Issuu on Google+

UVABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABCDEDITORIALMNOPQR Guia do

Diretor editorial: Alessio Fon Melozo Coordenador editorial: Hudson de Almeida Coordenador multimídia: Tiago Reis Redação Editor-chefe: Heinar Maracy Editor: Sérgio Miranda Reportagem: Stella Dauer, Fábio Zemann (estagiário) Editor de arte: Luciano Hagge Arte: Rubens Ishara (estagiário) Revisão e checagem: Sirlene Farias Capa: Mônica Chan (ilustração) MULTIMÍDIA Coordenador: Tiago Reis Edição de vídeo: Maikon Bomfim Estagiário: Thiago Hata Publicidade Cassetari Assessoria em Comunicação Atendimento ao Leitor – Suporte Horário de atendimento: das 9 às 18h e-mail: atendimento@digerati.com.br, suporte@digerati.com.br tel.: (11) 3217-2626 edições anteriores Atendimento a jornaleiros: (11) 3217-2606 Canais de vendas: (11) 3217-2600 e-mail: vendas@digerati.com.br fax: (11) 3648-9090 Site: www.lojadigerati.com.br Contato Redação: R. Haddock Lobo, 347, 12º andar São Paulo – SP, CEP 01414-001 tel.: (11) 3217-2600, fax: (11) 3217-2617 Publicidade: (11) 3217-2719 e-mail: publicidade@digerati.com.br Representante comercial nos EUA: USA-Multimedia tel.: +1-407-903-50000, Ramal: 222 e-mail: info@multimediausa.com Marketing: (11) 3217-2600 e-mail: marketing@digerati.com.br Circulação: (11) 3217-2654 e-mail: circulacao@digerati.com.br

o enem prova a sua importância No ano passado, o Exame Nacional do Ensino Médio realizou a sua décima edição. Criado em 1998, o exame vem provando a sua qualidade, excelência e capacidade de avaliar o nível da educação do Ensino Médio do país. Aliás, por falar em educação, todos sabem que a do Brasil, apesar de ser vista no exterior como uma das mais exigentes do mundo, deixa demasiadamente a desejar quando estamos dentro da sala de aula. Ao completar uma década, o ENEM mostrou que as médias aumentaram em 2007, mas que ainda estão muito longe do que poderíamos chamar de aceitável. E é aí que entra você, estudante, sendo do Ensino Médio ou não. Chegou a hora de exigir, além de um ensino melhor, uma melhor forma de avaliação e aprovação nas escolas. Prestar o ENEM, além de ajudá-lo a conseguir uma bolsa (se você participar do ProUni) ou dar uma força para entrar em uma faculdade, é essencial para que os órgãos governamentais de Educação saibam em que nível está o ensino nas escolas, tanto públicas como particulares. Dar o seu melhor na prova poderá resultar em ajuda para milhares de outros alunos. Após fazer sua inscrição, você também deverá preencher o questionário socioeconômico que, apesar de ser muito extenso, será de grande valia para o governo, pois funciona como um espelho do Brasil, evidenciando suas necessidades e mostrando o perfil de sua população. Sendo assim, preparamos esta revista com muitas dicas e informações, para que você possa cumprir sua parte como cidadão e, de quebra, consiga uma boa nota, que poderá ser a sua entrada para uma faculdade reconhecida ou para a aquisição de uma bolsa de estudos. São textos sobre redação, testes de múltipla escolha ou sobre o próprio ENEM e seu método de avaliação. Estando a par de tudo isso, restará apenas uma alternativa a ser assinalada: a de que você fará uma boa prova. Boa leitura!

UVABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABCDFGHÍNDICEFGHIJKLM REVISTA DO Enem é uma publicação da Editora Digerati. Distribuidor exclusivo para todo o Brasil: Fernando Chinaglia Distribuidora S.A. Tel.: (21) 3879-7766. Distribuidor para Europa e América Latina: Malta Internacional Tel.: +55 11 3284-6444 Impressão: Anhanguera LTDA

DIGERATI É UMA EDITORA DO GRUPO DOMO

3 4 6 9 10 11 12 13 14

Guia do Enem

Presidente: Alessandro Gerardi Conselho editorial: Alessandro Gerardi, Luís Afonso G. Neira, Alessio Fon Melozo, William Nakamura

O ENEM prova a sua importância Porquê fazer o ENEM? Como serei avaliado? Arrase na redação do ENEM Concentre-se para se dar bem na prova Uma ajuda não faz mal a ninguém Respire fundo, a prova começou Respondendo testes de múltipla escolha Guia do CD

3 ge_003.indd 3

16.04.08 12:13:00


JKLMNOPOR QUE FAZER O ENEM?NOPQRSTUVWXYZABCDEFGHI

V

ocê vai se inscrever para o ENEM porque soube que sua nota poderá servir de ajuda para entrar em uma faculdade legal, ou até mesmo conseguir a bolsa do ProUni. Mas será que o objetivo do ENEM é apenas ajudar o estudante no ingresso à vida universitária? O ENEM, que completa neste ano uma década de existência, é bem mais do que um auxiliar ao vestibulando. É um sistema de avaliação estabelecido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – Inep, em 1998, para ser aplicado aos alunos concluintes e aos egressos do Ensino Médio.

