser utilizados na medida exata de sua necessidade, a custo reduzido com alto índice de sucesso. Porque terceirizar ou contratar uma consultoria? Outros fatores ainda podem ser considerados para a contratação de uma consultoria: estratégia, confidencialidade, disponibilidades, conflitos internos e principalmente, experiência vivida no mercado. O Escritório de Contabilidade Consultábeis Consultoria e Assessoria Contábil é coordenado por profissionais que possuem sólido conhecimento em suas áreas e muita experiência em diversos mercados. Tem uma equipe preocupada com a busca da excelência e preparada para prestar um atendimento perfeito e personalizado.

Em novo endereço; Rua Olívio de Lima, nº 157 w 1º Andar – Centro . Fone: 65 3326 4410 / 9962-3653. Cep: 78 300.000 - Tangará da Serra/MT .E-mail: consultabeis@terra.com.br

04

03

02

09

08

16

01 Maria Ignês Silva, Leonor Souza, Leonilda Moratelli, Selma Rolim e Inês Crestani 02 Ivone Moreira e Cida Thomé 03 Wanessa Toniolo e Mairi Monteiro 04 Eliana de Freitas e Karyna Greipel 05 Maria Rita Tomsi 06 Marcela Meissner e Leani Ruppel 07 Selma Rolim e Wanessa Toniolo 08 Gilce G. Guimarães, Júlia M. Guimarães e Solange Yano

10

17

18

09 Cristina Miney, Janete Morimoto e Tanise Tonin 10 Paula Sanches e Aline Orso 11 Inelva Falavinha, Evanise Faccio, Leani Ruppel, Rute Lorenzetti e Adriana Santos 12 Silvana Varnier, Selma Rolim e Glória Grazziotin 13 Débora Gotardo Vera Gotardo e Carmem Hartmann 14 Elizandra Leite, Clarice Tkatsch, Selma Rolim e Eliandra Bernartt

07

11

14

13

12

06

05

19

15 Elisa Salles e Pedro 16 Evanise faccio, Claudilene Julião e Maricélia Sia 17 Mitieli Araújo, Edriane Araújo Pauletti e Leo Jorlando 18 Vera L. de Freitas e Claudete Ayres 19 Ledi Bridi e Geneci Roberto 20 Luciana Simonetti e Soraya Lorenzetti

15

20


Comunicar-se

MENSAGEM DO PEREGRINO

é uma das habilidades mais importantes do ser humano

STYLLO

VIOLÊNCIA! POR QUÊ?

12

A humanidade está em guerra, a constante é a violência. Muitos pais acreditam que a educação precisa do carimbo da violência. Você apanhou dos seus pais? Você bate nos seus filhos? Quantas vezes afirmamos: Fulano precisa de um tapa na cara, uma surra bem dada, para ver se aprende! Ou então dizer em alto e bom som: para que “os outros” possam ouvir e dar o recado, eu quero mais que ele(a) morra! Quando somos muito contrariados ou afrontados, queremos “eliminar” o mal pela raiz, queremos matar o opositor, é nossa índole. A violência é o prato cheio dos noticiários que alimenta nossa “cultura diária”. Os políticos quando declaram guerra a outro país afirmam que seus propósitos são nobres, patrióticos e todos chamam seu Deus de aliado e dizem estar sob sua proteção. Existem guerras étnicas, religiosas, por limites geográficos, porém, a mais antiga é a guerra santa, declarada em nome de Deus. Resumindo qualquer guerra é pelo poder, para o homem ditar regras, discriminar, condenar, usar e abusar em nome de suas leis as quais em geral são abrandadas ou relegadas para o grupo que está no poder.

PABLA R. OLIVEIRA ORTEGA

Fico extasiado quando perguntam na mídia, nas entrevistas, aos técnicos, especialistas e profetas do futuro: Porque o mundo está tão violento? Todos respondem alegando causas externas: É falta de educação, de policiamento ostensivo, câmeras estratégicas até nos banheiros, pena de morte e por aí vai. Acontece que nós seres humanos vivemos em conflito interno entre o bem e o mal, o certo ou errado, céu ou inferno, ricos ou pobres, sucesso ou fracasso, Deus ou Diabo, estamos em guerra interna permanente, e para que possamos nos aliviar, ganhar um oxigênio, respirar um pouco de paz, brigamos com os outros. Você já reparou que logo em seguida, depois da briga, ficamos calmos e relaxados? Muitas vezes até culpados, querendo desculpar-se pelo acontecido. Ocorre que estávamos explodindo, precisávamos extravasar, guerrear com alguém. Você já reparou que as pessoas que mais brigam são as que estão ansiosas, reprimidas, com a pressão alta, estressadas, sem tempo, cheias de conflitos internos, muitas vezes julgando e criticando tudo e todos, porém, em algum tempo, praticamente todos nós nos enquadramos em alguns desses sintomas, ou vários, ou todos. O mundo está violento porque o ser humano vive em conflito, em transformação acelerada e constante, buscando felicidade e sucesso, disposto a pagar qualquer preço, colocando dinheiro como o Deus supremo, pai de toda a matéria e todo o prazer. Afinal só vamos chegar no paraíso, depois de passar pelo inferno, então com certeza já estamos no lugar certo.

