Page 1

Ano 2

6

nº Sustentabilidade – um compromisso do Sistema O esforço do Sistema CNCSesc-Senac para uma negociação junto ao Ministério do Meio Ambiente e representações da indústria, no intuito de implantar a logística reversa dentro das atuais regras para a gestão de resíduos sólidos, e que começarão a valer em 2013, vem promovendo a construção de novas parcerias entre as empresas, entidades empresariais e poder público. A disseminação dos preceitos instituídos pelos acordos setoriais irá exigir empenho das Federações e Sindicatos patronais, em busca de novos arranjos que sejam capazes de viabilizar as novas responsabilidades e produzir compor-

tamentos empresariais ajustados ao atual cenário imposto pela PNRS. O compromisso de ajustar o Sistema dentro dos princípios da sustentabilidade é uma meta que deve contagiar todas as entidades que representam os interesses do setor de comércio de bens, serviços e turismo. A adoção de métodos e técnicas que possibilitam a adaptação dos Sistemas regionais dentro de matrizes de sustentabilidade são iniciativas louváveis e promissoras para que possamos nos apresentar como um setor que busca o equilíbrio entre a inclusão social, o meio ambiente e o desenvolvimento econômico.

E x p e d i e n t e Este informativo é uma publicação da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, CNC, Brasília, DF. Ano 1, n° 6, março, 2013. Coordenação geral: Wany Pasquarelli – Assessoria de Gestão das Representações (AGR) Tel: (61) 3329-9582/9561 E-mail: agr@cnc.org.br Coordenação do grupo técnico de trabalho: Evandro Costa Coordenação e redação técnica: Cristiane Soares Projeto gráfico: Assessoria de Comunicação (Ascom)

Internalizando práticas ambientais As reuniões do GTT MA tem contribuído para o amadurecimento do entendimento sobre os preceitos da sustentabilidade social – ambiental – econômica aplicada às cadeias de negócios que compõem o setor do comércio de bens, serviços e turismo. A promoção do intercâmbio de conhecimentos nas reuniões tem reforçado a necessidade de implantar metodologias que viabilizem a avaliação dos programas e que propiciem uma interlocução mais próxima com o empresariado. Roberto Nogueira, consultor da presidência, ressaltou a atual importância do meio ambiente para a sobrevivência das cadeias de negócios associadas ao setor. E convidou todos a refletir sobre a interação do comércio com o meio ambiente. Boa leitura!

Revisão: Daniela Marrocos Roberto Nogueira


Matriz de sustentabilidade da Fecomércio-RS O Conselho de Sustentabilidade foi implantado para atuar na promoção do desenvolvimento sustentável nos diferentes elos do Sistema Fecomércio-RS. A iniciativa possibilita estreitar relações com os órgãos ambientais e empresas, a fim de contribuir para a elaboração de projetos sustentáveis, bem como para a educação, disseminação e implantação de ações de preservação do meio ambiente junto às empresas e à sociedade. A matriz de sustentabilidade utilizada constitui-se em uma ferramenta aplicada pelo Sistema Fecomércio-RS, Sesc e Senac para diagnosticar o nível de equilíbrio

Joarez Venço

das ações com a economia, o meio ambiente e a sociedade, visando proteger a qualidade de vida das gerações atuais e futuras. A matriz permite mapear os aspectos econômicos, ambientais e

Figura 1. Matriz de sustentabilidade Fecomércio-RS

sociais de cada projeto, produto ou serviço, por meio de uma técnica de pontuação que apura o grau de sustentabilidade do empreendimento. Possibilita a realização de um autodiagnóstico da gestão, produzindo insumos para a elaboração de plano de ação voltado para a minimização de impactos nocivos ao meio ambiente, à sociedade e ao desenvolvimento econômico. Para medir a sustentabilidade do Sistema Fecomércio-RS, o Conselho indicou a aplicação da metodologia de Autodiagnóstico Ethos (Indicadores Ethos de responsabilidade social empresarial): ferramenta disponibilizada gratuitamente pelo Instituto Ethos para empresas interessadas em avaliar sua gestão na perspectiva socioambiental. A partir dos resultados do diagnóstico é possível levantar subsídios para o planejamento estratégico em sete temas: ƒƒ Valores, transparência e governança; ƒƒ Público interno; ƒƒ Meio ambiente; ƒƒ Fornecedores; ƒƒ Consumidores e clientes; ƒƒ Comunidade; ƒƒ Governo e sociedade

Nota

CNC assina acordo setorial para a Logística Reversa (LR) de embalagens de óleos lubrificantes O primeiro acordo setorial entre o poder público, fabricantes, distribuidores, importadores e comerciantes foi celebrado no dia 19 de dezembro de 2012, em Brasília. O acordo começou a vigorar no início de 2013, com recolhimento das embalagens em postos de gasolina. A primeira fase de implantação da LR tem a meta de alcançar os estados do Centro-Oeste e do litoral brasileiro, do Rio Grande do Sul ao Ceará até 2016. Para maiores informações visite o sítio eletrônico do Programa Jogue Limpo (www.programajoguelimpo.com.br).

