Issuu on Google+

BOLETIM PARA INSTALADORES DE REFRIGERAÇÃO, AR CONDICIONADO

EDIÇÃO Nº27 - 2008

OUT/NOV/DEZ OUT/NOV/DEZ


ÍNDICE 03

04-05

EDITORIAL

SKKFOR

06

07

O NATAL E AS PISTAS DE GELO

NATAL NO MUNDO

As empresas e o voluntariado

O sistema de refrigeração

Incentivo à formação

As diferentes celebrações do Natal

08

09

SKK ESTREMOZ

NOVO CATÁLOGO SKK

10

11

Novas instalações

APEXX TM SLV

A danfoss e a preocupação ambiental

Conheça os nossos produtos

Actualidade Publicações Sugestões/Passatempo

Ficha Técnica Director Pereira da Silva Propriedade SKK, SA. Periodicidade Trimestral Tiragem 1500 exemplares Dep. Legal 90527/95 N. Inscrições MJ219057 SKK, SA. - Rua Monte dos Pipos, Arm. 6, 4460 - 059 Matosinhos - Portugal

02. Skknews


EDITORIAL

“A prática de acções de voluntariado empresarial reforça o elo de ligação entre colaborador e a sua organização”

Admitindo que a principal função de uma empresa não é distribuir riqueza mas sim criá-la, será que se justifica o seu envolvimento em acções de voluntariado? As empresas, particularmente as grandes, já começaram a perceber as potencialidades da prática do voluntariado entre os seus colaboradores. Em que consiste então o voluntariado? Basicamente, trata-se de gente que dá a quem precisa, sem esperar receber em troca nada, além do enriquecimento pessoal que resulta desta experiência. Como acima se disse, vários são os exemplos de empresas que impulsionam quotidianamente o espírito da responsabilidade social entre os seus colaboradores, compreendendo, assim, a importância do espírito voluntarista no dia-a-dia da empresa e na sua imagem no mercado. Do ponto de vista da empresa, são múltiplas as vantagens em que estas acções se traduzem: melhoria das relações interpessoais, aumento da satisfação e motivação pessoais, incremento da auto-estima, reforço da confiança nas capacidades pessoais, estímulo da criatividade. Com efeito, são vários os estudos já existentes em que fica evidenciada a ideia de que a prática de acções de voluntariado empresarial reforça o elo de ligação entre colaborador e a sua organização, já que o primeiro tende a manifestar um sentimento de pertença e concordância com a empresa e, consequentemente, uma forte identidade organizacional.

Skknews. 03


Incentivo à formação A SKKFOR mantém a sua visão orientada

A SKKFOR dispõe de vários módulos (Unidades de Formação de Curta Duração)

para a promoção das qualificações

na sua oferta formativa para obtenção das qualificações: Electromecânico de Refrigeração

dos profissionais, destacando-se a

e Climatização II e Técnico de Refrigeração e Climatização III.

intervenção que tem vindo a realizar na

Dispomos de inscrições permanentes nos cursos de Técnico de Refrigeração I e II

área da Refrigeração e Climatização.

e oferta de formação financiada em:

Orientada para o desenvolvimento das competências

dos

profissionais,

visa

Para obtenção do percurso de certificação de Electromecânico de Refrigeração e Climatização - Nível II

horas / Código

Funcionamento dos dispositivos de comando e protecção

25 H /1246

técnicos de Refrigeração e Climatização,

Reparação e montagem de componentes em frigoríficos, congeladores e desumidificadores

50 H / 1250

promovendo a formação e certificação

Análise de circuitos eléctricos

25 H / 1244

ainda reforçar a empregabilidade dos

ao longo da vida através da valorização

Condições de acesso: Preferencialmente Habilitações Literárias inferiores ao 3º Ciclo (menos que o 9º Ano de Escolaridade)

de todas as aprendizagens realizadas em contexto formal e informal.