Fonoaudióloga CRFa 2197-MT Graduada pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande/MS. Especialista em Audiologia clínica pela UCDB, especialista em Educação Especial pelo IBPE-Curitiba/PR. Título de practitioner em Programação Neurolingüística pela SBPNL São Paulo.

O Fonoaudiólogo é o profissional da área da saúde que atua na promoção, diagnóstico, orientação e tratamento da comunicação (oral ou escrita), voz, audição e funções de mastigação, deglutição e respiração, bem como em aperfeiçoamento dos padrões da fala e da voz. Dessa forma, atende desde o recém-nascido até a terceira idade. A terapia Fonoaudiológica é responsável pelo desenvolvimento da Fala e da Linguagem, bem como da voz e audição. (trocas de fonemas na fala e na escrita, gagueira, disartria, disfonia, atraso de fala e motricidade oral). No idoso, a surdez constitui-se um dos mais importantes fatores de desagregação social, onde observamos a depressão, tristeza, solidão e isolamento.

Teste da orelhinha O bebê está submetido a apresentar possíveis problemas auditivos ao nascer ou adquiri-los nos primeiros anos de vida. Com a finalidade de prevenir a deficiência auditiva, orienta-se fazer o

teste de audição nos primeiros 03 meses, uma vez que sua incidência, na população geral, é de 1 a 2 por 1000 nascidos vivos. Geralmente o exame é solicitado no primeiro retorno ao pediatra. A audiometria e a imitanciometria são os testes audiológicos realizados por Fonoaudiólogos, que quantificam a audição do paciente, necessários para a avaliação clínica das alterações da audição. Aproximadamente 10% das perdas auditivas podem ser ajudadas clinicamente.
Graças aos numerosos avanços tecnológicos atuais, é possível ajudar a quase totalidade dos 90% restantes com a utilização de aparelhos auditivos.
Há diferentes modelos de aparelhos auditivos disponíveis para diferentes graus de perda
auditiva.

Conheça os novos modelos e tecnologias dos aparelhos auditivos ARGOSY.

JOÃO PEREGRINO Rua Julio Martinez Benevides, 68-E - Centro – Hospital e Maternidade Santa Ângela Tangará da Serra/MT - tel: (65) 3311 1900 - e-mail: pablaortega@hotmail.com


MEDICINA & SAÚDE

Árvores e crianças

crescendo juntas no município e 150 árvores foram plantadas pelas famílias de cada criança nascida. O projeto consiste em presentear cada mãe que sai da maternidade, com uma muda de árvore, para que seja plantada e cuidada permanentemente. Membros da entidade fazem visitas freqüentes às famílias para verificar se as árvores estão sendo cultivadas. O projeto ganhou reconhecimento pelo Poder Público local. Em Tangará da Serra o projeto ganhou vários parceiros, como a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente através do poder Público Municipal que faz a distribuição das mudas ao Rotary Tangará. “O objetivo é conscientizar a comunidade local sobre os impactos ambientais negativos gerados pela emissão excessiva de CO2, e que somente através de uma mudança efetiva de nossas práticas diárias poderemos reverter ou amenizar esse quadro. A cada criança nascida plantam-se árvores ou reflorestando uma área, dessa forma podemos fazer o caminho inverso, neutralizando as emissões de carbono provocadas pela vida moderna”, ressaltou Florisvaldo Alves dos Santos, ex-presidente do Rotary e um dos autores do projeto.

Alessandro Zucchetto - CRM - 3933

O médico infectologista atua basicamente em quatro grandes áreas clínicas: diagnóstico e tratamento das doenças infecciosas e parasitárias; imunizações; aconselhamento na prescrição de antibióticos e controle de infecção hospitalar. As doenças infecciosas são responsáveis por grande parte das consultas médicas ambulatoriais e em pronto-socorro. A importância da especialidade na referência e auxílio no diagnóstico de Síndromes clínicas graves e de difícil elucidação é essencial para a qualidade do serviço médico, e conseqüente redução das seqüelas. Por ser um especialista acostumado a manejo de doenças localizadas nos mais variados órgãos do corpo, o infectologista tem uma visão global do paciente, exercendo também o acompanhamento clínico de doenças associadas. São várias as doenças de origem infecciosa e parasitária, como: Virais (AIDS, Dengue, Herpes, Febre Amarela, Hantavírus, Hepatites, Meningites, Raiva, etc), Bacterianas (Brucelose, Pneumonia, Osteomielite, Endocardite, Cólera, Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST’S, Tétano, etc), Protozoários (Amebíase, Doença de Chagas, Giardía, Malária, Toxoplasmose, Leishmaniose, etc), Fungos (Candidiase, Criptococose, Histoplasmose, Dermatofitoses), Febre de origem indeterminada, acidentes com animais peçonhentos e outras. Além do tratamento de doenças infecciosas e parasitárias, o infectologista tem papel indispensável na implementação e desenvolvimento de técnicas de Controle de Infecção Hospitalar.

