Issuu on Google+

38 Boutique Hotel

Lifestyle

6 Nutrição e Exercício, O Casamento Perfeito João Maldonado

Receita

56 Junho 2014 Tendencias Verão 2014 57 Cabelos Longos

Crônica

18 Welkome to Miami 19 Sombra Nua 20 New York City 21 O Lego Amarelo

Entrevista

58 Entrevista Julio Rocha 62 Editorial “Purple”

22 Mulheres com tronco pesado 23 Styling 24 Sim Aceito!

A

39 Entrevista Jorge Corrula

Moda/Cosmética

10 Editorial “Um dia de SOL”

Stylish Mag é um novo projeto em formato online, gratuita e pretende conquistar a atenção do público feminino e masculino. Contamos com a colaboração de uma equipa altamente qualificada, com profissionais de diferentes áreas, desde fotógrafos, maquilhadores, consultores de imagem, jornalistas e cronis-

Entrevista

40 Praia Verde Boutique Hotel 42 Editorial “Angel”

8 Receitas 9 Cocktail

26 Editorial “Beauty”

38 Baixa Lisboeta indestrutível com G-Shock

Entrevista

74 Entrevista Ana Cañas 76 Entrevista Filipe Faisca 78

Editorial “Ice Girl”

tas. A ideia é juntar a moda à realidade, com o objetivo de dar a conhecer histórias reais de pessoas que se destacaram pelo seu trabalho e continuam a marcar pontos no panorama nacional e internacional, sendo referência para muitos. Lifestyle, estilo, nutrição, beleza e novas tendências são algumas das áreas que pretendemos dar destaque. Todos os meses com-4-

prometemos-nos a apresentar rubricas que preencham as suas expetativas. Numa altura em que somos contagiados pelas redes sociais e pela pressão do tempo, o nosso objetivo é partilhar convosco temas de interesse e de rápida leitura em qualquer suporte digtal, sempre com o mesmo rigor e ética que assumimos.

Director Cortez Stiwell Editor Executivo Nuno Pereira Sub-Editora Executiva Raquel Correia Design Gráfico Oleksandr Bilko Redação: Andreia Roberto Inês Pereira Fotógrafos Carlos Canha Diogo Ferreira Kátia Viola Samuel Gustav Colaboradores: Adriano Cerqueira Diana Pinto Diana Santos Filipa Baião João Assis João Maldonado Jonathan Palma Samuel Silva Vanessa Ferreira Bianca Ferreira Jota Alves Ana Rebelo Marta Cardoso

-5 -

Nutrição e Exercício, O Casamento Perfeito

João Maldonado resultados às pessoas que querem perder massa gorda. Não só irá perder a massa gorda, como irá ganhar massa magra e aumentar o EPOC que irá promover um maior consumo calórico após o treino.

Como Personal Trainer (PT) a minha maior intervenção é junto de pessoas que pretendem perder peso. Nos últimos anos tem-se verificado uma maior consciência sobre os malefícios do excesso de peso, como as doenças cardiovasculares, colesterol, diabetes, entre outras, cuja consciência tem arrastado cada vez mais pessoas para os ginásios. O problema é que muitas dessas pessoas não obtêm os resultados que querem, desmotivando-se e deixando, por vezes, de praticar qualquer tipo de atividade física. Se é uma dessas pessoas ou se está a pensar ir para um ginásio para perder peso então deverá ter consciência de algumas coisas: 1- Correr horas a fio numa passadeira? Fazer só determinada aula? Se são opões válidas para perder peso? Sim, só o facto de deixar de ser sedentária irá ajudar. Mas serão as melhores opções? Não! A verdade é que um treino de longa duração na passadeira ou aulas com uma intensidade semelhante não irão potenciar a massa magra e o EPOC - Quantidade de oxigénio que consumimos após o treino.

Mas se fizer isto vai ter resultados garantidos? Não. Os hábitos alimentares das pessoas são variáveis e, eu, enquanto PT, não posso controlar. Aconselho a pedir orientação a um nutricionista, pois só este poderá ajudar verdadeiramente a melhorar a sua alimentação, porém deixo aqui alguns pequenos conselhos como, uma dieta com uma Redução calórica de 300/600 Kcal/dia, diminuição de refogados e frituras, utilização de panelas, tachos e frigideiras anti-aderentes, substituir molhos das saladas por ervas, especiarias ou sumo de limão, retirar a gordura visível, consumir alimentos ricos em fibra e ricos em água, escolher laticínios mais magros ou privilegiar os alimentos poucos processados são algumas das estratégias básicas que deve começar a fazer. Lembre-se sempre: O melhor é ser seguido por um Nutricionista que lhe providenciará uma dieta inteligente, proporcional aos seus hábitos e estilo de vida.

2 - Então, como perder gordura? O treino de força (sim, máquinas e pesos), o treino de resistência metabólico (treino de força e cardiovascular em circuito) e o treino intervalado de alta intensidade (HIIT) são aqueles que têm garantido os melhores -6-

4 - E fazer uma dieta sem exercício? Sim, irá perder peso. Mas não conseguirá tonificar o seu corpo, melhorar a sua capacidade cardiovascular ou aumentar a sua funcionalidade. Se quer perder peso e ganhar saúde, otimize a sua alimentação, faça exercício físico, durma e aprenda a gerir o stress. A partir daí, o sucesso estará a um passo à sua frente!

Lady Squat - Mitos, Tonificação O artigo deste mês é direcionado a toda a população feminina que deseja perder gordura e tonificar o seu corpo, deste modo se frequenta um ginásio e a sua rotina é: aulas de grupo, máquinas de pernas, passadeira ou elíptica, tudo para perder bastantes calorias e tonificar. Estou certo? Posso não ser totalmente verdade, mas é certo que muitas pessoas pensam deste modo. Estarão certas? Vamos esclarecer alguns mitos e aprender a treinar melhor. Quero perder gordura na zona abdominal, é necessário fazer bastantes abdominais? Poderá fazer milhares de abdominais por dia que não vai perder a gordura abdominal que tanto detesta, pois a perda desta só é possível com um trabalho cardiovascular e de força, onde deve envolver sempre os grandes grupos musculares, de modo a maximizar o dispêndio calórico, aumento da massa magra e melhoria do perfil metabolico. Assim, só poderá ter as curvas perfeitas se fizer um trabalho completo do seu corpo. Não quero treinar o tronco pois fico musculada, certo? Só o facto de ser mulher e pelos baixos

níveis de testoterona que tem, esses taís músculos de que fala, têm muita dificuldade em aparecer ao espelho, ao contrário dos homens, logo não tenha medo de ficar musculada. Questões como: atitudes cifóticas, patologias ao nível da coluna, equilíbrio, funcionalidade motora, perda de massa gorda, entre outras, só são possíveis de prevenir/trabalhar se realizar treino de força também da cintura para cima. Faça um trabalho compelto. Para ter glúteos/pernas mais definidos e tonificados que tipo de treino devo fazer? É essencial que saiba trabalhar com pesos livres, barras ou cabos, que seja uma conhecedora dos famosos exercicíos, como:

Agachamentos, Lunges, Pesos Mortos. Porque é que são os melhores? A sua complexibilidade, instabilidade, amplitudes e cargas obriga os nossos membros inferiores de uma forma composta, isto é, toda a sua perna e glúteo vai ter de trabalhar em conjunto. Deste modo, surgem não só maiores ganhos de força, massa magra, como maior dispêndio energetico, o que levará à tal tonificação que deseja. O meu peso aumentou, estou com mais massa gorda? Não, necessariamente. Porque? Porque o aumento de peso pode ser feito pelo aumento da massa muscular e não apenas da gordura. Olhe sempre para a sua massa gorda e não para o peso total.

