Issuu on Google+

Informativo da Paróquia Santa Teresinha Arquidiocese de Campinas - Forania Cristo Rei Sumaré/SP - 61º Edição set/11

Papa envia ao mundo mais de um milhão de jovens missionários Seu conselho final: ser fermento de novos cristãos Bento XVI convidou mais de um milhão de jovens, que participaram da Missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), a converter-se em missionários de Cristo em suas cidades de origem. Ao concluir a Missa, antes do meio-dia deste domingo, o Pontífice se despediu dos jovens que, em sua maioria, haviam passado a noite na esplanada de Cuatro Vientos, deixando-lhes um conselho que já lhes havia preparado antes de sair de Roma. “Agora ides regressar aos vossos lugares de residência habitual. Os vossos amigos vão querer saber o que é que mudou em vós depois de vos terdes encontrado nesta nobre cidade com o Papa e centenas de milhares de jovens do mundo inteiro: Que ireis dizer-lhes?”, perguntou. Sua proposta foi a de dar “um testemunho destemido de vida cristã diante dos outros. Assim sereis fermento de novos cristãos e fareis com que a Igreja se levante robusta no coração de muitos”. Dando lugar às confidências, acrescentou: “Nestes dias, quanto pensei naqueles jovens que aguardam o vosso regresso! Transmiti-lhes a minha estima, particularmente aos mais desfavorecidos, e também às vossas famílias e às comunidades de vida cristã a que pertenceis”. Não ter medo de ser católicos Em suas saudações finais em francês, foi muito claro diante dos jovens: “Não tenhais medo de ser católicos e dar sempre testemunho disso mesmo ao vosso redor com simplicidade e sinceridade”. Aos jovens conterrâneos e aos que falavam seu idioma, disse-lhes em alemão: “A fé não é uma teoria. Crer significa entrar numa relação pessoal com Jesus e viver a amizade com Ele em comunhão com os demais, na comunidade da Igreja. Confiai a Cristo a vossa vida e ajudai os vossos amigos a alcançar a fonte da vida, Deus”. E, para que a JMJ não seja somente um evento de poucos dias, também se dirigiu aos bispos e sacerdotes presentes, para agradecer-lhes pelos esforços que fizeram para acompanhar os grupos de jovens e incentivá-los “a continuar cultivando a pastoral juvenil com entusiasmo e dedicação”. Pe. Rodrigo, 22 ago 2011

Dom Bruno, bom pastor de nossa Igreja Rogai por nós junto a Deus Pai. Nós cristãos ganhamos mais um intercessor no céu. Obrigado pelos ensinamentos. Nossa admiração e respeito para sempre. Paróquia Santa teresinha

Destaques desta edição Não despreze este material em via pública.

Recicle a informação, passe este exemplar para outra pessoa.

Pág 02 e 03

Dom Bruno.........................Pág. 01 Semana da Família.............Pág. 03 Canto Litúrgico..................Pág. 05 JMC 2011...........................Pág. 06 Pastoral da Criança.............Pág. 07 Mês da Bíblia .................Pág. 07 Santa Teresa de Liseux.......Pág. 08 Dia do Padre.......................Pág. 09 Convites..............................Pág. 10


