Page 1

se BEBER NÃO DIRIJA

INDÚSTRIA DE

Ano 10 - No 60 - 2011

BEB DAS

R

www.industriadebebidas.com.br

Vendas de Vinhos crescem, mas estoques continuam altos !

Vonpar Bebidas, mais de 60 anos de história e tradição


Expediente

Índice 06

Edição Nº 60 – 2011 Vinhos e Espumantes Foto: www.cereser.com.br Diretoria: Fábio dos Santos Cátia Rodrigues dos Santos fcsantos2002@uol.combr Editor e Jornalista Responsável: Domingo Glenir Santanercchi – Mtb: 21.269 fcsantos2002@uol.com.br Repórter : Bruno Almeida fcsantos2002@uol.com.br Diagramação e Criação: Mofo Design Studio www.mofodesign.com.br Estagiária Letícia dos Santos Dutra fcsantos2002@uol.com.br Assinatura / Expedição: Reinaldo A. dos Santos Thiago dos Santos Souza fcsantos2002@uol.com.br Departamento Comercial: Fábio dos Santos Enéas B. de Jesus fcsantos2002@uol.com.br Departamento Administrativo: Carla Rodrigues fcsantos2002@uol.com.br Colaboradores: José Carlos Giordano umbrellagmp@terra.com.br Matthias R. Reinold matthias@cervesia.com.br Consultor: Matthias R. Reinold (Mestre Cervejeiro) “Os artigos assinados são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a opinião da editora.” FC Santos Editora e Eventos Ltda Av. da Paz, 665 – Sala 04 – Utinga Santo André – SP – CEP: 09220-310 Tel.: (11) 2786-3076 / 2786-3168 Fax.: (11) 2786-3176 fcsantos2002@uol.com.br www.industriadebebidas.com.br

Capa: Vendas de vinhos crescem, mas estoques continuam altos

12

Ingredientes: Otimizando o potencial com L-carnitina

14

Evento: 2º congresso da Confrebras reúne cerca de 200 pequenos e médios produtores de cervejas e refrigerantes

18

Marketing: A eficácia do brinde na influência da compra

22

Artigo: O tratamento da água potável e de processo por UV

24

Entrevista: Vonpar bebidas mais de 60 anos de história e tradição

30

Empresa: Toda tampa tem o seu bocal

Anunciantes Adecol...................................................25

Meplast.................................................17

Aro........................................................05

Mesal.....................................................07

Beraca......................................... 3ª Capa

Miaki......................................................29

Brazicolor..............................................09

MMC Equipamentos..............................08

Cervesia................................................26

Plastamp................................................ 16

Doni-Tec................................................24

Promoline..............................................19

Eletroinox.............................................27

Rami......................................................10

Heuft.....................................................11

Sibrape..................................................23

Hexakron..............................................13

STA Systems...........................................21

IEC-Perma.............................................30

System Plast................................ 2ª. Capa

I.G Máquinas........................................28

Wallerstein............................................28

Lapiendrius...................................4ª Capa

Editorial Mais um ano se vai e novos trabalhos e desafios se aproximam, o ano de 2011 foi satisfatório para o mercado de bebidas, mas estamos se preparando para que 2012 seja melhor. A FC Santos editora através de toda a sua diretoria e seus colaboradores deseja um ótimo 2012 para todos os profissionais do mercado de bebidas. Lembramos a todos nossos leitores que no mês de março de 2012, circularemos nosso Anuário 2012, com informações de mercado e uma grande gama de fornecedores desse segmento. Na edição Nº 60, estamos publicando assuntos atualizados e artigos que possa auxiliar os profissionais das indústrias de bebidas no seu dia a dia. Iniciamos com nossa matéria de capa, trazendo informações atualizadas do mercado de vinhos e espumantes, destacando o mercado nacional. A empresa Tovani Benzaquen apresenta através dessa matéria informações importantes para que as indústrias de bebidas possam oferecer aos seus clientes um produto de qualidade e que irá fazer diferença para o corpo humano. O 2º congresso da Confrebras reúniu cerca de

200 pequenos e médios produtores de cervejas e refrigerantes e a revista Indústria de Bebidas esteve lá e trás a cobertura do evento nessa edição. Estamos dando destaque também para o setor de marketing nas indústrias de bebidas, e trazendo a opinião de vários profissionais do mercado sobre a importância do brinde no dia a dia na indústria. Nosso colaborador e Mestre Cervejeiro Matthias R. Reinold escreveu um artigo que com certeza irá ajudar você leitor, profissional do mercado de bebidas, ele fala sobre, o tratamento da água potável e de processo por UVC. O Sr. Luiz Fernando Mattos, diretor de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Vonpar Bebidas, nos concedeu uma entrevista exclusiva para essa edição, na qual ele fala sobre a história de sucesso da Vonpar. Encerramos com uma matéria sobre a empresa Doni-Tec, que iniciou suas atividades no ano de 2001 e já coleciona grandes sucessos no mercado de bebidas.

Boa Leitura e Ótimos Negócios!


Capa

POR Bruno Almeida

Vendas de vinhos crescem, mas estoques continuam altos Conforme levantamento do Instituto Brasileiro do Vinho (IBRAVIN), o ano deve terminar com estoques de 295 milhões de litros de vinho no Rio Grande do Sul.

6

I.B. Ed. no 60 - 2011

Fante explicou que o incremento nos estoques de vinhos ocorre porque a produção da última safra foi recorde, superior à comercialização. Um aspecto positivo revelado pelas estatísticas é o aumento de 33,4% na comercialização dos vinhos engarrafados em detrimentos dos vendidos a granel, que tiveram uma queda de 16,25% de

Temos de ser realistas e trabalhar com as empresas e o governo federal para resolver este problema histórico

O Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) projeta um aumento de 10% na venda de vinhos e espumantes este ano. A boa nova, contudo, vem acompanhado de um dado preocupante manifestado pelo presidente do Conselho Deliberativo do Instituto, Júlio Fante. “O crescimento na venda de vinhos este ano é bom, porém, ainda não resolve os problemas de estoques de vinhos, que são elevados há alguns anos”, disse Fante, nesta terça-feira (6). Conforme levantamento do Ibravin, o estoque de vinhos no início de 2012 deve somar aproximadamente 295 milhões de litros (sendo 166 milhões de vinhos comuns; 63 milhões de litros de vinhos finos e 66 de outros vinhos).

Sr. Julio Fante Presidente do Conselho Deliberativo do IBRAVIN (Instituto Brasileiro do Vinho)

janeiro a outubro deste ano. “Isso mostra que as vinícolas estão se qualificando e vendendo seus produtos com maior valor agregado”, comentou Fante. A venda de vinhos em barris também caiu (89,5%), assim como os vinhos de garrafão, que encolheram 26%. Selo fiscal Além do mercado aquecido, com o ingresso de novos consumidores das classes mais populares na faixa de consumidores de vinhos e espumantes, o ano está sendo positivo para o setor vitivinícola brasileiro devido à entrada em vigor do Selo de Controle Fiscal. Desde o início do ano, a Receita Federal do Brasil obriga todas


compromisso com a qualidade Situada na cidade de Caxias do Sul-RS, a Brazicolor, é especialista em Rótulos especiais, pois foi uma das pioneiras a implantar processos flexográficos em sua produção, na Região Sul do Brasil, atuando nos mercados de bebidas, cosméticos, farmacêuticos, frigoríficos, alimentos entre outros. Com uma história sólida no mercado a Brazicolor não parou por aí e no ano de 2011 a empresa investiu forte em novos equipamentos, adquirindo novas impressoras para a execução de trabalhos como, Flexografia UV, impressão de média a alta tiragem, impressão DIGITAL OFFSET HP em alta qualidade, podendo atender clientes com necessidade de pequenas e médias tiragens e também dados variáveis. Em 2012 a empresa completa seus 25 anos de história e não deixará por menos, a empresa já adquiriu novos equipamentos para oferecer ao mercado, rótulos com uma qualidade superior aos já oferecidos atualmente. Conforme cita o Sr. Celso Antonio Cenci, diretor da Brazicolor, já estamos trabalhando com revisoras de inspeção eletrônica com câmera que tem várias fun-

