Page 1

Coleção

Tapetes Orientais


Índice Afeganistão Af Kunduz

Paquistão

Pak Chubi Gabeh, Modern, Kilim Herat, Luxor, Kazak, Islamabad

Irão

Bactiar, Tabriz, Mesched, Hamadan, Kashkoli, Khorassa, Gashgay, Schiraz

Russia | Cáucaso Mikrah

Turquia

Antik Patchwork, Antik Decolorize, Trento

Índia/Nepal

Capri, Siena, Cannes, Gaya, Tribal, Variation, Taj Mahal, Sarough, Jaipur, Mamluk


A arte e a memória coletiva, quase sempre associadas, manifestam-se da mais variada forma nos povos. Da Turquia à China, passando por nações como o Irão, o Afeganistão, o Paquistão, a Índia e a generalidade dos países do Cáucaso e da Ásia Central, o tapete é a expressão máxima da vivência quotidiana. Os seus desenhos e cores retratam alegrias e tristezas, guerras e amores, sangue derramado e paisagens bucólicas, episódios históricos e pessoas, entre outros motivos caraterísticos de uma região, zona geográfica ou tribo que os produz. Os verdadeiros conhecedores identificam a zona de produção do tapete pelo tipo de nó, cores e motivos nodados à mão num tear ou bordados, dando continuidade a uma tradição de séculos. Na Soraya conhecemos há décadas o Oriente, os seus tapetes, o seu significado e as técnicas de produção. Nas próximas páginas irá encontrar uma selecção de tapeçarias orientais onde a beleza e o conforto se aliam às técnicas e sabedoria ancestrais. O tapete para além de um investimento, é também uma peça de arte com caraterísticas únicas e distintas, que pelo seu valor e prestígio pode ser transmitida como um legado patrimonial.


Afeganistão As tapeçarias originárias do Afeganistão têm uma forte influência Persa, pois parte do seu território esteve sob domínio Persa durante um longo período. A grande maioria da produção é assegurada por nómadas e as origens com mais destaque são: Beloutch, Daulatab, Herat e Kunduz. Com um design muito caraterístico os elementos a que denominamos de Boukhara estendem-se sequencialmente ao longo do campo central do tapete e algumas peças apresentam caraterísticas nitidamente chinesas. Estas peças são facilmente identificadas pela utilização da cor vermelha quente e a utilização de padrões estilizados e repetidos criando motivos conhecidos como o pé de elefante. Outro elemento identificativo são os motivos em zigzag, que criam contornos aos medalhões centrais em forma de losangos conjugados. O tipo de nó utilizado é principalmente o nó persa. Ao longo dos anos este estilo de tapetes tem ganho notoriedade, enquadrando-se em qualquer estilo de decoração.

Af Kunduz


Afeganist達o


Paquistão Apesar de só na história recente existir este país tal e qual o conhecemos (até meados do século XX a Índia englobava todo este território, ainda hoje também denominado de sub-continente Indiano), a história e a tradição dos tapetes paquistaneses remonta a um passado bem mais antigo que o do próprio país. A longa história e especialização na manufatura de tapeçarias, aliada quer à qualidade das matérias-primas, quer dos artíficies, permitiu o desenvolvimento da indústria dos tapetes que a partir da década de 60, se tornou a maior fonte de rendimento e exportação do país. No início, os tapetes tecidos eram com o tradicional desenho Boukhara, pela simplicidade do desenho. Depois, passaram a trabalhar com os desenhos caucasianos; e hoje, encontramos trabalhos com os desenhos persas. O seu nome na maioria das vezes é dado pelo nome da região ou Tribo, onde foi fabricado. Segue uma linha de desenhos geométricos, octógonos e medalhões em losango tipo caucasianos, usando linhas graciosas e cores delicadas. É maravilhoso andar por cima destes tapetes, macios e atraentes; disponíveis em vários tamanhos. A cor mais comum é o vermelho, mas também os encontramos em verde, azul, preto e castanho claro. A lã nova, de alta qualidade é tingida apenas com corantes vegetais, por isso o tapete apresenta uma aparência única e um brilho exuberante, que combinam com todos os estilos e nunca perdendo a sua beleza com o passar do tempo.


Paquist達o


Pak Chubi Gabeh

Pak Chubi Modern


Kilim Herat Pak Chubi Luxor


Pak Chubi Kazak Pak Chubi Islamabad


Irão Ninguém sabe com exatidão quando teve início a confeção de tapetes. Já existia no Egipto faraónico e provavelmente, devia ser conhecida pelos chineses antigos. Prova de antiguidade do tapete é a sua referência nas escritas como a Bíblia, em Homero e autores clássicos posteriores, que apontam a probabilidade de que mesmo em 3000-2000 a.C a tecelagem já fosse parte estabelecida do quotidiano. Nenhum tapete sobreviveu a época tão remota, o exemplar mais antigo é o Tapete Pazyryk datado de 500 a.C. Os tapetes persas caraterizam-se quer pela sua excelente qualidade das lãs e sedas, quer pelos desenhos florais, grandes medalhões e arabescos bastante elaborados. Ao longo dos anos, estas caraterísticas conjugadas com uma cultura social, orientada para preservar as tradições, nunca permitiram que a manufatura dos tapetes sofressem alterações por influências externas ou pressões de origem comercial. No que se refere às regiões produtoras de Tapeçarias Persas apresentam-se os nomes das mais significativas: Schiraz, Tabriz, Bactiar, Kashkoli, Khorassa, Gashgay, Mesched, Hamadan. Estes são apenas alguns dos exemplos mais conhecidos e que poderá admirar no nosso catálogo Soraya. Damos destaque à região de Tabriz, região que produz tapetes especialmente finos, com desenhos de grande complexidade e origens em famílias de grandes artífices, os quais a Soraya tem um grande espólio. Outra das grandes produções que poderá apreciar numa das nossas lojas são as tapeçarias de parede, como autênticas pinturas, peças que só alguns dos melhores artesãos podem produzir e que em alguns casos podem ter na sua conceção mais de 10.000 cores entre lã e seda e que podem levar vários anos a produzir.