Alimentação e Exercício média/lenta permitindo manter os níveis de glicose sanguínea estáveis. Devo beber água durante o treino? Claro que sim, 15/20 em 15/20 minutos deve hidratar, caso o seu treino não seja superior a 1h ou seja de baixa intensidade o consumo de água simples é suficiente. Caso realize um treino de alta intensidade ou com uma duração superior a 1 hora pense em optar antes por uma bebida isotónica, que forneça também minerais e glicose. Estamos na recta final da preparação para o verão, existindo uma grande aderência de última hora ao ginásio, corridas outdoor, ao exercício físico no geral, tudo para perder os últimos quilos - quase como milagre. O que acontece é que muitas destas pessoas utilizam dietas radicais, por vezes pondo em risco a saúde. Se está a tentar perder gordura não se esqueça que deverá adoptar uma dieta equilibrada, que deve ter em conta o período pré, durante e pós o treino.. O que devo comer antes do treino? A alimentação pré-treino deverá ocorrer 2-4 horas antes e tem como Objetivo fornecer a energia suficientes para o seu treino. Deverá consistir numa refeição rica em hidratos de carbono, de absorção

O que devo comer após o treino? A refeição pós-treino tem como objetivo a rehidratação, reposição de glicogénio muscular (tipo de hidrato de carbono, combustível presente no músculo) e a reparação muscular (através da síntese proteica) e diminuição do stresse oxidativo e inflamatório. A ingestão de hidratos de carbono e proteína deverá ser diferente conforme o tipo de treino. Se tiver realizado um treino de resistência deverá optar por uma proporção 4:1 de hidratos de carbono:proteína, enquanto que se realizou um treino de força a proporção deverá ser de 2:1.

-7 -

Na refeição imediatamente após o treino deve optar por escolher alimentos ricos em hidratos de carbono de absorção rápida, como a fruta, açúcar (1,5 g/Kg de peso corporal) e proteína (0,25 g/Kg de peso), como o leite e lácteos magros/meio-gordos (leite achocolatado, iogurtes adoçados e fruta, pão branco com queijo e compota, flocos de cereais com leite, batidos de proteína de soro do leite (Whey) . Até 4 horas depois do treino deve fazer uma refeição completa que forneça alimentos de todos os grupos alimentares e reforçada em fontes proteicas, vegetais e cereais integrais ou leguminosas, que ajudem a fornecer a matéria prima para a recuperação muscular e os nutrientes necessários ao metabolismo.

Costeletas de borrego com salada de pêssego grelhado

Sopa fria de meloa com presunto Ingredientes: 1 Meloa 1 molho de hortelã 1 dash de Galliano 100gr de presunto fatiado Preparação: Retirar a casca e as semente da meloa, juntar a hortelã e triturar tudo até obter uma sopa, adicionar um pouco de Galliano no final. Colocar as fatiadas de presunto numa frigideira bem quente até o presunto ficar crocante. Servir bem frio.

Ingredientes: 500gr de costeletas de borrego Sumo de 1 limão 2 dentes de alho 1 ramo de alecrim 1 colher de chá de cominhos 100ml de vinho branco mescla de alfaces 2 pêssegos Preparação: Marinar as costeletas com o o limão os cominhos e o alecrim, fritar em azeite extra virgem, quando estiverem bem caramelizadas adicionar os sucos da marinada, cozinhar durante 3min, no final juntar uma noz de manteiga para ligar o molho. Grelhe as metades dos pêssegos, retire a pele e sirva com a salada. Regue com um fio de azeite e uma pitada de flôr de sal.

Culinária/Texto: Samuel Silva -8-

Summer Fusion

Um maravilhoso e refrescante Cocktail com sabores vindos de Itália. Se gosta de sabores contrastantes, não pode deixar de experimentar esta novidade este Verão! Com os limões mais frescos, um toque especial de Limoncino, Vodka e uma simpática dose de Chantilli, juntos para criar esta verdadeira delícia! Para finalizar, uma bolacha crocante... “et voilá”! Texto: Jonathan Palma

-9 -

- 10 -

-11 -

- 12 -

-13 -

- 14 -

-15 -

- 16 -

-17 -

Welcome to

Miami! veste-se de branco quando a equipa joga. Esta inicitiva de apoio da NBA chama-se White Hot. Miami além de ser uma cidade hot, é a capital do mundo dos cruzeiros, pelo menos é assim que o seu porto é conhecido. Milhares de turistas chegam a Miami para desfrutar das praias, do mar quente e cristalino, da temperatura fantástica que tem na estação invernal e para aproveitar a enorme gama de entretenimento que a cidade oferece; restaurantes, bares e shopping.

Welcome to Miami, Bieénvenido a Miami! Quem não se lembra da música do Will Smith? E do videoclip? Com a lindíssima Eva Mendes num descapotável, as camisas com estampas florais, vestidos bem curtos, iates, festas e muitos ritmos latinos (especialmente Salsa e Merengue). Pois bem, é este ambiente quente que esta cidade metrópole respira. Especialmente este mês que a equipa professional de basquetebol de Miami está nas finais – Miami Heat – a cidade fica ao rubro e

Encontramos no extremo sul de Miami Beach, uma linha de hotéis, lojas e restaurantes...tudo renovado para voltar ao seu estilo original de 1920 - Art Deco – chama-se ArtDeco District. Aí encontramos, entre a 16th e a 17th street de Miami Beach, a Lincoln Road que é um shopping a ceu aberto, é uma rua fechada para pedestres e óptima para passear e fazer compras em Miami. Lá encontra restaurantes, bares, galerias de arte, cinema, lojas de marcas de roupa conhecidas e outras independentes que são maravilhosas para encontrar coisas super fashion mas a um preço mais accessível. A Ocean drive fica em Miami Beach tam-