Dom Bruno Gamberini VIDA E DOAÇÃO POR UMA IGREJA ACOLHEDORA, RENOVADA E SOLIDÁRIA. No dia 02 de junho de 2004, o Papa João Paulo II nomeou Dom Bruno Gamberini como 6º Bispo e 4º Arcebispo de Arquidiocese de Campinas. Na sua primeira mensagem ao povo da Arquidiocese de Campinas, antes de sua posse exaltou a Deus dizendo: “Bendito seja o Nome do Senhor agora e para sempre”. Dom Bruno escolheu como tema episcopal “Nomen Domini Benedictum” - Bendito o nome do Senhor. A primeira Missa oficial presidida por Dom Bruno em Campinas foi na Catedral Metropolitana, no dia 15 de agosto de 2004, às 09h30. Após a Missa, Dom Bruno e todos os convidados fizeram uma visita oficial às obras de restauro que estavam sendo realizadas na Catedral. Começava, aí, uma maratona sem fim, que alegrava sobremaneira a Dom Bruno. Ele sempre fez questão de estar presente nas Comunidades e Paróquias, nas festas dos padroeiros, nas investiduras de ministros, na administração do Sacramento da Crisma, nas Missas das Comissões e Movimentos da Arquidiocese, pois dizia que o povo quer ver o Bispo, sentir a presença do sucessor dos Apóstolos. Atendia a todos com um sorriso paterno, um cumprimento, um abraço. Dom Bruno foi, pela sua dedicação, trabalho e amor à Igreja de Jesus Cristo e a seu rebanho, um digno sucessor dos Bispos que fizeram história em Campinas. Sua simpatia e simplicidade foram marcantes e cativaram a Arquidiocese de Campinas e todo o Brasil. Marcante, também, na vida de Dom Bruno foi a preocupação com o povo que lhe foi confiado para pastorear. Dizia sempre aos seus padres e diáconos para estar no meio do povo, sentindo as suas aflições e necessidades, buscando sempre consolar, acudir e ser presença humana, principalmente junto aos que sofrem. Da mesma maneira, sempre pediu ao povo que acolhesse, com carinho, os padres e diáconos a eles confiados. Seu amor e sua preocupação pelos seus filhos eram imensos. Incentivou e dava enorme importância às Semanas de Estudo do Clero, realizadas no primeiro semestre do ano, e aos Retiros Espirituais, realizados no segundo semestre. Dom Bruno com as visitas pastorais nas cidades da arquidiocese e com a implantação do 7º Plano de Pastoral conduziu o clero e o povo para uma reflexão sobre os novos tempos e desafios da igreja em nossa realidade. Dom Bruno fazia continuamente alusão aos três eixos articuladores que foram assumidos pela Igreja de Campinas: Acolhedora, Renovada e Solidária. Jamais se furtou a se posicionar sobre a realidade, como autêntico discípulo missionário de Jesus. Através de artigos publicados em jornais, entrevistas aos Meios de Comunicação ou pelo site da Arquidiocese, tinha uma palavra refletida a partir do Evangelho. Nunca deixou de atender aos profissionais de imprensa, pois dizia da importância dos veículos de comunicação na divulgação da Palavra de Deus, que chega onde a Igreja, muitas vezes, não tem como chegar. Em sua primeira visita a paróquia Santa Teresinha ele nos pediu para sermos na cidade de Sumaré um testemunho do amor, seguindo o exemplo da nossa padroeira. E, manifestava publicamente a sua alegria por ver e ouvir, sobre o amor existente entre seu povo e o padre que ele escolheu para cuidar da paróquia. E sua alegria se tornava ainda maior, quando ouvia e via as maravilhas que o Caixa 100% Comum - um dos seus sonhos para a igreja arquidiocesana - estava realizando em nossa paróquia. A Páscoa do nosso querido arcebispo Dom Bruno, embora momento de luto, lágrimas, tristeza e saudade, se torna bendita quando cremos na feliz ressurreição, no encontro com Deus. Por isso, também é momento de bendizer a Deus na certeza de que teremos mais um intercessor no céu pela nossa igreja terrestre na arquidiocese de Campinas. Nessa comunhão entre o céu e a terra, entre o visível e o invisível, ousemos pedir: Dom Bruno Gamberini, rogai por nós! Míria Kolling “A vida pra quem acredita, não é passageira ilusão e a morte se torna bendita, porque é a nossa libertação. Refrao: Nós cremos na vida eterna, e na feliz ressurreição Quando de volta à casa paterna, com o Pai os filhos se encontrarão. No céu não haverá tristeza, doença, nem sombra de dor. No céu só haverá a certeza de viver feliz com o Senhor”.

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 02


Alguns momentos de Dom Bruno em nossa Paróquia...

Biografia Dom Bruno Gamberini nasceu em Matão (SP) no dia 16 de julho de 1950, festa de Nossa Senhora do Carmo e Ano Santo do Dogma da Assunção. Era filho de Armando Gamberini (falecido em 1987) e da Tirsi Castellani Gamberini, terceiro filho entre um irmão e três irmãs. Foi batizado, crismado e recebeu a Primeira Eucaristia na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão. Completou o curso primário no Grupo Escolar Estadual “José Inocêncio da Costa” e na Escola Estadual “Prof. Henrique Morato”, em Matão. Completou o segundo grau e a filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos (1968-1970) e Teologia no Studium Theologicum, filiado à Universidade Lateranense de Roma, em Curitiba (PR) (1971-1974). Cursou, ainda, Canto Coral e regência, na Pró-Música de Curitiba. Foi ordenado diácono na Catedral de São Carlos em 2 de dezembro de 1973 e presbítero na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão, no dia 11 de dezembro de 1974, por Dom Constantino Amstalden, bispo da Diocese de São Carlos. Como padre foi coordenador de estudos e professor de filosofia (1975-1977) e reitor da filosofia (19911995); coordenador Diocesano da Pastoral da Diocese de São Carlos (1978-1979); pároco de Ribeirão Bonito (SP) (1979-1981); primeiro juiz auditor da câmara do Tribunal Eclesiástico de São Carlos (1980-1984) e depois notário do Tribunal até 1995; reitor do Seminário de Teologia de São Carlos em Campinas, SP (1982-1986). Foi Pároco de Itajobi e Marapoama (1987-1989), Vigário Cooperador da Catedral de São Carlos (1983-1995), ajudando nas Igrejas de São Benedito e São Judas Tadeu. Foi nomeado cônego honorário do Cabido da Catedral de São Carlos, em 19 de março de 1983. O papa João Pauo 2º o nomeou 4º bispo diocesano de Bragança Paulista em 17 de maio de 1995. Foi ordenado Bispo no dia 16 de julho de 1995, na Catedral de São Carlos Borromeu, em São Carlos (SP) sendo sagrante dom Constantino Amstalden e bispos consagrantes, dom Antônio Pedro Misiara, 3º bispo de Bragança, e dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, bispo auxiliar de Salvador da Bahia. Tomou posse da diocese em 20 de agosto de 1995. Em 2 de junho de 2004, o papa João Paulo 2º nomeou dom Bruno Gamberini como 6º bispo e 4º arcebispo de Arquidiocese de Campinas. No Regional Sul 1 da CNBB (estado de São Paulo), dom Bruno foi bispo assessor da Pastoral da Criança (1996); bispo presidente do SubRegional Campinas (1999-2003); membro do Conselho Pastoral (1999-2003); membro do Conselho Econômico (2003); bispo referencial da Pastoral da Criança (1998-2009); bispo referencial dos Pueri Cantores (2005-2009); membro da Comissão da Basílica e Santuário Nacional de Aparecida (2007-2009). Seu lema episcopal era “Bendito o nome do Senhor”.