Para obtenção do percurso de certificação de Técnico de Refrigeração e Climatização - Nível III

Através do protocolo estabelecido com

Termodinâmica aplicada - Estados de transformação de ar

25H / 1298

Termodinâmica aplicada - Selecção de compressores e dimensionamento de linhas - Condensadores e evaporadores

50 H / 1287

Electricidade e electrónica Electricidade e medidas eléctricas

25 H / 1289

os Centros de Novas Oportunidades da AEP e da SINGESCO, a SKKFOR possibilita o reconhecimento escolar e profissional na área da Refrigeração e Climatização integrando os candidatos num processo

horas / Código

Condições de acesso: Habilitações Literárias entre o 9º Ano e o 12º Ano de Escolaridade

de RVCC (Reconhecimento e Validação de Competências). O processo RVCC é gratuito e tem uma duração prevista de

Para mais informações por favor contacte: lurdesneves.skkfor@skk.pt ou através do telefone 229 571 132 ou fax 229 571 138

40 horas, entre quatro a cinco meses, tendo em conta as necessidades e disponibilidade dos inscritos e do CNO. Os candidatos serão acolhidos por uma equipa de profissionais que acompanharão o seu percurso individual e o aconselharão até que o mesmo esteja concluído. Para além da validação da experiência profissional, o processo RVCC pode incluir acções de formação complementares. Das acções de formação complementares podemos destacar as designadas Unidades de Formação de Curta Duração (Unidades de Formação Certificadas) inseridas em cada um dos referenciais de formação da área da Refrigeração e Climatização.

site Skkfor

Visite a nossa página na internet www.skkfor.pt que se apresenta com uma nova estrutura e mantenha-se actualizado, acompanhando a evolução da formação! Inscreva-se já nos cursos previstos e saiba quais são as novidades para 2009.

04. Skknews


TESTEMUNHOS Formandos do Curso Módulo de Funcionamento de compressores

QUESTÕES COLOCADAS AOS FORMANDOS 1. Porque escolheu a Skkfor para fazer a sua formação? Considerou os conteúdos abordados interessantes? 2. Acha que a formação desta área deveria acontecer com mais frequência? 3. Qual a sua opinião acerca da equipa de formadores? 4. Em que medida a formação realizada contribuiu para o seu enriquecimento profissional. 5. A metodologia das aulas contribui para esclarecer dúvidas e para aplicar e/ou aprofundar conhecimentos prévios? 6. Aconselha a presente formação a um colega?

Carlos Guedes

Ajudante de electromecânica

1. Foi-me indicada pela empresa onde trabalho. 2. Sim, porque na minha função trabalho com centrais que utilizam como base os compressores. 3. Sim. Deveria e com temas específicos e mais aprofundados. 4. Tenho tido uma óptima impressão dos formadores. 5. Para já ainda não pude tirar partido dos conhecimentos, mas no futuro ser-me-ão com certeza úteis. 6. Sim, pois consegue contrabalançar a parte prática e teórica. 7. Sem dúvida que sim.

“A formação permite-nos estar sempre actualizados e responder aos novos desafios profissionais”

Mário Lopes

Técnico de Refrigeração e ar condicionado

1. Já conhecia de ter frequentado outros cursos. 2. Sim, por muito simples que sejam, os conteúdos são sempre interessantes. 3. Sim, como comecei a trabalhar muito cedo e não tive hipótese de estudar, felizmente surgiu esta oportunidade e aproveitei-a, pois dá-me equivalência ao 9º ano de escolaridade. Penso que deveríamos ter formação teórica para complementar a prática do diaa-dia, para estar continuamente a dar resposta às exigências do mercado. 4. Óptima, não só como profissionais, mas também como pessoas. 5. A formação permite-nos estar sempre actualizados e responder aos novos desafios profissionais. 6. Sim, porque concilia a prática com a teoria. 7. Na empresa onde trabalho já aconselhei vários colegas a frequentar estas formações. Até o meu filho já frequentou outros cursos na SKKFOR.

