Issuu on Google+


DEDE


Giba A coluna estréia na revista MEGA com o trabalho de 4 jornalistas atuando nos bastidores da política para trazer ao leitor os fatos e que ainda serão notícias. Célia, Giba, Malu, e Elissandra estão em contato com as principais personalidades que fazem girar em torno de si as principais informações que você passa a saber a partir de agora nesta coluna.

DIOMAR PEDRO DURVAL Na festa de confraternização da UNIMED, juntos ocupamos a mesma mesa. Diomar disse que há alguns dias, havia assinado o contrato para a implantação do AME e do Lucy Montoro, conquistas do governo Vilar. “Agora está tudo andando em alta velocidade”, disse.

FERNANDO JACOB FILHO

RAUL BÍSCARO

Na oportunidade, no Transamérica Expô Center, confessou à equipe da MEGA que a família toda está lisonjeada com a homenagem que o prefeito Vilar ofereceu à família na remodelação e adequação da praça que fica no entroncamento da Expedicionários, Libero e Afonso Cáfaro.

Em bate papo durante recepção em petit comitê na casa de Armando Passos, Dr. Raul Bíscaro nos afirmou que parte da imprensa fernandopolense esteve enciumada pela sua declaração na última edição. Falava-se que uma das certezas é que a MEGA é um veiculo sério, uma revista que com certeza veiculada no próximo mês. Finalizou dizendo: “Continuo com a mesma certeza”. PAULO DIMAS O desembargador e presidente da APAMAGIS recepcionou juízes, desembargadores e autoridades convidadas para o jantar de confraternização da entidade. Na oportunidade, Henrique Nelson Calandra rapidamente agradeceu os votos recebidos e ambos desejaram um feliz 2011 aos colegas. Siga @nelsoncalandra

DEVANIR RIBEIRO

HIGOR JORGE

O deputado federal do PT já tem seu eleitorado bem dividido em metade na capital e a outra metade no interior. Como medida de precaução, Devanir vai reestudar todos os projetos que estavam em andamento e focar principalmente as áreas onde a demonstração popular foi transparente. Siga @devanirribeiro

Delegado que, para desespero dos traficantes, atua fortemente na região de Santa Fé, é um dos mais cotados para galgar o mesmo cargo, porém em cidades um pouco maiores, onde a polícia atua com o sistema de inteligência pelo grau de dificuldade das investigações, e ele é especialista nesta área. Siga @higorjorge

JOÃO DADO

MARCOS CABOCLO

Na dança dos partidos quem vai se fortalecer, como o Site do Sistema MEGA adiantou, é o deputado João Dado, que nos recebeu em seu duplex em Votuporanga adiantando que ampliará suas atividades inclusive a Fernandópolis. Siga @joaodado

No primeiro vôo de domingo, estivemos com Caboclo no saguão de Congonhas, e deu tempo de saber que, em sua opinião, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, deverá, ingressar no PMDB como previsto e levar consigo alguns nomes fortes do DEM, que não podem ficar fragilizados. Prefeitos eleitos tem mais poder de fogo.

Célia


Elissandra DORIVAL PÂNTANO Inovou recebeu vereadores de Barretos e os acompanhou até o juiz da Infância e Juventude, Evandro Pelarin, para que eles se inteirassem a cerca do Toque de Recolher, com seu próprio idealizador. Os vereadores estão se mexendo por saber que, sem a mão do Estado, a família tem dificuldades na educação dos filhos

ITAMAR BORGES

FAUSTO PINATO

Se a agenda já era complicada para Itamar Borges,no pós-eleição a correria cotidiana aumentou ainda mais. Fato que não alterou uma das principais características do agora deputado estadual. Mesmo em meio tantos compromissos, em rápida visita à Midia G, afirmou que jamais deixará de vir prestigiar os verdadeiros amigos, e este veículo que sempre registrou sua trajetória. Siga @itamar_borges

O advogado Fausto Pinatto se tornou por mérito próprio um dos mais respeitados articuladores políticos de Fernandópolis, comentou seu atual momento, que está muito longe da intempestividade. Mais sensato do que nunca e impulsionado pelas peças do quebra cabeça que forma o cenário político, Fausto disse que: “Não houve momento melhor.”

TONINHO FAVALEÇA O prefeito da Estância Turística de Santa Fé do Sul abriu as portas de seu gabinete para reunião quando falamos sobre os progressos e o desenvolvimento alcançado até o momento pelo executivo; ao final, afirmou: “Dezembro é o mês de Santa Fé do Sul onde apresentamos para o Estado nosso projeto de “Arte de Natal”; é para nós uma imensa alegria ter a nossa cidade estampada na capa desta que é uma revista séria e comprometida com Santa Fé do Sul, com sua história e com seu povo.”

DEU IBOPE Participamos do seminário sobre Pesquisa de Mercado e Eleitoral realizada pela Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa, na capital. Na oportunidade, uma breve antecipação do mercado político que se prepara para as sucessões municipais. Giba da Mídia G e Marcia Cavallari, CEO do IBOPE.

LUIZ VILAR

ZICO PRADO

O prefeito da ZPE vai entregar a cidade, para o final do ano, com muitas remodelações. A plástica da cidade está mudando e, com a chegada das festas, os incrementos natalinos dão um ar de revitalização. É Fernandópolis que agora alça outros vôos com o trabalho motivado pela união de forças.

O deputado estadual se reuniu com responsáveis pelo iníco da obra da parte norte do Rodoanel que compreende inclusive a cantareira e o deputado, estudou o projeto com atenção a preservação do meio ambiente e abrigo as famílias que moram na região.

Malu


EDITORIAL

Gilberto Musto

Diretor giba@midiag.com.br www.midiag.com.br

PAC II, Lula e Luiz Vilar

em 2011

O ano que acaba em mais alguns dias, termina também com algumas angústias e expectativas as quais todos evidenciamos no decorrer de 2010. Será que vai dar certo? Quem vai ganhar? Por que não fez isso, ou aquilo? E o Maluf “Ficha Suja”? O Vilar vai dar conta? E o promotor? E a presidência da Câmara? Especulações a parte, somos sabedores que, ao seu tempo, tudo se ajeita. Porém é fácil verificar que muitas coisas boas aconteceram e vão ainda acontecer para Fernandópolis. Uma garota no Twitter me escreveu: “Fernandópolis bonita? Também gastando o que gasta é fácil” Outro amigo respondeu que dificuldades todos passamos, mas ele prefere estar em dificuldades na cidade de Vancouver que em pé e apertado, as 18h00, no ônibus da linha Penha-Lapa. É o caso das estradas, por exemplo, Com pedágio ou sem? Quem viaja para Europa, Estados Unidos, Mercosul, e Tigres Asiáticos, tem a resposta na ponta da língua. Enquanto isso não existe nada mais emocionante que andar pelas estradas de Minas Gerais é uma adrenalina só. Mas não tem pedágio. Enquanto isso, quando você piscar os olhos e reabri-los novamente, verá uma gigantesca obra margeando a zona norte de Fernandópolis que custará aos cofres da União, cerca de 25 milhões de reais. Isso pouquíssimas pessoas tem conhecimento, (não foi noticiado) principalmente os que taxam a administração e fazem comentários a cerca de ninharias, aos quais o acesso chega, infelizmente, até

www.sistemamega.com

este patamar. Dia 22, Lula estará em Estrela D’Oeste para inaugurar o terminal da Ferrovia Norte Sul, um importante polo logístico que determina a condição de nossa região ficar em destaque absoluto no Brasil Central, e que, concomitantemente com a ZPE, de Vilar e Devanir Ribeiro, tornará Fernandópolis uma cidade que estará para a exportação como o Rio de Janeiro para o Carnaval, é só observar. A ZPE que passou por desagradáveis momentos, há três semanas, deixando o prefeito encurralado em situação de possível acordo que o site do Sistema MEGA noticiou em Editorial, alertando a questão momentos antes dela se comprovar, com certa habilidade o prefeito Vilar conseguiu contornar evitando maiores desastres, pelo menos por enquanto. Entre mortos e feridos, ainda poderemos ser expectadores de um filme que também adiantado, por nós, no Twitter, “Dois doutores e um psicopata”, poderá estrear em janeiro para os protagonistas que torcem do lado dos que afirmam: “quanto pior, melhor”. Esperamos que para 2011 todos tenham discernimento, transparência e principalmente comprometimento para uma cidade melhor, além de que com sabedoria poderemos ter um ano onde a paz e o amor, reinem juntos no seio de nossas famílias.


ARTIGO

Célia Souza

Assessora política celia@midiag.com.br www.midiag.com.br

Luzes de Santa Fé,

Fernandópolis e Ariflama Dezembro é o mês mais corrido, intenso e louco do ano, ainda mais para nós que trabalhamos com a expectativa e a pressão das datas, o dead line nos espreitando enquanto preparamos a edição mais especial e aguardada do ano. Fernandópolis ferve em ritmo alucinante e acompanhar as notícias exige fôlego de toda a equipe, fôlego este redobrado quando paramos para pensar que a Mega atinge atualmente 43 cidades que merecem também nossa especial atenção, entre as quais recentemente Cardoso e á partir deste mês Auriflama com volume considerável de exemplares. E por falar em região, este é o momento de uma delas brilhar ainda mais com a chegada do natal, e que em nossas páginas veio como capa e belíssimo recheio com o Sonho de Natal da Estância Turística de Santa Fé do Sul, afinal um pouco de magia natalina não faz mal á ninguém. Enfim, trabalhamos em dobro, em triplo para trazer aos leitores da Mega a edição que marca o resumo de todo este ano e a expectativa do ano novo que está por vir. Com grande apreço preparamos cada matéria, fotos e publicidades que mostram que o ano de 2010 superou não apenas nossas expectativas, mas de nossos clientes e leitores. Aqui na redação, o clima de correria foi marcado também pela alegria, pois o ano foi de crescimento, de adesão, ganhamos mais colaboradores, parceiros, clientes e amigos. Além de nossa equipe que cresceu ainda mais para dar conta da produção desta revista que cada dia mais se mostra firme, forte e digna de seu histórico de 10 anos.

