Issuu on Google+

2008 , 28 de mar莽o de

Correio da Bahia

2 4

Telefonia m贸vel cresceu 293% na Bahia

6

3G promete revolucionar o uso do celular

Novas regras na telefonia celular


2

(

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

Smartphone

Clamshell

Telefone celular com recursos avançados que utiliza um sistema operacional, como um computador, para abrir programas. Basicamente, os smartphones possuem conexão de infravermelho, câmera, Bluetooth e a sincronização da agenda de contatos, tarefas e arquivos com o seu computador. Com a nova tecnologia 3G, esses aparelhos devem se tornar mais populares.

Aparelho celular com formato de concha. O flip com a tela do aparelho fecha-se sobre o teclado, costumam ser modelos que valorizam o design, com visual elegante e arrojado. O primeiro aparelho a utilizar o formato clamshell foi o Motorola StarTAC, criado em 1996. A marca é uma das que mais fabrica aparelhos desse tipo.

Telefonia celular cresceu 293% na Bahia nos últimos quatro anos Em apenas quatro anos, o mercado da telefonia celular na Bahia saltou de 1,82 mi­ lhão para nada menos que 7,16 milhões de aparelhos em operação, o que representa um crescimento de 293,3%. Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), divulgados este mês, e referen­ tes ao primeiro bimestre de 2008, mostram que a densidade no Estado atingiu a marca de 50,65 celulares para cada 100 habitantes. Em fevereiro de 2004 esta densidade era de 13,44. Do total de acessos, atualmente, 5.979.301 (83,41%) são pré-pagos e 1.189.576 (16,59%) pós-pagos. Levando em conta apenas

os últimos 12 meses, o crescimento da telefonia móvel na Bahia foi de 33,3%, índice de incremento bem acima da média nacional (22,6%) e do Nordeste (28,9%). As quatro operadoras em atividade no estado venderam no período, segundo o levantamento da Anatel, nada menos que 1,79 milhão de novos aparelhos. As empresas de telefonia concordam que ainda há muito espaço para crescer no Estado, principalmente no interior. A Bahia é o maior mercado do Nordeste e o quinto do país, mas a densidade está abaixo do índice nacional, que já ultrapassa de 65 aparelhos para cada grupo de 100 habitantes.

No Nordeste, o Estado só fica à frente do Maranhão (28,65) e Piauí (37,02) neste item. A Região Metropolitana de Salvador – que representa o código 71 – conta com 51,8% de todos os usuário de telefonia celular na Bahia, totalizando 3.713.269 aparelhos em operação. Em segundo está a região central (código 75), com 1.442.732 unidades (20,13%). O sul do Estado (código 73) possui hoje 1.015.191 celulares em funcionamento, totalizando 14,16%, enquanto o oeste (código 77) conta com 606.070, ou 8,45%. Por último está a região norte (código 74), com 391.615 aparelhos em operação, ou 5,46% do mercado baiano.

Concorrência é acirrada no Estado As quatro empresas de telefonia celular em operação na Bahia travam uma disputa bem acirrada, com números de participação de mercado bem próximos entre as concorrentes. As operadoras Oi, Claro, Vivo e Tim dividem os mais de 7,1 milhões de clientes no Estado, mas cada uma delas tem predominância em uma região. A Oi, por exemplo, garante a liderança na Bahia, principalmente, em função do distanciamento conquistado na região metropolitana, onde conta com quase 35% de participação, ou 1,27 milhão de clientes. A Claro lidera no Centro - região que inclui Feira de Santana – com 29,88% do mercado. Já a Vivo, que é lider nacional, está à frente no Oeste (37,42%), Norte (30,07%) e Sul (29,55%) da Bahia.

Participação das operadoras - Bahia

Número de Celulares

Oi

2.053.495

Claro

1.737.814

Vivo

1.699.213

Tim

1.678.355 top 5 na américa latina em número de assinaturas

Uso da telefonia GSM no mundo

2.7 bilhões de clientes GSM no mundo inteiro hoje • Mais de 700 operadoras móveis em 220 países. • GSM é a tecnologia que detém 86% das assinaturas no mercado digital sem fio no mundo, e 62% do mercado nas Américas, e continua crescendo. • A participação de mercado da família GSM de tecnologias na América do Norte, Sul, América Central e no Caribe cresceu 9% em 12 meses para 62%, comparado com 53% no final do 3T 2006. • A GSM detém 78% do mercado na região da América Latina e do Caribe. • Mais de 158 milhões de clientes

12,6 32,4

UMTS/HSPA hoje, praticamente 200 milhões previstos para o final de 2007. • As assinaturas UMTS/HSPA devem passar a marca de 500 milhões até o fim do ano de 2009 e devem chegar a 1 bilhão até o fim de 2011. • 1,68 bilhões de assinaturas previstas para o mercado 3G até 2012, das quais 1,3 bilhões devem ser da tecnologia UMTS/HSPA, representando 78% do mercado. • A GSM/UMTS deve reunir a grande maioria dos assinantes dos próximos cinco a dez anos, mesmo com a adoção de novas tecnologias sem fio.

