Issuu on Google+


2

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


EDiTORiaL

A

Juntos, sempre seremos mais fortes Coligação Maçônica tem por objetivo fortalecer a união de todas as Lojas do ABCDMRR, das 3 Potências (GOSP, GLESP e GOP), promover eventos, realizar campanhas e projetos.

Tudo que traga benefícios às Lojas da região, ou pelo menos às do Oriente, onde se desenvolvem tais atividades. A Coligação só terá êxito com a participação maciça dos membros de todas as Lojas Coligadas. Meu Irmão, você sabe se o Venerável Mestre de sua Loja ou algum Irmão designado para representá-lo, participa das reuniões mensais da Coligação? A participação nas reuniões é um dos fatores de maior relevância da Coligação, porque, através das sugestões e criticas, é que conquistaremos uma evolução maior. Assim atenderemos os anseios da maioria dos irmãos de nossa região.

ÍNDiCE

• Apresentação............................................................. 4 e 5 • Relação das Lojas na região............................................. 6

Novos desafios surgem, principalmente nesta época que estamos vivendo, onde a cada dia, assistimos o surgimento de novas

• Início do ERAC no ABC.................................................... 8 • EREM............................................................................... 9 • Simpósio Maçônico....................................................... 10

tecnologias em todas as áreas, mas também de situações desa-

• Campanha...................................................................... 10

gradáveis e perversas que influenciam a sociedade como um todo.

• Colégio Veneráveis........................................................ 11 • Sessões Solenes........................................................... 11

Hoje, seja a que sociedade ou ordem pertencemos, temos que nos envolvermos de forma presencial e efetiva para expor ideias,

• Conselho Parlamentar.................................................... 12 • Projeto Entidades........................................................... 12 • Secretaria Executiva...................................................... 13

sentimentos e tentar, com isto, conquistar espaços. Onde a justiça

• Monumentos Maçônicos............................................... 13

possa imperar, onde as diferenças sociais possam diminuir, através

• Propostas e projetos...................................................... 14

dos ensinamentos maçônicos que adquirimos nos templos.

EXPEDiENTE

Diretores Responsáveis: Ir... Alexandre Vancin Takayama, Ir... Carlos Eduardo Vital e Ir... José Adolfo Gazabin Simões

Fazer feliz a humanidade A vareta de um feixe se quebra facilmente, mas uma vez unidos, varias varetas em um único feixe será difícil quebrá-la. Por isso, meus irmãos, nossa força será significativa, para conquistarmos me-

Diretor Executivo: Ir... Alessandro Vezzá Diretor de Redação: Wallace Nunes Diretor Comercial: Ir... Giancarlo Frias

tas e sonhos. Participe da sua Coligação, porque você e sua Loja são

A Revista Coligação é uma publicação trimestral

os elos de nossa corrente e temos que fazê-la cada dia mais forte.

produzida pela Editora Sustentabilidade Editorial e Cheeses Publicidade e Editora.

Ir... Alexandre Vancin Takayama Presidente

REVISTA

COLiGaÇãO

Av. Dr. Antonio Alvaro, 143 - Sala 2 - Cep 09030-520 Vl. Assunção - Santo André - SP - Tel: 11 4901-4904

3


A

APRESENTAÇÃO Maçonaria é uma ordem universal formada por

pertencentes a G.L.E.S.P. e ainda coordenador da Comissão

homens de todas as raças, credos e nacionali-

de Teses do Simpósio.

dades. São acolhidos por suas qualidades morais

Em 25 de junho de 1994 reuniram-se, no saguão do

e intelectuais que se reúnem com a finalidade de construir

prédio da ARLS João Ramalho, os irmãos Vagner Pereira

uma sociedade humana fundamentada no amor, na esper-

da Silva, Josué Inácio da Silveira Neto, Humberto Cacioli,

ança, no temor a Deus, à Pátria, e à família, com tolerância,

Germano Corazza e Manoel Cano membros da Loja João

virtude, sabedoria e investigação da verdade.

Ramalho. Juntamente com Jair de Frias, da Loja Cavaleiros

Estamos inseridos na tríade, Liberdade, Igualdade e

de Santo André, Walter Hugo Pinaya Calatayud, Camillo

Fraternidade, cujos princípios da ordem, da razão e da

Lellis Salles Netto, Antonio Carlos Souza Carvalho, todos

justiça alcançam a felicidade e paz Universal. Também so-

da Loja Fraternidade de Santo André.

mos uma organização de homens voluntários unidos para o propósito de aperfeiçoamento da sociedade.

