Page 1

GUIa

CULTURaL ano II - n. 36 - Foto capa: Itaércio Porpino - venda proibida - www.soltonacidade.com.br

16 a 31 DE MaRÇO | 2010

Na caSa DO MESTRE

CASA DE CÂMARA CASCUDO ESTÁ NOVAMENTE DE PORTAS ABERTAS. VAMOS ENTRAR? PÁG. 06


4

EDITORIaL Pulsante, viva e atemporal. assim é a cultura. E nós que divulgamos suas diversas formas de expressão, sabemos a necessidade de preservá-la e torná-la pública. Por isso, entramos na casa do maior ícone da cultura potiguar: Câmara Cascudo. Do seu lar nasceu a nossa capa. Confira no texto do jornalista Itaércio Porpino a riqueza de histórias escondidas por trás do secular casario. nesta edição também destacamos a volta do Cineclube natal, as dicas gastronômicas, o giro cultural pelo bairro da Redinha, roteiros para curtir a semana santa, além, é claro, da extensa programação musical. Com destaque para a entrevista e o canto lírico de Hilkelia, o rock rasgado de serguei e o virtuosismo dos músicos do natal Blues Festival. Isso é apenas parte. Tem muito mais nas 44 páginas a seguir. Bom apetite cultural! anne caroline Medeiros

41 | Destaque Gourmet

ÍNDIcE cOMpLETO

5 | Mural do leitor 6 soLTanDoOVERBo | Nossa capa 9| Espetáculos 12| Música & Festas 26|Toda Semana 28|Solto Entrevista 30 | SoltoMaps 32 | Giro cultural 34 | Lazer & aventura 36 | Solto no cine 38 | Letras & artes 40 | Mais cultura 41 | Solto Gourmet 47 | Solto por aí

Happy hour à beira mar é uma opção no Restaurante Tranquilo.

28 | Solto Entrevista a cantora Hilkelia, que está se lançando em carreira solo.

!

4

as informações dos roteiros podem sofrer alterações. Recomendamos telefonar para cada lugar antes de sair de casa.

LEGEnDa

ExPEDIEnTE

acESSO DEFIcIENTES

acEITa caRTÃO

MÚSIca aO VIVO

DIRETORIa E MaRKETING Federico Rinaldi anne Caroline Medeiros administracao@soltonacidade.com.br

FOTO Da capa Itaércio Porpino

cONTaTO cOMERcIaL Carlos alberto Brumatti Glênio sarmento sophia Menezes (Tibau do sul)

cOLaBORaRaM NESTa EDIÇÃO Gustavo Bulhões (Gourmet) Milena azevedo (solto no Cine) Cleo Lima (Lazer & aventura) Paulo araújo (solto por aí)

aTENDIMENTO pUBLIcITÁRIO Leninha Mertins (atendimento) nair Fernandes

aPoIo CULTURaL

DELIVERY

ESTacIONaMENTO

JORNaLISTa RESpONSÁVEL anne Caroline Medeiros (DRT- Rn000582JP)

FOTOS Itaércio Porpino

pROJETO GRÁFIcO|DIaGRaMaÇÃO LaDo[R] www.ladoerre.com | Tel. 87197533

WEBMaSTER ada Multimídia contato@adamultimidia.com.br

REDaÇÃO Itaércio Porpino Marcelo Tavares “Panela” sophia Menezes (Tibau | Pipa) redacao@soltonacidade.com.br

GRÁFIca | TIRaGEM Impressão | 10.000 exemplares Na INTERNET: www.soltonacidade.com.br www.twitter.com/soltonacidade

UsaMos EcOpapER


MURaLDOLEIToR

caRTa aO GaTINHO LILÁS Envie seu e-mail: contato@soltonacidade.com.br

agradeço imensamente o espaço dedicado na edição nº 35 do “soLTo” ao meu texto e fotografia no Mural do Leitor, o que ficou primoroso. Já colhi bons comentários!!! Pronto, andré, o recado já foi dado. Valeu, anne! obrigado pela força!!! Grato. José carlos (por e-mail) a pesquisa do gosto musical popular em natal que está sendo feita por vocês mostra uma expressiva preferência pela MPB, no entanto ela quase não aparece na programação musical da cidade. os empresários estão errados? aproveito para parabenizar o excelente trabalho de divulgação que a revista vem realizando. Joaquim Garcia de araújo (por e-mail) olá! Ganhei duas cortesias para o espetáculo através do solto e fui ao TCP assistir ao espetáculo “não matei mas sei quem fui”. Muito bom mesmo! Parabéns ao solto na Cidade, sempre prestigiando a cultura que é tão escassa (ainda) aqui em natal. Beijocas! Bizzy Wendy * atelier!! by Tieme (pelo Orkut) Eu sou fã do solto na Cidade e através dele me mantenho informadíssima. Vocês são dez! poetinha Tonha (pelo Orkut) somente hoje pela primeira vez peguei um exemplar do solto na Cidade e quero aqui parabenizar pelo excelente trabalho. amei. Parabéns! Micheline (pelo Orkut)

aTENÇÃO, pRODUTORES! Para incluir sua programação na próxima edição do solto na Cidade, envie as informações da primeira quinzena de abril até o dia 20/3. Escreva para: contato@soltonacidade.com.br

5


6 6

nossa capa

A CASA DE CASCUDO É SUA

FOTOS: ITAÉRCIO PORPINO

A casa onde Luís da Câmara Cascudo morou grande parte de sua vida está novamente de portas abertas para quem desejar visitar. Adentrar o sobrado e conhecer seus ambientes é uma aula de história e de cultura brasileira, assim como era quando o Mestre estava vivo. O local está impregnado de lembranças familiares e amigas e também de uma vida dedicada ao saber. Na casa, nasceu Dhália Freire Cascudo, casaram-se Cascudo e dona Dhália e nasceram seus filhos Fernando Luís e Anna Maria. Foi nela que Cascudo escreveu praticamente toda sua monumental obra. Restaurada pela família desde dezembro de 2005, a casa reabriu ao público no final de 2009 com o nome Ludovicus - Instituto Câmara Cascudo. “Em latim, Luís é Ludovicus, nome pelo qual meu avô foi chamado ao ser batizado”, explica a neta Daliana Cascudo, que tem se dedicado a conservar e difundir o patrimônio cultural de um dos maiores intelectuais que o Brasil já teve. É ela quem nos guia pela casa, onde também morou quando criança, e mostra cada detalhe. De antemão, Daliana avisa que o local tem regras: “Só é permitido fotografar sem flash e é proibido tocar no acervo e móveis. Daqui só saem recordações”.


nossa capa A sala do piano, primeiro cômodo, abriga em fotografias a memória de grandes amigos que Cascudo recebeu em sua casa. Muitas fotos têm dedicatória, como uma do compositor Villa Lobos de 1944, onde ele assinou: “Uma boa testa para levar um cascudo amigo”. Completam o ambiente o piano de dona Dhália e um conjunto de cadeiras de jacarandá entalhado, de mais de 200 anos, dado de presente por Pedro Velho de Albuquerque Maranhão, fundador da República do Rio Grande do Norte, ao coronel Francisco Cascudo, pai de Câmara Cascudo. À direita, o ambiente da biblioteca, a que Cascudo chamava de “A Babilônia”. Antes de entrar, nossa guia aponta para um cangaceiro pintado em um dos lados da porta. Dorian Gray fez para proteger o amigo Câmara Cascudo, pois era costume do professor trabalhar à noite e de madrugada. A pintura, de 1955, foi restaurada pelo próprio artista. Daliana fez questão de deixar tudo na mesma posição de quando Cascudo morava na casa. Na sala da biblioteca, por exemplo, está o birô com a velha máquina de escrever Reminton, da década de 40, que o dedógrafo Cascudo usou para escrever quase todos os seus livros, e até as imagens de São Sebastião, São Francisco de Pádua e São José de Botas. “Procuramos preservar os ambientes exatamente como eram. Apenas tivemos que restaurar alguma parte do mobiliário e organizar”, conta Daliana. Para não dizer que não houve mudança, os mais de 10 mil volumes da biblioteca foram transferidos para o piso superior do pavilhão construído em 2008 obedecendo a mesma arquitetura da casa, com todos os elementos característicos da construção, datada de 1900.