94,7

35,7

57,1 Brasil

México

Argentina

Colômbia

Chile

Fonte: 3G Américas


Slider

T9

Telefone em que o teclado desliza para atrás da tela, quando não está em uso. São aparelhos pequenos, os fabricantes destes modelos disputam com novos aparelhos o título de celular slider mais fino. Alguns sliders, como o Nokia N95, deslizam para os dois lados, oferecendo mais botões ao usuário.

Nome do sistema de digitação rápida, que significa “Texto em nove teclas”. O sistema é integrado em todos os aparelhos que utilizam a configuração clássica de teclado, apenas com números. Com o T9 ativado o usuário não precisa apertar o botão várias vezes para chegar à letra desejada, basta apertar apenas uma vez e a combinação das teclas formam as palavras.

)

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

3 participação por região do estado

Salvador tem 113 celulares para cada 100 habitantes Tem mais celular do que gente na Região Metropolitana de Salvador (RMS). De acordo com os dados da Anatel, a área de código 71 possui 3.713.269 apare­lhos em operação. Isto representa 113,51 celulares para cada grupo de 100 habitantes. É a maior densidade do país, considerando o código de área. O motorista Alessandro Souza, de 29 anos, usa três celulares há dois anos. “Eu viajo muito pro interior. Para não correr o risco de ficar com um celular que não funciona na cidade eu utilizo linhas de ope­radoras diferentes”. Alessandro afirma que isso o atrapalha apenas quando quer descansar. “Mas não posso desligar o telefone. Já precisei atendê-lo até no chuveiro”, disse. Assim como Alessandro Souza, mi­ lhares de outros usuários também possuem mais de um celular, o que explica o resultado de tamanha densidade na RMS. Tornou-se comum, por exemplo, pessoas terem um aparelho para uso pessoal e outro para uso profissional. Há ainda aqueles que utilizam mais de um aparelho em função das ações promocionais das empresas, que proporcionam descontos para ligações na mesma companhia telefônica.

8,45%

20,13%

5,46% 14,16% RMS

Alessandro possui três aparelhos

51,80% Sul

Norte

Centro

Oeste

Apenas 211 municípios possuem telefonia móvel Hoje, dos 417 municípios baianos, apenas 211 contam com o serviço de telefonia móvel. Mas, o diretor regional da Anatel, Fernando Ornelas, lembra que esta realidade vai mudar nos próximos anos com a chegada da terceira geração da telefonia celular. O sistema 3G cria mecanismos que tornarão possível a cobertura de todos os municípios, já que o investimento nesta tecnologia será mais barato para as empresas. A Anatel optou por enfatizar as obrigações, em especial

aquelas que dizem respeito à cobertura dos pequenos municípios. Em dois anos, todas as cidades brasileiras terão cobertura para serviços de telefonia celular. Para atender aos municípios menores, as operadoras poderão optar por utilizar rede particular nesse caso, cada empresa terá obrigação de atender a 25% das cidades da região - ou por rede compartilhada, operada por terceiros - dessa forma, as autorizadas das quatro faixas deverão cobrir 100% dos municípios da região.


4

(

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

3G

GPRS/EDGE

Terceira Geração da Telefonia Celular, categorizada através dos padrões da União Internacional de Telecomunicações. É a nova tecnologia, que já está disponível em toda a Europa e em países da Ásia e começa a ser implantada no Brasil, oferece internet em alta velocidade nos aparelhos e torna possível as vídeo-chamadas, onde o usuário vê a pessoa com quem está conversando.

Tecnologia de transmissão de dados para as redes de celular GSM. Tornou possível o acesso a Internet com uma velocidade suportável, chegando próximo a banda larga, por isso é chamada também de 2.5G. A cobrança do serviço é geralmente feita de acordo com a quantidade de dados utilizada, substituindo a cobrança por tempo da tecnologia anterior (WAP).