A IMPORTÂNCIA DO INFECTOLOGISTA NO CONTROLE DA INFECÇÃO HOSPITALAR As infecções hospitalares são aquelas relacionadas à hospitalização de um paciente ou aos procedimentos diagnósticos ou terapêuticos praticados. Resumidamente, conceitua-se como qualquer processo infeccioso adquirido no ambiente hospitalar. É diagnosticado principalmente em pacientes durante sua internação, mas pode ser detectado após a alta e atingir também qualquer outra pessoa presente no hospital. Por exemplo, nos casos de utilização de próteses a infecção pode ocorrer até um ano após a realização do procedimento.

Médico infectologista, gaúcho formado pela Universidade Católica de Pelotas/RS em 2001, fez residência médica em Infectologia no Hospital Universitário Júlio Muller da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e Estágio no Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Hospital São Paulo – UNIFESP – São Paulo, referências no tratamento de doenças infecciosas e parasitárias. Membro da Sociedade Brasileira de Infectologia. Atuou como professor universitário no Curso de Medicina da Faculdade de Cuiabá – UNIC. Autor e Coordenador do Programa de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital São Mateus em Cuiabá/MT e, atualmente, da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH do Hospital e Maternidade Clínica da Criança em Tangará da Serra/MT. Médico Infectologista do CTA/SAE, referência regional no tratamento de DST/AIDS.

Logo, os cuidados como: uso preventivo de antibióticos, protocolos de uso de catéteres, antissepsia, precauções, isolamento e demais ações relacionadas à higienização e gerenciamento de resíduos produzidos nas atividades de saúde devem seguir diretrizes para redução de impacto ambiental e social. Um dos aspectos mais importantes no âmbito hospitalar mundial é o surgimento de patógenos (microrganismos) multirresistentes levando a conseqüências desastrosas, devido principalmente ao uso indiscriminado de antibióticos sem critérios de indicação, dose e tempo de uso adequados. Com isto, a qualificação específica em Infecção Hospitalar pode ajudar a reduzir as conseqüências dos patógenos de maior risco de vida. É necessário que os profissionais que compõem uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar - CCIH possuam qualificação para a atuação nesta área. Só assim poderão atender aos interesses do hospital e, principalmente, assegurar aos pacientes o mínimo risco de infecções. Importante ressaltar que o Ministério da Saúde/ANVISA impõe a criação e manutenção de CCIH, sob a coordenação preferencial de um médico infectologista, em todos os hospitais do Brasil, ações que importam na redução 35% dos casos de infecção hospitalar. Endereço: Hospital e Maternidade Clínica da Criança Avenida Tancredo Neves, 380 W Centro -Tangará da Serra/MT Tel: (65) 3311 2323 / 3311 2300

STYLLO

Incentivar e trabalhar desde cedo a educação ambiental é algo prazeroso e muito instrutivo. A educação ambiental, além de ser de extrema importância para a preservação do meio ambiente, é uma das ações mais abrangentes na educação das crianças. As crianças desde cedo aprendem o respeito e a responsabilidade social para com o meio ambiente, e a prática da participação social. Estes são os pilares do projeto Criança Feliz desenvolvido pelo Rotary Tangará em Tangará da Serra. Para cada bebê nascido, uma muda de árvore é plantada. A idéia surgiu na gestão 2006/2007, do presidente Florisvaldo Alves dos Santos. Desde 2007, o projeto vem crescendo e já rendeu inúmeros frutos. Para cada bebê que nasce nas maternidades do município, a mãe leva uma muda de árvore, arbórea ou ornamental, para casa. Desde janeiro de 2007 já nasceram mais de 150 bebês

15


A importância da reciclagem Reciclar implica reaproveitar, reutilizar. A produção de materiais reciclados faz com que haja uma menor utilização dos recursos naturais da Terra, um menor consumo de energia, menos lixeiras e incineradoras e uma redução da poluição Diante do crescimento populacional o planeta, sofreu uma alteração de forma rápida. A quantidade de lixo produzido diariamente por um ser humano é de aproximadamente 5 kg. Se somarmos toda a produção mundial, os números são assustadores. Só no Brasil são produzidas 240.000 toneladas de lixo por dia. O aumento excessivo da quantidade de lixo se deve ao aumento do poder aquisitivo e pelo perfil de consumo de uma população. Além disso, quanto mais produtos industrializados, mais lixo é produzido, como embalagens, garrafas, etc. Uma garrafa plástica ou vidro pode levar 1milhão de anos para decompor-se. Uma lata de alumínio, de 80 a 100 anos. Porém, todo esse material pode ser reaproveitado, transformando-se em novos produtos ou matéria prima, sem perder as propriedades.

Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a preservar. A cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, cerca de 5.000 quilos de minério deixam de ser extraídos do solo, a bauxita. Quantas latinhas de refrigerantes você já jogou até hoje? Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes. “A coleta seletiva e a reciclagem dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram.” O Instituto Vale do Sepotuba de Responsabilidade Social (Pró-Vale) de Tangará da Serra, em parceria com a prefeitura de tangará da Serra, busca conscientizar a população local, através dos 3R´s (Reduzir, Reutilizar e Reciclar). Através de palestras, feiras e workshops. O instituto criou a coleta seletiva com o lixo ecologicamente separado, colocando inúmeros postos de coletas por toda cidade. Sendo cinco lixeiras separadas, através das cores a população sabe onde jogar o lixo, sendo ele plástico, vidro, metal, papel e material orgânico. O lixo recolhido vai para a Coopertan onde o lixo é compactado e enviado a Cuiabá para passar pelo processo de reciclagem.

O que pode ser reciclado

Vidro

Plástico

Garrafas, frasco de molho, condimentos, potes de produtos alimentícios, frascos de remédios, perfumes e produtos de limpeza.

Potes de todos os tipos, Embalagens de refrigerantes, xampu, detergente, água sanitária; Sacos de leite, arroz, feijão, etc...

Metal

Papel

Latas, tampas de refrigerante, cerveja, conservas; Revistas, jornais, caderArames, grampos, fios, nos, caixas de papelão pregos, marmitex, tubos de todos os tipos. de pasta dental, alumínio, cobre e outros.

O que não pode ser reciclado Espelhos, vidros de janela e box de banheiro, vidros de automóveis, cristal, lâmpadas, Formas e travessas de vidro temperado e ampolas de remédio.

Celofane, emabalagens de longa vida, Pilhas normais e alcalinas, espuma, embalagens filtros de ar para veículos, a vácuo, fraldas deslatas enferrujadas. cartáveis.

Projeto “Papa Pilha”

Um projeto desenvolvido em Tangará da Serra, de autoria do empresário químico industrial Antonio Carlos Cabral, através do Compromisso Empresarial com a Reciclagem (Cempre), desenvolveu o “Papa Pilha”. O projeto tem como parceiro o Supermercado Modelo. A empresa é responsável pelo encaminhamento dos resíduos para uma empresa especializada e licenciada em Cuiabá, responsável pela transformação do lixo em material reciclado. 
O “Papa-Pilhas” recolhe todo tipo de pilhas e baterias usadas em lanter-

Papel higiênico, guardanapos de papel com comida, copos siliconizados, papel laminado, papéis plastificados (embalagens de bolachas), papel carbono.

nas, rádios, controles remotos, relógios, celulares, telefones sem fio, laptops, câmeras digitais e outros aparelhos portáteis. Hoje podemos encontrar postos do Papa Pilha, na rede de Supermercados Modelo onde possui lojas: Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Tangará da Serra. Os coletores estão presentes em todas as 14 unidades da rede, e localizam-se na entrada na loja, próximo ao guarda-volumes.


Florais de Bach

Terapia Complementar Para Curar Mente, Corpo e Alma Segundo os estudos feitos pelo médico Edward Bach, as vibrações das flores correspondem às diversas características da personalidade humana, mas em seu estado puro, perfeito. Estas essências harmonizam as emoções, estabelecendo o equilíbrio interior. Desde a infância as pessoas aprendem a reprimir suas emoções de raiva, medo, insegurança..., e com o passar do tempo estes sentimentos vão se solidificando, criando um bloqueio que os impedem de ser elaborados e consequentemente possibilitando o desencadeamento de doenças.

As essências Florais de Bach ajudam trabalhar esses conflitos possibilitando a transformação das emoções negativas e positivas no ser humano. À medida em que as pessoas passam a aceitar e lidar melhor com suas dificuldades esses conflitos vão se dissolvendo e com ele vão sendo dissipados o medo excessivo, o stress, insegurança e a culpa. Os florais agem de forma a desmanchar as couraças de cada um, resgatando a espontaneidade, autenticidade em busca do equilíbrio e da saúde. Através de acompanhamento de casos práticos é possível comprovar a profundidade da ação das essências na transformação e crescimento interior. “A terapia com Florais de Bach cura mente, corpo e alma.”

A essência da beleza está no equilíbrio da energia “Súrya” significa Sol em Sânscrito. Os indianos veneram o sol como a origem da energia da vida, força que pode ser despertada, nos transformando em pessoas melhores, mais vivas, mais felizes ao encontrarmos nossa energia vital. Reiki • Yoga • Terapia com Florais de Bach Massagem Ayurvédica • Massagem Relaxante Limpeza de Pele Terapêutica Massagem Modeladora Hidratação Facial Drenagem linfática

Rua Neftes de Carvalho (antiga rua 19), 158 - E – Centro - Tangará da Serra/MT - Tel: (65) 3326 9208


O que é ser elegante? Existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento. É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades ampliadas no boca a boca. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem presenteia fora das datas festivas, é quem cumpre o que promete

e, ao receber uma ligação, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.