Armindo Carneiro

Encarregado de Empresa de Refrigeração

1. Havendo falta de oferta na área da formação de climatização e refrigeração, esta empresa é uma das poucas a proporcionar-nos estes cursos, daí a minha escolha. 2. São interessantes, pois discutem-se problemas que poucas pessoas conseguem esclarecer. Normalmente os técnicos que trabalham nas empresas têm dificuldade em clarificar estas dúvidas. 3. Deveria haver mais cursos, porque são úteis para todos os técnicos e os responsáveis das empresas deveriam incentivar mais a sua frequência. 4. Muito boa. O engenheiro Vítor Nogueiro tem conhecimentos muito práticos e a partir das dúvidas de cada um consegue avançar na exposição da matéria. 5. Já trabalho nesta área há muito tempo, mas a formação permite-nos actualizar os nossos conhecimentos e ajuda-nos a resolver problemas e avarias que vão surgindo no dia-a-dia. 6. Sim, ajuda-nos a perceber as dificuldades que nos aparecem frequentemente e também a tentar avançar para uma solução. 7. Com certeza. Aconselho-a a todos os técnicos que trabalham com o frio. Skknews. 05


O NATAL E AS PISTAS DE GELO O sistema de refrigeração Nesta época do ano as pistas de gelo enchem-se de gente, são o delírio de muitas crianças e adultos. Para além das actividades recreativas, são muitas vezes utilizadas para desportos. A qualidade do gelo é importante para o desempenho dos praticantes. Criar uma boa superfície de patinagem não é assim tão fácil. A água deve ser aplicada cautelosamente até chegar à espessura ideal. Se o gelo tiver uma grande espessura requer mais energia para congelar e tende a ficar mais mole na sua superfície. O processo de congelação tem pelo menos 12 estágios. Algumas camadas de gelo são muito finas (8 mm de espessura), outras são pintadas para se tornarem visualmente mais atraentes, ou para se fazer demarcações do campo no caso de se praticarem modalidades desportivas. Um determinado tipo de gelo pode ser bom para a prática de uma modalidade e desaconselhável para outra. São necessários 45 a 57 mil litros de água para formar uma pista de hóquei. Antes do hóquei no gelo entrar para as olimpíadas de Inverno, a patinagem no gelo era uma maneira de atravessar os lagos congelados do norte da Europa. Só quando o gelo começou a estar disponível durante o ano inteiro é que os desportos

como hóquei em gelo e a patinagem artística se tornaram populares. A tecnologia usada nas pistas para formação de gelo é semelhante á utilizada nos sistemas de refrigeração e de ar condicionado. O sistema de refrigeração usado no fabrico do gelo destas pistas é composto por três partes: • Chiller onde se produz o frio • Serpentina onde circula a salmoura • Salmoura (um agente anti-congelante)

O chiller de formato geralmente compacto, tem como principais componentes os compressores, o evaporador onde se faz o arrefecimento da salmoura proveniente da serpentina, o condensador a ar ou a água, as bombas de recirculação da salmoura, as válvulas de regulação e o quadro eléctrico de comando e controlo de toda a instalação. O aço carbono, o alumínio e o aço inox são muito usados nas serpentinas para produção de gelo. Nas pistas de maior dimensão, a tubagem que compõe a serpentina de arrefecimento pode atingir 8km de comprimento. Pode ser alimentada por um ou mais chillers que arrefecem a salmoura a uma temperatura de aproximadamente -9ºC. Para congelar a superfície das pistas com esta dimensão, o sistema de bombagem pode projectar 34 mil litros

D C

B

A

06. Skknews

E F G

ou mais de salmoura gelada para o interior da tubagem (B) que compõe a serpentina que está embutida no betão (C). A composição química da salmoura evita a sua congelação. A barreira do gelo fica entre a superfície de patinagem (D) e a camada de isolamento (E), permitindo oscilações do gelo com a temperatura e com o estado do tempo. A salmoura ajuda a manter a temperatura da barreira abaixo dos 0º C, para que a água congele. Por baixo da camada de isolamento, uma camada aquecida de betão (F) impede que o pavimento por baixo do gelo congele e se expanda, danificando a estrutura da pista. A pista fica sobre uma camada de cascalho e areia (G) com um dreno no fundo. Para descongelar a superfície de patinagem, a salmoura é aquecida e bombeada através da barreira de betão, aquecendo a camada abaixo do gelo para ser mais fácil quebrá-lo e removê-lo.