+

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 03


Semana da Família na Paróquia Santa Teresinha No dia 14 de agosto, dia dos pais, realizamos a abertura da SEMANA DA FAMILIA em todas as comunidades da paróquia Santa Teresinha. Durante a semana tivemos diversos encontros e celebrações, com temas abordando as famílias. Na terça-feira, na Escola da Fé da nossa paróquia uma apresentação falando sobre Família, Pessoa e Sociedade utilizando os subsídios Hora da Família e o Catecismo da Igreja Católica. Logo após, o testemunho de uma família pertencente a nossa paróquia que falou da sua vida em família com enfermidades, dificuldades e a ação de Deus e a presença de Maria em sua história de vida familiar. Na quarta-feira, a Celebração da Eucaristia contou com a partilha feita por um casal sobre os desígnios de Deus para a vida das famílias. Partilharam da necessidade de perceber quando o casal está se afastando, para buscar novas maneiras de uma reaproximação através de caminhadas, diálogos, cinemas, namoros, entre vários outros exemplos. Na quinta-feira, as famílias tiveram um dia livre de qualquer atividade nas

comunidades da nossa paróquia para, dentro de suas possibilidades, reunir a família para um momento de oração conjunta, meditando um texto preparado para esse momento, que valorizava a importância da família, do perdão e amor, que deve existir entre seus membros. Na sexta-feira, celebramos a Palavra partilhando o tema da adoção de crianças onde uma família de nossa paróquia testemunhou a sua alegria pela adoção de seu filho. Um momento que emocionou a muitos. No sábado, celebramos o encerramento litúrgico da semana da família com um chamado a sermos famílias cristãs que dão testemunho em nossa realidade. Ao final, Padre Carlos fez a renovação das promessas matrimoniais com os casais presentes e, logo após, uma benção especial sobre todas as famílias. Nessa celebração, um testemunho maravilhoso: uma família em que o pai e a filha estavam presentes, mas ainda se restabelecendo de uma cirurgia onde ele, o pai, doou para a filha setenta por cento do seu fígado. Um grande gesto concreto de amor doação existente nas famílias.

No domingo, às 14:30 horas, as famílias se encontraram em frente à Comunidade Cristo Rei onde, após a Palavra e a Oração de Envio do Padre Carlos, e, um breve aquecimento, saímos em caminhada pelas ruas do bairro em direção ao Centro Pastoral Santa Teresinha. Chegando no Centro Pastoral, cada comunidade apresentou um tema referente a família através de teatros, canções e poesias. Uma diversidade de dons e talentos existentes nas comunidades que surpreenderam a muitos. Ao final, Padre Carlos Donizeti, expressou a sua alegria pela presença e manifestação das famílias e deu uma benção especial a todos, encerrando as atividades da semana da família. Wilson e Marluce, coordenadores da Pastoral Familiar, expressaram a sua alegria dizendo: agradecemos a todos que participaram e nos ajudaram para que pudéssemos celebrar nossa semana em família. Agradecemos ao Padre Carlos pelo seu carinho e dedicação com todas as famílias. M a rc o s I t o u e N i l d a M a r i a , Integrantes da Pastoral Familiar

Padroeira Santa Clara Com muita alegria estivemos na paróquia Santa Clara do nosso querido Padre Jonas, onde celebramos o 2º dia do tríduo em preparação para a festa em louvor a Santa Clara. A celebração foi conduzida pelo Padre Carlos Donizeti e animada pela liturgia e canto de nossa paróquia. A liturgia falava do amor de Jesus pelos pequeninos porque não queria que nenhum deles se perdesse. A paróquia Santa Teresinha valorizou o amor de Santa Clara ao Jesus Menino e seu amor à Presença de Jesus no Santíssimo Sacramento. Padre Carlos falou da sua alegria em celebrar pela primeira vez na paróquia Santa Clara e sua felicidade em perceber que o Padre Jonas e seus paroquianos, em tão pouco tempo de instalação, já mostram uma unidade e comunhão muito bonitas. E, no dia 11 de agosto, com a presença do Monsenhor Roberto Fransolim, a paróquia Santa Clara celebrou a missa em louvor à sua padroeira. A paróquia Santa Teresinha esteve presente através de alguns agentes. Que Deus continue abençoando e iluminando a vida do Padre Jonas e da paróquia Santa Clara. Equipe de Liturgia Paroquial Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 04