Guia do Enem

Os objetivos O ENEM é realizado anualmente, com o objetivo fundamental de avaliar o desempenho do aluno ao término do ensino básico e fundamental, para aferir o desenvolvimento de competências fundamentais ao exercício pleno da cidadania. Pretende, ainda, alcançar os seguintes objetivos específicos: a. Oferecer uma referência para que cada cidadão possa realizar sua auto-avaliação com vistas a suas escolhas futuras, tanto em relação ao mercado de trabalho como em relação à continuidade de estudos; b. Estruturar uma avaliação da educação básica que sirva como modalidade alternativa ou complementar aos processos de seleção nos diferentes setores do mundo do trabalho; c. Estruturar uma avaliação da educação básica que sirva como modalidade alternativa ou complementar aos exames de acesso aos cursos profissionalizantes pós-médios e ao ensino superior.

Os resultados Todo ano, o número de inscritos e de participantes do ENEM sobe. Além de surgirem mais pessoas interessadas na ajuda que a nota do ENEM pode trazer, o Governo leva a avaliação para cada vez mais lugares, mais escolas e mais alunos, para obter resultados mais amplos, provando a qualidade do método. Mais do que isso, o ENEM não é aplicado apenas em escolas normais do Governo, mas também em todas as escolas indígenas do Nível Médio e até em presídios. Veja os dados de participação Ano

Inscritos

Participantes

2007

3.568.592

2.738.610

2006

3.742.827

2.783.968

2005

3.004.491

2.200.618

2004

1.552.316

1.035.842

2003

1.882.393

1.322.644

2002

1.829.170

1.318.820

2001

1.624.131

1.200.883

2000

390.180

352.487

1999

346.953

315.960

1998

157.221

115.575

4 ge_003.indd 4

16.04.08 12:13:01


DEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABCDFGHIJKLMNOPQRSTUVWX Os participantes do ENEM 2007 obtiveram médias de desempenho iguais a 51,52 na parte objetiva da prova e 55,99 na redação, em uma escala que vai de 0 a 100. Entre esses participantes, 62,37% são mulheres e 37,63%, homens. Do total de inscritos, 65,55% são egressos, ou seja, concluíram o ensino médio em anos anteriores a este. Os demais são concluintes, 4,79% provenientes de escolas privadas e 29,66% de escolas públicas. O exame também foi aplicado em 243 presídios. Um total de 6,8 mil coordenadores e 232.930 fiscais foram os responsáveis pela prova em todo o Brasil. Outros dados, alguns obtidos por meio do questionário socioeconômico, também mostram informações muito interessantes. Em 2006, os dados revelaram que 93,66% dos inscritos já ultrapassaram a escolaridade de seus pais e mães. Mais impressionante ainda, mostrou que somente 16,3% dos pais concluíram o Ensino Médio, 5,85% dos pais completaram o curso superior, e 1,81% fez pós-graduação. E 35,08% conseguiu ir apenas até a 4ª série do ensino fundamental, ou no máximo até a 8ª (16,13%). A condição de pais sem qualquer estudo foi apontada por 9,10% dos estudantes. Desses estudantes, 71,37% dos participantes declararam ter feito o ENEM para entrar na faculdade ou para tentar conseguir a bolsa do ProUni; 17,94% para testar conhecimentos e capacidade de raciocínio e 10,25% para conseguir um emprego ou saber se estão preparados para o mundo do trabalho. E por falar em idade, 51,51% declarou ter até 19 anos e 29,36% disseram 26 anos ou mais. Uma maioria esmagadora de jovens. Além disso, com um número cada vez maior de estudantes participando da avaliação, mais instituições de Ensino Superior aderem ao sistema, utilizando a nota do ENEM como um reforço à nota de seus vestibulares e, até mesmo, utilizando apenas a nota do ENEM para avaliar seus candidatos (esse sistema ainda é aplicado em poucos locais, mas espera-se que cada vez mais instituições o abracem). Até agora, mais de 520 instituições de Ensino Superior utilizam o ENEM de alguma forma. Para checar quais são elas, acesse www.inep.gov.br/basica/enem/universidades. Além disso, uma boa avaliação no ENEM permite vantagens nos vestibulares de universidades públicas e bolsas de estudo em 1.424 instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).

Para o estudante

Guia do Enem

Mas o que isso quer dizer para você, que se inscreveu no ENEM? Os objetivos do ENEM buscam a avaliação do desempenho do aluno do Ensino Médio, e os resultados mostram a realidade da Educação no Brasil. Isso, no mínimo, quer dizer que o Governo está tentando encontrar os problemas e, por meio dessas informações, encontrar soluções e saídas para os locais em que existem problemas. Fazer o ENEM é colaborar para que o ensino no Brasil seja cada vez melhor. Todas as pesquisas e resultados não se refletirão apenas nos ensinos Básico e Médio (dos quais você já passou), mas ao identificar problemas na base da educação, as soluções podem ser aplicadas a qualquer estágio do programa de ensino, da préescola às universidades.