na Internet. Cada empresa deve disponibilizar ao menos um setor de relacionamento por microrregião atendida. Isto deve ocorrer em até 24 meses para microrregiões com população igual ou superior a 200 mil habitantes e em até 48 meses para microrregiões com população igual ou superior a 100 mil habitantes. O setor de venda pertencente à própria prestadora deverá ter as mesmas obrigações de um Setor de Relacionamento. Já as lojas de terceiros deverão encami­nhar à prestadora pedidos de res­cisão do contrato, fornecendo comprovante de recebimento. As novas regras também estabelecem que a rescisão do contrato pode ser pedida pelo usuário a qualquer tempo. A ope­radora deve informar imedia­ tamente o número seqüencial de protocolo, com data e hora, que comprove o pedido e efetu­ ar a rescisão em até 24 horas do recebimento do pedido, independentemente da existência de débitos. Foi proibido prazo de carência para mudança de plano, mas permitida a exigência de que usuários permaneçam vinculados à prestadora por um prazo mínimo 12 meses em troca de benefícios, como aquisição de aparelho em que o preço cobrado terá um valor abaixo do que é praticado no mercado ou quando a empresa oferece vantagens em forma de preços mais acessíveis, durante todo o prazo de permanência.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom-ABr

Desde o último dia 13 de fevereiro, novas regras foram definidas para a prestação do serviço da telefonia celular, estabelecendo os direitos e os deveres dos usuários e das prestadoras. As principais alterações aprovadas pela Anatel ampliam e consolidam os direitos dos usuários e aumentam os deveres das prestadoras. O presidente da Anatel, Ro­ naldo Sardenberg, destacou a evolução do serviço móvel no Brasil e citou quatro ciclos: criação da infra-estrutura do serviço móvel (1996 a 1998), a efetivação da competição com quatro operadoras (1999 a 2006), a ratificação do modelo de competição com o início da banda larga móvel em 3,6 mil municípios (2007 a 2010) e a ampliação e fiscalização do atendimento ao direito dos usuários (a partir de 2008). “Até aqui a abordagem foi extremamente técnica. A partir deste ano, vamos também fiscalizar o atendimento aos usuários”, afirmou. A elaboração das novas regras insere-se, segundo ele, no contexto da consolidação dos serviços móveis no Brasil e na adequação às demandas dos usuários do serviço. Em relação ao atendimento dos usuários, a prestadora deve tornar disponível o acesso telefônico gratuito e as informações referentes aos endereços dos setores de atendimento devem ser disponibilizadas no contrato de prestação de serviço e

Foto: Antonio Cruz-ABr

Consumidor conta com novos direitos

O presidente da A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) anunciou mais de 50 mudanças nas regras para a telefonia celular a partir de 2008

Novas regras na telefonia celular Créditos - As operadoras serão obrigadas a oferecer créditos prépagos com validade de até 180 dias e revalidar os créditos expirados a partir da inserção de novos créditos (desde que antes do prazo de rescisão do contrato). Fidelização O prazo de carência deixa de existir para o Plano de Serviço (mudanças entre planos podem ser feitas a qualquer momento). As regras permitem, no entanto, que a prestadora exija o cumprimento de prazo de permanência quando

forem oferecidos benefícios ao usuário, como, por exemplo, a oferta de aparelhos subsidiados. Atendimento pessoal - Foi determinado um número mínimo de lojas de atendimento pessoal por microrregião. As prestadoras deverão ter pelo menos uma loja para cada microrregião de 200 mil habitantes, dentro de 18 meses, e uma loja para cada microrregião de 100 mil habitantes, em até 42 meses. Também deverá haver uma loja para cada grupo de 400 mil habitantes. Para as regiões com menos de 100 mil habitantes, os Setores de Venda que façam habilitação de terminais serão responsáveis por receber e encaminhar pedidos de rescisão de contrato (que poderão ser feitos também por outros

canais de relacionamento da empresa com seus clientes, como Central de Atendimento e e-mail). Essas medidas garantirão o atendimento pessoal nos grandes centros urbanos e permitirão que, em municípios afastados desses centros, os usuários possam solicitar a rescisão contratual pessoalmente. Cobrança - A prestadora só poderá cobrar chamadas realizadas há mais de 60 dias após negociação com o usuário; é garantida, também, a devolução em dobro, com juros e correção monetária, de valores cobrados indevidamente e pagos. Com essas determinações, agregam-se ao Regulamento do Serviço Móvel Pessoal disposições do Código de Defesa do Consumidor.