ções, entre as principais: identifica falhas de impressão, evitando que o rótulo chegue ao nosso cliente com problema. Cenci também destaca o equipamento Digicon Series 2 que dentre suas funções estão a impressão de hot stamping, laminação e aplicação de verniz UV, além de SERIGRAFIA. A Serigrafia é o processo mais adequado para imprimir braile e relevo em filme, explica Cenci. Comprometidos com o meio ambiente, a Brazicolor desenvolve varias ações ecologicamente corretas, como viabilizar os seus clientes, o retorno de resíduo (liner) gerado na aplicação dos rótulos. A Empresa possui a Certificação do seu Sistema de Gestão da Qualidade pela norma ISO 9001:2008, garantindo a eficácia de suas operações, através do controle e aprimoramento continuo de seus processos. O investimento constante em treinamento e aperfeiçoamento profissional de sua equipe de colaboradores, reforçam ainda mais o compromisso da Brazicolor com a qualidade, finaliza Cenci.


as vinícolas, nacionais e estrangeiras, a colocarem um selo nas garrafas comprovando a regularidade fiscal e legal (como pagamento de impostos, registros no Ministério da Agricultura, entre outros). O resultado é que as importações de vinhos, que cresceram assustadoramente em 2010, ao redor de 27%, estão estáveis este ano. De janeiro a outubro, o acréscimo nas importações de vinhos é de 2,7%, com a entrada de 60 milhões de litros de vinhos estrangeiros no País. A partir de janeiro de 2012, todos os estabelecimentos comerciais deverão vender exclusivamente vinhos com o Selo de Controle Fiscal nas garrafas (na cor verde para os rótulos brasileiros e na vermelha para os estrangeiros). Vinhos e espumantes A maioria dos espumantes brasileiros – mais de 60% – deve ser comercializada no último trimestre do ano, sendo que, até outubro de 2011, foram colocados 8,6 milhões de espumantes gaúchos no mercado – um aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a outubro deste ano, ocorreu um acréscimo de 7%, com a venda de 16 milhões de vinhos finos no mercado brasileiro – um aumento de 7% em comparação com igual tempo do ano passado. “O último trimestre do ano é o período de grandes vendas – assim como o inverno – quando as pessoas procuram vinhos para dar de presente e para as festas de final de ano”, explicou Fante. O crescimento até outubro é de 9,5% na venda de vinhos finos e de mesa, com a colocação de 198,6 milhões de litros desde janeiro até o décimo mês do ano. Vinícola Salton investe R$ 8 milhões em nova linha de produção A nova linha de produção da Vinícola Salton já está em funcionamento em sua fábrica, na unidade de Bento Gonçalves. Líder na comercialização de espumantes pelo sexto ano consecutivo, a Salton busca aperfeiçoar e agilizar o engarrafamento de vinhos e espumantes ao instalar as novas máquinas. Com a tecnologia vinda da Itália, a capacidade de produção terá um incremento de até 80%. O investimento totalizou aproximadamente R$ 8 milhões, justificado no aumento da compe-


titividade e na melhoria do atendimento ao mercado, evitando rupturas em períodos de grande demanda. Outra novidade fica por conta de um robô que organiza as caixas ao final da linha de produção. As melhorias permitem atingir o envase de até 12 mil garrafas de vinho e 9 mil garrafas de espumante por hora. Com as duas linhas, será possível engarrafar dois produtos ao mesmo tempo ou até, em épocas de maior demanda, aumentar o volume de envase. “A implantação da nova linha garante maior versatilidade à Salton, possibilitando organizar um planejamento de acordo com a necessidade de mercado”, explica o diretor-presidente, Daniel Salton. A Salton investiu, ainda, na aquisição de quatro autoclaves e

11 tanques de aço inoxidável, de última geração, usados para fermentação de vinhos e espumantes. Os equipamentos, também de tecnologia italiana, são considerados sustentáveis e responsáveis ecologicamente. Isto porque utilizam uma quantidade muito menor de água em sua limpeza e processos. Suas estruturas internas são espelhadas, não deixam resíduos e o formato possibilita que a água escorra mais rápido. A tecnologia é considerada uma novidade tanto no Brasil como na Europa. “Todos estes investimentos possibilitam um aumento da produção em mais de 4 milhões de litros de vinhos e espumantes”, destaca Daniel Salton. A vinícola está construindo, ainda, um túnel subterrâneo entre a sede e os par-

reirais. O objetivo é abrigar novas caves abaixo do solo, para aumentar a capacidade de armazenamento de espumantes elaborados pelo tradicional método Champenoise, onde a fermentação ocorre na própria garrafa. Vinhos brasileiros ampliam reconhecimento na Ásia Os vinhos brasileiros estrearam com o pé direito na quarta edição da Hong Kong International Wine Fair, realizada de 3 a 5 de novembro. O vinho tinto Salton Talento ganhou uma medalha de bronze no Hong Kong International Wine Challenge – a primeira conquista de um rótulo verde-amarelo no concurso realizado para escolher os vinhos mais adequados ao perfil de sabor asiático. Foram quatro


Capa dias de provas às cegas pelos melhores críticos de vinhos da Ásia, oriundos de Hong Kong, Índia, China, Macau, Taiwan, Singapura, Malásia, Coreia do Sul e Tailândia. Espumante brasileiro é destaque no Wine Future Hong Kong 2011 O espumante brasileiro esteve em destaque no mais importante evento de vinhos do mundo, o Wine Future 2011, que aconteceu no mês de novembro, em Hong Kong. Pela primeira vez, um rótulo do Brasil será foi na degustação conduzida por Jancis Robinson, uma das mais prestigiadas críticas de vinho do planeta. Ela incluiu o Cave Geisse Brut 1998 (em garrafa Magnum, fotos em anexo), elaborado por Mario Geisse em Pinto Bandeira, na Serra Gaúcha,

na degustação “Além de Bordeaux”, quando apresentará a 1.000 ouvintes rótulos de 15 países que merecem mais atenção. “Os vinhos selecionados foram de alta qualidade, vindos de alguns tradicionais produtores e também de mercados emergentes como Brasil, Turquia e China”, concluiu ela. O projeto Wines of Brasil, realizado em parceria entre o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), ainda levou cinco vinícolas brasileiras para o Wine Future. Aurora, Lidio Carraro, Geisse, Miolo e Salton estiveram presentes com seus vinhos e espumantes, que puderam ser degustados pelos participantes do Wine Future nos intervalos das conferências.

Serviços: Os números apurados pelo Ibravin referem-se ao Rio Grande do Sul – origem de aproximadamente 90% da produção brasileira de vinhos e derivados –conforme o Cadastro Vinícola, mantido em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). As informações não abrangem as empresas do restante do País em razão de outros estados brasileiros não implantarem o Cadastro Vinícola. www.ibravim.org.br www.salton.com.br www.brazicolor.com.br


Ingredientes Alterar

Otimizando o potencial com L-carnitina Com a tendência do estilo de vida sedentário aumentando cada vez mais, é importante encontrar uma maneira de fazer exercícios de uma forma mais agradável. Carnipure® pode auxiliar os consumidores em seus exercícios otimizando performance, retardando o início da fadiga e acelerando o processo de recuperação.

Active Refresh by Inkospor.