- 18 -

bém e é a avenida principal e mais agitada de Miami. Fica de frente para o mar e lá encontra as discotecas e bares mais famosos como o Mansion NightClub, Nikki Beach e Mango’s Tropical. O fantástico de Ocean Drive é que durante o dia caminha-se, faz compras, exercício físico, praia e para almoçar tem óptimo marisco (fresco e barato) e é obrigatório pedir uma Margarita ou Mojito para refrescar. Durante a noite, é o spot para quem gosta de curtir a noite , ver gente bonita e grandes carros de topo de gama. Sinónimo de festa e de Miami Beach é o famoso Hotel Clevelander, com o estilo antigo dos anos 20 mas com os quartos todos com um design bem moderno, é lá que acontecem as famosas pool parties

onde Dj’s como o David Guetta e Swedish House Mafia são presença habitue para tocar e onde se inspiraram para criar a famosa música “From Miami To Ibiza”. Mas o mais famoso de Ocean Drive e icônico é a Versace Mansion. Luxuoso palácio com 10 quartos e uma piscina enorme com detalhes em ouro que o talentoso criador italiano Gianni Versace mandou construir e que, infelizmente, foi cenário do seu assasinato. Hoje em dia, o palácio já não pertence à família Versace mas é um dos lugares obrigatórios de passagem em Miami.

Por falar em obrigatórios em Miami, o restaurante Zuma – comida asiática, Design super requintado e sempre cheio. O restaurante Cipriani – comida italiana, óptimo para almoçar, ver gente bonita e com uma decoração muito preppy, bem ao estilo navy e com um famoso mural de fotos. E termino com o melhor...Bal Harbour, simplesmente a melhor zona para fazer compras de marcas de luxo. Todo o espaço lindamente decorado, ao ar livre, com um design simples e moderno, cores suaves e as melhores “griffes” : Chanel, Roberto Cavalli, Prada, Miu Miu, Pucci,

Sombra Nua.

Cesare Paciotti, Valentino, Balenciaga, Gucci, Chloe, Lanvin, Stella McCartney, Saint Laurent, Alexander McQueen, Jimmy Choo, Giuseppe Zanotti, Oscar de la Renta, Carolina Herrera, Bulgari e Tiffany & Co. Esto és Miami! Crônica: Bianca Ferreira

Acabei de cobrir a tua sombra. Fico sempre na dúvida. Um amor pornográfico? Conduz a insanidade nas tuas unhas enquanto são cravadas nas minhas costas. Renasce, quero ouvir o que dizes sobre mim. Fala-me em código morse, preenche a minha alma que caminha diante os teus olhos que seduzem. O que queres? Vai-me deixando enquanto o desejo perdura, vincado pelo perfume do teu corpo. Delicadamente, sai. Sai da minha mente, estou cansado do papel em branco que me tornei. Se voltares, vou querer que fiques, mas pinta-me. Crônica: João Miguel Assis https://www.facebook.com/joao.mig.3 -19 -

De malas e bagagens para

NEW YORK

Mudar para os EUA alterou a minha vida, incluindo o meu corpo. O primeiro ano que passei em NY foi através de um intercâmbio em que vivia com uma família americana. Eles pouco cozinhavam em casa e recorriam ao fast food quase diariamente. No inicio não achei muito grave, pois tudo era novo para mim e queria experimentar um pouco de tudo. Sempre fui bastante preocupada com a saúde e com tudo aquilo que comia, ia ao ginásio pelo menos 3 vezes por semana, por isso achei que uma pequena alteração nos meus hábitos alimentares não seria tão grave. Mas foi. Engordei 8 kg. Inscrevi-me num ginásio, mas pouco ou nada adiantou, pois todas as calorias que perdia acabava por ingeri-las depois. Foi apenas quando terminei o intercâmbio e passei a viver sozinha que minha saúde e aspecto físico mudaram. Quando saí de casa não sabia cozinhar praticamente nada, e agora por minha conta tive que me “desenrascar” bem ao jeito português. Aprendi a cozinhar, comecei a seguir algumas páginas de fitness e aos poucos

a motivação para voltar ao que era antes começaram a aparecer.

Na altura passava na televisão uma publicidade a uns vídeos de exercícios para fazer em casa. Sempre fui muito reticente acerca destes vídeos que se dizem milagrosos, mas como não tinha nenhum ginásio por perto, achei que não tinha nada a perder e resolvi arriscar. Foi uma das melhores decisões que tomei, nesses dois meses de treino, aliado a uma alimentação equilibrada, não só perdi os 8kg que ganhei como a minha forma física ficou melhor que a que tinha aos 18 anos. Foi nessa altura que resolvi criar uma conta no Instagram, onde mostrava os progressos e interagia com outras pessoas que se encontravam na mesma situação que eu. Não vou dizer que foi fácil, porque não o foi. Havia dias em que não me apetecia fazer exercício ou apetecia-me sentar no sofá a comer uma tablete inteira de chocolate. Nesse dias tinha de ser forte e pensar no longo caminho que já tinha percorrido. E isso dava-me motivação para continuar.

- 20 -

Em termos de alimentação substitui o arroz e massa pelo integral, passei a beber cerca de 2L de água, cinco a seis pequenas refeições por dia, um sumo de fruta e vegetais de manhã em jejum, substitui o açúcar pela stevia, praticamente deixei de comer pão.Inclui novos alimentos como a batata doce, quinoa, sementes de chia, aveia, leite de aveia e amêndoas. No inicio deste ano deixei de comer carne e sinto que essa alteração deixou-me mais leve e com mais energia. Arrependo-me apenas de não ter feito há mais tempo. Viver fora pode ter vários impactos, nomeadamente na nossa saúde. É necessário ter força de vontade e começar o quanto antes. Adiar só vai tornar o problema ainda maior. Olho para todas estas alterações, quer físicas, quer psicológicas como um estilo de vida e não como algo a que sou obrigada a manter diariamente. Faço-o porque me deixa feliz. Crónica: Diana Santos http://fromportugaltonyc.blogspot.com/