Cantos litúrgicos Por que cantamos o “Glória” Aos domingos e em outras solenidades, bem como em dias festivos, cantamos no início da missa, um antiquíssimo e venerável hino chamado 'Glória'. Seu conteúdo e verdadeiro sentido nem sempre foi bem compreendido entre nós. Leia a explicação do músico e liturgista Fr. Joaquim Fonseca: “O 'Glória' é um hino que remonta aos primeiros séculos da era cristã. Na instrução Geral do Missal Romano, lemos que o 'Glória' é um 'hino antiquíssimo e venerável, pelo qual a Igreja, congregada no Espírito Santo, glorifica e suplica a Deus Pai e ao Cordeiro' (n.53). Esta definição nos deixa claro que o 'Glória' é um hino doxológico (de louvor/glorificação) que canta a glória de Deus e do Filho. Porém, o Filho se mantém no centro do louvor, da aclamação e da súplica. Movida pela ação do Espírito Santo, a assembléia entoa esse hino, que tem sua origem naquele canto dos anjos que ressoou pela primeira vez nos ouvidos dos pastores de Belém, na noite do nascimento de Jesus (cf. Lc 2,4)... O 'Glória' pode ser dividido em três partes: a) O canto dos anjos na noite do nascimento de Cristo: 'Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele

amados'; b) Os louvores a Deus Pai: 'Senhor Deus, rei dos céus, Deus Pai todopoderoso: nós vos louvamos, nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos

glorificamos, nós vos damos graças por vossa imensa glória'; c) Os louvores seguidos de súplicas e aclamações a Cristo: 'Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa súplica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade de nós. Só vós sois o Santo, só vos o Senhor, só vós o Altíssimo Jesus Cristo'.

O 'Glória' termina com um final majestoso, incluindo o Espírito Santo. É importante lembrar que esta inclusão não constitui, em primeira instância, um louvor explícito a terceira pessoa da Santíssima Trindade. O Espírito Santo aparece relacionado com o Filho, pois é neste que se concentram os louvores e as súplicas. Em outras palavras: o Cristo se mantém no centro de todo o hino. Ele é o Kyrios, o Senhor que desde todos os tempos habita no seio da Trindade. Estas dicas certamente nos ajudarão a discernir na escolha do 'hino de louvor' mais adequado para as celebrações eucarísticas. Sabemos que em muitas de nossas igrejas há o costume de executar, no lugar do verdadeiro 'Glória' pequenas aclamações trinitárias, ou seja, simples aclamações dirigidas ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Pudemos ver que o 'Glória' é bem mais do que isso: nele está contido o louvor, a aclamação e a súplica. E mais, a pessoa de Jesus Cristo aparece no centro desta grande doxologia”. Fonte: Roteiros Homiléticos do tempo Comum nº 17.

"Devemos cantar, salmodiar e louvar ao Senhor mais com o espírito do que com a voz... O servo de Cristo cante de tal forma que não se deleite na voz, mas nas palavras que canta." (São Jerônimo) A função do Salmista – Parte 1. Tamanha é a relevância do ministério litúrgico do salmista, que . merece uma reflexão especial. Tão importante quanto a do leitor, que proclama a Palavra de Deus, a função de cantar o Salmo de resposta, após a primeira leitura, é também um gesto sacramental, sinal sensível da . presença de Deus. É uma leitura-proclamação, que deve ser cantada de preferência, como um prolongamento meditativo da leitura proclamada. O Papa Bento XVI diz que “A proclamação da Palavra de Deus na celebração comporta reconhecer que é o próprio Cristo que Se faz presente e Se dirige a nós para ser acolhido”. Podemos, então, afirmar, Salmista, que, ao dirigir-se ao ambão, os seus passos, embora seus, já não são mais só seus passos. São os passos do próprio Mestre que, em você, dirige-se ao ambão para pôr em comum com a assembléia os segredos de Seu coração. Uma vez no ambão, seu corpo, seu rosto, seus olhos, seu contato com o livro, embora sendo seus, não são mais só seus: são o corpo, o rosto, os olhos, os gestos do próprio Mestre que, em você, apresenta-se com carinho e compaixão diante de uma Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

assembléia toda ouvidos para ouvir, toda corpo para acolher a Palavra. Trata-se, de um conjunto de atitudes a serem assumidas por quem canta o salmo, para que seja expressão do Deus vivo que fala à comunidade, e ao mesmo tempo, resposta orante do povo à Palavra ouvida, portanto, "cada um, ao desempenhar sua função, faça tudo e só aquilo que pelas normas litúrgicas lhe compete." (Sacrosanctum Concilium). Salmodiar requer um dom especial e é um ministério próprio. Todo dom é presente gratuito de Deus que pode e deve ser desenvolvido para que haja mais vida e para que o Reino aconteça. Desenvolver os dons recebidos é missão pessoal e intransferível... Continuaremos a pensar sobre isso. Artigo inspirado nos escritos da Ir. Miria Terezinha Kolling, do Mons. Giuseppe Liberto (Maestro Diretor da Cappella musical Pontifícia "Sistina"-Portugal) e nos documentos da Igreja Católica Apostólica Romana