As sete principais características de uma pessoa elegante

Elegância vem de dentro, é comportamento, pode até ser encarada como uma filosofia de vida. Quer ver só? Você está diante de alguém elegante, ou é você mesma a elegância em pessoa quando: Usa as “palavras mágicas”: por favor, obrigada, de nada, me desculpe, bom dia, como vai, entre outras. É impressionante como as pessoas andam esquecidas que estas palavras existem, têm um poder enorme e fazem bem a quem as fala ou as ouve. Nada mais desagradável que aquele colega de trabalho que chega de cara fechada, ignorando a todos, sem saudar ninguém, ou sem responder às saudações que lhe são feitas. Ou aquela amiga que, por mais que você se desdobre para ajudá-la, nunca que lhe diz um “muito obrigada”. Não são as roupas da moda ou o carro espetacular que garantem elegância a ninguém. Mas sim, essas “coisinhas” que não custam nada - e ao mesmo tempo não têm preço!


INFRA-ESTRUTURA COMPLETA

a 20 KM DE TANGARÁ DA SERRA - TEL: (65) 3326 9892 - (65) 8435 0137

FEIJOADA AOS SÁBADOS - PACOTES PARA CONFRATERNIZAÇÕES LOCAÇÕES PARA CASAMENTOS, FESTAS, ANIVERSÁRIOS

Foto Marcelo José Bueno


Língua Portuguesa

O alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa a ser: ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ As letras k, w e y, que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários da nossa língua, são usadas em várias situações. Por exemplo: na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt); na escrita de palavras e nomes estrangeiros (e seus derivados): show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano.

Trema Não se usa mais o trema (¨), sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui. Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano.

Mudanças nas regras de acentuação 1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba). Como era: alcalóide, alcatéia, andróide, apóia (verbo apoiar), apóio (verbo apoiar), asteróide, bóia, celulóide, clarabóia, colméia. Como fica: alcaloide, alcateia, androide, apoia, apoio, asteroide, boia, celuloide, claraboia, colmeia. Atenção: essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas terminadas em éis, éu, éus, ói, óis. Exemplos: papéis, herói, heróis, troféu, troféus.

2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo. Baiúca – baiuca, bocaiúva - bocaiuva, cauíla - cauila, feiúra – feiura. Atenção: se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s), o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí. 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Como era: abençôo crêem (verbo crer) dêem (verbo dar) dôo (verbo doar) enjôo lêem (verbo ler). Como fica: abençoo, creem, deem, doo, enjoo, leem. 4. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s). • Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3a pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3a pessoa do singular. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Exemplos: Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra. É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Veja este exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?

STYLLO

A Styllo Vip traz a você leitor as mudanças na ortografia da língua portuguesa, mudanças essas que começam a serem vistas e utilizadas por todos. A novas normas da Língua Portuguesa devem começar a ser implementadas em 2009. A mudança é meramente ortográfica; portanto, restringe-se à língua escrita, não afetando nenhum aspecto da língua falada.

Gramática

Reforma ortográfica da

29


Gramática

5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir. 6. Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo. a) se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas. Exemplos: verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam. b) se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam. Atenção: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.

STYLLO

Uso do hífen

30

Algumas regras do uso do hífen foram alteradas pelo novo Acordo. Mas, como se trata ainda de matéria controvertida em muitos aspectos, para facilitar a compreensão dos leitores, apresentamos um resumo das regras que orientam o uso do hífen com os prefixos mais comuns, assim como as novas orientações estabelecidas pelo Acordo. As observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos ou por elementos que podem funcionar como prefi xos, como: aero, agro, além, ante, anti, aquém, arqui, auto, circum, co, contra, eletro, entre, ex, extra, geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, macro,

micro, mini, multi, neo, pan, pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, retro, semi, sobre, sub, super, supra, tele, ultra, vice etc. 1. Com prefixos, usa-se sempre o hífen diante de palavra iniciada por h. Exemplos: anti-higiênico anti-histórico co-herdeiro macro-história minihotel proto-história sobre-humano super-homem ultra-humano Exceção: subumano (nesse caso, a palavra humano perde o h). 2. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento. Exemplos: aeroespacial, agroindustrial, anteontem, antiaéreo, antieducativo, autoaprendizagem, autoescola, autoestrada, autoinstrução, coautor, coedição, extraescolar, infraestrutura, plurianual, semiaberto, semianalfabeto, semiesférico, semiopaco. Exceção: o prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o: coobrigar, coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar, coocupante etc. 3. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por consoante diferente de r ou s. Exemplos: anteprojeto, antipedagógico, autopeça, autoproteção, coprodução, geopolítica, microcomputador, pseudoprofessor, semicírculo, semideus, seminovo, ultramoderno. Atenção: com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen. Exemplos: vice-rei, vice-almirante etc. 4. Não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas letras. Exemplos: antirrábico, antirracismo, antirreligioso, antirrugas, antissocial, biorritmo, contrarregra, contrassenso, cosseno, infrassom, microssistema, minissaia, multissecular, neorrealismo, neossimbolista, semirreta, ultrarresistente, ultrassom. 5. Quando o prefixo termina por vogal, usa-se o hífen se o segundo elemento começar pela mesma vogal. Exemplos: anti-ibérico, anti-imperialista, anti-inflacionário, anti-inflamatório, auto-observação, contra-almirante, contra-atacar, contra-ataque, micro-ondas, micro-ônibus, semiinternato, semi-interno. 6. Quando o prefixo termina por consoante, usase o hífen se o segundo elemento começar pela mesma consoante. Exemplos: hiper-requintado, inter-racial, inter-regional, sub-bibliotecário, super-racista, super-reacionário, super-resistente, super-romântico. Atenção: • Nos demais casos não se usa o hífen. Exemplos: hipermercado, intermunicipal, superinteressante, superproteção, sub-região, sub-raça etc.

Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circum-navegação, pan-americano etc. 7. Quando o prefixo termina por consoante, não se usa o hífen se o segundo elemento começar por vogal. Exemplos: hiperacidez, hiperativo, interescolar, interestadual, interestelar, interestudantil, superamigo, superaquecimento, supereconômico, superexigente, superinteressante, superotimismo. 8. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, usa-se sempre o hífen. Exemplos: além-mar, além-túmulo, aquém-mar, ex-aluno, ex-diretor, ex-hospedeiro, ex-prefeito, ex-presidente, pós-graduação, pré-história, pré-vestibular, pró-europeu, recém-casado, recém-nascido, sem-terra. 9. Deve-se usar o hífen com os sufixos de origem tupi-guarani: açu, guaçu e mirim. Exemplos: amoré-guaçu, anajá-mirim, capim-açu. 10. Deve-se usar o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares. Exemplos: ponte RioNiterói, eixo Rio-São Paulo. 11. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição. Exemplos: girassol, madressilva, mandachuva, paraquedas, paraquedista, pontapé. 12. Para clareza gráfica, se no final da linha a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte. Exemplos: Na cidade, conta-se que ele foi viajar. O diretor recebeu os ex-alunos.

Resumo Emprego do hífen com prefixos - Regra básica Sempre se usa o hífen diante de h: anti-higiênico, super-homem. Outros casos: *Prefixo terminado em vogal: Sem hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo. *Sem hífen diante de consoante diferente de r e s: anteprojeto, semicírculo.

*Sem hífen diante de r e s. Dobramse essas letras: antirracismo, antissocial, ultrassom. *Com hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, micro-ondas *Prefixo terminado em consoante: Com hífen diante de mesma consoante: inter-regional, sub-bibliotecário. *Sem hífen diante de consoante diferente: intermunicipal, supersônico. *Sem hífen diante de vogal: interestadual, superinteressante.

Observações 1. Com o prefixo sub, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r sub-região, sub-raça etc. Palavras iniciadas por h perdem essa letra e juntam-se sem hífen: subumano, subumanidade. 2. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circumnavegação, pan-americano etc. 3. O prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o: coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar, coocupante etc. 4. Com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen: vice-rei, vice-almirante, etc. 5. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista etc. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, usase sempre o hífen: ex-aluno, semterra, além-mar, aquém-mar, recém-casado, pós-graduação, prévestibular, pró-europeu.

Colégios de MT trocarão livros didáticos em até 2 anos Colégios particulares de Mato Grosso já estão se preparando para a reforma ortográfica. As 165 escolas associadas da rede Pueri Domus, por exemplo, terão, em até dois anos, todo o material didático adequado às novas regras. Nas universidades do Estado, UFMT e UNEMAT, não há data definida para a aplicação das regras. A nova ortografia passará a ser incorporada aos novos livros e aos títulos do catálogo à medida que forem, respectivamente, lançados e reimpressos.


Moda Verão 2008/2009

Cabelos que são tendência Neste verão os fios esticados perdem a vez para os cabelos naturais e descompromissados. A estação não definiu um só estilo, mas todos aqueles que respeitam a identidade de cada mulher.

Tendências A idéia é se libertar das amarras e aceitar o seu cabelo como ele é ao natural. Liso ou enrolado, no verão precisamos estar livres para entrar no mar, na piscina, nos divertirmos. Ficar presa sem poder fazer nada porque não quer estragar a chapinha não é uma atitude a ser considerada. Este ano teremos mais loucuras, mais cores e muito mais ousadia nas cabeças mais antenadas. No comprimento também não existem regras. O verão tende a encurtar os fios, mas a verdade é que não importa se seus cabelos são curtos ou longos. O que vale é a naturalidade e o despojamento do corte feito com muitas pontas, bem desfiado. Um exemplo? O novo cabelo de Victoria Beckham, despojado e iluminado, tudo a ver com o verão 2008.

Tinturas Os cabelos fiquem mais claros no verão, mas tudo tom sobre tom, buscando a naturalidade. O efeito iluminado; - Como se os cabelos estivessem queimados de sol, as pontas mais claras e as cores quentes são os destaques. Para conseguir o efeito iluminado natural; - luzes em degradê, sem marcação da raiz, que fica mais escura do que as pontas. Um bom exemplo deste efeito é o cabelo da apresentadora Ana Maria Braga.

