Page 1


3


Imagens meramente ilustrativas.

4 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


5


6 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


7


indíce

28

Os arquitetos Igor Freitas e Francyne Rabaioli em parceria com Evviva e Dom Gabriel participam da Casa Cor MT 2012.

34

Páginas Douradas: Rondonópolis completa 59 anos de emancipação.

38

Bodas de 25 anos de casamento de Vera Lúcia e Luiz Gotardo.

46

Clinica OrtoDerma oferece os melhores e mais modernos tratamentos.

8 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


60

Feijoada Revista Gold em Sorriso.

74

Maria Julia comemora três aninhos com a família e amigos.

130

Noite blac-tie em Cuiabá na festa de Tamires Ferreira.

134 Feijoada revista Gold em Rondonópolis.

18 24 78 80 84 86 88 90 92 94 96 98 100 102 104 106 108 110 112 114 116 118 120 122 124 126 128 130 132

Gold Social Gold Social Evidência Variedades por Ana Crespani Frases Comportamento Moda Feminina Moda Masculina Decoração e Designer Tecnologia Beleza Arquitetura e Construção Reflexão Direito e Deveres Gastronomia Estética Saúde Música e Cinema Automóveis Motociclismo Turismo Cultura Educação e Pedagogia Economia Esporte Agricultura Pecuária Náutica Aviação

9


10 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


11


Expediente n.º 20, Outubro | Dezembro | 2012 | Ano VII Diretor / Editor: Golther Carlos Neres Ferreira DRT 0000014/MT diretor@revistagold.com.br Colaboradores Ana Cristina Crespani Fotografias Josué Pereira, Leo M. Matsuda, Michele Martins, Objetiva Fotos, Silvana (Foto Revelação), Sérgio Soares e Valter Arantes. Diagramação / Editoração Pedro Victor Viana Nunes dos Santos arte@revistagold.com.br Correção Rosilene R. de Carvalho CTP/Impressão/Acabamento Idealizagraf Periodicidade Trimestral (3 em 3 meses) Tiragem 6.000 exemplares Circulação Rondonópolis, Primavera do Leste, Jaciara, Pedra Preta, Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Itiquira, Guiratinga, Barra do Garças, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Várzea Grande, Nobres, Nova Mutum, Nova Olimpía, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Colider, Alta Floresta, Sapezal, Campo Novo dos Parecis, Barra do Bugres, Tangará da Serra e Cáceres. Publicação Gold Marketing e Eventos LTDA DRT 0000007/MT Fone: (66) 8448-3770 Caixa Postal 1093 - CEP: 78.740-970 Rondonópolis-MT www.revistagold.com.br Fale conosco contato@revistagold.com.br Para anunciar comercial@revistagold.com.br Para assinar assinatura@revistagold.com.br A Revista Gold não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos encartes publicitários e nos artigos assinados por seus colaboradores e não tem vínculo empregatício com os mesmos. É vedada a reprodução parcial ou total de suas páginas sem a devida autorização e citação de fonte.

A revista Gold é filiada e associada a:

12 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

A marca Gold está devidamente registrada e patenteada no órgão responsável:


Reaprendizado

Com isso, geramos credibilidade, confiança e resultados aos nossos clientes e ao mercado de comunicação e marketing. Estamos avançando, e a cada edição se coloca um novo desafio. O desafio de renovar, de mudar, de aprender e reaprender. Lembro-me de ler de um famoso escritor que reaprendizado será a palavra que nos guiará daqui pra frente, pois quem não estiver aberto a aprender e a reaprender “perderá o bonde” da história. Para o autor, a educação é estar em vanguarda, ser o primeiro a mudar, conciliar conhecimento humano com tecnologia, entender o amor como o grande diferencial competitivo e, acima de tudo, perceber que nada disso tem valor se não existir Deus dentro do coração das pessoas. Bons filhos conhecem o prefácio da história de seus pais; Filhos brilhantes vão muito mais longe, conhecem os capítulos mais importantes das suas vidas. Bons jovens se preparam para o sucesso; Jovens brilhantes se preparam para as derrotas. Eles sabem que a vida é um contrato de risco e que não há caminhos sem acidentes. Bons jovens têm sonhos ou disciplina; Jovens brilhantes têm sonhos e disciplina. Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas, que nunca transformam seus sonhos em realidade, e disciplina sem sonhos produz servos, pessoas que executam ordens, que fazem tudo automaticamente e sem pensar. Bons alunos escondem certas intenções, mas alunos fascinantes são transparentes. Eles sabem que quem não é fiel à sua consciência tem uma dívida impagável consigo mesmo. Não querem, como algumas pessoas, o sucesso a qualquer preço. Só querem o sucesso conquistado com suor, inteligência e transparência. Pois sabem que é melhor a verdade que dói do que a mentira que produz falso alívio. A grandeza de um ser humano não está no quanto ele sabe, mas no quanto ele tem consciência de que não sabe. O destino não é frequentemente inevitável, mas uma questão de escolha. Quem faz

escolha, escreve sua própria história, constrói seus próprios caminhos. Os sonhos não determinam o lugar onde vocês vão chegar, mas produzem a força necessária para tirá-los do lugar em que vocês estão. Sonhem com as estrelas para que vocês possam pisar pelo menos na Lua. Sonhem com a Lua para que vocês possam pisar pelo menos nos altos montes. Sonhem com os altos montes para que vocês possam ter dignidade quando atravessarem os vales das perdas e das frustrações. Bons alunos aprendem a matemática numérica; alunos fascinantes vão além, aprendem a matemática da emoção, que não tem conta exata e que rompe a regra da lógica. Nessa matemática, você só aprende a multiplicar quando aprende a dividir; só consegue ganhar quando aprende a perder; só consegue receber, quando aprende a se doar. Uma pessoa inteligente aprende com os seus erros, uma pessoa sábia vai além, aprende com os erros dos outros, pois é uma grande observadora. Procurem um grande amor na vida e cultivem-no. Pois, sem amor, a vida se torna um rio sem nascente, um mar sem ondas, uma história sem aventura! Mas, nunca esqueçam, em primeiro lugar tenham um caso de amor consigo mesmos.

Foto: Josué Pereira

O

lá, tudo bem? Esta é a 20ª edição da Revista Gold. Temos o prazer de fazer chegar às mãos de clientes, parceiros e leitores mais uma edição da nossa revista. Mais uma vez trazendo muitos assuntos de extremo interesse para os mais diversos segmentos e para a sociedade como um todo.

Editorial

O segredo da juventude não está na idade, mas sim, na maneira de pensar, sentir e viver. Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros. 1 João 4:9-11 Jesus Cristo é o Senhor nosso Deus. Um grande abraço!

13


14 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


15


16 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


17


Gold 1

Foto: Christiano Coelho

Social

1

Na abertura da Casa Cor MT 2012 em Cuiabá, a Designer de Interiores de Rondonópolis Rosane Ramos o Governador do Estado Silval Barbosa, a primeira Dama Roseli Barbosa e a diretora da Franquia Casa Cor MT/MS Emily Ayoub Giglio.

3

2

O sim de: Ronaldo e Jackeline Pereira.

3

As empresárias: Mariinha, Ana Carla, Maria José , Rieka e Neuza Hollatz.

4 2

Os empresários: Paulo Larte, Eloi Marchetti, Helmute Hollatz e Mohamed Zaher.

5

5

O oftamologista Dr. Marcelo Miranda e a esposa Jô Miranda.

4

9 Fotos: Valter Arantes

Celebrando seus 80 anos Dona Lúcia Maggi posa ao centro dos filhos, genros e nora.

9

18 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


19


20 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


21


22 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


23

Fotos: JosuĂŠ Pereira


Gold

Fotos: Valter Arantes

1

2

Social

1

Sandra Canizza, Flávia Vetorasso, Dora Amaral, e Fátima Maggi.

2

As bodas de: Tasiane Malmic e Daniel Russo.

3

A ortodontista Dra Caroline Costa com o esposo Marcio Vinicius e a filha Manoela.

3

4

4

A união de: Márcio Garcia e Sara Marques.

5

5

A diretora da Making Of Eventos Mariluce e seu esposo Alvaro.

9 As empresárias: Saleti Hubner, Glaci Bongiolo e Paulina Del Cistia.

7

Recebendo o prêmio de melhor projeto de banheiro na Casa Cor MT 2012 a arquiteta de Primavera do Leste Suzana Vilela ao centro do casal Joana e Ailton Nogueira proprietários da loja Dom Gabriel Materiais de Acabamentos na qual foi parceira no ambiente.

8

No aniverário de 80 anos de Dona Lúcia Maggi ela posa ao lado dos netos e netas com suas respectivas esposas e esposos.

7

9

Fotos: Arquivo Pessoal

8

8

24 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


25


26 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


27


Capa Região Sul

Igor Freitas e Francyne Rabaioli

Inovação em projetos esteticamente marcantes e completamente funcionais.

E

ntre os novos talentos, que estão se destacando no mercado da Arquitetura moderna, estão Igor Freitas e Francyne Rabaioli. Com atuação focada na região sul, mais especificamente na cidade de Rondonópolis onde possuem diversas obras residenciais dentro e fora dos condomínios da cidade, além de conceituados projetos espalhados pelo Estado e alguns até fora, eles vêm utilizando a criatividade como um diferencial do escritório. Conceito Mais do que simples espaços, os arquitetos definem os traços buscando ideias que se transformam em projetos e projetos que se transformam em qualidade de vida para os clientes. Indo além de metros quadrados disponíveis e do estilo arquitetônico, o projeto é espelho de hábitos, costumes e preferências.

28

O Escritório de Arquitetura busca a personalização dos espaços, o desenho exclusivo dos sonhos e a materialização que a arquitetura tem de produzir os ambientes não apenas para os olhos, mas para o bem-estar da alma. A essência do Escritório está diretamente ligada a pes-

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

soas. Portanto, desde o primeiro contato com o cliente, é usada à arquitetura como uma forma de servir ao outro. Perfil dos Profissionais Linhas simples, que integram interior e exterior. Detalhes preciosos e precisos. Soluções inteligentes em que a criatividade é fator dominante. O resultado busca dentro da contemporaneidade a inovação


em projetos esteticamente marcantes e completamente funcionais. Atuação Desde 2009, Francyne e Igor atuam no estado de Mato Grosso com projetos sofisticados e personalizados. Com sede em Rondonópolis, a equipe do Escritório se concentra em projetos completos de arquitetura, sendo residencial ou comercial, o projeto compõe interiores, iluminação, paisagismo e construção. E de forma conjunta coordenam os projetos complementares (Estrutural, Elétrico e Hidrossanitário). Essa forma de projetar multidisciplinar aliada à busca pelo novo, por tendências internacionais e um comprometimento com aquilo que é melhor para o cliente, qualificam cada dia mais os profissionais.

Referências Para uma qualificação profissional, este ano os arquitetos estiveram na Itália para a Cersaie (Salão Internacional da Cerâmica para a Arquitetura e Construção). A feira italiana é uma das mais importantes do mundo em cerâmica e design de interiores. Nela, são antecipadas as tendências internacionais para o próximo ano. Em 2013, além das feiras Nacionais (Revestir e House&Gift) eles já se organizam para o Isaloni em Milão (Salão Internacional do Móvel). Ambientes Casa Cor Mato Grosso 2012 com produtos usados pelos parceiros Evviva Bertolini Planejados e Dom Gabriel Materiais de Acabamento. Fotos: Sérgio Soares.

Este ano a conceituada Mostra Casa Cor Mato Grosso ganhou mais charme com a contribuição destes dois arquitetos engajados com projetos que trazem tendências trazidas de fontes especializadas para a área da construção.

e paixão. É na Cozinha, no Estar e no Jantar o lugar onde essas trocas referenciais aquecem nosso cotidiano. Portanto o Espaço Churrasqueira refaz esses três ambientes com o melhor da contemporaneidade, tecnologia de materiais, plasticidade estética e conforto”. Ressaltam eles.

Foto: Valter Arantes

“O convite para fazer a Casa Cor deste ano foi um presente, participar desta consagrada edição da Mostra envolvendo o Hospital de Câncer, nos impulsionou a fazer um Espaço inovador. Projetado para ser usado e admirado, buscamos juntar no nosso Espaço os ambientes do cotidiano onde as pessoas podem conviver, conversar sobre a vida, valores, profissionalismo

Equipe do escritório: Wayner Achilles Chemello e Renata Vieira de Carvalho.

Escritório Av. Pres. João Goulart, 162 Vila Aurora – Rondonópolis (66) 3422-7043 igorfabriccio@hotmail.com franrabaioli@hotmail.com

29


Foto: Sérgio Soares

Foto acima: Ambiente Casa Cor Mato Grosso 2012. Demais fotos showroom da nova loja.

Para os móveis planejados no ambiente da Casa Cor MT 2012, os arquitetos buscaram as tendências internacionais da última Eurocucina. Móveis mais contemporâneos, linhas mais simples, porém marcantes, uma maneira diferente de enxergar uma cozinha, algo mais para receber, uma cozinha mais gourmet. As cores escolhidas foram o monocromático. Cores mais quentes, para um espaço de convivência, trocas familiares! A Evviva não cria apenas móveis, cria espaços de vida onde você pode receber os amigos, viver o dia a dia da sua família, trabalhar ou simplesmente não fazer nada, confortavelmente. Afinal de contas, a casa é sua, é o seu espaço, lugar para suas escolhas. Por trás da marca Evviva existe uma longa história, feita de pessoas para pessoas. Os esforços estão voltados para o futuro, apesar de olhar e lembrar os mais de 40 anos de conhecimento acumulado que tornaram a empresa sólida, forte e pronta para novos desafios. A Evviva busca o novo, o inesperado, por isso, investimentos em novas tecnologias, em pesquisa e, principalmente, em pessoas para continuar o projeto principal: entender os hábitos de vida do ser humano para propor soluções diferenciadas, satisfazendo as suas necessidades com conforto, elegância e inovação.

30 Revista Gold

A Evviva Rondonópolis está em novo endereço pronta para recebê-lo e oferecerlhe os mais diferenciados estilos e tendências de móveis planejados. |

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


Fotos: Josu茅 Pereira

Rua Dom Pedro II, 1426 Santa Cruz - Rondon贸polis-MT (66) 3421-3835

31


Ambiente Casa Cor Mato Grosso 2012

32

Para os revestimentos desse ambiente, os arquitetos buscaram uma composição de texturas com referência na rusticidade, porém precisavam de um material mais tecnológico. O piso Basaltina GR 60x1,20 Strut CrossOver da Portinari foi escolhido por somar estas duas características. O mosaico no Paris branco, produzido pela Castelatto especialmente para o ambiente, trouxe uma textura diferenciada. Na parte de fora no espelho d’água (foto acima) foi usado o Green Bali da Pasinato.

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Estas e outras diversas opções de acabamentos estão disponíveis na loja Dom Gabriel que surgiu como um novo conceito de loja focada, exclusivamente, na linha de acabamentos. Com estilo inovador, essa “Boutique de Acabamentos” introduziu uma forma única de expor seus produtos, oferecendo os últimos lançamentos com a presteza exigida pelo cliente e garantindo-lhe atendimento diferenciado. Tais características tornaram a Dom Gabriel uma referência no mercado de fino acabamento e parceira indispensável dos melhores projetos de arquitetos e decoradores. A Dom Gabriel acredita em parcerias promissoras que possibilitem o cumprimento das metas de crescimento nacional da rede, com uma visão focada também nas peculiaridades de mercados locais e sente-se honrada em participar da Casa Cor MT 2012 e parabeniza os arquitetos Igor e Francyne pelo excelente trabalho.


“Todo projeto é único, é isto que nos motiva todos os dias. Lidar com sonhos esta é a melhor parte daquilo que fazemos. Todos nossos projetos pos-

Fotos: Sérgio Soares

suem um conceito especial”, diz Igor.