Mário Cezar dos Santos - Equipe de Coordenação Paroquial de Canto www.stateresinha.org

Pág. 05


Caros amigos e irmãos. Estamos em plena realização da Jornada Mundial da Juventude com o Santo Padre o Papa Bento XVI. Estou feliz com o trabalho que realizamos até agora. Mostramos para todos que é possível realizar um sonho, basta que possamos sonhar juntos. Agora, preparando para embarcar para Madrid, me pego numa reflexão/oração e queria partilhá-la com todos vocês: Tem momentos que a gente se encontra em crise de fé, principalmente a juventude. Somos atingidos por tantas tempestades como a falta de emprego, estudo, moradia, etc. A gente se pega na barca da vida, com medo, pedindo socorro para não se afogar porque o vento é contrário e muito forte. Há quem diga que não acredita nos jovens, todavia, também existem jovens que não fazem por merecer crédito, porque não criam comunhão e participação. Um dia um grande amigo me disse que toda crise se supera com CRIATIVIDADE. Estou pedindo ao Espírito Santo esse dom para que possamos juntos cativar a juventude. Espero que essa JMJ seja um divisor de águas no projeto de evangelização da juventude de nossa Arquidiocese de Campinas. Não pelo evento em si, mas pela unidade entre todos os movimentos, pastorais e comunidades da Área Juventude, criada em torno desse projeto. A cada tempo que passa percebo a vontade da maioria dos seguimentos católicos juvenis de nossa Arquidiocese de contribuir com os eixos de ação pastoral do nosso 7º Plano de Pastoral Orgânica, bem como em buscar novas alternativas de fazer com que os jovens tenham um encontro pessoal com Jesus Cristo e se tornem cada vez mais discípulos-missionários, ajudando a construir o Reino Definitivo, ou seja, a Civilização do Amor, como já aludia o Papa Paulo VI e o saudoso Beato João Paulo II. Estive com nosso Arcebispo Dom Bruno nessa semana e ele me pediu encarecidamente que lhes transmitissem essa mensagem: “Estou muito feliz em saber que nossa arquidiocese está bem representada na Jornada Mundial da Juventude. Recebam todos o meu abraço de pai, estou com vocês.” É com esse espírito de unidade com nosso arcebispo e com toda a Igreja de Campinas que eu quero deixar aqui um novo desafio, uma nova campanha em nossa Arquidiocese de Campinas em nome da Área Juventude: A Campanha se chama: EU ACREDITO NA JUVENTUDE. Cada um de nós que tem essa certeza, poderá nos ajudar. Desde já eu convoco todos vocês a atualizarem seus perfis do Facebook, Orkut, Twitter, etc. acrescentando essa frase de coragem e de fé no potencial que a juventude tem e, de modo especial, a juventude católica. Um pequeno gesto que se espalhará por todos os cantos, contagiando cada vez mais a todos e mobilizando cada seguimento juvenil católico de nossa Arquidiocese a se unirem pela Evangelização da Juventude. Conto com todos vocês: os que “jornadeiros” e os que aqui ficam no Brasil, em nossas 9 cidades de nossa Arquidiocese, rezando e intercedendo pelos Jovens do Mundo todo nesses próximos dias. EU ACREDITO NA JUVENTUDE! E VOCÊ? Abraços em Cristo Sempre Jovem Pe. Jonas Barbosa da Silva - Assessor Arquidiocesano da Área Juventude

Sabe quem vem em 2013 ao Brasil? O Papa! E sabe o que ele vem fazer aqui? Viver, com milhões de jovens, a próxima Jornada Mundial da Juventude! “A sede da próxima Jornada Mundial da Juventude, em 2013, será o Rio de Janeiro!”, anunciou o Pontífice para mais 2 milhões de jovens na última missa da JMJ Madri, na manhã deste domingo, 21 de Agosto. Viva a JMJ Rio 2013! Viva o Papa!

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 06


Setembro, mês da Bíblia “Tua Palavra é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho!” (Salmo 119,105) Setembro é o mês que todos nós homens e mulheres, somos convidados a estar mais perto da Palavra de Deus. Como tema, a Bíblia é uma das maneiras que temos para dedicarmos, de uma forma mais direta com estudo, reflexão, oração, ação... Hoje estamos bem mais próximos da Sagrada Escritura, quem é que não tem uma Bíblia em sua casa? Podemos e devemos aproveitar, já que a Palavra de Deus nos revela o rosto de Deus e seu mistério de amor, justiça e bondade. Dedique algum tempo para a leitura orante, seja em sua casa particularmente e com a sua família, participe dos encontros dos Grupos de Vivência partilhando a Palavra com as famílias e na Escola da Fé e não deixe de participar das Missas, pois “a Palavra conduz a Eucaristia... e a Eucaristia de certo modo, tem fundamento na Palavra”. Viva a Bíblia, viva a Palavra de Deus! João Bosco e Fátima

