Page 1

SPECIAL EDITIONS


PECIALSE DITIONS Vers達o Sonline PECIAL EDITIONS


P

ingue anestésico sobre o córtex humano e, puf!, lá se vai a consciência, nosso bem mais caro, na demonstração mais eloquente que conheço de como o cérebro em funcionamento é a base de tudo o que somos, sentimos e fazemos. Mas ter um cérebro não é prerrogativa nossa, e sim de todos os animais que não são esponjas. O que torna o nosso diferente, então, capaz até mesmo de ponderar sobre si mesmo, a ponto de se considerar superior aos demais? “Cem bilhões de neurônios, dez vezes mais células gliais, um córtex cerebral que se dobra conforme ele ganha neurônios, custo energético extraordinariamente elevado, um cérebro sete vezes maior do que deveria ser.” Por muito tempo, esses foram considerados “fatos” sobre o cérebro humano, encontrados no capítulo introdutório de qualquer livro-texto de neurociência e no parágrafo de abertura de muitos artigos científicos. Artigos, aliás, realizados ao custo de várias dezenas de milhares de dólares, cada um. Sem esses recursos não seria possível bancar os métodos genéticos, moleculares e eletrofisiológicos necessários para buscar explicações para nossa capacidade cognitiva singular, incomparável à dos outros animais: genes únicos à nossa espécie? Sinapses mais eficazes? Metabolismo acelerado? Quase sempre são trabalhos estrangeiros – porque ciência extraordinária requer recursos extraordinários, que nós, no Brasil, não temos. Por muito tempo, a norma foi eles produzirem por lá, e a gente, com sorte, reproduzir por aqui. É perfeitamente seguro dizer que a maior parte do conhecimento científico ensinado no Brasil é importada. Quem diria, portanto, que cada um desses “fatos” mais básicos sobre o cérebro seria desbancado por ciência brasileira – e, como não poderia deixar de ser em terras tupiniquins, a um custo médio irrisório, de menos de 6 mil dólares por artigo publicado, cada um descrevendo uma nova descoberta inédita. Conseguimos fazer ciência que os estrangeiros consideram extraordinária o suficiente para ser publicada até na , talvez a mais prestigiosa revista científica. Como, se não temos recursos extraordinários? A resposta envolve uma boa dose de mágica.

D

iz a lenda que cientista é um bicho objetivo, perfeitamente racional, que só acredita vendo os fatos. Uma dose saudável de ceticismo é, realmente, uma das características mais úteis das características mais úteis para um cientista – mas, na prática, muitos são tão crédulos quanto o público não praticante. Foi assim que vários mitos se propagaram e prosperaram entre os próprios neurocientistas, contentes em apenas repetir “fatos” contados a eles, sem questionar suas fontes. Ao menos o mito de que usamos apenas 10% do cérebro é retumbantemente negado pelos neurocientistas (usamos o cérebro todo, o tempo todo, mesmo quando dormimos; apenas o usamos de maneiras diferentes). Mas, na primeira pesquisa que fiz quando voltei ao Brasil depois de formada, descobri que 60% do público carioca que cursou a universidade acreditava só usar 10% do seu cérebro. Como se os outros 90% fossem reserva - ou, pensei, compostos não de neurônios, mas de células gliais, responsáveis por dar suporte funcional e alimentação às células neuronais. Afinal, não era quase isso o que qualquer livro básico de neurociência dizia: dez vezes mais glia do que neurônios? Fui em busca da fonte para esse número, mas ela não existia. Da mesma forma, descobri que os 100 bilhões de neurônios, número suspeitamente redondo, eram apenas uma estimativa de ordem de grandeza, e não resultado de medidas reais. Como em um jogo de telefone sem fio, estimativas citadas erroneamente logo se transformavam em fatos.


ANNIE LEIBOVITZ

PHOTOGRAPHS FOTOGRAFIAS


Prefรกcio | Foreword YAO CHEN Participantes | Participants: Janeiro | January NATALIA VODIANOVA Fevereiro | February KATHELEEN kENNEDY Marรงo | March AGNES GUND and SADIE RAIN HOPE-GUND Abril | April SERENA WILLIAMS Maio | May FRAN LEBOWITZ Junho | June MELLODY HOBSON Julho | July AVA DUVERNAY Agosto | August TAVI GEVINSON Setembro | September SHIRIN NESHAT Outubro | October YOKO ONO Novembro | November PATTI SMITH Dezembro | December AMY SCHUMER


CALENDÁRIO PIRELLI 2016 O Calendário Pirelli, conhecido por seus glamourosos retratos nus e a sua exclusividade, recebeu uma reforma para a 43ª edição. Hoje em Londres, a fotógrafa Annie Leibovitz e Pirelli revelaram seu novo conceito destacando 13 mulheres inuentes em todos as atividades e diferentes realizações, as quais foram fotografadas vestindo mais roupa que em calendários passados: Yao Chen, Natalia Vodianova, Kathleen Kennedy, Agnes Gund com a neta Sadie Chuva Esperança Gund, Serena Williams, Mellody Hobson, Fran Leibovitz, Ava Duvernay, Tavi Gevinson, Shirin Neshat, Yoko Ono, Patti Smith e Amy Schumer. "Precisávamos de mais de 12 meses", disse Leibovitz, que tinha o controle total da produção, "não há começo nem fim, sempre indo em frente." Enquanto Pirelli teve uma reputação produzindo calendários super sexys e contando com fotógrafos de moda e com modelos top, Leibovitz observou que a empresa italiana foi a incentivadora por trás do projeto. "Eles vieram até mim com a propostas que eles gostariam de fazer algo diferente, mas eu disse que deveria ter total controle criativo do projeto". Para mais detalhes, veja os back stage das cenas registradas das13 mulheres que aparecem no calendário de 2016.

Prefácio: Yao Chen Com mais de 70 milhões de seguidores de mídia social na China, Chen é tal vez uma das mulheres mais famosas do planeta. A atriz de cinema / TV que começou um microblogging no site chinês Weibow, agora usa sua inuência como o primeiro embaixador chinês nas Nações Unidas e reúne-se com refugiados de Myanmar, Somália e Síria.

SPECIAL EDITIONS


JANUARY | JANEIRO

SPECIAL EDITIONS


FEBRUARY| FEVEREIRO

SPECIAL EDITIONS


MARCH | MARÇO

SPECIAL EDITIONS


APRIL | ABRIL

SPECIAL EDITIONS


MAY | MAIO

SPECIAL EDITIONS


JUNE | JUNHO

SPECIAL EDITIONS


JULY | JULHO

SPECIAL EDITIONS


AUGUST | AGOSTO

SPECIAL EDITIONS


SEPTEMBER | SETEMBRO

SPECIAL EDITIONS


OCTOBER | OUTUBRO

SPECIAL EDITIONS


NOVEMBER | NOVEMBRO

SPECIAL EDITIONS


DECEMBER | DEZEMBRO

SPECIAL EDITIONS


Back Stage

SPECIAL EDITIONS


Behind the scenes by Annie Leibovitz

R

Web Design Book by Horacio Gerpe

| arslibri@specialeditions.com.br | www.specialeditions.com.br |

Pirelli Calendar 2016 by Annie Leibovitz  
Pirelli Calendar 2016 by Annie Leibovitz  

A fotógrafa Annie Leibovitz cria um novo conceito para um clássico calendário, totalmente diferente aos anteriores publicados pela Pirelli....

Advertisement