A vida é feita de detalhes e diferenças. Av. Fernando Correa da Costa, 1904. Fone: (66) 3426-9001 Rondonópolis-MT www.domgabriel.com

“Quando penso em um projeto de interiores, tenho uma frase que está sempre comigo, devemos levar para casa comente o que é especial, seja objeto, seja sentimento”, diz Francyne.

33


Páginas Douradas

Uma das maiores potências do

Centro Oeste.

R

ondonópolis localiza-se a uma latitude 16º28’15” sul e a uma longitude 54º38’08” oeste, estando a uma altitude de 227 metros. Sua população em 2011 é estimada em aproximadamente 200 mil habitantes, o que coloca Rondonópolis em 135º lugar no Brasil, 54º lugar entre os municípios interioranos brasileiros e 3º lugar no estado. Sua microrregião possui 270.798 habitantes e está dividida em oito municípios. E sua mesorregião possui 526.445 habitantes segundo estimativas do IBGE/2011.

34

O município é cortado pelas rodovias federais BR 364 e BR 163, as mais importantes vias de escoamento da produção e ligação do Mato Grosso e região norte com o sul do país. Esta localização estratégica

Revista Gold

|

Dia 10 de dezembro Rondonópolis comemora 59º aniversário de emancipação político-administrativa.

faz com que Rondonópolis se consolide a cada ano, como Polo Industrial do Centro-Oeste. Nos próximos anos também, os trilhos da Ferronorte devem chegar próximos à cidade e impulsionar ainda mais o desenvolvimento da região devido, entre outros fatores, à implantação do Porto Seco. O Porto Seco, que é uma zona exportadora, reduzirá os custos de exportação da produção local e estadual. Rondonópolis tem como divisa, ao norte, os municípios de Juscimeira e Poxoréo; ao sul, Itiquira; ao leste, São José do Povo Pedra Preta; e, ao oeste, Santo Antônio do Leverger. A zona urbana do município é banhada pelo rio Vermelho e o Arareau. Já

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

a zona rural é cortada pelos rios Ponte de Pedra, Jurigue e Tadarimana. Rondonópolis está a 210 quilômetros de distância da capital Cuiabá. História O município originalmente era conhecida como “Ponte de Pedra”, por causa do rio de mesmo nome que banha a região. Com a passagem da Comissão Rondon pela região, a fim de fazer levantamentos para a construção de linhas telegráficas, veio o tenente Otávio Pitaluga, que mediu e instituiu as diretrizes para uma futura cidade. Com esse projeto, a localidade foi rebatizada de Rondonópolis, em homenagem a Marechal Rondon, em 1918. Até a década de 1940, a cidade perma-


Rondonópolis é hoje a 2ª maior economia do estado de Mato Grosso.

neceu em decadência. Poxoréo, perto dali, era elevada a município e crescia com o garimpo, enquanto Rondonópolis ficava estagnada. Somente depois de 1947 a cidade se desenvolveria, com a instalação de colônias agrícolas pelo governo do estado. Começa a haver um fluxo de migração, inicialmente de outras partes do estado e também de Minas Gerais, São Paulo, do Nordeste e até de outros países, e mais tarde principalmente da região Sul. O processo de expansão se acelera, e Rondonópolis passa pelo mais rápido processo de modernização do campo que se tem notícia na região Centro-Oeste. Já como polo econômico, nas décadas de 1980 e 1990, fica conhecida como “Capital nacional do agronegócio”. Economia Rondonópolis é hoje a 2ª maior economia do estado de Mato Grosso e está entre as 100 maiores economias do país, com um PIB de quase 5 bilhões de reais (4.935.080,601 mil), segundo IBGE/2009. A cidade já é considerada a mais industrializada do estado. Nos últimos anos, houve um intenso processo de industrialização e verticalização da economia. Diversas indústrias se instalaram no município, a Cervejaria Petrópolis (Crystal), a TBM Têxtil, a Santana Textiles, Nortox Agrotóxicos, Bunge Alimentos, ADM, Agra, e outras são exemplo dessa industrialização. O agronegócio já não é a principal fonte de economia, e sim a “mola propulsora” para diversos outros setores secundários da economia local. Rondonópolis já foi considerada a “Capital nacional do agro-negócio”, hoje volta seus ideais para a indústria, com o objetivo de agregar valores a seus produtos como soja e algodão, com instalação de grandes esmagadoras de soja e indústrias têxteis. A cidade também é um importante polo comercial, além de ser considerada “capital regional”, por sua importância econômica. A edição de Janeiro/2010 da Revista “Pequenas Empresas Grandes Negócios” mostra estudo exclusivo, feito pela consultoria paulistana Geografia de Mercado que deu origem à lista de 25 cidades boas para se empreender e Rondonópolis está no 7º lugar da lista das cidades, entre 100 e 200 mil habitantes Para 2013, está prevista a chegada da Ferronorte (Ferrovia Vicente Vuolo) que deverá consolidar Rondonópolis como uma das cidades mais industrializadas do país. Junto com a ferrovia está prevista a construção do maior terminal rodo-ferroviário da américa latina, que terá capacidade para o carregamento de 10 mil contêineres por mês e será administrado pela ALL-logística.

35


Fonte e fotos: pt.wikipedia.org/ liriosdeluz.wordpress/ skyscrapercity.com/ rondonopolis.mt.gov.b

Centros Comerciais Hoje, Rondonópolis conta com o Rondon Plaza Shopping, uma instalação moderna com quase 100 lojistas e o recém-inaugurado Montello Centro Comercial, um moderno complexo de lojas e Serviços no centro da cidade. O que faz Sucesso é o recém inaugurado Hipermercado Big Master que visa principalmente qualidade. Já para quem visa preço, o Atacadão (Auto Serviço) é o preferido. Turismo O Turismo de Rondonópolis é movimentado pelo agronegócio, mas, devido às belezas naturais da região, o ecoturismo já surge como atração para o setor. Outra área que começa a atrair visitantes é o Esporte devido a vários campeonatos de diversas modalidades. A Exposul (exposição agropecuária oficial da cidade), atrai milhares de pessoas de todo o Brasil para o município. O Parque Ecológico João Basso (área de preservação ambiental particular) é formado por cachoeiras, grutas, inscrições rupestres e trilhas que levam à Cidade de Pedra. Há também por toda a região de Rondonópolis uma série de cachoeiras e rios propícios para os amantes da boa pescaria, para a prática de esportes radicais como o rapel ou simplesmente para contemplar a natureza exuberante do cerrado.

36

Para atender à demanda de turistas e

Revista Gold

|

visitantes, a cidade de Rondonópolis dispõe de um aeroporto municipal que faz a ligação aérea com Cuiabá, Barra do Garças, Rio Verde, Goiânia, Vilhena, Ji-Paraná, Porto Velho e Manaus e um terminal rodoviário composto por 22 empresas de transportes que ligam o município a todos os outros Estados do Brasil Demografia Como quase todas cidades do estado, Rondonópolis cresceu muito de 1960 até os dias de hoje. De 22.554 habitantes em 1960, passou a 62.551 em 1970, 82.293 em 1980, 126.082 em 1991,150.227 em 2000 e mais de 198.357 em 2010. A densidade demografica é de 48,34hab/km². Cultura Infelizmente, Rondonópolis está longe de ser uma referência cultural. Um sonho que ainda pode perdurar muitos anos é o Teatro Municipal, que não passa de sonho. Há poucos lugares para cultura, e estes acontecem geralmente no Caiçara Tênis Clube, Centro de Eventos Ipê, Rondon Plaza, Centro de Eventos Millenium, no Museu Municipal Rosa Bororo e etc. Esporte Rondonópolis conta com o Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, com capacidade para cerca de 18.500 torcedores, local de jogos muito importantes pelo Campeonato Estadual de Futebol, organizado pela FMF(FEDERAÇÃO MATOGROS-

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

SENSE DE FUTEBOL). Há, no município, três times: União Esporte Clube (campeão estadual em 2010), Sociedade Esportiva Vila Aurora (2005), e o mais novo time de Mato Grosso, o Rondonópolis Esporte Clube. Esse belo município também conta com o Ginásio Marechal Rondon, o Parque das Águas (que é utilizado para a prática esportiva como o skate, a caminhada, o vôlei e o bicicross), e o Horto Florestal. Também lembremos das praças municipais, as quais, quase todas, contam com campo de areia, ou de futsal. Educação Rondonópolis hoje conta com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), o campus de Rondonópolis, que tenta sua emancipação para a criação da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), e um campus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), com cursos técnicos na área de Química, Secretariado, Informática e Alimentos. A cidade conta com dois campus da UNIC (IUNI EDUCACIONAL), a FACER, a UNOPAR Virtual, CESUMAR Virtual, a Fundação Educacional Fernandópolis (FEF), e um campus da ANHANGUERA EDUCACIONAL. Há, também, 33 escolas estaduais, 61 escolas de Pré Escola , 90 de Ensino Fundamental, e 27 de Ensino Médio. Conta também com SENAI e SECITEC de ensino técnico.


37


Bodas de

25 anos. Vera Lúcia e Luiz Alberto Gotardo celebram a renovação dos votos com a família e amigos em linda cerimônia.

P

ara renovar os votos de amor eterno e como forma de reviver toda a emoção do dia do enlace matrimonial, o casal Vera Lúcia e Luiz Alberto comemorou em grande estilo, no dia 20 de outubro, o aniversário de 25 anos de casado.

38 O filho, Luiz Alberto Filho, a nora Thayse Freiberger, a filha Ana Maria e o genro Gustavo Steglich.

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

A Cerimônia foi linda e emocionante do início ao fim. O casal muito animado contagiou a todos com alegria e emoção e avançou noite a dentro brindando essa data marcante.


Vera Lucia com a filha Ana Luiza.

O Casal Vera e Luiz com a família Hartmann – Jaime e Carmen com os filhos Matheus e Ana Carolina e a intercambista Cecilie Brons Chistensen.

Os Freis Kellycio Medeiros Pereira e Ari Felipe.

Fotos: Objetiva Fotos

Família Guidi- Nilo e Shirlei Maria com a filha Ana Julia.

39


Família Pauletti - Henrique e Edriane com o filho Pedro Henrique.

40 Rangel Soares e Mitieli de Araujo Soares.

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


A mãe de Vera Lúcia Terezinha Irma de Araujo.

Os pais de Luiz Gotardo, Antonio Oltramari e Balduina Maffissoni.

Zenilda e Marins Vaz.

Luiz, Vera e Ana Maria com a familia Steglich – Valdir, Eoda Steglich e os filhos Gustavo, e Raquel.

Ficha Técnica: Local Cerimônia Religiosa: Igreja matriz Tangará da Serra Local da Recepção: Salão Clube Campestre Coordenação e Cerimonial : Delicato Eventos Orquestra: Villa Lobos Decoração: Célio Correa Buffet: Danni Garcia Doces e Bolo: Fatias do Céu Papelaria: Papiro Papéis Fotos: Objetiva Filmagem: Milhomen Bem Casados: Conceição Sonorização e Animação: Banda Savana e Vibemania

41 Luiz, Vera e Luizinho com a família Freiberger - Simplicio, Erica, Thayse , Lurdes , Renato , Mariana Klober e Crystian.


42 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


43


44 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


45


Capa Região Norte

OrtoDerma

Profissionais preocupados e dedicados a cuidar da sua saúde, da sua autoestima e, principalmente, do seu bem estar.

Q

uem se preocupa com o bem estar do corpo e do sorriso tem um espaço especial na cidade de Sorriso. A OrtoDerma oferece tratamentos faciais, corporais e dentários para que você se sinta cada vez melhor. Localizada no centro da cidade, a clínica possui dezenas de opções de tratamentos estéticos, que podem ser realizados em pacotes ou um a um. A clínica não possui um público restrito, oferecendo tratamentos estéticos tanto para homens quanto para mulheres.

A clínica conquistou credibilidade na área, por oferecer profissionais qualificados e uma infraestrutura capaz de atender à demanda dos pacientes com total conforto e seriedade.

46 Revista Gold

Pela sua trajetória e pela certeza de que os clientes merecem o melhor, a clínica conta com instalações que oferecem equipamentos de ponta, consultórios e espaços destinados aos procedimentos cirúrgicos, estéticos e de |

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


laser. Tudo isso, reforçado por uma equipe de profissionais preocupada e dedicada a cuidar da sua saúde, da sua autoestima e, principalmente, do seu bem estar. A constante preocupação com o profissionalismo e a tecnologia é parte do diferencial da empresa. O bom resultado de um tratamento está vinculado à capacidade do profissional (especialista) que o executa, mas depende em muito de um paciente cooperativo. Parte dessa cooperação deve ser resultado do conhecimento deste tratamento, suas regras, riscos e benefícios.

Fisioterapia Estética Fotos: Leo M. Matsuda

Radiofrequência Corporal e Facial Manthus Phydias Vibrocell Esfoliação Facial e Corporal Drenagem Linfática Massagem Modeladora Massagem Relaxante Peeling de Cristal e Diamante Hidratação Facial Pós Operatório A preocupação com a qualidade de vida está se tornando cada vez mais importante nos dias de hoje. Uma alimentação balanceada, com exercícios físicos e tratamentos estéticos são ferramentas para que você se sinta cada vez melhor. Eles são a chave para um corpo perfeito. Por isso, entre em contato conosco. Estamos preparados para lhe atender bem, oferecendo os melhores tratamentos.

O bom resultado de um tratamento está vinculado à capacidade do profissional.

47


Dra. Ana Paula em Nova Mutum-MT Clinica Gestare Av. das Araras, 334N - Centro Fone: (65) 3308-1904 *Atendimento realizado na última quinta-feira de cada mês.

Dra. Ana Paula Calminatti CRM 5285 MT

48 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Dermatologia Clinica Toxina Botulinica – Botox Tratamento de Hiperidrose com Botox Preenchimento Facial e Labial Laser CO2 Fracionado Luz Intensa Pulsada – LIP Depilação Definitiva Tratamento de Estrias Tratamento de Manchas Gordura Localizada Carboxiterapia Intradermoterapia – Lipossomas de Girassol Hidrolipoclasia – Lipossomas de Girassol Escleroterapia Peeling Quimico Facial e Corporal LED Terapia Terapia Fotodinamica Biopsia Pequenas Cirurgias


Fotos: Leo M. Matsuda

A clĂ­nica Ortoderma trabalha com as mais novas tecnologias, conciliando todos os itens que garante o seu bem estar e a integridade da sua saĂşde.

Dr. Aurelio Kiramoto CRO 3289 MT Ortodontia Clareamento Dental a Laser

Av. Blumenau, 2915 - Centro - Sorriso-MT Fones: (66) 3544.3365 / 9923.0898

49


50 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


51


52 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


53


54 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


55


56 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


57


58 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


59


Feijoada Gold

SORRISO

A primeira feijoada Gold em Sorriso aconteceu em clima de sucesso.

60

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Fotos: Leo M. Matsuda e Fotorevelação

A

legria, diversão, música, dança, interação. Presença dos atores André Segatti e Sheila Mello, as misses Marcia Gabriele e Rayane Oliveira, e da sociedade norte matogrossense. Assim aconteceu a 1ª edição da Feijoada da Revista Gold na cidade de Sorriso, numa tarde de Sábado, no mês de agosto. Um público limitado em 500 pessoas pôde curtir oito horas de evento com muita animação na pegada musical do Grupo Sorrisamba, que colocou todo mundo pra dançar, com seu repertório pra lá de eclético. Com muito forró, sertanejo e pop Marrone e Banda deram um colorido na festa, além da cantora Paulinha da Sanfona e do Dj Giba.


