Issuu on Google+


02>

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012


Sismufi encerra o ano e faz balanço das ações desenvolvidas a frente da entidade Reconquistada a credibilidade, a entidade finda mais um ano de trabalho com resultados positivos Chegamos a mais um fim de ano, a data nos leva a pensar e refletir sobre nossas atividades e objetivos. A atual diretoria do Sismufi desde que tomou posse do sindicato tinha uma visão de dar uma nova cara, um novo jeito de representação ao servidor municipal. Transparência, seriedade e dedicação na defesa das dificuldades do servidor são pilares deste trabalho sindical. Neste momento de reflexão, o sindicato comemora diversas conquistas desde o dia da posse da atual gestão. Foram feitas várias reformas de organização administrativa, financeira e jurídica. Diversos procedimentos e inúmeros levantamentos, pelos quais foram detectadas as principais necessidades dos servidores municipais de forma que as primeiras ações foram deflagradas, tendo como objetivo dar uma resposta efetiva aos representados. O Departamento Jurídico, por exemplo, tornou-se referência no atendimento sindical, foram várias inserções em nível municipal, estadual, assim como mandado de injunção em Brasília, referente aposentadoria especial. O sindicato não mediu esforços para dar mais qualidade de vida aos servidores, através da luta junto ao Executivo, um dos benefícios foi à reposição inflacionária dos dois períodos 2010 e 2011. O sindicato conseguiu as reposições, além de outros projetos que beneficiaram várias categorias. Em dezembro de 2011, Além de Projetos de Lei que alteraram Plano de Carreira de diversas categorias, em razão desse projeto haverá

avanços salariais a curto, médio e longo prazo com os avanços sistemáticos. No primeiro semestre de 2012, através do sindicato conseguiu-se elevar em negociação com o Executivo, o menor vencimento no serviço público de 1,2 para 1,4 do salário nacional. Nesta mesma mesa de negociação foi elevado o abono assiduidade de R$ 70 para R$ 100, um acréscimo de 42%, medida, medida com alcance até aos aposentados. Foram reativados funções e cargos que se encontravam em extinção há muitos anos. Servidores da Secretaria de Obras, segurança, saúde e educação, entre outros. Segundo o presidente Valter André Ferreira, "o sindicato vai continuar reivindicando melhorias, visando o atendimento das reivindicações dos servidores de outros setores, junto à administração municipal. Essas ações visam dar seqüência à pauta de trabalho elaborada a partir das demandas do funcionalismo, pela direção sindical, com objetivo de abranger todas as secretárias do serviço público municipal no que se refere à questão salarial e condições de trabalho digno. As principais negociações em caráter de urgência, a serem discutidas com o gestor, abrangem servidores da secretária da educação, saúde e segurança, entre outras demandas que serão objetos de estudos e implementação o mais célere possível, adequando a realidade atual das condições desses servidores com remuneração e carga horária compatível com a função.

Credibilidade Quando a atual diretoria assumiu o Sismufi havia uma desfiliação em massa, vários servidores se afastaram da entidade, porém com o posicionamento firme e uma negociação séria e responsável, demonstrando que é possível unir trabalho e responsabilidade, as forças convergiram. E, hoje, com quase dois anos, a atual diretoria, potencializou os números dos filiados, aumentando assim a credibilidade da entidade e fortalecendo o trabalho em defesa do servidor. Muitas lutas, obstáculos e avanços significativos, assim foi esse período de atuação da diretoria a frente da entidade. O sindicato buscou condições favoráveis para conquistar resultados efetivos e concretos a todos os servidores que necessitam de melhorias na vida profissional para melhor

desenvolver suas atividades, através da intermediação e da representação sindical negociando com responsabilidade. Atuando sempre com respeito às autoridades, buscando a autocomposição, pleiteando direitos coletivos da categoria com desempenho positivo. Sem sombra de dúvidas, como todas as retrospectivas, contrastando com os fatos bons, alguns acontecimentos não saíram como previstos. Mas com certeza, estes serviram para revigorar ainda mais as forças do sindicato. Sustentada pela vontade e a coragem, o Sismufi continuará lutando pelo reconhecimento do funcionalismo público municipal. Em 2012 avanços importantes foram conquistados para os servidores, por isso, em 2013 o sindicato já está preparando novos projetos e novas ações para os filiados.

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<03


Palavra do Presidente: por Valter André Ferreira

H

istoricamente as lutas de classes passam por mudanças significativas através dos tempos, em função das transformações que sofre a sociedade e pelas revoluções que ocorrem em todas as áreas e setores, tanto da economia quanto na tecnologia. Desde as revoluções industriais pós-guerra, as organizações de trabalhadores se estabeleceram como um marco na luta por melhores salários e condições de trabalho, através dos sindicatos que se tornaram instrumentos de negociação para buscar um equilíbrio entre empregadores e empregados, transformações significativa na defesa da classe operária surgem paulatinamente. Transformações e defesa assim como o da não opressão e exploração do trabalho excessivo, bem como das condições muitas vezes subumanas em que eram submetidos esses trabalhadores, e com remuneração incipiente que não atendia as suas necessidades básicas, causando assim revolta e descontentamentos generalizados. Na atualidade, as organizações de trabalhadores continuam se mobilizando em diferentes modalidades de representação, no intuito de avançar cada vez mais na equalização dos problemas surgidos em decorrência das mudanças ocorridas pelo surgimento de novas formas de trabalho e exigência do mercado capitalista; trazendo consigo desafios a todos os trabalhadores na questão da divergência de interesses e demandas cada vez mais complexas, exigindo capacitação e qualificação da mão de obra que nem sempre são compensadas com salários dignos e condições adequadas de trabalho. Os tempos são outros, mas as lutas de classes con-