7


8

nossa capa O acervo mudou de lugar porque a antiga biblioteca não oferecia condições adequadas de conservação e também para não esconder as assinaturas nas paredes, portas e janelas da “Babilônia”. Por todo lugar, é possível ver registros raríssimos, de nomes como Gilberto Freyre, Juscelino Kubitschek, Assis Chateaubriand e Ari Barroso. Este último deixou na parede acordes de “Aquarela do Brasil”, em 1954. Daliana mostra os demais cômodos da casa, explicando tudo tin-tin-por-tin-tin e contando histórias pitorescas do avô e da família. Passamos pela sala das coleções, que reúne mais de 700 peças - arte popular brasileira e estrangeira - e terminamos na lojinha. No espaço, encontramse à venda obras de autoria de Cascudo e estudos publicados sobre ele, títulos raros, que estão fora de catálogo, e peculiaridades como a Caixa 12 Contos de Cascudo em Cordel, o CD Brouhaha, com poesias musicadas por Cascudo, e o vinho Grande Reserva Câmara Cascudo, produto da Quinta do Portal, Portugal. Essas coisas, sim, o visitante pode levar pra casa. SERVIÇO | LUDOVICUS INSTITUTO CÂMARA CASCUDO Visitas mediante agendamento Aberto de terça a sábado, das 9h às 17h Av. Câmara Cascudo, 377, Cidade Alta Tel. 3222 3293 / 3221 0131 Para saber mais sobre Cascudo, acesse www.memoriaviva.com. br/cascudo/


espetáculos

destaque

ESTREIA NA CASA

FOTO: divulgação

O projeto Cena Aberta continua levando à Casa da Ribeira bons espetáculos a preço popular. Nesta segunda quinzena de março, o espaço recebe mais duas peças. “Corte sem casca”, nos dias 19, 20 e 21, e “Elas”, nos dias 26, 27 e 28. O primeiro espetáculo, inédito, é o segundo trabalho do Coletivo Artístico Atores à Deriva e questiona as regras do jogo afetivo e as consequências das relações atropeladas pela imposição de respostas rápidas, do desejo de sentir-se preenchido. Direção de Doc Câmara e dramaturgia de Henrique Fontes. Já “Elas” foi escrito e dirigido por Márcia Lohss, baseado no livro “Falo de mulher”, de Ivana Arruda Leite. Conta inicialmente uma história de quatro mulheres diferentes entre si que recebem uma carta anônima com a promessa de uma misteriosa mudança em suas vidas. Os dois espetáculos começam às 20h e a entrada custa R$ 5. Rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira. Tel. 3211 7710.

9


10

espetáculos

“POBRES DE MARRÉ” SÓ PARA ESTUDANTES

FOTO: divulgação

A invisibilidade pública de duas moradoras de rua nunca esteve tão visível como no espetáculo “Pobres de Marré”, montagem de 2007 do grupo teatral Carmin que volta a ficar em cartaz nos dias 16 (9h, 10h, 14h30 e 19h30) e 18 (9h, 10h e 19h) de março no Teatro Alberto Maranhão por meio do projeto escola desenvolvido pela Ribalta Produções Artísticas. As apresentações serão abertas apenas aos alunos de colégios públicos e particulares, que conhecerão o dia-a-dia de Maria (Titina Medeiros) e Dasdô (Quitéria Kelly), duas mulheres que perambulam pelas ruas de um antigo bairro da cidade revirando os sacos de lixo à procura da própria identidade. Texto e direção de Henrique Fontes. Tel. 9953 5846.

ANIVERSÁRIO DO CHAVES

FOTO: divulgação

Chaves, Chiquinha, Kiko, Dona Florinda, Seu Madruga e toda a turma da famosa série de TV mexicana estará no Teatro Alberto Maranhão nos dias 20 e 21, às 17h. Essa é a primeira vez que a montagem, do Rio de Janeiro, vem a Natal. Ingressos à venda na Livraria Nobel (rua Potengi, 634, Petrópolis). Informações: 3222 2565.


espetáculos PALHAÇO SAPECA Nos dias 16, 17, 18 e 19 de março, em suas sessões (às 9h e 14h), o Teatro de Cultura Popular abre as portas para o musical “O Palhaço Sapeca... Levado da Breca”, uma produção de Fortaleza. Rua Jundiaí, 641, Tirol. Tel. 3232 5307. BARNEY E SEUS AMIGOS Barney, o mais carismático dinossauro da TV, chega aos palcos. Ele e seus amigos Baby Bop, BJ e Riff estarão no Teatro Alberto Maranhão no dia 28, às 17h, para levar as crianças a um mundo imaginário e divertido. Ingressos à venda na Livraria Nobel (rua Potengi, 634, Petrópolis). Informações: 3222 2565. AS FREIRIGAS Num convento com seis irmãs pecadoras, tudo é mantido na mais perfeita ordem, até que elas recebem a missão de abrigar a escrachada irmã Maria do Rosário (Vagiene Cokeluche). A freira chega e de cara consegue a antipatia de todos. Essa é a história central da comédia pernambucana “As Freirigas”, em cartaz nos dias 27 e 28, às 20h, no Teatro Alberto Maranhão. Praça Augusto Severo, s/n - Ribeira). Ingressos no local. Tel. 3222 3669. FOTO: divulgação

11


12

música&FESTAS

destaque

FOTO: divulgação

POPULARMENTE LÍRICO

Achar o ponto de equilíbrio entre o erudito e o popular não é tarefa fácil. Exige, no mínimo, sensibilidade, técnica vocal apurada e conhecimento musical. Atributos que a soprano Hilkelia tem de sobra. No dia 19, às 21h, ela sobe novamente no palco do Teatro Alberto Maranhão. Desta vez a apresentação terá um significado especial. O show marca oficialmente o lançamento de sua carreira solo. A cantora, que fez parte do grupo Delicatto (2005 a 2009), passeia com tranqüilidade entre árias de óperas, música popular brasileira e trilhas de filmes. O repertório de sua apresentação traz composições de Danilo Guanais, Loreena Mckennit (All Souls Night), Kerry Livgren (Dust in The Wind), Bill Douglas (ForestHymn), Georg Friedrich Händel (Lascia Ch’io Pianga), Giacomo Puccini (Nessum Dorma) e outras surpresas que serão reveladas ao longo da noite. Hilkelia será acompanhada pelos músicos Paulo Cesar (teclado e efeitos), Glaucia Santos (violino e coordenção artística), Igara Cabral (piano), Willames Costa (baixo acústico), Diego Paixão (violoncelo) e Rogério Pitomba (bateria). Assinam a direção do show Hilkelia, Glaucia Santos e Tatiane Fernandes.

SERVIÇO | SHOW DE HILKELIA Dia: 19 de março (sexta-feira) | Hora: 21h Local: Teatro Alberto Maranhão (praça Augusto Severo, Ribeira) Ingresso: à venda por R$20 na livraria Siciliano (Midway Mall) Informações: 3344 4110


música&FESTAS 16 DE MARÇO (TERÇA-FEIRA)

JACK BLACK A banda toca os clássicos do rock no Sgt. Peppers. No setlist, Deep Purple, Led Zeppelin, Black Sabbath e outras lendas do gênero. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. TERÇA DE BAMBAS Os grupos Nem Choro Nem Vela e Black Samba levam para o palco da Taverna Pub os clássicos do samba e do chorinho. O som começa às 22h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696. SAMBALANÇO A Orquestra Boca Seca leva o melhor do samba-rock para o Sgt. Peppers. No setlist, Tim Maia, Chico Science, Gerson King Combo, Jorge Bem, Mutantes, entre outros. Início: 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916.

do cantor Jodailson. No repertório, clássicos da MPB. Horário de funcionamento: 19h às 2h. O som começa às 22h. Rua Pedro Fonseca Filho, 9001, Ponta Negra (antigo Deck). Tel. 3219 3868. CAMILA MASISO A cantora solta a voz no Sgt. Peppers. No setlist, canções de Chico Buarque, Maria Rita, Roberta Sá e outros nomes da MPB, do samba e da bossa. Início: 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. SUELDO SOARESS O cantor e a Banda Bamuamba voltam a se apresentar na Taverna Pub. Pop, rock, reggae, samba, funk e soul numa noite dançante. Início: 23h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696.

17 DE MARÇO (QUARTA-FEIRA)

QUARTA REGGAE Brasil Negão e banda Raizes do Reggae animam a plateia do Sgt. Peppers. O show começa às 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916.

PÁPRIKA A mais nova pizzaria e petiscaria de Natal recebe a voz e o violão

PÉ DE SERRA Gugu do Acordeon, Pé de Urtiga, Fernando Farias e Moacir do Re-

13


14

música&FESTAS pente são as atrações do Rastapé. Início: 22h. Universitários de Natal entram de graça até meia-noite. Rua Aristides Porpino Filho, 2198, Ponta Negra. Tel. 3219 0181. 18 DE MARÇO (QUINTA-FEIRA)

FEITIÇO Às 21h o bar recebe a cantora Cristina de Holanda e seu especial de MPB. Rua Prof. Antonio Henrique de Melo, 1923, Capim Macio (ao lado do CCAB Sul) Tel. 8811 4904/9989 4904. D´VIBE A banda volta a se apresentar no Sgt. Peppers. A trilha sonora vai do pop de Jack Johnson ao rock do Rolling Stones. A programação começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. DESVENTURA O grupo interpreta canções da banda Los Hermanos, além de outros representantes da música nacional. O show começa às 23h, no Sgt. Peppers. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916. QUINTA DO BLUES A banda The Blue Montain incendeia a pista da Taverna Pub com clássicos do blues e do rock and roll. No repertório, Jimi Hendrix, Stevie Ray Vaughan, Chuck Berry, entre outros. Início: 23h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel.3236 3696.