No entanto, além de toda a informação que passa para o ensino no Brasil, o ENEM traz vantagens mais efetivas para você, estudante e vestibulando. Uma delas é que, por ser um método de avaliação muito bem produzido, muitas faculdades oferecem a opção de que o candidato utilize a nota obtida no ENEM como um adendo à nota obtida na prova do vestibular. Se você se saiu bem no ENEM , com certeza o resultado será de grande ajuda para se classificar melhor no curso que pretende fazer. Além disso, as faculdades que aceitam a nota do ENEM costumam utilizar apenas a nota objetiva do ENEM , ou seja, se você não teve uma nota muito boa na redação, mas foi muito bem na prova de testes, não há problema. São poucas as faculdades que utilizam a nota da redação em conjunto com a parte objetiva do ENEM. Se você tirou uma boa nota tanto na redação como nas questões, a faculdade pleiteada é particular, sua renda familiar é, por integrante da família, de até um salário mínimo e meio e menor que três salários mínimos, e você estudou todo o segundo grau em escola pública, poderá pleitear uma bolsa no ProUni (http:// prouni-inscricao.mec.gov.br/prouni). Ele é a melhor escolha para o aluno que realmente não tem (e nem terá) condições de pagar o curso superior, pois arca com os custos de 50% a 100% do total de mensalidades (diferentemente do FIES, no qual o Governo “empresta” dinheiro para o aluno pagar a faculdade em parcelas menores do que as comuns). A classificação na pré-seleção, realizada pelo MEC, é realizada pelo resultado da média entre os resultados da prova de conhecimento e de redação do candidato no ENEM, em um processo seletivo eficaz, confiável e transparente. Assim, os estudantes com as melhores médias em cada curso/habilitação são pré-selecionados dentro do número de bolsas disponíveis.

5 ge_003.indd 5

16.04.08 12:13:02


XYZABCOMO SEREI AVALIADO?PQRSTUVWXYZABCDEFGHIJKL

A

ntes mesmo de fazer o ENEM, o estudante já sabe que seu formato de avaliação será diferente dos aplicados nos vestibulares mais populares. Aliás, o estilo de avaliação do ENEM é tão revolucionário, que muitas faculdades já começaram a adotar as práticas dessa prova. A USP, por exemplo, com a prova da Fuvest, modificou seu sistema de avaliação nos últimos dois anos. Em vez de dividir as perguntas por disciplina, agora mescla assuntos em algumas questões, e uma pergunta pode conter desafios de Matemática, Biologia, Português e outras disciplinas. Além disso, assim como no ENEM, o conhecimento sobre atualidades faz a diferença. Mas, afinal de contas, como você será avaliado no ENEM? Você não precisa se preocupar com sua posição, ou classificação geral. Segundo o presidente do INEP, Reynaldo Fernandes, “o Inep não faz ranking. Nós divulgamos os resultados de todas as escolas por município e ordem alfabética”.

Guia do Enem

Quando, como e onde? A prova do ENEM será realizada no dia 31 de agosto de 2008, um domingo, e terá início às 13 horas (horário de Brasília). Porém, bem antes disso, o estudante que pretende realizar a prova já deve estar antenado às outras datas do ENEM. O período de inscrições, por exemplo, será do dia 5 de maio até o dia 30 do mesmo mês. Para realizar a inscrição, o candidato deverá retirar uma ficha em uma agência dos Correios ou entrar no site www.enem.inep.gov.br/inscricao. Nos Correios, preencha a ficha, pague a taxa de inscrição (de R$ 35,00), anexe uma cópia de seu RG e devolva o documento em qualquer agência. Pela Internet, o interessado deverá preencher a ficha, enviar os dados e verificar se a transferência foi efetuada por meio da mensagem de retorno. Em seguida, é necessário imprimir o boleto bancário e pagá-lo em qualquer banco. A inscrição só estará confirmada após o recebimento, pelo Inep, do comprovante de pagamento. Para os candidatos que não podem arcar com a despesa da taxa de inscrição, poderá ser feita uma declaração de carência, preenchida na ficha que é adquirida nos Correios. Não haverá isenção de taxa nas inscrições feitas pela Internet. Após sua inscrição, aguarde a chegada de novas instruções, que virão pelo Correio. No envelope que chegará à sua casa deverão constar todos os seus dados de inscrição, bem como o local em que você realizará a prova. Além disso, virá um questionário socioeconômico que deverá ser respondido na folha com os dados de inscrição. Essa folha, com o questionário respondido, deverá ser entregue no dia da prova, ao inspetor, ao chegar em sua sala. Não se esqueça de conferir se os seus dados estão corretos. Se houver algum erro, corrija na própria folha e a entregue ao inspetor de sua sala. Caso não receba esse envelope em até uma semana antes da prova, você pode conferir seu local de prova no site do ENEM (www.enem.inep.gov.br) e preencher o questionário no dia da avaliação. Ao saber o local do exame, é interessante visitá-lo, informarse sobre os melhores caminhos, ou ainda sobre linhas de ônibus ou outros transportes. No dia da prova, programe-se para chegar uma hora antes, para não correr o risco de se atrasar por causa

6 ge_003.indd 6

16.04.08 12:13:02


GHIJKLMNOPQRSTUVABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABC de imprevistos (trânsito, ônibus atrasado, falha no metrô etc.). Uma vez no local, procure sua classe na lista que estará disponível na entrada.