O diretor da revista Gold Golther Carlos recebe Marcia Gabriele a eterna Miss Brasil, Sheila Mello atriz e dançarina, Rayane Oliveira Miss Campo Verde e segunda colocada no Miss Mato Grosso 2012 e o ator André Segatti.

61 Palco, som e iluminação do evento feito pela equipe Roberto Guimarães Produções de eventos..


Fotos: Leo M. Matsuda e Fotorevelação

A equipe da AM Ótica Tamires, Alana, Bruna, Tiago, Cleo e Micheli recebem Sheila e André.

Sheila e André com os proprietários da loja Moda Menor Gaudsom Oliveira e Sonia Hoffmann com a filha Eduarda.

Na stand da Belle Implantes Sheila Mello e André Segatti posam com o casal Tânia e Dr. Fábio.

62 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


Os proprietários da Franquia Todeschini em Sorriso e Lucas Natifrank e Babinton Wndey Puva.

Os diretores da Obra Delle Célia e Rafael Schneider com o filho Emilio.

Ao centro de André e Sheila e amigas a proprietária do SPA da Pele Tatila Dadam Dal Bosco.

63


Wlisses com a família.

Suene Pereira, Nadia Lopes e Alessandro Gomes.

Michele Zoldan, Kenia Dal Ben e Vera Lucia.

Calminatti e Thais

64 Katia Pigatto e Ligia Campos. Ana Paula, Regis, Calminatti, Aurélio. Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Veja mais fotos em: www.revistagold.com.br

Fotos: Leo M. Matsuda e Fotorevelação

Juliane, Wagner, Olga, Gilmar e Marli.


As misses Marcia Gabriele e Rayane Oliveira com a equipe e amigos da Belle Implantes.

Palhaรงo Caxopinha.

Valquiria Raiter e Elizandra Schneider

Cmte Felipe Cintra e seu co-piloto.

Leandro Verle, Davi Penhalver, Pascoal e Cleber.

65 Cmte Felipe Cintra, Fotografo Leo Matsuda e o Diretor Golther Carlos.

Ana Paula, Maxilene Manduca, Wagner Pereira e Keity Costa.


66 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


67


68 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


69


70 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


71


72 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


73


Maria Julia

Fotos: Michele Martins

comemora seus três aninhos com a família e amigos.

M

uita alegria na comemoração do aniversário de três anos da pequena Maria Julia. A lindinha ganhou uma linda festa com a presença de familiares e amigos para brindar e celebrar esta data especial. Henrique, Pescuma e Claudinho também presentearam os convidados com repertórios musicais regionais. As brincadeiras e as guloseimas não puderam faltar para animar a criançada.

A avó paterna Lilita.

74 Maria Julia com os pais Carlos Romeu e Camila Balduino. Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Com Sofia e Eduardo.


Sandra, Yuri, Waldir, Aline e Alexandre.

Com o av么 paterno Jackson

Animadores ilustres do anivers谩rio. Com sua professora Marta.

75 Maria Julia com os pais Camila e Carlos, com os avos maternos Izabel e Waldir Balduino e a tia Marcella.


Com a tia Maila e o priminho Kiko.

A mãe Camila, a tia Lica e o avô Waldir Balduino.

Camilla, Carlos, Marcella, Flauco, Yuri e Kelly.

Fotos: Michele Martins

Pescuma.

Os padrinhos Vanusa e Valter Albano.

76 A bisavó Ondina com Maristela, Jackeline, Jackson Eduardo e Bruno. Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Ficha Técnica: Local: Edifício Luxemburgo (Cuiabá-MT) Decoração: Balão Mágico Bolo: Baba de Moça Animação: Turma do Barulho Sonorização: Lade Vestuário: Fantasia comprada na Disney World e vestido de bolinha na Caramelo.


77 WWW.OTICASDINIZ.COM.BR CERTIFICADO DE AUTORIZAÇÃO CAIXA Nº 1-0806/2012 CONSULTE O REGULAMENTO NO SITE: WWW.20ANOSOTICASDINIZ.COM.BR


evi dĂŞn cia

78 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nÂş 20

2

9

1


3

7

5

4

8

01- Ruth Semiramys. 02- InĂŞs Ribeiro. 03- Muriel e Iandry . 04- Marlene Sylveira. 05- Lucy Macedo. 06- Karla e Rai Bona. 07- Maria Augusta e Ginha Costa. 08- Alessandra Martignago Romagnoli.

79 Fotos: SĂŠrgio Soares e Valter Arantes


Que comida? Que Vinho? Desfrute o melhor da harmonização

prato & vinho.

Variedades por Ana Cristina Crespani

Ana Cristina é formada em hotelaria e direito. Fez cursos nas áreas de gastronomia, vinhos e eventos. Apaixonada por coisas de casa, família, decoração e pela arte de receber. Ana ministra cursos de degustação de vinhos e etiqueta à mesa. 66 9988 3177 anacrespani@hotmail.com anacristinahome.blogspot.com.br vinhosmt.blogspot.com.br

E

scolher o vinho adequado para um prato não é em nada mais técnico do que selecionar dois pratos para servir em uma refeição. A maioria das boas combinações exige que o vinho possua acidez e taninos moderados para descer com a comida e deixar o paladar limpo para mordida seguinte. Portanto, escolha vinhos que combinem com a leveza e o peso do prato. Não existe certo ou errado, experimente até encontrar o que agrada o seu paladar. As sugestões aqui apresentadas não constituem regras absolutas, mas apenas uma diretriz para suas experiências pessoais de combinação de vinhos e pratos. A preferência pessoal e a criatividade certamente o levarão a novas descobertas nessa apaixonante e rica área de pesquisa e divertimento. O vinho certo deve realçar o sabor da comida e a comida pode trazer a tona características únicas de um vinho. Antes das Refeições - Aperitivo Espumante Brut (Champagne, Sekt, Cava, Vin Mousseux, Prosecco, Blanquete de Limoux, etc.) Fortificado seco Jerez (Espanha), Porto branco seco (Portugal) Vinho branco seco Chardonnay, Sauvignon Blanc, Pinot Grigio, Às Refeições Peixes e Frutos do mar •Grelhados ou em molho leve ou crus (sushi) Espumante brut ou demi-sec

Vinho branco seco frutado jovem ou levemente maduro Evitar os vinhos brancos com presença de madeira (fermentados ou maturados em barrica), exceto no caso de peixes defumados. •Bacalhau Tinto jovem ou de médio corpo Branco maduro, de bom corpo Carnes Brancas •Grelhadas ou em molho leve Espumante brut Branco seco de boa estrutura, jovem ou maduro Tinto jovem ou de médio corpo •Grelhadas em molho forte Tinto maduro de médio corpo a robusto Carnes Vermelhas •Grelhadas ou em molho leve Espumante brut Tinto jovem leve ou de médio corpo •Em molho forte Tinto maduro de médio corpo a robusto •Caças de pêlo Tinto maduro robusto Massas •Em molho leve ou branco Espumante brut Branco jovem ou maduro Tinto jovem leve ou de médio corpo •Em molho condimentado ou vermelho Espumante brut de boa estrutura Tinto maduro de médio corpo a robusto

Menu de Degustação com algumas sugestões Foto: Salada de aspargos, mussarela de búfala e tomate seco, harmoniza com um Sauvignon Blanc.

Legumes e Saladas

80

Escolha vinhos brancos e ligeiros, como Sauvignon Blanc, Rosés secos e tintos leves, frutados e simples de tomar, como Beaujolais Villages.

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Foto: Hadock com molho de parmesão e cavier de pupunha, acompanha bem com um vinho branco frutado, um chardonnay.

Frutos do Mar:

Os brancos mais leves, como Pinot Grigio, Riesling, Muscadet e Chabils, vão bem com pratos simples, como salada de siri, linguado, ostras cruas, peixes grelhados. Os brancos mais encorpados como o Bourgogne Blanc, e outros Chardonnays, são bons parceiros para frutos do mar mais densos e gordurosos, como lagosta e salmão.


Risotos Foto: Risoto de malbec.

Com risotos, o indicado é Cabernet Sauvignon, Malbec, Chardonnay. Tudo vai depender dos ingredientes que você usar no risoto, mas o tradicional pode ser acompanhado de um dos vinhos citados.

Carnes Foto: Codorna com polenta e chips de banana da terra. Para este prato sugiro um Syrah.

Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah são amantes de carnes pesadas e gordurosas, como bovina, cordeiro e vitela, além de pato e aves de caça. Tintos mais leves, como Beaujolais, Pinot Noir ou Bourgognes tintos, como vinhos brancos secos mais encorpados, como Chardonnays e Riesling maduros, funcionam melhor com carnes mais magras, como frango.

Sobremesa Foto: Mousse de Damasco com creme de leite fresco e caramelo de pistache. Minha sugestão foi a escolhida pelo sommelier da noite, um sauternes.

Tortas de maçã combinan com um riesling de safra tardia ou um Sauternes. Pão de ló fica muito melhor com espumantes doce. Chocolate, glacês, compotas e mousses, combinam com espumante brut.

Queijos Foto: Tábua de queijos com mel silvestre, neste caso o escolhido foi chardonnay. Para acompanhar o queijo brie, o Pinot Noir. O vinho do Porto para acompanhar os queijos mais salgados e fortes.

Os brancos mais ligeiros e leves combinan com queijo fresco, como ricota. Os brancos encorpados, incluindo Viognier e o Chardonnay, podem acompanhar queijo brie e taleggio. Os brancos doces combinam com queijos salgados, como parmesão. Já os brancos de safras tardias, domam os queijos azuis. Porto com queijo stilton e nozes torradas é uma combinação tradicional. Então é isso, o ideal mesmo é a boa companhia, comida feita com capricho e carinho, e sem dúvida um espírito alegre, pronto para desfrutar o melhor que cada momento pode nos proporcionar. Se souber unir isso a uma boa gastronomia e um bom vinho será perfeito! Saúde!!! Agradecimento. Este foi um jantar de degustação onde tive o privilégio de saborear pratos inusitados e descobrir sabores únicos dos vinhos harmonizados. Deixo aqui meu carinhoso agradecimento aos anfitriões. Ana Cristina Crespani

81


82 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nยบ 20


83

Fotos: JosuĂŠ Pereira


Frases Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles. Augusto Cury O homem argumenta, a natureza age. Voltaire Um ladrão rouba um tesouro, mas não furta a inteligência. Uma crise destrói uma herança, mas não uma profissão. Não importa se você não tem dinheiro, você é uma pessoa rica, pois possui o maior de todos os capitais: a sua inteligência. Invista nela. Estude! Augusto Cury Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Augusto Cury Ora, o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus e na constância de Cristo. 2 Tessalonicenses 3:5 Se o dinheiro for a sua esperança de independência, você jamais a terá. A única segurança verdadeira consiste numa reserva de sabedoria, de experiência e de competência. Henry Ford Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. Confucio Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito para que todo aquele que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16 - Bíblica A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele. Dráuzio Varella

84 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. 2 Timóteo 1:7 Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas.Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença. Dráuzio Varella O homem que sofre antes de ser necessário, sofre mais que o necessário. Sêneca Ajuda-nos, ó Deus da nossa salvação, pela glória do teu nome; livra-nos, e perdoa os nossos pecados, por amor do teu nome. Salmos 79:9 Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados. Mahatma Gandhi Para quê preocuparmo-nos com a morte? A vida tem tantos problemas que temos de resolver primeiro. Confúcio O tempo é muito lento para os que esperam Muito rápido para os que tem medo Muito longo para os que lamentam Muito curto para os que festejam Mas, para os que amam, o tempo é eterno. William Shakespeare O nosso socorro está em o nome do Senhor, criador do céu e da Terra. Salmo 124:8 As pessoas comuns pensam apenas como passar o tempo. Uma pessoa inteligente tenta usar o tempo. Arthur Schopenhauer A boa educação consiste em esconder o bom conceito que temos de nós e o mau conceito que temos dos outros. Mark Tuwim A verdadeira paz não é a ausência de guerra, mas a presença de Deus. Gereformeerd Weekblad Eu chamo de bravo aquele que ultrapassou seus desejos, e não aquele que venceu seus inimigos; pois a mais dura das vitórias é a vitória sobre si mesmo. Aristóteles Uma parte dos homens age sem pensar, e a outra pensa sem agir. Rousseau


85


Comportamento

Pesquisar o comportamento do consumidor é fundamental para

inovar

O

86

estudo aprofundado e rotineiro do comportamento do consumidor é a principal ferramenta para que as empresas se posicionem - ou reposicionem - de forma assertiva no mercado. Mais do que produtos e serviços avançados e de qualidade, é necessário avaliar o que pensa e o que realmente deseja quem compra. Ainda que óbvio para alguns grupos, as pesquisas são as principais fontes para que a inovação seja uma aliada, e não uma inimiga das marcas.

de compreender o produto. No caso do videogame, eles criaram algo que não é parado, apático, que as pessoas jogam sentadas. Existe ali uma atividade física. Os iPhones também não são os mais desenvolvidos do mercado, mas o consumidor tem vontade de ter um pela forma que a marca trabalha. Uma alteração na visão do que se vende cria uma inovação em relação à concorrência, que não está conseguindo perceber”, completa Maribel.

No Brasil, o tema é relativamente recente, mas começa a avançar em um cenário de transformações econômicas e sócio-culturais. Nesse contexto, temas como globalização e sustentabilidade ganham destaque, além da compreensão por parte das marcas de que o consumidor é um formador de opinião. É ele quem vai determinar, por exemplo, atividades de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), comunicação e construção de estratégias de Marketing. Mais do que vender, é preciso fidelizar e conquistar clientes.

Entre o papel e a ação Apesar da compreensão de que pesquisas aprofundadas do comportamento do consumidor são fundamentais para que as marcas realizem ações de inovação, a grande barreira no Brasil ainda é colocar em prática o que se sabe em teoria. Boa parte da dificuldade se deve ao entendimento errôneo de que é necessário priorizar o olhar da empresa e não o do consumidor, que é exatamente quem vai gerar o faturamento.

Por parte das organizações, a atenção é para um cenário mais competitivo, no qual é fundamental colocar em prática o que se tem bem determinado na teoria. “As marcas têm que entender de maneira mais profunda que esse caminho da pesquisa, de entender o consumidor, é essencial, até mesmo pela sofisticação do mercado brasileiro. Tanto o consumidor se tornou mais exigente, como a concorrência aumentou. E o insight de melhorar e se aprimorar vem da pesquisa, das lacunas e das formas como os compradores lidam com os produtos”, avalia Maribel Suarez, professora do COPPEAD/UFRJ, em entrevista ao Mundo doMarketing.

Outro desafio é especificar as formas de interação. “Os grupos precisam sair da cadeira e olhar a realidade dos clientes. Não só por meio das pesquisas, mas todas as formas de interação, como nos pontos de venda e na internet. Não existe outra forma. É preciso entender plenamente a realidade de seu público, a classe a qual pertence e suas necessidades específicas”, avalia Maribel Suarez.