L-carnitina é um nutriente em nosso corpo que exerce um papel importante no metabolismo de energia. É essencial no transporte de ácidos graxos de cadeia longa para dentro da mitocôndria, a “fornalha” das células do corpo, onde estes ácidos são quebrados e transformados em energia. L-carnitina é importante no fornecimento de energia para muitos órgãos no corpo, como coração, músculos, fígado e células do sistema imunológico. O corpo humano sintetiza cerca de 20mg de L-carnitina por dia desde que os precursores necessários (aminoácidos essenciais, algumas vitaminas e minerais) estejam disponíveis. Entretanto, a maior parte da L-carnitina é obtida pela ingestão na dieta. Carne vermelha (cordeiro, boi, ou carnes de caça, por exemplo) é particularmente rica em L-carnitina, enquanto que peixes, aves e leite contêm quantidades menores. Alimentos de origem vegetal contêm muito pouca, quando contém, L-carnitina, mas estima-se que uma dieta não vegetariana bem balanceada fornece, aproximadamente, de 100 a 300mg de L-carnitina por dia. Na Europa e Estados Unidos, entretanto, a ingestão pela dieta diminuiu cerca de 20% na última década, devido principalmente à redução do consumo de carne vermelha. Benefícios para atletas e pessoas ativas Pesquisas extensivas mostram que a suplementação com Carnipure pode desempenhar um papel benéfico em muitas áreas da saúde, incluindo exercícios e recuperação. Suplementação pode beneficiar atletas e pessoas fisicamente ativas de muitas formas: otimização de performance, retardamento do início da fatiga e melhora no processo de recuperação. Estudos mostram que Carnipure pode otimizar a performance aumentando o VO2 max, que é a máxima quantidade de oxigênio que um indivíduo pode utilizar durante o exercício, dentro de um certo período de tempo. 12

I.B. Ed. no 60 - 2011

Um estudo com atletas de resistência mostrou que a suplementação com L-carnitina diminui o quociente respiratório (QR) durante um exercício que consiste em 45 minutos de pedalada, indicando um efeito poupador de glicogênio, que leva a crer em uma performance melhorada e um atraso da fadiga. Além disso, pesquisadores observaram uma diminuição na produção de radicais livres, menos danos nos tecidos e dores musculares reduzidas após os exercícios, em atletas de recreação que receberam suplementação de Carnipure durante 3 semanas. Descobriu-se que estes efeitos dependem da dose e podem ser visto em homens ou mulheres, tanto idosos quanto jovens. Últimas pesquisas mostram que a L-carnitina desempenha um papel duplo no metabolismo energético do músculo esquelético durante exercícios, que depende da intensidade. Durante exercícios de baixa intensidade, músculos com quantidade de L-carnitina aumentada através da suplementação com Carnipure, levam a um menor consumo de glicogênio e aumento da oxidação de ácidos graxos. Durante exercícios de alta intensidade, níveis incrementados de L-carnitina levam a uma menor produção de energia pela via anaeróbica, diminuindo o acumulo de lactato no músculo. Além disso, durante um teste de performance, a suplementação resultou em um menor esforço percebido assim como aumento do rendimento no exercício. Aplicações em produtos Sob a marca Carnipure, a Lonza, através da Tovani Benzaquen Ingredientes, oferece não só a Carnipure cristalina, que é a pura L-carnitina, mas também o Carnipure tartarato, uma alternativa não-higroscópica para aplicações em líquidos e sólidos. Ambas as formas tem excelentes propriedades tecnológicas: elas são totalmente brancas, estáveis em uma ampla faixa de pH e temperatura, altamente solúveis em água, e forma soluções praticamente incolores. Devido à sua eficácia, excelente perfil de segurança e adequação ao processamento, Carnipure pode ser utilizado em diversas aplicações em indústrias de alimentos e nutrição, sendo bebidas esportivas uma das aplicações mais populares.

Uma bebida para reidratação adicionada de Carnipure para um efeito de queima de gordura, “Isostar Fitness L-carnitine”, da Nutrition et Santé, contém 500mg de Carnipure na embalagem de 500 ml. Outra bebida para reidratação é a Active Refresh, da Inkospor, que contém 200mg de Carnipure por embalagem de 500 ml assim como vitaminas e minerais. De uma só vez, Carnipure oferece: Eficácia comprovada: pesquisas clínicas extensivas mostram que Carnipure pode desempenhar um papel benéfico para uma ampla gama de aplicações, incluindo nutrição esportiva, controle de peso, saúde cardiovascular e envelhecimento saudável. Excelente perfil de segurança/total rastreabilidade: avaliação de segurança do EFSA concluiu que até 2g de L-carnitina/dia é seguro para o consumo humano. Os produtos Carnipure da Lonza são certificados HACCP e oferecem total rastreabilidade. Fácil aplicação em formulações: Carnipure cristalina e Carnipure tartarato são estáveis sob as condições comuns de processamento. Fácil comunicação para os consumidores: “Carnipure transforma a gordura em energia!” Serviços: Adriana Williams é Gerente de Marketing de Nutrição na Lonza Ltd, Basel, Suíça. Pesquisas extensivas mostram que a suplementação com Carnipure pode desempenhar um papel benéfico em muitas áreas da saúde, incluindo exercícios e recuperação, diz Adriana Williams.

www.carnipure.com www.carnipure-for-you.com Representante no Brasil: www.tovani.com.br

Isostar Fitness L-carnitine by Nutrition et Santé.

Essencial para o metabolismo de energia


Evento

POR Redação

2º congresso da Confrebras reúne cerca de 200 pequenos e médios produtores de cervejas e refrigerantes Afrebras decide travar luta pelo compartilhamento de garrafas contra o abuso de poder da RFB, decisões foram tomadas durante o 2º Confrebras, que ocorreu no mês de Novembro em Brasília – DF No 2º Congresso Brasileiro de Bebidas – Confrebras, que ocorreu entre os dias 8 a10 de novembro, em Brasília, cerca de 200 pequenos e médios produtores de cervejas e refrigerantes de todo o Brasil decidiram fortalecer a luta pelo compartilhamento dos vasilhames entre todos os produtores, independentemente do porte. Com a coordenação da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil – Afrebras os empresários regionais já estudam medidas jurídicas para reverter o atual cenário. Os produtores alegam que as garrafas de litro com expressão “AmBev” ou “cerveja” limitam o desenvolvimento do setor, tanto para as pequenas cervejarias quanto para os pequenos produtores de refrigerantes, “pois os dois vasilhames estão errados e fogem do conceito de compartilhamento iniciado na garrafa de 600 ml há mais de 100 anos”. De acordo com o presidente da Afrebras, Fernando Rodrigues de Bairros, as garrafas com expressão “AmBev” representam um limitante à concorrência em função da posição dominante de mercado que esta empresa possui. “Por esse motivo, várias medidas serão tomadas na defesa desse compartilhamento”, diz Bairros, explicando que os congressistas deliberaram pela exclusão total da expressão “cerveja” dos vasilhames de 600 ml, respeitando as condições técnicas da garrafa na cor âmbar. A garrafa personalizada da AmBev limita o uso dos cascos e aumenta os custos para o pequeno fabricante. No parecer de Cid Gallo, 14

I.B. Ed. no 60 - 2011

produtor da Refrigerantes Coroa, esse procedimento faz com que os consumidores não tenha liberdade de escolha na hora de comprar cerveja ou refrigerantes. “Atualmente, a maioria dos pontos de venda só aceitam trabalhar com os vasilhames da AmBev”. A ideia de garrafa retornável compartilhada, como o próprio nome já diz, é que ela seja utilizada por qualquer empresa da indústria cervejeira, em todo o território nacional. “Isso reduzirá a concorrência desleal e preservará a liberdade do consumidor”, afirma Gallo.