As formas de avaliação Se você é uma pessoa informada, sempre em busca de atualidades, antenada com o que acontece à sua volta e, além disso, é bom aluno, não é necessário fazer qualquer tipo de cursinho para participar do ENEM, pois seu sistema de avaliação é muito diferente dos vestibulares tradicionais. Nele, as questões apresentadas podem conter várias matérias em uma só pergunta, ou seja, apresentam uma visão global do conteúdo. O mais importante para se dar bem na prova é ler não apenas literatura, mas também jornais e revistas ao longo da formação no Ensino Médio, para saber o que está acontecendo e refletir criticamente sobre os fatos. Segundo o professor Lino de Macedo, um dos criadores do exame, o candidato precisa ler atentamente as questões da prova, trabalhar com o raciocínio, não ter medo de assumir que aquela questão é a certa, ter tranqüilidade e confiança. “Ele precisa se articular de modo inteligente”. Entre as competências de avaliação do ENEM estão pensar, escrever, tomar decisões, argumentar, para enfrentar situações-problema, comparar, classificar. “O objetivo maior da escola deve ser formar o cidadão, mas ela ficou voltada para o ensino das disciplinas. A idéia do ENEM é recuperar a proposta primeira”, diz o professor. O Exame Nacional do Ensino Médio é oferecido anualmente a estudantes que estão concluindo ou que já concluíram o Ensino Médio. A avaliação é individual e de forma voluntária, dando oportunidade ao estudante de promover sua auto-avaliação, de modo que ele tenha respostas sobre o grau de conhecimento e aprendizagem própria. São 5 horas de prova, período no qual o aluno deverá responder 63 questões objetivas e produzir uma redação dissertativa. Tanto na redação como na prova objetiva, você será avaliado por algumas competências. Competências são as modalidades estruturais da inteligência, ou melhor, ações e operações que utilizamos para estabelecer relações com e entre objetos, situações, fenômenos e pessoas que desejamos conhecer. A matriz de competências foi construída por um grupo de profissionais da educação – especialistas em psicologia do desenvolvimento, pesquisadores e professores de diferentes áreas de conhecimento e especialistas em psicometria –, a partir de um projeto elaborado e coordenado pelo INEP.

Veja, a seguir, um resumo prático dessas competências: I. Dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica. II. Construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas. III. Selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema. IV. Relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente. V. Recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.

Guia do Enem

Dentro dessas cinco competências, foram criadas 21 habilidades. Nas 63 questões do ENEM, cada três avaliam uma delas. Entre essas habilidades, podemos citar algumas das mais importantes, como analisar fatores socioeconômicos e ambientais associados ao desenvolvimento; analisar criticamente as implicações ambientais, sociais e econômicas dos processos de utilização dos recursos naturais, materiais ou energéticos; confrontar interpretações diversas de situações ou fatos de natureza histórico-geográfica, técnico-científica, artístico-cultural ou do cotidiano, comparando diferentes pontos de vista, identificando os pressupostos de cada interpretação e analisando a validade dos argumentos utilizados; compreender o significado e a importância da água e de seu ciclo para a manutenção da vida, em sua relação com condições socioambientais; diante da diversidade de formas geométricas planas e espaciais, presentes na natureza ou imaginadas, caracterizá-las por meio de propriedades, relacionar seus elementos, calcular comprimentos, áreas ou volumes, e utilizar o conhecimento geométrico para lei-

7 ge_003.indd 7

16.04.08 12:13:03


BCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ tura, compreensão e ação sobre a realidade; comparar processos de formação socioeconômica, relacionando-os com seu contexto histórico e geográfico; analisar as funções da linguagem, identificar marcas de variantes lingüísticas de natureza sociocultural, regional, de registro ou de estilo, e explorar as relações entre as linguagens coloquial e formal; compreender o caráter sistêmico do planeta e reconhecer a importância da biodiversidade para preservação da vida, relacionando condições do meio e intervenção humana; utilizar e interpretar diferentes escalas de tempo para situar e descrever transformações na atmosfera, biosfera, hidrosfera e litosfera, origem e evolução da vida, variações populacionais e modificações no espaço geográfico. Todas essas habilidades são relacionadas, principalmente, à sua capacidade de raciocínio em resolver problemas e estar atento ao que acontece ao seu redor. Ou seja, saiba usar a cabeça, seja prático e coerente, e as chances de você tirar uma boa nota serão muito grandes. Em sua maioria, as perguntas feitas no ENEM estão associadas a assuntos que estão em pauta em jornais, sites, blogs, revistas e outros meios de informação. Muitas vezes, é possível assinalar a alternativa correta apenas conhecendo o assunto de que trata a questão, sem necessitar de qualquer outro artifício.

Seu resultado Sua nota final será calculada da seguinte forma: para a parte objetiva, multiplique o número de questões respondidas corretamente por cem e divida o resultado por 63. Na redação, cada uma das competências será avaliada com uma nota de 0 a 100. A nota de sua redação será a média aritmética entre essas competências. O boletim individual de resultados deverá ser distribuído pelo MEC na segunda quinzena de novembro. Deverá chegar à sua casa um documento contendo sua nota, suas médias e comentários sobre seu desempenho. Nele também estarão seus número de inscrição e gabarito da prova. Guarde com cuidado esse documento. Os telefones para consultar sua nota individual, caso tenha algum problema em receber o documento, são: (61) 2104-8827, (61) 2104-8738, (61) 2104-9951 e (61) 2104-9509. Se preferir, também pode consultar pelo site http://sistemasenem2.inep.gov.br/ boletim (esse endereço também é útil para saber seu número de inscrição, que poderá ser pedido em vestibulares que utilizam a nota do ENEM, e também para reimprimir seu boletim). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-616161 ou no site do Inep (www.inep.gov.br).