Mas nem só de retrospectiva vivemos, e pensar em tudo que o ano nos reservou, nos deixa no papel fundamental de planejar ainda mais o próximo ano, desde já, estabelecermos as metas e sonhos de 2011. Mas em meio á tanta correria não podemos perdido o sentido do natal, não podemos deixar de nos encantar com as luzes, com as cores e magias que apenas esta época do ano nos proporciona, talvez este seja o momento também de olhar para trás e resgatar o que foi perdido. Que você se despeça de 2010 com alegria, e com boas recordações, e para que o ano fique na memória fica minha dica, vá conhecer o Sonho de Natal da Estância Turística de Santa Fé do Sul! O governo municipal sob brilhante administração de Toninho Favaleça em ação que teve a parceria da Câmara Municipal e Associação Comercial, foi responsável por realizar uma das decorações de natal mais belas de todo o estado. Quem ganhou foi a população, os visitantes que podem fugir do stress e correria de final de ano, encontrar um pouco de inspiração e resgatar o verdadeiro sentido de sonho do natal nas milhares de luzes de natal que decoram a cidade. Mas se és avesso á noite, não se preocupe as luzes de natal de Santa Fé são apenas extensão do sol desta cidade que volta a brilhar intensamente e ser destaque em toda a região. Em meu nome e de toda a redação desejamos Feliz Natal e próspero Ano Novo á todos, que a união e a esperança sejam constantes em suas vidas.


EDITORIAL

Antonio Delfim Netto

Professor Emérito da FEA/USP Ex-Ministro da Fazenda, da Agricultura e do Planejamento

Preferências

reveladas

Não foi detalhado ainda pela presidente eleita Dilma Roussef um programa de política econômica e social para seu governo, mas alguns princípios anunciados em suas rápidas (e concisas) manifestações nas últimas semanas permitem antecipar que ele estará comprometido com os objetivos prioritários da eliminação da miséria e do aumento da igualdade de oportunidades para todo cidadão. A perseguição desses objetivos foi a “marca registrada” do governo do presidente Lula e ninguém pode negar que “nunca antes” se avançou tanto para atingir essas metas. A eleição de Dilma confirma que elas são parte fundamental da “preferência revelada” pela sociedade brasileira na Constituição de 1988. Não pode haver compromisso mais forte com tais preferências do que o que consta dos primeiros discursos da presidente após ter sido consagrada nas urnas: 1. A prioridade de meu governo será ampliar os programas de erradicação da miséria; 2. O povo brasileiro não aceita que os governos gastem acima do que seja sustentável; 3. Zelarei pelo aperfeiçoamento de todos os mecanismos que liberem a capacidade empreendedora de nosso empresariado e de nosso povo; 4. Zelarei pela observação criteriosa e permanente dos direitos humanos tão claramente consagrados na Constituição; e 5. Zelarei pela nossa Constituição, dever maior da Presidência da República. São enunciados que indicam claramente o reconhecimento da responsabilidade macroeconômica e dos incentivos

www.sistemamega.com

microeconômicos corretos para estimular a competição e as inovações que são a base do desenvolvimento econômico. Em síntese, liberdade individual que estimula a iniciativa num ambiente competitivo sustentado por um estado-indutor, limitado constitucionalmente, capaz de regular adequadamente a atividade econômica e eficaz na produção dos bens públicos (segurança, educação, saúde, estabilidade da moeda) que são a essência do regime republicano. Todo cidadão com a mesma igualdade de oportunidades e todos – inclusive o governo – sujeitos às mesmas leis. A combinação desses princípios num programa enxuto e transparente será suficiente para colocar em ordem as finanças públicas brasileiras e dar ao Estado condições de exercer o seu papel de indutor do desenvolvimento econômico e social. Está implícita a hipótese que os brasileiros não aceitam um nível de impostos acima do que já estão pagando. Sendo cumprido o programa, garantiremos o equilíbrio fiscal e a relação Dívida Pública/PIB convergirá para o nível desejado se o PIB crescer mais do que a taxa de juro real. E deve restar explícito que a política fiscal dará suporte e musculatura ao Banco Central para que, sem prejuízo do controle das metas inflacionárias, faça a taxa de juro interna convergir para a média internacional e forma a reduzir os movimentos de capitais oportunistas que podem manter a taxa de câmbio fora do equilíbrio por tempo suficiente para produzir graves danos na produção interna de bens e serviços.


INTIMUS


ARTIGO

Rodolfo Viana Jornalista

Rodolfo Viana é jornalista e, quando bebe além da conta, o que é constante, tenta fazer literatura. Atualmente escreve para a Revista VIP e assina o blog Substantivo masculino @rodolfoviana www.rodolfoviana.com.br

Desventuras Caminhavam sob o sereno com passos ligeiros, quase afobados. Benê trazia no saco a viola, e Jurandir sentia nas mãos o suor de nervosismo. Ele estava entre Chega de Saudade e Chão de Estrelas. Não conseguia se decidir qual delas seria melhor para a serenata. - Qual você toca bem, Benê? – perguntou ele, coração em plenos trotes quando ambos pararam diante do sobrado. - Já disse. Você canta, eu acompanho. Só me garanto mesmo em samba – bocejou o violeiro, já antevendo o inferno que seria acordar na manhã seguinte, plena segunda-feira de expediente. Vendo que o amigo não se decidiria, disse “Chega de saudade” e aprontou os dedos nas cordas do instrumento apoiado na coxa direita. Benê esperou um sinal para começar a dedilhar. O sinal não veio: Jurandir estava absorto no breu que vinha da janela, em contraste com o clarão do luar que explodia na rua de paralelepípedo àquela hora da madrugada. O violeiro olhou-lhe enviesado. Benê murmurou, sentindo-se pressionado pelo amigo, “Chão de Estrelas”. As mãos do homem estavam encharcadas, assim como a testa. A gravata apertava-lhe o pescoço; o sapato, os joanetes; os suspensórios, o ombro; a paixão, o coração. Três. Dois. Um. Benê começou a tocar Chão de Estrelas. Si bemol, lá, ré. Jurandir fechou os olhos com a melodia daquela valsa-canção. Pensou na pequena com quem imaginou um futuro calmo, sobressaltado apenas por noites de amor e pelo choro das crianças a nascerem. Soltou a voz. Passava da uma e quinze quando se fez luz no quarto de Dorinha. Ficava a janela no alto do sobrado, o que deu à cena os tons exatos de uma verdadeira serenata. Jurandir, agora alumiado pelo quarto da moça, abriu os olhos pela primeira vez; Benê bocejou pela oitava. E deu uma leve desafinada num sol sustenido. A janela da menina Dorinha manteve-se fechada durante toda a música, mas a noite não foi perdida: mesmo www.sistemamega.com

de longe, Jurandir pôde ver o vulto desbotado daquela que lhe irrompia os sonhos havia tempos. Não se chateou com o fato de Dorinha não ter aberto a janela, pois sabia que seus pais – rígidos e donos de uma reputação imaculada – não concordariam com a filha única, tão sabidamente casta e decente, envolvida naquilo que considerariam uma baderna. Ao fim de Chão de Estrelas, Jurandir era outro homem. Revigorado o rapaz, seus olhos estavam sorrindo, pois viram, mesmo que nenhum detalhe, o esboço de Dorinha, sua sombra nua do outro lado da janela. A noite seria longa demais para aquele pobre apaixonado, a quem quase todos creditavam menos que o devido. Até mesmo Benê, que certa vez lhe disse que “o melhor é esquecer essa mulher”. - Tá vendo? E você aí, dizendo que era para eu tirar Dorinha da cabeça. Que ela não era mulher para mim – dizia Jurandir no caminho de volta, entrecortando as frases com sorrisos de saciedade. - Quem me disse isso foi sua irmã, a Manuela. Ela vive dizendo que ainda não nasceu o homem certo para Dorinha – respondeu Benê, num bocejar sem fim. Um se deliciava em exaltação; o outro amargava o sono adiado. Ambos seguiram o rumo reto de casa naquela madrugada. Enquanto isso, no quarto da menina, uma mulher nua afastou-se da janela, depois de observar toda a cantoria. - Volta para a cama, amor. Não quero mais esse negócio de você longe de mim – disse Dorinha, que emendou um “Para quem era a serenata?” enquanto, deitada na cama, divertia-se consigo mesma. - Não sei – respondeu Manuela, dirigindo-se à cama em passos felinos. Beijou Dorinha um beijo de boa-noite, jurou amor eterno, e dormiu sentindo o calor da mulher amada – Se seus pais acordam com a música, estamos perdidas! Ali, naquele quarto, suas roupas comuns dependuradas pareciam um estranho festival.


PARCERIAS

+ iAgitos no site da MEGA

Links Parceiros: Laura Lima www.lauralima.com.br Jean Ricardo www.jeanricardo.com.br Elias Souza www.videofotostudio.com.br Sandro e Jose Souza www.sandrosouzafotografo.com.br Sistemamega www.sistemamega.com AcheiSA www.acheisa.com.br Bartoshow www.osbarto.com.br iAgitos www.iagitos.com.br

Em nova parceria o site do SIstemaMEGA com o iAgitos, o AcheiSA e a Revista MEGA dedicam, juntos, mais espaço aos acontecimentos sociais e baladas onde você é nosso clique principal. A Revista Mega, juntamente com o site do SistemaMega e AcheiSA tendo como objetivo trazer aos leitores e internautas todas as novidades sobre as baladas que acontecem em Fernandópolis e reginão inovam mais uma vez e firmam parceria com o portal de baladas de Fernandópolis, iAgitos.com. Com essa nova parceria, leitores e internautas poderão conferir todos os cliques de cidades como Fernandópolis, Votuporanga e Santa Fé do Sul e região. As fotos serão disponibilizadas no site do Sistemamega.com, no iAgitos.com e no AcheiSA serão divulgadas as agendas semanais, no final de cada mês uma seletiva dos melhores momentos será publicada nas páginas da Mega. “Essa parceria tem tudo para dar certo. Os projetos e realizações estão perfeitos e a forma em que será realizada, tem tudo pra pegar na cidade”, afirmou Erivelton Zacari do iAgitos. Segundo o gerente de criação e diretor do site AcheiSA, Thales Oliveira “Essa parceria irá fortalecer as marcas e atenderá com maior qualidade as necessidades do internauta de Fernandópolis e região.” Para Célia Souza editora da Mega o social é um

www.sistemamega.com

dos principais atrativos da revista que já possui em seu casting colaboradores de renome como os fotógrafos Laura Lima, e Jean Ricardo, que desde 2008 contribuem para deixar o social e as páginas com ainda mais qualidade. Recentemente a revista também efetivou uma parceria com os fotógrafos Elias Souza, José e Sandro Souza em Santa Fé do Sul, ambos já assinaram capas da Revista com o tema Santa Fé do Sul. Outra parceria firmada este ano foi com o grupo Bartoshow com Gutinho Sisto. Através desta parceria a fotógrafa Amanda Manzoli clica com exclusividade todos os eventos do Bartoshow para o site e revista, os leitores podem conferir com exclusividade tanto no site www.sistemamega.com ou no www.osbarto. com.br o que mais de interessante aconteceu na noite fernandopolense. Com colaboradores e parcerias de peso a Midia G cresce e busca trazer ainda mais qualidade para os leitores que através do site e revista estarão sempre antenados nas últimas novidades. “A parceria com o Iagitos vem fortalecer ainda mais o social, que é marca registrada da Mega e que tende a crescer cada vez mais, parcerias como o Iagitos só vem para aumentar a qualidade.