NORDESTINIDADE Alzeny Nelo e Sergio Farias apresentam no Veleiros Restaurante um show dedicado as raízes nordestinas. No repertório, composições de Capiba, Luiz Gonzaga e Dorival Caymmi. Início: 21h. Av. Eng. Roberto Freire, 510, Ponta Negra. Tel. 3236 4532. CALDEIRÃO DO SANCHO A festa, no Sancho Music Bar, terá a participação dos MCs Jack e Cris (RJ) e do DJ Ratinho. A pista começar a pegar fogo a partir das 22h. Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. 19 DE MARÇO (SEXTA-FEIRA)

SOLTO NA SEXTA O projeto, uma parceira entre o Solto na Cidade e o Sgt Peppers, apresenta o grupo Sonzeira Band. Pop, rock e cerveja gelada para começar bem o fim de semana. Início: 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. BOCA DE SINO A banda se apresenta na mais nova pizzaria e petiscaria de Natal, Páprika. No repertório, bandas que marcaram a história do pop e do rock internacional. Horário de funcionamento: 19h às 2h. Rua Pedro Fonseca Filho, 9001, Ponta Negra (antigo Deck). Tel. 3219 3868. TAVERNA PUB A casa recebe, às 23h, a banda Metamorfose. O grupo, já conhe-


15


16

música&FESTAS cido pelo bom humor no palco, apresenta um repertório eclético e dançante. De Queen a Mamonas Assassinas. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel.3236 3696. SEXTA UNIVERSITÁRIA A noite da Vogue terá como atrações João Teimoso Rock Band, Forró Pra Sakudir e os DJ´s Jorge Abucater (PE) e França. Participação do Gogo Boy Jr Fercondini (SP). Início: 22h. Rua Jose Agnaldo de barros, 400 A, Candelária. Tel. 32074745/32234228. POP NO CIPÓ Para comemorar seus dez anos de existência, a pizzaria e creperia Cipó Brasil preparou uma noite especial. Daniel Freire e banda se apresentam às 19h30, tocando mui-

to pop-rock brazuca e internacional. Rua Aristides Porpino Filho, 3111, Ponta Negra. Tel. 3219 5227. BARULHINHO BOM O Centro Cultural DoSol promove nesta sexta mais uma edição do baile. O som fica por conta da banda Seu Zé, Camila Masiso e DJ Magão. A festa começa às 23h. Entrada: R$10 no local. Rua Chile, Ribeira. www.dosol.com.br ACÚSTICO A cantora Tetê Pessoa faz show acústico no Feitiço. No repertório, sucessos do pop e da música popular brasileira. Início: 21h. Rua Prof. Antonio Henrique de Melo, 1923, Capim Macio (ao lado do CCAB Sul) Tel. 8811 4904.


música&FESTAS GROOVE NO JOHNNIE Às 22h a banda MPGroove se apresenta no Johnnie Bar. No cardápio, pop, rock, reggae e MPB. O grupo repete a dose no sábado. Av. Prudente de Morais, 6767, Candelária (em frente à delegacia). Couvert artístico: R$3. Tel. 3231 2124. CLÁSSICOS DO ROCK A banda Jack Black abre o fim de semana do Sgt. Peppers. Deep Purple, Rush, Pink Floyd, Beatles e outros medalhões do rock and roll compõem o repertório. Início: 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916. FORROZANDO A noite do Rastapé terá como atrações Maiorais do Forró, Guto

e Forrozão Universitário, Fernando Farias e Moacir do Repente. Início: 22h. Universitários de Natal entram de graça até meia-noite. Rua Aristides Porpino Filho, 2198, Ponta Negra. Tel. 3219 0181. 20 DE MARÇO (SÁBADO)

DANIEL FREIRE O cantor leva o seu pop-rock para o palco da Páprika, a mais nova pizzaria e petiscaria da cidade. Horário de funcionamento: 19h às 2h. O som começa às 22h. Rua Pedro Fonseca Filho, 9001, Ponta Negra (antigo Deck). Tel. 3219 3868. AVIÕES DO FORRÓ A banda abre a sua turnê nacional com show na arena do Hotel Imirá, Via Costeira. Participação das bandas Forró dos Plays e Grafi-

17


18

música&FESTAS th. Início: 16h. Ingressos nas lojas Pittsburg, Sport Master e Schalk, do shopping Cidade Jardim. Tel. 3217 9134/ 3207 9393. A DISCOTECA O grupo toca os melhores hits da década de 70, na Taverna Pub. No setlist, Bee Gees, Donna Summer, Village People e outros nomes da era disco. O show começa às 23h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696. CAMILA MASISO A cantora apresenta o seu repertório de samba e bossa para a plateia da Vogue. Forró Pra Sakudir e os DJ´s Tukk Farias (AL) e França completam a programação. Início: 22h. Rua José Agnaldo de barros, 400 A, Candelária. www.voguenatal.com. br | Tel. 32074745/32234228. SERGUEI O cantor e a banda Pandemonium se apresentam no Sancho Music Bar. Participação do grupo Jack Black. O show começa às 22h. Ingressos antecipados na Pedrassoli (3082 8652). Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. PESO SONORO O Centro Cultural DoSol recebe as bandas Psicomancia, xDiscórdiax (PE), I.T.E.P, Burn My Heart At Sunset e Pleagues Of Silence.

Início: 17h. Entrada: R$5. Rua Chile, Ribeira. www.dosol.com.br ROCK BRAZUCA A banda Via Praça leva os sucessos do rock nacional para o palco do Sgt. Peppers. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. SALADA SONORA A banda se apresenta no Só Mais Uma, a partir das 22h. Noite para os fãs do pop rock nacional. Dia 27 o grupo volta ao bar para mais uma apresentação. Av. Engenheiro Roberto Freire, 8750, Ponta Negra (ao lado do Praia Shopping). Tel. 3642 1746. DUSOUTO A banda se apresenta no Sgt Peppers, às 23h. No repertório, hits do álbum “Malokero High Society”. Samba-funk-rock-dub até altas horas. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916. PASSEIO NO POTENGI A cantora Tânia Soares e o violonista Carlinhos Moreno se apresentam em mais uma edição do Projeto Pôr do Som, do Toa Toa. No repertório, clássicos da MPB e da música regional. Saída: 16h15 do Iate Clube, no bairro de Santos Reis. Tel. 3088 1833/9999 4488. TÔ NA MÍDIA A festa, organizada por jornalistas da cidade, entra em seu quar-


19


20

música&FESTAS to ano. Participação das bandas Salada Sonora e Black Samba, Danuza D´Salles e Escola Malandros do Samba. A programação começa às 17h, no Complexo Chaplin, Praia dos Artistas. Tel. 3202 1199. SANFONAS EM AÇÃO Robson Farias, Panka de Bakana, Dedé do Acordeon e Moacir do Repente se apresentam no Rastapé. Início: 22h. Universitários de Natal entram de graça até meia-noite. Rua Aristides Porpino Filho, 2198, Ponta Negra. Tel. 3219 0181. 21 DE MARÇO (DOMINGO)

SOM DA MATA Desta vez o projeto musical recebe o grupo Boca de Trombone. A programação começa às 16h30, no Parque das Dunas. Música instrumental de primeira qualidade. Entrada: R$1. Av. Alexandrino de Alencar, S/N, Tirol. Tel. 3201 4440. SAMBA DO SANCHO As bandas Black Samba e Nosso Grito levam os clássicos do gênero para o palco do Sancho Music Bar. A programação começa às 20h. Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. AXÉ&BEATS A cantora Thabata Medeiros, a Banda Magia e os Dj´s Gabriel e Eddy comandam a noite do Fei-

tiço. Início: 20h. Rua Prof. Antonio Henrique de Melo, 1923, Capim Macio (ao lado do CCAB Sul) Tel. 8811 4904/9989 4904. 22 DE MARÇO (SEGUNDA-FEIRA)

VOZ E VIOLÃO Toda segunda e terça-feira o cantor Sergio Fonseca (vocalista da banda Salada Sonora) leva seu pop-rock nacional para o palco do bar A Saideira. O show começa às 20h30. Avenida da integração, 3491, Candelária. Tel. 3206 8585. GALO DO ALTO Além das iguarias gastronômicas, o restaurante também oferece um cardápio musical variado. Nas segundas de março o som fica por conta da MPB e do pop de Luiz Lima. Início: 21h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 142, Ponta Negra. Tel. 3236 2330. 23 DE MARÇO (TERÇA-FEIRA)

SGT. PEPPERS O guitarrista Edu Gomes se apresenta ao lado da banda For Sale, no Sgt. Peppers. No repertório, clássicos do rock e do blues das décadas de 60 e 70. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. CAMILA MASISO A cantora volta a se apresentar no Sgt. Peppers. Noite de samba, bossa e MPB. Chico Buarque, Maria Rita, Roberta


música&FESTAS Sá e outros nomes do cenário nacional completam o repertório. Início: 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916.

Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696. REGGAE O Sgt. Peppers recebe a banda Nade 1. Sucessos do reggae brazuca e clássicos que marcaram a história do gênero. O show começa às 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916.

24 DE MARÇO (QUARTA-FEIRA)

SIMONA TALMA A cantora apresenta composições autorais e releituras de músicas que marcaram a história do jazz, da bossa e MPB. O show começa às 22h, no Sgt. Peppers. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916.

25 DE MARÇO (QUINTA-FEIRA)

CAMILA MASISO A cantora apresenta na Casa da Ribeira o show “Formas Mil”. No repertório, toda a influência do universo popular brasileiro, com muito samba e bossa nova. Início: 20h. Rua Frei Miguelinho, 52, Ribeira. Entrada: R$5. Tel. 3211 7710.

dia

25

FOTO: renata duarte

É-NÓIS A banda leva para o palco da Taverna Pub a sua mistura poprock-samba-reggae. No repertório, apenas músicas nacionais. O show começa às 23h. Rua Dr.

NATAL BLUES FESTIVAL De 25 a 27 Natal vai respirar blues da melhor qualidade. A edição 2010 do evento terá como atrações Mitch Kashmar (EUA), The Blue Mountain (RN), Flávio Guimarães (Blues Etílicos - RJ/foto), Jack Black (RN), Danny Vincent (ARG), Ted McNeely (MG), Conexão Nordeste (PB) e Mad Dogs (RN). Ingressos na Pedrassoli (3082 8652). Os shows começam às 22h, no Sgt Peppers. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 9117 1757.

21


22

música&FESTAS QUINTA DO BLUES O virtuosismo do blues e a energia do rock vão tomar conta da Taverna Pub. O som fica por conta das bandas Black and Blues e Rock Beat. A programação começa a partir das 22h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel.3236 3696. NO SWING O Feitiço abre as portas para uma animada roda de samba. O show começa às 21h. Rua Prof. Antonio Henrique de Melo, 1923, Capim Macio (ao lado do CCAB Sul) Tel. 8811 4904/9989 4904. USKARAVELHO A banda volta a agitar a noite do Sgt. Peppers com muito poprock brazuca. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. NATAL BLUES O Festival estreia a programação 2010 com o músico Mitch Kashmar (EUA) e a banda The Blue Mountain (RN). O som começa às 22h, no Sgt Peppers. Ingressos na Pedrassoli (3082 8652). Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 9117 1757. 26 DE MARÇO (SEXTA-FEIRA)

SOLTO NA SEXTA O projeto, uma parceira entre o Solto na Cidade e o Sgt Peppers, recebe nesta edição João Tei-

moso Rock Band. Rock, reggae, black e soul para acompanhar aquela cerveja gelada. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. NOITE DA LULUZINHA A Vogue recebe os grupos Fazendo a Diferença e Forró Rodado, Raynara Simon (PE) e os DJ´s Pejota (PE) e Toninho Pride (PE). Mulheres pagam R$10 até meia noite e ganham o mesmo valor em consumo. Início: 22h. Rua Jose Agnaldo de barros, 400 A, Candelária. Tel. 3207 4745. MPB As cantoras Mônica Jucá e Cristina de Holanda apresentam especial MPB, no Feitiço. O show começa às 21h. Rua Prof. Antonio Henrique de Melo, 1923, Capim Macio (ao lado do CCAB Sul) Tel. 8811 4904/9989 4904. NATAL BLUES O segundo dia do festival terá a presença do músico Flávio Guimarães, do grupo Blues Etílicos (RJ), e da banda Jack Black (RN). O som começa às 22h, no Sgt Peppers. Ingressos na Pedrassoli (3082 8652). Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 9117 1757. JOHNNIE BAR A casa recebe mais uma vez a banda MPGroove. O repertório traz sucessos do pop, rock, reggae e MPB. O grupo volta a se apresentar

aNUNcIE os melhores programas de cultura e entretenimento já estão aqui, agora só falta sua marca .

3206.0754 | 8872.8372 acesse

www.soltonacidade.com.br


música&FESTAS no sábado. Início: 22h. Av. Prudente de Morais, 6767, Candelária (em frente à delegacia). Couvert artístico: R$3. Tel. 3231 2124. NOITE NOIZE A festa terá como atrações as bandas Vamoz!(PE), Raybans(PE) os Inflamáveis(RN). A programação começa às 21h, no Centro Cultural DoSol. Entrada: R$5. Rua Chile, Ribeira. www.coletivonoize.blogspot.com | www. dosol.com.br PUXANDO O FOLE Fuxiqueiros do Forró, Jair e Forró Melado, Silva Jr e Moacir do Repente animam a plateia do Rastapé. Início: 22h. Universitários de Natal entram de graça até meia-noite. Rua Aristides Porpino Filho, 2198, Ponta Negra. Tel. 3219 0181. 27 DE MARÇO (SÁBADO)

TODOS OS RITMOS A noite da Vogue terá como atrações Mônica Jucá e banda, Forró pra Sakudir, Divina Shakira e os DJ´s Tzo e Toninho Pride (PE). Início: 22h. Rua Jose Agnaldo de barros, 400 A, Candelária. www.voguenatal.com.br | Tel. 32074745/32234228. BANDA CAFÉ O grupo apresenta, no Sgt. Peppers, os hits que marcaram época. No repertório, de Beatles a Bee Gees, além de outros representan-

tes da música internacional. O show começa às 22h. Rua Potengi, 541, Petrópolis. Tel. 8855 3916. NATAL BLUES Para encerrar o festival em grande estilo o Sgt Peppers recebe Danny Vincent (ARG), Ted McNeely (MG), Conexão Nordeste (PB) e Mad Dogs (RN). Início: 22h. Ingressos na Pedrassoli (3082 8652). Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 9117 1757. KHRYSTAL A cantora se apresenta pela primeira vez no projeto Pôr do Som, do Toa Toa. Participação de Ricardo Baya (guitarra) e Cassio Duarte (percussão). Saída: 16h15 do Iate Clube, no bairro de Santos Reis. Tel. 3088 1833/9999 4488. MISTURA SONORA As bandas Chico Antronic Embola Dub e Dusouto se apresentam no Sancho Music Bar. Embolada-sambacoco-funk-rock-eletrônica para não deixar ninguém parado. Início: 22h. Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. ALVIMAR FARIAS O cantor é uma das atrações do Rastapé. A casa também recebe Playboys do Forró, Fernando Farias e Moacir do Repente. Início: 22h. Universitários de Natal entram de graça até meia-noite. Rua Aristides Por-

23


24

música&FESTAS pino Filho, 2198, Ponta Negra. Tel. 3219 0181. 28 DE MARÇO (DOMINGO)

RAMIREZ O quarteto carioca é uma das atrações do Centro Cultural DoSol. Completam a programação as bandas Bon Vivant (PE), Driveout (RN) e Outona (PB). O rock começa às 17h. Entrada: R$10 no local. Rua Chile, Ribeira. www. dosol.com.br SOM DA MATA O projeto abre espaço para o Trio Sucupira. O grupo sobe o palco do anfiteatro pau-brasil às 16h30. Diversão garantida. E o melhor de tudo: por apenas R$1. Parque das Dunas. Av. Alexandrino de Alencar, S/N, Tirol. Tel. 3201 4440.

KATINGUELÊ O grupo paulistano apresenta no Sancho Music Bar os sucessos que marcaram a trajetória da banda, com 17 anos de carreira. O pagode começa a partir das 20h. Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. PÔR DO SOM O projeto, do Toa Toa, recebe mais uma vez a cantora khrystal e o guitarrista Ricardo Baya. Participação de Cassio Duarte (percussão). O catamarã sai às 16h15 do Iate Clube, no bairro de Santos Reis. Tel. 3088 1833/9999 4488. 29 DE MARÇO (SEGUNDA-FEIRA)

SEGUNDAS INTENÇÕES A banda Super Famosos apresenta trilhas dançantes do cinema na Ta-


música&FESTAS verna Pub. Para agitar ainda mais a noite, cupidos entregam torpedos e ajudam na paquera. Início: 23h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696. 30 DE MARÇO (TERÇA-FEIRA)

FORRÓ NO TCP O músico Galeguinho do Acordeon se apresenta às 20h, no Teatro de Cultura Popular (TCP). Ingressos por R$10 (inteira) e R$5 (estudante). Rua Jundiaí, 641, Tirol. Tel. 3232 5307. BOCA SECA A banda volta ao Sgt. Peppers para mais uma apresentação. Samba-funk-rock para balançar o início da semana. A programação começa às 23h. Av. Engenheiro Roberto Freire, 9102, Ponta Negra. Tel. 8855 3916.

31 DE MARÇO (QUARTA-FEIRA)

FESTA POP O vocalista da banda Salada Sonora, Sergio Fonseca, comemora seu aniversário na Taverna Pub. E para festejar a data, o cantor recebe vários músicos convidados. Poprock nacional até altas horas. O show começa às 23h. Rua Dr. Manoel A. B. de Araújo, 500, Ponta Negra. Tel. 3236 3696. CONCERTO A Orquestra Sinfônica do RN (OSRN) abre a temporada 2010. A apresentação começa às 20h, no Teatro Alberto Maranhão. Ingressos por R$10 (inteira) e R$5 (meia). Praça Augusto Severo, Ribeira. Tel. 3222 3669.