Os representantes das indústrias de refrigerantes e cervejas decidiram tomar medidas judiciais, civis e criminais para evitar o abuso de autoridade dos agentes da Receita Federal do Brasil, que estão autuando e desligando aparelhos de bebidas de pequenos e médios fabricantes em todo o País. O abuso de poder foi estabelecido pelo Fisco, por meio da Instrução Normativa nº 1.148/2011, a qual determina que o estabelecimento industrial que não regularizar sua situação em relação ao Sistema de Controle de Produção de Bebidas - Sicobe, “terá caracterizada a anormalidade no funcio-

namento do sistema”, diz o documento legal. É importante lembrar que o Sicobe instituiu a cobrança de R$ 0,03 por unidade de bebidas envasadas, independentemente do volume e do preço da embalagem. “Essa situação faz com que os pequenos e médios fabricantes de bebidas tenham uma carga tributária absurda, muito superior à das grandes corporações, que dominam mercado, com 92% do faturamento global do setor”, afirma o presidente da Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil – Afrebras, Fernando Rodrigues de Bairros. Em junho de2010, a Associação entrou com uma ação na Justiça para reconhecer a inconstitucionalidade da cobrança do Sicobe. “Esta ação foi julgada em primeira instância, quando foi determinada a inconstitucionalidade do Sistema. Contudo, a União recorreu dessa decisão e agora, em segunda instância, está aguardando recurso”, lembra Bairros, afirmando que a Instrução Normativa nº 1.148, publicada em abril último, foi editada pela Receita como uma forma de retaliar o setor. “Com a medida, o órgão criou um conceito de anormalidade, mesmo estando os produtores de bebidas depositando o valor do Sicobe em juízo, por força de uma liminar”. “Essa histórica desigualdade tributária vem acompanhando o setor há muito tempo e o Sicobe é comprovadamente uma ilegalidade, uma vez que viola os princípios da igualdade, da legalidade e da proporcionalidade tributária”, alega Bairros.


Alterar Evento

soluções inovadoras para o mercado de bebidas Durante a Confrebrás a RC Cola promoveu o lançamento do projeto RC Cola a nível Brasil. O projeto RC Cola, agora reestruturado com a produção do famoso concentrado sabor Cola da RC Cola, na fábrica da Cibea em Manaus, vem para lutar pela conquista da preferência do consumidor brasileiro. O principal diferencial do projeto é o sabor do refrigerante RC Cola, que está comemorando 106 anos de vida e possui inúmeras vitórias de melhor sabor em pesquisas sensoriais, mesmo quando comparado com as marcas líderes de mercado. Ao mesmo tempo, com a fabricação do concentrado em Manaus, o projeto ganha velocidade e competitividade. Simultaneamente ao evento ocorreu a 1ª. Convenção Nacional de Engarrafadores RC Cola com a presença de 10 engarrafadores, líderes de mercado, que já, a partir de agora, cobrirão aproximadamente 70% do território nacional. Além da contribuição estratégica da

Cibea, com sua fábrica em Manaus, a Tovani Benzaquen Ingredientes estará adicionando valor ao projeto através de seu suporte técnico/comercial e a disponibilidade em fornecimento de seus inúmeros ingredientes funcionais, de seu expertise, responsáveis pelo enriquecimento das bebidas voltadas para o Natural e Funcional. A Tovani Benzaquen Ingredientes apresentou, ainda o VersaCAL® Clear, a fonte de cálcio ideal para fortificação de bebidas. VersaCAL® Clear é um fosfato de cálcio 100% solúvel e que pode ser utilizado em todos os tipos de bebidas, mas principalmente indicado para bebidas cristalinas. Trata-se de uma excelente fonte de cálcio e fósforo, que juntos, são essenciais para o desenvolvimento de uma boa saúde óssea. A Tovani Benzaquen Ingredientes conta, ainda, com uma linha completa de soluções inovadoras para o mercado Brasileiro de bebidas como extratos de chás instantâneos (preto, verde, branco, vermelho e amarelo), aromas

e concentrados para todos os tipos de bebidas, edulcorantes (sucralose) e natural (stevia), proteína isolada de soja, colágeno hidrolisado, fibra solúvel, misturas de vitaminas e minerais, extratos de açaí e de cranberry e diversos ativos funcionais como agente de imunidade, promotor de saciedade, proteína hidrolisada para recuperação muscular, ativo obtido do tomate para diminuir a agregação plaquetária e contribuindo para a saúde cardiovascular. A Tovani Benzquen Ingredientes, empresa que comemora 20 anos de existência, está localizada na cidade de São Paulo, estado de São Paulo , cita que o evento contribuiu para divulgação do lançamento do projeto RC Cola para os visitantes da Confrebrás , bem como divulgar o seu trabalho junto aos congressistas, oferecendo , através de sua equipe técnico-comercial, ingredientes inovadores, naturais e com propriedades funcionais que agregam valor nutricional ao produto final.

Expositores Durante o 2º Congresso Brasileiro de Bebidas – CONFREBRAS foi lançado do livro “Concorrência e Tributação no Setor de Bebidas Frias – Manual de Bebidas Frias”, obra de 200 páginas, organizada pelos professores doutores Márcia Carla Pereira Ribeiro e Weimar Freire da Rocha Jr., que abordam a estrutura do mercado de bebidas frias brasileiro, casos de concorrência entre empresas, explanação do atual sistema tributário do setor, dados atualizados sobre o consumo e produção, assim como uma análise completa sobre os problemas enfrentados pelos fabricantes de bebidas, principalmente considerando a concorrência com as grandes corporações multinacionais. Entre os expositores, destaque para o estande do Chope Kalena, um dos mais visitados. Para o empresário Jeter Sidney Carvalho, gestor de Marketing do Chope Kalena, o motivo de tanto sucesso é que o chope, nas versões claro e escuro, é produzido somente com matéria prima selecionada, com a puríssima água do Aquífero Guarany, na região de Agudos-SP: “Envasado sem pasteurização, preserva a leveza e o frescor de um chope tirado na hora”, declara Jeter. O chope Kalena é um produto inovador, idealizado por um grupo de empresários do setor de bebidas. Serviços: www.afrebras.org.br www.confrebras.org.br 16

I.B. Ed. no 60 - 2011


Marketing Alterar

POR Redação

A eficácia do brinde na influência da compra Com o fim de ano próximo, inúmeras empresas já se preparam e planejam novas estratégias de retenção e fidelização de clientes para 2012. Em uma nova era digital, disseminada pela velocidade das redes sociais e embalada pelo furacão internet, as companhias cada dia mais estão se preocupando em humanizar as suas relações, buscando uma proximidade efetiva junto aos seus clientes, colaboradores e até mesmo fornecedores. Uma das estratégias de marketing mais eficazes para esta finalidade é a boa e antiga distribuição de brindes, que com o tempo precisou modernizar seu arsenal para melhor atender à esta nova geração de consumidores, que dentre outras coisas tem demonstrado explicita preferência por brindes que sejam ao menos criativos, qualificados, úteis e que agreguem algum valor ao produto que está sendo comprado. Ou seja, atualmente em cavalo dados, se olham os dentes SIM! Para comprovar a eficácia do brinde na influência da compra, a IPSOS realizou em 2009 uma pesquisa que abrangeu os países Brasil,