Missa de

Nossa Senhora Aparecida No dia 12 de outubro estaremos celebrando a missa em louvor a padroeira do Brasil, N.Sra.Aparecida. É momento oportuno de expressarmos nossa fé, carinho, respeito e amor àquela que trouxe ao mundo o nosso Salvador, Jesus Cristo. Como expressão de fé visível, as famílias da paróquia Santa Teresinha caminharão pelas ruas do bairro homenageando a mãe de Jesus Cristo. Ao final da caminhada acontecerá a missa em louvor a N.Sra.Aparecida. Aguarde mais informações no próximo informativo da nossa paróquia.

Cantinho da Pastoral da Criança Segurança alimentar Utilizar os alimentos em sua totalidade significa mais do que economia, significa usar os recursos disponíveis sem desperdício, reciclar, respeitar a natureza e alimentar-se bem, com prazer e dignidade. Gostoso é criar novas receitas e descobrir um mundo de sensações, com sabor e economia no seu dia a dia. Que tal preparar uma refeição leve e nutritiva e que oferece a dose certa de energia de que você precisa? O corpo agradece!! Receita do mês Rocambole Suíno Ingredientes: 500g de pernil de porco moído (se preferir coloque frango moído) 3 ovos sal a gosto 3 colheres de farinha de rosca 2 xícaras de cenouras cozidas e cortadas em tiras bacon em tiras obs: no recheio pode-se usar azeitonas, vagem, brócolis, folhas de cenoura, beterraba, talos, presunto, mussarela. MODO DE FAZER Misture o pernil moído, 1 ovo cru, sal e a farinha de rosca. Amasse bem, abra a carne sobre um plástico e recheie com a cenoura, o bacon e 1 ovo cozido ou o recheio que preferir. Enrole como um rocambole, coloque em uma assadeira untada com margarina, pincele com 1 ovo batido e leve para assar por aproximadamente 40 minutos ou até dourar. Bom Apetite!! Carmelita Past. da Criança Com. SR.

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 07


As relíquias de Santa Teresa de Liseux, Padroeira das Missões, chegam ao Peru As relíquias de Santa Teresa de Lisieux, Padroeira das Missões, chegam ao Peru No contexto das celebrações pelos 100 anos de presença no Peru (1911-2011) da ordem das Carmelitas Descalças e sob iniciativa de toda a família carmelita, foi noticiada a visita das relíquias de Santa Teresa de Lisieux. Para as celebrações, a visita será intitulada "Em missão pelo Peru" e se realizará de 30 de agosto a 30 de novembro. . Esta iniciativa, acolhida pelo Reitor da Basílica Teresiana de Lisieux, teve uma rápida resposta, com a total disponibilidade do envio da urna com as relíquias da santa - evento inédito no Peru, país com presença missionária - e do tempo para uma peregrinação em grande parte do país andino. A chegada da urna com as relíquias de Santa Teresinha do Menino Jesus está prevista para o aeroporto internacional Jorge Chávez, na capital peruana, na terça feira, 30 de agosto, ás 18h, e permanecerá no país até o dia 30 de novembro, quando retornará à França. Logo após a chegada, empreenderá uma grande peregrinação em todo o Peru, visitando as comunidades do sul em setembro, do centro em outubro e do norte no mês de novembro. Durante o percurso, visitará as comunidades carmelitas, mosteiros, Institutos de Vida Consagrada e paróquias. “Com suas relíquias, Teresa estará presente: sua pessoa, sua espiritualidade, seu amor pela Igreja, sua mensagem espiritual. Através desta visita, tenta-se divulgar e redescobrir o Evangelho vivo de sua doutrina, baseada no amor e na confiança". Links: Site Santa Teresita (no Peru): http://www.carmelitasperu.com/

VII Peregrinação Inaciana “Caminhante, não há caminho, se faz o caminho ao andar.” Antonio Machado Nos dias 06 e 07 de agosto, eu, Luan, minha mãe, minha madrinha e mais quase 200 pessoas de diversas cidades do Brasil, participamos da VII Peregrinação Inaciana partindo de Campinas até Itaicí, em Indaiatuba. Foram aproximadamente 32 km, levando exatamente 9 horas para chegarmos ao nosso objetivo. Com toda certeza, um dos pontos fortes da Peregrinação, além de caminhar, é claro, foi o calor humano, carinho, sorriso, que encontramos nas 5 paradas que fizemos durante todo o percurso. Na simplicidade, cada Comunidade que paramos ofereceu o que tinha de melhor. Elas foram fundamentais para que completássemos a peregrinação. Neste ano fomos convidados a caminhar refletindo sobre os ensinamentos propostos por Santo Inácio nos Exercícios Espirituais, percebendo a presença de Deus em nossas vidas e assim fomos motivados a transformar nosso cotidiano através do exemplo do Cristo. Depois de um sábado de longa caminhada, sob forte sol, chegamos a Itaicí e fomos acolhidos com um abraço carinhoso do Pe. Elcio. Era o fim da peregrinação física, depois dela realizamos uma peregrinação espiritual... Noite cultural, oração da manhã, oração pessoal e a partilha. E o encontro terminou com um almoço delicioso!! Fica aí a dica para o ano que vem... Rafael Com. Cristo Rei