Também estavam presentes os representantes da Loja Fraternidade de Utinga, Toshio Nakao e Manoel Mendes

Há anos, vários irmãos das três obediências regulares,

Osse, da Loja Cinquentenário, juntamente com Jurandir Teix-

discutem a possível união de maçons no ABC. Tal como

eira Ruiz, Antonio Carlos Simões de Oliveira, Joel Ribeiro de

ocorreu nas cidades da Baixada Santista, da região de So-

Oliveira, irmãos da Loja Colunas do ABC. Paulo Silas Castro

rocaba, em outros municípios de São Paulo e também em

de Oliveira, da Loja Trolha Andreense, Claudinê Jacintho dos

outros Estados. Entre os membros da Ordem, existe o con-

Santos, da Loja Renascença, Fuad Sayar, da Loja G.Mazzini,

ceito da fraternidade.

Carlos Roberto Venâncio e Rildo de Oliveira Veras, da Loja

Nos início dos anos 90, eram realizados simpósios no

Consciência Andreense, Carlos José Feital, Hélio Berto-

ABC, com a ideia de apresentação de teses com conteúdos

lazi, Eolo Gamaliel Falco Costa, irmãos da Loja Liberdade e

maçônicos ou sociais.

Justiça. Da Loja Nacional Republicana Única esteve presente

Na época fora realizado o IV Simpósio Maçônico do ABC e nele os irmãos se inspiraram e apresentaram a tese

o irmão Décio Trizi. Mario Holderegger, Loja Delta II e Joaquim Rufino irmão da Loja Fraternidade de Ribeirão Pires.

da criação de uma coligação maçônica. Os escolhidos

Por unanimidade foi fundada a COLIGAÇÃO MA-

para defender a união na região foram Eolo Gamaliel

ÇÔNICA DO GRANDE ABC. No estatuto social ficou esta-

Falco Costa, Walter Hugo Pinaya Calatayud e Carlos Ro-

belecido que no dia 07 de setembro de 1994, feriado da

berto Venâncio.

Independência do Brasil, através da Assembléia Geral de

O tão esperado conclave maçônico foi realizado no

irmãos representantes de todas as Lojas da Região, para

dia 12 de junho de 1993, em São Bernardo do Campo.

eleição do órgão diretivo conduziram os destinos da Co-

Estavam presentes aproximadamente 300 maçons, na qual

ligação, no primeiro período de sua existência.

foram apresentadas quatro teses e uma delas -a da coligação regional- fora aprovada por 95% dos presentes.

Nesta mesma data, por aclamação dos irmãos presentes, foi eleita a primeira, diretoria da Coligação for-

Neste encontro, nasceu a sugestão de que fosse no-

mada por obreiros das Obediências Maçônicas Regulares.

meado um irmão para organizar a criação do estatuto e,

Grande Loja Maçônica de São Paulo, Grande Oriente do

consequentemente, a preparação da eleição cujo objetivo

Brasil e Grande Oriente Paulista, assim constituída pelos

era criar uma diretoria administrativa.

irmãos Vagner Pereira da Silva, Presidente, Jair de Frias, 1º

O irmão Vagner Pereira da Silva foi o primeiro presi-

Vice Presidente, Walter Hugo Pinaya Calatayud, 2º Vice

dente escolhido por ser o atual dirigente do Conselho

Presidente, Antonio Carlos Simões de Oliveira 1º Secre-

de Veneráveis e Past Masters do Grande ABC das Lojas

tário, Carlos Roberto Venâncio, 2º Secretário, Fuad Sayar,

4

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


1º Tesoureiro, Francisco de Paula Bueno Brandão, diretor

propugnando junto às Lojas coligadas para que prestem

de Beneficência e Assistência.