O Lego Amarelo O meu olhar é nítido como um girassol. Tenho o costume de andar pelas estradas Olhando para a direita e para a esquerda, E de vez em quando olhando para trás… E o que vejo a cada momento É aquilo que nunca antes eu tinha visto, E eu sei dar por isso muito bem… Sei ter o pasmo essencial Que tem uma criança se, ao nascer, Reparasse que nascera deveras… Alberto Caeiro, em “O Guardador de Rebanhos” Há dias que acordamos com um profundo sorriso a iluminar a nossa manhã. O sol brilha através da janela, deixamo-nos envolver pelo seu calor, e por uma energia indescritível que nos move para sair da cama. Dias em tudo idênticos a um outro qualquer, mas que nos abraçam por uma onda imparável de optimismo. O nosso andar ganha um ligeiro toque de dança, a nossa face transpira confiança, e as pessoas com quem nos cruzamos não conseguem deixar de esboçar um sorriso, ou de nos abordar com um alegre “bom dia”. Para mim, um desses dias aconteceu a nove de Janeiro. Uma quinta-feira como qualquer outra. Talvez movido pelo entusiasmo e pela ansiedade da viagem que ia fazer no dia seguinte. Talvez apenas por se tratar de uma manhã calma banhada por um morno Sol de Inverno. Acordei envolvido por uma forte e constante brisa de energias positivas. Um sentimento reflexo na minha face, e na de todos aqueles que se cruzaram no meu caminho. Todas as manhãs desloco-me a pé para o trabalho. Um percurso que me demora

entre quinze a vinte minutos. Há já alguns meses que comecei a ir pelo caminho mais directo, em constante descida, evitando assim a preguiça de aguardar pelo elevador de Santo André. Embora o elevador me permita vislumbrar parte da paisagem da Serra, prefiro fazer o outro caminho. Escondido por entre algumas vielas em paralelo, esta rua pouco conhecida e quase inacessível para os carros, é um atalho que me oferece um ligeiro conforto no meu rotineiro destino matinal. Guardado por um mural pintado com uma representação da cidade, envolto por umas esguias escadas que contornam uma capela em granito, este caminho leva-me pelas traseiras de uma despida Galeria Comercial. Ao lado da mesma, quase no fim da rua, encontro uma escola. Pelas vozes agudas, pelos cânticos e risos de crianças, que nunca vejo, presumo que se trate de uma Escola Primária, algo camuflada por entre os edifícios desta escarpa. Nessa manhã, não me recordo de ouvir o típico alvoroço das brincadeiras de recreio, nem tão pouco dos alegres desconhecidos que se cruzaram comigo. Mas houve um pequeno pormenor que chamou a minha atenção. Por entre a rua de paralelos, a brilhar através dos interstícios do granito, estava uma peça de Lego. Um pequeno tijolo amarelo de quatro encaixes. Uma das peças mais comuns que podemos encontrar. Parei para o observar. Estava sujo e um pouco gasto numa das faces, mas fora isso, era perfeito. -21 -

Olhei em volta para ver se encontrava a criança a quem aquela peça pertencia, mas estava só naquela viela. Pelo acumular de detritos à sua volta, fiquei com a sensação que este Lego já ali se encontrava há alguns dias. Limpei-o e trouxe-o comigo. Não me lembro de mais nada sobre o resto do dia. Apenas aquele momento guardo com o máximo de pormenor. Esta quinta-feira, pela simples onda de optimismo que me despertou, tinha já para si reservado um espaço nas minhas memórias. Mas este pequeno pormenor. Este momento que quase me passou ao lado, tivesse eu escolhido ir pelo elevador, fez com que lhe desse o nome do “dia em que encontrei um Lego amarelo”. Hoje guardo-o no meu quarto, juntamente com outros objectos recheados de simbolismo. São curiosas as coisas que se cruzam no nosso caminho. De tão efémeras passagens, que o mais minúsculo pormenor nos pode desviar do seu encontro. O anúncio de emprego que encontramos no twitter. As pessoas que conhecemos quando não queríamos sair de casa. Um “olá” dividido por entre umas escadas passageiras. O avião perdido. O encontro adiado. A peça de Lego que encontramos no chão. Coincidências. Destino. Caos. A beleza do acaso que aprendemos a apreciar quando olhamos à nossa volta, e encaramos o imprevisto que o dia nos tem para oferecer. Crônica: Adriano Cerqueira

Mulheres com Tronco Pesado Há as que acham que têm falta de peito, as que gostavam de ter mais peito, as que acham que têm a mais. Há as que querem aprender a disfarçar a barriga e as que se acham magras de mais... Há para todos os gostos e todas são Mulheres Como Nós! Com o objectivo de chegar a todas vós, vamos iniciar uma rúbrica onde todos os meses vamos falar sobre um “ponto” da vossa silhueta que vos chateia e que nem sempre sabemos como disfarçar! Hoje vamos falar de Tronco Pesado! E o que é tronco pesado? São todas as mulheres que têm braços e peito volumoso. Vamos trabalhar Mulheres com Tronco Pesado? O objetivo é alongar a zona do colo e pescoço, aprendendo a neutralizar o volume do tronco. Como? Utilizando cores mais neutras e escuras na parte de cima do corpo. Optar por peças sem volume e que caiam bem como peças em envelope, cache-coeur

ou peças com colarinho aberto. Os tecidos devem ser opacos, sem volume e os padrões querem-se lisos ou de fundo escuro. E já agora é OBRIGATÓRIO usar saltos! Nada como uns saltos para alongar as pernas e aligeirar o volume do tronco! E agora boa sorte!

Aposte em: Vestidos: com decotes em V; Vestido envelope; Tecidos com movimento; Comprimento acima do joelho Saias: Ligeiramente amplas para equilibrar tronco pesado; Detalhes franzidos na parte de baixo; Blazer: Ligeiramente ajustados; Calças: Ajustadas sem ser agarradas (combinadas com blazer)

www.lessenceimage.com Tel: 963 412 642; 910 227 315 Email: geral@lessenceimage.com

Imagens: www.net-a-porter.com

Melhore a sua Imagem sem Mudar a sua Essência

- 22 -

styling

Frases O estilo urbano e desportivo é uma das grandes tendências actuais e, com ele, surgem as estampagens de frases, principalmente em t-shirts e tops. Umas mais subtis, outras mais arrojadas, tal como o ser-humano. Tipografia com estilo. Uma forma de vestirmos os nossos próprios pensamentos, de nos definirmos ou de fazermos passar uma mensagem. Como usar: Seja para um look de dia-a-dia ou para um look de noite, esta tendência deverá ser combinada com peças neutras ao nível da cor e corte para a mensagem ganhar destaque.

Clássico vs Desportivo

O laranja e o azulão foram cores bastante vistas nas colecções Primavera-Verão 2014, principalmente em looks mais desportivos e divertidos, tal como os que são sugeridos abaixo. A combinação de peças e de acessórios arrojados com vestidos mais clássicos irá proporcionar-lhe a sensação de ser especial e diferente por ser algo totalmente inesperado. Também desafiando as regras, temos como tendência a combinação de vestidos mais desportivos com acessórios de linhas mais rectas. Como usar: Se quiser manter uma postura mais recatada, mas, mesmo assim, mostrar que se sabe divertir, opte por caprichar nos acessórios. Se gosta de marcar a diferença, divertindo-se com o seu look, coordene diversos estilos num só: escolha um colar de pérolas para jogar com um vestido desportivo e coloque uma carteira moderna e divertida à mistura.