25


todasemana

FOTO: divulgação

FOTO: divulgação

programação fixa de bares e eventos TABULÊRU´S

FOTO: divulgação

26

(TERÇA A DOMINGO)

Paredes de taipa e telhado de piaçava dão um clima despojado ao lugar. De terça a sexta, abre às 17h, e aos sábados, às15h. Serve cerveja gelada e pratos que misturam culinária baiana e potiguar, onde o acarajé (foto) é a atração principal. Às quintas, a partir das 21h, apresenta show de humor e os sabados são embalados por MPB ao vivo. Av Abel cabral,19, Nova Parnamirim. Parnamirim. Tel. 3608 4137. (G15)

TOA TOA

(QUARTA E SÁBADO)

Passeio de barco regular, com música ao vivo ou ambiente, às quartas e sábados. Serviço de bar, banheiro a bordo e drink de cortesia, além de pães e biscoitos com pastinhas naturais. Saída: 16h, do Iate Clube. Tel. 3088 1833 e 9999 4488. (L2) SOBRADINHO CREPERIA Piano bar (QUINTA) O endereço gastronômico mais charmoso da cidade fica ainda melhor nas quintas-feiras, dias em que funciona o piano bar. A atração tem início sempre às 20h, com um repertório de clássicos da música popular brasileira. Rua Mipibu, 684, Petrópolis. Tel. 3201 2680 (G7).


FOTO: pAULO fRANCISCO

todasemana

FORRÓ COM TURISTA (QUINTA)

Desde 1987 o Forró com Turista realiza, nas quintas, a festa mais animada da cidade. A sanfona, o zabumba, o triângulo, a quadrilha improvisada e os dançarinos são elementos de uma noite inesquecível. Começa às 22h. Serviço de traslado opcional. Centro de Turismo - rua Aderbal Figueiredo, 980, Petrópolis. Tel. 3211 6218. (L5)

SANCHO MUSIC BAR (sexta a domingo)

O bar recebe bandas locais e nacionais, de diversos estilos. Sexta, a partir das 22h, é dia de axé. Os sábados são dedicados ao rock e ao pop. No domingo, a partir das 20h, é a vez do já tradicional samba. Rua Aristides Porpino Filho, 3163, Ponta Negra. Tel. 3219 3258. (L6)

27


28

soltoentrevista

O voo livre de Hilkelia

FOTO: divulgação

por Itaércio Porpino O ERUDITO E O POPULAR CONVIVEM EM PERFEITA HARMONIA NO TRABALHO DA SOPRANO HILKELIA. MAIS QUE ISSO. AS DUAS MÚSICAS SE FUNDEM A PONTO DE OCORRER UMA INVERSÃO E O ERUDITO SOAR POPULAR E O POPULAR, ERUDITO. “NÃO TENHO PREFERÊNCIA. CANTO TUDO QUE PASSA ALGO BOM, QUE GOSTO E QUE TOCA A MIM E A QUEM OUVE”, DIZ A CANTORA, QUE NO DIA 19 DE MARÇO, ÀS 21H, FAZ O PRIMEIRO SHOW DE SUA FASE SOLO APÓS O FIM DO GRUPO DELICATTO, DO QUAL PARTICIPOU ENTRE 2005 E 2009. NESTA ENTREVISTA, ELA FALA, ENTRE OUTRAS COISAS, DO GRUPO, DE COMO TROCOU O SONHO DE SER PIANISTA PELO CANTO LÍRICO E AFIRMA QUE, COM EXPRESSIVIDADE, O ARTISTA ERUDITO PODE CONQUISTAR O PÚBLICO.

O Delicatto é o ponto de partida de sua carreira ou teve algo antes? Comecei no grupo, que no início se apresentava em formaturas, casamentos e eventos do tipo, até a produtora Tatiane Fernandes, que continua comigo, incentivar a gente a montar um espetáculo para teatro, com direção musical, iluminação, figurino, cenário. O resultado foi o show Nella Fantasia, que estreou em 2005 na Casa da Ribeira. Os ingressos esgotaram dias antes. Fizemos depois três shows no Teatro Alberto Maranhão - todos lotados, com lista de espera - aos quais se seguiram outras apresentações, inclusive fora do Estado. A gente não conseguia mais sair de cartaz...


soltoentrevista Por que o grupo acabou? Por incompatibilidade de objetivos. Os integrantes não partilhavam do mesmo nível de interesse e dedicação. Eu, particularmente, tinha um enorme prazer em estar no palco, em executar e apresentar para o público canções de que gostava. Era uma sensação mágica. Composto em sua maioria por músicos de formação clássica, o grupo fazia uma mescla do erudito com o popular. Essa é também a linha do seu trabalho solo? Sim, até porque como era eu quem cantava, a escolha do repertório ficava por minha conta, além da direção musical, que dividia com Gláucia Santos (violinista da Orquestra Sinfônica do RN). Como é feita a escolha e montagem do repertório? Não tenho preferência entre o erudito e o popular, apesar da formação lírica. De acordo com o que se enquadra na minha voz, seleciono o que gosto e que toca a mim e a quem ouve. Canto de tudo; árias de óperas, música popular brasileira, italiana, trilhas de filmes. E a ideia é sempre apresentar arranjos diferentes do original, dando um toque popular à música erudita e um toque erudito à música popular. É uma maneira de aproximar a música erudita das pessoas? Acredito que o que chama é o sentimento que o artista passa, a expressividade, seja sua música erudita ou popular. Eu quero tocar o máximo de pessoas com meu canto, como um rapaz que me procurou depois de um show do Delicatto em Mossoró. Ele disse que há muito tempo não se emocionava e não chorava como nesse show. Você sempre quis cantar? Não sei por qual motivo, mas meu sonho era ser pianista. Comecei estudando piano em 1993 e em 1995, já no bacharelado de piano na UFRN, passei a pagar a disciplina canto complementar, o que mudou minha vida completamente. Abandonei o piano e me formei em canto. Está preparada para enfrentar o mercado, que segundo os músicos todos é bem difícil? Na hora que você escolhe se profissionalizar e viver de música, como eu fiz, tem que se aprimorar e mergulhar de cabeça em seu projeto para conseguir espaço.

29


soltomap

30

G10 G11

l1

G15

p7 G6 p8

p6 G9 s2 G2 p5

G1

G5 l7 l6

G12

p2

s3

G8

G4 p4

G14

G13

p3

PARA VOCÊ NÃO SE PERDER P1 - Norte Shopping P2 - Estádio Frasqueirão P3 - Morro do Careca P4 - Centro de Convenções P5 - Praia Shopping P6 - Shopping Cidade Jardim P7 - Natal Shopping rota de lazer L1 - Boate Vogue L2 - Toa Toa Passeios Naúticos L3 - Aquário Natal L4 - Ma-Noa Park L5 - Forró com Turista L6 - Sancho Music Bar L7 - Taverna Pub rota de gastronomia G1 - Búzios Bar e Restaurante G2 - Saranda Lounge Restaurante G3 - Restaurante Marenosso G4 - Só Mais Uma Petiscaria G5 - Restaurante Barramares G6 - Costela no Bafo G7 - Sobradinho Creperia G8 - Mamma Pizzeria G9 - Cervejaria Continental G10 - Restaurante Lampião G11 - Restaurante Solimar G12 - Pizza na Pressão

P8 - Estádio Machadão P9 - Terminal Rodoviário P10 - Midway Shopping P11 - Mercado de Petropólis P12 - Ladeira do Sol P13 - Ponte Newton Navarro P14 - Ponte de Igapó G13 - Restaurante Tranquilo G14 - Páprika Pizzaria G15 - Tabulêru´s rota de cultura C1 - Museu Câmara Cascudo C2 - Teatro de Cultura Popular C3 - Centro de Turismo C4 - Igreja de Santo Antônio C5 - Memorial Câmara Cascudo C6 - Museu Casa Café Filho C7 - Instituto Histórico do RN C8 - Capitania das Artes C9 - Teatro Alberto Maranhão C10 - Museu de Cultura Popular C11 - Casa da Ribeira C12 - Pedra do Rosário C13 - Fortaleza dos Reis Magos rota de serviço S1- TodoImóveis.com S2 - Shopping do Artesanato Potiguar S3 - Hotel Praia Azul