18

I.B. Ed. no 60 - 2011

Argentina, México e Espanha, considerados mercados que possuem relações mais emocionais com as marcas que consomem. A pesquisa revelou que 52% dos entrevistados já compraram produtos que continham algum brinde promocional, sendo que destes 52% eram produtos alimentícios, 33% artigos de higiene pessoal e 29% produtos de limpeza. Ainda de acordo com a pesquisa, 55% dos entrevistados sentem orgulho das marcas que oferecem brindes e 52% acreditam que as marcas que oferecem brindes têm algum tipo de preocupação com a família. Outros dados relevantes da pesquisa são que 50% dos entrevistados acreditam que vale a pena pagar um pouco a mais por produtos com brinde e 47% aumentaram a compra de marcas que investem neste tipo de promoção. Tais dados por si só justificam o argumento de que humanizar sua comunicação não é só uma estratégia de marketing e sim, um afago no ego do seu consumidor! Porém, atenha-se á qualidade do brinde oferecido, pois uma ação que objetiva, por exemplo, o aumento das suas vendas, pode de repente ser negligenciada pelo seu cliente pelo simples fato de que o copo estilizado que você ofereceu como brinde, é feito de um material que causa odor ao utensílio. Esses são os famosos “detalhes que derrubam a promoção” atente-se. O lado bom é que com a conscientização das companhias quanto á esta “atenção especial” a ser dada aos seus clientes, milhares de empresas vem se especializando na produção de brindes promocionais

dos mais diversos tipos e utilidades, como por exemplo as modernas canetas pen drivers ou até mesmo os sofisticados kits para churrasco, que dentre outros detalhes são personalizados com a sua logomarca. O que eu quero dizer com tudo isso, é que idéias e motivos não faltam para que a sua empresa entre nesta corrente de promoção de vendas, encarando a confecção de brindes como um fator estratégico e necessário de marketing. Afinal de contas muitas pessoas ainda compram determinado café, pela simples intenção de ganhar uma caneca. Façamos um brinde á sua marca! Um exemplo de empresa A Promoline nasceu de uma necessidade pessoal de unir a habilidade natural de criar e produzir coisas com a formação profissional. Há vinte e três anos atrás, Sergio Renê Wawrzeniak começou a trabalhar nesta área e desde então percebeu que era este o caminho, e em muito breve somou forças convidando Vânia Matar, que também vem da área de comunicação e, juntos, os sócios administram a empresa onde já viveram altos e baixos do mercado, Renê lembra que para quem começou do zero, hoje a Promoline é uma empresa voltada ao segmento de brindes e Presentes corporativos que tem um nome reconhecido, uma sede própria considerada modelo no segmento, uma organização e estrutura voltada ao que tem de melhor em nível de atendimento, onde já conquistou alguns prêmios de reconhecimento. Vânia destaca que além da di-


Marketing Alterar versificada linha de produtos, a Promoline oferece aos seus clientes uma assessoria diferenciada na definição de itens que mais se enquadram a determinada campanha ou lançamento de produto. Este trabalho não só vem a otimizar o tempo do cliente com a concentração de compra, o que lhe proporciona uma tranqüilidade na administração que deixa sob a responsabilidade da Promoline o acompanhamento integral do seu pedido de brindes. Por já terem uma larga experiência na área promocional e no segmento ( o que se estende a toda equipe de consultores em função do próprio treinamento padrão ), tem a facilidade de adequar o produto a necessidade do cliente. Desta forma, os clientes da Promoline são assistidos não somente na qualidade dos produtos oferecidos, mas principalmente na conquista da satisfação e credibilidade. Estão sempre investindo em novas tecnologias tanto a nível de produção e comunicação como de reciclagem, fundamentais para acompanhar adequadamente as mudanças de mercado cada vez mais competitivo. Contam também, com uma sólida estrutura em informática , além da implantação do sistema de CRM, que veio a somar na agilidade e precisão dos serviços prestados. O crescimento da Promoline pode ser caracterizado como uma conseqüência , fruto de muito trabalho, dedicação e investimento profissional. Vânia não deixa de salientar que, o maior patrimônio da Promoline, é a imagem que conquistaram junto ao mercado. Segundo a Promoline, a conquista de um cliente é um dever da empresa, porém mantê-lo é um mérito. Renê destaca que o mercado de bebidas é um setor muito importante para o segmento de brindes, onde existe uma preocupação constante de divulgação, mas ain20

I.B. Ed. no 60 - 2011

da com uma concentração sazonal onde a maior parte das empresas investe a partir de outubro ( final de ano, clima tropical, lançamentos de produtos). A competitividade entre fábricas, marcas, diversidade de produtos existentes, lançamentos é cada vez maior e todos querem conquistar o seu público promovendo ações promocionais diversas tanto localizadas como a nível nacional. Quanto maior a divulgação de uma imagem, esta se torna mais conhecida e, isto é uma questão natural e inquestionável de mercado. Notam uma grande expansão no mercado de bebidas nos últimos tempos, com lançamentos freqüentes lembra Vânia, exigindo, cada vez mais a busca por produtos diferenciados e de qualidade. Hoje, a visão do “brinde” vai além do benefício oferecido ao consumidor. Ele possui o valor “agregado” de fixação da marca, contar com um produto inovador que vá ao encontro de suprir uma necessidade do mercado até então não explorado, significa estar atento as mudanças e exigências dos clientes na busca por novidades e este diferencial é uma característica de nossa empresa, finaliza Vânia. Um brinde para cada momento As agencias de comunicação hoje, assessoram as empresas no desenvolvimento de campanhas e, conseqüentemente ,a Promoline é a extensão para compor o seu plano de marketing, o que vai depender de vários fatores como: público, faixa etária, época do ano, localização da ação promocional, área geográfica a ser atingida, tipo de evento, valores entre outros. Definindo isso parte-se para compatibilizar o produto ao brinde: institucional ou promocional. Exemplo: - Um vinho induz a um clima aconchegante: um cachecol, gorro, saca rolha, porta vinho.

- Uma cerveja : porque não dar enfoque com itens de praia como: toalha, cadeira, sandália, guarda sol, sacola, fressbie, cooler, frescobol, viseira, bola de voley, canga, gazebo, esteira. - Um energético: podemos ligar ao esporte / laser: squeeze, mochila, porta MP3, boné. Nós da Promoline pensamos, que o benefício principal, está ligado diretamente á qualidade do produto, onde a empresa coloca sua marca. É necessário, despertar o interesse do consumidor, em utilizar o brinde e, para isso, é fundamental que ele ofereça não só um design diferenciado, mas, que possua características fundamentais no que se tange a segurança, higiene e praticidade. Desta forma, o brinde, passa a ser um meio de fortalecimento da marca, enaltecendo a preocupação da empresa com seu consumidor final. O brinde vem tangibilizar uma ação promocional, onde a pessoa que o recebe está ciente que ao apreciar, degustar, comprar algo está ganhando uma cortesia que está diretamente vinculada ao produto que acabou de conhecer. Não tem quem não goste de ganhar um brinde, seja o que for! E usar algo que tenha marca é moda! Está na mídia! A marca, desde que bem utilizada , em um determinado brinde, passa a fazer parte no cotidiano do consumidor. Isso traz o benefício de ser vista em momentos e locais diferentes. Esse quadro, traz fácil memorização, ou seja, determinada marca passa a ser reconhecida de forma positiva.