EMPREGO Rômulo Martins - Fonte: Empregos.com.br

Consultoras apontam os principais itens a serem considerados antes de aceitar uma oferta de trabalho.

Saiba avaliar

uma proposta de emprego Com o saldo positivo da economia, a expectativa é que as empresas invistam mais em seus negócios, o que vai demandar a contratação de profissionais qualificados. Para quem está fora do mercado ou descontente com o trabalho atual, é comum deixar-se levar pela primeira proposta que aparece pela frente. Mas, segundo especialistas em carreira e RH, alguns cuidados devem ser tomados antes de aceitar uma oferta de emprego. “Não é apenas a empresa que escolhe o candidato. O candidato também deve entrevistar a empresa com os mesmos critérios utilizados por ela para contratá-lo”, afirma Glenda Moreira, consultora da DMRH. A análise da proposta de emprego deve ser feita para evitar decepções e perda de tempo. “Muitas vezes, o candidato fica na expectativa e acaba acei-

tando um trabalho que não tem nada a ver com ele”, diz Stefânia Giannoni, consultora e headhunter. “A avaliação é feita a partir das necessidades do profissional. Não é só o salário que conta. Ele deve se perguntar também o que a empresa tem a oferecer em termos de crescimento e desenvolvimento profissionais”, destaca. Para ajudar você, o empregos.com.br listou os principais itens a serem analisados antes de aceitar uma oferta de trabalho. Análise do contexto Reflita sobre o momento atual na carreira e avalie se a proposta condiz com o plano traçado para a vida profissional. O que você quer? A empresa atende às suas expectativas? Estudo da empresa

Acesse o site da companhia e agregue o máximo de informações sobre ela. Verifique se missão, visão e valores são compatíveis com os seus. Leia o que as publicações dizem a respeito dela. Converse com pessoas que trabalham ou trabalharam nela. Situação financeira da companhia Para não cair em uma fria, é importante investigar a quantas anda a vida financeira da organização. Isso pode ser feito no site corporativo, em publicações e, de modo sutil, durante a entrevista de emprego. Posição entre os concorrentes A comparação com empresas do mesmo ramo permite visualizar o perfil competitivo e inovador da empresa dentre as demais. É um bom medidor para saber se ela vai bem, se valoriza os colaboradores. Estilo das lideranças É convivendo que se conhece o outro. Mas a entrevista de emprego oferece subsídios para investigar o perfil do RH e do gestor direto. Durante a conversa, observe se o profissional mostra comprometimento com o trabalho e se está satisfeito com a empresa. Clima organizacional Nas etapas presenciais do processo seletivo, avalie o comportamento dos profissionais desde o momento em que entrar na companhia. Observe se as pessoas se cumprimentam, como é o atendimento, se os funcionários são bem humorados ou se o ambiente exige formalidade.

www.sistemamega.com


Intimus: uma franquia forte e posicionada no mercado João Dias Barbosa Neto, nasceu e foi criado em propriedade rural, na pequena cidade de Auriflama, interior do estado de São Paulo. Acostumado ao trabalho pesado na lavoura da família, aquele garoto de hábitos humildes, já demonstrava um diferencial de comportamento. Era nítido que sua personalidade era a de um líder empreendedor. E foi com esse espírito, que em 1995, João Barbosa, decidiu iniciar seu próprio negócio, uma pequena fábrica de lingeries. O diferencial competitivo e inovador de João Barbosa, aliados a excelente qualidade de seus produtos, contribuíram para o rápido crescimento da empresa, e colocaram a Intimus Fashion numa posição de destaque no mercado nacional de moda. Com sua posição conquistada e sustentada no mercado brasileiro, João Barbosa, sempre auxiliado pela esposa Adriana, se lançou a novos desafios; investiu em novos e modernos equipamentos, e agregou à já conhecida e respeitada marca Intimus Fashion, as grifes Mania D’ Praia e Beach Smell.

Hoje, essas grifes embelezam também as mulheres do Chile, Bolívia, Portugal e Israel. Com todo esse sucesso, no Brasil e no mundo, a expansão por franquias tornou-se inevitável. João Barbosa buscou então a assessoria e consultoria da Central de Franquias & Bureau de Negócios para formatar e adequar a empresa ao sistema de franchising. Assim, a primeira unidade franqueada Intimus Fashion está sendo instalada em Barra do Garças MT. O sistema de franquias Intimus Fashion foi desenvolvido de uma forma simples, onde a principal preocupação é a rentabilidade do negócio e a lucratividade do franqueado. O objetivo da Intimus Fashion daqui por diante, é o de multiplicar essa marca através de franquias por todo o Brasil e também o continente americano. E para isso, não lhe faltam competência, disposição, capital e tecnologia. Resta-nos esperar qual será a próxima novidade de João Barbosa, já que aqueles que o conhecem, sabem, que vencida uma etapa, ele já prepara o próximo salto.


MEGA ENTREVISTA


MEGA ENTREVISTA

Pedro Pinho

Delegado da Polícia Civil do Rio de Janeiro

A polícia civil foi a primeira a chegar ao morro do Alemão, e estamos prontos para atuar novamente onde o governador determinar

Dezembro 2010


MEGA ENTREVISTA MEGA: Os ataques promovidos por traficantes, a reação da força policial e a ocupação militar colocaram o Rio de Janeiro em uma situação decisiva. Como o Sr. analisa os recentes acontecimentos? DELEGADO PINHO: A ocupação gradual das favelas dominadas por traficantes, com as Unidades de Polícia Pacificadoras, as UPPs, mais cedo ou mais tarde, nos levaria a esse ponto, que era a pacificação do complexo de favelas do bairro da Penha e do Alemão, que é o principal morro, uma espécie de sede, dos demais ao seu redor. Ali é uma serra, característica da topografia da cidade do Rio, e em cada encosta há um morro que foi sendo ocupado gradualmente pela população pobre até se tornar uma coisa só. Acabou fugindo completamente ao controle da Polícia e do Estado e se transformou no bunker daquela facção criminosa, sendo absolutamente impossível de se realizar qualquer operação policial com efetivos de apenas um batalhão da PM ou de uma delegacia, mesmo que com o apoio de outras Unidades Policiais. A Secretaria de Segurança não teve outra opção a não ser decidir fazer o que fizemos diante dos ataques que os criminosos estavam fazendo por toda a cidade, na vã esperança de que poderíamos recuar na nossa missão de retomar esses territórios. E, como há males que vêm para o bem, nada melhor do que agirmos agora, no momento em que o governador está respaldado pela reeleição com mais de 60% de aprovação dos eleitores. É um caminho sem volta, e agora é trabalharmos para proporcionarmos a paz em todas as comunidades e estabelecermos um controle social mais eficaz sobre a violência urbana. Para sediar eventos internacionais, o estado precisa provar que é capaz de exterminar a violência do tráfico de drogas. MEGA: A guerra contra o tráfico começa a ser vencida, mas para isto a ocupação deverá ser mantida, o que custará aos cofres públicos. Em sua opinião, haverá apoio político e investimentos na polícia? DELEGADO PINHO: Preferiria afirmar que a guerra contra o tráfico finalmente começou, pois antes ficávamos apenas “enxugando gelo”, essa é a grande verdade. Aos Cofres Públicos, para se ocupar mesmo todas as favelas dominadas pelos traficantes e “milicianos”, irá custar muito e é bom que a sociedade esteja consciente de que segurança pública é um serviço extremamente caro, mas de um retorno que não tem preço. A relação custo-benefício compensa com folga. Eu estimo esse custo em cerca de trezentos milhões de reais por ano, apenas no Rio de Janeiro, entre pagamentos de salários e investimentos em equipamentos, veículos, mobiliários e despesas com aquisição e manutenção de bens móveis e imóveis. O Estado, ou seja, a Polícia fluminense deu demonstrações claras que não só conhece o problema, mas também que sabe resolvê-lo, no que diz respeito à repressão a esses criminosos, mas é claro www.sistemamega.com

que sozinha ela não resolverá o problema como um todo, pois demanda investimentos igualmente caros em educação e saúde pública, aí inserida a questão do saneamento básico, do controle natalino, ou seja, planejamento familiar e, nesse tocante, o próprio resgate do sentimento de “família” entre as pessoas mais humildes. A pergunta é perfeita porque trata da “violência do tráfico de drogas”, pois esta gente tem condições de acabar, sim, mas com o tráfico de drogas jamais. O apoio político finalmente chegou, mas o verdadeiro e legítimo apoio que esperamos é o da sociedade, como estamos experimentando agora. MEGA: Rocinha e Vidigal serão os próximos alvos de futuras invasões e consolidação de posição? DELEADO PINHO: Certamente, mas exatamente quando dependerá de estratégias e conjunturas de momento. A tomada do Complexo do Alemão é um exemplo disso. MEGA: Moradores da Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão agora pedem para que a polícia continue nos morros. Como isto será administrado? Será um desafio, considerando que teríamos que reduzir a proporção policial/habitante para algo em torno de 1 para 200, no máximo, quando a ONU recomenda ser de 1 para 1000, ou seja, teríamos que ter, apenas ali, em torno de dois mil policiais naquela UPP, o que hoje é o efetivo de cerca de quatro batalhões da PM, que tem capacidade para recrutar por volta de sete mil policiais por ano. MEGA: A polícia civil devolveu esperança aos moradores do Rio de Janeiro, mas ainda existe um longo caminho a trilhar. Como o senhor analisa atualmente a situação da polícia civil? DELEGADO PINHO:Eu venho pregando uma reforma bastante ampla no sistema policial brasileiro, porque temos graves distorções que a sociedade custa a perceber. Mas no tocante à função de investigar, que é inerente à Polícia Civil, essa tem que estar entregue ao servidor do Estado que disponha das mesmas prerrogativas que são dadas aos membros do Ministério Público e da magistratura, entre as quais, principalmente, a inamovibilidade, que nos daria a garantia de estarmos a salvo de perseguições políticas, caso estivéssemos investigando alguém ligado ao poder, e a independência funcional, administrativa e financeira, que garantiria uma polícia investigativa mais técnica e livre da ingerência política promovida pelos partidos políticos. MEGA: Agora com a ocupação dos morros, como você acha que os bandidos irão se reorganizar? DELEGADO PINHO: Como ainda nem todas as comunidades estão ocupadas, certamente eles irão se reagrupar naquelas onde sua facção criminosa ainda mantém o domínio e ali ocuparão novos