31

p9 p14

p1

p10

C1 G7 s1

C2

G3

p11 p12

C3

l4

l5 p13

l3

l2 C13

c4

c5 c7

c12

c6 c8

c11 c10 c9


32 32

girocultural

FOTO: itaércio porpino

Solto na Redinha

Com o calor que está fazendo em Natal, seria até maldade traçar um roteiro de passeio que passasse longe da brisa e da água do mar nesta quinta matéria da série “Por dentro dos bairros”. Optamos, então, pela Redinha, local de partida para os passeios pelo litoral Norte e também ponto de encontro do mar com o rio Potengi. A travessia pela ponte que liga Santos Reis à Redinha é o primeiro atrativo do passeio. Talvez não haja outro local em Natal que proporcione uma vista panorâmica da cidade tão bonita. Uma vez do outro lado, não falta o que fazer. Quiosques e ambulantes oferecem bebidas e petiscos variados, mas bom mesmo é a ginga com tapioca feita no Mercado da Redinha - a legítima. Em nenhum outro lugar você vai encontrar igual.


girocultural Um dos traços culturais do bairro, que se desenvolveu a partir de uma colônia de pescadores, é a devoção à Nossa Senhora dos Navegantes. As duas igrejas católicas que existem na Redinha são dedicadas à santa. A menos antiga, construída em 1954 pelos veranistas e conhecida também por Igreja de Pedra ou Capela de Pedra, é famosa por ser a única do Brasil construída com pedras retiradas do mar. O número 1091 na avenida Litorânea é outra atração da Redinha. É ali que há dez anos funciona o Aquário Natal, onde é possível ver de perto pinguins, cavalos marinhos e até tocar em tubarões. Por acolher todo tipo de animal para tratamento, o aquário acabou virando um mini zoológico e conta, hoje, com cerca de 250 animais, marinhos e terrestres, de 60 espécies diferentes. Entre outros bichos, lá tem peixes de corais, tubarões, moreias, cavalos marinhos, pinguins, arraias, iguanas, jacarés, tartarugas, macacos e cobras. As visitas são guiadas por monitores, que dão explicações sobre cada espécie enquanto adultos e crianças observam e fotografam tudo admirados. O aquário abre diariamente, das 8h às 18h (tel. 3224 2177/2641). Na volta pra casa - pela ponte nova, claro -, uma dica é visitar a Fortaleza dos Reis Magos, em Santos Reis. Trata-se do mais importante monumento da cidade, datado do século 16 - época das grandes navegações. Mas só se ainda for cedo (o local cerra as portas às 16h) e ninguém estiver enfadado. Senão, fica para outra oportunidade. O assunto rende, sozinho, uma matéria para outro Giro Cultural. Em breve, nas páginas do Solto na Cidade.

33 33


34

lazer&aventura

semana santa

FOTO: acari | Marcelo Tavares (Panela)

dê uma chance ao rn por Cléo Lima Passado o carnaval, já estamos – todos nós – na iminência da Semana Santa, correto? Pois é... Hora de planejar as programações do feriado. Para quem decidiu viajar, pergunta básica: Será que é preciso ir longe, gastando um dinheiro considerável, pra encontrar lugares interessantes, que façam a viagem valer a pena? Você, que mora em Natal, acha que é preciso fazer um roteiro badalado (manjado, talvez) para garantir a diversão e o relaxamento? Esqueça tudo isso! Não vamos, aqui, tirar o mérito de outras programações, mas ficam algumas dicas de como curtir o feriadão aproveitando as terras potiguares. E o melhor: gastando pouco! Primeiro há de se pensar no estilo de roteiro que você quer seguir... Badalação, gente bonita e tendências modernas? A praia de Pipa é um destino fenomenal. Como atrativos, temos o fato de ser bem próximo a Natal (80 Km), e de o lugar receber gente de todas as partes do mundo. Culinária elegante, visual belíssimo e um ar cosmopolita completam o cenário. Não se esqueça de dar um pulinho em Tibau do Sul – ali do lado – para apreciar uma das mais lindas vistas imagináveis, o encontro da Lagoa das Guaraíras com o mar (foto). Estonteante.


lazer&aventura

Para os mais tradicionais e românticos, uma boa pedida é a cidade de Martins (foto). Um pouco mais afastado da capital (mas não o suficiente para te dar preguiça de ir), o lugar é um charme. Você se sente num pedacinho de sul encravado no norte do país. Amantes da boa culinária têm satisfação garantida. E os que procuram programas a dois... Bem... Um fondue, regado a um bom vinho, naquele friozinho... Por último, uma dica para quem simplesmente gosta de descobrir novos ares. Escolha seu transporte e tome o rumo do Seridó. Comece seu deleite admirando as belíssimas paisagens da estrada que sai de Natal e passa por Macaíba, Bom Jesus, Tangará e Santa Cruz, finalmente chegando a Currais Novos, primeira parada da região. Vale muito uma conferida no Canyon dos Apertados, já dividido com as terras da próxima cidade do roteiro, Acari (foto em destaque). Falando nela, a Vedete do Seridó, como é conhecida a cidade mais limpa do Brasil, é parada mais que obrigatória. Transbordando uma hospitalidade desconcertante, Acari é, também, abençoada com as mais incríveis belezas naturais. O açude Gargalheiras, um oásis em meio à quentura da região, convida você a assistir, na beirinha d´água, ao pôr-do-sol de matizes delicadas típico do Seridó. Não deixe de comer o filé de tilápia em algum dos bares da estrada da prainha. Preço mais que amigo e sabor inconfundível. Realmente fantástico. Se estiver disposto a esticar um pouquinho mais a viagem, aproveite para limpar os olhos com a bela vista do Santuário do Sagrado Coração de Jesus, no ponto mais alto de Jardim do Seridó. Vá ao boqueirão, em Parelhas. Visite Caicó, a maior e mais importante cidade daquelas terras. Conheça Ouro Branco, Equador, Carnaúba dos Dantas, Cruzeta... Todas próximas, pequeninas e acolhedoras. Enfim, dê uma chance ao RN. Você vai se perguntar o porquê de ter demorado tanto a tentar conhecê-lo melhor. FOTO: tibau do sul | otávio macciel

FOTO: Martins | modrack freire

35 35


36

soltonocine

crítica

FOTO: divulgação

Estiveram os deuses no Alaska? por Milena Azevedo O contato de quarto grau se dá quando os seres humanos são abduzidos por extraterrestres, passando a servir de cobaias para experimentos biogenéticos. Como bem sabemos, a mídia gosta de noticiar de forma sensacionalista as histórias de pessoas que dizem ter tido esse tipo de contato com seres que dirigem discos voadores. Sabendo do registro de vários desaparecimentos de crianças numa cidadezinha do Alaska chamada Nome, o jovem diretor Olatunde Osunsanmi roteirizou e dirigiu o thriller Contatos de 4° Grau (The Fourth Kind - 2009), sobre um suposto arquivo morto da psicóloga Dra.Abbey Tyler (Milla Jovovich). Esses arquivos trazem diversas gravações de pacientes, entre 1° e 9 de outubro do ano 2000, que não conseguiam dormir e foram hipnotizados pela Dra. Tyler. Todos os pacientes relatavam que viam uma coruja olhando pra eles, mas, em sessões posteriores, percebiam que não era uma coruja, e sim algo assombroso, medonho, que fazia com que eles tivessem espasmos e gritos histéricos de medo e dor. Misteriosamente, alguns desses pacientes assassinaram a família e cometeram suicídio, tornando a psicóloga uma forte suspeita aos olhos do Xerife August (Will Patton), o qual já estava em sua cola desde que o seu próprio marido havia aparecido morto. Um velho amigo e colega de profissão, Abel Campos (Elias Kloteas), vai até Nome para ajudá-la, mas tudo se complica ainda mais quando a filha caçula da psicóloga desaparece e ela insiste em dizer que a menina foi abduzida. O vai e vem das imagens, que ora retratam uma dramatização das supostas gravações em vídeo dos pacientes da Dra. Tyler e da entrevista que a mesma concedeu (sendo o entrevistador personificado pelo diretor Osunsanmi), ora mostram cenas com os atores “reais” (e em alguns momentos dividem a tela em dois ou quatro quadros diferentes), causam desconforto e irritam o espectador. Se a intenção era fazer uma espécie de documentário, porque “ficcioná-lo” duas vezes? Milla Jovovich reforça que ao final somos nós quem decidimos se os fatos são reais ou não, mas de cara já se percebe que Contatos de 4° Grau é uma farsa à lá Bruxa de Blair, e a forçação de barra com a teoria de Erick von Däniken, ligando as representações sumérias a seres do espaço, é o fim da picada.


soltonocine

Uma boa notícia para os amantes da sétima arte: o Cineclube Natal já voltou às atividades. No dia 21 será exibido um clássico cult do terror, “Monstros” (1932), de Tod Browning. O diretor levou para a telona a história de um grupo de seres humanos deformados, expostos como aberrações num circo. Na trama, a linda trapezista Cleopatra é cortejada pelo anão Hans, mas o rejeita até descobrir que este herdou uma fortuna. Seu plano, forjado com o amante Hercules, é casar para depois envenenar o pequeno, mas logo a armação é descoberta e os diferentes se unem pela vingança. O filme foi produzido com atores portando verdadeiras deficiências físicas, como nanismo, gêmeos siameses, microencefálicos e um homem sem braços e sem pernas. O filme causou furor na época do lançamento. A reação do público foi de repulsa e choque. Além de receber um corte de cerca de 30 minutos de sua duração total, o filme foi banido até os anos 60, quando foi redescoberto pelos cinéfilos. O motivo de tanta polêmica e rejeição está justamente na essência da trama, nas críticas e nos personagens atípicos. A sessão começa às 17h, no Teatro de Cultura Popular (anexo à Fundação José Augusto). Rua Jundiaí, 641, Tirol. Entrada: R$2. Mais informações: 3232 5307. www.cineclubenatal.blogspot.com

SERVIÇO Para ver a programação dos cinemas da cidade, completa e atualizada, com horários das sessões e informações sobre as salas de exibição, acesse o nosso site: www.soltonacidade.com.br.