04>

tinuam uma realidade nos dias de hoje, porém as estratégias são diferentes e sem a conscientização de que se tinha antigamente, os trabalhadores carecem de uma cultura mais ativista para cobrar os direitos que lhe pertencem. Os quais, nem sempre estão dispostos a reivindicá-los, aguardando que alguém os faça e não querendo assumir compromissos em lutar por aquilo que é de seu máximo interesse, esperando que tudo se resolva com o mínimo de participação, ou não se envolvendo de maneira alguma. O desafio para a nossa realidade continua, no sentido de melhorias em diversos setores e funções para tornar o serviço público um local harmonioso com condições necessárias aos trabalhos ali desempenhados, remuneração justa e correspondente a atribuição desenvolvida. Para isso, seguiremos na cobrança desses direitos até que todos sejam contemplados e os prejuízos financeiros que foram deteriorados através dos tempos pela inflação, sejam recuperados. Desejamos a todos os trabalhadores um novo ano de conquistas em todos os sentidos, que o Grande Deus Criador nos ilumine com sua luz nos conduzindo com sabedoria e determinação na busca de nossos sonhos; dando-nos forças e saúde para lutar até conquistar os nossos objetivos, e solidariedades entre todos, pois esse é o verdadeiro significado do sucesso, união e respeito entre os irmãos, pois somos todos filhos de Deus. Em nome de toda a Diretoria do SISMUFI e Colaboradores, desejamos um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações a todos os colegas Servidores Municipais.

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012


Recesso

Confira o recesso de final de ano na Prefeitura O

prefeito Paulo Mac Donald Ghisi definiu para o período de 26 a 28 de dezembro, o período de recesso nas repartições públicas municipais, tendo em vista as festividades alusivas ao Natal e Ano Novo. O decreto não prevê recesso no período para os órgãos e serviços que não admitem paralisação, consideradas atividades essenciais. Na Secretaria Municipal da Saúde, o período de recesso prevê escala de revezamento de folgas aos servidores, predefinida pelo respectivo Departamento para que não haja prejuízo no atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS – de forma que uma equipe trabalhe na semana de 19 a 25 e outra equipe na semana de 26 a 1º de janeiro. As Unidades de Saúde atenderão em horário normal. Não se enquadram no recesso as unidades e serviços de saúde de funcionamento 24 (vinte e quatro) horas que não permitem paralisação aos sábados, domingos e feriados, tais como: UPA – Unidade de Pronto Atendimento; SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, Pronto Socorro do Trauma, Hospital Municipal, Pronto Atendimento Morumbi I e o La-

boratório Municipal. O Instituto de Transportes e Trânsito de Foz do Iguaçu – Foztrans aderirá ao recesso, exceto a Fiscalização, das 6 às 18 horas; Estarfi, das 9 às 18 horas. Ainda essenciais: Secretaria Municipal de Assistência Social – SMAS, os seguintes locais: CREAS I – Centro de Referência Especializada de Assistência Social – 24h de atendimento; CREAS II – Centro de Referência Especializada de Assistênica Social para acompanhamento de medidas sócioeducativas de Liberdade Assistida e Prestação de Serviços à Comunidade, das 12 às 18 horas. CREAS POP – Centro de Referência Especializada de Assistência Social, com atendimento à população em situação de rua, serviço 24 horas; Casas de Acolhimento: Casa Família Maria Porta do Céu, Aldeias Infantis SOS Brasil, Comunidade dos Pequenos Trabalhadores (24h); Conselho Tutelar dos Direitos da Criança e do Adolescente, Plantão 24h; Programa Mão-Amiga, atendimento 24 horas; plantão da SMAS (Gabinete), 24 horas. Secretaria Municipal do Turismo: Posto de Informação, na Avenida das Cataratas, nº 2.330 –

Teletur: das 07 às 23 horas, exceto nos dias: 24 e 31, expediente até as 20 horas e nos dias 25 e 01 de janeiro, expediente a partir das 10h. Posto de Informação, na Rodoviária Internacional de Foz do Iguaçu: das 07 às 18 horas; exceto nos dias: 25 e 01 de janeiro, a partir das 10h. O Posto de Informação, no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu: das 08 às 22 horas; exceto nos dias: 24 e 31, quando o expediente será até às 20 horas, e nos dias 25 e 01 de janeiro, a partir das 10h. Posto de Informação no Terminal de Transporte Urbano – TTU, atendimento das 07h30 às 18horas. Nos dias 25 e 01 de janeiro, a partir das 10 horas. Na Secretaria de Agricultura, atendimento no Departamento Zootecnia: Zoológico Bosque Guarani; Secretaria de Meio Ambiente e Obras, Departamento de Serviços e Manutenção: Posto de abastecimento, das 8 às 10 horas; Departamento de Serviços Urbanos: Aterro Sanitário: das 8 às 14 horas; Central de Serviços Funerários, 24 horas. Secretaria Municipal de Cooperação para Assuntos de Segurança Pública: Departamento da Guarda Municipal: Divisão Operacional;

Divisão de Segurança Patrimonial; e Divisão de Treinamento Disciplina e Inteligência. Departamento Técnico: Divisão de Compras, Patrimônio e Manutenção. Corregedoria da SMSP; Ouvidoria da SMSP; Coordenadoria de Trânsito e Defesa Civil.

A Foz Previdência – Fozprev, o Instituto de Habitação de Foz do Iguaçu – Fozhabita e a Fundação Cultural de Foz Iguaçu estarão em recesso. O decreto pode ser acessado no site da Prefeitura www.fozdoiguacu.pr.gov.br, no ícone Legislação Municipal.