Serviço: www.promoline.com.br Bruna Maldonado bruna.maldonado@hotmail.com


Artigo

POR Matthias R. Reinold

O tratamento da água potável e de processo por UV Em fábricas de bebidas é de vital importância eliminar os microrganismos que representem potencial de perigo para a água, ar e produto, em uma condição em que não podem se reproduzir ou apenas se reproduzir até uma extensão admissível. Os microrganismos sempre terão um papel importante na deterioração de bebidas e eles podem ser introduzidos na fábrica através das matérias-primas (açúcar, malte) e outros insumos ou através da água, pessoal de operação, pó e aerossóis. Nas cervejarias são utilizados principalmente o cloro e o dióxido de cloro como métodos químicos para a desinfecção da água, assim como a radiação UV, a filtração por membrana e a esterilização térmica, como métodos físicos. Adicionalmente, o ozônio e as espécies de oxigênio reativo devem ser considerados para a utilização em passos de desinfecção no processo (rinser, pós-enxágüe de processos, CIP). O cloro apresenta uma série de riscos em sua utilização (em forma de gás ou hipoclorito de sódio), que sendo mal utilizado, pode influenciar a qualidade do produto e integridade dos materiais. Existe também a possibilidade de se utilizar processos baseados em eletrólise de sal de cozinha (NaCl), os quais pretensamente dão um fim a esta problemática e apesar disso trazem excelentes resultados de desinfecção. Antes de optar por um ou outro processo de desinfecção de água, devemos comparar os métodos e as aplicações, onde devemos observar entre outros, as características do processo onde a água desinfetada irá ser utilizada, a qualidade da água e o processo de desinfecção. Na utilização para consumo humano, deve-se verificar a sua conformidade de utilização com a Legislação de Água Potável. 22

I.B. Ed. no 59 - 2011

Descoberta A descoberta da radiação UV surgiu rapidamente a partir das primeiras experiências com o escurecimento de sais de prata à luz do sol. Em 1801 o físico alemão Johann Wilhelm Ritter observou que os raios um pouco além do extremo violeta do espectro visível eram incrivelmente eficazes no escurecimento do papel de cloreto de prata. Ele chamou os raios de “raios de-oxidantes” para enfatizar a sua ação química e distingui-los dos “raios de calor” infravermelhos na outra ponta do espectro. Até o século 19, a radiação UV era chamada de “radiação química”. Hoje em dia, no entanto, são utilizados apenas os nomes de “radiação infravermelha” e “radiação ultravioleta” para caracterizar os dois tipos diferentes de radiação. No início do século 20 foram descobertos os efeitos curativos da radiação UV artificial. Assim, o médico austríaco Gustav Kaiser (1871-1954), que tinha se ocupado em Würzburg com estudos eletro-terapêuticos, relatou em fevereiro 1902, na Assembléia Geral da Sociedade Médica de Viena, uma auto-experiência com uma lâmpada UV, com cuja ajuda ele alcançou a cura de uma ferida que não se cicatrizava. Uma paciente tuberculosa em estado crítico, de acordo com o relatório existente, teria se curado em 4 semanas, usando a “luz azul”. Encorajado por estes sucessos, Kaiser estendeu seus experimentos com uma lente côncava às doenças de pele, onde também alcançou resultados muito favo-

ráveis. Ele chegou à conclusão de que a radiação UV possuía ação germicida. Radiação UV Como único método de desinfecção físico, a radiação ultravioleta alcançou importância para a desinfecção de água. O efeito é particularmente da radiação de comprimento de onda de 254 nm (radiação UVC). Essa é particularmente absorvida pelo DNA das bactérias, que se manifesta pela formação de dímero na timidina, a base do DNA. Danos pela radiação ultravioleta

Os fótons de UV danificam o DNA (este é o mecanismo para os danos diretos do DNA)

Porém os microrganismos mostram diferentes sensibilidades. As potências de radiação necessárias podem perfeitamente se diferenciar pelo fator 20. Na desinfecção por UV, são utilizadas em princípio duas diferentes versões de emissores de descarga de gás: emissores de média e baixa pressão. Eles se diferenciam claramente tanto nas suas características elétricas e físi-


cas, como também no tipo do espectro emitido e o rendimento do UVC. Esse diminui continuamente com o aumento das horas de uso da lâmpada. As substâncias dissolvidas presentes na água (transportadas na água a ser desinfetada) influenciam a desinfecção por UV e por isso devem ser levadas em consideração, quando do dimensionamento de um sistema de desinfecção por UV. A transmissão por UV é uma medida para a permeabilidade da água para a radiação UV. Em águas naturais ela é determinada na maioria das vezes pelo teor de substâncias húmicas, substâncias turvadoras, ferro e manganês, assim como nitrato. Como a absorção das substâncias acima citadas depende fortemente do comprimento de onda - e na faixa de UV é especialmente elevada - uma reduzida coloração

da água não significa, quando medida em 436 nm, necessariamente uma elevada transmissão de UV em 254 nm. A indicação da transmissão da UV ocorre normalmente em % / 1 cm, e hoje é freqüentemente indicado também o Coeficiente de Atenuação Espectral (CAE) em 254 nm, o CAE 254. Sistemas de UV foram comprovados muitas vezes para a desinfecção da água, mas não são apropriados para a proteção de redes e para o combate de biofilmes, já que ele não pode ser alcançado pela radiação UV.

sabor da água desinfetada - Não há necessidade de se armazenar e manusear produtos químicos - Sistemas amigáveis para o usuário - É necessária pouca manutenção - Tecnologia segura e confiável - Baixos custos de aquisição e operacionais

Vantagens da desinfecção por ultravioleta:

Referências: 1.Comparativo de métodos de desinfecção atuais para água potável e de processo. Dr. Eng. Uwe Behmel. Trabalho apresentado no Seminário Cervejeiro VLB, em Köln – Alemanha - 2008. 2.Ultraviolletstrahlung. Wikipedia.

- Não há adição de produtos químicos à água - Não há a formação de substâncias indesejáveis na água - Não há influência para o gosto e

Serviço: Matthias R. Reinold Mestre cervejeiro – Diplom Braumeister www.cervesia.com.br


Entrevista Alterar

POR Bruno Almeida

Vonpar Bebidas mais de 60 anos de história e tradição As fábricas da Vonpar estão entre as melhores do país. No ranking do Sistema Coca-Cola, a unidade de Porto Alegre está em primeiro lugar. A da cidade de Antônio Carlos ficou em segundo e Santo Ângelo, em quarto. Isso é um reflexo da eficiência e modernidade das instalações da companhia, aliadas à preocupação em ser uma empresa verde. Fale um pouco sobre a sua trajetória profissional Me formei em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Helio Alonso, no Rio de Janeiro, e tenho pós-graduação em Marketing pela ESPM, também do Rio. Fiz especialização em Gestão Empresarial, pela Fundação Dom Cabral, em Belo Horizonte. Por 16 anos, atuei no mercado de consumo e durante cinco anos em agências de publicidade. Tive passagens por empresas do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Sul. Há cinco anos atuo na Vonpar como diretor de Marketing e Desenvolvimento de Negócios, sendo responsável pelas áreas de Marcas, Trade-Marketing e Planejamento de Mercado. Junto com a equipe de Marketing da Vonpar, construímos cases de sucesso, como o lançamento da Coca-Cola Zero e a garrafa azul da Sprite, eventos como a Coca-Cola Vibezone e a edição gaúcha da Cow Parade, que bateu recorde nacional de arrecadação de fundos para instituições filantrópicas. Nosso grande trabalho deste ano foi o naming right do Campeonato Gaúcho, que passou a se chamar Gauchão Coca-Cola. Fale sobre a trajetória da Vonpar A Vonpar Bebidas tem mais de 60 anos de história e tradição. Fundada em 1948 pelos irmãos João Jacob e Arno Vontobel, a empresa possui três fábricas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina: em Antônio Carlos (SC), Santo Ângelo (RS) e Porto Alegre (RS). Também conta com cinco centros de distribuição, localizadas em Blumenau, Joinville e Chapecó, Farroupilha e Pelotas. A companhia, que atualmente é a quarta maior fabricante do Sistema Coca-Cola no Brasil, começou fabricando doces e fazendo a distribuição de refrigerantes locais. Em 1956, passou a produzir refrigerante sabor laranja e distribuir Coca-Cola. Nos anos 60, a Vonpar começou a distribuir exclusivamente os produtos do portfólio Coca-Cola.