Seu bole tim O documento que você rec ebe pelo Correio (ou baixa da Internet) traz informaçõe s importantes a respeito de seu desempenho. Veja aba ixo:

Guia do Enem

1. Este é seu número de inscrição. Importante para quem deseja usar na Faculd ade. 2. É a nota da parte objetiv a 3. É a nota da redação 4. Comenta a respeito de seu desempenho na parte objetiva, nos diferentes nív eis de competência 5. Comenta a respeito de seu desempenho na redação, nos diferentes níveis de competência 6. Suas notas da parte obj etiva, comparadas com a média nacional 7. Suas notas da redação, comparadas com a média nacional 8. Gabarito da cor de sua prova e suas respostas

8 ge_003.indd 8

16.04.08 12:13:04


VWXYZARRASE NA REDAÇÃO DO ENEMNOPQRSTUVWXYZABCD

A

redação não deve ser ignorada pelo estudante que está participando do ENEM. Você não é obrigado a fazê-la, e muitas universidades não a consideram em seus esquemas de avaliação. Mas é interessante escrevê-la, não apenas para avaliar como você está nessa área (vestibulares que exigem redação acontecem depois da data do ENEM. Ele poderá servir como um treino para você), mas também poderá ser utilizada no ProUni. Algumas dicas podem ajudar a fazer um bom texto. Não se esqueça de que o ENEM funciona apenas com redações em dissertação. Não faça textos em prosa, ou em narração, pois sua prova será anulada. O ENEM só corrigirá sua redação se ela tiver estrutura de dissertação, mais de quinze linhas, respeitar o tema proposto, estiver legível, não tiver identificação do autor (não assine no final da redação) e for escrita a caneta. Se não respeitar qualquer um desses critérios, sua nota será contabilizada como zero. Basicamente, a estrutura de uma dissertação é um parágrafo com a apresentação do assunto e do tema do qual você pretende discorrer, dois ou três com seus argumentos sobre o assunto e um parágrafo de finalização e conclusão. Não faça sua dissertação com muito mais do que vinte linhas, e evite que um parágrafo ultrapasse quatro linhas, ou fique com menos do que duas. Veja outras dicas:

✓✓

✓✓ ✓

✓✓

✓✓

✓✓

✓✓

Guia do Enem

✓✓ Leia a proposta da redação logo no início do tempo para a realização da prova. Assim, você poderá ir pensando no assunto e será mais difícil se esquecer dela; ✓✓ Pense direito sobre o tema, e não siga o que você pensa que a maioria vai gostar. Se não possuir argumentos suficientes para convencer o leitor (corretor) do que estiver falando, ou deixá-lo confuso e inseguro, não terá feito uma boa redação, independentemente de ter defendido o melhor tema. Da mesma forma, também não é indicado partir para o assunto menos popular e menos bem-visto apenas para chamar atenção, a não ser que você tenha argumentos suficientes para defender

✓✓

o que está afirmando. Mexer com assuntos delicados como racismo, exploração, preferência sexual ou política sempre pede ponderação. Você não sabe a opinião do examinador a respeito, então, tenha cuidado com o tipo e o peso do argumento que vai utilizar; Procure reservar pelo menos uma hora e meia do tempo total de realização da prova para fazer a redação; Muita atenção ao capricho. Se você é do tipo que costuma errar muito na hora de escrever, ou se achar que vai fazer isso por causa do nervosismo, utilize os espaços em branco na parte impressa da prova, deixados para esse fim. Caso erre na versão final, apenas passe um traço por cima. Não rasure, coloque parênteses ou rabisque. Também cuide para não amassar ou sujar a folha. Atente também para sua letra, pois garranchos podem anular seu texto; Não se desvie do tema. Mesmo que sua redação seja mais do que bela, ao se desviar do tema, ela é anulada; Procure não utilizar frases feitas e chavões, ou trocadilhos com palavras. E também não utilize o título como se fosse a primeira frase da redação; Não use gírias, palavras de baixo calão ou expressões regionalísticas que não serão entendidas pelo examinador. Preze pelas palavras corretas a serem utilizadas; O conteúdo do texto é o que primeiro desperta o interesse do leitor. Mas não é só isso. A linguagem e a estrutura organizada das idéias em períodos e parágrafos também têm peso definitivo; Dissertações são escritas sempre em terceira pessoa e dirigidas a um interlocutor genérico. Procure ser impessoal, não use expressões como “eu acho”, “eu penso” ou “quem sabe”, que mostram dúvidas em seus argumentos; Saiba defender sua posição. Não seja radical e sustente seus fatos de forma racional, clara e concisa. Tente não confundir o leitor, não minta nos fatos, fale apenas o que tem certeza ser verdadeiro; Faça um rascunho de sua redação, revise e depois a redija na folha oficial.