Pedrarias Em pequenos apontamentos ou cobrindo por inteiro determinada peça, as pedrarias chegaram à estação Primavera-Verão em grande força. É uma aposta ousada, para mulher determinadas, confiantes e seguras de si mesmas, ou seja, para qualquer mulher! As pedrarias são uma forma óptima de embelezar um look, valendo por si mesmas, fazendo com que a necessidade de acessorizar o coordenado caia por terra. Seja em looks mais clássicos ou em looks mais desportivos, a aplicação de pedraria, ou de jóias, nos coordenados é um must-have. Como usar: Se gosta de se manter discreta, use de forma subtil em pequenos detalhes (costuras de uma blusa, por exemplo, ou na linha do colar). Se gosta de se fazer notar, mas não em demasia, coordene uma peça totalmente embelezada por pedrarias com outras mais neutras e, por fim, se pretende destacar-se numa festa, ou em qualquer outra ocasião, use e abuse desta tendência em look total. Texto: Trend me Too https://www.facebook.com/trendmetoo -23 -

Sim, Aceito!

A época de casamentos parece ter finalmente chegado, as flores já desabrocharam e a chuva parece já ter sido duma outra vida. A duvida existencial agora é o que levar ao casamento da nossa melhor amiga, que por acaso casa dentro de um mês e não fazemos ideia do que levar. Todas nós já sabemos que o branco é a cor do verão, condiz com as peles morenas e faz-nos sentir magníficas e maravilhosas, mas tendo em conta que num casamento quem vai de branco é a noiva, esqueçam essa opção juntamente com o preto. Outra grande tendência são os nude e se realmente queriam ir de branco esta tendência é uma muito boa alternativa, porque continua a acentuar a pele morena, própria já desta altura. Relativamente a modelos, aqueles vestidos cheios de flores demasiado óbvios e que gritam “Olhem para mim estou a caminho dum casamento” já não se usam há uns bons anos. Foram substituídos pela simplicidade das sedas que caem sobre o corpo e esvoaçam à medida que o corpo se mexe. É esta a nova elegância. Menos é mais! E porque as grávidas também têm direito a sentirem-se maravilhosas optem por vestidos onde a costura assente na parte imediatamente a seguir ao peito, ou seja mesmo acima da barriguinha. Texto: Diary Chic

- 24 -

-25 -

- 26 -

-27 -

- 28 -

-29 -

- 30 -

-31 -

- 32 -

-33 -

- 34 -

-35 -

- 36 -

-37 -

Baixa Lisboeta

indestrutível com G-Shock

A CASIO inaugurou na passada quinta-feira, 03 de Julho, a sua primeira pop-up store em Portugal. Este conceito de loja temporária é a nova forma de fazer compras que está na boca de toda a gente. O que diferencia este conceito de uma loja permanente? Para além de ser por tempo limitado, é onde podem encontrar as novidades e coleções exclusivas da marca em Portugal.

Montra exterior da loja

A pop-up store G-Shock, que estará aberta durante todo o mês de Julho na Rua Augusta, conta com um espaço de 100m2 onde o conceito de cultura Urbana está espelhado nos relógios mais trendy e indestrutíveis do mundo - Casio G-Shock e Baby-G – começando logo à entrada com uma exposição de três serigrafias do artista nacional Miguel Ayako, intitulada de NERDS SWAG COOL KIDS. A abertura desta loja temporária contou com a animação da mesa de mistura do DJ Kwan e com a presença de várias caras nossas conhecidas que ficaram rendidas à nova coleção da marca. Para o dia de encerramento – 31 de Julho – a marca está a preparar uma festa à medida destes relógios com showcase e exposição de arte. Texto: Ana Rebelo

Pedro Fernandes a desafiar a G-Shock para ver quem é o mais forte. Adivinha-se o resultado ou não?

Ator Duarte Gomes

Apresentadora do canal CMTv, Marta Viveiros, prova que segue as tendências neste vestido branco e blazer cor de menta.

Da esq para a direita: Miguel Costa, Miguel Ayako, o rapper Tekilla e David Zuazua director de marketing Portugal e Espanha, todos a exibir o menino dos seus olhos, o G-Shock.

- 38 -

Apresentador Pedro Fernandes com o ator Miguel Costa mostrando já ser fã da G-Shock.

Atores António Camelier e Rita Frazão, ambos com um look casual e em sintonia com o calor que se fazia sentir nessa tarde.

jorgecorrula Cada Actor terá o seu caminho para construir uma personagem, eu sou muito intuitivo e gosto de trabalhar a energia de cada pessoa/personagem. Como veio parar ao mundo do teatro, da televisão e do cinema? Desde pequeno sonha com os flashes e as câmaras? Inicialmente o teatro surgiu porque perto da casa dos meus pais existe uma colectividade onde havia um Grupo de Jovens com várias iniciativas recreativas entre as quais teatro e nas quais eu participava para ocupar o tempo livre porque me divertia. O Paulo Ferreira (actor/encenador) foi a este Grupo dar um Workshop de Teatro e chamou-me depois para fazer uma peça no Teatro Maria Matos. A partir daqui seguiu-se o Conservatório de Teatro com interrupções pelo meio, e os trabalhos foram-se sucedendo e só uns anos mais tarde é que pensei que poderia ser Actor Profissional. E assim me mantenho nos últimos 17 anos. Os flashes e as câmaras nunca me disseram nada, estou aqui por uma paixão que continua a crescer.

Uma série na Tvi sobre vampiros intitulada ‘Destino Imortal’, personagem Victor. Por se tratar de um ser surreal e cuja dificuldade era acreditar que a personagem existia de facto. No auge das gravações consegui realmente sentir-me omnipotente e imortal. É essa magia que algumas

É uma pessoa atenta as tendências? Costuma seguir a moda? Gosto de estar atento mas não gosto de tendências, esse conceito soa-me sempre a pessoas vestidas da mesma forma, sem personalidade. Gosto de seguir contra-corrente e vestir o que me apetece. Mas por vezes por questões de trabalho lá me incluo ‘na Moda’.

Tem preferência entre o teatro, a televisão ou o cinema? Se pudesse escolher apenas uma área, qual escolheria e porquê? Na verdade gosto de todas porque se tratam de técnicas diferentes e trabalham-se formas às vezes opostas, mas se tivesse de escolher seria o Teatro, porque é onde nunca me sinto nervoso.

Qual a personagem que lhe deu mais ‘’gozo’’ em construir ?

Já teve a oportunidade de contracenar com atores estrangeiros? Como foi a experiência? Fiz uma longa-metragem no Rio de Janeiro com alguns actores portuguese e brasileiros e foi um ‘alívio’ poder verificar que as dificuldades que os actores encontram no seu trabalho são universais. É importante ter cuidados diários para manter o corpo em forma. Preocupa-se com a imagem? Com a imagem que deve ter cada personagem, a dificuldade muitas vezes é do tempo e de estar a fazer mais do que uma personagem ao mesmo tempo. Fora disto adoro desporto, jogar futebol e correr ajudam-me a estar em forma.