Serviços de emergência Chamadas destinadas a Serviço de Emergência serão gratuitas, inclusive para os usuários fora da área de registro - que não pagarão roaming. A regulamentação garante ainda que, para os usuários de serviços pré-pagos, essas chamadas e outras que não impliquem em débitos a ele (chamadas a cobrar, por exemplo) poderão ser realizadas mesmo se os créditos estiverem vencidos. Rescisão contratual - O regulamento considera falta grave a retenção de pedidos de rescisão contratual. Após receber um pedido de rescisão, a operadora terá até 12

horas para enviar ao usuário, por mensagem de texto, o número do protocolo do recebimento do pedido - que poderá ser feito por e-mail, Central de Atendimento, mensagem do celular. O serviço deve ser desabilitado até 24 horas após o recebimento do pedido de rescisão. Comparação entre planos Usuários de planos pós-pagos alternativos poderão solicitar comparação entre planos - com simulação dos valores gastos nos últimos três meses em seu plano de serviço e os que seriam gastos caso fosse outra a escolha, o que lhes permitirá fazer a melhor opção. Inadimplência Foram estabelecidos novos

prazos para os casos de inadimplência. Quinze dias após o vencimento, o usuário fica impedido de realizar chamadas, exceto para os Serviços de Emergência ou para números que não importem débitos. Trinta dias após o impedimento para realizar chamadas, a prestadora pode suspender o serviço, não havendo mais cobrança de assinatura ou qualquer valor referente à prestação do serviço, ou seja, 45 dias após o vencimento, o usuário também deixa de receber chamadas. Quarenta e cinco dias após a suspensão do serviço, se o usuário continuar inadimplente, a prestadora pode rescindir o contrato. Apenas após a rescisão contratual - e passados 15 dias da notificação ao assinante -, a prestadora poderá encaminhar o nome do devedor a serviço de proteção ao crédito.

Tecnologia na palma da mão Iphone Apple 8 GB

Nokia N96 [3G]

Blackberry 8100

Além das funções básicas, o super celular envia e-mail, tem câmera de 2 megapixels, acessa a internet através de uma rede wi-fi ou através da linha do celular, visualiza mapas, previsão do tempo, cotações da bolsa e vídeos do YouTube. Com tela de 3.5 polegadas sensível ao toque, o aparelho também é um iPod, com músicas, vídeos e fotos. Preço: 280 Dólares (Ainda não disponível no Brasil)

O novo smartphone, com 16 gigabytes sintoniza TV, toca músicas e vídeos, possui câmera de 5 megapixels com zoom digital de 20x, bluetooth, infravermelho e Internet sem fio. O grande diferencial do aparelho é o GPS, sistema de localização via satélite, que permite visualizar mapas do lugar onde você está e indicar caminhos para chegar em outro local. Preço: 550 Euros (Ainda não disponível no Brasil)

Desenvolvido para executivos, o aparelho oferece total controle dos e-mails, sincronização de calendário, contatos e tarefas, além do alinhamento com o sistema de e-mail corporativo (Exchange ou Lotus Domino). Conecta à rede wi-fi, toca mp3, possui aplicativos java e câmera de 1.3 megapixels. Preço: 1.880 Reais


GSM

SIM Card

Tipo de rede de telefonia celular mais popular no mundo, com 82% do mercado e 212 países. O sistema GSM, sigla para Global System for Mobile communications, é o utilizado pela Claro, Oi, Brasil Telecom, Tim e Vivo. São os aparelhos que utilizam os SIM Cards, também conhecidos como chips, que facilitaram a troca de aparelhos e a preservação dos dados.

Chip utilizado nos celulares GSM, que guarda os dados da linha telefônica, agenda de contatos e mensagens de texto e permite o a troca de aparelhos facilmente, permanecendo com a linha telefônica. O SIM Card é utilizado pelas operadoras GSM, a depender da capacidade de memória do cartão pode armazenar mais dados.

)

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

5

Usuários poderão mudar de operadora e manter o número A portabilidade numérica possibilitará aos usuários telefonia móvel a mudança de prestadora e a manutenção do número do celular. Na Bahia, a regra passa a valer a partir de novembro, especificamente na Região Metropolitana e no sul. Mas, até março do próximo ano, a medida já estará valendo para todo o Estado. Para obter o benefício da portabilidade, o usuário deverá dirigir-se à prestadora para a qual pretende migrar. A prestadora que ceder o usuário (e o número telefônico que ele vai portar) não participará da negociação e nem receberá nada pela perda do assinante. “Isto é muito interessante. Hoje, muita gente deixa de mudar de operadora para não perder o número. Acredito que a concorrência agora vai aumentar”,

afirmou o professor César Luiz Santana. Ele utiliza o mesmo número há mais de dois anos, e acredita que, com a portabilidade, poderá negociar melhor com as companhias. O modelo de portabilidade nacional prevê que a Entidade Administradora (uma empresa de tecnologia da Informação a ser contratada pelas empresas telefônicas) gerenciará todo o processo. Através da Base de Dados Nacional de Referência (BDR), atualizará a Base de Dados Operacional (BDO) das operadoras. Essa BDO será utilizada no encaminhamento das chamadas, indiferentemente à qual prestadora o número pertença. O preço da portabilidade será definido por ato da Agência e será cobrado de uma única vez ao usuário que a solicitar.

