Issuu on Google+

Págs.

i! Informativo Interno da CNC

2e3

Pág.

4

INFORMAÇÃO

INÍCIO

Conheça os colunistas da CNC

Volta às aulas com economia

Ano 2 - Número 9 - Março/2013

Relatório Ecos

2012

A

CNC divulgará o primeiro relatório do Ecos - Programa de Sustentabilidade CNC–SESC–SENAC. A publicação, que reúne informações sobre as ações do Programa na Confederação no ano de 2012, segue o modelo do Sesc e do Senac. Os Departamentos Nacionais das entidades também estão trabalhando em sua publicação. As atividades descritas no Relatório foram classificadas como rotineiras, executadas e planejadas. Os indicadores de desempenho do consumo de energia, água, papel, copo descartável e papel toalha nas dependências da CNC no Rio de Janeiro e em Brasília também são divulgados na publicação. Segundo a chefe da Assessoria de Comunicação, Cristina Calmon, o objetivo do Relatório é prestar contas do trabalho realizado, divulgar as ações do Programa e sensibilizar os funcionários para a relevância da economia de recursos renováveis, conscientizando-os quanto à importância da adesão ao descarte correto dos resíduos sólidos. A implementação da coleta seletiva e dos coletores recicláveis e não recicláveis nos prédios da entidade foi uma das ações mais importantes do Programa executadas no ano passado. “A adesão foi boa, mas pode melhorar”, analisa Cristina Calmon. Essa ação faz parte do projeto que teve início com o Grupo de Trabalho (GT) do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), liderado por Jonas Silva (Serbem), “buscamos operacionalizar de forma integrada as nossas ações, no intuito de garantir a segurança de todos os envolvidos no processo de manejo de resíduos sólidos, em sintonia com as bases legais”, informa Jonas. “Outras ações relevantes foram a distribuição de sementes, no Dia da Árvore, o questionário sobre a coleta seletiva e a contínua divulgação de informações em nossos canais de comunicação do Ecos”, acrescenta a chefe da Ascom.


Colunistas da CNC Quem é quem E

les são especialistas em suas áreas de atuação na CNC e, voluntariamente, compartilham conhecimento e suas opiniões com os demais funcionários, assinando, mensalmente, colunas sobre quatro temas na nossa Intranet. Nesta edição do informativo i! você conhecerá os nossos colunistas e como os assuntos que você lê são escolhidos por eles. Esta também é uma oportunidade de se juntar a esse time de colaboradores e sugerir outros temas, os quais serão avaliados pela Assessoria de Comunicação. Envie a sua sugestão para ascom@cnc.org.br

1

O que você mais leva em consideração quando escreve para o público interno?

Celso Chagas

Coluna Cultura em Foco Jornalista, advogado, pósgraduado em Comunicação Integrada pela ESPM; ex-repórter de economia, ex-professor universitário, músico e caricaturista nas horas vagas. Atua como Jornalista na Assessoria de Comunicação (Ascom).

Orlando Spinetti Coluna Tá na Lei

Formado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), com pós-graduação pela Associação dos Juízes e Magistrados, e em Direito da Economia e da Empresa, pela Fundação Getulio Vargas (FGV/RJ). Trabalha há 19 anos na Divisão Jurídica, incluindo a participação no assessoramento jurídico de algumas questões técnicas da Câmara Empresarial de Turismo da CNC.

1

A possibilidade de interagir com colegas de outras áreas por meio de temas e textos mais livres. Assim, todos podem opinar, concordar, discordar, gostar ou não.

2

Gosto de todos os temas relacionados à Cultura e, quiçá, de mais alguns. Afinal, sou geminiano e jornalista. A curiosidade é um incentivo ao novo, sempre.

3

Jornais de faculdade, revistas de poesia, entre outros. Também tenho um blog de poesia, www.saravasincero.blogspot.com.

1

Levo em consideração o interesse da matéria para o público-alvo e a atualidade das questões levantadas.

2

Todos, exceto sobre direito criminal. Entendo que devemos ser ecléticos, pois, independentemente do tópico do Direito, o importante é abordar algo sempre interessante para o público interno, seja de direito civil, comercial ou tributário. O importante é dizer, como o nome da coluna já sinaliza, que “tá na lei”.

3

Matérias no site www.etur.com.br (Estudos Turísticos).


Quem Quem é quem Quem qq Quem éééqu Quem é quem Quem

2

Dentro de sua especialidade, sobre qual tema/área gosta mais de escrever?

Deise Araujo Souza Coluna Bem Viver

Graduada em Serviço Social pelo Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam), com MBA em Gerência de Projetos, pela Fundação Getulio Vargas (FGV), e pós-graduação no Curso de Aperfeiçoamento em Tabagismo, pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/Rio). É Assessora Técnica na Divisão de Saúde (Serbem).

3

Já escreveu para outro canal? Qual?