37


38

letras&artes

resenha

filha, mãe, avó e puta

Por Anne Medeiros Os caminhos que levam às nossas verdades pessoais são amplos e não costumam ser fáceis. E algumas pessoas escolhem “bandeiras” ainda mais difíceis para exercer seu livre-arbítrio, escancarando portas que alguns falsos moralistas gostariam de deixar lacradas. E foi isto que fez Gabriela Leite, autora da biografia “Filha, mãe, avó e puta”, onde escreve sobre sua vida como prostituta. Sem pudores, ela abre o jogo sobre os tabus da profissão, conta histórias insólitas sobre suas relações com homens casados, cafetões e drogas. Narra também sua militância pelos direitos das prostitutas, como enfrentou a ira dos poderosos para manter a provocadora grife Daspu viva e tornou-se uma porta-voz das prostitutas com sua atuação na ONG Davida. Mas, diferente da Bruna Sufirstinha, com seus relatos picantes, Gabriela mostra o lado mais cotidiano e humano da profissão mais antiga do mundo. Conta, de forma muito intimista, o que a levou, aos 22 anos, a abandonar a faculdade de Filosofia da USP, uma filha e a família que a amava para buscar um sentido para a vida na zona (de luxo ao baixo meretrício). Ela se desnuda em sua biografia, mas o que aparece não é o instrumento de luxúria e, sim, sua personalidade, e, se você acreditar nisso, por que não, sua alma.

Serviço | filha, mãe, avó e puta Autor: Gabriela Leite Páginas: 192 | Editora: Objetiva | Preço: R$ 33,00


letras&artes

39

AGENDA de EXPOSIÇÕES e lançamentos literários GRANDE ANGULAR III O bairro do Alecrim é tema da mostra fotográfica de encerramento dos cursos básico e avançado de fotografia digital ministrados pelos fotógrafos Henrique José e Max Pereira, da Zoon Fotografia, através de uma parceria com o Senac-RN. Os trabalhos ficam expostos até 31 de março na Federação do Comércio. Avenida Alexandrino de Alencar, 562, Alecrim (vizinho ao Senac). LIVRO As imagens e histórias registradas para o projeto Memorial do Litoral, sobre o litoral de Parnamirim, resultaram no livro “Grande árvore, muitas histórias”. A publicação terá dois lançamentos - no dia 26 de março, às 17h, na Praça São Sebastião (Pirangi do Norte - Parnamirim), e no dia 31, às 18h30, na Livraria Siciliano (terceiro piso do shopping Midway Mall). ARTES VISUAIS Os trabalhos selecionados no 13º Salão de Artes Visuais da Cidade do Natal estão expostos na Galeria Newton Navarro, na Capitania das Artes, até 30 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Av. Câmara Cascudo, 434 - Cidade Alta.

DICA Do leitor

Por Zenaide Castro (Jornalista)

O QUE VOCÊ ESTÁ LENDO? Acabei de ler “Se abrindo para a vida”, de Zíbia Gaspareto. Conta a história de uma jovem que vivia em função de outras pessoas e, depois de alguns acontecimentos em sua vida, decidiu pegar as rédeas e tomar, ela mesma, as suas próprias decisões. Sobre a questão espiritual de que trata o livro, é uma leitura fácil e agradável, especialmente para quem está “engatinhando” na doutrina Espírita.

Lançamentos Nobel em seis vezes sem juros. Novidades não faltam nas prateleiras da Nobel. Venha conferir e aproveite as facilidades da livraria mais nova de Natal. Suspense, história, romance... um universo inteiro para você mergulhar e descobrir os encantos da boa literatura. E tudo em seis vezes sem juros. Endereço: Rua Potengi, 634, Petropolis. Fone: 3222.2565 | twitter: @nobelnatal msn: nobel_natal@hotmail.com www.livrarianobel.com.br


40

MaisCultura AGENDA DE PALESTRAS, OFICINAS E MUITO MAIS OFICINA TEATRAL O Barracão Clowns está com inscrições abertas para a oficina de iniciação teatral para crianças, nos dias 27 e 28 de março, das 13h às 17h30. Rua Amâncio Ramalho, 08, Lagoa Nova (próximo a UnP da Salgado Filho). Informações: 3221 1816 / 9151 8839 / 8894 1408. PROSPECTA Estão abertas até o dia 31 de março as inscrições para a Mostra de Vídeo Prospecta 2010, projeto que visa promover oficinas e debates sobre as artes visuais contemporâneas no Rio Grande do Norte. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no Núcleo de Artes Visuais da Funcarte. Av. Câmara Cascudo, 434 - Cidade Alta. Tel. 3232 4599. CONSCIENCIOLOGIA A Associação Internacional dos Campi de Pesquisas da Conscienciologia (Intercampi) promove, no dia 19 de março, às 19h30, no auditório da livraria Siciliano do Midway Mall, a palestra “Saúde Consciencial”, com a professora Leuzene Salgues. Entrada gratuita. Tel. 3211 3126. MISS RN Candidatas de 30 cidades norte-rio-grandenses disputam, no dia 17 de março, o cobiçado título de mulher mais bela do Estado. O evento começa às 20h, no Vila Hall. Maiores informações na Tráfego Models (3206 3052). TRILHAS POTIGUARES Os estudantes da UFRN interessados em participar do programa têm até 31 de março para se inscrever. Dentro do programa será realizado o Projeto Comtrilhas 2010, em que alunos de Comunicação Social viajam a municípios do interior do estado documentando as ações do Trilhas Potiguares. Mais informações: 9962 0895 / www.proex.ufrn.br CHAI FILOSÓFICO O Ser e o Tempo (O Real e o Ilusório) é o tema do encontro filosófico que será realizado na Casa de Yoga Sãdhana Pãda no dia 26 de março, às 19h, com a participação do professor de filosofia Pablo Capistrano e da diretora da Casa, a yogue Mirian Aguiar. Rua Adolfo Ramires, 2077, Conjunto dos Professores. Tel. 8899 0619. www. casadeyoga.org


SOLTOgourmet

FOTO: ITAÉRCIO PORPINO

Destaque

Happy hour à beira-mar Por Guga Bulhões

Reabriu em novembro o bar e restaurante Tranquilo, que fica embaixo do hotel Don Limpone, na beira da praia de Ponta Negra. O lugar tem dois ambientes, sendo um aberto para os fumantes ficarem mais à vontade. A iluminação à luz de vela torna o ambiente, decorado com fotos e quadros, atraente para levar os amigos ou a família. De dia, o clima é praiano com a bela vista da orla. O Tranquilo está agregando ao cardápio usual o happy hour que acontece diariamente, funcionando da seguinte forma: das 15h às 19h saem da cozinha o Badejo Crocante, a Carne de Sol e o Frango à Passarinha; do bar, cerveja long neck, caipirinha e caipirosca. Todo esse menu de happy hour é servido pela metade do preço normal. É petiscar tomando uma cerveja ou um drink olhando o mar, sem se preocupar tanto com a conta no final. No Tranquilo, você ainda tem o conforto de poder sacar, sem tarifas, R$100 com seu cartão Visa. Basta consumir R$20 no restaurante e tirar o dinheiro. Durante todo o dia e noite, a cozinha, que também atende ao hotel, funciona no sistema à La carte. Você pode pedir uma casquinha de caranguejo de entrada; como principal, um dos pratos mais pedidos é o Medalhão Tranquilo (foto), de filé mignon envolto em bacon com molho de vinho tinto e champignon, servido com aspargos, batatas, castanhas de caju e arroz de brócolis; depois, um Sorvete Tranquilo, pra terminar bem. SERVIÇO | BAR E RESTAURANTE TRANQUILO (G13) Abre todos os dias das 11h à 0h Aceita American Express, Dinners, Master e Visa Rua Erivan França, nº 94 – Ponta Negra Tel. 3219 0116 | www.donlimpone.com

