Page 1

GESTÃO DAS ÁGUAS URBANAS EM BELO HORIZONTE


ASPECTOS GERAIS DA CIDADE DE BELO HORIZONTE  Área superficial : 330

km2

 População : 2,5 mi Bacia do Rio das Velhas afluente do Rio São Francisco 700km de córregos, Sendo

200km – em canal fechado 200km – em canal aberto 300km - áreas preservação permanente


SANEAMENTO AMBIENTAL E ÁGUAS URBANAS Abastecimento de Água

Drenagem Urbana

Resíduos Sólidos

Esgotamento Sanitário

Controle de Vetores


A GESTÃO DAS ÁGUAS NA PBH 1. Água de abastecimento e esgotamento sanitário – responsabilidade conjunta com a Copasa (Empresa Estadual); 2. Drenagem urbana – competência da SUDECAP (autarquia municipal); 3. Recursos Hídricos – responsabilidade da SMMA (adminstração direta) e do IGAM (autarquia estadual)


QUESTÕES ENFRENTADAS

Ocupação das margens

Resíduos sólidos

Inundações

Lançamento de esgotos

Erosões


A NOVA GESTÃO DO SANEAMENTO DE BELO HORIZONTE  Plano Diretor de Drenagem- 1ª Etapa – iniciada em 1999  Política Municipal de Saneamento,(2001) colocando

diretrizes para o tratamento INTEGRADO dos problemas.  Programa DRENURBS – início em 2004, mudando a forma

de recuperar os fundo de vale  Plano Municipal de Saneamento – em 2004, trazendo o

diagnóstico integrado e priorização de investimentos através do ISA


PROGRAMA DRENURBS Diretrizes: –

integração dos cursos d’água na paisagem urbana

tratamento integrado dos problemas sanitários e ambientais;

Introdução do conceito de vazão de restrição;

estocagem de águas pluviais;

participação popular.


Sub-bacia do C贸rrego 1潞 de Maio ANTES das obras


1º de Maio DEPOIS das obras

Vista parcial do córrego a montante

Vista parcial do Parque

Bacia de detenção e pista de caminhada


Projeto SWITCH Sustainable Water Management Improves Tomorrow Cities’ Health Gestão Sustentável das Águas Urbanas para Melhoria da Qualidade de Vida nas Cidades do Futuro


Participantes Europa: Holanda, Alemanha, Espanha, Polônia, Reino Unido, Suíça e Grécia Ásia (e Oriente Médio): China, Israel e Palestina África: Egito e Gana América do Sul: Colômbia, Peru e Brasil (PBH e UFMG)

15 países e 33 instituições


METAS DO PROJETO SWITCH    

Reduzir o risco de escassez de água; Encontrar alternativas para o lançamento de dejetos; Encontrar tecnologias eficazes para tratamento das águas; Encontrar formas eficazes de manejo e gestão das águas urbanas; Promover a inclusão das comunidades nas decisões de gestão.


OBJETIVOS DO PROJETO SWITCH Desenvolvimento, aplicação e demonstração de um conjunto de soluções científicas, tecnológicas visando à gestão integradas das águas urbanas. Ênfase na concepção ambiental de inclusão das águas na paisagem urbana. Coletor de água de chuva

Trincheira de infiltração


Wetland

Vala de detenção

Cisterna de placas


Uma CIDADE SENSÍVEL A ÁGUA … • Faz a gestão integrada de todo o CICLO DA ÁGUA;

• Respeita o caminho das águas urbanas; • Envolve a comunidade na valorização da água;

PPW - Ilda Maria Carvalho Aguiar  

6ª Edição SWITCH - ppw. Ilda Maria Carvalho Aguiar

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you