Hoje, a companhia tem participação de 10% do volume total de vendas no país. Entre 2000 e 2010, obteve uma evolução significativa na participação do mercado, indo de 46,2% para 60,3%, segundo pesquisa AC Nielsen. Sr. Luiz Fernando Mattos Diretor de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Vonpar Bebidas

Também em relação ao ano passado, a categoria de refrigerantes foi um dos maiores destaques, com alta de 10,3%. A Coca-Cola tradicional garantiu 11,4% e Coca-Cola Zero, 18,8%. As apostas da companhia, 24

I.B. Ed. no 60 - 2011

Fanta e Sprite, também impulsionaram o crescimento nas vendas. O primeiro registrou aumento de 13,1%, enquanto o segundo, 21,1%. No segmento de cervejas, o volume de vendas subiu 13,6% na comparação com 2009. Em não-carbonatados, o resultado foi 47,3% superior, sendo a categoria de sucos a principal responsável pelo crescimento, com aumento de 57% em volume de vendas. A melhor performance foi da marca Del Valle Mais, que cresceu 75,6% versus 2009. Entre os energéticos a alta foi de 48% e entre os produtos de baixa caloria, 63%. Faça uma análise do mercado nacional de bebidas O segmento de bebidas é um mercado extremamente aquecido e cresce a cada dia no Brasil. Só em 2010, foram consumidos mais de 9 milhões de litros de produtos do portfólio Coca-Cola no país.


Fale sobre os diferenciais das fábricas da Vonpar As fábricas da Vonpar estão entre as melhores do país. No ranking

Como você analisa o ano de 2011 para Vonpar O ano 2011 está sendo um excelente para a Vonpar Bebidas. Prova

Luiz Fernando Mattos

De acordo com uma pesquisa publicada em 2010 pela Associação Brasileira de Indústria de Refrigerantes (ABIR), o país possui mais de 1 milhão de pontos de venda registrados e estima-se que existam 420 mil lojas formais e informais. Outro dado interessante do levantamento da ABIR é que na última década, os consumidores procuram novidades e diversificação. O resultado dessa mudança foi refletido no crescimento de vendas de água engarrafada, refrescos e néctares na última década. Para atender essa demanda, a Vonpar diversificou o portfólio, sempre apresentando novas opções de embalagens, preços e sabores de sucos, chás, isotônicos e hidrotônicos. Em Julho deste ano, tivemos o lançamento da água Crystal em Santa Catarina e atualmente estamos trabalhando no lançamento de Limão&Nada, um suco da Família Del Valle sem conservantes. No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, a Vonpar Bebidas é líder absoluta no mercado de refrigerantes. De acordo com dados consolidados de 2010 da Nielsen, a companhia registrou 62,1% de participação no mercado catarinense e 60,3%, no gaúcho.

do Sistema Coca-Cola, a unidade de Porto Alegre está em primeiro lugar. Antônio Carlos ficou em segundo e Santo Ângelo, em quarto. Isso é um reflexo da eficiência e modernidade das instalações da companhia, aliadas à preocupação em ser uma empresa verde. Pensando em reduzir a emissão de resíduos sólidos e de CO2 no meio ambiente, a Vonpar Bebidas foi a primeira na América Latina a adotar a garrafa verde PlantBottle, em abril de 2010. A embalagem é composta por até 30% de resina de cana-de-açúcar. Com isso, em um período de 12 meses, a empresa deixou de lançar 306,3 toneladas de gás carbônico na atmosfera, o equivalente a 650 viagens de Porto a Alegre a São Paulo com um carro popular. Outra medida sustentável tomada pela empresa foi a redução da gramatura na produção das embalagens, que resultou na economia de 793 toneladas de resina plástica em 2010. Para este ano, a expectativa é dobrar esse número. Além disso, a adoção da minitampa, que tem a altura e o bocal menores que os da embalagem padrão, diminuiu o consumo da resina derivada de petróleo. Em 2010, a empresa economizou mais de 38 toneladas de resina plástica com esta mudança. Estamos trabalhando para inaugurar uma nova linha de garrafas PET, que vai proporcionar uma economia de até 30% de energia e de 4 mil metros cúbicos de água por mês em relação aos modelos atuais. A redução é possível porque, no novo processo, o equipamento funciona em bloco, com sopro e enchimento juntos, evitando que a embalagem entre em contato com o ambiente externo. E, na linha de latas, está em funcionamento a tecnologia de higienização com ar ionizado, sem utilização de água e com baixo consumo de energia. Com isso, deixam de ser gastos 30 mil litros de água/ dia.


Entrevista disso, são os lançamentos de novos produtos, como Matte Leão pronto para beber nos sabores tradicional e limão, água Crystal e o isotônico Powerade em Santa Catarina. No segmento de sucos, foi lançado o Limão&Nada, uma bebida da família Del Valle, sem conservantes. Outro destaque do ano foi o futebol. Sempre foi um dos pilares mais importantes para a Coca-Cola e a Vonpar, e sua importância vem crescendo a cada ano. A marca procura sempre investir no esporte e participar das grandes conquistas do torcedor brasileiro. Por isso, a Coca-Cola é parceira da Fifa desde 1950, e, desde 1974, é patrocinadora oficial da Copa do Mundo. No Rio Grande do Sul, a Vonpar é fornecedora exclusiva de produtos Coca-Cola nos estádios do Grêmio e Internacional. No Marketing, a plataforma do futebol recebeu importantes investimentos para a realização da Copa Coca-Cola e o naming right do Cam-

peonato Gaúcho, que a partir deste ano, passou a se chamar Gauchão Coca-Cola. Esta foi a primeira vez que um grande patrocinador deu nome ao Campeonato Gaúcho. Com isso, a Coca-Cola esteve presente nas 134 partidas do Campeonato Gaúcho 2011, um dos quatro maiores e mais competitivos do país. O que permitiu também muitas promoções para os torcedores e as ações nos estádios. Também neste ano, tivemos o lançamento do maior campeonato de futebol para adolescentes do País: a Copa Coca-Cola. O torneio, disputado em 27 cidades, reuniu mais de 10 mil atletas, distribuídos em 564 equipes masculinas e femininas. Na região de atuação da Vonpar Bebidas, a disputa aconteceu em Porto Alegre, Novo Hamburgo e Caxias do Sul. Mais do que uma competição, a Copa Coca-Cola é uma celebração das torcidas e da comunidade. No

entorno dos campos, o público pôde participar de atividades de lazer, brincadeiras, oficinas de reciclagem e conferir apresentações musicais da comunidade. A Coca-Cola Brasil, em parceria com a Vonpar, realizou ainda benfeitorias nos campos selecionados, como por exemplo, pintura, construção de vestiários e instalação de bancos de reserva. Agora em novembro, os campeões regionais partem para São Paulo, onde participaram da preliminar nacional. Temos representantes masculinos de todas as cidades participantes e um time feminino de Porto Alegre. Da fase preliminar, saem os finalistas que vão para o Rio de Janeiro para disputar o título nacional da Copa Coca-Cola. Quais são as perspectivas de crescimentos da Vonpar para 2012? Em 2012, vamos manter o foco na ativação de pontos de venda, por meio de ações que aumentem o fluxo de pessoas nos estabelecimen-


