Issuu on Google+

ISMMAR Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá

Péssimas condições de trabalho geram denúncia contra Prefeitura O SISMMAR tem cobrado que a administração tome providências para a melhoria das condições em vários locais de trabalho. O descaso com os servidores é grande e, em algums casos, chega a pôr a saúde dos trabalhadores em risco. Em ao menos três situações, o sindicato precisou recorrer ao Ministério Público (MP) ou à Justiça, já que a administração Barros promete, mas não resolve os problemas.

Creche do Jardim Itaipu: situação é de abandono

Creche Esta semana, dirigentes do SISMMAR estiveram novamente no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Aparecida Seneme, no Jardim Itaipu, para conferir as condições de trabalho e a situação do prédio da creche. A Secretaria de Educação, por várias vezes, comprometeu-se a melhorar o atendimento aos filhos(as) dos maringaenses que são assistidos naquela creche, mas nada foi feito.

Terminal Urbano Em visita ao local, dirigentes do SISMMAR constataram inúmeras irregularidades no Terminal Urbano. Faltam materiais básicos e os utensílios utilizados pelos trabalhadores estão em desacordo com o indicado para a função. Além disso, existe um contêiner, exposto, onde é jogado todo tipo de lixo (inclusive de sanitários), colocando a saúde da população em risco. A Secretaria de Transportes (Setran) foi informada sobre os problemas, porém, não tomou providências para resolvê-los.

Biblioteca Municipal As péssimas condições do prédio da Biblioteca Municipal vêm sendo denunciadas pelo SISMMAR, desde 2009, e recentemente foram motivos de várias reportagens na imprensa maringaense. A situação é crítica, porque as fissuras no prédio têm aumentado, ocasionando a queda de restos de construção. Outros problemas, como a falta de acessibilidade e o ambiente insalubre apenas pioram o quadro. A administração Barros se comprometeu em transferir a biblioteca até que as reformas no prédio sejam feitas, mas nem uma coisa nem outra saíram do papel. O SISMMAR espera que agora, diante de ação judicial e denúncias ao MP, esses e outros problemas comecem a ser solucionados.

www.sismmar.blogspot.com

44 3269-1782


Coluna do Sismmar 07