Esse valor vai remunerar uma Entidade Administradora, para gerenciar com autonomia e isonomia o processo de portabilidade. A prestadora para a qual o usuário deseja mudar poderá isentá-lo da cobrança da taxa, e neste caso, a prestadora será responsável por remunerar a Entidade Administradora. A manutenção do número será dentro da Área de Registro, que corresponde ao DDD. O não cumprimento de prazos previstos na regulamentação está definido como Falta Grave pelo Regulamento de Sanções da Anatel, o qual prevê a aplicação de multa de até R$ 50 milhões nesses casos. A oferta inicial da portabilidade, em caráter experimental, se iniciará em agosto, em cidades escolhidas para implementação de projetos-piloto.

Telefonia fixa também terá portabilidade A portabilidade numérica também valerá para a telefonia fixa. A partir de outubro, será possível mudar de endereço dentro da mesma localidade e manter o mesmo número. A regra vale independentemente de quantas vezes o usuário solicitar a mudança. Para o conselheiro da Anatel, Pedro Jaime Ziller de Araújo, a portabilidade vai possibilitar

uma significativa melhoria no relacionamento das prestadoras com o usuário, como forma de retê-lo, além de dar um novo impulso à competição. Cerca de 97 milhões de brasileiros, ou 52% da população do País, vão poder desfrutar do benefício da portabilidade. Esse é o total da população que habita os 260 municípios onde, hoje, há mais de uma presta-

dora de telefonia fixa (Serviço Telefônico Fixo Comutado/ STFC) em operação. À medida que mais cidades dispuserem de duas prestadoras, os restan­tes 48% da população usuária do serviço fixo também estarão inseridos no benefício. A existência de mais de uma prestadora numa área é a condição inicial para a oferta da portabilidade numérica na telefonia fixa.

Portabilidade na Bahia telefonia móvel Data

Código

Principais cidades

Novembro de 2008 71

Salvador, Camaçari, Simões Filho e Lauro de Freitas

Novembro de 2008 73

Ilhéus, Itabuna, Porto Seguro e Eunápolis

Janeiro de 2009

74

Juazeiro, Senhor do Bonfim, Paulo Afonso e Jacobina

Janeiro de 2009

75

Feira de Santana, Santo Antônio de Jesus, Alagoinhas e Paulo Afonso

Janeiro de 2009

77

Vitória da Conquista, Barreiras, Guanambi e Bom Jesus da Lapa

Sony Ericsson K850 GSM

HTC Cruise Touch [3G]

Com uma potente câmera de 5 megapixels, este aparelho é ideal para quem utiliza os recursos multimídias. O aparelho organiza as fotos, vídeos, músicas e podcasts em um navegador, com busca inteligente. Além de fotos, o celular permite a gravação de vídeos, possui Bluetooth, infravermelho, rádio FM e entrada para cartão de memória. Preço: 1.800 Reais

A tela sensível ao toque permite uma navegação muito mais fácil. Equipado com o Windows Mobile 6, o aparelho suporta a instalação de aplicativos de edição de texto, cálculos, planilhas, etc. A câmera de 3 megapixels faz vídeos e fotos. O celular ainda oferece um navegador GPS com guia de estradas brasileiras, rádio FM, tocador de mp3 e vídeo. Preço: 2.200 Reais

Motorizr Z8 O novo Z8 tem o formato slider, com uma tela de 2.2 polegadas e resolução de 16 milhões de cores. Ele possui uma câmera de 2 megapixels com filmadora, zoom de 8X e flash. O aparelho roda o sistema operacional Symbian, que permite a instalação de programas, como um minicomputador. Além disso, possui áudio Bluetooth A2DP estéreo, 90 MB de memória interna. Preço: Não divulgado


6

(

Bluetooth

Wi-Fi

Tecnologia de pequenas redes sem fios, de curto alcance. O Bluetooth permite que os usuários troquem dados, fotos, vídeos, toques, etc entre aparelhos, a utilização de acessórios sem fios e a conexão com computadores, sem precisar de cabos.

Rede sem fio, que utiliza a tecnologia 802.11, comumente fornecida em shoppings, aeroportos, restaurantes e universidades para o acesso à Internet sem fio, através de celulares e notebooks.