Chiller


O NATAL NO MUNDO As diferentes celebrações do Natal

Suécia O Natal é diferente da maior parte dos outros países: começa a ser celebrado no dia 13 de Dezembro e as comemorações estendem-se até 13 de Janeiro. Esta longa comemoração teve início no país há cem anos, quando o rei Canute declarou que as festividades de Natal deveriam durar um mês. Na noite de Natal, a filha mais velha de cada família veste-se de branco com uma faixa vermelha à cintura e uma grinalda de folhas verdes a enfeitar o vestido. Na cabeça, sete velas acesas. Nestes trajes serve café e bolo a cada membro da família. As crianças suecas acreditam que os duendes saem das suas “casas” para entregar presentes.

Estados Unidos e Grã-Bretanha As tradições natalícias são bastante semelhantes e têm alguns aspectos completamente distintos das celebrações portuguesas. Por exemplo, existe uma tradição muito antiga de fazer caixas de presentes nas quais são recolhidas oferendas, geralmente em dinheiro e que são depois distribuídas aos pobres no dia 26 de Dezembro. Embora essa tradição já não seja muito corrente, esse dia continua a ser feriado. As can-

Roménia Uma das mais importantes tradições romenas são os cantos de Natal que são verdadeiras invocações do espírito de Natal de origem religiosa. Os cantores vão pelas ruas e seguram estrelas ou pinturas de cenas bíblicas. Em geral o líder segura uma estrela de

Belém (Israel)

madeira coberta de papel decorativo com cena da sagrada família, essa estrela

Na cidade onde Jesus Cristo nasceu,

chama-se Steaua.

as comemorações natalícias têm um carácter particularmente cerimonial. Na

tigas de Natal que são cantadas pelas

noite do dia 24 de Dezembro, forma-se

ruas e às portas são também uma outra

uma procissão em que sacerdotes vesti-

forma de celebração usual nesta altura

dos com túnicas comandam longas filas

do ano. As Janeiras portuguesas são se-

formadas por milhares de pessoas que

melhantes, embora sejam só cantadas

caminham pelas ruas estreitas da cidade.

depois do início do ano novo, enquan-

Levam berços de vime com a imagem

to os norte-americanos e ingleses as

do menino Jesus esculpida em cera e

ouvem durante toda a época natalícia.

seguem para a capela de Santa Catarina onde é celebrada a missa da meia-noite. Peregrinos do mundo inteiro participam na procissão.

Polónia No dia 24 de Dezembro, quando surgem as primeiras estrelas no céu, as famílias começam a preparar a ceia de Natal. Na mesa da ceia de Natal mesa, até os familiares mortos recebem espaço, e pão ázimo (que não levou fermento) é distribuído para os animais de estimação, para garantir que fiquem saudáveis no ano seguinte. À meia-noite, as pessoas vão à Pasterka (Missa do Pastor). Até hoje, muitas famílias seguem o costume de quebrar o oplatek, um fino biscoito feito de farinha de trigo e água, sobre o qual há cenas do nascimento de Jesus estampadas. O chefe da família segura o biscoito, e cada membro quebra um pequeno pedaço, comendo-o em seguida. Antigamente, a ceia era composta por 12 pratos diferentes em homenagem aos 12 Apóstolos que participaram da Santa Ceia com Jesus Cristo.