“postos”, mas certamente haverá disputas internas de poder, enfraquecimento e divisões, sem contar o enorme prejuízo financeiro e bélico imposto pelas ações policiais, prisões de importantes “cabeças” e mortes de alguns outros. Eles receberam uma dura lição do Estado da qual jamais imaginaram pensar, diante de tanta impunidade e desacato com que se mantinham no território que ocupavam. Quando o Estado recuperar 100% do território que estava sob o domínio desses criminosos, infelizmente veremos nascer uma nova “geração” de traficantes, certamente mais organizados, inteligentes e menos violentos, como nos países europeus e norte-americanos, onde o comércio da droga, poder-se-ia dizer assim, se faz de forma mais civilizada. O que levou a esse estado de coisas aqui no Rio, que não é muito diferente de outras grandes cidades, foi a omissão do poder público, que deixou a população pobre dessas comunidades numa carência absoluta dos serviços mais básicos que um cidadão merece ter, fatos inimagináveis nesses países. MEGA: Haverá novas formas deles atuarem junto à população promovendo o terror novamente, mesmo com os morros ocupados? DELEGADO PINHO: Pessoalmente, não descarto que esses traficantes venham a promover outras ações criminosas em retaliação a essa decisão histórica do Estado em retomar seus territórios, pois os conhecemos bem e sabemos que não passam de um bando de alienados, tanto do ponto de vista social quanto moral e intelectual, ou seja, são sujeitos que cresceram sem a menor perspectiva de futuro e noção de civilidade, respeito ao próximo, família etc. São capazes das ações mais – digamos – imbecis e tolas como essas, de se “cutucar onça com vara


O Delegado de polícia Pedro Paulo Pontes Pinho é ex-detetive da PCERJ, ex-delegado de polícia MG, tendo atuado nas Delegacias dos municípios de Piraúba, Tabuleiro, Visconde do Rio Branco e Mercês e adido à Corregedoria. Fundador e ex-presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia-RJ (SINDELPOL). Na PCERJ, exerceu os cargos de assessor da Chefia de Polícia, subchefe da ASSEJUR, presidente da CPL, Diretor da DIC/COINPOL e Chefe de Gabinete da Chefia de Polícia. Criou as Delegacias Regionais de Polícia (METROPOL) e implantou a DRP-METROPOL IV. Criou e implantou a DRCCSP, as Delegacias de Captura e o Sistema de Controle de Presos.

curta”, e no caso nós somos essa “onça”. O que me preocupa não é o “agora”, mas sim o futuro, com essa nova “geração” de traficantes que certamente surgirá. Temos que nos preparar para isso. MEGA: A gratificação anunciada pelo governo do Rio de R$ 500,00 por policial é algo motivador, para futuras incursões , por exemplo na Rocinha e Vidigal? DELEGADO PINHO: Qualquer remuneração extra que o policial puder conseguir de forma oficial, legal e legítima é bem-vinda e nos estimula, mas o Estado precisa repensar a forma como vê seu servidor policial. Vejo políticos e formadores de opinião defenderem a legalização do “bico”, o segundo emprego, mas pergunto: com quem a sociedade poderia contar nesses momentos de crise na segurança pública se o policial tivesse que “bater ponto” no patrão particular? Há uma máxima no Direito brasileiro de que o policial é “policial” 24 h por dia, sete dias na semana, e para isso deveria receber remuneração compatível com essa condição. É uma profissão muito difícil, extremamente perigosa e da qual a sociedade não pode prescindir. Somos os primeiros a serem chamados em todos os momentos da vida cotidiana, do parto ao assalto. Só pedimos esse reconhecimento do Governo, porque a sociedade finalmente descobriu que somos capazes de lhe dar o de que ela precisa: segurança. MEGA: Quais foram as verdadeiras proporções dos prejuízos dos bandidos com tudo o que foi apreendido e destruído tanto em arma como em “organograma”? DELEGADO PINHO: Entre drogas e armas, muitos milhões, algo em torno de R$ 15 milhões, eu estimaria. Mas o maior prejuízo mesmo foi a perda do território. Comparável ao prejuízo daqueles moradores do condomínio Palace II, na Barra da Tijuca, aqui no Rio de Janeiro, que desabou há alguns anos atrás. Você perder móveis, eletrodomésticos, documentos, enfim, é uma coisa, pois você pode comprar tudo de novo mas perder a sua casa, o seu lar, vê-lo desabar é bem diferente. Até você se reestruturar leva tempo, e no nosso caso aqui, tempo é o que não podemos perder, caso esses traficantes queiram erguer seus “castelos” novamente.

Participou da Comissão de elaboração do Projeto de Lei Orgânica da PCERJ encaminhado à ALERJ em dezembro de 2002. Foi titular ainda da 51ª DP–Paracambi, DC-POLINTER, DRFVAT (atual DRFA), 26ª DP–Todos os Santos, DPFAZ, 5ª DP–Lapa, 32ª DP–Taquara e 33ª DP-Realengo. Foi membro da delegação dos delegados de polícia do Rio de Janeiro na 1ª Conferência Nacional de Segurança - CONSEG em Brasília/2009, e adido à SR/DPF/RJ em 2003.

Entre drogas e armas, foram muitos milhões, algo em torno de R$ 15 milhões, eu estimaria. Mas o maior prejuízo mesmo foi a perda do território

Dezembro 2010


MEDIA CENTER

MEGA

MAURICIO E LUCIANO Cantores

Parabenizamos a MEGA pelos 10 anos de sucesso. A maior e melhor vitrine é ser MEGA.

CINTHIA PELLUCO PEDROSO Empresária

SERGIO AGUSTINI Empresário

Parabéns a toda a equipe da revista MEGA, por estes 10 anos dedicados à informar com seriedade e inovação

Parece que foi ontem. Mas há dez anos , tivemos o privilegio de participar do nascimento dos primeiros numeros da revista MEGA. E o que mais nos alegra , é que sua evoluçao é notada á cada novo número lançado. “Parabéns á toda equipe que nao mede esforços para atingir sempre o maximo daquilo que produz.”

ARNALDO PASSOS Empresário

MARIANA DE SOUZA SAVAZZI Modelo

Parabéns a toda a equipe da MEGA por estes 10 anos de sucesso, credibilidade, inovação e responsabilidade.

A MEGA para mim foi uma grande vitrine. Ao sair em um editorial com minhas fotos, alcancei um espaço que não imaginaria. Vencer o concurso da Musa do Futebol pela FPF. A equiep da MEGA bate um bolão há 10 anos

MEDIA CENTER


FERNANDO JACOB Advogado A Revista Mega, primeira do gênero variedades nascida em Fernandópolis, nesse décimo ano de sua existência vai provando que tem a natureza dos bons vinhos: quanto mais madura, melhor! Sempre abordou com imparcialidade as matérias mais polêmicas, sobre todos os assuntos. Agora, com uma abrangência regional, trata de política, justiça, saúde e, também, de temas menos densos mas igualmente interessantes, vai se consolidando como veículo de comunicação recomendável.

ALEXANDRE VANIN Comerciante Parabenizo os 10 anos da MEGA por levar atualidade e informação de qualidade todos os meses em nossas residências e estabelecimentos comerciais. A equipe MEGA é nota 10.

VALDIR ERÉDIA Empresário

CLEBER ROCHA Servidor Municipal - Área de esporte

A revista MEGA é uma empresa moderna de comunicação inserida no contexto referido das grandes transformações e acima de tudo consolidou-se na essência regional o que é muito importante.

Revista MEGA, 10 anos noticiando nossa história. Olho para a MEGA e vejo só sucesso!

DIEGO HURTADO Jornalista Em algum momento no passado, no auge de meus doze anos, me peguei pensando na influência que aquela revista teria em meu futuro, obrigado. A arte de ser revista. Parabéns!

EDUARDO PEDROZO Diretor da FAEC Vislumbrando o crescimento empresarial de Fernandópolis e região a revista MEGA é peça fundamental para divulgação deste progresso. Percebo seriedade e qualidade no atendimento, que são marcas registradas desta empresa que não para de crescer


@Mídia G. promove debate sobre twitter com Rio, Brasília e São Paulo Dezembro de 2010 via Media Center

Del. Pinho Rio de Janeiro

Dep. Dimas Ramalho Brasília

Mídia G. Comunicação São Paulo

www.sistemamega.com


twitter.com

Foi na tarde desta terça-feira que um debate sobre o mini blog mais acessado do mundo, o Twitter, uniu importantes internautas que se utilizam da ferramenta na internet para interagirem com seus seguidores. Adolescentes por pura diversão, jornalistas por alavancar o trabalho, servidores para prestar contas à população, o Twitter se tornou o meio rápido, eficiente e resumido das ações de cada um informando em 140 palavras tudo o que achar necessário para que seus seguidores saibam. Foram convidados a participar no Media Center, do Rio de Janeiro, o delegado de polícia, Pedro Pinho, que atuou na invasão no Complexo do Alemão e posta no twitter parte de seu trabalho. De Brasília, o deputado federal Dimas Ramalho que faz questão de postar seus pontos de vistas sobre todos os assuntos, inclusive em tempo real de dentro do plenário. Na Mídia G. em Fernandópolis, o Juiz de direito Evandro Pelarin, que mobiliza muitos pelas suas opiniões ali postadas. O garoto Bruno Andrade que tem cerca de 13 mil seguidores e Marcio Peruchi que atua junto à camada de estudantes na Fundação de Fernandópolis. Mediaram o debate, Célia Souza, jornalista e assessora política, Thales Oliveira, gerente de criação da Mídia G., e Gilberto Musto, diretor do Sistema Mega. Estes utilizam o twitter para informar seus seguidores e antecipar a maioria das notícias que serão veiculadas no dia seguinte. O debate teve como pontos fortes a velocidade das mensagens e o resumo do texto que obrigatoriamente não pode passar de 140 caracteres. Pedro Pinho disse que o Twitter auxilia

informação que os tempos modernos exigem. O Juiz Evandro Pelarin tem no Twitter um canal de comunicação que atua em mão dupla, tanto ele informa ou posta opiniões, como passa a saber em tempo real o que as pessoas pensam sobre este ou aquele assunto. A instituição não deve se confundir com a pessoa, diz Marcio Peruchi, que exemplifica; o prefeito Luiz Vilar não tem twitter, mas as informações do município podem ter um twitter da prefeitura, por exemplo. E o garoto Bruno de Andrade se satisfaz com seus 13 mil seguidores e diz que é seguido pelo que escreve e não pelo que é. Uma diferença significativa. O debate terá seu conteúdo completo na próxima edição da revista MEGA. Siga os convidados @delegado_pinho @ evandropelarin @dimasramalho @ gilbertomusto @marcioperuchi @brunnoAndrade @celiameganews @thalesoliveir4 Giba disse, ao encerrar o debate, que: “Hoje quem não está plugado no Twitter, perde parte da nova história”.

inclusive nas investigações sobre crimes praticados, pois de certa forma os sites de relacionamento facilitam as conversas entre pessoas e, se bem monitorado, acaba por deletar criminosos ajudando o trabalho da polícia. Dimas Ramalho disse que a ferramenta bem usada, facilita na velocidade da