O SISMUFI CONSIDERANDO O FATO DE SABER QUE O 13° É O RESPONSÁVEL PELO ALÍVIO FINANCEIRO DE MUITOS SERVIDORES ELABOROU 10 DICAS PARA MELHOR UTILIZAÇÃO DESTE BENEFÍCIO: 1. Pague contas, evite os juros abusivos; 2. Evite as compras por impulso, para não começar o ano com seu orçamento apertado; 3. Esperou o ano todo para comprar aquele móvel ou eletrodoméstico novo para sua casa? Chegou a hora! Esse é um período do ano com muitas promoções: pesquise, compare e faça a melhor compra. Afinal, você planejou e se preparou para isso! 4. Tem filhos? Lembre-se do início do ano, Material escolar, livros, matrícula; 5. Vai viajar? Inclua em seu orçamento o valor a ser pago mensalmente, caso tenha optado por parcelar passagens, pacote de viagem ou estadia; 6. Faça uso consciente do dinheiro extra: você pode sim utilizá-lo para a realização de alguns sonhos, mas pense também

naquelas famosas contas do início do ano, como IPVA e IPTU; 7. Considere também o licenciamento do carro; 8. Você pode, caso prefira, já reservar o dinheiro para o Carnaval de 2013, afinal, todos precisamos de uma parcela de lazer.; 9. Defina a programação das férias escolares (janeiro); 10. Comece a tão recomendada “poupança”. O importante é começar uma reserva, assim você poderá poupar um determinado valor a cada mês e terá tranquilidade para realizar outros planos. O cenário ideal seria que o dinheiro do décimo terceiro fosse o suficiente para seguir à risca todas as dicas da lista e que ainda sobrasse. No entanto, como o ideal é diferente do real, vale usar o bom senso e identificar as suas prioridades! Divida o montante em partes e destine cada uma delas para um fim. Dessa forma, é possível diminuir as dívidas, pagar parte das contas, poupar um pouco e, claro, pensar em você!

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<05


Reconhecimento Sismufi ingressa com ação anulatória de Ato Administrativo

A medida foi apontada como uma das soluções para garantir a mantença das ascensões do curso da Vizivali

O

Sismufi ingressa com uma ação em desfavor o Executivo para solicitar o cancelamento do Ato Administrativo . O Ato Administrativo assinado pelo prefeito Paulo MacDonald Ghisi não reconhece a validade do curso aos servidores ocupantes de cargos não afetos a atividade-fim da docência, “ estes não poderiam ter ingressado no curso, tampouco valer-se da declaração de conclusão”. Decidindo pelo cancelamento dos efeitos produzidos pelo deferimento funcionais, obtidos por meio da apresentação de declaração de conclusão de curso. Neste impasse se encontram cerca de 300 servidores municipais que concluíram o curso de normal superior e que possivelmente terão seus benefícios cancelados. Em Foz do Iguaçu, o problema se estende já alguns anos, em 2011 já houve uma ameaça de corte em virtude de um ofício do Tribunal de Contas do Estado do Paraná que assustou os servidores dando o parecer pela busca por medidas que solucionassem o caso. Na época o próprio município abriu prazo para os servidores se defenderem. E em fevereiro de 2012, mais de 600 servidores apresentaram suas defesas e considerações. E agora, recentemente a Comissão Espe-

cial que foi nomeada pelo Executivo terminou a análise dos trabalhos e encaminhou ao prefeito, que o mesmo fez suas considerações baseada em cima das decisões dessa comissão. Sua declaração foi contrária a da Comissão Especial, alegando inclusive a má fé do servidor. A diretoria do sindicato não entende dessa forma e até questiona a decisão do prefeito Paulo Mac Donald e isso enseja um Mandato de Segurança Preventiva ou Ação Anulatória de Ato Administrativo, pois essa decisão foi publicada no Diário Oficial , no dia 1º. de novembro de 2012. A ação judicial visa anular o Ato Administrativo assinado pelo então prefeito Paulo Mac Donald Ghisi e assegurar na justiça a manutenção dos benefícios conquistados pelos servidores através da graduação da Vizivali. São servidores da Segurança Pública, Secretaria da Fazenda, Secretaria da Saúde e demais setores que a qualquer momento poderão haver supressões das ascensões, podendo ter uma diminuição salarial até em 40%. De acordo com o diretor jurídico, o advogado Marcos Poncio, os benefícios já estão incorporados nos salários há muito tempo, o que proporcionou um planejamento familiar do servidor, inclusive alguns deram continuidade em seus

estudos com a realização de cursos de pós-graduação,são casos onde a decadência foi atingida, ou o efeito do instituto da estabilização os alcançou, ainda a uma clara violação do princípio da isonomia, pois a alguns servidores foi concedido prazo em caráter precário por dois anos para apresentarem um título válido e aos demais este benefício não foi estendido. “ Esses servidores assumiram compromissos e nesse período, em virtude

da conclusão deste curso, não pode ser retirado desta forma”, adverte. São vários casos, onde se deve analisar um a um, mais não se pode esperar por uma medida mais branda, a supressão dos vencimentos é algo que pode ocorrer a qualquer momento. Os servidores interessados em entrar com a ação podem procurar a sede administrativa do Sismufi, localizada na Rua Tarobá , 249 ou entrar em contato pelo telefone: (45) 3523. 5918.