2

CNC

Síntese Ambiental

nº 6


Programa Amigos do Planeta O programa Amigos do Planeta, apresentado pela gerente de comunicação da Via Varejo, Thais Aguiar, é um programa socioambiental que tem como objetivo engajar os mais de 57 mil colaboradores da rede Via Varejo para que atuem na preservação do meio ambiente, não só dentro da Casas Bahia, como também nas suas respectivas comunidades. O programa está baseado em três aspectos: econômico, ambiental e social. Econômico: Geração de receita; minimização do volume de lixo nas lojas; atendimento parcial da legislação de logística reversa de embalagens. Ambiental: Coleta seletiva, reciclagem e destinação correta de materiais; logística reversa; conscientização dos colaboradores para preservação do meio ambiente. Social: Central de Triagem – cooperativa que emprega 60 pessoas das comunidades; voluntariado; Programa social “Amigos do Planeta na escola”, com mais de 1 milhão de pessoas beneficiadas. O programa conta com ampla campanha de conscientização, envolvendo frequentes treinamentos dos colaboradores, coleta seletiva de lixo, a partir da qual

plásticos, papéis, papelão, isopor, etc., são enviados para uma Central de Triagem – CT construída e gerenciada pela própria empresa e instalada dentro do centro de distribuição da rede em Jundiaí (SP). A central possui 1.400 m² de área, emprega 60 colaboradores da região, muitos deles ex-catadores de lixo e deficientes físicos. Os materiais recicláveis que são enviados à CT são classificados, separados e prensados em fardos, prontos para serem comercializados. Para que os materiais sejam transportados até a Central de Triagem, o programa otimizou a logística da Casas Bahia: os caminhões que abastecem as lojas levam de volta para a CT os recicláveis que ficam armazenados nas filiais participan-

tes do projeto piloto. O plano de expansão do projeto para este ano prevê a ampliação do programa para mais 100 lojas. A verba proveniente da venda dos materiais recicláveis está sendo investida em projetos sociais na área da educação, em parceria com o Instituto Brasil Solidário (IBS). O programa em seus cinco anos de atuação já alcança cerca de 660 mil pessoas e mais de 60 instituições. O programa vem gerando resultados: aumento médio de qualidade do Ensino Fundamental I e II; 12 estados beneficiados e 18 cidades; 256 escolas; 120 bibliotecas montadas; 246 mil livros doados; mais de 1 milhão de pessoas beneficiadas e 5,5 mil atendimentos de saúde.

Thais Aguiar

CNC integra grupo de trabalho sobre sacolas plásticas O Ministério do Meio Ambiente instituiu fórum para discussão da sustentabilidade do uso de sacolas plásticas descartáveis no Brasil. O GT irá vigorar por um prazo de 6 meses, até julho de 2013.

A proposta é equalizar os interesses da indústria, comércio, consumidores e poder público, a fim de que seja estabelecido parâmetros em prol da qualidade e consumo responsável das sacolas.

GT de embalagens em geral entrega proposta A proposta de acordo setorial foi entregue à ministra do meio ambiente, Izabella Teixeira, em 19 de novembro de 2012. Após a análise do Minº 6

Síntese Ambiental

CNC

nistério e posterior ajustes, a proposta deverá entrar em consulta pública para que a sociedade possa manifestar-se. 3


Programa Descarte Consciente – BHS Brasil O programa está presente em 12 Estados, com 350 pontos. Já coletou 40 toneladas de RSSMed e 14 toneladas de embalagens secundárias (caixas e bulas). Em cada farmácia participante é instalada uma estação coletora, Ecomed, que dispõe de orientações para registro, separação e inutilização das embalagens. E ainda é dotada de mecanismo de rastreabilidade, que impede a volta de medica-

mento vencido para a casa do consumidor. Todo o programa opera com logística reversa, suporte técnico e transporte até o destino final. Permite a apresentação de relatórios para fins diversos, inclusive com indicadores; a apresentação de certificados de destino final; e possui uma ferramenta para a realização de pesquisa de opinião (Confiança no programa DC e percepção do cliente).

José Agostini Roxo

Conferência Nacional do Meio Ambiente

A CNC garantiu a participação na IV Conferência Nacional de Meio Ambiente (CNMA), que irá ocorrer em Brasília no período de 24 a 27 de outubro de 2013, e que terá como foco a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

As entidades representantes do setor do comércio de bens, serviços e turismo podem engajarse através das Conferências virtuais, das Conferências livres ou Conferências estaduais, municipais e distrital. As Federações que desejarem compor as Comissões organizadoras dos seus estados deverão acompanhar os respectivos Diá-

rios Oficiais dos estados, ou entrar em contato com as Secretarias de Meio Ambiente para obter mais informações sobre o andamento do edital de convocação. A CNC irá encaminhar o status (resumo) das atividades de cada GTT, visando orientar qual a posição do comércio em cada segmento. Saiba mais: www.conferenciameioambiente.gov.br

Nota – Acordos setoriais

Lâmpadas fluorescentes e similares A proposta de acordo setorial, em resposta ao Edital de chamamento nº 01/2012, foi entregue ao MMA em 5 de novembro de 2012. Após a análise do Ministério e posterior ajustes, a proposta deverá entrar em consulta pública para que a sociedade possa manifestar-se.

Equipamentos eletroeletrônicos O Edital de chamamento nº 01/2013 foi publicado em 13 de fevereiro de 2013, e propôs o chamamento de fabricantes, importadores, distribuidores, e comerciantes de produtos eletroeletrônicos e seus componentes para elaboração de proposta de acordo setorial.

Descarte de medicamentos No dia 11 de março de 2013, entidades representantes da Indústria e do comércio varejista de medicamentos entraram em acordo quanto a minuta do texto que irá compor o Edital de chamamento. A expectativa é de que o Edital seja publicado no DOU, ainda no 1º semestre de 2013.

4

CNC

Síntese Ambiental

nº 6

Sinteseambiental no6 web