Entre as marcas que entenderam o processo de diálogo, estão casos de sucesso do Nintendo Wii e da Apple, que não necessariamente têm as melhores tecnologias, mas conseguem gerar desejo. “A mudança de linguagem está na forma

Esse “olhar para fora” também será fundamental ao se avaliar o desempenho de grupos concorrentes. “Não se pode ficar só no sucesso dos últimos anos. As empresas precisam entender as mudanças e estar à frente. Uma regra fundamental é que a inovação representa a dinâmica da competição. Quem é líder precisa inovar para se manter na liderança e quem não é, precisa inovar para conquistar mercado”, afirma a professora. Fonte e fotos: Isa Souza - www.administradores.com.br e wordpress

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


87


Moda Feminina

Tendências de

Moda para 2013 P

ara 2013, muitas novidades aparecerão no mundo da moda. Peças com brilhos, outras mais apáticas, há espaço pra tudo. Ano que será uma mistura de sensações, estilos e cores, sempre levando peças para todos os tipos de gosto e para todos os estilos diferentes de mulheres. Aqui vão algumas dicas de consultores os quais as separaram para que você fique por dentro e se prepare para a moda que se aproxima. Para 2013, as mulheres ganharão muitas peças diferentes e o retorno de modas que pareciam esquecidas. Além

dessas peças, outras combinações também prometem vir com tudo para a moda do próximo ano. Algumas peças não são tão conhecidas, outras são mais clássicas, mas cada uma com sua particularidade e beleza. Estampas tropicais As peças com estampas florais conquistaram a moda feminina em 2012 e permanecem em 2013, ainda mais belas e estampadas. A tendência maior será de florais maxi em tons cítricos, com estampas também de bichos como pássaros, rementendo a um ambiente

bem tropical. As estampas prometem estar presentes desde camisas até vestidos. Tons suaves + color blocking Outra tendência que promete continuar em voga para o próximo ano são os contrastes trabalhados em blocos de cores. Misturando sempre tons intensos e vibrantes com suaves tons pastel, como vimos nas passarelas de Londres. Peplum e saias mullet Definitivamente, o peplum foi destaque entre produções sofisticadas, chegando de modos mais amplos ou então de maneira mais discreta, trabalhado com franzidos e com volumes mais democráticos. Além do peplum, valorizando sempre as pernas das mulheres, as saias mullet também ganharam destaque e ganharão ainda mais, mantendo a assimetria da frente curta e das costas longas. Um ombro só Pra quem pensou que a tendência de um ombro só foi embora, se enganou. Novamente, o decote assimétrico estará em evidência em peças como vestidos, blusinhas e tantas outras peças, podendo trazer apenas a alça ou ainda dispor de mangas e alças duplas. Franjas, paetês e rendas O glamour dos paetês volta com tudo, unindo-se com todo o romantismo das peças rendadas. Essas também serão características das tendências para 2013, além das franjas que voltarão com tudo, tendência essa que já fez muito sucesso em décadas passadas, volta agora em peças mais modernas.

Fonte e fotos: mulherbeleza.com.br

88 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


89


Moda Masculina Guia masculino:

Camisa + Gravata + Terno

Entremos na questão das combinações entre ternos, camisas e gravatas. Parece simples, mas, para quem precisa fazê-las diariamente ou em ocasiões especiais, as dúvidas surgem mais cedo ou mais tarde. E sempre surgem.

V

amos às dicas:

1. As gravatas não precisam combinar com as cores da roupa. Na dúvida, combine a cor da gravata primeiramente com a cor do terno, fazendo um contraste com a camisa. 2. A gravata nunca deve ser mais clara que a camisa. 3. Evite usar camisas pretas com gravatas. 4. As gravatas mais formais são as lisas, com estampas padrão ou escuras. Pode usar sem medo os padrões repetidos (quanto menor o detalhe do padrão, melhor) e as de listras coloridas, geralmente em diagonal. 5. Cores fortes, como rosa pink e verde-limão, por exemplo, combinam bem com cores mais sóbrias e neutras, como o azul-marinho. O uso de cores fortes sempre reflete um homem mais moderno e ousado.

90 Revista Gold

9. É sempre mais seguro fazer o jogo do tom sobre tom para as camisas lisas ou estampadas. É menos complicado. 10. Escolha quem deve se destacar. Decida-se pela cor da camisa, e se é ou não estampada, e só então parta para as gravatas. 11. Camisas claras dão mais liberdade de escolha, aceitam praticamente todas as estampas e cores (lembre-se que a gravata sempre deve ser mais escura que a camisa).

6. Os tons mais discretos, como os pastéis, vão bem se combinados com camisas brancas.

12. Com ternos básicos como o preto e o azul marinho, funcionam bem cores como rosas, azuis, verdes e cinzas.

7. Quanto às camisas, as lisas podem ser usadas com gravatas lisas ou estampadas. Camisas estampadas (com listras ou xadrezes) podem ser usadas em combinação com gravatas estampadas para um estilo mais arrojado.

13. Se a camisa ou terno for cinza tente também criar um efeito tom sobre tom. Gravatas mais escuras como as de cor castanho, vermelho escuro, preto, azul marinho, e bege caem bem. Tons mais vivos como vinho, amarelo e tangerina também produzem um bom contraste.

8. Se pra você é um risco combinar estampas (e realmente não é muito simples), opte pelas gravatas lisas.

14. Camisas coloridas requerem gravatas estampadas ou lisas, mas que permaneçam sempre no mesmo tom da camisa ou de cores mais neutras como cinza ou preto.

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


91


Decoração e Designer

Móveis feitos sob-medida ficam perfeitos em qualquer ambiente da casa, mas exigem cuidado

M

óveis planejados otimizam espaços, padronizam a decoração e personalizam a casa. Esse tipo de móvel recebe laminações decorativas em diferentes acabamentos: lisas, acetinadas, de alto brilho e com textura que imita a madeira natural.

local”, aconselha os especialistas. Em caso de mudança. algumas lojas oferecem sistemas de montagem e desmontagem que permitem que você faça adaptações de acordo com as novas medidas dos ambientes.

Feitos sob-medida a partir de peças modulares executadas por meio de sistemas de computação gráfica, que informam às máquinas o exato corte das chapas, esses móveis otimizam espaços, padronizam a decoração e personalizam a casa, além de serem considerados sinônimo de um acabamento perfeito. Mas o investimento vale a pena?

Se os ajustes necessários forem muitos, contudo, pode ser melhor deixar os armários na casa antiga e agregar valor ao imóvel, em caso de venda ou locação. “Sempre haverá custos inevitáveis com desmontagem, transporte, adaptações, remontagem e, ainda, você corre o risco de ter os móveis danificados”, dizem os arquitetos.

Os projetos nem sempre podem sair mais caro que comprar móveis convencionais, uma vez que os planejados costumam ser feitos por lojas especializadas que oferecem projetistas, desenhos técnicos e acompanham a montagem. Por outro lado, essas mesmas lojas oferecem garantias, dão assistência técnica e, muitas vezes, facilitam o pagamento para fidelizar o cliente.

Consultar profissionais especializados e arquitetos antes de fechar com a fabricante é o melhor caminho. Indicações de amigos e familiares também são uma boa. Busque marcas sólidas no mercado.

Além disso, as empresas costumam oferecer descontos significativos pelo aumento do pedido. A dica é avaliar, então, se não é mais econômico e prático padronizar toda a mobília.

92

“Negociações maiores têm maior poder de barganha junto aos showrooms locais, assim como das revendas junto às fábricas. Isso beneficia o cliente, que pode encontrar tudo o que precisa para mobiliar e ambientar a sua casa em um só

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Mesmo que você tenha tirado as medidas do espaço, certifique-se de que a loja escolhida enviará um profissional até a sua casa para confirmar a metragem. Em seguida, eles montarão um projeto virtual e lhe passar o orçamento. Leia atentamente o contrato, as formas de pagamento e de cancelamento. Com a instalação finalizada, vasculhe imperfeições. Note se portas e gavetas fecham direito, se alguma peça está riscada ou lascada. Se estiver, entre em contato imediatamente com a empresa. Fonte e fotos: pointernacional.com.br


93

Imagens meramente ilustrativas.


Tecnologia

Número de usuários de celular no mundo chegou a 6 bilhões em 2011, diz ONU

N

o final de 2011, o ITU (agência de telecomunicações da ONU) contabilizou que havia no mundo seis bilhões de assinantes de telefonia móvel – isto é quase a população do planeta, que tem 7 bilhões de pessoas. As informações foram divulgadas pelo próprio órgão nesta quinta-feira (11) em Genebra (Suíça).

a China. Só o país conta com um bilhão de assinantes. De acordo com o órgão, a próxima nação a atingir a marca é a Índia, que deve chegar ao mesmo patamar da China no fim deste ano. O maior crescimento na base de assinantes ocorreu em países desenvolvidos: essas nações tiveram crescimento de 600 milhões de assinantes comparado a 2010.

Segundo o ITU, o país com o maior número de linhas de telefonia móvel é

Em um ranking do ITU, o Brasil aparece na 64ª posição no desenvolvimen-

to de TICs (Tecnologias da Informação e Comunicações). Apesar de ter crescido relativamente, diz o órgão, os preços dos serviços de comunicação de países em desenvolvimento são muito caros. No fim de 2011, o preço de um pacote mensal de serviços básicos de banda larga fixa representava mais de 40% do PIB mensal per capita – contra apenas 1,7% de economias desenvolvidas. Quem lidera o ranking é a Coreia do Sul.

#INTERNET Já o número de usuários de internet no mundo é bem menor comparado aos de telefonia móvel. A agência, que fica baseada em Genebra, contou no fim 2,3 bilhões de pessoas no fim de 2011 que usam a internet no mundo – ou seja, aproximadamente, um em cada três habitantes da Terra já navegou na rede de computadores. No entanto, há uma grande disparidade entre países ricos e nações desenvolvidas. Dados do órgão informam que a rede ainda é “elitista”, pois 70% dos usuários que usam a internet são ricos e moram em países industrializados. Apenas 24% dos internautas vivem em nações pobres ou desenvolvidas.

Conexões à internet

94

O balanço da internet mundial do ITU mostrou também que cresceu consideravelmente o número de acessos de banda larga fixa. De 530 milhões em 2010 para 600 milhões em 2011. O número do ano passado representa uma penetração global de 8,5% da rede. Apesar da alta de banda larga cabeada, o tipo de internet mais utilizado no mundo é a móvel. Segundo o órgão, no fim de 2011, elas representaram o dobro de conexões da internet fixa – aproximadamente 1,2 bilhão de pessoas. A conexão móvel foi, inclusive, apontada como a mais acessível para ajudar países em desenvolvimento a aumentar a base de usuários. Já em países ricos, aponta o levantamento, o preço da internet banda larga é acessível e não há grandes diferenças de custo para o usuário ao escolher entre internet fixa ou móvel.

Revista Gold

Fonte e fotos: uol\tecnologia

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


95


Beleza

O maquiador

Celso Kamura

deu várias dicas de maquiagem direto do SPFW para o verão 2013!

J

á sabe quais itens de maquiagem não vão poder faltar na sua nécessaire no verão 2013? O maquiador Celso Kamura dá algumas dicas de make que será tendência no verão 2013! Se liga! Primer “Vai entrar com tudo no verão, especialmente porque nessa época do ano o clima fica mais úmido e os poros mais abertos. O primer ajuda a fechar os poros, controlar a oleosidade e manter o make por mais tempo. Protetor solar é indispensável!” Batons Coloridos

“A mulher brasileira vai gastar muito dinheiro com batom nessa estação. Vermelho, pink, rosa, laranja, coral...o verão vai pedir uma boca colorida. Cuidado com o make para não ficar pesado. Se for abusar da cor nos lábios, pegue leve nos olhos e blush”. Cílios Postiços Os cílios postiços serão o segredinho de beleza da vez! Para as que não têm muita habilidade, já existem no mercado os cílios postiços com adesivo. Para as que preferem não arriscar, abuse de máscara para alongar e preencher os fios.

Blush As garotas que adoram praia já sabem que make e praia não combinam! Então, opte pelos blushes mais naturais.As cores coral, laranja e rosa antigo vão voltar. Mas nada de exagerar no blush e ficar com aquele rosto rosado ou amarronzado demais, hein? #mico Sombras metalizadas Azul, violeta, prata, cobre e verde militar serão os melhores para a noite. Durante o dia, não abuse tanto, e atenção: só usem até o côncavo dos olhos! Finalize com um lápis preto rente aos cílios e muita máscara. Fonte e fotos: atrevida.uol.com.br

Unhas

Fungos e bactérias fazem delas a parte mais contaminada do corpo. meio de transmissão de várias doenças como verminoses, micoses, virose, infecções bacterianas, entre outras”, explica os dermatologistas, ao alertar para o cuidado com a higiene íntima. “É tão ou mais importante lavar as mãos antes do que depois da higiene íntima, por motivos óbvios”.

T

96

udo o que cabe lá, está lá. Debaixo das unhas podem estar acumuladas sujeiras, restos celulares, germes como fungos e bactérias e parasitas, além de resíduos de tudo com o que tivemos contato: terra, tinta, maquiagem, cremes. Por isso, a parte mais contaminada do corpo precisa de atenção e cuidados especiais. Roer unhas ou colocar o dedo na boca é totalmente errado. “As mãos, mais do que qualquer outra área, entram em contato com tudo e com todos, podendo ser o

A especialista explica a melhor maneira de evitar a contaminação. “O ideal é que o bordo livre das unhas, que é aquela beiradinha na extremidade que não está grudada no dedo, não seja muito longa. Quanto mais longa, mais resíduos. Também é indicado usar luvas para determinadas atividades, como lavar roupas, louça, lidar com alimentos e jardinagem”. Se, entretanto, as unhas se sujarem, a limpeza ideal deve ser feita com uma escovinha e sabonete neutro, esfregando bem a parte de baixo e a pele no entorno. Além disso, é importante evitar tirar as cutículas, já que elas protegem a matriz da unha contra essas impurezas. Fonte e fotos: bolsademulher.com.br

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


97


Arquitetura e Construção

Casa Cor Mato Grosso 2012: tendências e responsabilidade social.

A

Casa Cor Mato Grosso 2012 foi marcada pela conclusão de uma ala do Hospital do Câncer, inacabada há 17 anos, o que possibilitará que o dobro de pacientes sejam tratado na unidade. O governador Silval Barbosa participou do evento e destacou a importância da parceria entre o Governo do Estado, empresários e sociedade para que o prédio fosse construído. Os visitantes da Casa Cor este ano conheceram os projetos de arquitetura em uma área hospitalar que, após o término do evento, foi transformada em consultórios, salas de tratamento e recepção do Hospital de Câncer de Mato Grosso. “É um momento importante para a saúde. E a ação da Casa Cor em Mato Grosso serve de exemplo para outros estados. O governo apoiou o projeto de solidariedade. Agradeço a todos que participaram”, afirmou Silval Barbosa. O maior evento de arquitetura, decoração e paisagismo de Mato Grosso deixou como herança um prédio novo e um ambiente agradável, que conta com um jardim. De Governador do Estado Silval Barbosa discursando na abertura.

acordo com o diretor da Casa Cor MT, Vagner Giglio, a obra custou R$ 12 milhões, dos quais tínhamos R$ 1,6 milhão. “O restante foi doação”,explicou. O hospital ainda precisa arrecadar dinheiro para a construção de outra ala. O diretor presidente do Hospital do Câncer, João Castilho, emocionou-se ao ver a obra concluída e afirmou que a estrutura vai permitir melhorar e ampliar o atendimento das pessoas com câncer. “Vamos ter mais leitos no Estado, o que representa muito para os pacientes. Hoje vimos que a solidariedade se fez presente. Todos que doaram se sentem muito felizes com o resultado”, disse.

Os diretores da Franquia Casa Cor MT/MS Vagner e Emily Giglio com os atores Flavia Alessandra e Otaviano Costa embaixador do evento.

A secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas), Roseli Barbosa, também prestigiou o evento e destacou que Mato Grosso está na busca por solucionar problemas. “Este foi um evento muito bonito, carregado de solidariedade. Assim, estamos hoje reestruturando este hospital que é primordial para a saúde do Estado”. Foram 47 ambientes que compuseram o maior evento de arquitetura, paisagismo e decoração das Américas. A edição deste ano ainda contou com o apoio do ator Otaviano Costa, nomeado embaixador do Hospital de Câncer. Em cada ambiente, os 94 profissionais participantes também revelaram seu compromisso com a sustentabilidade e incorporaram várias tendências em materiais e tecnologias afinadas com a natureza e o clima locais.