Reni Pereira anuncia novos secretários Entre os indicados, Cleumar Farias, da Guarda Municipal é servidor municipal Na sexta-feira (07), o prefeito eleito, deputado Reni Pereira, acompanhado da vice, Ivone Barofaldi, anunciou mais três secretários que vão compor seu governo, e assumirão a partir de 1º de janeiro, para a gestão 2013-2016. Para a secretaria de saúde, o nome é do Dr. Odair José da Silveira, para a secretaria de educação a professora, Shirlei Ormenese

06>

de Carvalho e para de agricultura, João Matkievicz. No comando da Guarda Municipal, o servidor Cleumar Farias. Outras pastas já foram definidas, a viceprefeita Ivone Barofaldi assume a secretaria de desenvolvimento econômico, Anderson Andrade, assume secretaria de esporte, e na Fundação Cultural, Alexandre Freire. Até 31 de dezembro outros

nomes deverão ser anunciados. Guarda Municipal Recentemente, Reni Pereira esteve reunido com representantes da Guarda Municipal, da Associação dos guardas e com diretores do Sismufi, para decidir o comando da Instituição. O deputado Reni e prefeito eleito havido solicitado junto à corporação uma lista com possíveis candidatos que reunisse tanto currículo, quanto vontade de participar do processo e assumir o comando da corporação. Dez nomes foram indicados. Reni ressaltou a vontade

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

da corporação de uma unificação em torno dos propósitos, que é a base do fortalecimento da Guarda Municipal e conquistar cada vez mais o respeito da sociedade iguaçuense.


Premiação Sismufi reivindica o 15º. Salários dos professores que segundo o decreto atingiram a meta para duas remunerações Departamento jurídico recorre na justiça o benefício previsto em Decreto 21.404

O

Departamento jurídico do Sismufi ingressou com uma ação requerendo que o 15º. Salário seja concedido pela Prefeitura de Foz do Iguaçu aos Professores Infantis baseado no Decreto nº 21.404, que regulamenta o acordo de metas da Secretaria Municipal da Educação em favor do resultado obtido no IDEB- Índice de Desenvolvimento da Educação Básica. Neste Decreto, de 22 de junho, o Município definiu a premiação a todos servidores municipais da Educação Municipal o 14º. Salário caso atingisse a média do IDEB. E no artigo 5º. do decreto- cita que os servidores que atingirem os índices estabelecidos conforme mencionado em anexos III e IV a todos os servidores das Escolas Municipais engajadas no processo de melhoria da edu-

cação, desde que o atinjam uma média maior que aquela que contemplava o 14º. Farão jus ao prêmio por desempenho equivalente a duas premiações, que seria 14º. e 15º. salários, respectivamente. Ressaltando que no artigo 8º. do mesmo Decreto, o município estabelece o pagamento de forma única e ainda no ano de 2012. Uma vez atingido nasce o direito do benefício. O Departamento Jurídico reivindica que a Prefeitura cumpra o decreto, se por um lado existia a meta a ser atingida, por outro, encontra-se o Executivo que falha em suas obrigações com os servidores. Segundo a Lei Municipal n. 3. 961 de 10/ 04/2012, o Município instituiu o Programa para Resultados que disciplina o Acordo de Metas e a forma de pagamento do prêmio por

desempenho, este acordo de metas é um instrumento contratual celebrado entre o chefe do Poder Executivo, os dirigentes de órgãos,

autarquias, fundações, unidades administrativas e os servidores públicos. A meta, no caso seria a nota alcançada no IDEB e o prêmio do desempenho o valor a ser pago aos servidores que cumprissem a meta, em alguns casos apenas um benefício, “ 14º” , ou classificação com notas com maior valor teria direito ao segundo benefício o “ 15º.” Em Foz do Iguaçu, 35 escolas terão direito a dois prêmios como forma de pagamento. O diretor jurídico Marcos Poncio em reunião com os professores, afirmou que “ está claro que houve a violação do direito, não tem outra solução a não ser recorrer na justiça”. É necessário correr contra o tempo, pois o Acordo de Metas da Educação Municipal é apenas para o ano de 2012, tendo que ser efetivado dentro deste ano financeiro. Pela via administrativa é possível que não seja cumprido, devendo ser buscado pela via judicial, para tanto é necessário a manifestação individual de cada servidor que se sentiu lesado. Entre em contato com .3523-5918, ou pessoalmente na sede do SISMUFI, Rua Tarobá, 249, Centro.

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<07


Comemoração Dia do Samba é comemorado na sede

A

sede social do Sismufi é um lugar projetado para realização de eventos e confraternização de familiares e amigos. No dia 02 de dezembro é comemorado o Dia Nacional do Samba e em Foz do Iguaçu a festa aconteceu na sede social do sindicato. Atualmente duas cidades costumam comemorar a data, Rio de Janeiro e Salvador. No evento alguns cantores renomados no mundo da música en-

toaram várias canções que emocionou o público, com muita alegria e samba no pé. O evento contou com a parceria da Rádio Rede 88,1 FM e alguns patrocinadores. Além da apresentação de músicos do samba, também aconteceu a eleição da princesa do samba. A grande finalista será a representante do samba e deverá acompanhar a equipe em todos os eventos. É primeira festa que acontece na cidade para celebrar a data.