Skknews. 07


NOVO CATÁLOGO SKK Conheça os nossos produtos

A SKK acaba de lançar a mais recente

foi actualizada. A divisão dos equipa-

versão do seu novo Catálogo de Produ-

mentos e produtos é feita por secção e

tos, que é mais do que isso, isto é, trata-

organizada por cores, para rapidamente

se de um verdadeiro Manual Técnico.

encontrar a informação de que necessita.

O seu formato foi reduzido com o objec-

O novo Catálogo de Produto SKK é a fer-

tivo de facilitar o seu manuseamento e

ramenta indispensável para o desenvol-

consulta. Além nova da imagem gráfica

vimento da actividade diária dos nossos

da capa, no seu interior foi introduzida

clientes.

mais informação técnica que também

• COMPRESSORES • UNIDADES DE CONDENSAÇÃO • DEPÓSITOS DE LÍQUIDO • CENTRAIS FRIGORÍFICAS • EVAPORADORES • CONDENSADORES • MOTOVENTILADORES • APARELHAGEM DE REGULAÇÃO • MANOBRA E CONTROLO • APARELHAGEM DE CONTROLO E MEDIDA • TUBAGEM DE COBRE • ACESSÓRIOS • TUBO E MANTA ISOLANTE • GASES REFRIGERANTES • ÓLEOS • FERRAMENTAS • CÂMARAS FRIGORÍFICAS EM PAINEIS • PORTAS

VEJA A NOSSA LISTA DE PRODUTOS

• FECHOS • MÁQUINAS DE GELO • ABATEDORES DE TEMPERATURA / CONGELADORES

08. Skknews


SKK ESTREMOZ Novas instalações

Nova Morada Zona industrial , lote 81 Em Junho de 2008, mudámos de Borba para novas instalações localizadas na zona Industrial de Estremoz, num espaço pensado à medida das suas necessidades. Venha visitar-nos!

7100 ESTREMOZ Tel.: (+351) 268 894 801 Fax: (+351) 268 894 783

Skknews. 09


APEXX TM SLV A danfoss e a preocupação ambiental

A Danfoss introduziu recentemente no

Aplicações:

Mercado uma nova gama de compres-

Mais de 50 anos de experiência no de-

sores designada por Apexx TM SLV,

senvolvimento de compressores em

poupando até 40% de energia com

cooperação muito próxima com os cli-

níveis mínimos de ruído.

entes criaram uma base sólida para o

Concebidos para trabalhar com R404A e

desenvolvimento do novo compressor

como outros gases refrigerantes, inclu-

Danfoss Apexx TM SLV, especialmente

indo o R290 (propano), os compressores

pensado para aplicações em móveis

SLV constituem uma solução compacta

com compressores incorporados:

e versátil. Baseados na gama SC, estes compressores foram testados massivamente em aplicações reais. Devido

• Expositores, vitrinas e balcões para supermercados;

ás diversas funções nele integradas,

• Frigoríficos e arcas frigoríficas;

oferecem uma solução inovadora para

• Armários frigoríficos em aço inox para cafetarias e cozinhas.

móveis frigoríficos com compressores incorporados, com um vasto leque de benefícios:

• Variação de velocidade e controlo de temperatura adaptativo, reduz o consumo de energia até cerca de 40%, assegurando uma óptima qualidade dos alimentos com redução de custos e de desperdícios; • Registo dos valores históricos, e detecção de avarias, permite aos proprietários cumprir com os standards HACCP na qualidade dos alimentos e no fácil diagnóstico para retomar o seu funcionamento correcto; • Assistência técnica e manutenção muito facilitadas devido à possibilidade de serem ligadas a sistemas de controlo remoto existentes ou a novos sistemas de gestão, com todas as vantagens daí inerentes; • Velocidade média do compressor mais baixa e um amortecimento do lado de alta pressão, asseguram um funcionamento silencioso; • Protecção interna do motor, garante uma longa duração e estabilidade; • Controlo dos ventiladores, garante que só funcionarão quando necessário, reduzindo-se assim o nível de ruído e o consumo; • Solução compacta, integrando o compressor, o controlo de velocidade, e outras funções de controlo. Assegura uma instalação simplificada com menor possibilidade de erros e de fácil assistência técnica; • Termostato de controlo com display informativo; • Nova concepção do motor e válvulas optimizadas, garantem um excelente rendimento com temperaturas ambiente até 45º C.