98

Fonte e fotos: sicme.mt.gov.br/ Redação/Secom-MT/Sinara Alves/Casa Cor

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


99


Reflexão

Bodas de casamento O

casamento tem significados e celebrações diferentes para cada religião. Porém para todas, o casamento representa o amor entre duas pessoas que estão dispostas a compartilhar todos seus momentos bem como se respeitar e viver um para o outro. Como o mais importante para todas as religiões é a fé, a celebração religiosa é uma forma de reforçar os laços matrimoniais e o compromisso de doação mútua do casal. O casamento é a instituição mais importante que existe, e para os cristãos, esse é um mandamento deixado por Deus. E para cada ano celebram-se as bodas. Bodas é o nome da celebração das festas de casamento, sejam elas no civil ou religioso. As bodas são comemoradas todos os anos, e a cada ano ela recebe um significado e uma denominação diferente. O termo bodas é oriundo do latim, e significa promessa. Bodas foi escolhido pois refere-se aos votos matrimoniais, feitos no dia do casamento. Para cada ano de bodas existe um material que representa a nova etapa, e já é uma celebração tradicional na cultura ocidental comemorar o aniversário de bodas. A tradição das bodas surgiu na Alemanha, onde era costume de pequenos povoados oferecer uma coroa de prata aos casais que fizessem 25 anos de casados, e uma de ouro aos que chegassem aos 50. Então, com o passar dos séculos, foram criadas outras simbologias para os anos que ficam entre os 25 e os 50, e quanto mais tempo de casado, maior é a importância do material, do mais frágil ao mais fraco.

100

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

Revista Gold

Bodas de Papel Bodas de Algodão Bodas de Trigo ou Couro Bodas de Flores e Frutas ou Cera Bodas de Madeira ou Ferro Bodas de Perfume ou Açúcar Bodas de Latão ou Lã Bodas de Papoula ou Barro Bodas de Cerâmica ou Vime Bodas de Estanho ou Zinco Bodas de Aço Bodas de Seda ou Ônix Bodas de Linho ou Renda Bodas de Marfim Bodas de Cristal Bodas de Turmalina |

17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Bodas de Rosa Bodas de Turquesa Bodas de Cretone ou Água-marinha Bodas de Platina Bodas de Zircão Bodas de Louça Bodas de Palha Bodas de Opala Bodas de Prata Bodas de Alexandrita Bodas de Crisopázio Bodas de Hematita Bodas de Erva Bodas de Pérola Bodas de Nácar Bodas de Pinho Bodas de Crizo Bodas de Oliveira Bodas de Coral Bodas de Cedro Bodas de Aventurina Bodas de Carvalho Bodas de Mármore Bodas de Rubi ou Esmeralda Bodas de Seda Bodas de Prata Dourada Bodas de Azeviche Bodas de Carbonato Bodas de Platina ou Safira Bodas de Alabastro Bodas de Jaspe Bodas de Granito Bodas de Heliotrópio Bodas de Ouro Bodas de Bronze Bodas de Argila Bodas de Antimônio Bodas de Níquel Bodas de Ametista Bodas de Malaquita Bodas de Lápis Lazuli Bodas de Vidro

59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100

Bodas de Cereja Bodas de Diamante ou Jade Bodas de Cobre Bodas de Telurita Bodas de Sândalo ou Lilás Bodas de Fabulita Bodas de Ferro Bodas de Ébano Bodas de Neve Bodas de Chumbo Bodas de Mercúrio Bodas de Vinho Bodas de Zinco Bodas de Aveia Bodas de Manjerona Bodas de Macieira Bodas de Brilhante ou Alabastro Bodas de Cipreste Bodas de Alfazema Bodas de Benjoim Bodas de Café Bodas de Nogueira ou Carvalho Bodas de Cacau Bodas de Cravo Bodas de Begônia Bodas de Crisântemo Bodas de Girassol Bodas de Hortênsia Bodas de Nogueira Bodas de Pêra Bodas de Figueira Bodas de Álamo Bodas de Pinheiro Bodas de Salgueiro Bodas de Imbuia Bodas de Palmeira Bodas de Sândalo Bodas de Oliveira Bodas de Abeto Bodas de Pinheiro Bodas de Salgueiro Bodas de Jequitibá ou Cânhamo


Utilização de Enxertos ósseos para instalação de implantes dentários.

P

artindo do ponto de que há algumas décadas, o Brasil era considerado o país dos desdentados, a realidade que temos hoje é animadora, pois o que se vê são pacientes cada vez mais informados e encorajados a se reabilitar com implantes dentários. Porém, em alguns casos, esta realidade não é possível imediatamente, visto que, com a perda dos dentes, a estrutura óssea que os alojava sofre lentamente uma atrofia (reabsorção), e, dependendo do nível desta reabsorção, o osso se torna tão fino impossibilitando a instalação de um parafuso (implante). Neste momento, passa a ser necessário aumentar o osso local com enxertos de osso. Existem vários tipos de enxertos ósseos, porém os melhores resultados são alcançados com a utilização dos enxertos retirados do próprio paciente, o chamado enxerto autógeno. Além dos enxertos autógenos, os enxertos ósseos podem ser retirados de outros humanos (Aloenxertos) adquiridos em banco de ossos, e animais conhecidos como (xenóenxertos). As pesquisas mostram que, do ponto de vista biológico, os enxertos autógenos são superiores em razão de não apresentarem reação imunológica com o organismo, apresenta menos reação inflamatória; menor possibilidade de infecção; não apresenta risco de transmissão de doenças e apresenta uma reparação do tecido ósseo mais rápida. Por meio de um minucioso exame clínico e radiográfico, o cirurgião bucomaxilofacial terá condições de indicar qual tipo de enxertia quantidade e qualidade do osso para enxerto, possibilitando fixação dos implantes com segurança, devolvendo desta forma função e estética, proporcionando qualidade de vida e bem estar ao paciente.

Dr. Rodrigo Hartmann Atuá CRO-MT 4126

Cirurgião Dentista Especialista em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial

Av. Bandeirantes, 1545 - Centro Rondonópolis - MT

Imagens meramente ilustrativas.

66 3421 2829

101


Direitos e Deveres

Marcas e Patentes

Que vantagens têm uma marca registrada?

P

ode ser que a Marca que sua empresa utiliza já seja parte do nome fantasia de sua empresa registrada na Junta Comercial do Estado. Este registro, porém, limita-se à Razão Social da sua empresa, não à Marca (mesmo que seja seu nome de fantasia). Como a área de atuação das Juntas Comercial é o Estado onde se encontram, não é incomum empresas do mesmo ramo de atividades escolherem ou utilizarem uma mesma Marca como nome fantasia se estiverem registradas em Estados diferentes. Isto ocorre porque a entidade competente para conferir registro de Marcas no Brasil é o Instituto Nacional da Propriedade Industrial - INPI. Além disso, uma mesma empresa pode criar e utilizar quantas Marcas desejar para diversos produtos ou serviços, independente de serem Marcas incluídas em suas razões sociais ou nomes de fantasia. A Marca é, hoje, o único valor intelectual que a legislação reconhece como

sendo uma propriedade eterna, pois até as patentes e os direitos autorais têm prazo de validade limitado, e as Marcas permanecem sendo de seus proprietários até que eles a vendam ou a deixem morrer por maus-tratos. Uma Marca Registrada perante o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) garante uso exclusivo para os produtos ou serviços escolhidos pela sua empresa. Isso abrange todo o território nacional brasileiro, permitindo ao titular do registro impedir que terceiros desautorizados utilizem sua Marca Registrada ou ofereçam produtos/serviços do mesmo ramo de atividades com imitações de sua Marca. Também permite a contabilização, como ativo da sua empresa, a venda isolada da Marca para outras empresas interessadas, ou até mesmo a licença de uso da Marca através do sistema conhecido como franquia ou franchising. 10 Motivos para se registrar uma marca.

102 Revista Gold

1. Para ter exclusividade e direito de exploração comercial da marca escolhida para identificar seus produtos ou serviços; 2. Porque o registro na Junta Comercial não impede que outros possam copiar sua marca, pois ele tem apenas abrangência estadual enquanto a marca registrada no INPI tem abrangência nacional; 3. Para não correr o risco de perder sua marca, caso outra empresa que atue no mesmo segmento que o seu registre-a primeiro que você e ainda solicite que você pare de usá-la; 4. Para que você não permita que seus consumidores comprem produtos ou serviços de outras empresas pensando que estão adquirindo os seus, evitando assim a concorrência desleal. 5. Para impedir que outras pessoas não autorizadas por você usem a sua marca indevidamente; 6. Para agregar valor e dar credibilidade à sua marca, podendo assim viabilizar transações comerciais nas quais sua marca é o maior objeto de negociação. 7. Porque a sua marca registrada é seu patrimônio e não tem prazo de validade, ou seja, pode ser renovada a cada 10 anos infinitamente, portanto ser passada de geração em geração. 8. Porque só uma marca registrada pode gerar receita através de licenciamento, franquia ou venda. 9. Por que registrar a sua marca é um investimento baixo, comparado ao risco de ser impedido de usá-la e ainda de ser processado e ter que pagar uma indenização pelo uso indevido da marca. 10. Por que o uso indevido de uma marca é crime, previsto no art. 189, da Lei 9.279/96, pois a marca que você usa já pode ter sido registrada por outra empresa, tipificado assim o crime de contrafação; “Art. 189. Comete crime contra registro de marca quem: I – reproduz, sem autorização do titular, no todo ou em parte, marca registrada, ou imita-a de modo que possa induzir confusão; Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.”

Fonte e fotos: certifica.com.br / lcmagalhaes.com.br

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


103


Gastronomia

Gastronomia regional

é um atrativo para estimular o turismo.

A

diversidade gastronômica mato-grossense é também resultado da miscigenação de paladares dos imigrantes que para cá vieram. Em Cuiabá, por exemplo, é possível encontrar desde a gastronomia internacional a das regiões brasileiras fortemente representadas na cidade. Isso faz com que um dos principais atrativos turísticos da nossa região seja a gastronomia. Destaque para a culinária regional que sobressai no cardápio de bistrôs, restaurantes e hotéis. Os aromas, temperos e sabores da autêntica cozinha cuiabana ainda é um diferencial para atrair e agradar os turistas. A professora, culinarista e autora do livro ‘Diversidade da Gastronomia de Mato Grosso’, Edna Lara, explica que o

diferencial da comida cuiabana é o seu confeccionar que leva, além dos ingredientes, sua história e raiz. “Amo cozinhar. Acredito que dessa forma estou levando para outras pessoas que vêm conhecer em nossa cidade um pouco do que temos a oferecer”, disse. Edna ainda acrescenta que o povo cuiabano é caloroso e extremamente receptivo. Receber bem, segundo ela, é uma característica peculiar de todo cuiabano de nascimento ou que escolheu essa terra para viver. “Na residência ou no restaurante, a maria izabel, a farofa de banana, o pacu assado, mojica de pintado, quibebe de mamão, bolo de arroz, dentre outros são pratos que não podem faltar”, comenta.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento do Turismo do estado, pode-se concluir que a gastronomia é muito importante e relevante para o turismo e possibilita inúmeras oportunidades para todos aqueles que souberem explorar esse nicho de mercado, direta ou indiretamente. A gastronomia como produto turístico é um importante motivador e mesmo quando não é o motivo e/ou elemento principal, sempre estará inserida no contexto cultural e terá o seu papel de destaque num evento turístico, como uma viagem, passeio, feira ou reuniões. Por tudo isso é válido investir no segmento, pois a culinária mato-grossense será um dos grandes destaques na Copa do Mundo de 2014.

Pacu Assado Modo de Preparo Peixe: Coloque o pacu em uma vasilha, cubra com água fria, junte suco de limão e deixe descansar por cerca de 30 minutos

Ingredientes

104

1 pacu com cerca de 3 kg, sem as escamas e com o couro 1/2 xícara de suco de limão Marinada: 1 cebola grande picada 2 colheres (sopa) de suco de limão 4 dentes de alho amassados 1 xícara de água Recheio: 6 colheres (sopa) de óleo 20 folhas de couve novas e macias, cortadas em tirinhas finas 1/2 cebola pequena ralada 2 dentes de alho amassados 2 xícaras de farinha de mandioca

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Marinada: Escorra a água do pacu, coloque-o novamente na vasilha, tempere com cebola, suco de limão, alho, água e deixe pegar gosto por cerca de 1 hora. Recheio: Aqueça 3 colheres de óleo em uma panela em fogo alto, junte a couve, refogue rapidamente. Em outra panela, aqueça o óleo restante, junte cebola, alho, deixe dourar levemente, acrescente farinha de mandioca aos poucos, misturando bem, junte a couve refogada e misture até obter uma farofa homogênea. Recheie o pacu com a farofa de couve, costure a barriga do peixe, coloque em uma assadeira forrada com rodelas de pão sem untar, leve ao forno e asse por cerca de 1 hora ou até ficar bem dourado. Fonte e fotos: sedtur.mt.gov.br e receitastipicas.com.br


105


Estética

A importância do dermatologista no combate ao envelhecimento

A

pele de uma pessoa é uma das partes do corpo que mais sofre com o passar dos anos. Desde os primeiros anos de vida, quando iniciamos o contato com os filtros solares, é iniciada também uma diminuição do metabolismo no organismo, que com o tempo vai aumentando e conseqüentemente deixando marcas em nossa pele. É recomendado que se faça um acompanhamento com um dermatologista desde os primeiros anos de vida. Para cada idade, cremes específicos, seções nos mais diversos aparelhos dermatologicos e uma alimentação adequada são necessários para manter a qualidade de vida e seguir a tão comentada receita da juventude. Além de cremes e fórmulas receitadas por dermatologistas, o filtro solar deve ser adotado como tratamento básico, se não obrigatório, no contato com o sol. Para crianças com menos de 10 anos, esses produtos devem ser especiais, com fórmulas que evitem a irritação nos olhos. Já para adolescentes, tendentes a cravos e espinhas, é recomendado que se adote filtros solares em gel, que evitam a oleosidade da pele. Um bom tratamento desde cedo, com o acompanhamento de especialistas, acrescentado de uma boa alimentação e cuidados básicos, certamente fará muita diferença no futuro, mantendo a pele hidratada e retardando o envelhecimento. Fonte e fotos: debemcomocorpo.blogspot.com.br/José Eduardo Aguiar/belezaintegral.com.br

O

conceito de saúde vai além do simples bem-estar físico. A harmonia e a integração entre o corpo, mente e os aspectos sociais da nossa vida são os objetivos que devemos buscar. quem nunca ouviu o famoso ditado “mente sã em corpo igualmente são é o que realmente importa”. não adianta estarmos bem por dentro se, por fora, não estamos satisfeitos com nossa imagem. Mais do que a vaidade, isso reflete uma saudável preocupação em manter a autoestima em dia.

A importância da cirurgia plástica

Entender o desconforto psicológico do paciente, os motivos pelos quais ele está procurando a ajuda de um especialista, examinar a sua alteração física e, com isso, proporcionar a melhor indicação cirúrgica, tem sido um constante estímulo na busca do melhor tratamento. O objetivo é sempre fazer com que o paciente retorne a sua vida social com prazer e o quanto antes possível.

106

Condutas para um tratamento eficaz: Alguns fatores são essenciais para que a cirurgia plástica atinja plenamente os seus objetivos: uma competente equipe de cirurgiões, de preferência membros titulares da sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (www.cirurgiaplastica.org.br); uma avaliação médica pré-operatória criteriosa; fazer todos os exames necessários; uma casa de saúde bem aparelhada; e, é claro, a força de vontade e o entusiasmo do paciente. Um primeiro contato positivo, com uma conversa bem franca, na qual o paciente sinta-se à vontade para expressar seus desejos, dúvidas, ansiedade e apreensões, é fundamental para um resultado satisfatório posteriormente. Devemos expor todos os detalhes da cirurgia, os cuidados

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

, os prós contras de cada opção.Tudo isso com o objetivo de passarmos tranquilidade e confiança ao paciente. Vale a pena submeter-se a “pequenos desconfortos” para colher “grandes resultados”. Fonte e fotos: buscasaude.com.br/Ramon Ramalho/EdnaMedici


107

Imagens meramente ilustrativas.