Dia do Nascituro No dia 08 de outubro a igreja católica no Brasil celebra o dia do Nascituro, ou seja, a criança que ainda se encontra no ventre materno nas suas diversas fases até o nascimento. Neste ano, a missa paroquial celebrando e refletindo sobre esse tema tão atual em nossa realidade, acontecerá na Comunidade Santo Expedito. Participe e seja, também, um sinal de Deus em defesa de vidas humanas que não podem se defender. Anote: Dia do nascituro - 08/10/201 1- SÁBADO Horário: 19:30 h Local: Comunidade Santo Expedito - Pq. Jatobá Paróquia Santa Teresinha Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 08


Dia do Padre - 04 de agosto Hoje nossa Comunidade quer homenagear o nosso Padre. A palavra Padre significa “pai”: assim como o pai cuida de seus filhos, o padre cuida daqueles que participam da nossa paróquia para que cresçam como verdadeiros filhos de Deus. E que pai carinhoso é o Padre Carlos Donizeti! Sempre com um sorriso nos lábios, com amor nos olhos e braços a postos para abençoar-nos e acolher-nos. Um pai espiritual dado pelo Senhor para nos guiar no caminho da salvação. Ser padre não é uma tarefa fácil! Deixar tudo é entregar-se completamente nas mãos do Senhor. Esta vocação pede força e fé. Muita fé. O Padre é um homem que está sempre a caminho, pois a “messe é grande e os operários são poucos...” Escolhido pelo próprio Deus, o padre recebe o Sacramento da Ordem que o consagra para a missão de ensinar a Palavra de Deus, pelo testemunho e pela pregação; santificar a comunidade através da celebração dos sacramentos, especialmente da Eucaristia; e ainda, unir, animar, organizar e presidir a comunidade que lhe é confiada. E que belo testemunho nos apresenta o Padre Carlos Donizeti, com uma vida de doação e uma pregação culta, politizada e santificada. O padre precisa de nós tanto quanto nós dele. Precisa do nosso apoio, colaboração e compreensão; precisa do nosso amor, da nossa amizade e de nossas orações, para que Deus lhe dê ânimo e coragem para seguir confiante e com alegria em sua missão. Ter o Padre Carlos Donizeti em nossa comunidade é uma bênção de Deus e isto precisa ser celebrado com muito amor e alegria. Parabéns Padre, que Deus o abençoe e guarde! Sylmara e Adriana Catequistas Com. Sagrada Família

Sumaré, 143 anos de história No dia 26 de julho - nossa Cidade completou 143 anos de vida! Na Matriz Sant'Ana, às 10:00 da manhã, celebramos a Missa solene em ação de graças, logo após a chegada da Procissão que caminhou pelas ruas centrais da Cidade e trazia no andor a imagem de Sant'Ana. Dom Bruno fez se representar pelo monsenhor João Luiz que presidiu a Celebração com tranqüilidade e simpatia. Nossa Paróquia marcou presença com a participação do Pe. Carlos e agentes das nossas Comunidades. Monsenhor João Luiz , na homilia, falou da grande importância de celebrar o aniversário da Cidade pela manifestação da fé católica levada aos quatro cantos da cidade. Ainda, na reflexão, colocou sobre a delicadeza de Deus de ter escolhido Ana para ser a Mãe da Mãe de Jesus uma mulher que tudo serviu a Deus por sua pureza de coração e perseverante na oração. Padre Elisiário, no início da Missa acolheu a todos os presentes, agradeceu aos Padres que lá estavam concelebrando e aos políticos municipais na pessoa do senhor Prefeito. No final da Missa agradeceu a todos que colaboraram tanto da Festa litúrgica, quanto da festa social. Pediu ao monsenhor João Luiz que levasse a Dom Bruno a alegria da Celebração e falasse a ele sobre o testemunho de fé dos agentes que não mediram esforços para que tudo saísse bem. Sant'Ana intercedei a Deus para que nossa Cidade saiba promover o amor, a paz, a justiça, a igualdade e a partilha. Fátima Comunidade Matriz