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

Foto: Ibrahim Iujaz

3G promete revolucionar o uso do celular A terceira geração da telefonia celular chegará nos próximos meses em Salvador. Essa nova tecnologia, chamada de 3G, promete uma revolução na utilização do aparelho: Internet de alta velocidade, TV Digital, Filmes e as vídeo-chamadas que vão permitir a conversa com áudio e vídeo pelo telefone. Poder conversar com outra pessoa olhando diretamente para ela através do celular parece possível apenas em filmes de ficção científica, mas em breve isso será realidade em todo o Brasil. Através da 3G, o usuário vai poder utilizar uma Internet banda larga de alta velocidade no celular. Para baixar uma música através do celular, hoje, o usuário leva aproximadamente 15 minutos. Com a nova tecnologia, a música chega completa no aparelho em menos de um minuto. A entrada desta tecnologia no País consolida a Internet móvel e inaugura um dos momentos mais importantes das telecomunicações no Brasil, uma vez que impactará diretamente a forma como usuários e empresas utilizam o computador. “A Terceira Geração fará pela banda larga no Brasil o que o prépago fez pela telefonia, ao possibilitar um expressivo aumento da oferta e pene­tração da Internet em banda larga, com a vantagem adicional da mobili-

dade”, explica Dax Aniceto, diretor da Regional BASE da Claro. De acordo com Pedro Cordier, diretor de comunicação da Spiritus Mundi – empresa baiana que desenvolve aplicativos para celulares – a mudança de tecnologia pode ser comparada com a evolução da Internet discada para a banda larga. “A grande mudança é na velocidade. As informações vão ficar instantâneas, vamos poder usar mais vídeos nos aplicativos, o celular vai oferecer muito mais entretenimento”, explica. A Claro, por exemplo, está trazendo com exclusividade para o mercado nacional, a Videochamada Claro 3G – serviço de transmissão simultânea de áudio e vídeo em tempo real. Com a 3G, a operadora passa a oferecer também mais qualidade em outros serviços, como o Idéias TV, o Claro VídeoMaker, o Idéias Music Store, Jogos e Vídeo Downloads. Para o médico Rafael Nunes, a principal vantagem será a utilização da Internet de alta velocidade em qualquer lugar. “Como trabalho em cidades diferentes, vai ser muito mais prático ter o acesso a Internet. Testei o 3G esse mês, quando fui a São Paulo, fiquei satisfeito com o resultado. Espero que chegue o mais rápido possível, por isso já assinei até o plano de dados da operadora”, comenta Nunes.

A evolução da telefonia móvel 1G

Celulares analógicos.

2G

Celular digital com acesso a Internet WAP, o equivalente à conexão discada.

2,5G

Celular digital com Internet GPRS e EDGE, evolução do WAP, mais rápida e com a cobrança dos dados utilizados, ao invés do tempo gasto.

3G

Celular digital com conexão ultraveloz de até 7200 Mbps, vídeochamada e TV Digital.

Celular será um mini-computador de bolso

As telas maiores facilitam o uso de programas para leitura e edição de textos, planilhas, apresentações e e-mail.

Com tanta velocidade, os fabricantes de celular estão desenvolvendo verdadeiros mini-computadores de bolso, que vão revolucionar a maneira como utilizamos a telefonia móvel. Os novos equipamentos possibilitam baixar músicas, vídeos e fotos rapidamente para o celular, além da troca de arquivos entre amigos, familiares e colegas de trabalho. O designer gráfico Fernando Cruz, de 24 anos, está ansioso pela chegada da 3G em Salvador. “Procuro tirar proveito ao máximo dos recursos do celular, tanto para trabalho como para diversão. Estou ansioso esperando a tecnologia chegar aqui para poder não só assistir TV pelo celular como fazer a vídeo-chamada”, explica Cruz. O lançamento da TV Digital no Brasil fará com que os novos celulares 3G sejam fabricados para sintonizar os canais em alta resolução, sem ter que se preocupar com posição de antena. Essa novidade fará com que as emissoras brasileiras se preocupem em fazer uma programação também voltada para quem estiver no ônibus, no shopping, nas praças, em qualquer lugar, com o celular na mão. Outro recurso que essa nova tecnologia oferece é a localização geográfica. Através desse sistema, será possível ter um mapa interativo no celular. Uma vez acionado, esse mapa indicará onde o dono do celular está e, caso ele solicite, quais os restaurantes, lojas, hospitais, escolas, hotéis, teatros, com a indicação do melhor caminho até o local. “A tendência, então, é as pessoas usufruírem mais dos serviços do aparelho, mesmo quem hoje utiliza o telefone apenas para telefonar”, ressalta Pedro Cordier, da Spiritus Mundi. Ele explica que as empresas vão ganhar em produtividade com aparelhos repletos de ferramentas coorporativas, como edição de textos, planilhas, apresentações e a integração do e-mail no celular.

Através da câmera interna dos celulares 3G, a vídeo chamada permite conversar com outra pessoa olhando diretamente para ela através do celular.

A antena de conexão Wi-Fi vai permitir que o usuário acesse a Internet gratuitamente em restaurantes, shopping centers, aeroportos, hotéis e universidades que oferecerem o serviço.