Dezembro 2010


INTERNET

Wikileaks

e a defesa nacional O SISTEMA MEGA conversou com o delegado de polícia Higor Vinicius Nogueira Jorge, que tem feito palestras sobre inteligência policial, segurança da informação e crimes cibernéticos a cerca do Wikileaks, por um site que movimentou o mundo deixando governos em saias justas sobre as divulgações por ele realizadas. Há algum tempo algumas palavras como espionagem, sabotagem, documentos reservados, cyberterrorismo, infiltração, serviço secreto, diplomacia e outras do gênero passaram a fazer parte do nosso cotidiano, principalmente quando temos acesso à televisão, revistas e jornais. O grande responsável por isto foi o site WikiLeaks que passou a disponibilizar na internet documentos sigilosos, principalmente relacionados com o governo dos Estados Unidos e seus aliados. Segundo Higor Jorge, a WikiLeaks é uma organização transnacional, sem fins lucrativos, sediada na Suécia, que disponibiliza na internet dados, informações, documentos, vídeos e fotos confidenciais, oriundas de governos ou grandes corporações. Ele informou que fazem parte desta organização jornalistas credenciados, programadores de softwares, engenheiros de rede e matemáticos de diversos países, cuja identidade é preservada. SOBRE O SITE O site é coordenado pelo jornalista e cyberativista Julian Assange, que atualmente, é procurado pelo governo da Suécia em razão de crimes que teria cometido no referido país. Em abril de 2010, um vídeo chamado “Assassinato Colateral” (Collateral Murder) despertou a atenção mundial, pois mostrava militares norte-americanos em um helicóptero promovendo a execução de civis desarmados em uma rua do Iraque, sem qualquer indicação que fossem terroristas. No mês de julho, o site publicou um conjunto de documentos denominados “Diários da Guerra Afegã” (Afghan War Diary) que descrevem a ação de grupos militares norte-americanos e aliados realizando atividades semelhantes. Em outubro, foram divulgados os “Registros da Guerra do Iraque” (Iraq War Logs) com informações sobre torturas contra terroristas presos e ataques contra civis no Iraque. No final do mês de novembro, passaram a publicar diversos telegramas sigilosos entre as embaixadas e o governo

www.sistemamega.com

dos Estados Unidos. A empresa Bahnhof, que hospedava o site na Suécia, passou a sofrer ataques virtuais e o site passou a ser hospedado pelo amazon.com. No início de dezembro, o amazon. com deixou de hospedar o site em seus servidores e o seu domínio tem variado constantemente. O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, teria sido espionado. No mês de julho de 2009, foi solicitado que os diplomatas americanos informassem dados biométricos detalhados e informações técnicas (incluindo dados sobre cartões de crédito, DNA e senhas utilizadas nas comunicações) do secretário-geral e outras autoridades da ONU. AQUI EM CASA O delegado Higor Jorge informou que, em relação ao Brasil, diversas comunicações foram obtidas. Dentre elas uma demonstrou a insatisfação do governo norte-americano em razão do governo brasileiro não ter aceitado receber prisioneiros suspeitos de terrorismo mantidos nas prisões de Guantánamo no ano de 2005. Quanto à pane ocorrida no ano de 2009, no sistema de fornecimento de energia elétrica em grande parte do país, foi descartado que tenha ocorrido em razão de uma ação promovida por hackers. Os norte-americanos também demonstraram preocupação com grupos islâmicos supostamente extremistas que estariam instalados na área da tríplice fronteira (Porto Iguazu – Argentina, Cidade do Leste – Paraguai e Foz do Iguaçu - Brasil) e com a atuação da Polícia Federal que teria realizado diversas prisões de pessoas envolvidas com o terrorismo islâmico, mas não teria as acusado pelo envolvimento com o terrorismo, apenas por outros crimes, para


não amedrontar futuros turistas interessados em conhecer o país, nem “estigmatizar a comunidade muçulmana”. DESDOBRAMENTOS Conforme o entendimento do delegado, a divulgação desses documentos sigilosos produzirão diversos efeitos, dentre eles, os diplomatas provavelmente vão procurar evitar oferecer informações muito detalhadas sobre os países em que estiverem desempenhando suas atribuições, com o receio de que seus relatórios sejam divulgados. Alguns têm alegado que o direito à informação em um regime democrático é uma garantia de todas as pessoas, e que os órgãos de comunicação devem fazer chegar ao público todo tipo de notícia, inclusive aquelas envolvendo informações sensíveis que possam ameaçar a soberania, a integridade territorial do país e as relações com outros países. Outros possuem o entendimento de que a liberdade de imprensa deve ser relativizada, que os meios de comunicação devem trabalhar com responsabilidade, de forma que não divulguem informações capazes de proporcionar prejuízos ao Estado. Segundo o entendimento dessas pessoas, a segurança nacional deveria prevalecer sobre os interesses de cada cidadão ter acesso a esse tipo de informação.

HIGOR JORGE É Delegado de Polícia, colunista do Sistema MEGA, professor de análise de inteligência da Academia da Polícia Civil, professor universitário e tem feito palestras sobre segurança da informação, crimes cibernéticos, TI e drogas. Site: www. higorjorge.com.br Twitter: http://twitter.com/higorjorge

NORMAS BRASILEIRAS Indagado pelo SISTEMA MEGA se, no Brasil, existem normas que tratam dos documentos sigilosos, ele informou que existem e impedem que sejam indevidamente divulgados. O delegado explicou que o Decreto Nº 4.553/02 prevê a salvaguarda de dados, informações, documentos e materiais sigilosos de interesse da segurança da sociedade e do Estado e considera sigiloso o dado ou informação cujo conhecimento irrestrito ou divulgação possa acarretar risco à segurança da sociedade e do Estado, e também aqueles necessários ao resguardo da inviolabilidade da intimidade da vida privada, da honra e da imagem das pessoas. Os dados e informações sigilosos são classificados em ultrassecretos, secretos, confidenciais e reservados, em razão do seu teor ou dos seus elementos intrínsecos. O artigo 325 do Código Penal prevê que a divulgação de informações sigilosas pode ser enquadrada no crime de violação do sigilo funcional, que possui uma pena de 2 a 6 anos de reclusão e multa. O delegado Higor Jorge disse, ainda, que é uma constatação geral a necessidade dos órgãos de imprensa realizarem suas atividades na mais absoluta liberdade, imparcialidade e transparência, de forma que veiculem notícias independentemente dos interesses particulares que possam atingir. Apesar disto, ele entende que não é aceitável uma atuação irresponsável de um órgão de comunicação que possa colocar em risco a vida das pessoas, a soberania do país ou a segurança nacional, pois devem ser salvaguardadas a qualquer custo. Higor Jorge disse que a divulgação de documentos sigilosos do governo, como a organização WikiLeaks tem promovido, deve ser realizada apenas se respeitar os prazos previstos nas normas dos países envolvidos ou nos casos em que o Estado violar a Lei, sendo que nestes casos deve ser feita uma ampla divulgação para que não ocorram novamente e que estes casos sejam devidamente apurados. Dezembro 2010


Que sucesso sua

Aôôôô Buteco A dupla grava seu terceiro cd com o primeiro DVD ao vivo e já tem agenda para as principais cidades brasileiras com sucessos inéditos em diversos shows para 2011


cidade e regi達o ir達o fazer!!!


A história dos irmãos Mauricio Viana dos Santos e Lucimar Viana dos Santos, tocando para os amigos em uma praça de Felixlândia em Minas Gerais em 1996, foi a primeira oportunidade que tiveram de mostrar o dom para as pessoas da cidade, chamando a atenção do dono do bar na frente da praça, que no mesmo dia convidou a dupla para se apresentarem em seu estabelecimento, e foi assim que ganharam o primeiro cachê. Conheceram o primeiro empresário, que os levou para Belo Horizonte onde gravaram seu 1° CD, nomeado “Amor Proibido”, o sucesso aumentava, já cantavam em exposições, grandes festas e eventos importantes. Porém em 2000, o destino passou-lhes uma rasteira, obrigando-os a desistirem de seus sonhos e voltar para casa. Dois anos se passaram, e sonho voltou a se realizar. Mauricio e Luciano voltaram a alegrar o público com suas canções, com ajuda de um amigo que os convidou para uma apresentação na Exposição Asproeste, em Brasília. Os convites não pararam mais, fizeram shows marcantes como: Exposição Agropecuária de Curvelo – MG, Expoabra, ExpoBrasília,

Flores de Goiás, lugares onde se concentraram grandes públicos de diferentes idades que se admiram com o grande potencial das músicas e das vozes afinadas e harmoniosas. Participaram de muitos programas de TV em rede nacional como Record, SBT, Tv Senado, além de outros importantes meios de comunicação, registrando o sucesso que fazem por onde passam. Em sua trajetória também dividiram palco com nomes conhecidos da música brasileira: Zezé di Camargo e Luciano, Penabranca, Renato Teixeira entre outros. Apaós a gravação do segundo CD em 2000, a dupla acnteceu de verdade em 2008, quando a dupla resolveu tentar uma nova oportunidade no estado de São Paulo. Com o 3° CD - “Mauricio e Luciano Acústico”  com oito regravações e seis músicas inéditas. Compõe este cd os sucessos “Ser mineiro é bom demais” e “Mordomia de Mulher”. Determinada a dupla reside hoje no interior paulista, e lança o novo CD e DVD com a música “AÔÔÔ BUTECOOO” Que já está tocando em todo Brasil.


150 Shows por ano

3 1

CD’s

DVD Telefones para contato:

17 - 8136 7815 17 - 8149 1958

Maurício e Luciano dividem palco com os maiores nomes da música sertaneja que reúnem multidão todos os finais de semana. Leve este sucesso para sua cidade.


Fotos: Elias de Souza


Fotos: Elias de Souza


Fotos: Elias de Souza


Fotos: Elias de Souza


Fotos: Elias de Souza


Fotos: Elias Souza

www.santafedosul.sp.gov.br


ENTREVISTA

Wanessa

A MEGA entrevistou com exclusividade a cantora Wanessa Camargoque está prestes a lançar sua Megaturnê intitulada “Wanessa 10 anos”.

www.sistemamega.com


Os principais trabalhos de toda sua carreira são o primeiro CD intitulado “Wanessa Camargo”, que foi lançado no ano 2000, seu primeiro DVD “Transparente Ao Vivo” lançado em 2004; em 2005, lançou seu quinto CD, W, cujo trabalho alavancou ainda mais sua carreira devido ao grande sucesso da canção “Não Resisto a Nós Dois”, que foi tema da novela “Bang Bang” da Rede Globo. Completando 10 anos de carreira em 2010, Wanessa já vendeu mais de dois milhões e meio de discos entre CDs e DVDs pelo Brasil. Todos os trabalhos já lançados chegaram a disco de platina, e também recebeu prêmios como o de cantora revelação no Prêmio Multishow de Música Brasileira. MEGA: O que você sente ao ver o enorme carinho que recebe de um público diferente daquele com o qual estava acostumada? Wanessa: O público diferenciado a que você se refere, para mim é o público que mais consegue demonstrar carinho. São donos de uma enorme e contagiante energia e de uma forte opinião própria. Ter este público como seguidores do meu trabalho só me traz satisfação e alegria. Fico muito honrada por poder ter o apoio e o amor deles. A minha nova fase também teve uma leve influência. Quem não gosta de ser e extravasar felicidade - não acha ?