Ir達o


Bactiar

Tabriz


Hamadan Mesched


Kashkoli

Khorassa


Schiraz Gashgay


Russia | Cáucaso A produção destes tapetes nos dias de hoje, é bastante escassa, sendo a sua comercialização bastante exclusiva. Esta exclusividade deve-se à instabilidade, que marca a história desta região, que em tempos viveu sob o domínio Persa, pertencendo mais tarde às Repúblicas da União Soviética e hoje constituída, na sua grande maioria por estados independentes, como a Arménia, Azerbeijão e Geórgia. As regiões mais conhecidas produtores de tapetes desta origem são: Daghestan, Erivan, Karabagh, Kazak, Mikrah e Shirwan. Dependendo das regiões, alguns tapetes são mais florais e outros mais geométricos existindo desenhos que identificam as regiões, como por exemplo, o motivo chifre de carneiro, ou o chamado “sol radiante” que na realidade é a forma esquematizada da águia russa, bicéfala.

Mikrah


Cรกucaso


Turquia O tapete Turco é uma parte essencial da arte e cultura Turca. O luxo, a que se associam os tapetes turcos, forma um surpreendente contraste com a modesta origem da sua região. A Turquia é famosa (juntamente com o Irão, o Afeganistão e o Paquistão) pela confeção artesanal dos mais lindos tapetes do mundo e os segredos da tecelagem têm passado de geração em geração. Existem quatro tipos de tapetes produzidos na Turquia que são classificados de acordo com o tipo de material em que são produzidos. São eles: seda sobre seda, lã sobre algodão, lã sobre lã e viscose sobre algodão. Os artesãos utilizam insetos, plantas, raízes, cascas e outros ingredientes como fonte de inspiração. Os tapetes turcos tendem portanto a ser geométricos e com cores vivas. Como povo de origem muçulmana, os tapetes turcos raramente possuem desenhos de animais ou de figuras humanas, como resultado de pressões religiosas contra imagens figurativas. Os tapetes Turcos são uma tradição de povos nómadas, que se expressam através do significado dos desenhos, tais como, anseios, desejos de felicidade, crenças e sonhos. Seguindo as tendências atuais de decoração a Soraya dispõem de uma coleção de tapetes conhecidos como Antik Patchwork e Antik Decolarize que criam uma rutura com os tapetes tradicionais, trazendo uma nova vida a tapetes com mais de 50 anos. Ganham assim uma nova contextualização contemporânea, pela utilização de cores vibrantes e intensas. Embora imperfeitos na sua confeção, estas coleções dramáticas são peças fundamentais nos conceitos actuais de decoração.


Turquia


Antik Patchwork Antik Patchwork


Antik Decolorize

Trento


Índia | Nepal Nos dias de hoje é possível afirmar que a Índia é um dos maiores produtores de tapeçarias do mundo uma vez que são um povo muito flexível e adaptam-se a todas as exigências do mercado Ocidental. Os grandes centros de produção são: Agra, Jaipur e Mirzapur. Os tapetes indianos podem ser divididos segundo regiões geográficas com base na qualidade da sua lã: se é macio e brilhante, o tapete provavelmente vem de uma região do norte, se a lã é áspera e opaca, provavelmente vem de uma região do sul. O Nepal, nos dias de hoje, pode ser igualmente considerado como a Índia um dos grandes produtores de tapeçarias de essência contemporânea. O principal aspeto que carateriza os tapetes da Índia/Nepal é a palete de cores muito intensa com base nos amarelos azuis e vermelhos. Os desenhos, embora em débito com o estilo persa, distinguem-se pela sua assimetria e especial atenção aos detalhes, onde predominam os desenhos florais. Os tapetes são geralmente de porte médio ou grande. Outra particularidade destes tapetes é a forma como as cores são combinadas, sem contornos, mesmo quando existem dois tons diferentes dentro de um mesmo tom. Outra das curiosidades desta origem prende-se com a lavagem dos tapetes, processo fundamental de acabamento para uma maior suavidade e conforto de qualquer peça. Também no Nepal e à semelhança da Índia e do Paquistão não há uma denominação de região às suas tapeçarias, sendo classificadas por nível de qualidade dado que a técnica de produção é sempre a mesma e consequentemente existe um único ponto de produção: Kathamdu.


Ă?ndia | Nepal


Capri

Siena


Cannes

Gaya


Tribal

Variation


Taj Mahal

Sarough


Mamluk Jaipur


SORAYA GALLERY Lisboa - Av. Almirante Reis, 80C | 218 154 560 | almirantereis@soraya.pt Porto - Rua da Constituição, 973 | 225 027 763 | constituicao@soraya.pt Póvoa de Varzim - Avenida do Mar, 45 | 252 619 660 | povoa@soraya.pt SORAYA SHOP IN SHOP Porto - Rua de Camões, 215/233 | 222 008 226 | camoes@superdecor.pt V.N.Famalicão -Av. gen.Humberto Delgado, 545/599 |252 323 340 | famalicão@superdecor.pt

www.soraya.pt geral@soraya.pt

Catálogo Tapeçaria Oriental  

As mais belas e genuínas tapeçarias orientais!