apoio material e humano para a consecução de seus ob-

Os objetivos da Coligação foram estabelecidos para: - Defender, por todos os meios, a grandeza da Ordem Maçônica - Divulgar, pelos meios permitidos nos regulamentos, a fi-

jetivos e finalidades - Cooperar com as autoridades e entidades da sociedade em geral, em ações que visem o bem estar social de todos os cidadãos

losofia e os princípios que regem a Maçonaria Universal

- Acionar, dentro dos princípios regulamentares e legais,

- Promover a aproximação e a união de todos os maçons

qualquer maçom que possa auxiliar outros irmãos, na

e evitar a formação de grupos que possam causar divergências

solução de problemas urgentes - Manter sistema de informações, para apreciação previa

- Realizar eventos para confraternização da família ma-

dos nomes de candidatos a ingresso nas Lojas Maçôni-

çônica, especialmente por ocasião das comemorações

cas coligadas e, oferecer às mesmas, subsídios para in-

do Dia do Maçom

strução dos processos de iniciação, filiação e regular-

- Incentivar o progresso da Ordem Maçônica

ização, sem conflitar com os regulamentos vigentes nas

- Oferecer pelos meios de mútua assistência aos maçons

respectivas Potências Maçônicas

- Coordenar, sempre que solicitada, os trabalhos beneme-

- Promover e patrocinar congressos, simpósios, seminári-

rente e filantrópico dos maçons, particularmente nas in-

os, cursos ou conferências de cunho maçônico, cívico ou

stituições assistidas pela Maçonaria

cultural.

- Colaborar com as instituições constituídas por maçons,

REVISTA

COLiGaÇãO

Ir... Vagner Pereira da Silva

5


Relação das lojas da região loja potencia logradouro cidade ARLS 7 de Setembro V ARLS Fraternidade de São Bernardo ARLS Fraternidade de Santo André ARLS João Ramalho ARLS União Fraternal ARLS 20 de Agosto ARLS Fraternidade de Ribeirão Pires ARLS 28 de Julho ARLS Chequer Nassif ARLS Anibal dos Santos da Silva ARLS Fraternidade de Utinga ARLS Cavaleiros de São Caetano ARLS Cinqüentenário ARLS União, Lealdade e Trabalho ARLS Fraternidade Justiça, Trabalho ARLS Renascença ARLS União de São Bernardo ARLS Itiro Hirano ARLS Diolindo Marezi ARLS Paulo de Tarso Gomes da Silva ARLS Solidariedade ARLS Academica Adib Moises Dib ARLS Barao de Maua ARLS Colunas do ABC ARLS União Liberdade e Justiça de São Caetano ARLS Amaranto ARLS Liberdade e Justiça ARLS Frater Domus de Riacho Grande ARLS Primeiro de Setembro ARLS Pérola da Serra ARLS Victor Caetano Dias ARLS Phenix di Thiene ARLS Nove de Maio de São Bernardo ARLS Tijucussu ARLS Mestre Construtor ARLS Paragem de Ouro Fino ARLS Luzes da Reflexão ARLS Stella Matutina ARLS Fraterna União ARLS Colunas de Santo André ARLS G. Mazzini ARLS Cavaleiros de Santo André ARLS Fraternidade de São Caetano ARLS Matheus Constantino ARLS Luz do Oriente ARLS Thomaz Idineu Galera ARLS Trolha Andreense ARLS 8 de Dezembro ARLS Delta II ARLS Nacional Republicana Única ARLS Consciencia Andreense ARLS Luz do Ocidente ARLS Bento Gonçalves ARLS Fraternidade Universitária de Santo André ARLS Grande Frat. Acadêmica Luzes do Universo ARLS Frater. Universitária Luz do Oriente ARLS Cavaleiros da Ordem do Templo ARLS Caminho e Verdade ARLS 81 ARLS Horus ARLS Renascença de Mauá ARLS Amizade Fraterna

6

GOP GOP GOP GLESP GOP GOP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GOP GLESP GOP GOP GLESP GLESP GOP GOP GOP GLESP GOP GOP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GLESP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP GOSP