A conexão em alta velocidade da rede 3G vai tornar comum os vídeos em alta resolução para celular.

O sistema de localização global (GPS) será comum em aparelhos, com isso o usuário poderá visualizar o mapa do lugar onde está e traçar rotas até o caminho desejado.

Os teclados alfa-numéricos vão disputar o espaço com os teclados QWERTY que facilitam a digitação de palavras. Os números também serão utilizados para funções como a troca de canais da TV Digital.

Jogos em tempo real Para as crianças, a grande atração será a possibilidade participar de jogos, em tempo real com os amigos, onde quer que eles estejam. As mães vão poder conversar com seus filhos e, através da vídeo-chamada ou da localização geográfica, saber exatamente onde a criança está. Em todo o mundo, mais de 260 operadoras já utilizam a tecnologia 3G, a maioria na Europa e na Ásia. São mais de 131 milhões de aparelhos no planeta. No Japão a terceira geração chegou em 2001, hoje, os aparelhos são considerados tão importantes para uma pessoa como a sua carteira. Com a novidade, até quem utiliza apenas os recursos mais básicos do aparelho deve usar todos esses serviços.

Os joysticks dos aparelhos serão cada vez mais utilizados para jogos em tempo real e para a navegar na Internet.

EXPEDIENTE (

Departamento de Marketing Tel.: (71) 3203-1870

Encartado no jornal Correio da Bahia. Não pode ser vendido separadamente.

(

Projeto Gráfico: João Soares e Vládesk Falcão Textos: Carla Martins e Eduardo Pelosi

Capa e ilustração: Jean Ribeiro


CDMA

GPRS

Abreviatura do inglês Code Division Multiple Access, acesso múltiplo por divisão de código. Essa é a tecnologia celular digital de segunda geração criada no início dos anos 90. Concorre com os padrões GSM e TDMA, mas está se tornando obsoleta com a supremacia do GSM.

É uma evolução da tecnologia celular GSM. Proporciona maiores velocidades de transmissão de dados, sendo ideal para o acesso à Internet móvel. Em teoria, uma rede GPRS pode transmitir dados no limite de 171.000 bits/s, contra 28.800 bits/s de um modem de PC e 9.600 bits/s dos celulares atuais.

)

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

7

novo aparelho, o Blackberry 8100 e daí passarei a acessar meus e-mails e MSN Messenger também”, diz. Uma dessas facilidades existentes e úteis para o dia-a-dia é o software Google Maps para celulares, que oferece uma ferramenta de navegação por mapas. É possível usá-lo em qualquer aparelho que suporte aplicativos Java, em aparelhos BlackBerry e celulares e dispositivos com sistema operacional Windows Mobile ou Windows Mobile 2003 Se­ cond Edition, 5.0 ou superior. O universitário Robson Ataíde conta que o software é útil em diversas situações. “Ele me ajuda muito quando viajo, não acho determinada rua ou até mesmo quero escolher um trajeto”, explica. Robson possui um Nokia 6681 e, além do Google Map, utiliza várias outros serviços no aparelho. “Instalo diversas aplicações como Office, leitor PDF, MSN via Bluetooth, dentre outros”, declarou. O controle de gastos via celular é outro serviço útil e possível. Aplicativos como o Handy Expense e o Hábil Mobile, por exemplo, permitem que você registre e gerencie suas despe-

sas. “Após começar a utilizar o Handy Expense eu vi uma grande diferença com relação ao controle das minhas despesas, sobretudo meus gastos com combustível”, informa Robson. No barzinho com os amigos, é possível conferir a conta e dividir igualmente ou de acordo com o consumo. Um outro exemplo é o Oi Paggo, um serviço de compras via celular, como se fosse um cartão de crédito, lançado no ano passado. Através dele, é possível fazer compras em estabelecimentos credenciados ape­ nas utilizando mensagens de texto. Não há anuidade, porém os usuários pagam uma taxa referente à emissão do extrato nos meses em que utilizarem o serviço, possível tanto para planos pós como pré-pagos. “O sistema oferece economia, simplicidade e conveniência tanto para os usuários, que têm anuidade grátis e podem fazer compras remotamente, como para os estabelecimentos, que não precisam alugar um terminal e pagam comissão menor sobre as vendas”, explica João Silveira, diretor de marketing e vendas da Oi.