tos. A plataforma de embalagens retornáveis, tanto as de vidro como a REF PET, também receberá atenção especial. A Vonpar Bebidas vai seguir com ações para consolidar o portfólio e trará novidades em categoria de produtos não-carbonatados para o próximo ano. Quais são os projetos da empresa para 2012, no que tange aos investimentos? Estamos trabalhando na ampliação da fábrica de Porto Alegre, com um incremento de 60% em sua capacidade de produção. A inauguração de uma nova linha de produção de PET vai permitir que a unidade passe a fabricar 92 mil garrafas/ hora em relação as 55 mil atuais. As obras incluem construção dos prédios para abrigar as áreas de depósitos, produção e utilidades. Desta forma, a planta industrial da capital gaúcha estará preparada para futuras linhas que devem ser

implantadas até 2023. A ampliação está em acordo com um cenário de alto crescimento nas vendas da Vonpar Bebidas, superior à média nacional. Ao longo de 2011, a empresa investiu nas áreas de Tecnologia da Informação, frotas, processos industriais, comercial e treinamento. No marketing, grande parte da verba foi destinada a plataforma futebol com a realização de eventos como a Copa Coca-Cola e o Gauchão Coca-Cola. O atendimento diferenciado - com promoções e ativações especiais nos pontos de venda – está sempre no foco de investimento. A integração dos setores de atendimento, logística, vendas, marketing e trade contribuem para o sucesso da empresa no mercado. O aumento no poder aquisitivo tem elevado o consumo dos produtos Vonpar? De maneira geral, o consumo dos produtos aumentou. Não só por

conta do aumento do poder aquisitivo dos consumidores, mas porque a Vonpar Bebidas flexibilizou o portfólio, agregando novos produtos e embalagens econômicas para atender todas as categorias e ocasiões de consumo. Um exemplo dessas novas opções para os consumidores é a adoção de embalagens retornáveis. Tanto no Rio Grande do Sul como em Santa Catarina, a Vonpar lançou embalagens familiares (1l e 2l) de vidro e plástico resistente. As embalagens, sustentáveis, promovem o desenvolvimento sustentável, a preservação dos recursos naturais e o consumo consciente. Além disso, também representam economia para os consumidores, já que o casco vazio é trocado por outro cheio. naturais e o consumo consciente. Além disso, também representam economia para os consumidores, já que o casco vazio é trocado por outro cheio.


Entrevista Quais são os trabalhos que a Vonpar executa para proteção ao meio ambiente? Há 18 anos consecutivos, a Coca-Cola Brasil e a Vonpar participam do Dia Mundial da Limpeza de Rios e Praias. A ação, que acontece no mundo inteiro, tem o objetivo de promover a conscientização e melhorar a qualidade ambiental. Neste ano, a iniciativa reuniu 65 voluntários em Santo Ângelo (RS), Porto Alegre (RS) e Antônio Carlos (SC). No Arroio Cavalhada, em Porto Alegre, a equipe recolheu 154 kg de resíduos. Além de materiais plásticos, também foram encontrados pneus e lixo não-reciclável que foi encaminhado para o aterro sanitário. Já na cidade de Santo Ângelo, foram retirados mais de 700 kg de material do Arroio São João. Em geral, foram recolhidos resíduos plásticos, papelões e metais. Durante a ação, também foram encontrados três sofás e telas de amianto. A equipe de colaboradores da Vonpar

recolheu cerca de256kg de resíduos em Antônio Carlos (SC). Além da ação, a empresa toma medidas sustentáveis dentro da fábrica ao adotar o uso da PlantBottle e da minitampa, reduzir da gramatura das embalagens e a instalar a nova linha PET, representando uma economia de 30 mil litros de água/ dia e redução do consumo de energia elétrica. Quantos empregos diretos e indiretos são gerados pela Vonpar? Fechamos o ano passado, com a Vonpar Bebidas gerando 3.512 empregos diretos. Deixe um recado para toda a cadeia produtiva de bebidas, desde os fornecedores até os fabricantes e distribuidores. A Vonpar Bebidas tem um compromisso a zelar com desenvolvimento da cadeia produtiva e do mercado de refrigerantes. Por isso, estamos sempre em busca de soluções para atender às necessidades

dos mais de 14 milhões de consumidores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Além de oferecer produtos de qualidade, nos preocupamos com o desenvolvimento sustentável, levando em conta todos os processos, desde a fabricação até o descarte de embalagens. Essas medidas fazem parte da Visão 2020 da Coca-Cola Brasil, que possui metas arrojadas para a economia de água, uso e reciclagem de embalagens e diminuição da emissão de carbono. Ainda neste pacote de metas estão: o incentivo a hábitos saudáveis e a criação de uma cultura de trabalho positiva e saudável para nossos colaboradores.

Serviço: Sr. Luiz Fernando Mattos, diretor de Marketing e Desenvolvimento de Negócios da Vonpar Bebidas www.vonpar.com.br


Alterar

Empresa

POR Redação

Toda tampa tem o seu bocal Com início de suas atividades em 2001, a Dóni-Tec se destaca pela fabricação de bocais arrolhadores e insertos antiderrapantes para máquinas envasadoras A Dóni-tec é uma empresa de pequeno porte que iniciou suas atividades no começo do ano de 2001. A empresa sempre trabalhou na área de peças de reposição para as linhas de envase, atuando hoje com as peças denominadas bocais arrolhadores para tampas plásticas, insertos antiderrapantes para garrafas plásticas, rolete recravador para latas e bocal recravador para tampas metálicas (garrafas de vidro). Segundo Daniel Peres Filho, diretor técnico da Dóni-Tec, os bocais arrolhadores e insertos antiderrapantes fabricados são cópias fiéis dos originais das máquinas de envase, e muitas vezes adaptações são feitas a fim de buscar a melhoria no processo de fechamento dos frascos e garrafas. A Dóni-tec se destaca por obter uma ótima aceitação no mercado, produzindo suas peças com durabilidade igual ou superior às originais, porém com um diferencial importante: seu preço é inferior em relação a essas peças. Para a Dóni-Tec, o mercado de bebidas é o principal público-alvo da empresa e, portanto, Daniel destaca que nas conversões de linha de tampa alta 28mm para tampa short 1881, esse mercado exige uma troca maior das peças de arrolhamento e com um prazo de entrega muito curto. Trabalhando em parceria com as indústrias envasadoras é possível propiciar crescimento em uma velocidade maior para ambos, fornecedor e envasador, explica Daniel. 30

I.B. Ed. no 60 - 2011

Em parceria com fabricantes de tampas que hoje são mais de 12 (doze), entre eles CSI, América Tampas, Berry (Rexam), Bericap, Videolar e Aro, a Dóni-tec fornece os bocais e demais peças de reposição principalmente para as indústrias de refrigerante e água mineral, porém a empresa também atua em diversos outros setores como: farmacêuticas, químicas, petroquímicas, produtos sanitários, entre outros. Pode-se dizer que onde há uma tampa plástica com rosca, a Dóni-tec está presente no sistema de fechamento. Para Daniel, o ano de 2011 foi muito satisfatório para a empresa, pois foi neste ano que grandes envasadoras migraram definitivamente para as tampas short1881 e houve uma demanda muito grande por bocais para esse tipo de tampa, ao mesmo tempo em que se firmou parceria com novas empresas de tampas que surgiram no mercado e já tem seu destaque como Videolar, Injecap e Aptar, além de continuar o fornecimento de peças para grandes empresas como Ambev, Coca-Cola, Dolly, Minalba, Convenção entre outras. Para 2012, a Dóni-tec quer expandir sua produção em 50%, zelando sempre pela qualidade de suas peças que passam por um rígido controle e mantendo o mesmo prazo de entrega em tempo satisfatório para os clientes, afirma Daniel. Serviço: www.bocais.com.br


I.B. Ed. no 60 - 2011 31


Revista Industria de Bebidas - Edição 60  

A Revista Indústria de Bebidas é publica desde abril de 2002 a revista ‘Industria de Bebidas’. A publicação é voltada para o setor produtivo...

Advertisement