Rua Marechal Deodoro, 101 Rua Egeu, 57 Rua Jorge Beretta, 781 Rua 11 de junho, 717 Rua José do Patrocínio, 288 Rua Egeu, 57 Rua Casper Líbero, 114 V Aurora Av. Pres. Kennedy, 2715 Av. Prof. Geig, 69 Av. Assis Brasil, 708 Rua Tordesilhas, 235 Rua Major Carlo del Prete, 546 - S/L Rua Itaquera, 181 - Vila Apiaí Rua Maria de Fátima  157 Rua 11 de Junho, 717 Rua Itaquera, 181 - Vila Apiaí São Bernardo do Campo Av. Marechal Deodoro, 101 Rua 11 de junho, nr. 717, Bairro Casa Branca Rua Onze de Junho, nº 717 Rua Maria de Fátima, 157  -  Baeta Neves RUA EGEU Nº 57 Av. Assis Brasil, 708 Vila Assis Brasil Rua Itaquera nº181   vila apiaí Rua Major Carlos Del Prete, 546 S/L Major Carlos del Prete, 546 - S/L Rua Turiaçu, 205 Rua Comendador Rodolfo Crespi, nº 127 Av. João Ramalho, 402- Vila Assunção Rua Casper Líbero, 114 Vila Aurora Av. Tietê, 299 Av. Presidente Kennedy, 2715 Rua Maria de Fátima, 157 Av. Presidente Kennedy, 2715 Rua Turiaçu, 205 Rua Casper Líbero, 114 V Aurora Rua Comendador Rodolfo Crespi, 127 Rua Maria de Fátima 157 - Baeta Neves Rua Major Carlos Del Prete, 546 Rua Jorge Bereta, 781 - Vila Curuça Rua José do Patrocínio, 288 Rua Xavier de Toledo, 250 Rua José do Patrocínio, 288 Rua José do Patrocinio, 288 Av. Tietê, 299 Rua José do Patrocínio, 288 Av. João Ramalho, 402 Rua MARECHAL DEODORO, nº 101 Rua Turiaçu, 205 Rua Xavier de Toledo, 250 -  Centro Rua Xavier de Toledo, 250 Centro Avenida Tietê, 299 Avenida Tiete, 299 Rua Xavier de Toledo, 250 Rua Egeo, 57 Avenida Tietê, 299 Av. Assis Brasil, 708 - Vila Assis Brasil Rua Aquilino de Almeida, 146 - Jd. Itacolomy Rua Xavier de Toledo, 250 Rua Xavier de Toledo, 250 - Centro Av. Assis Brasil, 708, Vila Assis Brasil Rua Marechal Deodoro, 101

Diadema São Bernardo Santo André Santo André São Caetano São Bernardo Ribeirão Pires São Caetano São Bernardo Mauá Santo André São Caetano Santo André São Bernardo Santo André Santo André São Bernardo Diadema, SP Santo André Santo André São Bernardo São Bernardo Maua Santo André São Caetano São Caetano Santo André São Bernardo Santo André Ribeirão Pires São Caetano São Caetano São Bernardo São Caetano Santo André Ribeirão Pires São Bernardo São Bernardo São Caetano Santo André São Caetano Santo André São Caetano São Caetano São Caetano São Caetano Santo André Diadema Santo André Santo André Santo André São Caetano São Caetano Santo André São Bernardo São Caetano Mauá Ribeirão Pires Santo André Santo André Mauá Diadema, SP

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


E

Início do ERAC no ABC

m 28 de abril de 1993, o Emin.·. Gr.·. M.·. Ir.·. Rubens Barbosa de Matos, fez um desafio aos IIr.·. da Comissão Organizadora do ERAC da Capital: “estender o evento para o ABCD”, o que deveria ser realizado no segundo semestre daquele ano.

Imediatamente o valoroso Ir.·. Olivio Pinheiro de Almeida Neto, residente em São Caetano do Sul e membro da