Salete Ferreira, Ferreira Junior e Silvio Medeiro

Dirceu Paulo, André, Damião Tomiazzo proprietário do CFC Jk - Três Lagoas e esposa Daniele e Veronica da Silva

Silvana, Seloi e Lidório equipe de frente do Sismufi

Vânia Saboto e suas convidadas e familiares

Jorgina Monteiro Rosa e sua bisneta Alice em companhia de seu bisavô; Jaqueline Santiago e seu esposo Iomar As crianças se divertiram nos brinquedos

Família e amigos que vieram torcer para a Silvana Gomes

08>

A candidata Jaqueline Santiago trouxe seus amigos e parentes para torcer por ela

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012


social do Sismufi A cantora Luana Costa encantou com sua bela voz os convidados

Uma super apresentação com samba no pé

Helinho e o presidente do Sismufi Valter André A diretora financeira do Sismufi Marli Fernandes com seus pais e filhos

Momento de confraternização

Vânia Saboto com o troféu de finalista As sambistas mostraram a beleza do samba no pé

Momento do desfile ao público Jaqueline Santiago

As quatro finalistas que disputavam o título: Cristiane da Silva; Vânia Saboto; Silvana e Jaqueline

A candidata esbanjou simpatia Silvana Gomes Teixeira

Cristiane sambou para o público e jurados

As candidatas se apresentaram aos jurados que avaliaram alguns critérios como: simpatia, desenvoltura, charme, desinibição, presença, harmonia e torcida

Marli Fernandes foi uma das juradas

Gisele Antoniele em companhia de seus familiares

Muitas famílias participaram do evento. Pais, filhos e amigos A grande vencedora Silvana Gomes Teixeira recebe os cumprimentos de Marli A mesa de jurados que elegeram a representante do samba

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<09


Solidariedade Lar dos Velhinhos recebe o projeto “O Canto que Encanta” “Quem canta seus males espanta”, diz o ditado popular. Com o propósito de levar alegria e despertar sentimentos o coral da “ Melhor Idade” regido pela maestrina Ellen de Paula, que faz parte do projeto “O Canto que Encanta” coordenado pelo professor de música Manoel F. Lidório fez sua exemplar apresentação no Lar dos Velhinhos, no dia 28 de novembro. Em clima de Natal e encerramento do ano, os alunos tocaram e cantaram grandes clássicos da música caipira, música popular brasileira, entre outros gêneros. Fruto de um sonho do servidor municipal, Manoel Ferreira Lidório, o projeto “Canto que Encanta”, comemorou no mês de agosto 11 anos de atividade. Muito mais que notas musicais e ritmos variados o projeto tem a responsabilidade de despertar o interesse das crianças e adolescentes para a educação e a oportunidade para um futuro melhor. O projeto conta com o apoio da Guarda Municipal e atende atualmente cerca de 120 alunos em toda região do Porto Meira, com aulas gratuitas de música, violão, bateria, teclado e contrabaixo. Além das aulas de músicas oferecidas aos alunos, diversos temas são abordados como: cidadania, violência, primeiro emprego, família, Policiamento Comunitário, entre outros. O projeto já está em seu 9º. ano de experiência e já abrangeu mais de dois mil alunos.

10>

Moradores A proposta da visita era animar os moradores do asilo Antônio Ayres de Aguirra, mais conhecido como Lar dos Velhinhos. Os integrantes do grupo além de conversarem com os moradores, dançaram e se de divertiram bastante. A música atrai e alegra os idosos. A entidade abriga cerca de 80 idosos, que se mantém com as doações da comunidade. A maioria não possui uma família, por isso é comum ver pessoas doentes que não tiveram condições de se tratar que chegam ao local pedindo ajuda. A instituição conta com poucos profissionais que assiste aos idosos. Eventos como este, ajuda bastante na recuperação dos velhinhos. Os moradores têm liberdade de sair e voltar do local, se for necessário.

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012


Samu

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência S

e tivéssemos super-heróis, certamente a equipe de atendimento do SAMU seria um deles. A semelhança não é mera coincidência, os profissionais da área são precisos no atendimento num momento de urgência e emergência, idênticos àqueles que sempre assistimos nos filmes de heróis. O SAMU- Serviço de Atendimento Móvel de Urgência é um programa público para prestar socorro á população em casos de emergência, apesar de existir há pouco mais de seis anos, é maduro em suas responsabilidades e principalmente em suas ações. Além do trabalho de intervenção, que é o mais conhecido, o serviço faz o atendimento pré-hospitalar, antes mesmo de chegar ao hospital, em caso de emergências. Com este trabalho de atendimento reduz o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de doenças graves. Em Foz do Iguaçu o SAMU conta com 130 profissionais entre: • Enfermagem (auxiliares e técnicos) – 46; enfermeiros – 09; rádioperadores- 04; condutores – 40 e médicos – 27.

O coordenador regional de enfermagem, Gustavo Resende

Funcionamento O SAMU realiza o atendimento de urgência e emergência em qualquer lugar, seja em residências, locais de trabalho e vias públicas, contando com as Centrais de Regulação, profissionais e veículos de salvamento. As Centrais de Regulação tem um papel primeiro e indispensável para o resultado positivo do atendimento, sendo o socorro feito após chamada gratuita, para o telefone 192. A ligação é atendida por uma equipe técnica na Central de Regulação que identificam a emergência e, imediatamente, transferem o telefonema para o médico. Esse profissional faz o diagnóstico da situação e inicia o atendimento no mesmo instante, orientando o paciente, ou a pessoa que fez a chamada, sobre as primeiras ações. Ao mesmo tempo, o médico regulador avalia qual o melhor procedimento para o paciente: orienta a pessoa a procurar um posto de saúde; designa uma ambulância de suporte básico de vida, com auxiliar de enfermagem e socorrista para o atendimento no local; ou, de acordo com a gravidade do caso, envia uma UTI móvel, com médico e enfermeiro. Com poder de autoridade sanitária, o médico regulador comunica a urgência ou emergência aos hospitais públicos e, dessa maneira, reserva leitos para que o atendimento de urgência tenha continuidade. Segundo o coordenador regional de enfermagem, Gustavo Resende, apesar do setor ser novo, já possui resultados positivos. Em abril deste ano, o SAMU foi incorporado a 9º. Regional da Saúde, onde ganhou força e melhorou o atendimento em toda região. O atendimento se dá em rede com toda a região. Com o SAMU regional integrado a população tem o vínculo do atendimento que não seja somente em Foz do Iguaçu. E o resultado já aparece nas estatísticas, várias causas de mortes “ externas”, que são aquelas resultadas de acidentes, picadas de cobras, traumas ou até paradas respiratórias houve uma redução de aproximadamente 450 casos até agora.