9 ge_003.indd 9

16.04.08 12:13:07


RSTUVABCONCENTRE-SE PARA SE DAR BEM NA PROVABCDEFGHI

N

Guia do Enem

a hora da prova, um dos itens mais importantes é a concentração. Não adianta nada estudar por horas durante o dia se a televisão fica ligada em seu seriado preferido ou se você atende o celular a cada meia hora. Caso realmente queira ir bem na avaliação, você precisa se adaptar, ao menos por um tempo, a uma rotina diferente. Alguns detalhes pequenos, outros grandes, podem significar uma boa nota e maiores chances de conseguir uma bolsa no PoUni. Preparamos, a seguir, algumas dicas que vão te ajudar. ✓✓ Prepare um canto para você e, de preferência, só para a hora dos estudos. Procure uma área calma, que fique distante das atividades de sua casa. Pode ser em algum lugar do quintal, ou até na garagem. Deixe o local confortável, coloque uma cadeira macia, uma boa luminária e, talvez, um som. Mas não deixe confortável demais, com pufes, almofadas e luz baixa, senão você vai dormir, em vez de estudar! ✓✓ Converse com os familiares que vivem com você em sua casa. Avise que está entrando no período de estudos, e que ele exige muita concentração. Peça para que respeitem os horários em que você estuda, para não lhe chamarem a todo o instante e para não ligarem o som muito alto. ✓✓ Elabore uma rotina. Estabeleça os horários nos quais você vai se dedicar aos estudos, todos os dias. Não adianta pegar no caderno cinco minutos, depois ver televisão, mais 15 minutos de estudo, e ir tomar banho. Procure estudar em blocos razoavelmente grandes, como de duas horas. Esse horário deve ser seguido todos os dias. Não adianta estudar oito horas em um dia e uma hora no outro. Saiba antecipadamente quanto tempo disponível para os estudos você terá na semana e programe-se para um melhor aproveitamento desse tempo. ✓✓ Não estude como um louco, por 12 horas seguidas. Dessa forma, seu cérebro ficará saturado e não absorverá nenhuma instrução em menos da metade desse período de estudo. Como dissemos anteriormente, estabeleça uma rotina e estude, no máximo, até oito horas por dia, com intervalos entre esse período. ✓✓ Tenha foco. Se você parou para estudar, não faça nada além de disso. Algumas pessoas gostam de estudar com música alta, mas cantar a letra fará com que você absorva menos conteúdo. Também não fique vendo televisão, ou folheando revista. Concentre-se no que está fazendo e o aproveitamento de tempo será muito maior. ✓✓ Infelizmente (ou felizmente, quem sabe?), nesse período você terá de fazer alguns sacrifícios. Abra mão de algumas baladas que costuma fazer nas terças, quintas, sextas, sábados e aos domingos com seus amigos. Para conseguir reter o maior número de informações, você precisa estar descansado e bem-disposto. Ressacas no dia seguinte não vão ajudar nisso. ✓✓ E falando em descanso, não deixe de aproveitar o seu! Apesar de ser uma rotina mais dura, e de você ter que abdicar de algumas coisas, não deixe de passar bons momentos com os amigos ou com a família. E não se esqueça de fazer alguns intervalos de dez ou 15 minutos entre os blocos de estudo diário. ✓✓ Cuide da saúde. Com ela prejudicada, fica impossível estudar. Atente para sua postura na cadeira ao estudar, para não ficar com dores depois. Beba muita água durante os estudos, e não se esqueça de levantar de vez em quando para se espreguiçar ou fazer algum tipo de exercício. Fique de olho, também, na alimentação, que deve ser balanceada, sem excessos. Não coma porcarias (salgadinhos, pipoca etc.), mas faça diversas refeições por dia (mais ou menos de quatro em quatro horas).

10 ge_003.indd 10

16.04.08 12:13:08


DEFGHIUMA AJUDA NÃO FAZ MAL A NINGUÉMPQRSTUVWXYZAB

U

ma ajuda é sempre válida. Apesar de o ENEM não pedir nada além do conteúdo normal de todo o Ensino Médio, é sempre bom estar atento às notícias mais importantes no Brasil e no mundo, as quais podem ser abordadas em alguma questão, ou até mesmo no tema da redação. Não há qualquer livro especificamente recomendado para quem vai prestar o ENEM, embora existam diversos sites que podem ser de grande valia para o estudante antenado, que deseja estar com tudo na ponta da língua na hora da prova. Veja, a seguir, alguns dos melhores sites que separamos para você: COC · www.enem.coc.com.br Um site do COC feito especialmente para abrigar informações, avisos e arquivos do ENEM. Faça simulados de provas dos anos de 2000 a 2007 e veja as resoluções de todos os exames já realizados, algumas, inclusive, com áudio. Você também pode conferir seu boletim de alguns anos e consultar temas de pesquisas para todas as competências avaliadas no ENEM. Terra Educação · http://noticias.terra.com.br/educacao O Terra também possui uma área especial para aqueles que buscam informações atualizadas a respeito do ENEM. Além disso, é cheio de dicas para redações, provas e cursinhos que oferecem simulados para a avaliação. Mundo Vestibular · http://tinyurl.com/2fa4t3 Um site cheio de utilidades, com simulados, arquivos de provas de inúmeras faculdades e universidades (ITA, Mackenzie, Fatec, FGV, UFLA), notícias do ENEM, orientação vocacional e notícias constantes a respeito de datas de inscrição, provas etc.

Educacional · www.educacional.com.br/enem O Educacional é um site sério, cuja área do ENEM é sempre atualizada com notícias a respeito da prova. Possui laboratório de textos, orientação profissional e estatísticas. Inep · www.enem.inep.gov.br/ O site do Inep é o melhor local para encontrar as informações mais importantes a respeito do ENEM, como datas, inscrições, consulta a boletins, notas e dados. Inep Provas e Gabaritos · http://tinyurl.com/264ex5 Neste site você consulta, diretamente do Inep, todas as provas anteriores, de todas as cores, para estudar, pesquisar e comparar. Vestibular1 · www.vestibular1.com.br/enem Apesar de não ser muito bonito, o site Vestibular1 reúne uma série de textos interessantes, que tratam de diversos temas que rodeiam o ENEM, como os resultados práticos das provas de anos anteriores e o ranking das 300 melhores escolas. ProUni · http://prouni-inscricao.mec.gov.br/prouni Saiba mais sobre o ProUni, como seus parceiros, datas de inscrição, como funciona o processo seletivo e o funcionamento dos tipos de bolsas oferecidos pelo programa.

Guia do Enem

UOL Educação · http://educacao.uol.com.br/enem No site especial da UOL, você pode participar de grupos de discussão para saber quem mais está fazendo o teste, pedir ajuda e ajudar a quem precisa. Um site muito funcional, que reúne uma enorme quantidade de dados. Possui informações a respeito do Enade, do ProUni e do Fies. Conta com um amplo banco de dados com mapas, biografias e dicionários, além de uma área especial para pais e professores.