Foto: Thomas Angermann

Hoje em dia, um grande número de serviços pode ser utilizado através do telefone celular, que passou de simples equipamento de comunicação para um agente de mobilidade. É possível utilizar serviços bancários, olhar mapas, ler e-mails, controlar gastos e até mesmo fazer compras. Serviços como esses auxiliam o dia-adia do usuário e tornam os aparelhos algo cada vez mais indispensáveis no cotidiano do homem moderno. O acesso a informações e transações bancárias via celular é um exemplo desses serviços que já se tornou algo comum entre os bancos, seja via SMS ou software específico. Hoje em dia, a grande maioria dos bancos ofe­ rece esses serviços, embora muitos usuários ainda não conheçam ou não confiem. O analista de sistema Fre­ derico Sant’anna diz que o celular já faz parte do seu dia a dia como algo que serve não somente para fazer ligações como também para outros afazeres do seu cotidiano. “Consulto meu saldo, extrato e acesso serviços como o Mobtur, que informa dicas de lazer na cidade. Em breve, receberei da empresa que trabalho um

Foto: Richard Peat

Serviços transformam celular em aparelho multiuso


8

(

correio da bahia Salvador, 28 de março de 2008

WAP

MMS

Abreviatura do inglês Wireless Application Protocol, protoclo para aplicações sem fio. WAP referese a uma série de especificações (protocolos) para desenvolver aplicações web para ambientes de rede móvel. Ou seja, os protocolos WAP permitem que aparelhos portáteis como telefones móveis, pagers e radiocomunicadores tenham acesso à Internet.

Multimedia Messaging Service. Sistema que permite o envio de mensagens com conteúdo multimídia como, por exemplo, fotos, vídeos e sons.

Bluetooth facilita integração de aparelhos e acessórios Com o surgimento dessa tecnologia, se tornou comum ver pessoas em restaurantes, shopping centers e aeroportos conversando ao telefone com um fone sem fio, preso à orelha. O Bluetooth é o sistema que permite o uso desse acessório, além de trocas de arquivos entre aparelhos e conexão do celular com impressoras, câmeras digitais, computadores e acessórios. Hoje, alguns carros já suportam a tecnologia. Basta estar com o aparelho dentro do automóvel para que o rádio do carro se transforme em um vivavoz. Para quem tem um smartphone, as possibilidades são duplicadas, é possível manter a agenda de contatos e todas as tarefas sincronizadas com as do computador de casa ou do trabalho. Enquanto está no engarra-

famento, a gestora de negócios Va­nes­sa Marques, utiliza o fone Bluetooth para atender as ligações. “Quando estou no carro uso o acessório para falar com meu marido, em casa gosto de passar fotos e atualizar meus contatos no computador, sem ter que precisar conectar algum cabo. É muito mais prático”, conta Marques. Quem tem um notebook equi­pado com Bluetooth tem a opção de navegar na Internet, utilizando a conexão do celular, sem precisar tirá-lo do bolso. Com um programa específico, você pode também usar o celular como controle remoto do computador, para controlar músicas e vídeos. A tecnologia já permite, por exemplo, a utilização de um quadro negro interativo, em escolas. Com isso, professores

e alunos podem escrever em pranchetas, de qualquer lugar da sala de aula e a informação é reproduzida no quadro da sala de aula. Para o professor, ainda é possível enviar um alerta para o celular dos alunos, que vai avisar a hora de fazer o dever de casa e os prazos para trabalhos.

Torpedo é alternativa de comunicação Em todo o mundo, o uso de SMS (Short Message Service), também chamado de Torpedos, tem se populari­ zado bastante como alternativa de comunicação através de telefones celulares. A em-

presa Telecom, de informação em telecomunicações, afirma que cerca de 500 milhões de SMSs são enviados por mês no Brasil. O estudante de Educação Física Marcelo Cardoso diz que muitas vezes prefere usar o SMS ao invés de fazer uma ligação quando precisa informar algo simples à um amigo, principalmente quando o número é de uma operadora diferente da sua. “Devo chegar a enviar uns 200 torpedos por mês”, conta. Uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria LatinPainel revelou que 31% dos usuários de celular brasileiros utilizam o SMS como uma ferramenta de comunicação. A análise foi feita com mais de 19 mil brasileiros e aponta que, apesar das classes A e B ainda representarem 49% dos

usuários de SMS, os cidadãos de classe C aumentaram sua participação para 32%. O aumento se deu devido ao baixo custo dos torpedos em relação à ligação regular. Embora haja crescimento do uso de torpedos no Brasil, a média de envio mensal de SMS por celular no país é considerada baixa pela pesquisa da Telecom, se comparado a outros países como Portugal e Venezuela, onde a média de envio mensal por pessoa chega a 100 ou 140 mensais (enquanto no Brasil é de 5 a 6). Um dos motivos apontados é o custo dos torpedos, que segundo um estudo realizado pela União Internacional das Telecomunicações - UIT é o 35º mais caro entre os 186 países analisados.


Telefonia