“ “

Uma turnê em comemoração aos 10 anos de amor e carinho que tenho recebido diariamente de todos.

MEGA: Como está sendo a receptividade dos fãs para esse último trabalho? Wanessa: De uma forma bem resumida e direta: INCRÍVEL. O trabalho teve uma receptividade muito boa. E não posso negar, o trabalho foi pensando neles. O público jovem sempre demonstrou curtir trabalhos que têm uma puxada para repertórios internacionais. O que fizemos foi adaptar e produzir o que nosso público quer escutar e dançar. E o resultado é que todos podemos observar: eles aprovaram o trabalho. MEGA: Você já se apresentou em várias cidades do interior de São Paulo, existe algum carinho em especial com a região? Wanessa: Em qualquer parte do interior do Brasil por onde passamos a receptividade é sempre muito maior. O nosso contato com

o público acaba portanto sendo muito maior também. Impossível não demonstrar mais carinho em situações como esta. Realmente, fazer shows no interior é muito especial e satisfatório para todos nós. Esta troca de carinho repõe nossas forças e nos incentiva a continuar nosso trabalho. MEGA: Como foi a preparação do seu último trabalho “Meu Momento”? Wanessa: Enfrentei muita resistência quando quis mudar meu rumo. Eu só queria espaço para mostrar minha nova fase e este nosso último trabalho vem resumir tudo isso - era o meu momento e fizemos de acordo com aquilo que eu gostaria de produzir e fazer. O nosso resultado é o retorno do público. Quanto à preparação em geral, toda repaginada requer mudanças, adequações e aperfeiçoamento, e com esta proposta precisamos trabalhar mais, dançar mais, cantar mais. O público, como eu disse, é exigente, de opinião própria - gosto de pessoas assim - rs. MEGA: O que significa a música para você? Wanessa: Minha vida - pois é para as pessoas que eu amo: público, amigos, família e em especial ao meu esposo, que sempre me apoiou que faço meu trabalho e dedico meu sucesso. É para estas pessoas que eu amo fazer e cantar música. MEGA: Como é a Wanessa fora dos palcos? O que costuma fazer? Qual lazer preferido? Wanessa: O tempo que tenho fora dos palcos, procuro ficar mais tranquila em casa e descansar. Acompanhar mais de perto o trabalho direcionado aos meus fãs e responder e-mails, twiter e cartinhas. Ainda gosto de passar o tempo e meus finais de semana assistindo a filmes e comer muita pipoca - rs. Às vezes também decido um pouco do tempo para compor - além de acompanhar o Marco nos trabalhos que ele já desenvolve profissionalmente. MEGA: Qual a reação dos fãs em relação a mudança do nome Wanessa Camargo, para somente Wanessa? Wanessa: O ´Camargo´ tem uma ligação muito forte com o sertanejo. Não o uso mais por achar que funciona mais para o que quero cantar. Ajuda no marketing e é mais fácil. Tenho percebido este entendimento também por parte dos fãs. Os mesmos concordaram que é mais fácil e ainda traz muito peso. A reação foi muito boa, pois eu já era tratada assim pela grande maioria. Mas quem quiser pode me chamar de Camargo sem problema nenhum. MEGA: O que os fãs poderão esperar da turnê “Wanessa 10 anos” Wanessa: Uma turnê mais completa com uma Wanessa mais feliz ainda. Um trabalho bem mais aprimorado e com uma qualidade maior. Uma turnê em comemoração aos 10 anos de amor e carinho que tenho recebido diariamente de todos. MEGA: Com todo o sucesso, em 10 anos você conquistou uma legião de admiradores, fãs, deixe uma mensagem para as pessoas que curtem sua música. Wanessa: Uma mensagem para o público? Gostaria de deixar muito mais para o público que uma única mensagem. Afinal é para eles que faço meu trabalho, e são eles que me dão forças para continuà-lo. A maneira mais prática de dizer isso talvez seria dizendo que os amo demais e que sou muito feliz por estarem sempre ao lado. A Wanessa de hoje é a Wanessa formada pela felicidade, pelo amor e pelo carinho que os fãs me dedicam e o resultado é muito bom.

Dezembro 2010


Reciclando o Natal

por uma causa Global No sábado dia 04 de dezembro em Santa Rita d`Oeste, na Praça da Matriz, foi o Lançamento da decoração natalina do Projeto “Reciclando o Natal Por uma Causa Global”. Foi um momento de muita alegria, emoção e beleza, o evento contou com a presença de várias pessoas do município e de toda a região. Houve queima de fogos e várias homenagens dos voluntários do projeto para o Prefeito Walter Muller, a primeira dama Ana Claudia Rodrigues Muller e a Presidente da Câmara Municipal de Vereadores que ajudou a coordenar o projeto Rosy Ávila. O Prefeito Dr. Walter Muller deu início ao projeto “Reciclando o Natal por uma Causa Global” este ano e, como ele já esperava , foi sucesso garantido. Foram produzidas várias peças como um presépio de Pet, 2 lindas Árvores com mais de 10 metros de altura cada, portal de entrada na praça, trenó, e a casinha do Papai Noel que é uma Bota de 4 metros de altura e muitas outras peças que foram feitas com mais de 80 mil garrafas Pet, para que fosse decorada a Praça da Matriz da cidade, e todos os postes que a cercam ganharam lindos lustres, a prefeitura, a avenida na entrada da cidade e o trevo de Santa Rita D´Oeste. O Prefeito Dr. Walter agradeceu a todos os envolvidos no projeto, pois, sem duvida, foi aprovado pela população. Logo após a abertura, do evento, o Prefeito recebeu o Papai Noel e entregou-lhe a chave da cidade e, em seguida, o cantor Rafael e seu teclado animaram a noite com muita musica. E no dia 05 de dezembro foi o lançamento do mesmo projeto em Aparecida do Bonito, distrito de Santa Rita.

“ ”

Com a colaboração voluntária de grandes amigos de Santa Rita, a cidade brilha neste Natal

www.sistemamega.com


Foram milhares de pets acumuladas durante todo o ano para, agora, serem utilizadas na decoração


Prefeitura de Fernandópolis

renova frota de maquinários

Nunca a Prefeitura comprou maquinários desse nível. A última aquisição foi feita em 1993, na nossa primeira

A Prefeitura de Fernandópolis renovou a frota de maquinários com a compra de dez novas máquinas pesadas para as diretorias Agrícola, Meio Ambiente e Serviços Diversos. A cerimônia de entrega aconteceu no sábado, 20, na Praça da Matriz. “Nunca a Prefeitura comprou maquinários desse nível. A última aquisição foi feita em 1993, na nossa primeira. Com os novos maquinários teremos condições de recuperar os 800 km de estradas rurais do município, além dos serviços públicos. E o mais importante, com o dinheiro que gastávamos nos consertos vamos pagar as parcelas do empréstimo”, explicou o prefeito Luiz Vilar. A frota municipal passa a contar, agora, com dez maquinários pesados, sendo três caminhões, três pás-carregadeiras, três motos-niveladoras e um caminhão-pipa, além de uma perua Kombi, subindo para 11 o total de veículos novos para a manutenção da cidade. Todos os veículos possuem tecnologia avançada, que também permitem o bem-estar dos operadores.

www.sistemamega.com


As nove primeiras máquinas foram adquiridas por meio de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O órgão operador do empréstimo é o Banco do Brasil, por meio do Programa de Intervenções Viárias - PROVIAS. O caminhão-pipa foi conquistado junto à Secretaria do Meio Ambiente do Estado, pela obtenção do selo “Município Verde Azul”. Já a perua Kombi foi adquirida com recursos próprios. O diretor da Agricultura, Marcos Mazeti, destacou alguns investimentos que a Prefeitura fez em menos de dois anos, tais como, melhorias de estradas através do Programa Melhor Caminho, aquisição de novas pontes metálicas, instalação de mata-burros, entre outros. O produtor rural Paulo Okuma agradeceu ao prefeito Luiz Vilar pela valorização do setor agropecuário. “Fernandópolis nunca recebeu tantos investimentos no setor agropecuário. Em nome de todos os produtores, quero agradecer pela valorização do homem do campo”, elogiou Okuma. Participaram do evento o presidente da Câmara Municipal, Dorival Pântano, os vereadores Candinha Nogueira, Creuza Nossa, Neide Garcia e Rogério Chamel, o gerente do Banco do Brasil, Gustavo Moura, representantes do Conselho Rural e Sindicato Rural de Fernandópolis, diretores e servidores municipais, além dos produtores rurais. NOVEMBRO 2010


Mais de mil trabalhadores conquistaram

1º emprego em Fernandópolis este ano

A conquista do primeiro emprego foi muito mais fácil em Fernandópolis neste ano. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), 1.024 pessoas já conquistaram o primeiro registro na carteira de trabalho, sendo 268 vagas a mais que o ano anterior. Em 2009, o município inseriu 756 novos trabalhadores no mercado. O saldo de pessoas que quiseram trocar de emprego em 2010 também foi maior, 5.474 contra 3.903 em 2009. O trabalho temporário também esteve em alta, este ano, em Fernandópolis. O total de 152 pessoas conseguiu ganhar um dinheiro extra. Em 2009, o número de contrato de trabalho com prazo determinado foi de 117.