Núcleo de Educação Permanente “O Núcleo de Educação Permanente é um programa que tem como objetivo levar

educação e treinamento à pessoas da comunidade além de promover palestras em escolas e universidades com intuito de prevenção em caso de urgência e emergência. Um projeto que tem dado resultados positivos e ajudado a própria comunidade no sentido de aprender como proceder nesta hora tão definitiva. Desde abril até agora, o SAMU já desenvolveu várias atividades em escolas municipais, colégios estaduais, faculdades, funcionários da vigilância sanitária, e tantos outros para esclarecer e ensinar procedimentos como primeiros socorros; técnicas de reanimação; papel do SAMU; acionamento 192; etc. Abrangendo um total de 564 participantes.

Alerta para fim de ano Com a proximidade do fim de ano, as chamadas no SAMU aumentam, em virtude as altas temperaturas, as pessoas saem mais de suas casas e se expõe mais. Por isso, o SAMU alerta em caso de emergência é fundamental saber identificar se a pessoa corre risco de morte. Como uma parada respiratória; infarto ou até uma crise hipertensiva. Resende, conta que as doenças cardiovasculares ocupam o primeiro lugar na lista das chamadas. E menciona que Foz do Iguaçu como é fronteira o atendimento é diferenciado e intenso. Muitas gestantes do Paraguai e pacientes internados graves cruzam a fronteira para buscar ajuda.

Nesta época o SAMU tem papel importante no combate à dengue, não somente no atendimento como também na transferência hospitalar. SAMU ou SIATE: Muita gente não sabe quem chamar numa situação de urgência, então fica a dica: SIATE: específico para atender traumas; SAMU: doenças graves como: infarto, doenças cardiovasculares; problemas pulmonares; derrames; AVC; engasgo; atendimento de surtos psicóticos, queimaduras; trabalho de gestantes- conhecidos como problemas clínicos. Fique atento: Quando ligar para 192, tenha todos os dados necessários para passar para o atendente, como o endereço correto do local e um ponto de referência, e dados da vítima, como idade, situação de saúde. E lembre-se mantenha a calma; permaneça ao lado da vitima, fique atento às orientação e acene para a ambulância ao avistá-la.

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<11


Cuidados População deve estar atenta no cuidado no combate a dengue Altas temperaturas, chuvas abundantes e período de férias a cidade corre o risco de uma epidemia

A

chegada do verão e o período de férias, um cenário perfeito para muita alegria, diversão e muita curtição. Mas, por detrás desse cenário esconde um inimigo perigoso de nossa cidade: a dengue. E você deve estar se perguntando o que a dengue tem a ver com as férias e com essa temperatura maravilhosa? Tudo. Isso mesmo. Esta é a grande preocupação da equipe de Controle do Centro de Zoonoses. Temperaturas altas com a presença abundante de chuvas é o que o mosquito Aedes aegyptitransmissor da doença, precisa para se reproduzir. Além disso, o período de férias também é bastante preocupante, pois Foz do Iguaçu nesta época recebe gente de todo mundo e que pode acontecer de alguém estar infectada pelo vírus da doença, assim podendo desencadear uma epidemia. Para tentar combater uma epidemia houve uma grande mobilização nos dias 19 a 25 de novembro, onde várias entidades se uniram para sensibilizar a população sobre a necessidade do cuidado com a eliminação do mosquito e distribuir informações como proceder caso tenha algum sintoma da doença. Foz do Iguaçu é um dos municípios

que compõe a lista de cidades em alerta, segundo o LIRA- Levantamento Rápido do Índice de Infestação . Um levantamento realizado em setembro, a cidade já possui um índice alto de 2,19%, e agora este número dobrou para 4,68%. Segundo o coordenador do Centro de Zoonoses, Jean Rios, é um dado preocupante. Cada 100 casas, cinco delas foi encontrado criadouro, permitindo assim a proliferação do mosquito. Outro aspecto preocupante é a presença do vírus DEN 4 – que já foi detec-

tado no país vizinho. “ Nossa proximidade e a fácil circulação na fronteira, facilita a entrada deste em nossa cidade. Isso é um risco. Nós sabemos que quando uma pessoa que já contraiu o sorotipo 1, ela estará imune a este tipo de vírus e também ficará imune seis meses aos outros sorotipos 2 e 3. Já em relação ao DEN 4, todos que já tiveram a dengue e forem infectado pelo sorotipo 4 poderão desenvolver a doença e até de forma mais agressiva, podendo levar à óbito”, explica Rios.

ENFRENTAMENTO DA DOENÇA - Hoje, a Secretaria da Saúde, Agente de Edemias e Agentes Comunitários estão trabalhando de forma integrada como forma de ação para proteger a população de uma epidemia. Jean Rios, alerta a população quanto a importância de, em caso aparecimento de sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos ou dor no corpo, deve procurar imediatamente uma Unidade de Saúde mais próxima. “Essa atitude é importante, pois quando o caso é notificado, a equipe orienta as ações e se já realiza um estudo nas redondezas do domicílio da pessoa infectada, num raio de 150 a 300 metros para verificação no local. Por isso, é tão importante procurar uma Unidade de Saúde” conclui. Dados do Ministério da Saúde: • Em 2012- foram registrados 3.774 casos graves; • Em 2011 foram registrados 10,5 casos graves - em 2010 – 17 mil casos ** ( 247 pessoas morreram pela doença em 2012, contra 481 em 2011 e 650 em 2010).