Comissão, solicitou auxilio e através da união que nos suporta, chegou ao Ir.·. Nicola Mazzitelli, um apaixonado por estudos da filosofia maçônica, imediatamente contactou o Ir.·. Jair de Frias e juntos conquistaram novos VV.·.MM.·. e MM.·. II.·. da época, e em 16 de Outubro de 1993, no restaurante São Francisco em São Bernardo do Campo, seria colocado em conjunto com o VII ERAC da Capital, o marco inicial destes Encontros Regionais no ABCDRR, com a participação de 7 LL.·. da região – Fraternidade de São Caetano, Cavaleiros de Santo Andre, Consciencia Andreense, Delta II, G. Mazzini, Thomaz Idineu Galera e Trolha Andreense. O primeiro encontro puramente regional, com a participação somente das LL.·. da região aconteceu em 21 de maio de 1994, nas dependências do Pampas Palace Hotel em São Bernardo do Campo, tendo como Loja patrocinadora a A.·.R.·.G.·.B.·.L.·.S.·. Cavaleiros de Santo Andre, a qual seu V.·.M.·. era o Ir.·. Jair de Frias, e contou com a participação de 79 IIr. Desde então, mais 23 encontros aconteceram. Os ERAC’s sempre tiveram uma Loja como patrocinadora e isso acontece até hoje, porem a partir de 2004, a coordenação passou a cargo da Coligação Maçonica. Esta pequena mudança ajudou substancialmente sua divulgação e as ações passaram a ser uniformes. A essência principal do encontro é a discussão do simbolismo e da filosofia maçônica por parte de todos os AA.·., CC.·. e MM.·., através do estudo e da pesquisa. Não podemos esquecer também, a grande experiência da confraternização entre os presentes, com a troca informal de experiências e as novas descobertas que surgem, independente de Pot.·. e Rit.·., demonstrando que em nossa Subl.·. Ord.·. não existem “primos”, “somos verdadeiros IIr.·.”.

I ERAC - 21.05.1994 - Loja Coord.·. Cavaleiros de Santo André

XII ERAC - 27.11.1999 - Loja Coord.·. Trolha Andreense

II ERAC - 26.11.1994 - Loja Coordenadora: Delta II

XIII ERAC - 27.05.2000 - Loja Coord.·. Fratern. de São Caetano

III ERAC - 10.06.1995 - Loja Coord. Thomaz Idineu Galera

XIV ERAC - 25.11.2000 - Loja Coord.·. Cavaleiros de Santo André

IV ERAC - 18.11.1995 - Loja Coord. Matheus Constantino

XV ERAC - 27.11.2004 - Loja Coord.·. Colig. Maçonica do ABC

V ERAC - 29.06.1996 - Loja Coordenadora: G. Mazzini

XVI ERAC - 21.05.2005 - Loja Coordenadora: Nove de Maio

VI ERAC - 23.11.1996 - Loja Coord.·. Matheus Constantino

XVII ERAC - 28.05.2006 - Loja Coordenadora: Amaranto

VII ERAC - 29.06.1997 - Loja Coord.·. Consciencia Andreense

XVIII ERAC - 19.05.2007 - Loja Coord.·. Fraternidade de Utinga

VIII ERAC - 29.11.1997 - Loja Coord.·. Trolha Andreense

XIX ERAC - 24.11.2007 - Loja Coordenadora: Renascença

IX ERAC - 30.05.1998 - Loja Coordenadora: Luz do Oriente

XX ERAC - 01.06.2008 - Loja Coord.·. Fratern. de Ribeirão Pires

X ERAC - 18.11.1998 - Loja Coord.·. Oito de Dezembro

XXI ERAC - 22.11.2008 - Loja Coord.·. Cavaleiros de Santo André

XI ERAC - 22.05.1999 - Loja Coord.·. Luz do Ocidente

8 8

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


EREM Encontro Regional de Empresários Maçons Objetivos: 1 - Preparação de um cadastro de empresas, de propriedade ou administradas por maçons. 2 - Preparação de um cadastro de profissionais liberais. 3 - Criar bolsa de empregos para profissionais maçons. 4 - Criação de uma futura Associação Comercial e Industrial Maçônica do ABCDMRR Meta: União dos empresários maçons, para incrementar o intercambio comercial e de serviços; publicidade; central de informações e de ofertas; etc...

expositores. Também contamos, e todas as edições, com varias palestras de interesse empresarial e geral, o que veio

Missão:

abrilhantar ainda mais as edições.

Criar uma cultura de interdependência maçônica, nos procurando sempre em nossas necessidades comerciais; industriais e sociais.

Mensagem: Aqui também o trabalho é árduo e exige a dedicação de vários IIr.·., que se dispuseram a colaborar para que o objetivo

Histórico:

seja alcançado.

Realizamos o IV EREM, com a participação de vários IIr..

Sabemos que a participação dos nossos IIr.·. empresários

empresários, com estandes, onde puderam expor seus pro-

é muito tímida, o que ainda não nos deu a oportunidade de

dutos e serviços.

mostrar a verdadeira força da família empresarial Maçônica.