10. Skknews


ACTUALIDADE Chama-se Parque de Ondas da Aguçadoura e é o primeiro parque de aproveitamento de energia a partir das ondas. Localizado ao largo da Póvoa do Varzim, envolveu um investimento de mais de 8,5 milhões de euros e foi inaugurado no dia 23-09-08. Nesta primeira fase foram instaladas três máquinas Pelamis, com capacidade de 750 kW cada, num total de 2,5 MW, o que permitirá uma produção média anual de 7GWh. As máquinas estão a 5 km da costa, medem cerca de 50 metros de comprimento, têm um perímetro de 3,5 metros, dos quais apenas um metro fica acima do nível da água. As máquinas produziram electricidade pela primeira vez em Julho deste ano. Até ao momento, o projecto esteve em testes. Estiveram igualmente a ser resolvidas algumas avarias, nomeadamente nas amarras.

PUBLICAÇÕES Princípios de Refrigeração Roy J Dossat Editora Hemus

Refrigeração e Climatização para Técnicos e Engenheiros Jose de Castro Silva e Ana G. Castro Silva Editora Ciência Moderna

Refrigeração e Climatização para Técnicos e Engenheiros é uma fonte de consulta para estudantes e profissionais. Durante a leitura desta obra obterá respostas para algumas das frequentes perguntas desta área.

SUGESTÕES

Caro leitor, Com vista a uma melhoria contínua e a uma maior proximidade com os nossos leitores, gostariamos de receber a sua sugestão para as próximas publicações.

Este manual é um tratado abrangente das aplicações da refrigeração mecânica e equipamentos correlatos. Foi tomado cuidado para aliar a teoria à prática, por meio do uso de catálogo de dados dos fabricantes na maioria dos exemplos e problemas.

Sudoku é um jogo de raciocínio e lógica. Apesar de ser bastante simples, é divertido e viciante. Basta completar cada linha, coluna e quadrado 3x3 com números de 1 a 9. Não há nenhum tipo de matemática envolvida.

6 5 4

8 7 2 3

1

8

1

7 4

3

9 2

Aguardamos ansiosamente a sua participação. Envie um mail para: mourapinto@skk.pt

6

1

3 2 6

9 7

Skknews. 11


SKK - Central de Distribuição para Refrigeração e Climatização, S.A.

ARMAZÉM CENTRAL Rua Monte dos Pipos, Arm. 6, 4460-059 GUIFÕES MATOSINHOS

Tel.: (+351) 229 571 108

Fax: (+351) 229 571 151

MAIA

COIMBRA

LISBOA

ESTREMOZ

LOULÉ

Centro Empresarial da Maia Rua Joaquim António Moreira, 418 - Armazém 33 Moreira da Maia

Travessa Vale Paraíso Sul

Avenida Marechal Gomes

Zona industrial, lote 81

E.N. 125 - Quatro Estradas,

9200-AZ Eiras

da Costa, 35, Arm. 22,

7100 Estremoz

8100 Loulé

3020-324 Coimbra

1800-255 Lisboa

Tel.: (+351) 268 894 801

Tel.: (+351) 289 391 435

Tel.: (+351) 229 470 600 Fax: (+351) 229 470 609

Tel.: (+351) 239 914 032

Tel.: (+351) 218 310 940

Fax: (+351) 268 894 783

Fax: (+351) 289 391 436

Fax: (+351) 239 914 029

Fax: (+351) 218 310 942


Edição Nº 27 / 2008