1

De maneira geral, preocupo-me com demandas atuais cujas informações possam ser transmitidas de forma clara e objetiva, para que o leitor as utilize no seu dia a dia e as multiplique.

2

A Serbem atua de forma decisiva na prevenção de doenças e na promoção da saúde, por meio da implantação de programas de prevenção e da divulgação de informes sobre essas ações. Com o foco voltado para a missão da Serbem, identificome com temas relacionados a essa temática.

3

Participei na elaboração de: 1 - Manual de Implantação e Implementação de Programas e Projetos de Prevenção ao HIV e Aids no Local de Trabalho - parceria Ministério da Saúde e Cenaids. 2 - Boletim técnico do Senac - Volume 35 - Número 2 - Maio/Agosto 2009 - A promoção da saúde como responsabilidade compartilhada: intersetorialidade.

1

Dar dicas e sugestões para o uso do dinheiro, aproveitando, também, um pouco da experiência adquirida no tempo dos atendimentos com o Grupo de Assessoramento Econômico e Social (Gaes).

Junior Chaves Coluna Seu Bolso

Economista pela Ucam Ipane­ma, com mestrado pela Ucam Centro em Economia Empresarial, tendo lecionado Economia I e II, entre outras disciplinas, por 16 anos, na UniverCidade. Realiza trabalhos na área da conjuntura econômica e, desde 2000, representa a CNC no Fórum Permanente das Microempresas e Empresas e Empresas de Pequeno Porte. Atua como Economista na Divisão Econômica (DE).

2 3

Microempresas, conjuntura e finanças pessoais. Na época em que trabalhava na Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), em 1987, pude contribuir com artigos sobre o comportamento do câmbio para o jornal O Estado de S. Paulo.

Vem aí uma nova coluna. Aguarde!

Quem Quem éQue quem Quem Quem é quem Quem é q Quem é quem Qu Quem é qu Quem é quem Quem éé quem QuemQuem éQuem quem équem quem Quem équem Quem é quem


A

Volta às aulas com economia

na Paula Tomazzetti (DJ), mãe de Pedro (de quatro anos, cursando o Jardim II), acredita que a melhor forma de economizar na compra do material escolar é pesquisar; e não há outro jeito. Por outro lado, existem materiais que podem ser reaproveitados: “Acredito que a mochila e a lancheira podem ser reutilizadas no ano seguinte, desde que a criança continue fã do mesmo super-herói”. Quando em bom estado, ela guarda o material devolvido pela escola no fim do ano letivo, como lápis de cor, giz de cera, canetinhas e tesoura: “Podem ser aproveitados pela criança na hora do dever de casa”, conta Ana Paula.

Rio e Brasília comemoram o Dia

Internacional da Mulher

A

tarde de sexta-feira, 8 de março, foi dedicada a comemorar o Dia Internacional da Mulher. As homenageadas pela CNC do Rio e de Brasília foram presenteadas com uma rosa de chocolate da Brasil Cacau, acompanhada de um belo texto dedicado às mulheres, escrito pelo jornalista Celso Chagas, da Assessoria de Comunicação (Ascom). As funcionárias de Brasília também foram homenageadas em forma de poema pelo consultor da Presidência e poeta, Roberto Nogueira Ferreira. No Rio de Janeiro e em Brasília, uma ação conjunta entre a Ascom, a Serbem/RJ, a SGP e a Assev promoveu Workshops de Automaquiagem. A revisora da CNC, Elineth Campos (Ascom), que também é maquiadora profissional, e a consultora da Mary Kay Cláudia Hanones Ribeiro orientaram as funcionárias do Rio e de Brasília, respectivamente, sobre o preparo da pele para a maquiagem e sobre os produtos adequados a cada tipo de pele, bem como deram dicas sobre maquiagem para o trabalho. No Rio, a abertura do evento foi feita pela dermatologista da Serbem, Dra. Myrna Hanke, que gravou um vídeo sobre proteção solar e cuidados com a pele, e as homenageadas ainda puderam participar de uma sessão de relaxamento orientada pela fisioterapeuta Tatiana. Em Brasília, um lanche, com salgados e tortas doados por alguns parceiros da entidade, foram degustados na tarde de comemoração. Além disso, as funcionárias receberam um presente surpresa: ganchos para bolsas foram instalados nas mesas de cada mulher. Parabéns a todas as mulheres! i! Informativo interno da CNC - Ano 2, nº 9, março/2013 GABINETE DA PRESIDÊNCIA: Lenoura Schmidt (Chefe) | ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO: Cristina Calmon (Chefe) Liliana de La Torre (Editora) | Redação: Liliana de La Torre, Fernanda Ramos e Joanna Marini | DESIGN: Ascom-PV | REVISÃO: Elineth Campos | IMPRESSÃO: Sead

Brasília

Rio de Janeiro


Informativo i! 9