Você e sua família são nossos convidados especiais. Chegou o grande momento. Após tantas reuniões, pessoas envolvidas, sugestões, contribuições, determinação e vontade de realizar mais este evento, com o mesmo padrão e sucesso que sempre obtivemos em muitos outros que já realizamos. Enfim chegou o grande momento, agora temos de colocar em prática tudo o que planejamos e é com muito amor e alegria que faremos, simplesmente, por amor a igreja e por acreditar que o projeto de Deus nos pertence e que somos instrumentos para a sua concretização. Venha passar horas agradáveis e saborear as delicias de nossa praça de alimentação, e divirtam-se com o tradicional Show de Premios. A festa terá inicio sempre às 19:00 horas. É a tradicional festa da Paróquia Santa Teresinha. Serão três finais de semana. Traga sua família e participem conosco de nossa festa, nos dias: 03 e 04, 10 e 11, 17 e 18. Sendo no dia 18 de setembro grande encerramento, a partir das 9:00 horas, com a tradicional manhã de lazer da festa de Santa Teresinha. São um total de 13 Mil reais em prêmios e mais uma moto Honda Titan 0Km. Adquira já sua cartela em uma comunidade da nossa paróquia por apenas dez reais e concorra gratuitamente a muitos outros prêmios nas noites de festa. Afesta será no Centro pastoral Santa Teresinha do Menino Jesus, na Rua Virginio Cia nº 27, Altos de Sumaré. Mais uma vez, venha com sua família passar horas agradáveis e saborear as delicias de nossa praça de alimentação. Contamos com sua presença!!!

“Nada é pequeno onde o amor é grande!” Realização Paróquia Santa Teresinha

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

www.stateresinha.org

Pág. 09


Paróquia Santa Teresinha Arquidiocese de Campinas - Forania Cristo Rei

Casamento Comunitário Padre Carlos Donizeti e a Pastoral Familiar informam aos casais já casados no civil e que desejam receber o Sacramento na cerimônia religiosa que: o casamento comunitário, neste ano, será celebrado no dia 26 de novembro, Sábado, na Igreja Matriz Santa Teresinha. Para maiores informações, procurar a Secretaria paroquial pessoalmente ou pelo fone 3828-2652, até o dia 15 de setembro. Coordenação da Pastoral Familiar

Festa Litúrgica de Santa Teresinha É com alegria que a Comunidade Matriz Santa Teresinha vem comunicar a todas as gentes, ao querido irmão e à querida irmã, que está se preparando para a Festa Litúrgica de sua Padroeira. A euforia é grande, a responsabilidade, também! Veja só: no dia 22 de setembro, daremos início à Novena que terminará no dia 30. Cada Missa traz um tema específico que tem como base um pensamento de Santa Teresinha bastante conhecido por nós: “No coração da Igreja, minha mãe, serei amor!”. Assim sendo, desde já, estamos convidando você para participar desta Novena que prepara a grande Festa da tão querida Padroeira, que acontecerá no dia 1º de outubro no Centro Pastoral Santa Teresinha do Menino Jesus às 19 horas. Partilhe conosco esta alegria, por que “nada é pequeno onde o amor é grande”! Fátima Comunidade Matriz

Calendário das Novenas Dia 22/09 - às 20:00 h - Animação Com. Santa Rita e Com. Santo Expedito Dia 23/09 às 20:00 h - Animação Com. Cristo Rei Dia 24/09 - às 19:30 h - Animação Paróquia São Paulo Apóstolo Dia 25/09 às 18:00 h - Animação Paróquia Sant’Ana Dia 26/09 - às 20:00 h - Animação Paróquia Santa Clara de Assis Dia 27/09 às 20:00 h - Animação Paróquia São Pedro Apóstolo Dia 28/09 - às 20:00 h - Animação Com. São Pedro Dia 29/09 às 20:00 h - Animação Com. Sagrada Família Dia 30/09 às 20:00 h - Animação Com. Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Convite Você é adulto e ainda não catequizou? A Paróquia já iniciou uma nova turma de catequese para adultos. Ainda há tempo, faça sua inscrição. Procure a secretaria paroquial e traga cópia do RG, comprovante de endereço e se já for batizado, o comprovante de batismo. Informações pelo tel. 3828.2652

O Poderoso Cerco de Jericó - de 24 à 30/out/11 Paróquia Santa Teresinha Jd.Sta Teresinha Sumaré Informações Tel. 3828.2652 Realização: Grupo de Oração Paroquial Mãe Peregrina P at r o c ina do r e s de s te J or n a l

Expediente da Pastoral V o c ê é no ss o ú n ic o p a tr o c ina d o r. Q u e m a in da n ã o é , se ja ta m b é m m a is u m d iz im ista , p a ra q u e p o ssa m o s c o nt inu a r o s p ro je to s d e e va n ge l iz a ç ã o p o r m e io d a c o m u nic a ç ã o.

Pároco - Pe Carlos Donizeti da Silva Coordenação: Luciano Soave - Com. Sagrada Família Membro: Emerson Miranda - Com. Sagrada Família Membro: Luisinho - Com. Sagrada Família Membro: Ricardo Ferreira - Com. Sagrada Família Membro: Rogério Oliveira - Com. Sagrada Familia Membro: Vinícius - Com. Sagrada Família Colaboradora: Ângela Herdeiro - Secretária da Paróquia Contato: F: 3828-2652/ e-mail: comunicacao@stateresinha.org

Informe & Ação - Paróquia Santa Teresinha

P a st o ra l d a C o m u n i c aç ã o

Participe da edição do Informativo, mandando críticas, sugestões ou matérias nos contatos ao lado. www.stateresinha.org

Pág. 10


Setembro 2011