UOL Atualidades · http://vestibular.uol.com.br/atualidades Para se dar bem no ENEM, ficar por dentro do que rola no mundo é essencial. Esse outro site do UOL reúne as notícias mais importantes para o estudante que vai prestar vestibular ou o ENEM.

11 ge_003.indd 11

16.04.08 12:13:09


MNOPQRESPIRE FUNDO, A PROVA COMEÇOUVWXYZABCDEFGH lagens façam muito barulho, para não desconcentrar as pessoas, inclusive você; ✓✓ Os portões abrem-se ao meio dia, uma hora antes do início da prova. Se possível, esteja no local com ao menos uma hora de antecedência, para evitar problemas com trânsito, vaga de estacionamento, ônibus e acessibilidade. Não será permitida a entrada do inscrito que se apresentar após o horário estipulado – sob hipótese alguma; ✓✓ Não se esqueça dos materiais básicos para fazer a prova: dois lápis apontados, duas canetas (pretas ou azuis), borracha e régua devem bastar para fazer a prova. Não se esqueça de levar um agasalho, também, além do documento que você recebeu pelo Correio e um documento com foto. E lembre-se de que sua bolsa ou mochila ficará inacessível durante a prova, então, procure retirar dela tudo o que acha que utilizará, como documentação e alimentos. Desligue o celular e tire relógios e bonés.

Na hora da prova

M

esmo sendo importante, o ENEM não é uma avaliação tão pesada como a de um vestibular. Logicamente, é essencial dar tudo de si para ir bem na prova, mas, se você não conseguir se sair tão bem, não há motivos para ficar muito preocupado, e você poderá tentar novamente no próximo ano. Por ser uma prova que exige menos, você poderá ficar calmo no dia, e esse já é um motivador de sucesso.

Guia do Enem

Contagem regressiva ✓✓ Cuidado com a inscrição pela Internet nos últimos dias. Não deixe para a última hora, pois muitas pessoas costumam fazer o mesmo. E, geralmente, quando isso acontece, o site do INEP fica fora do ar, e você pode perder a inscrição na prova por causa do problema; ✓✓ Um dia antes, procure ir até o local em que realizará a prova, para não correr o risco de se perder depois. Ainda assim, no dia da avaliação, saia de casa com antecedência, pois sempre há engarrafamentos em áreas próximas aos locais de prova; ✓✓ De manhã, tome um bom café-da-manhã, converse normalmente com seus familiares e amigos. Procure acalmar-se, por exemplo, praticando algum exercício leve, como uma caminhada; ✓✓ Leve um lanche com você. Uma garrafa de água fresca, frutas, chocolate, barras de cereais ou alguma bolacha devem bastar. Não leve salgadinhos e outros alimentos cujas emba-

✓✓ Ao receber a autorização para fazer sua prova, procure dar uma boa passada de olho por cima de todas as folhas. Isso serve para acalmar e perceber que você está no controle da situação. Leia o tema da redação e vá raciocinando sobre ele enquanto responde às outras questões; ✓✓ Verifique a cor de sua prova e já anote no documento que a acompanha. Não especificar a cor da prova causa anulação; ✓✓ Se você encontrar uma, duas, três questões que acha que não consegue responder, não se desespere. Passe para a próxima e vá respondendo as que você sabe. Deixe para ler novamente essas questões depois, quando você souber melhor o tempo que ainda tem. E se ainda estiverem muito difíceis, vá fazer a redação, e depois volte a elas; ✓✓ Não se preocupe demais com o tempo, e não fique bitolado ao ver outras pessoas entregando a prova e deixando a sala, pensando que não dará tempo de fazer tudo. Concentre-se mais em fazer do que em pensar quanto tempo ainda resta. De qualquer forma, vale ter uma pequena noção de tempo, para que seu espaço para a redação esteja reservado. O ideal é que você resolva pouco mais de 50% das questões na metade do tempo do exame. ✓✓ Evite pensar que todas as questões contêm “pegadinhas”. Algumas delas são realmente fáceis. Confie no que você estudou e responda confiantemente. ✓✓ Entregue a prova e o gabarito o mais limpo possível. Gabaritos muito sujos ou rasurados podem ser desconsiderados na hora da conferência; ✓✓ Responda o questionário sócio-econômico com sinceridade. Seus dados serão usados para montar uma pesquisa que servirá para a avaliação do Governo. Essa pesquisa não será individual (ou seja, não levarão em conta suas respostas de maneira única), mas somada à sua região, à sua escola ou a qualquer outro grupo que possa ser interessante ao INEP. Os dados obtidos podem ajudar a mudar os rumos do ensino no Brasil.

12 ge_003.indd 12

16.04.08 12:13:10


CDEFGHRESPONDENDO TESTES DE MÚLTIPLA ESCOLHAPQRSTUV

N

o ENEM, se você precisa da nota para a entrada em alguma faculdade, ou se vai pleitear uma bolsa no ProUni, é essencial obter uma ótima nota na parte objetiva da prova, ou seja, a parte em que serão apresentadas questões de múltipla escolha. As dicas que damos aqui não garantirão que você se sairá bem nessa parte do exame (afinal, seu conhecimento e sua preparação contam muito mais do que isso), mas farão com que os caminhos se abram para que você possa chegar de forma mais simples à resposta certa. Para muitos, uma prova de múltipla escolha pode parecer fácil mas, às vezes, algumas pegadinhas e informações escondidas podem tornar uma questão muito difícil. Entender alguns truques pode facilitar.