Penteados Já nos penteados, se destacam os rabos-de-cavalo, que aparecem acompanhados de franjinhas de diversos comprimentos e quantidade de fios. O uso dos palitos japoneses para prender as madeixas e refrescar a nuca no calor; - Neste verão, opte pela bagunça! Esqueça a chapinha e a escova progressiva. Os cabelos que estarão em alta são aqueles que têm personalidade.


Pé na Estrada

STYLLO

Motociclismo Consciente e Aventureiro

34

Sentir a liberdade de viajar, participar de comemorações, eventos, junto aos amigos, conhecer novas cidades, regiões, essas são algumas das diversas atividades praticadas e vivenciadas pelo Moto Grupo “Estradeiros da Serra” de Tangará da Serra, fundado em 2003 e que hoje conta com 37 membros. Este grupo nasceu, em uma conversa entre quatro amigos: Florisvaldo Alves dos Santos, Gabriel Tach, Arnaldo Praieiro e Nilton Franciosi. A partir das idéias, dos projetos vislumbrados, o grupo começou a buscar por um nome. O primeiro passo foi verificar os grupos já registrados, para possíveis sugestões. O grupo, com uma ideologia diferenciada, afirma que entre eles não existe distinção por potência de motos ou cilindradas, o que conta mesmo para ser um verdadeiro “motociclista do asfalto” é um bom caráter pessoal. Desde sua formação, o grupo passou por várias transformações. No início, o clube era formado por um pequeno número de pessoas – “...o grupo foi crescendo, ganhando ade-

sões, e hoje estamos bem estruturados, temos uma diretoria”, comenta o presidente do clube, empresário João Carlos Ribeiro. E como característica marcante, “Os Estradeiros da Serra” também têm seu uniforme oficial, nas cores preto e amarelo, para distinção dos demais clubes. Segundo o empresário e membro do grupo Florisvaldo Alves dos Santos, o motociclismo de aventura não admite excesso de velocidade e é destinado exclusivamente ao lazer, ao entretenimento e à contemplação. “É uma terapia, pois nos dá uma sensação de liberdade e bem estar. Nos faz esquecer da correria do cotidiano e pensarmos mais em nós mesmos“, salienta Florisvaldo. O empresário anuncia que o grupo já se prepara para mais uma aventura no ano que vem – “...tem mais aventura por vir”, salienta. O grupo percorre as estradas com 37 motos, um triciclo e carros de apoio. A potência das motos vai desde 400 a 1.600 cilindradas. Para ser membro deste grupo só precisa gostar de moto e gostar de viver emoções regadas a uma boa dose de adrenalina. Sem restrições a credo, cor ou sexo. Os componentes do grupo levam sua família: mulheres e filhos. Durante os seis anos de história, o grupo de aventureiros já participou de inúmeros eventos de renome internacional pelo país. No ano de 2005, por exemplo, marcaram presença no 8º International Moto Road na capital Campo Grande – MS. Evento esse que reuniu 60 mil pessoas de vários países. Em 2006, 2007 e 2008 o grupo participou na cidade de Ponta Porá em MS, do Motorcycle, outro grande e importante evento, registrado com sucesso de público. Inúmeras atrações e participações de renome internacional são vistas todos os anos neste evento, reunindo motociclistas de todo o Brasil e países vizinhos como Paraguai, Argentina, Chile e Uruguai.


Mural de Notícias

A Usinas Itamarati, localizada em Nova Olímpia-MT, conquistou pela terceira vez consecutiva o Certificado de Responsabilidade Social de Mato Grosso. O documento foi emitido pela Assembléia Legislativa do Estado, em conformidade com a Lei nº 7687/2002, de autoria dos deputados José Riva, Humberto Bosaipo e Eliene Lima. O certificado atesta a consciência social da usina matogrossense. A certificação foi recebida pela gerente de recursos humanos da Uisa, Cinthia Xavier Martins de Lima. A Uisa já havia sido destacada em outubro, como “Empresa do Ano” em Responsabilidade Social, no Prêmio MasterCana Social, celebrado na ocasião do Prêmio MasterCana Brasil 2008, realizado dia 28 de outubro, em São Paulo-SP. Na ocasião, o prêmio foi entregue à presidente do Conselho de Administração da Uisa, Ana Cláudia de Moraes Tamer. Produtora de açúcar, etanol e energia elétrica, a Itamarati assumiu o compromisso de ser rentável e competitiva, gerando lucro e agregando valor aos acionistas. Simultaneamente, incorpora as dimensões da sustentabilidade, trabalhando como agente de evolução socioambiental. A Itamarati emprega cerca de 3,8 mil pessoas durante o período de safra, além de investir em qualidade de vida, segurança e capacitação, visando o desenvolvimento humano e o crescimento profissional.