Foi difícil ter tomado a opção de desistir de um curso de direito para estudar representação? Foi uma decisão muito fácil porque eu já estava no curso por obrigação.

Quais as técnicas que recorre para construir a personagem? Cada Actor terá o seu caminho para construir uma personagem, eu sou muito intuitivo e gosto de trabalhar a energia de cada pessoa/personagem.

também, aprendi mais com a retrospectiva da rodagem, pela inexperiência que tinha no cinema e porque alguns trabalhos são tão intensos que só respiras no fim.

personagens nos emprestam. Muitas pessoas associam-no, ainda, à personagem padre Amaro do Crime do Padre Amaro. Foi um grande desafio este trabalho? Exigiu muito de si? O ritmo de gravações foi alucinante, o Filme foi gravado em menos de um mês, a produtora era recente,era a primeira longa-metragem do realizador e a minha -39 -

Pode levantar a pontinha do véu e desvendar os novos projetos? Vamos ter oportunidade de o voltar a ver no cinema? Continuo em Sol de Inverno na SIC. Nova série da RTP a estrear em Julho ‘Àgua de Mar’ e um filme que estreará no final do ano mas que ainda não posso adiantar. Texto: Andreia Roberto

Praia Verde Boutique Hotel … O novo conceito que inspira O azul da praia mistura-se com o verde dos pinheiros embelezando um postal natural para recordar mais tarde. O cenário que nos transmite calma, tranquilidade e boas energias situa-se no concelho de Castro Marim, o chamariz perfeito para o apreciador da Natureza. Entalado entre o campo e a praia, o Praia Verde Boutique Hotel não é apenas mais um hotel comum. Trata-se de um lobby market: espaço aberto, acolhedor e de partilha com um serviço personalizado de excelência. E porque uma imagem vale mais do que mil palavras, não é à toa que este conjunto de recortes espelha a ideia regeneradora do conceito. Aqui não há fardas diferenciadoras. Todos vestem de igual forma e cada membro da equipa tem a sua competência técnica e são especializados nos seus hobbies. Mário Morais, diretor do hotel levanta o véu “ 50 por cento da facilidade, da boa sorte que temos tido em termos este trabalho todo tem muito a ver com a compreensão da arquiteta Pureza Magalhães teve do conceito, da forma com que ela pôs todo este espaço a comunicar, porque só conhecendo o espaço antigo é

que as pessoas entendem como foi possível aderir a este novo espaço e torná-lo chique, com detalhe, mas ao mesmo tempo extremamente informal onde as pessoas se sentem bem. “ “Contar uma estória” “Queremos que as pessoas se sintam bem, descansem, pro-

“Queremos

que as pessoas se sintam bem, descansem, procurem o nível de descanso que necessitam” - 40 -

curem o nível de descanso que necessitam”. São cada vez mais as pessoas que procuram experiências de essência que proporcionam paz interior em comunhão com o ar livre. Desconectam-se da vida stressante da cidade e aproveitam o que o Algarve de melhor tem para oferecer. Mário Morais adianta: “pegamos nas atividades e completamos a estadia. Queremos que as pessoas façam birdwatching no sapal de Castro Marim, piqueniques na zona da Fuzeta, atividades de pesca, conheçam os roteiros de mercado”. É importante não só conhecer a região mas sentir a região e por isso o Praia Verde Boutique Hotel faz questão de promover a cultura do litoral e barrocal algarvio: “São experiências como estas que nós queremos que as pessoas quando vêm para o Algarve sintam e sintam que vale a pena vir para este canto e, por isso, temos de contar uma estória. E é isso que faz com que o boutique hotel seja um espaço diferente porque está muito ligado às pessoas, à equipa, à ideia regeneradora” À Terra Depois de conhecer os quartos com design clean inspirados na simplicidade e convivialidade viajei até ao passado. Tudo é pensado ao pormenor e com detalhe. Não é por acaso que as luzes são características e o forno a lenha está à vista. Do mobiliário, passando pelos pratos e pela decoração, o momento é um flashback que nos transporta a tempos de outrora.“Temos mesas comunitárias, as pessoas partilham a comida, não queremos de forma alguma ter entradas, pratos e sobremesas, o serviço é contínuo. Há medida que os pratos chegam, vão para o meio da mesa e as pessoas partilham a comida”. Esta é a identidade do restaurante “À Terra” que faz jus ao próprio nome quando se degustam os sabores da terra. Dois dedos de conversa num ambiente peculiar que só se entende, vivendo. “Essência é o quilómetro zero” Cozinha rústica, saudável, deliciosa, em que o produto fresco e local é o protagonista. Das mãos do chefe Jan Stechemesser saem pratos com requinte e gourmet inspirados nas receitas tradicionais. Aqui cozinha-se com amor e carinho e o resultado não podia ser mais saboroso. Mais do que usar produtos endógenos é usar produtos locais e fugir à distância. Curiosidade para o jardim de cheiros na zona exterior do hotel que complementa todo este conceito típico. Este jardim de cheiros podemos observar e sentir quando pisamos pela primeira vez o “À terra”. Presente nas mesas, na comida e nos pratos cria a ligação perfeita entre a equipa e a sala de refeições. São elementos inscritos

no DNA desta cozinha sui generis, fundamental para as pessoas sentirem o que comem com autenticidade. Praia Verde Boutique Hotel eleito pela CNN como um dos 5 melhores da Europa Com dois meses de existência o Praia Verde Boutique Hotel já foi merecedor de um prémio. A CNN elege-o como um dos 5 melhores da Europa. “ Nós vivemos os prémios e os prémios morrem no dia em que se ganha. No fundo alcançámos qualquer coisa. O passo a seguir é o mesmo: trabalho, trabalho de ensaio e rotinas, trabalho de consistência. O nosso trabalho é sempre o dia como se fosse um bailado. A partir dali o passo a seguir é repetir para que tudo saia de forma natural e esse trabalho ser recompensado. Se elevarmos a hospitalidade ao nível da experiência e ao nível da generosidade com uma grande dose de profissionalismo de serviço consistente é natural e é isto que hoje em dia as pessoas procuram. “ Numa altura em que os desafios são poucos, a Discovery Hotel Management teve a coragem de pegar em ativos e criar este conceito. É importante perceber que este projeto foi um trabalho de equipa e parcerias locais, como a Flor de Sal Salmarim, Azeites Monterosa , Passeios Ria Formosa, entre outros. A identidade do Algarve desconhecido que pode descobrir no Praia Verde Boutique Hotel. -41 -