Com apenas 10 minutos por semana você mantém sua casa livre da Dengue. Onde vive o mosquito: - lixo e recicláveis descartados de forma a não acumular água; - baldes, garrafas e recipientes que acumulam água virados com a boca para baixo; - calhas, canos e ralos limpos e desentupidos; - galões, tonéis, poços, latões, tambores e barris vedados; - pratos de vasos de plantas com areia até a borda; - pneus sem água e em locais cobertos; - caixas d´àgua vedadas; - bromélias e outras plantas sem acúmulo de água; - vasos sanitários; sem uso constante, fechados; - piscinas e fontes sempre tratados; - lonas de cobertura bem esticadas para não formar poças - bandejas de ar-concidionado limpas e sem água; - bandejas de geladeira limpas e sem água Fique atento. Eliminando os focos, você impede a reprodução dos mosquitos.

12>

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012


Festas

Alimente-se bem e sem culpa durante as festas Nutricionista dá dicas para não ganhar "quilinhos" no fim de ano Com a proximidade do fim de ano, surgem as festas, confraternizações e logo vem a preocupação daqueles quilinhos que serão ganhos com os exageros. Normalmente os alimentos consumidos nessas reuniões são extremamente calóricos e ricos em gorduras, doces, sobremesas e bebidas calóricas. Realmente esse não é o momento ideal para se iniciar um regime alimentar, mas sempre é hora de começar uma re-educação alimentar. Na véspera de Natal e no Reveillon é comum comemos muita variedade de pratos e com isso consumimos calorias em excesso. Por isso, a nutricionista Marlene Paranhos, dá uma dica: durante o dia procure fazer uma alimentação mais leve à base de carnes ma-

gra grelhada, vegetais folhosos e frutas variadas. Antes das festas faça um lanche saudável utilizando frutas, cereais integrais e queijo light. Desta forma, a pessoa não irá exceder na quantidade ingerida durante os eventos. "O ideal é diminuir a quantidade de alimento a ser ingerido e, na medida do possível, combinar pratos mais calóricos e elaborados com saladas variadas. Um exemplo é utilizar vários vegetais folhosos como: alface, rúcula, agrião, repolho, pois estes alimentos promovem a sensação de saciedade", afirma a nutricionista. (Marlene Paranhos de Oliveira- Nutricionista)

Vegetais folhosos como: alface, rúcula e agrião, estes alimentos promovem a sensação de saciedade

Seguem algumas dicas para ajudar a não ganhar aqueles quilinhos indesejáveis: • Não foque calorias e, sim, na quantidade e na qualidade. Em caso de pratos que você sabe que são menos saudáveis, coma uma porção menor, como se fosse uma degustação; • Use e abuse das frutas frescas elas garantem a reposição dos líquidos, vitaminas e sais minerais, ajudando a reforçar o sistema imunológico; • Não pule refeição. Mesmo sabendo que vai ter uma festa à noite, tome seu café da manhã, almoce e faça seus lanchinhos da manhã e da tarde. Longos períodos de jejum

fará com que o apetite aumente; • Bebida alcoólica em excesso não combina. Ela engorda e compromete o funcionamento de todo o organismo. Por isso, alterne dois copos de água para cada copo de bebida alcoólica ingerida; • Atividade física associada a uma alimentação saudável irá ajudar muito, portanto, reserve um tempinho para fazer uma caminhada ao final da tarde. Divirta-se muito, curta a família e os amigos, sem descuidar da saúde.

Como decorar sua mesa de natal Nas festas de fim de ano, a decoração é essencial na hora de montar uma mesa com todas as delícias de Natal e Ano Novo. Mesmo com tantas opções de sobremesas que compõem a ceia, uma decoração de mesa com frutas, além de nutritiva, é muito bem-vinda! Algumas dicas do que usar para deixar a sua mesa mais bonita e pronta para receber os convidados. Toalhas - Use sempre toalhas limpas e engomadas. Se a louça usada for colorida,

use toalhas de cores lisas, já se a louça for branca abuse das cores e estampas. Arranjos - Os arranjos podem ser grandes e ficar no centro da mesa, ganhando destaque, ou se pode optar por pequenos e delicados arranjos espalhados pela mesa. Castiçais e candelabros são muito bem-vindos também. Guardanapos - Os guardanapos podem combinar com a toalha de mesa e devem ser colocados do lado esquerdo dos garfos ou sobre os pratos. Porta-guardanapos também

devem ser usados para a disposição na mesa. Que tal incrementar dobrando-os de formas diferentes? Use a criatividade! Sous-plat - O sous-plat é um suporte um pouco maior que o prato, que fica embaixo dele, e não deve ser usado para colocar os alimentos. Ele é retirado da mesa somente na hora de servir a sobremesa. Use várias frutas, abuse da variedade. Prefira as frutas tropicais, por serem mais bonitas e coloridas. Não deixe de usar essas dicas também para a mesa de jantar. (fonte: Lavioletera)

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<13


Cuidados Dicas para aproveitar as férias sem se preocupar com o trabalho Especialista da Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV) orienta como viajar tranquilamente e voltar com todo o gás

N

ada mais justo que organizar passeios e viagens, após um ano cheio de trabalho. Mas como se libertar da rotina e aproveitar o período de férias sem que bata aquele estresse? Embora este problema esteja relacionado com a capacidade de adaptação do ser humano, ele pode acabar se tornando desgastante e prejudicial à saúde. Dores de cabeça, problemas gástricos, distúrbios de ansiedade, problemas de sono, pressão alta, alergias e gripes constantes são os sintomas mais comuns. Para diminuir estes efeitos, as empresas vêm investindo em programas voltados à qualidade de vida, com atividades que promovam relaxamento, bem-estar e integração entre os funcionários. Mas, para a mestre em psicologia pela USP e vice-presidente de projetos da ABQV, Sâmia Simurro, é importante também considerar o esforço de cada pessoa. Do ponto de vista individual, manter um estilo de vida saudável com exercí-