Tivemos muitos IIr.·. que visitaram os estandes e puderam conhecer de perto as empresas e serviços oferecidos pelos

REVISTA

COLiGaÇãO

Realizamos apenas 04 edições, mas com certeza, a cada uma, teremos a participação cada vez maior.

9 9


O

Simpósio maçônico

evento é voltado para o irmão, ou grupo de ir-

maçônica e o debate de temas de relevância para a nossa

mãos, a fim de que os mesmos apresentem teses,

instituição.

projetos ou planos de trabalho, para a filosofia

No simpósio da família há palestras motivacionais, in-

maçônica, benemerência ou filantropia que possam trazer

formações para conhecimento da Ordem, gincanas e ativi-

benefícios para os membros do ABCDMRR.

dades esportistas.

As metas deste evento servem para motivar a criação dos projetos que necessitam de avaliação e aprovação dos

Histórico

demais irmãos e que também possam trazer benefícios.

O primeiro Simpósio da Família Maçônica foi realizado

Os simpósios existem desde 1990 e neles foram discu-

em março de 2004. Nestes eventos conseguimos reunir

tidos e aprovados muitos projetos, teses e também temas

familiares maçônicos e desenvolver atividades distintas

de grande relevância. Tais medidas contribuíram para o

para os irmãos, como projeto de grau, ética na estrutura

crescimento da entidade.

familiar, o corpo humano, a saúde publica e sua interação com a sociedade civil organizada.

O grande encontro

Já para as cunhadas palestras, cujos temas são: des-

Reunir irmãos, cunhadas e sobrinhos de todo à região é sempre um dos melhores momentos da Maçonaria. O

cobrir suas aptidões, auto-desenvolvimento, inteligência emocional e as relações sociais.

evento tem por finalidade a confraternização da família

Para os sobrinhos, gincanas e trabalhos em grupos

CAMPANHA Doe: sangue, órgãos e medula

P

or vários anos, a Coligação promoveu campanhas de doação de sangue, principalmente no mês de agosto de cada ano, nas sete cidades da região. Atualmente e, por motivos burocráticos

dos órgãos oficiais, ficou mais difícil promover grandes campanhas. Assim, a Coligação opta por promover campanhas pontuais em cada município, em datas diversas durante o ano, sendo que a última realizou em Ribeirão Pires. Conscientizar os doadores é a prioridade. Para isto, a Coligação planeja publicar uma cartilha com todas as orientações que deverá ser distribuída nas escolas e entidades públicas e privadas. Este tipo de trabalho tem que ser continua, porque a necessidade de sangue é diária. Nas campanhas de doação de órgãos e de medula, a Coligação participa como auxiliar na divulgação deste trabalho, que é desenvolvido por vários irmãos e cunhadas da região.

10 10

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


Colégio de Veneráveis

E

m meados de 1991 alguns irmãos de São Caetano do Sul se reuniram e discutiram a necessidade de

mestre e mestre instalado -Cursos, conferências, palestras e congressos.

criar uma união das lojas para fortalecimento da

maçonaria na região. Após vários encontros, formaram

Os primeiros irmãos veneráveis desta coligação eram

seu estatuto e no dia 24 de junho de 1992 criaram a coli-

Arlindo Bueno da loja Matheus Constantino, Marcos

gação das lojas maçônicas Fraternidade de São Caetano,

Antonio Cardoso da loja Luz do Oriente, Miguel Garcia

G. Mazzini, Luz do Oriente, Matheus Constantino e Tomaz

Lhorente da loja Tomaz Idineu Galera, Nicola Mazzitelli

Idineu Galera, com o objetivo de coligar e confraternizar

da Loja Fraternidade de São Caetano, Wilson Roveri da

todos os maçons regulares.

loja G. Mazzini. Após um ano e meio convidaram IIr.: das Grandes Lojas

O artigo 3º do estatuto era: A coligação, para a conse-

e GOP que ainda não faziam parte da coligação, depois de

cusão de seus objetivos, promoverá através das lojas:

três anos com o falecimento de 2 IIr.: fundadores a coligação ficou sem atividade.