Revitalização da Praça

São Bernardo é finalizada

Com inauguração realizada no último sábado (27), a Praça São Bernardo possui dentre outros destaques, o paisagismo, iluminação especial, novos bancos, calçamento e playground para crianças. Durante o evento, o prefeito Luiz Vilar efetuou elogios aos moradores. “Esta comunidade está de parabéns é uma das mais organizadas. Os moradores reivindicaram e hoje estamos entregando esse presente de Natal, a nova Praça São Bernardo, totalmente revitalizada, mais bonita, agradável e que transformou o visual do bairro”, disse o prefeito Luiz Vilar. “A Praça existe há quase 30 anos, mas nunca a vimos tão linda. Queremos agradecer a Prefeitura por ter atendido a nossa reivindicação. Agora temos um ponto de encontro para reunir os amigos e as crianças um parque para brincar. O bairro também ficou mais bonito e o comércio e as casas mais valorizadas”, agradeceu o morador Tomás Guidoti. A Deputada Analice Fernandes, um dos apoiadores do projeto, foi representada pela assessora Márcia Malderini que leu a seguinte mensagem: “Selamos um compromisso que tem dado frutos para a população de Fernandópolis. E prova disto é a entrega da Praça São Bernardo. Um espaço precioso, bonito, agradável – onde as crianças podem brincar, as pessoas podem se confraternizar. Um espaço que torna a cidade mais alegre e o bairro mais bonito. Hoje a população recebe um grande presente de Natal, uma praça linda! Um grande abraço, Analice Fernandes”. Participaram do evento, o presidente da Câmara, Dorival Pântano, os vereadores Neide Garcia, Maiza Rio, o presidente da Associação de Amigos, Antônio Assis, diretores municipais, o presidente da comunidade São Bernardo, Jovelino de Oliveira, o deputado Julio Semeghini e outros.


A emoção do Natal

presente no Grupo Alegria de Viver

Foi montado o presépio de Natal pelo Grupo Alegria de Viver de Três Fronteiras, um momento de reflexão para o grupo sobre o que representa o presépio. Para os cristãos, o presépio simboliza o nascimento do menino Jesus, uma criança que nasceu humildemente envolto em palhas e panos, numa estrebaria e veio ao mundo para salvar os homens do pecado. Essa é a forma mais tradicional de simbolizar o grande aconte-

cimento que ficou gravado na história da humanidade. Por isso, no Natal o presépio é a principal imagem que deve ser colocada em baixo da árvore representando amor verdadeiro, perdão, vida e salvação. O presépio não é apenas um enfeite de natal cristão, mas é a representação do que aconteceu há séculos para que a humanidade fosse salva dos seus pecados, por isso para os cristãos o presépio é tão importante.

Prefeitura de Três Fronteiras realiza

curso de panetone

Em mais uma ação para formação de mão de obra qualificada, a Prefeitura Municipal de Três Fronteiras, em parceria com a Casa da Agricultura, realizou um curso para a produção de panetones. Participaram mais de 25 pessoas, entre elas beneficiárias dos programas sociais cadastrados no município. O curso foi coordenado pela agrônoma Suzana Vila Rios, que destacou o interesse dos participantes em desenvolverem novas capacidades produtivas e com isto melhorar a qualidade de

www.sistemamega.com

vida de suas famílias. Segundo o prefeito Flavinho, Três Fronteiras tem-se destacado na realização de diversos cursos para a formação das pessoas. “Estamos toda semana realizando vários cursos para nossa população em especial aqueles que fazem parte dos programas de distribuição de renda. Queremos que essas pessoas, através desse curso, produzam produtos de qualidade e consigam melhorar a renda familiar, tendo mais dignidade em suas casas”, afirma Flavinho.


MEGA

Leva as maiores delícias à sua mesa

Os empresários Cláudio e Robertinho, inauguram neste mês de dezembro, o Empório Nippon é um espaço dedicado aos paladares mais exigentes. Nele pode-se degustar os mais sofisticados vinhos nacionais e importados, de várias procedência como, Argentina, Austrália, Chile, França, Portugal e Uruguai. Além disso, a casa oferece muitos tipos de queijos nacionais e importados, azeites, azeitonas, patês, molhos, frutas secas, frios, especiarias e muito mais. Claudio e Roberto atuam há mais de 30 anos no ramo de jóias e relógios, detectaram com o desenvolvimento da cidade e com a chegada de grandes empresas a necessidade de algo novo que não tinha em Fernandópolis. Claudio por fazer parte da família Kubo, tradicional do segmento hortifruti da cidade, era sempre cobrado para implementar o negócio da família. Após uma enquete entre amigos e clientes de sua relojoaria, sobre o que faltava em Fernandópolis descobriu que o empório de especiarias e alimentos sofisticados, seria um ótimo negócio. Segundo os empresários, Fernandópolis se encontra em momento privilegiado de desenvolvimento, há uma circulação de muita gente nova no meio empresarial, e com a ZPE há promessa de isso triplicar, aproveitaram este potencial para montar algo novo, em que a cidade estava carente. As pessoas gostam de se reunir, seja por motivos familiares, de negócios, datas especiais , gostam de degustar algo diferente, especial, e muitas vezes ficam a desejar pois a cidade não oferece uma variedade. Procuramos trazer para nosso empório uma variedade, para que nossa clientela não precise locomover-se para Rio Preto ou outras regiões para saborear paladares aguçados e diferenciados. www.sistemamega.com


Conheça as novidades de 2011 para seus pés Os calçados são produtos que encantam muitas pessoas, muitas até colecionam. Uma coleção bem planejada e dentro das tendências que a estação exige pode gerar muito lucro para empresários. Visando manter o mercado de calçados atualizado no quesito moda, muitos empresários acompanham as novidades em feiras regionais, nacionais e até mesmo internacionais, pois muitos se inspiram nas tendências européias. Segundo Adriana Macedo, da Dri Calçados “é muito importante que as empresas do ramo calçadista estejam sempre atualizadas dentro das tendências de cada estação, isso gera não somente lucro, como também o reconhecimento da qualidade e satisfação dos clientes”. A moda verão 2011 surge bem leve e feminina. O verão será cheio de tecidos leves, cores pastéis, rendas e flores. A pegada mais forte surge em estampas geométricas e na tendência étnica. Os calçados, não fogem a regra, são fresquinhos e em cores claras. Calçados do verão passado e deste inverno continuam com tudo, e surgem algumas novidades. Veja só o que será moda no verão deste ano: As ankle boots continuam com tudo no verão, em modelos abertos e cheios de

tiras, e até nos mais fechadinhos. Como são botas curtinhas, são fresquinhas e confortáveis. As open boots (ankle boots abertinhas) são as mais usadas e recomendadas para esta estação. Abuse delas num visual bem leve e feminino. As cores das botas são em tons nude e pastéis, tornando o look bem feminino, numa tendência bem boudoir. Outro especilista em moda em calçados é o proprietário da Cinderela Calçados, Alexandre Vanin, a grande pedida deste verão são os sapatos clogs. Eles aparecem nos mais diversos estilos e materiais, mas sempre com o seu pesado salto de madeira. Os sapatos oxford saem do inverno e entram no verão com tudo. Se você comprou modelos em cores claras no inverno, use e abuse deles no verão. Outra tendência que apareceu bastante nos desfiles, foram as sandálias com saltos diferentes, com acrílico e detalhes trabalhados. Os saltos sempre grossos. As sandálias anabela (ou wedges) voltaram em mais uma estação. Os saltos com detalhes como ráfia e palha, e o amarradinho no tornozelo pode ser com fitas delicadas e românticas. A sensualidade e o lado gracioso e feminino da mulher estará em evidencia neste verão.


VIAGEM

O Olimpo existe e espera você para uma inesquecível visita Presente grego Deixar os olhos deslumbrados é apenas um capítulo à parte para quem decide escolher o país que é considerado o berço da democracia, dos jogos olímpicos e da literatura. Com milenares tradições de arte, filosofia, ciência, justiça e liberdade individual os gregos contribuíram imensamente para os valores e ideais das culturas ocidentais. Muito além desta contribuição, a Grécia é um verdadeiro paraíso que se abre cada dia mais ao turismo, e simultaneamente perde com muito charme a antiga característica de ser endereço de férias apenas para os muito abastados. Por isso, prepare suas malas, aguarde dias ensolarados e surpreenda-se ao ver que admirar o mar Egeu também está ao seu alcance. A sedução do Egeu O azul profundo e único do Egeu é um convite aos olhos e uma sedução à alma. Com 15.000 quilômetros de costa, duas vezes mais que todo o litoral brasileiro, a Grécia ostenta uma beleza épica que se miscigena ao seu passado, mitos, e mitologias. Mas não é preciso ser nenhum descendente direto de Zeus para ter acesso a este verdadeiro Olimpo, onde nenhuma parte do país fica a mais de 100 quilômetros do mar, facilitando, de onde estiver, o contato com as praias espalhadas pelas diversas ilhas e continente. Estando em terras gregas, é impossível não pensar que, se de um dia existiram deuses, que este lugar realmente tenha sido o escolhido em toda a terra para ser morada dos imortais. Dias perfeitos Como Vênus ou Apollo, use e abuse de sua herança divina, e não se preocupe com mais nada que não seja balouçar nas redes vislumbrando belíssimas oliveiras e as tradicionais casinhas brancas, tudo enquanto aprecia a encantadora mistura olfativa de mar, azeitonas e vinho, tendo os ouvidos preenchidos pelo sedutor sotaque e pelas belíssimas músicas gregas. Mas, se o seu problema for tempo ou dinheiro, relaxe, pois as agências antenadas na meca turística deste novo filão oferecem pacotes de até um dia pelas belíssimas ilhas argo-sarônicas que são um conjunto que reúne as ilhas Salamina, Póros, Egina, Hidra, Spétses e Citera. Se conseguir se planejar com antecedência, será possível conhecer a ilha considerada a mais top da Grécia: Santorini. Santorini, terra de deuses Os primeiros habitantes chegaram à ilha em 3000 a.C. Em 1450 a.C. a ilha vulcânica entrou em erupção. A população foi devastada, e a geografia, alterada. A mudança deu à ilha um formato de lua crescente, amenizando a tragédia ao menos aos olhos dos poetas. Para chegar a este paraíso de onde é possível admirar de

www.sistemamega.com

Grécia,terra de deuses


cima uma cratera vulcânica e todo o azul do Egeu em meio a casinhas brancas que comportam bares, restaurantes e hotéis charmosos, opte por avião, a partir de Atenas, o vôo demora apenas 40 minutos. Mas, se como a maioria dos turistas preferir curtir a viagem e paisagens, opte pelo navio e, aos poucos, deixe-se entrar no clima para se sentir quase um deus afortunado por alguns dias. Encanto grego A Grécia é musical pela sua história, pelos ventos que açoitam os cabelos dos desavisados e até pelo seu isolamento do mundo que tornou esta terra um paraíso para compositores e poetas. A música grega é riquíssima e contagiante, com sua infinita variedade de ritmos. Reserve um dia para apreciar as diversas danças com trajes típicos maravilhosos e a alegria de um povo que reconhece no turismo sua maior fonte de renda e, portanto, oferece um tratamento exemplar, além de sua simpatia peculiar.  Para relembrar o espírito musical grego, reveja o famoso filme Zorba, o Grego. Puro paladar Encantar os olhos e o coração não é tudo que a Grécia faz aos visitantes, também seduz pela sua culinária que tem um toque misterioso e afrodísiaco, além de ser excelente para a saúde. Não é a toa, que os gregos sobem e descem por toda a ilha com fôlego único esbanjando energia, a gastronomia também é um dos motivos de viagem para os gourmands do mundo todo. Portanto, desfrute a deliciosa culinária grega, especialmente a carne de carneiro, peixes e frutos do mar, e os cada vez melhores vinhos gregos. Apure os sentidos Uma viagem à Grécia significa reinventar-se e no caminho apurar todos os sentidos: a paisagem, uma das fascinantes do mundo, seduz o olhar. O cheiro das flores e comidas estimula não apenas o olfato, mas a alma. A culinária mediterrânea encanta e vicia o paladar. O som do buzuki ficará por muito tempo nas lembranças como uma memória auditiva das mais completas e, para finalizar, a água do Egeu tocando cada poro deixará seu toque ainda mais aguçado, por isso não hesite e tenha esta experiência digna de reis, deuses e afortunados no sentido de bem apreciar as coisas boas da vida.  Grécia no cinema Se quiser conferir em dvd um pouco da beleza da Grécia e principalmente das famosas ilhas gregas, uma boa pedida é o remake Mamamia cujas locações foram escolhidas depois de extensa pesquisa em 21 ilhas gregas. O musical tem como cenário a paisagem idílica desse paraíso e o mar que é o maior encanto deste país, digno de receber deuses, semideuses e claro, nós simples humanos.