Saúde

Frutas e verduras

melhoram também a saúde mental A quantidade que demonstrou o melhor impacto no bem-estar emocional dos participantes foi sete porções diárias

U

ma pesquisa da Universidade de Warwick, na Inglaterra, relacionou o consumo de frutas e verduras ao bem-estar e à saúde mental. Os resultados sugerem que a quantidade recomendada desse tipo de alimento é de sete porções por dia para que o benefício seja alcançado. O artigo será publicado no periódico Social Indicators Research. Participaram do estudo cerca de 80 mil britânicos, que responderam questões sobre seus hábitos alimentares e como se sentiam. Sarah Stewart-Brown, integrante do grupo de pesquisadores, explicou que o artigo reúne

diversos estudos realizados, e todos tornaram possível a mesma conclusão: a quantidade de frutas e verduras que uma pessoa ingere tem impacto em sua saúde mental, além dos efeitos já conhecidos sobre bem-estar físico. O ápice do bem-estar foi encontrado em torno das sete porções diárias. “Atualmente se recomenda na Grã-Bretanha o consumo de cinco porções diárias, que é a quantidade adequada para prevenir doenças cardíacas ou câncer, por exemplo, mas poucas pessoas têm pesquisado os efeitos de quantidades maiores”, disse Stewart-Brown ao site de VEJA.

A porção, para fins do estudo, é definida como uma quantidade de 80 gramas. Não foram estudados os efeitos individuais de algum tipo de fruta ou verdura, nem os períodos do dia em que o consumo é mais indicado. Sarah Stewart-Brown ressalta que esse tipo de pesquisa ainda não é realizada com frequência e que seria interessante desenvolvê-la em outros países. “Se você puder dizer às pessoas que além de fazer bem para a saúde, frutas e verduras farão com que elas se sintam melhor, é um incentivo a mais para que elas tenham hábitos saudáveis”, afirma a pesquisadora. Fonte e fotos: veja.abril.com.br

Falta de atividade fisica torna o sono ruim, indica estudo.

P

essoas que praticam atividade física regularmente conseguem dormir melhor e sentir-se mais alertas durante o dia do que aqueles que não são tão fisicamente ativos, de acordo com um novo estudo. A pesquisa desenvolvida na Oregon State University será publicada na edição de dezembro do periódico Mental Health and Physical Activity (Atividade Física e Saúde Mental). Os resultados do estudo mostraram que pessoas que fizeram 150 minutos de atividade moderada a vigorosa por semana relataram uma melhora de 65 por cento, na qualidade do sono. “A atividade física não pode ser boa apenas para a cintura e o coração, mas também pode ajudá-lo a dormir”, disse em comunicado o pesquisador Brad Cardinal, professor de ciência do exercício da Oregon State University.

108

Os participantes que se exercitaram por pelo menos 150 minutos também disseram que sentiam menos sonolência durante o dia, em comparação com aqueles que eram menos ativos fisicamente. O cansaço dos treinos diminui outros desconfortos ao longo do dia. Parece contraditório que indivíduos que frequentemente experimentam sonolência durante o dia consigam ficar mais dispostos investindo justamente em mais cansaço a partir de algum esforço físico, como sugerem os pesquisadores. Mas os resultados também apontaram que os participantes que procuravam exercer alguma atividade física tinham 68% menos probabilidade de sofrer cãibras nas pernas durante o sono, e estavam 45% menos propensos a ter dificuldade de concentração durante os períodos de cansaço. Ou seja, a atividade física melhora a qualidade do sono regular, propiciando mais

descanso e, consequentemente, menor falta de concentração e sonolência diurna. Quando se fala cansaço e exercício é preciso escolher entre caminhos difíceis de serem conciliados. Os próprios pesquisadores reconhecem que é difícil convencer alguém frequentemente cansado a procurar a atividade física para ter mais disposição. “Pode ser mais fácil quando você está cansado pular o treino e ir dormir, mas pode ser benéfico para sua saúde a longo prazo tomar a decisão difícil e partir para o seu exercício”, sugere o professor Cardinal. Fonte e fotos: saudeplena.com.br/EvertonOliveira

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


109

Imagens meramente ilustrativas.


Música e Cinema

Qualidade, seriedade e profissionalismo de altíssimo nível.

Musicalidade S

imples ou sofisticada, erudita ou popular, acústica ou eletrônica, urbana, suburbana ou rural. No Brasil, a música é uma das mais importantes manifestações da arte e da cultura nacional, respeitada também internacionalmente. A chegada da Coroa Portuguesa, em 1808, transformou a produção musical e mudou os parâmetros estéticos brasileiros. Junto com a família real, o Rio de Janeiro recebeu a biblioteca musical da família Bragança, uma das melhores da Europa na época. Carlos Gomes, Heitor Villa Lobos, Chiquinha Gonzaga, Joaquim Calado, Carmem Miranda, Noel Rosa, Ary Barroso. São incontáveis os nomes e estilos que fazem parte da história da música brasileira. Os ritmos se renovam, surgem novas tendências, mas sempre com a criatividade musical característica do país. O Brasil é um país festeiro que adora celebrar e dançar. E música é um dos itens-chave para um evento de sucesso, seja ele particular, social, ou empresarial. Há mais de uma década, o músico Luiz Henrique Botelho (Luizão - foto ao lado) vem destacando-se pelo seu vasto repertório musical no gênero MPB e Rock, sendo interpretações nacionais e internacionais. O músico apresenta ao vivo para eventos em geral, como: casamentos, formaturas, aniversários, congressos, coquetéis, palestras, bares, restaurantes, happy hour e etc. O contratante tem a opção de escolher a apresentação solo com voz e violão como também com a apresentação da banda completa. Sempre preza pela qualidade, seriedade e profissionalismo de altíssimo nível para garantir que seu evento seja um sucesso. O telefone de contato é: (66) 9611-7479

‘O Palhaço’

é o candidato do Brasil a vaga no Oscar

L

onga de Selton Mello foi escolhido pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura nesta quinta para categoria de melhor filme estrangeiro.

O filme O Palhaço foi selecionado para representar o Brasil na disputa por uma vaga na categoria melhor filme estrangeiro do Oscar 2013. O longa de Selton Mello foi anunciado entre os 16 inscritos pela Comissão Especial de Seleção do Ministério da Cultura em reunião realizada em setembro no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro. A comissão é formada pela secretária do Audiovisual do MinC, Ana Paula Dourado Santana, e os cineastas Ana Luiza Azevedo, Andre Sturm, Carlos Eduardo Rodrigues, Flávio Tambellini, e Lauro Escorel, além dos críticos José Geraldo Couto e George Torquato Firmeza.

110

A última participação do Brasil no Oscar foi neste ano, quando a canção de abertura do filme Rio, composta por Sergio Mendes, concorreu sem sucesso na categoria melhor trilha sonora original. O único filme brasileiro que ganhou a estatueta foi a produção ítalo-franco-brasileira Orfeu Negro, em 1960, na categoria melhor filme estrangeiro. A 85ª edição do Oscar vai ser realizada em 24 de fevereiro de 2013, em Los Angeles. Os finalistas da próxima edição serão anunciados em 10 de janeiro pela Academia de Hollywood.

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Fonte e fotos: veja.abril.com.br

O resultado condiz com a preferência dos leitores detectada por enquete realizada pelo site de VEJA, em que O Palhaço foi eleito o favorito para concorrer à estatueta.


111


VW Golf 2013

Automóveis

é revelado em fotos oficiais

O

fim de um segredo escondido por anos aconteceu no início de setembro. Vazaram na internet as primeiras imagens da sétima geração do Volkswagen Golf, escondida por muito tempo pela montadora alemã. Ainda não há informações oficias do hatch que foi mostrado pela primeira vez ao público durante o Salão de Paris. A mostra aconteceu na capital francesa entre os dias 29 de setembro e 14 de outubro e trará a nova geração do hatch, que utiliza a mesma plataforma do novo Audi A3 e portanto, deverá ter medidas semelhantes às do modelo de luxo.

Hatch deverá ser fabricado no México e vendido no Brasil em 2013

Os faróis de dianteiros ostentam agora linhas retas, assim como os demais modelos da marca, inclusive o nacional Gol. A expectativa é que a nova geração seja produzida no México para abastecer o mercado do continente americano. Caso isso seja confirmado, há grandes chances do novo Golf ser oferecido também no Brasil a partir de 2013.

Fonte e fotos: revistaautoesporte.globo.com

Land Rover

exibe Range Rover 2013

A

Land Rover divulgou em agosto as primeiras informações e imagens da linha Range Rover 2013 (composta pelos modelos Sport e Vogue). O utilitário esportivo permanece com grandes dimensões, porém, em função da nova carroceria, agora feita de alumínio, tornou-se até 442 kg mais leve, se comparado à geração anterior. A novidade também teve o interior renovado e agora sua dianteira tem linhas mais arredondadas, que lembra o Range Rover Evoque.

112 Fonte e fotos: quatrorodas.abril.com.br

Revista Gold

|

Segundo a Land Rover, o Range Rover 2013 será em três opções de motorização : 3.0 V6 biturbo diesel, 4.4 V8 biturbo diesel e a 5.0 V8 supercharger — todos estarão conectados a uma caixa de marchas automática da ZF, com oito velocidades. A novidade também ganhou novo sistema de suspensão a ar,

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

painel de instrumentos, nova geração do controle dinâmico, chamado Terrain Response 2, e oferecerá de série itens como controle de tração e estabilidade. De acordo com a marca, o Range Rover ganhou 10 cm no entre-eixos, o que lhe permitiu aumentar em 12 cm a área para as pernas nos assentos traseiros. Na lista de opcionais entrou o pacote chamado “Executive”, onde o banco traseiro para três ocupantes é substituído por um conjunto de dois assentos de alto luxo. O SUV também recebeu novo sistema de entretenimento com tela touch screen de 8” e áudio da Meridian. No entanto, as primeiras entregas estão agendadas apenas para o início de 2013.


113

Imagens meramente ilustrativas.


Motociclismo

DUCATI FARÁ MOTO NO PAÍS ATÉ MARÇO DE 2013

D

e acordo com informações extraoficiais, a Ducati deverá fabricar suas motos no Brasil a partir do primeiro trimestre de 2013. A exemplo do que já fazem a alemã BMW e a italiana MV Agusta, a marca especializada em modelos de alta cilindrada montaria os veículos na fábrica da brasileira Dafra, instalada no polo industrial de Manaus. A boa notícia, no entanto, não deve beneficiar o setor nacional de autopeças. Isso porque, tal como fazem as concorrentes internacionais, a Ducati deve implantar o sistema CKD (Complete Knock-Down), prática que consiste em trazer componentes fabricados no exterior para montar os veículos no País. Ainda assim, a linha de produção deve gerar novos empregos. Caso a parceria seja oficializada, a produção da montadora italiana em território nacional deverá começar com as motos da linha Monster, que tem como modelo de entrada a Monster 696. Com propulsor de 696 cc, a moto pode ser adquirida, hoje, por R$ 33.900. Atualmente, no Estado de São Paulo, apenas duas concessionárias, uma na Capital e outra em Campinas, disponibilizam modelos da marca italiana. Estratégia - A estratégia da Ducati é bastante parecida com a adotada pela BMW nos últimos três anos. Também em parceria com a Dafra, a montadora alemã já produz, no Brasil, os modelos G 650 GS, G 650 GS Sertão, F 800 GS e F 800 R, e tem superado as expectativas de venda no mercado interno. A queda do preço final dos veículos ajuda a explicar o sucesso. Mesmo realizada a partir de peças importadas, a nacionalização da produção reduz o valor das motocicletas, tornando-as mais competitivas. A F 800 R, da BMW, é exemplo disso. Depois que começou a ser fabricada em Manaus, o modelo ficou 25% mais barato no mercado brasileiro.

114 Revista Gold

Fonte e fotos: quatrorodas.abril.com.br

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


115


Turismo

Governo investe mais de R$ 37 milhões para melhorar a infraestrutura dos aeroportos

C

om objetivo de impulsionar o turismo em várias regiões de Mato Grosso, o Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Turismo (Sedtur-MT) vai investir mais de 37 milhões para melhorar a infraestrutura dos aeroportos/aeródromos nos municípios de Juína, Rondonópolis, Pontes de Lacerda, Nova Mutum, Juara, São Feliz do Araguaia, Tangará da Serra, Cáceres, Diamantino, Barra do Garças e Alta Floresta.

As obras previstas para os 11 aeroportos são de sinalização luminosa, ampliação da pista de pouso, estação de passageiros, pavimentação e recapeamento da pista, pátio para aeronave, acesso ao aeroporto, entre outras. De acordo com a secretária, as obras dos aeroportos de Rondonópolis, Tangará da Serra, Barra do Garças e Juara já estão prontas para serem licitadas. As demais, os projetos estão em fase de conclusão.

116

A secretária informou ainda que a Secretaria de Aviação Civil (SAC) apresentou ao Grupo Executivo da Copa (Gecopa) a lista dos aeroportos alternativos que poderão ser usados durante a realização da Copa de 2014. O planejamento foi realizado em conjunto com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), do Comando da Aeronáutica do Ministério da Defesa. “Ficou definido que os aeroportos destinos em Mato Grosso são o de Várzea Grande/Cuiabá e de Rondonópolis. Já o aeroporto que poderá ser utilizado

Revista Gold

|

de alternativa na Copa é o de Barra do Garças. O aeroporto alternativo é uma exigência da Fifa e será usado no caso de alguma condição meteorológica adversa ou por motivos de gerenciamento de locais para o estacionamento de aeronaves”, explicou Teté Bezerra. Para a aviação regular, os critérios de seleção de aeródromos públicos levaram em consideração atributos como: distância com raio de até 250 quilômetros da cidade sede dos jogos, a existência de um terminal de passageiros e de uma pista de pouso com mais de 1.500 metros. No caso da aviação geral, foram selecionados aeródromos, públicos ou não, com raio de até 500 quilômetros de distância das cidades sedes. Além disso, foram observados ainda critérios como pista com mais de 1.300 metros e com resistência superior a PCN 7 (classificação de resistência do pavimento da pista). A lista apresentada ao Gecopa também é segmentada em aeródromos de destino e aeródromos alternativos, já prevendo um direcionamento de acordo com as características do voo: internacional, doméstico, aviação geral ou VIP (autoridades, delegações ou chefes de Estado).

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

Fonte e fotos: sedtur.mt.gov.br / por Ana Karla Costa / turismomt.wordpress / Secom/mt

Os recursos, que serão investidos nestas obras, fazem parte do montante viabilizado pelo Governo do Estado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES). “O Governo do Estado acessou uma linha de financiamento no BNDES no valor de R$ 250 milhões para serem investidos na infraestrutura turística. Ficamos um ano e meio trabalhando para liberar os recursos. Agora, chegou o momento de colocarmos em prática importantes projetos que vão contribuir para desenvolver o turismo em várias regiões do Estado e preparar os nossos atrativos para os turistas que vão visitar Mato Grosso na Copa o Mundo de 2014”, destacou a secretária de Turismo, Teté Bezerra.

A secretária Teté Bezerra lembrou ainda que até 2014 serão investidos R$ 330 milhões na infraestrutura turística. São obras, segundo a secretária, fundamentais para o turismo, como por exemplo, a revitalização da Salgadeira, investimentos em Nobres e no Pantanal.