- Realização de reuniões conjuntas, periódicas, de todas as lojas coligadas

Em 2001 um grupo de IIr.: resolveu reativar o colégio de veneráveis e em uma reunião em 23 de novembro de 2001

- Banquete ritualístico de São João

resolveram reativar e atualizaram o estatuto após 10 anos,

- Seminários nos graus de aprendiz, companheiro,

vigente até os dias atuais.

sessões solenes

A

REVISTA

Dia do Maçon é instituído s Câmaras Municipais das cidades de São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Ribeirão Pires, Diadema e Mauá, aprovaram gloriosamente leis que instituiu a comemoração do Dia do Maçon. É no dia 20 de agosto, sendo que há sessões solenes devidamente agendadas próximas a esta data.

COLiGaÇãO

11 11


conselho parlamentar

A

Coligação trabalhos mãos

iniciou com

ir-

interessados

com o objetivo de montar em nossa região o Conselho Parlamentar Maçônico. A ideia é dar subsídios aos irmãos e seus familiares, através de palestras, cursos, exposições, leituras de livros, orientações com especialistas da área, ou qualquer outro canal que possa oferecer treinamento e conhecimento na área política em todos os níveis. A finalidade é conhecer o meio político, seus basti-

cada município. Para, através deste conselho, os irmãos e

dores nas duas esferas de Poder e, paralelamente, acom-

familiares, possam suprir de informações e até de partici-

panhar através de irmãos e familiares que se dispuserem

pação direta sobre determinados assuntos.

a participar de tal empreitada. Acompanhar trabalhos, influenciar nas atividades parlamentares, aconselhar, apoiar, incrementar e dar sustentação aos trabalhos Legislativos. Tudo pautado no princípio maçônico.

O Conselho é aberto para todos os irmãos e familiares. Presidente atual deste Conselho é o nosso irmão Francisco Marques da A.R.L.S. Paulo de Tarso -GOP. A escolha dos próximos presidentes e outros cargos dentro do Conselho será assunto das próximas reuniões,

Os membros devem trazer todas informações dos assuntos discutidos na Casa Legislativa e no Executivo de

onde será discutida todas as diretrizes e as estratégias de ação para os próximos anos.

projeto entidades

A

Entidades filantrópicas Coligação Maçônica, através do irmão Alexandre Vancin Takayama, o atual presidente desenvolveu um projeto de profissionalização de entidades filantrópicas. O funcionamento ocorre quando o irmão, ou familiar, participam de um fórum que divulgada o “modus operandi” da entidade, dentro das leis do País.

A entidade, conquistando este status, poderá desenvolver projetos, que é possível captar recursos de até R$ 1.000.000,00,

(Um milhão de reais) a fundo perdido. O irmão Vancin ministra consultoria para as entidades filantrópicas interessadas.

12

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


secretaria executiva Um secretário executivo para organizar a entidade

P

ara que a Coligação Maçônica do ABCDMRR, tenha

gando para toda a região os dados da nova loja.

uma desenvoltura mais adequada perante as Lojas

• Auxiliar, quando solicitado, as Lojas coligadas, na divul-

coligadas, foi aprovada a criação do cargo de “SECRE-

gação de eventos; ajuda para irmãos e familiares, principal-

TÁRIO EXECUTIVO”, que tem a função de: • Contatar, diretamente, via e-mail, telefone e outros meios disponíveis, todos os veneráveis/secretário e tesoureiros,

mente na área da saúde. • Contatar empresários maçons e ou familiares, para divulgarem suas empresas, através de nosso portal.

para comunicação dos assuntos de interesse da Coligação

• Organizar toda a documentação da coligação.

em relação às Lojas e vice e versa.

Este cargo, receberá uma ajuda de custo, que deverá estar

• Auxiliar os secretários das Lojas coligadas, a utilizarem as ferramentas existentes no Portal da Coligação. • Contatar os Grãos Mestres; Presidentes de outras Coligações; Associações Maçônicas; Colégios de Veneráveis; etc, para comunicações relevantes de interesse comum. • Contatar profanos em geral e do meio político, para comunicações de interesse da Coligação. • Atualizar anualmente todos os dados de cada Loja coligada, ou quando se fizer necessário. • Registrar as novas Lojas que surgirem na região e divul-

vinculada á captação de recursos e outras. Terá uma dedicação de seis horas diárias de segunda a sexta feira e, uma vez por mês na reunião mensal da Coligação. O irmão que vier ocupar este cargo, deverá ter no mínimo grau de mestre e, será escolhido e selecionado pela direção da coligação que avaliara alguns critérios a ser exigido para ocupação desta função dentro da Coligação. Inicialmente, será disponibilizada para o secretario executivo, uma sala, com todos os recursos necessários, no piso inferior do Shopping Total Móveis em São Bernardo do Campo.