Texto: Andreia Roberto; Fotografias: Pedro Sampayo Ribeiro

- 42 -

-43 -

- 44 -

-45 -

- 46 -

-47 -

- 48 -

-49 -

- 50 -

-51 -

- 52 -

-53 -

- 54 -

-55 -

JuLho 2014

Tendências Verão 2014 Com a chegada do Verão chegam também as cores fortes! Desengane-se quem pensa que as cores só vão estar presentes na roupa: nesta estação as cores vivas vão estar bem presentes na maquilhagem! Aposte em cores vivas para os lábios, que vão estar em destaque. O eterno vermelho continua a alegrar o nosso rosto mas pode ousar ainda mais com a escolha de outras cores como o laranja, o rosa vivo e até o roxo! Não há limites! A pele, como já é habitual nesta estação, quer-se perfeita e imaculada! O sol ajuda muito ao ar saudável do nosso rosto, pelo que não lhe resta muito a fazer. Aposte numa boa protecção do rosto e não esqueça o ritual de limpeza, tonificação e hidratação (ao acordar e ao deitar). Uma boa esfoliação permite eliminar as peles mortas e faz o seu rosto reluzir ainda mais. Se necessário, opte por uniformizar o tom da pele com base ou pó facial para evitar manchas. Não se esqueça que no Verão quer-se pele leve e radiante, nada de abusos. Já os olhos ser cobertos com tons vivos e metalizados, bem delineados. Tenha em atenção que os olhos mais exuberantes requerem mais comedimento nos lábios, e vice-versa. Use e abuse da cor sem medos! Afinal, só mesmo a sua atitude é que dita o que é ou não permitido. Texto: Diana Pinto

- 56 -

cabelos

longos Os cabelos longos sempre fizeram parte do facínio de grande parte das mulheres , compridos , a direirto , em bico ou oval o corte de ser realizado de forma e escadear levemente as pontas , alem de realçárem o rosto femino também podem ser usados de várias maneiras de pentear , entretanto nessa estaçao os cabelos compridos com caracois ou ondas estao em alta para além disso revelam uma pernonalidade feminina , senxual e romântica . Texto: Jota Alves

-57 -

JulioRocha “Sempre fui muito dedicado e disciplinado no trabalho. Isso trago até hoje em minha carreira.”

“A partir do momento que você aceita um papel, deve se entregar ao máximo ao personagem.” Começou a representar muito jovem, com apenas 15 anos. Ser ator sempre foi o seu desejo? Quando eu era criança queria ser jogador de futebol. Como não tinha muita habilidade, passei para o vôlei onde tive mais sucesso. Pouco tempo depois pensei seguir a carreira de médico, mas tudo caiu por água abaixo quando subi pela primeira vez no palco. Uma sensação única, um retorno imediato do público. No caso minha família, que assistia minha estreia na escola. (rs) Inexplicável. Refere que foi a arte que o encontrou e foi amor à primeira vista. Como começou essa paixão? Como tive aula de teatro na escola, meu primeiro contato com o palco ocorreu lá. Parece que foi ontem minha apresentação. Mesmo não tendo saído do jeito que eu queria, foi sensacional. Tudo era um acontecimento, um aprendizado uma diversão. Eu estava na 7ª série (rs). Esqueci o texto, improvisei, arranquei risos da plateia. O nervosismo inicial de repente desapareceu. Naquele momento eu vi que eu estava no caminho certo. Ao final da peça todos vieram falar comigo, dar parabéns, achei tudo mágico. Como foi crescer enquanto ator nestes últimos anos. O que mudou desde o seu primeiro grande trabalho? Sempre fui muito dedicado e disciplinado no trabalho. Isso trago até hoje em minha carreira. Claro é, que com o passar

edições. Se você esquece o texto precisa improvisar e continuar o trabalho. Na TV é o oposto, mas não menos trabalhoso, pois ao mesmo tempo que pode voltar a gravação, há uma preocupação com o posicionamento diante das câmeras, o número de takes diários é maior, e com isso a variedade de textos cresce. O que verdadeiramente me satisfaz é atuar, não importa onde. E claro, como muita dedicação e disciplina. E o Cinema? Já fez vários personagens em que é o vilão da trama. Como constrói estes personagens? Os personagens que interpretei na TV são bem diferentes de mim, isso me agrada muito. Para fazer o Dr Jacques fiz laboratório! Frequentei hospitais, conversei com médicos, pesquisei o comportamento, o temperamento dos cirurgiões, enfim cada trabalho tem sua peculiaridade! dos anos, você ganha mais confiança, experiência, e traquejos para as mais diferentes situações. Acredito todos nós temos sempre algo para aprender e melhorar. Vai participar em mais uma novela, mas também já fez parte do elenco de várias peças de Teatro. Para o Júlio Rocha o que mais o apaixona? Novela ou Teatro? Ou não consegue escolher entre os dois e porquê? Os dois lados são apaixonantes e importantes para a carreira do ator. No teatro o seu contato com o público é direto, não há - 58 -

Qual seria o personagem mais desafiante que gostaria de fazer? Todo personagem é desafiador. A partir do momento que você aceita um papel, deve se entregar ao máximo ao personagem. O que significa participar em mais um projeto da Globo transmitido no principal horário? Acho que este é o sonho de qualquer ator, não é mesmo. Fico grato por ter sido convidado pelo Walcyr para integrar este grande elenco.

-59 -

Que nós temos sempre que fazer algo por nós, assim como para o próximo, assim como pelo nosso pais! Tem sempre alguém do nosso lado precisando de nós! Amar e respeitar o próximo! Como é contracenar com alguns dos maiores atores do Brasil, como por exemplo com José Mayer? Ele é um ícone, um ser humano sensível, bem humorado, foi incrível! Formou-se também em Nova Iorque deseja alguma vez fazer uma participação ou ter uma personagem numa produção fora do Brasil? Adoraria. Amo o que eu faço e para isso não há barreiras. Alguns atores brasileiros já fizeram participações ou têm mesmo personagens principais em novelas produzidas em Portugal. Gostava de passar por essa experiência? Sim, claro. Talvez eu seja suspeito para falar disso, afinal tenho sangue português, e amo o pais e a cultura de você. Seria incrível!