117

Imagens meramente ilustrativas.


Cultura

Samba enredo da Mangueira

vai homenagear

Cuiabá no carnaval 2013

U

ma das mais tradicionais escolas de samba do Rio de Janeiro, a Mangueira, vai levar para Avenida Sapucaí no carnaval de 2013 o tema Cuiabá, “Um paraíso no centro da América”. Portanto, nada mais justo que a composição do samba enredo da escola verde e rosa tenha origem aqui mesmo na terrinha. No final do mês de julho deste ano, em Cuiabá, houve o processo de eliminatórias para escolher o samba enredo produzido por compositores da terra. O júri formado por quatro integrantes da escola de samba carioca escolheu o melhor samba entre 18 composições da capital. O trabalho em parceria de Claiton Fonseca, Washington Felix e Alex Testa foi escolhido para disputar a final com outros dois sambas, na quadra da Mangueira, no Palácio do Samba, no final de setembro. De certa forma, pode parecer um paradoxo, mas assim como em alguns catálogos de compositores da música de concerto que identificam seus trabalhos por letras e números (Op ou Opus, do latim, obra, que geralmente é atribuído de acordo com a ordem de composição ou a ordem de publicação), os sambas da Mangueira também são identificados de forma parecida. No caso, o samba vencedor na eliminatória de Cuiabá é conhecido como 35G. “A mangueira veio a Cuiabá e fez uma importante pesquisa histórica, de tradições culturais e costumes. A partir dessa pesquisa, elaborou uma sinopse de enredo, uma espécie de resumo que guiou os compositores. A gente [Claiton, Washington e Alex] estudou a história de Cuiabá com o professor Maurin Rodrigues, que deu embasamento teórico fundamental para composição desse samba”, explica Claiton Fonseca e completa: “outra pessoa que contribuiu muito na composição foi Erielson Marques”. “O samba é a cara da Mangueira e rico em conteúdo sobre Cuiabá. Nunca na história dessa escola, um samba foi criado fora do eixo Rio – São Paulo. Esse samba não é mais meu, do Washingtoon, Testa ou Erielson, esse samba é de todas as pessoas de Mato Grosso”, exalta Claiton. Segundo informações de alguns sites de noticias como o www.band.com.br a Mangueira vai receber R$ 3,6 milhões de patrocínio da Prefeitura de Cuiabá. Além de definir e apresentar seu samba enredo, a escola anunciou oficialmente que a modelo Gracyanne Barbosa volta a ocupar o posto de rainha de bateria da escola.

118

Fonte e fotos: folhadoestado.com.br/Protásio de Moraes e band.com.br

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


119


Educação e Pedagogia

A importância dos primeiros anos de

vida da criança

A

criança antes da entrada na escola já possui uma vida de aprendizado que começa dentro da vida intrauterina. Em seu primeiro momento de vida, ao encher seus pulmões de ar, pela primeira vez, sente algo que deve ser desconfortante, pois irrompe um choro forte, sinal de saúde, dizem os médicos. Daí para frente tudo e todos serão motivo de aprendizagem. Pensar que uma criança só começa seu processo de aprendizagem ao entrar na escola é ainda acreditar que a Terra é o centro do universo. Portanto, os Pais que se preocupam com o aprendizado de seus filhos devem estar atentos a tudo que fazem, falam que possa representar algo para a vida do bebê, da criança, antes mesmo de ela ingressar na Escola.

O que a Escola traz de diferença então em relação à Aprendizagem? Ela organiza, estrutura de forma coerente os conteúdos. A Escola sistematiza a aprendizagem. Na vida fora da escola, a criança continua aprendendo tudo o que vê, ouve, através de sua forma de se comunicar, ela vai trocando com o outro e apreendendo o mundo à sua volta. Paulo Freire, nosso Grande Pensador Brasileiro, dizia que a criança quando entra na escola já faz “a leitura do mundo”. Certíssimo, sim, ela já diferencia papéis representados pelas pessoas que a rodeiam, já usa um pequeno vocabulário, diversifica seus meios de comunicação, conhece números, letras, músicas. Sua memória já é trabalhada de uma forma global, embora não haja uma consciência dessa aprendizagem. Ela vai experimentando, atentamente, o resultado de suas ações sobre os objetos e o impacto de sua comunicação oral em seu meio social. Aprende, erra, cai, levanta, erra outra vez e ainda se dá seu desenvolvimento. Do nascimento até aos seis anos, a criança tem o mais rápido desenvolvimento de que terá em toda a sua vida, tanto no plano físico, como no emocional. Entendendo melhor o que acontece antes de entrar na escola, fará com que entendamos melhor o futuro pequeno aluno. A aquisição de conhecimentos nesta fase será o alicerce de novos conhecimentos, ou seja, o seu desenvolvimento cognitivo. Crianças nesta faixa etária costumam deixar os adultos confusos: passam, sem transição, da calma à agitação, da meiguice à violência, do carinho à agressividade. Manifestam muitas vezes, seus sentimentos com excessos, através de reações físicas exacerbadas, tripudiam, cantam, pulam de alegria, jogam objetos, gritam. Num instante despendem grande energia e noutro se recusam a fazer qualquer esforço. De certa forma, a criança se vê como o centro das atenções, quando lhe é negado este lugar, ao ser instada a compartilhar um brinquedo, por exemplo, a criança boazinha pode tornar-se uma criança estressada e que defenderá, literalmente, com unhas e dentes o objeto de seu desejo. Neste ponto, sua reação não será muito diferente do que conhecemos sobre o homem do período pré-histórico. Entre dois, três anos inicia a aventura fora da esfera familiar, inicia

120 Revista Gold

Fonte e fotos: revistadinamica.net / Tereza Machado / revistalaslos.com.br

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

seu processo de construção da autonomia. A criança não se contenta em reproduzir os aspectos da cultura de seu meio, começa seu processo de organização pessoal. Algumas crianças, por força da situação de trabalho dos pais já se encontram nessa idade aos cuidados de uma creche. Todo o cuidado ao escolher o local onde essa criança crescerá e aprenderá a ver o mundo nessa fase de idade é crucial para toda sua vida futura. A função da escola, neste momento, é a de fornecer experiências pessoais e culturais que organizem simultaneamente as emoções e as imagens intelectuais que lhes são associadas. Numa pesquisa mais abrangente, tanto bibliográfica como nos meios eletrônicos (Internet) é possível encontrar informações como as que abaixo coletamos. Esclareço que a evolução pode ser diferente de uma criança para outra. Interferem fatores como: saúde física, mental e emocional, ambiente mais ou menos enriquecedor, pais presentes ou não, tranquilidade das pessoas que lidam o maior tempo com a criança, espaço para brincar, gastar suas energias, canalizando sua atenção para tarefas que estimulem a pensar e organizar suas ideias. Há uma prática, em algumas escolas, da qual discordo, que é colocar a criança na cadeira do pensar (ou do pensamento) a cada vez que ela infringe uma regra escolar. A princípio, o que pode ficar registrado pela criança é que sentar para pensar é castigo, pensar é só para crianças que fazem coisas erradas. Na verdade, essa ligação de pensar e castigo não é uma boa solução, embora, alguns pais e professores discordem e vejam proveito. O que ainda surte o melhor efeito, embora seja cansativo e nem sempre surta efeito imediato é a prática, desde pequenino, de dialogar. O adulto deve entender que conversar com uma criança não é perder tempo, mas sim ganhá-lo para um futuro em que a criança perceberá pela atitude pacífica, firme, educada e esclarecedora que é conversando que a gente se entende. Não é assim que a sabedoria popular ensina? Pois é, falta diálogo e sobram castigos, alguns gritos e até castigos físicos. Vamos deixar nossas crianças serem felizes, dando-lhes uma infância feliz e saudável, mas colocando limites e regras, aos poucos ela crescerá, internalizando o sentimento de que é respeitando o outro que será respeitada.


121


Economia

Estudo aponta o Brasil como a

5ª economia em 2013

R

elatório da Price mostra ainda que, até 2030, 5 das 10 maiores potências serão países hoje tido como emergentes.

O Brasil será a quinta maior economia do mundo já em 2013, pelos cálculos da PricewaterhouseCoopers, divulgados em outubro em Londres. Até lá, o País terá ultrapassado gigantes como Alemanha, Reino Unido e França. Os prognósticos econômicos indicam ainda que até 2020 o Produto Interno Bruto (PIB) do grupo de sete maiores emergentes - chamado E-7 e formado por China, Índia, Brasil, Rússia, México, Indonésia e Turquia - será maior do que o do G-7. Cinco das 10 maiores economias, até 2030, serão países hoje tidos como emergentes.

e esta análise mostra que a questão não é se o E-7 ultrapassará o G-7, mas quando”, explicou Ian Powell, economista da PwC. Para Powell, as mudanças econômicas já resultam em uma nova geopolítica. “O G-7 já foi expandido para G-20 como o fórum-chave para decisões de economia global.” De acordo com a PwC, o Brasil contará com o crescimento e a exposição internacionais obtidas com a Copa do Mundo de 2014 e com a Olimpíada de 2016, no Rio de Janeiro. Já a Rússia conta com superpoderes na área de energia e a Índia, graças a seu crescimento demográfico, passará a crescer mais que a China.

O relatório leva em consideração o ritmo de crescimento e a valorização média das moedas de cada país para traçar perspectivas de médio e longo prazos. Para a PriceewaterhouseCoopers, E-7 e G-7 terão pesos equivalentes por volta de 2019. A diferença de riquezas vem caindo - em 2000, o PIB dos sete países mais ricos do mundo era o dobro dos países hoje considerados emergentes pela consultoria - e, este ano, deve sofrer sua maior redução: 35%. Após a ultrapassagem, a distância seguirá aumentando: em 2030, o E-7 será 30% mais rico que Estados Unidos, Canadá, Japão, Alemanha, França, Reino Unido e Itália (G-7). “Em 2030, nossas projeções sugerem que o top 10 global do ranking de PIB terá a liderança da China, seguida dos Estados Unidos, Índia, Japão, Brasil, Rússia, Alemanha, México, França e Reino Unido”, afirmou o relatório, assinado pelo diretor de Macroeconomia da PwC, John Hawksworth. Nesse horizonte, as 10 maiores economias serão, pela ordem: China, Estados Unidos, Índia, Japão, Brasil, Rússia, Alemanha, México, França e Reino Unido.

122 Revista Gold

Entre os reposicionamentos, três chamam mais atenção: a China, que ultrapassa os EUA, a Índia, superando o Japão, e o Brasil deixando para trás todos os gigantes europeus. Outra constatação do estudo é que a economia indiana crescerá mais rápido que a chinesa na década de 20. “A influência do E-7 já é enorme

As estimativas da PwC são ainda mais otimistas sobre a performance dos países em desenvolvimento do que as feitas por Jim O”Neill, chefe de pesquisa em Economia Global do banco de investimentos americano Goldman Sachs e autor do acrônimo Bric, sigla com a qual destacou a emergência de Brasil, Rússia, Índia e China na década passada. Segundo O”Neill afirmara em novembro de 2011, a China superará os Estados Unidos em 2027. Sua previsão anterior, feita há sete anos, indicava que a ultrapassagem aconteceria em 2041. Fonte: www.estadao.com.br / osemanario.com.br

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


123


Esporte

Os cinco maiores patrocínios de camisa do futebol brasileiro

S

aiba quais são os maiores valores pagos pelo espaço nobre nas camisas dos clubes brasileiros. O mundo do futebol move milhões e isso não é novidade para ninguém. Recentemente foi divulgado um ranking dos clubes que mais arrecadaram com patrocínios no ano passado. Para a surpresa de muitos, o Palmeiras liderou a lista com 44,6 milhões de reais. Mas a informação mais difícil de calcular é quanto o clube recebe apenas pelo patrocínio master (no peito). Quase nenhuma equipe revela este valor, exceto quando é interessante ao próprio clube, como é o caso recente do São Paulo com a Semp Toshiba que fechou por 23 milhões anuais. Recolhendo algumas notícias de sites especializados em futebol, chegou-se no Top Five de valores pagos por patrocínios master. (Valores de outubro/2012). 05. Botafogo Empresa: Viton 44 (Guaraviton) Valor: R$ 16 milhões Duração: Até dezembro de 2012. O Botafogo já era patrocinado pela Viton 44, mas apenas na barra da camisa, este ano o presidente Maurício Assumpção elevou o acordo para um patrocínio master.

do craque Neymar, que valoriza qualquer clube ou marca atualmente.

04. Santos Empresa: BMG Valor: R$ 20 milhões Duração: Até dezembro de 2012. Desde 2011, o clube é patrocinado pelo Banco de Minas Gerais e este ano houve reajuste para 20 milhões. Claro que o sucesso desses valores tem grande influência

03. São Paulo Empresa: Semp Toshiba Valor: R$ 23 milhões anuais Duração: Até dezembro de 2014 O São Paulo anunciou recentemente o terceiro maior contrato da história de patrocínios. R$ 23 milhões anuais e contrato com valor total de R$ 53 milhões. 02. Palmeiras Empresa: Kia Valor: R$ 25 milhões anuais Duração: Até janeiro de 2015. Depois da Fiat, que também rendeu um bom dinheiro, o Palmeiras anunciou a Kia com o investimento de R$ 25 milhões anuais e um contrato com valor total de R$ 75 milhões. 01. Corinthians Empresa: Hypermarcas Valor: R$ 38 milhões anuais. Duração: Término em Dezembro de 2011. O Corinthians com Ronaldo fechou um patrocínio com a Hypermarcas para 2010 e 2011 com o valor de R$ 38 milhões anuais, bem verdade que o Timão repassava R$ 12,5 milhões para Ronaldo, que agenciou o contrato e era sua estrela. Ainda sim, o valor do patrocínio ficava em R$ 25,5 milhões de reais anuais.

124

Fonte e fotos: http://br.esportes.yahoo.com

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


125

Imagens meramente ilustrativas.


Agricultura

Sorriso lidera plantio de soja em Mato Grosso O agronegócio, liderado pela soja e pelo milho segunda safra – que no ano passado ultrapassou a produção da leguminosa em Sorriso - representa cerca de 80% do Produto Interno Bruto (PIB) do município, como explica o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Laércio Pedro Lenz. Para a safra 2012/13, Sorriso deverá manter os recordes da safra anterior: cerca de 2,1 milhões de toneladas de soja e 2,8 milhões de milho, totalizando quase 5 milhões t. “Temos uma área consolidada acima de 600 mil hectares. No ano passado cobrimos com soja e milho quase duas vezes a área, safra verão e safrinha, o que mostra que temos tecnologia, otimizamos nossas ferramentas e esperamos que o clima nos ajude na obtenção de novos números inéditos”.

S

orriso (460 quilômetros ao norte de Cuiabá) lidera os trabalhos no campo com 25% da área destinada à oleaginosa semeada. O Município é conhecido por destinar a maior superfície, no mundo, para a cultura: mais de 633 mil hectares (ha). Nesta cadência, possibilitada pelas chuvas, quase 160 mil/ha estão semeados. Muito próximo dali, em Lucas do Rio Verde (360 quilômetros ao norte de Cuiabá), o plantio alcança a

segunda maior proporção relativa do Estado, com 18% da área de 266 mil ha plantada. De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) dos 7,89 milhões/ha que deverão ser cultivados no Estado, 8,6% estão cobertos, ou, pouco mais de 678 mil/ha. Em igual período do ano passado, 5,6% da área de 7,07 milhões/ha estavam plantados.

MT registra aumento de 292% na exportação de algodão este ano De janeiro a agosto, deste ano, Mato Grosso embarcou cerca de 235 mil toneladas de pluma.