14>

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

cios regulares, alimentação saudável e equilíbrio emocional são fatores importantes para o enfrentamento do estresse diário. Para isso, é necessário conscientizar-se de duas palavras: limite e moderação — explica. Mas não basta apenas desfrutar do período de descanso sem pensar nas rotinas de trabalho. No retorno, é preciso manter o foco. Isso evita que os dias de relaxamento sejam anulados pela carga de preocupação ou mesmo pela expectativa de problemas após a chegada. Uma pessoa que não aproveita as férias e continua atendendo telefonemas e respondendo e-mails sofre uma sobrecarga que pode acarretar em problemas como alterações de humor, irritabilidade, depressão, dores de cabeça constantes, gastrites e mal-estar, que formam o quadro de estresse - afirma Sâmia. É importante que o profissional se desligue das obrigações diárias, tendo em mente que as férias são reservadas para descanso e lazer, garante a psicóloga. (fonte: site: zerohora/RBS)


Negociação Fator Previdenciário: Centrais vão a Brasília cobrar audiência com Dilma sobre fórmula 85/95 Mecanismo que melhora rendimentos de aposentados foi barrado pelo governo

E

m entrevista coletiva no dia 03 de dezembro, o presidente da CUT e das outras quatro maiores centrais brasileiras – Força Sindical, CTB e UGT e Nova Central – afirmaram que protocolaram no dia 4, no Palácio do Planalto, em Brasília (DF), um pedido de audiência com a presidenta Dilma Rousseff pra buscar apoio à alternativa das entidades ao fator previdenciário. O objetivo é fazer com que a emenda aglutinativa ao substitutivo do deputado licenciado Pepe Vargas (PT-RS), que exclui o cálculo do fator previdenciário quando o trabalhador atingir a fórmula 85/95, seja aprovada com a ajuda do governo. As centrais esperavam que a medida fosse discutida na última quarta-feira (28), mas a bancada governista articulou para barrar a votação. “Fizemos uma série de reuniões e se a emenda fosse apresentada e o governo apoiasse seria aprovada”, afirmou o presidente da CUT, Vagner Freitas. Ele frisou que, apesar do desejo das lideranças sindicais de acabar com o fator, houve um esforço para criar uma proposta em que o mecanismo não deixasse de existir, porém, que houvesse uma opção favorável

também aos trabalhadores. “O governo adota uma política de isenção fiscal para fomentar o mercado interno e achamos necessário que essa política chegue também ao trabalhador, criando um ambiente favorável ao crescimento”, disse.

Fator 85/95 A emenda, costurada com o governo desde 2009, é resultado de uma negociação entre parlamentares representantes da classe trabalhadora, dos empresários e das centrais reunidos em um grupo de trabalho organizado pelo presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS). O primeiro avanço sobre o fator previdenciário é a aplicação da fórmula 85/ 95, em que o trabalhador somará o tempo de contribuição e a idade. Caso o resultado seja 95, para os homens, e 85, para as mulheres, a aposentadoria será integral e não será impactada pelo redutor. A emenda determina ainda que sejam consideradas as 70% maiores contribuições previdenciárias desde junho de 1994, ao contrário das 80% atuais. Estabelece ainda um redutor de 2% para cada ano que faltar até atingir a fórmula e

um acréscimo também de 2% para cada ano que o trabalhador permanecer na ativa após cumprir 30 anos de contribuição pelas mulheres e 35 para homens ou 60 e 65 anos, respectivamente. E, como a cada ano conta um da idade e outro do tempo de contribuição, isso equivalerá a um acréscimo real de 4% no valor da aposentadoria por ano que o trabalhador aguardar a mais depois dos 85/95. Além disso, as empresas que demitirem um trabalhador 12 anos antes da aposentadoria serão obrigadas a recolher esse período de contribuição para o empregado. Deputado federal e representante da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, comentou que o governo baseiase, primeiro, em um argumento econômico, que não se sustenta. Segundo o Paulinho, desde 2000 até o final do próximo ano, haveria economia de R$ 71 bilhões com o fator previdenciário. Porém, com a nova fórmula, haverá um acréscimo nas contribuições. “Hoje, o sistema obriga a se aposentar. O projeto que elaboramos incentiva o trabalhador a contribuir mais porque a cada ano terá a regra dos 2% de acréscimo. Continua pagando a Previdência, vai melhorar o caixa e ainda teremos pessoal na ativa

num momento em que falta mão de obra.” Outro temor do governo é a alteração do projeto após entrar na Câmara, como houve no dos royalties do petróleo, e uma enxurrada de processos para correção retroativa dos pagamentos. “Se há acordo entre as centrais, garantimos que não muda. Quanto aos processos, podemos até incluir um instrumento para impedir um rombo, mas acredito que seria derrubado pela Justiça”, acrescentou Paulinho.

DEBATE Os dirigentes das centrais foram unânimes em criticar a falta de diálogo com o governo. Presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB-SP), Onofre Gonçalves, citou o desconforto diante da intransigência, mesma posição do secretário-geral da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Canindé Pegado. A única certeza é que a mobilização não terminará enquanto não houver negociação. “No momento, queremos criar um caminho de negociação. Essa é uma alternativa para o trabalhador perder menos e no futuro avançarmos”, encerrou Vagner Freitas. (Escrito por: CUT)

JORNAL DO SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU - DEZEMBRO DE 2012

<15



JORNAL EXPEDIENTE - DEZEMBRO/12