STYLLO

Campanha Natal das Crianças 2008

36

O Natal das Crianças, maior campanha de solidariedade do Governo do Estado, recebeu doações da Usina Itamarati que doou 25 mil quilos de açúcar e a Empresa ADM, 15 mil litros de óleo. Esta doação contribuiu para que os alimentos arrecadados totalizassem 855 toneladas. Conforme a coordenadora da

Apae Cartazes

Casa da Criança

e 900 mil quilos de alimentos para atender todas as famílias carentes de Mato Grosso. Por isso ela reforça a participação de toda sociedade. A entrega das doações foi realizada no galpão localizado na Avenida Fernando Corrêa, nº 1215, em Cuiabá, onde os alimentos arrecadados estão estocados. Na ocasião, o gerente da Usina Itamarati, unidade de Várzea Grande, Marcos Pachiega, afirmou que é parceiro da campanha desde a primeira edição, em 2003. Ele acredita que a iniciativa da empresa é um incentivo para mais doações.
Existem duas formas de participar da Campanha Natal das Crianças. Uma delas é fazendo as doações diretamente nos postos de arrecadação instalados em todas as redes de supermercados de Cuiabá e Várzea Grande. Ou também, as pessoas podem doar cestas padronizadas como a da campanha, de 13 quilos e que contém arroz, feijão, macarrão, açúcar e óleo.

A Casa Transitória da Criança de Tangará da Serra, através do projeto “Família solidária”, tem por finalidade proporcionar às crianças um Natal muito especial. O projeto conta com famílias cadastradas junto à entidade e cada família fica com uma criança durante as festas de final de ano. Essa família tem o comprometimento e responsabilidade pela criança, dando a ela amor, carinho e atenção. Lembrando que às crianças, só passam o período de festas com as famílias, depois elas retornam à Casa.

Tangará em ritmo de Natal

Tangará na Expo Brasil 2008 Cuiabá sediou a sétima Expo Brasil, entre os dias 12 e 14 de novembro. O Evento que aconteceu no Centro de Eventos do Pantanal, reuniu experiências no campo da sustentabilidade e geração de renda do Brasil. Participaram também representantes de treze países, que trouxeram um pouco da cultura e experiências. A sustentabilidade planetária está entre as preocupações da Expo Brasil Desenvolvimento Local desde sua primeira edição em 2002, e, por isso, em 2008 o evento aderiu ao Ano Internacional do Planeta Terra (AIPT), celebrado pela ONU no triênio 2007-2008-2009. Tal ade-

Praças, lojas e as principais avenidas de Tangará da Serra já estão preparadas para o Natal. Luzes coloridas, árvores iluminadas, guirlandas enfeitadas e papais noéis nas vitrines das lojas estão por toda a área central da cidade. Um clima festivo e natalino. Canções natalinas já começam a ser tocadas nas ruas e até a grande movimentação de pessoas no centro da cidade anunciam a chegada do Natal. A empresa Refrigeração Alvorada, encanta todos os seus clientes, amigos e curiosos com a invenção de uma árvore de natal totalmente coberta de gelo. Canos hidráulicos são ligados a um compressor fazendo assim o efeito, gelo e neve. 


O concurso de Cartazes promovido pela Federação Nacional das Apaes acontece anualmente nas 23 Federações Estaduais e mais de 2 mil Apaes em todo Brasil. O concurso é realizado em quatro etapas: escola, regional, estadual e nacional. Edinildo da Silva Guilherme, aluno da Escola Especial Raio de Sol de Tangará da Serra foi um dos vencedores do Concurso Nacional. A campanha tem por finalidade escolher 10 trabalhos para a ilustração Natalina a serem produzidos pela Federação Nacional das Apaes em todo o Brasil. Os trabalhos selecionados no Concurso serão utilizados no ano subseqüente, em 2009. Os critérios de julgamentos utilizados foram: composição, originalidade, domínio técnico e a estrutura do trabalho de acordo com o tema. O objetivo principal desta campanha é a divulgação e reconhecimento do potencial artístico dos alunos com Deficiência Intelectual bem como a comercialização, visando angariar recursos financeiros para o auxílio na sustentação dos serviços prestados a mais de 244 mil alunos com deficiência de todo o Brasil. A comercialização acontecerá em 2009 e o valor estimado será de R$ 2,00 aproximadamente por unidade. Essa classificação é motivo de orgulho para a Apae de Tangará da Serra que pela primeira vez teve um aluno classificado na etapa nacional.

STYLLO

Uisa recebe Certificado de Responsabilidade Social

ação, secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência, Social e primeira-dama do Estado, Terezinha Maggi, é necessário chegar a 2 milhões

são reforça uma iniciativa internacional, coordenada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em parceria com a União Internacional de Ciências Geológicas (IUGS), de promoção da sustentabilidade planetária. O prefeito de Tangará da Serra, Julio César Ladeia, também esteve visitando o Projeto Kani - O Pequi Paresi, dos índios Paresi de Tangará da Serra.

37


S

O L L Y T Dra. Keila W. Santos

Dra. Silvia Maria Ferreira

Dra. Glauce

Zelma Silva

Dra. Suana Dal Rosso Arraiz

Elizabeth Perazolo

Silvana L. Y. Nischimura

Dra Samira M. Alawi

Patricia Brito

Katia C. Pinato

Rose Panazzolo

Dra. Marlene R. W. Santos

Dra. Ă‚ngela Rahman

Rubia Deon

Dra. Nadia Santos



6° Revista Styllo Vip