U

m expressivo aumento de 292% em relação a igual período do ano passado. Apesar do aumento no volume de vendas, agosto de 2012 exportou um volume inferior ao mesmo período do ano passado, 47 mil toneladas, contra 55 mil toneladas, aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

126

Resultado ocasionado pelo atraso da colheita, postergando o embarque da pluma. Por isso, a receita gerada no último mês foi de US$ 98 milhões, 14% inferior a agosto de 2011. Porém, houve aumento de 273% de divisas geradas pela fibra de janeiro a agosto deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Assim, a pluma aumentou sua participação nas divisas geradas pelo Estado, saltando de 2% em 2011 para 5% em 2012,

ganhando mais peso na pauta de exportações de Mato Grosso. A Bolsa Brasileira de Mercadorias (BBM), registradora de parte dos contratos de algodão em pluma, relata que apenas 363 mil toneladas

já foram comercializadas por Mato Grosso até 12 de setembro. Como o maior produtor do Brasil, o Estado deve colher 1,08 milhão de toneladas de pluma, o que significa que apenas 33% desse volume já passou pela BBM. Fonte e fotos: portaldoagronegocio.com.br

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


127

Imagens meramente ilustrativas.


Pecuária

Ovinocaprinocultura cresce

em Mato Grosso.

O

ano de 2012 está sendo um dos melhores para o setor da ovinocultura de corte em Mato Grosso que está se tornando uma atividade cada vez mais atraente e rentável. De acordo com o zootecnista e coordenador estadual da cadeia produtiva da caprinoovinocultura da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf) Paulo de Tarso, o Estado tem potencial para se transformar no maior produtor do país, porém precisa vencer alguns desafios. Entre eles a necessidade da implantação de ações voltadas ao incentivo do consumo, além de levar conhecimento ao produtor de que a atividade pode ser rentável, com o atrativo de ocupar um pequeno espaço na propriedade. O coordenador aponta como um dos principais ganhos este ano a entrada da Federação da Agricultura e Pecuária (Famato) nas atividade do setor.

128

O primeiro dia de campo do setor Famato em Campo reuniu aproximadamente 200 pessoas na Fazenda Herkapi, em Sorriso no mês de outubro. O presidente da Famato, Rui Prado, ressaltou que a en-

tidade está empenhada em incentivar outras atividades econômicas, como a produção leiteira, a ovinocultura e também a piscicultura. Prado disse ainda que Estado oferece inúmeras oportunidades para diversificar a produção e desenvolver outras cadeias produtivas com potencial, mas que ainda são consideradas pouco expressivas, como a ovinocultura. O Estado possui um rebanho de 1,4 milhões de cabeças de ovinos, de acordo com dados do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso (Indea), e cresce a uma taxa de 27% ao ano, respondendo por cerca de 11% do rebanho nacional, que é de 17 milhões de animais. Na avaliação de Paulo de Tarso, a partir de planejamento e eficiência na criação, como pilares para a boa produção, a atividade pode ser uma alternativa para diversificar a geração de renda no campo. A fazenda Harkapi é considerada modelo na criação de ovinos e na inte-

gração lavoura pecuária. A família Piccoli entrou na atividade em 2006 com 30 animais. Hoje são 2.500 cabeças das raças Santa Inês, Dorper, Lacaune, White Dorper e Texel que ocupam apenas 35 hectares da propriedade. Segundo o proprietário, Hernandes Piccoli, o mais interessante é mostrar que é possível criar ovinos em integração com outras culturas, como soja e milho e também a pecuária de corte ocupando áreas mais acidentadas, que não são mecanizáveis. Paulo de Tarso destaca ainda a implementação da comercialização como outro incentivo para os produtores, que até pouco tempo não tinham onde vender sua produção. Recentemente foi dado início às obras de um frigorífico em Terra Nova do Norte - com Inspeção Federal e ainda há dois grandes frigoríficos em Rondonópolis e outro em Alta Floresta, além de haver compradores de outros estados vindo buscar o produto em Mato Grosso. “Não podemos mais reclamar que existe só um comprador, as opções a cada dia que passa aumentam”. Fonte e fotos: portaldoagronegocio.com.br

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


129


Náutica

Brasil

Venda de barcos no cresce com crise na Europa

T

er um iate ainda não é realidade para a classe média mas já pode ser um sonho cada vez mais ao alcance do bolso dos brasileiros, pelo que mostram os números da Rio Boat Show, feira que aconteceu em outubro na capital fluminense. A alta nas vendas de lanchas e iates é um reflexo do bom momento da economia brasileira, especialmente em comparação com a crise pela qual passam as economias de primeiro mundo, e do aumento no número de ricos no país, fenômeno que foi mostrado, por exemplo, no estudo “De Volta ao País do Futuro”, do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas. Com renda maior, aumenta o consumo de bens antes considerados de luxo. O Brasil é um mercado em crescimento para o setor náutico. Segundo Dottori, o País

E

130

Yamaha VX Sport É o primeiro 4 tempos com injeção eletrônica e potência na faixa de 110 HP. Casco com design inovador em “V”, que proporcio|

tem um barco para cada 293 habitantes, muito menos do que em outros países, como Estados Unidos, onde há um barco para cada 23 habitantes, ou na França, onde há um barco para cada 63 habitantes. “Há uma demanda reprimida no Brasil. Além disso, o câmbio está favorável e a Europa está em crise. Com todos esses fatores, o

Moto Aquática

m função do crescimento econômico e elevação do poder aquisitivo do brasileiro o mercado náutico cresce em média 10% ao ano. Este crescimento tem ocorrido tanto no litoral quanto no interior, onde existem represas e grandes lagos. Neste segmento, o Jet Ski tem apresentado crescimento acima da média em função de elevação de potência, custo-benefício, facilidade de transporte e armazenagem se transformando em uma grande oportunidade para aqueles que gostam de aproveitar os esportes aquáticos como o meio náutico.

Revista Gold

Legenda foto iate: O modelo 530, escolhido por Neymar: não custa menos que R$ 3,8 milhões

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20

na excelente desempenho e ameniza o spray d’água para o usuário. Desde sua estréia em 2005, o melhor modelo mundial da Série VX ganhou o apoio esmagador de uma variedade de clientes em todo o mundo. A posição de pilotagem VX como é inatacável devido à sua performance sólida, desempenho de custo excelente, líder da indústria em eficiência de combustível. Tem um motor de alto desempenho, uma forte movimentação do casco VX, proporcionando um passeio emocionante. Esperimento o VX Sport apenas uma vez e você vai entender imediatamente porque dizemos, “Simplesmente Lindo” Nós adicionamos o casco preto para o Sport VX para trazer para fora sua beleza inata.

Brasil é atualmente o melhor mercado do mundo para muitos estaleiros”, diz. Segundo ele, as lanchas de 7 metros ainda são as mais procuradas pelos brasileiros. “Elas representam cerca de 70% do número de unidades vendidas no Brasil”, diz Dottori. Mas vem crescendo o interesse por lanchas maiores e iates a partir de 40 metros.


Mágico ilusionista Issao Imamura dando um show na festa.

Em Noite Black-tie Tamires José comemora com a sociedade cuiabana.

T

amires José comemorou em Cuiabá no mês de setembro seus 21 anos de colunismo social e 51 anos de vida no Buffet Leila Malouf com o tema Zodíaco e os Astros.

As belas: Paula Manosso, Karin Boneth, Iandry Torres, Elin Belandi

Ficha Técnica: Recepção: Espaço Leila Malouf Projeto Decoração: Eduardo Garcia Execução Decoração: Célio Corrêa Cerimonial: Izis Dorileo Bar: Jump Manobrista: Corrêa Show de Ilusionismo: Issao Imamura Dj: Gilmar Filmagem: Milhomem Films Fotos: Sérgio Soares

131


Aviação

Helicópteros

mais

acessíveis O

transporte aéreo dentro de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro já é possível para quem não pretende manter um helicóptero exclusivo. Com o programa de compartilhamento de aeronaves (time share), os custos foram reduzidos e o serviço ampliou-se como alternativa para os complicados congestionamentos de automóveis enfrentados nas metrópoles. Empresas, executivos, ou mesmo quem simplesmente deseja mais conforto têm se interessado cada vez mais pelo serviço. O conceito de propriedade compartilhada em helicópteros foi inserido na aviação executiva brasileira em 2001 e ampliou as possibilidades para quem busca mais agilidade em transporte. Com a otimização do uso das aeronaves e a divisão das despesas, os gastos fixos mensais reduziram-se em até 82%, importante fator para o público consumidor deste segmento, que decide suas aquisições de acordo com o retorno financeiro em relação aos investimentos no mercado de capitais. A rentabilidade acabou levando até mesmo antigos proprietários de helicóptero a migrar para o time share. Para participar do compartilhamento de helicópteros, a pessoa (ou empresa) deve, inicialmente, comprar uma cota, que equivale a 10% da propriedade da aeronave. Mensalmente, paga-se uma taxa fixa correspondente aos custos de uso do hangar, seguro, piloto e despesas administrativas, e uma taxa variável, que inclui os custos do combustível e de manutenção, proporcional ao tempo de voo utilizado. Cada cotista tem à disposição, a qualquer momento, dez horas de voo por mês, tempo suficiente, por exemplo, para quem faz diariamente o trajeto entre a Avenida Paulista e Alphaville (14 minutos, ida e volta), restando ainda três horas.

A primeira empresa a oferecer o serviço de compartilhamento de aeronaves no Brasil foi a Helisolutions, que possui três opções de modelos de aeronave: Robinson R44 Raven, EC 120 Colibri e AS 350 B3 Esquilo. Para ter à disposição um R44 Raven, o modelo mais barato (quatro lugares e velocidade máxima de 210 km/h), o cliente deve pagar aproximadamente US$ 63 mil para adquirir a cota, e, mensalmente, terá a taxa fixa de cerca de US$ 2.500, e a variável de US$ 380. O modelo mais caro, AS 350 B3 Esquilo (seis lugares e 246km/h), custa ao cotista cerca de US$ 300 mil para aquisição, e taxas de US$ 6.150 (fixa) e US$ 870 (variável). Além de São Paulo e Rio de Janeiro, que já são atendidas pelo serviço, Campinas, Salvador e Porto Alegre estão nos planos da Helisolutions, empresa que trabalha com time share em helicópteros no Brasil. Mas para quem quer ter uma aeronave exclusiva como o modelo Raven II R44 terá que desembolsar cerca de um pouco mais de R$ 1 milhão. Pensando naqueles que esperam mais potência e apreciam valor, a Robinson Helicopter Company oferece o novo R44 Raven II. Tecnologia e simplicidade fazem com que o Raven II

132

desenvolva potência de aeronaves turbinadas pelo preço de uma aeronave a pistão. Suas linhas aerodinâmicas, excelente velocidade e disponibilidade sem paralelos, resultam na vantagem competitiva necessária aos desafios de um mundo global. A engenharia Robinson concentrada em qualidade, disponibilidade e performance, fez do R44 a aeronave mais vendida no mundo. Tem a menor taxa de acidentes atribuídos a falhas da aeronave ou motor de qualquer aeronave de sua categoria, e o que é melhor, O R44 tem o menor custo por assento/milha que qualquer helicóptero do mercado. Voos Executivos . Na região norte de Mato Grosso em Sinop possui uma aeronave Robinson R44 Raven que realiza voos panorâmicos, voos para fotos e filmagens, reportagem aérea, casamentos – voo de noivas e voos fretados. O contato é através do telefone (66) 9903-3211 falar com o comandante Felipe Cintra.

Fonte e fotos: frotadepilotos.com.br / negociol.com

Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


133


O diretor da Revista Gold Golther Carlos ao centro com o ator Mario Kieling, a modelo e atriz Renata Banhara, a Dj e modelo Sabrina Boing Boing, A eterna miss brasil Márcia Gabriele e a Miss Mato Grosso 2012 Leticia Hauch.

Feijoada da revista Gold 5ª edição.

Em Rondonópolis um seleto grupo de pessoas prestigia o evento.

A

conteceu no mês de setembro em Rondonópolis a 5ª Edição da Feijoada Gold. O evento, o qual fez parte do calendário de comemoração dos seis anos da revista completados em agosto, foi realizado na área de lazer do Mon Jardin Hotel. Entre as atrações musicais, a feijoada contou com a presença da Dj mais sexy do Brasil Sabrina Boing Boing e do Dj Corpinho, com um eclético repertório eletrônico. O Grupo Mesa de Buteko retornou à Feijoada com o ritmo animado para contagiar os seletos convidados. Os atores Marcio Kieling e Renata Banhara, além das misses Marcia Gabriela e Leticia Hauch, também estiveram presentes no evento.

134 Comandando as pick-ups os Dj’s Sabrina Boing Boing e Corpinho. Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


Fotos: JosuĂŠ Pereira

O Grupo Mesa de Buteko animou com o melhor do samba e pagode.

135


Na Stand da Carolina Veículos com a Amarok: Jorge Mariano, Gustavo, Patrícia, Patrícia, Rogério, Osvaldo e Denis.

Renata Banhara, Sabrina Boing Boing e Marcio Kieling saboreiam a deliciosa e saudável agua de coco, Cocolândia.

Marcio Kieling, Cintia, Mariana Vilela, Renata Banhara e Daniel Vilela.

Fotos: Josué Pereira

Na charmosa stand da ObraDelle em parceria com a loja Sollar Móveis Rodrigo Ramos, Elaine Nogueira e Kennedy recebem os artistas Sabrina Boing Boing, Márcio Kieling e Renata Banhara.

136 Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nº 20


José Carlos, Golther Filho, Marcos Aurélio e Maicon.

Leila, Thiago Carlos, Luiza e Célia Maria.

Cláudia Berté e Jucilene Canevazzi.

Laura e Rodrigo Hartmann Golther Carlos, Larah e Debora Fogliatto.

Eloni e Paulo Sena com o filho.

Aires Franco, Rodrigo Rezende, Felipe Franco, Viviane e Fernando Franco.

Elio e Andriely.

137 Nadia, Guilherme, Katia, Luiz Fernando, Vitor e Carolina.

Gilbert Regis, Enzo e Joviane.


Adria Muniz e Kenedy.

Lourdes Melo, Maria Eduarda, Juliana, Ulisses Munhoz, Amanda, Miguel e Luzia Camargo.

Izildinha Nunes, o filho e Titany Morais.

José Neto e Ana Cristina Crespani

Renata Banhara e Edson.

Marcelo, Carolina e a mãe.

Savio Garcia, Maria de Lourdes, Carlacy Loiola, Ângella Tonial, Savio Filho, Daniela Loiola, Ítalo Martelo e Sabrina Carvalho.

Ana Vitória, Ana Cristina, João Gabriel e Ana Luiza.

Deisy, Giovana e Célia.

Fotos: Josué Pereira

Cintia, Daniel, Mariana e Angelo.

138 Veja mais fotos em: www.revistagold.com.br Revista Gold

|

Outubro, Novembro e Dezembro | 2012 | Ano VII | nºe20 Clébia Wesley

Luiz Henrique e Alessandra Carlos.


Diogo, Marcia Gabriele, Golther Carlos, Leticia Hauch e Warner Willon.

Josué Pereira com os artistas.

Luiz Augusto, Nicole Cerqueira e Gabriela.

Joelma, Márcio, Cristiane, Rocha e Renata.

Valter Arantes, Alex, Jéssica Duarte e Daniel Vasconcelos.

Luiz e Arcanjo.

Marcio Kieling, Patricia, Renata Banhara, Jorge Mariano, Osvaldo e Rogério.

Paulo Eduardo, Ângela Tonial, Daniela Garcia, Savio Filho, Savio Garcia, Carlacy Loiola, Marcio, Renata, Natalia Marques, Magno Santana e Thaira Loiola.


20ª Edição Revista Gold  

Edição de número 20ª da Revista Gold.