monumentos maçônicos

N

a região do ABCDMRR, existem vários monumentos

trutural e harmônico.

maçônicos. Existindo em algumas cidades até dois

É composto de personagens, de trabalhadores que em

monumentos, como em São Bernardo do Campo e

seus quadros ocupam a maior parte da tela. O trabalho

São Caetano do Sul. As cidades que ainda não possuem seus

duro caracteriza-se por braços, pernas, mãos e pés com

monumentos são Mauá e Rio Grande da Serra.

dimensões exageradas, assim como por feições muitas

Os irmãos da cidade de Mauá, já tem planos e pro-

vezes carregada, mas o conjunto todo, na maioria das vez-

jeto para o monumento local. No município de Rio Grande

es com animais e instrumentos musicais, produz um efeito

da Serra, teremos que aguardar a abertura de Lojas para

suave, multicolorido e harmônico. Suas cores e matizes

pleitearmos um monumento local.

são típicas da América do Sul - sua obra pode ser com-

Adélio Sarro Sobrino,

conhecido por Sarro, nasceu

em Andradina no de 1950. Em 1972 iniciou na pintura e a

parada sobretudo à de um Portinari, sendo influenciada pelo mexicano Rivera e por Picasso.

partir desta data passou a expor com grande frequência. O

Sarro expressa o universo de seus personagens tam-

mundo de Sarro é fascinante, colorido, leve nas transpar-

bém em formas monumentais, como em esculturas e em

ências e com contraste que dão à sua obra um caráter es-

grandes afrescos de concreto.

REVISTA

COLiGaÇãO

13


Propostas e projetos A Coligação Maçônica do ABCDMRR tem na sua missão

Também é preciso incentivar todas as Lojas da Região

trazer conhecimentos de evolução e de conquistas e ainda

a promoverem sessões cívicas, nas datas de 21 de abril, 9

propostas para os próximos anos. Entre elas estão a que

de julho, 7 de setembro e 15 de novembro, com objetivo

reativa o sistema de analise dos profanos propostos para

de convidar alunos de escolas publicas e particulares, com

as Lojas da região, auxilia nas indicações e publica a revista

o intuito de instruí-los e incentivá-los para o civismo e a

da Coligação com periodicidade trimestral.

pratica da cidadania.

Também está entre nossas propostas os convênios com o comércio, consultórios e clínicas médicas, farmácias, empresas de prestação de serviços, instituições educacionais

- Apoio e incentivo para abertura de mais atividades paramaçônicas como:

dos ensinos infantil, fundamental, médio e superior. Além disso, também estão inseridos entre as propostas está ai-

• Capitulo da Ordem DeMolay

nda o estabelecimento de convênios escolas de línguas e

• Tavolas

agências de viagens.

• Assembléias das Garotas do Arco Iris

Feiras de Livros Maçônicos/Exotéricos e correlatos, com

• Filhas de Jô

a oportunidade de fazer palestras também se inserem

• Capitulo de Estrelas do Oriente

nas propostas da entidade.

• Lawtons

A coligação maçônica tem um portal de informações

• Clubes de Acácias

que permite total interação via internet. A partir daí

• Maior apoio aos Grupos de Escoteiros

criaremos dentro do portal um banco de palestrantes

• Etc.

maçônicos e profanos, para utilização nas Lojas da região, Coral Maçônico.

- Criação de um Centro de Estudos Maçônicos Regional

A abertura da Associação Comercial e Industrial Maçônica do ABCDMRR é uma das propostas que devem ser debatidas nos encontros.

- Incentivar e participar da montagem de Templos exclusivos para Lojas Filosóficas nos diversos ritos.

“Faça que sua Loja, através de seu venerável mestre ou do Ir... representante indicado, participe da reuniões mensais e dos eventos desenvolvidos dentro da Coligação, para que possam trazer novas idéias e projetos que venham beneficiar os IIr... da região do ABCDMRR e seus familiares”.

14

COLIGAÇÃO MAÇÔNICA DO ABCDMRR


NEGÓCIOS


NEGÓCIOS



Revista ColigAção Ano 1 Nr 001