Tem alguma ligação a Portugal? Meus bisavós eram portugueses, isso já diz muito né? O que conhece de Portugal? Algarve, Lisboa, Porto! Sempre que fui estava a trabalho não tive tempo de explorar como gostaria, me sinto muito bem em Portugal! Qual a mensagem que deixa aos seus fãs de Portugal? Espero que estejam curtindo a novela Amor à Vida. Foi um trabalho bem divertido! Depois me falem o que vocês acharam. Qual a principal mensagem que deve ser transmitida por alguém famoso? Que nós temos sempre que fazer algo por nós, assim como para o próximo, assim como pelo nosso pais! Tem sempre alguém do nosso lado precisando de nós! Amar e respeitar o próximo! Como é a sua relação com a Moda? Gosto de me sentir bem. Se está de acordo com a moda legal, mas se isso não ocorrer, não fico chateado, pois cada pessoa tem um estilo e preferência. Gosta de estar atento às novas tendências? Sim Qual o look que mais gosta? Calça jeans e camiseta (rs). Será que estou na moda? Talvez uma mais casual, confortável. Qual a frase que melhor o define? Uma Rocha! (rs). Texto: Inês Pereira

- 62 -

-63 -

- 64 -

-65 -

- 66 -

-67 -

- 68 -

-69 -

- 70 -

-71 -

- 72 -

-73 -

- 74 -

AnaCañas Transmite ao público em palco: Loucura, amor, morte, sexo, poesia, dor, sonho, delírio, nascimento-renascimento, alegria, transcendência, abismo e ternura. Quem é a Ana Cañas? Eu não sei. E acredito que nunca saberei de certa maneira. Hoje sei que sonhamos, desejamos, criamos e sentimos. O resto, é uma relação de transcendência em todos os níveis da vida, do mais simples ao complexo. Cultivo um olhar apaixonado pela arte e pelos artistas. Como surge a paixão pela música? Para mim surgiu com um arrebatamento pela voz de Ella Fitzgerald. Existe algo na voz de algumas mulheres que não se pode descrever, mas podemos sentir que é onde a vida começa e termina. Aquela voz sempre está ali, como algo do mundo, contém algo do porquê de existirmos. Quais os sentimentos que transmite ao público quando se transforma em palco? Loucura, amor, morte, sexo, poesia, dor, sonho, delírio, nascimento-renascimento, alegria, transcendência, abismo e ternura.

Quantos discos já foram lançados e o que cada um deles representa? Lancei três. Cada uma deles reflete um período específico da minha vida pessoal para o bem e para o mal. Juntos, eles refletem a busca por um voz única, pessoal, acredito que ainda não atingida completamente. Na sua vida existiu um período mais conturbado, acredita que esse período foi um marco para o renascer de um novo ciclo? Foi um período de sofrimento e aprendizado. Um novo ciclo se iniciou através de auto-reflexão, resignação, amigos e novas paixões. Qual a sua canção favorita e porque a escolheu? O que ela representa para si? Tenho várias. Depende muito do momento da vida. “Don’t Explain” (da Billie Holiday) por exemplo. Para mim, ela tangencia a poesia máxima do ser feminino. Ou ainda “Retrato em Branco e Preto” (Chico Buarque e Tom Jobim). -75 -

Quer levantar a ponta do véu e desvendar os próximos projetos? Já iniciei a pré-produção de um disco de inéditas que devo lançar em 2015. Tem alguma ligação com Portugal? Muitas. Adorei cantar em Lisboa no ano passado, foi um show muito marcante, catártico e especial para mim. Espero voltar em breve. Qual a mensagem que deixa para os seus fãs de Portugal? Agradecimentos e carinhos por todos. Um beijo grande. Ana Texto: Andreia Roberto

Filipe faisca É um ícone da moda portuguesa. Desde tenra idade que dava conselhos à mãe sobre as peças de roupa. Desde criança que dava opiniões sobre a imagem das pessoas. Acabou por seguir design na escola, pois na altura não existiam cursos direcionados para a moda. Nessa altura já explorava muito a área da moda nas disciplinas que o permitiam fazer. Quando se mudou para Lisboa focou-se na área. Se não fosse estilista teria sido pintor ou bailarino. O que é que é para si a moda? Como define moda? A moda é muito diferente, tem a ver com tendências com a forma como os mercados se relacionam com a moda e com as necessidades de vários mercados. Há várias modas e vários mercados que se vão cruzando cada vez mais. Caminhamos para uma moda mais democrática. Não é como nos anos 50, 40 ou 30, em que havia períodos longos de 10 anos. É mais efémera porque a vida é mais rápida, a noção de tempo também é diferente. Tudo muda. A moda é vida e é o retrato das pessoas que vivem a vida intensamente. De onde surge a sua inspiração? Vou buscar inspiração na energia das pessoas. Hoje podemos cruzar épocas, podemos fazer moda com os anos 20. Inspiro-me muito mais na energia das pessoas, aquilo que elas são, a maneira como vivem a vida. Editoriais de moda funcionam como o cinema, inspiram-me, eiu gosto, mas são histórias que se podem adequar ou não há minha moda. Para fazer os desfiles cruzo imensa informação de vários pontos de arte e filtro conforme a minha intuição. Os Estilistas também são influenciados pelas tendências? Estilistas são muito influenciados pelas tendências. As tendências funcionam em vários campos, tem as direcionadas para industria e para os criadores. Para os criadores acontecem muito antes da industria, há um espaço de tempo entre ambos de cerca de 5 anos. Quando vê nos desfiles lá fora, quando dois ou três estilistas lançam uma cor ela já é considerada

tendência, mas o grande mercado só vai usar mais tarde. São eles que lançam essa cor tendência que só passados alguns anos passa para a indústria. Esses designers vão buscar essas fontes de inspiração com “gurus” de moda. Pessoas que fazem muita pesquisa, sobre o que irão ser as tendências dos mercados, como o mundo muda, e como vai obrigar as pessoas a novas necessidades. Qual o momento mais emotivo em toda a fase e criação de uma peça? Quando faço a primeira prova. Quando vejo a reação e energia da pessoa que está a vestir a peça. E vejo que aquilo que eu previ à distância bate certo. Sente o seu trabalho reconhecido em Portugal? Não, de todo. Portugal é um país que não dá reconhecimento a ninguém. Os portugueses são muito virados para o estrangeiro., tudo é que é estrangeiro é melhor do que é nacional. Motivamo-nos muito com viagens, com saber falar outras línguas, motivamo-nos muito com os objetos, as formas de viver e de estar de outros países e damos pouco importância - 76 -

ao que temos e nosso próprio desenvolvimento. Apercebemo-nos disso quando os estrangeiros elogiam o nosso país. E Pensamos: “bolas mas porque não pensamos assim também!” O que falta para valorizar este setor? Hoje em dia ainda não se vê a moda como uma indústria em que se faturam milhões e que abrange milhares de pessoas. Não se deve levar isto de ânimo leve. Ainda há uma mentalidade que moda é ver mulheres bonitas. Falta em Lisboa uma rua só de criadores portugueses. Em que se promove o que se faz cá. Portugal tem e sempre teve muito talento. Os trabalhos artesanais são exemplo de talento há várias décadas. A nossa gastronomia igual Não é uma questão de falta de criatividade é falta de vontade política e de promover o nosso país no estrangeiro. Qual a frase que o define? “Uma pessoa que sente demais” Texto: Inês Pereira

-77 -

- 78 -

-79 -

- 80 -

-81 -

- 82 -

-83 -

- 84 -

-85 -

- 86 -

-87 -

- 88 -


Stylish magazine 3