Novembro 2010 Novembro

2010


VIVER BEM

N Natal na floresta

www.sistemamega.com

O conceito de preservação ambiental não é tendência apenas durante o ano, mas, com certeza, também tema preferido do natal. A opção de decoração denominada pelos designers como forest é repleta de verde e busca retratar um mundo mais naturalista que valoriza a simplicidade, a natureza e o verdadeiro sentido do Natal, a união. Por isso, use e abuse do verde e deixe seu Natal com um conceito mais verde!


VIVER BEM

N Natal frutífero

Romãs, maças, castanhas, nozes, morangos, todo o sabor das frutas também são aperitivos aos olhos se bem integrados à decoração. Os citrinos mais associados à época de Natal dão paladar e aroma à cozinha e surpreendem na decoração. Por isso, ouse e abuse das frutas e deixe sua casa repleta de beleza e perfumada pelo aroma das frutas. Uma opção é utilizar laranjas e limões para criar coroas natalícias originais e perfumadas. Frutas também podem servir para criar esferas decorativas, juntamente com outros enfeites de Natal (pinhas, bolotas, folhas, azevinho, pequenos objetos).


VIVER BEM

Panetone É tempo de natal, e um dos melhores símbolos é o panetone que pode ser apreciado por toda a família. A Mega selecionou esta super receita para que você consiga arrasar e arrancar elogios de todos na hora da ceia. 2 tabletes de fermento biológico 1/2 xícara (chá) de água morna 1 1/2 xícara (chá) de açúcar 1 xícara (chá) de manteiga ou margarina em temperatura ambiente 7 ovos ligeiramente batidos 1/2 xícara de leite morno 1 colher (chá) de essência de baunilha 7 xícaras de farinha de trigo 1/2 colher (chá) de sal 1 xícara de uvas passas claras sem sementes 1 xícara de amêndoas descascadas e cortadas em palitos ou castanhas de cajú picadas grosseiramente 1 xícara de frutas cristalizadas 1 clara Modo de Preparo Em um recipiente pequeno, dissolver o fermento em água morna Em um recipiente grande, bater a manteiga com o açúcar Junte os ovos e bata até formar uma massa homogênea Acrescente o fermento, o leite e a essência Bata novamente Junte a farinha e o sal Misture muito bem Acrescente as passas, frutas cristalizadas e as amêndoas ou castanhas Misture até que fiquem bem distribuídas ( a massa fica meio pegajosa) Untar e polvilhar com farinha 2 formas de 16 cm de diâmetro por 16 cm de altura, ou utilize as formas de papel próprias para esta receita , sem untar Coloque a massa em 2 formas e deixe crescer por 4 horas, em lugar protegido, ou de um dia para o outro, na geladeira Asse em forno moderado pré - aquecido (180ºC) por 1 hora ou até que doure bem. Informações Adicionais Dicas: panetone congela muito bem. Deixe esfriar, embrulhe no filme plástico transparente. Pode ser congelado até 4 meses. Para descongelar, deixe descansar em temperatura ambiente sem tirar o plástico por 3 horas


VIVER BEM

Q Que cor é seu natal? Tempos atrás a chegada do natal era motivo para começar a decorar a casa em tons de vermelho e verde, mas os tempos modernos permitem a liberdade das cores e dos mais variados estilos. Por isso, conheça as tendências as misturas possíveis, e coloque sua criatividade á prova e mãos á obra. Smart: Tons de pink, roxo e lilás Chantilly: Tons de rosa bebê e antigo Gloss: Tons dourado suave e branco Hortelã: Tons de verde Oliva: Tons de pastel com verde suave Ice Cream: Tons coloridos e que lembrem sorvete Silver:Prata com vermelho Snow: Dourado com branco Sky: azul, misturado ao prata e branco


VIVER BEM

C Caipirinha, a estrela da vez

O drink brasileiro evoluiu e alcançou status e lugar cativo ao lado dos grandes clássicos da coquetelaria internacional. Especula-se que a mistura de cachaça, limão amassado, açúcar e gelo nasceu no interior do Paraná, e inicialmente era considerada remédio contra a gripe. Da fórmula original, apenas o açúcar e o gelo permanecem intocáveis: em todo o mundo, a receita vem ganhando novas cores e sabores, com ingredientes cada vez mais inusitados. A cachaça cedeu espaço para a vodca, o rum e o saquê. O limão pode ser substituído por frutas tradicionais, como o maracujá, lima ou frutas vermelhas como amora, morango e framboesa. Misturas são permitidas, é possível misturar até três frutas no mesmo drink, ou ousar e inovar com caipirinhas de saquê com lichia, carambola com manjericão. Ou seja, se não quiser seguir a tradicional receita, vale inovar e criar a sua própria. A Mega separou a receita tradicional para você aproveitar e relaxar neste final de ano. Como servir: Tradicionalmente a bebida é feita no mesmo copo que é servida podendo ser acompanhado de um pequeno canudo ou palitos de madeira. Apesar disso, é comum o uso de coqueteleira para a mistura dos ingredientes. Receita: Caipirinha de limão 1 unidade(s) de limão 1 dose(s) de cachaça 3 colher(es) (sopa) de açúcar quanto baste de gelo picado(s) Descasque o limão, corte em quatro partes, tire os caroços e o filete branco do meio do limão. Esprema diretamente no copo (ou na coqueteleira) com a ajuda de um socador, juntamente com o açúcar. Acrescente o gelo e a cachaça. Agite bem e coloque em um copo decorado com uma rodela de limão. Você pode servir a caipirinha coada ou não.


VIVER BEM

Q Que cor usar no ano novo? Em dúvida entre qual cor usar e seu significado para 2011? Mesmo se não for tão superticioso, não custa dar uma mãozinha pra sorte, e antes de sair de casa analisar o significado das cores para produzir um look sintonizado com seus desejos e com as energias do cosmo. Descubra o significado das cores e produza seu visual de acordo com seus desejos: Branco: É a reunião de todas as cores, por isso representa o equilíbrio e harmonia. É uma boa aposta para quem deseja neste novo ano muita paz e interiorização. Azul: A cor do mar representa força, poder e ação para mover céus e terra. É a cor ideal para quem pretende iniciar novos ciclos, abrir empreendimentos, passar no vestibular, mas também para quem deseja fugir das baladas e ter um pouco de calma na vida. Prata: A cor da renovação, é ideal para a transformação e para quem deseja começar tudo novamente, por isso se quer mudanças em sua vida opte por esta cor super cheia de energias. Rosa: A cor de Vênus representa amor, conciliação, compreensão e tem grande força atrativa que pode trazer conquistas e parcerias na vida afetiva ou profissional. Dourado: A cor da prosperidade e sabedoria ideal para quem almeja sucesso na vida profissional. O dourado tem a mesma ação do amarelo e ativa o campo mental, a inteligência e a criatividade. Estimula o chacra coronário, que fica acima da cabeça. Verde: A cor remete a esperança, a saúde, e cura são os significados dessa cor, que traz energias positivas principalmente para quem busca justiça. Vermelho: A cor da paixão, remete ao dinamismo a intensidade. Ideal para as pessoas que desejam viver a vida intensamente. Preto: Ao contrário do que pregam o preto nem sempre remete ao luto, é uma cor neutra e elegante, mas não uma das melhores opções para o reveillon. Laranja: Energia é a maior dádiva desta cor que atrai alegria e harmonia.


JANAIN


NA E ALAN


NATALIA E


E FABRICIO


MEGA Social

Célia Souza/ Tom Diniz

Os 15 anos de Eima Carolina das Neves Maione A bela Eima de Palmeira d’Oeste teve uma noite digna de princesa para comemorar seu debut de 15 anos. Ao lado dos pais Sônia Maria das Neves Maione e João Vicente Maione, a bela teve a festa dos sonhos cujo tema valorizou a cultura nipônica. A aniversariante esteve deslumbrante e inovou ao vestir um belíssimo quimono que lembrava o traje das tradicionais gueixas, a maquiagem foi assinada por Léo Costa do Studio Laura Lima que também assinou a produção fotográfica comandada por Ton Diniz. A festa ficou na memória, mas os principais registros você confere aqui.

EIMA 15

1

2 2

3


5

4

7

6

8

7

5 ANOS 9

12

10

11

1-Detalhes da belíssima decoração assinada por Ikebana Floricultura. 2-Léo Costa do Studio Laura Lima dá os retoques finais na aniversariante. 3-Ao lado dos pais João Vicente e Sônia a aniversariante se prepara para a grande noite. 4-A aniversariante estava deslumbrante como uma gueixa. 5-Com nova produção e ao som do dj Ricardo Morelli ela retorna a festa. 6-Muito carinho das amigas que registraram mensagens á Eima. 7-Emocão na homenagem do pai á aniversariante. 8-Ao lado dos amigos Eima curtiu a festa. 9-Na hora do parabéns muita animação. 10-Eima dando uma palhinha como dj. 11-Ao lado do pai João Vicente dançando valsa. 12-Eima feliz ao lado das amigas curtindo muito seus quinze anos.


PAULO


BIROLLI


ARAKAKI


EXPEDIENTE Diretor: Gilberto Musto giba@midiag.com.br Editora Célia Souza celia@midiag.com.br Diagramação Thales Oliveira thales@midiag.com.br Gilberto Musto – ME CNPJ 05.378.241/0001-92 Telefone 3465 -0020 CIRCULAÇÃO São Paulo: Região Noroeste Minas Gerais: Triângulo Mineiro



Revista MEGA