Como você pôde ver, essas dicas resumem-se a uma coisa: calma. A calma é um fator muito importante em qualquer teste ou avaliação. Ela nos dá segurança, raciocínio e confiança, além de maior capacidade de esclarecimento e poder de decisão. Acalmese, leia tudo pausadamente, treine bastante. Vá à prova seguro de que estará dando o seu melhor.

Guia do Enem

✓✓ Primeiramente, leia a questão atenciosamente. Ir marcando a torto e a direito a primeira que você observar como certa pode ser um erro. Veja todas as alternativas, observe melhor a pergunta e seus anexos (gráficos, tabelas, imagens), tudo com calma e atenção; ✓✓ Se, mesmo depois desse procedimento, você ainda não tiver encontrado a resposta, não se desespere pensando que isso ocorrerá com as demais questões, nem se demore demais nessa questão. Passe para a próxima e repita isso até o final da prova. Só depois, volte às perguntas que ficaram sem resposta, e, mais ciente de quanto tempo tem para terminá-las e seguro com todas as outras respondidas, empenhe-se mais na solução; ✓✓ Quando uma questão vier acompanhada de textos, gráficos, tabelas e outros elementos, tente descartar, em uma primeira olhada, tudo o que não for necessário. Pode parecer estranho, mas o ENEM costuma colocar elementos sem importância, para testar o aluno e suas capacidades de observação. Os elementos que contêm itens importantes podem ter suas palavras-chave ou dados essenciais sublinhados, para que seja mais fácil seu reconhecimento e sua intenção para chegar à resposta;

✓✓ No ENEM, a habilidade de interpretar textos é muito importante. Muitas vezes, ler a questão ou o texto anexo atenciosamente, ou interpretar um mapa com precisão, garante que a pergunta seja solucionada. Se necessário, releia todas as informações após ler as alternativas. Às vezes, isso pode trazer a opção certa, pois elas costumam identificar qual o tema central a ser perseguido dentro dos dados apresentados; ✓✓ Fique atento às opções que você considerar absurdas. Descarte-as em um primeiro momento, mas se não tiver certeza da resposta escolhida, você pode reconsiderá-las, e percebêlas corretas em um olhar mais minucioso; ✓✓ Se mesmo com todas essas dicas você realmente não tiver conseguido chegar à resposta, e o tempo para terminar a prova esteja terminando, existe o recurso do chute. Não deixe questões sem resposta, em branco. O ENEM não funciona como alguns vestibulares, em que uma questão incorreta anula uma correta. Se realmente tiver de apostar em uma opção, mesmo sem saber a resposta, não chute de qualquer jeito, qualquer alternativa. Observe bem, pois é possível que existam alternativas que você pode descartar por saber serem incorretas, de modo que sobrem apenas aquelas de que você tiver dúvidas; ✓✓ Para ficar mais esperto, consulte a página com dicas de sites e faça os simulados com as provas antigas, para treinar sua sagacidade. Um pouco de ensaio o deixará mais calmo e mais seguro para a prova verdadeira, já que você estará mais atento aos procedimentos ensinados aqui.

13 ge_003.indd 13

16.04.08 12:13:12


ABCDEFGUIA DO CDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZABCDEFGHI Software Simulado ENEM correta será apresentada. Por meio deste mesmo menu Resultado, é possível conferir também seu desempenho parcial, ou seja, o número de questões que você já acertou e o seu índice de aproveitamento. Se você iniciou um Simulado, mas se esqueceu de adicionar a matéria Biologia, por exemplo, retorne ao menu inicial clicando em Voltar. Você sai do simulado atual e volta à tela de opções.

Finalizando o Simulado Quando todas as perguntas tiverem sido respondidas, clique em Finalizar e, após confirmar sua solicitação, uma janela com o seu resultado será exibida. Veja em quais matérias você foi bem e em quais ainda é preciso estudar um pouco, e volte depois para realizar um novo simulado. Ao iniciar o Simulado do ENEM, é possível personalizar a prova à sua maneira: ✓✓ Exercícios - Escolha as matérias que deseja ver no simulado. Estão disponíveis Português, Matemática, Química, Biologia, Geografia, Física e História. Se quiser responder apenas questões de Geografia, por exemplo, assinale a opção correspondente e deixe as outras em branco. Escolha quantas questões deseja responder de cada matéria, clicando no pequeno menu ao lado dela. É possível responder de 10 a 100 questões de uma única matéria. ✓✓ Simulado - Escolha a prova do ENEM, no primeiro menu do lado direito, e depois selecione o ano do exame (de 1998 a 2007). Finalmente, escolha a duração da sua prova. Você pode escolher de 10 a 100 minutos. Adeque esse número à quantidade de questões somadas na etapa anterior, procurando reservar cerca de três minutos para cada pergunta.

Guia do Enem

Fazendo o Simulado As perguntas são exibidas divididas em matérias, no entanto se quiser deixar História, por exemplo, para fazer por último, é possível pular suas questões e voltar para respondê-las depois. Para isso, basta navegar pelas flechinhas situadas no canto inferior direito. Você responderá uma pergunta por vez. Leia-a atentamente e, quando quiser respondê-la, selecione sua alternativa clicando na letra correspondente que é exibida no inferior da tela, onde se encontram A, B, C, D e E. Após clicar na letra da alternativa escolhida, avance para a próxima questão. Se quiser saber a resposta de uma questão na hora, clique em Resultado e, em seguida, em Mostra Gabarito. A alternativa

14 ge_003.indd 14

16.04.08 12:13:13


Guia do Enem 2008