41


FoTo: PaULo FRanCIsCo

FoTo: DIVULGação

RoTaGOURMET

FoTo: DIVULGação

42

pIZZa Na pRESSÃO Deliciosas pizzas de massa fininha e molhos caprichados, feitas de uma maneira surpreendente: na panela de pressão. o cardápio oferece18 sabores diferentes, salgadas e doces. abre de terça a domingo, das 18h às 23h. av. praia de ponta Negra, 8956 a (atrás da feirinha de artesanato). www.pizzanapressao.blogspot.com | Tel. 8852 0993|9620 7993. (G12) BaRRaMaRES Localizado na praia de Cotovelo, distante 10 km de natal, o restaurante tem quiosques à beira-mar e mesas na areia da praia. Um dos carros-chefe é o peixe frito inteiro com acompanhamento regional. Destaque também para o tradicional caranguejo. abre de terça a domingo, das 8h às 17h. praia de cotovelo, parnamirim. Tel. 3237 2164. (G5) SOLIMaR Localizado em Barra de Cunhaú, à beira mar, é especializado em grelhados de frutos do mar. o restaurante possui três ambientes, com capacidade de atendimento para 200 pessoas. a sua decoração rústica e as redes para descanso proporcionam um lugar acolhedor e familiar, onde quem chega sente-se em casa. Rua da praia, S/N, Barra de cunhaú. Tel. (84) 3241 4242. (G11)


FoTos: PaULo FRanCIsCo

FoTo: DIVULGação

FoTo: DIVULGação

RoTaGOURMET SOBRaDINHO a melhor creperia da cidade (Veja natal 2009/2010) anuncia a volta do “Piano Bar” às quintas, a partir das 20h. as novidades também estão no cardápio: Crepe Vicente Vitoriano, Crepe José Lewgoy e o Crepe Monalisa silvério (Petit). Rua Mipibu, 684 - petrópolis. Tel. 3201 2680. (G7) BÚZIOS RESTaURaNTE o restaurante oferece - todas terças, quintas e domingos - o “festival de massas”. Gnocchi caseiro ou spaghetti (com quatro tipos de molho à escolha do cliente), mais cerveja (skol) ou refrigerante e uma salada mista por apenas R$ 19. Entradas, caldos, risotos, frutos do mar e picanha argentina grelhadas são outras delícias oferecidas pela casa. abre diariamente, das 18h30 à 1h. av. praia de Búzios, 9055, ponta Negra. Tel. 3219 3227. (G1) MaRENOSSO Com uma vista privilegiada da orla de natal, o restaurante oferece o melhor da culinária local - da tradicional carne de sol com feijão verde e farofa d’água aos deliciosos bolinhos de macaxeira recheados. abre diariamente das 10h às 18h. www.forrocomturista.com.br | centro de Turismo, petrópolis. Tel. 3211 6218 (G3).

43


44

soltogourmet

Coluna gastronômica

na mesa do chef Por Guga Bulhões*

O ovo Desde a quarta-feira de cinzas os supermercados estão atochados de ovos de páscoa. Apesar de eles estarem, este ano, até 8% mais caros, por causa do aumento no custo da matéria–prima, espera-se superar em 10% as vendas do ano passado. Só a Kopenhagen calcula faturar R$200 milhões em vendas de ovos, cestas e afins. Esqueçamos os gastos pra lembrar que chocolate é uma delícia, sim!!! Libera substâncias que provocam sensação de bem-estar, felicidade e ligeira euforia. Aprecie sem moderação! O bacalhau Não é uma espécie de peixe como muita gente pensa. Na verdade, são cinco: o Saithe, o Ling, o Zarbo e o Cod. O que faz o peixe ser bacalhau são a salga e a secagem. Uma coisa muito importante na preparação é a dessalga. E, para isso, não é necessário ferver. Isso retira o sabor e a gordura do peixe. Mergulhe-o em bastante água e a troque cinco vezes, deixando o recipiente na geladeira, porque é como ele vai perder o sal e conservá-lo.


soltogourmet

Empório do orgânico Abriu, ao lado do Aero Clube, uma loja de alimentos orgânicos. Vendedora da marca Korin, que se baseia em agricultura Natural respeitando a saúde humana e o bem-estar animal. Um dos produtos oferecidos é o frango criado sem antibióticos e promotores de crescimento. Av. Hermes da Fonseca, 1296. Delivery 3344 3040

DICA DO LEITOR

Por Marcílio Amorim (Produtor cultural)

ONDE VOCÊ GOSTA DE COMER? Adoro o Açaí do Chiquita Bacana, no posto Planalto, os petiscos do Real Botequim, o Sanduíche Paulista e o sorvete do Real de 14. Em almoço fast-food de shopping, sempre vou no Bonaparte ou Buongustaio. Não consigo resistir aos doces da Boreli e a um carrinho de acarajé que fica na Amintas Barros todas as noites. Mas, ando numa fase bem light, procurando comer coisas saudáveis, como o sushi do Ocean. Fora qualquer restaurante, a melhor comida é a feita por mainha, sem dúvidas!

45


46

soltoGOURMET GIRO gastronômicO

Tem pra todo gosto Por Guga Bulhões

Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o Brasil possui cerca de 1 milhão de estabelecimentos espalhados por todo o país, e esse número cresce constantemente. Claro que esse crescimento atinge nossa cidade e é fácil ver que novos empreendimentos gastronômicos vêm surgindo de forma assustadora em Natal. É só passear por Ponta Negra, Petrópolis, ou mesmo outro bairro qualquer, que nos deparamos com algum recém-inaugurado restaurante ou barzinho. Ótimo! A cidade só tem a ganhar com a geração de novos empregos, o aquecimento do turismo gastronômico, mas principalmente com a pluralidade de opções oferecidas ao natalense. “Antigamente”, pra se comer bem, só havia o restaurante Xique-xique, na Afonso Pena. Hoje, temos alternativas que agradam, finos ou não, a todo gosto e bolso. Franceses, tapiocarias, tailandeses, contemporâneos, açaís, regionais, japoneses, cafés, naturais, italianos, creperias... E cada um assume, dentro da sua variação, um estilo próprio. Só na zona sul, temos alguns novos exemplos disso. O ano mal começou e já inauguraram novidades na área de alimentos e bebidas. Masala, Kin, Saranda e Cumbuca – se você está a fim de experimentar novos sabores, escolha um desses restaurantes de Ponta Negra e Capim Macio. Em Ponta Negra, o restaurante Cumbuca se utiliza de elementos regionais para fazer uma cozinha com cara de família e atendimento idem. Ali perto, na rua ao lado do Praia Shopping, tem o Saranda. Especializado em comida espanhola, traz o rodízio de Paella como novidade. Capim Macio tem o novo Masala, onde antes era o Jardim do Suíço. Sua cozinha internacional, com essência indiana em alguns pratos, combina com a ambientação também voltada para a mesma cultura. Algumas das sobremesas são obras do chef Ângelo Medeiros, como o Crème Brulée, feito com baunilha natural. Por fim, o Kin abriu as portas no shopping Seaway e reúne especialidades da cozinha japonesa, italiana, regional e árabe. Além disso, trouxe a proposta ousada de fazer um cardápio temático para cada dia da semana. Não dá pra reclamar da falta de variedade! Agora, aguardemos ansiosos o novo espaço gourmet que funcionará no terceiro andar do Midway Mall, com inauguração prevista para o final do mês que vem.


solto POR AÍ

crônica

Quadrilhas juninas, nosso orgulho maior Por Paulo Araújo*

Espartanamente organizadas, as quadrilhas juninas potiguares já estão ensaiando a todo vapor, mobilizando costureiras, músicos, coreógrafos e milhares de jovens em todo o estado praticamente desde o dia que as sanfonas se calaram, em julho de 2009. Elas são, na realidade, as nossas escolas de samba que deram certo, não resta dúvida. Cansadas da falta de apoio de órgãos públicos, as agremiações mais profissionais foram em busca da iniciativa privada, venderam anúncios nos seus carros alegóricos – que foram aprender a construir com carnavalescos em Parintins ou mesmo no Rio de Janeiro – e hoje fazem a alegria da nossa gente simples, do litoral ao sertão. São compostas por jovens que juntam centavo por centavo para pagar a roupa mais bonita que puder envergar, entregam-se de corpo e alma em ensaios extenuantes dia e noite e esfalfam-se em viajar em ônibus nem sempre confortáveis, cruzando o estado de leste a oeste em busca de plateia. Quando junho chegar, sem nenhum trocadilho, as quadrilhas juninas vão assaltar a nossa alma nordestina com um colorido de cores e ritmos que explodem por todos os lados, fazendo-nos refletir: como podem ser tão bonitas e organizadas? De onde vem tanta energia para levantar arquibancas inteiras por volta das cinco horas da manhã, como vi na final de um dos festivais no ano passado, na praça central de Currais Novos? De onde surgem tantas ideias para contar uma história tão simples como um casamento matuto na roça? Taí uma boa tese de mestrado para os nossos antropólogos e um bom case de marketing para os carnavalescos estudarem e imitarem. Que junho chegue logo, pois muita gente, como eu, não vê a hora de assistir uma apresentação de quadrilha junina. * Jornalista, diretor de jornalismo da TV Ponta Negra.

47


48

Profile for Solto na Cidade

Solto na Cidade - Edição 36  

Programação cultural do período de 16 a 31.03.2010.

Solto na Cidade - Edição 36  

Programação cultural do período de 16 a 31.03.2010.