Page 1

R AFAE L B AR B O S A


REFRAÇÃO

A percepção da realidade defini-se como uma abstração, no sentido de que a vemos, muitas vezes (pode-se dizer que sempre), intermediada por algo - opiniões, TV, cultura, pré conceitos ou mesmo uma janela, uma porta, óculos, etc. Estabelece-se assim uma perfeita lógica interpretativa - subjetiva - deste real, em que depositamos uma crença profunda de que essa abstração é, de fato, a realidade. Porém, não nos damos conta de que, neste processo de abstração, o fator mais relevante é nosso próprio psicológico, que intermedia este “real”, dando-o um perfeito sentido. Ou seja, ele é o maior fator intermediador/barreira entre o sujeito e o objeto. E com isso não vemos muitas coisas ao nosso redor. Selecinando. Ignorando. Subjugando. Isso nos permite, por exemplo, ver ou não, a beleza das coisas simples e singulares, que muito nos passa desapercebido dentre as infindáveis barreiras existentes. Uma realidade sempre, parcial e fragmentada. Que dita nossa vivência para com o mundo, nosso modo de vida, nossos objetivos. Nosso rumo... Uma realidade distorcida. Esquizofrênica...


Rafael Barbosa  

Portfólio 2012

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you