Page 1

Distribuição Gratuita

106ª Edição - Janeiro 2018

Aquecedores solares são instalados na Casa de Repouso de Rio Espera Presidente da Instituição comentou sobre as dificuldades para a manutenção. O material, que havia sido doado à Instituição pela Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG), através do programa “Energia do Bem”, estava há mais de cinco anos parado aguardando para ser instalado. A instalação ocorreu por intermédio do deputado estadual Cristiano Silveira que resolveu lutar por essa causa, não só na cidade de Rio Espera, mas também em mais cinco instituições da nossa região.

Página 04

Folias de Reis mantêm viva tradição em Rio Espera Página 06

Destacamento da Polícia Militar de Rio Espera deixa dicas para moradores e comerciantes Página 07


EDITORIAL

Viver em comunidade é difícil. Cada um tem uma ideia, uma maneira

de agir e pensar, mas todos devem ter o mesmo objetivo: o bem comum. Se quisermos o nosso bem, melhorar a nossa vida, atingir as nossas metas para o futuro, não é com o mal ao nosso semelhante que conseguiremos. As diferenças muitas vezes são necessárias para avançarmos, pois nem sempre enxergamos as mesmas prioridades. Mas, uma coisa é certa, a cidade é uma extensão de nossa família. E para aprimorarmos o nosso convívio, certamente devemos começar por nossa maneira de agir, seja em nossas casas, no trabalho ou no lazer. As divergências devem ser deixadas de lado, pois o que importa são as famílias rioesperenses. Por isso, nesse ano que se inicia, o nosso Informativo quer que cada rioesperense, que ama de verdade a nossa cidade, modifique todos os seus maus hábitos e, que, consiga fazer de Rio Espera uma cidade melhor para se viver, com menos violência e onde haja mais amor, paz, saúde e compreensão entre todos. Uma ótima leitura! Jornalista e Editora do “Rio Espera em Foco” Simone Santiago

EUTRÓPIO E SUA SEGUNDA HISTÓRIA NA ESQUERDA

Por Sílvio Lopes de Almeida Neto

Ritmadamente escondido nos escombros da era moderna, Eutrópio, um desordeiro, um esquerdista que faz questão de usar a mão direita, precisa se afogar nos desatinos escondidos na mesa de um bar. Isso é fato. Não existem pérolas e muito menos mulheres bonitas. Por certo, jamais leu ou terá oportunidade de ler Cândido, um fantasma de Voltaire, que por descuido alguém, muito ébrio lhe contou por desespero de causa. Mas tudo segue assim mesmo. Doutor Raul, poeta das Igrejas, poeta das histórias mal contadas, muito mal contadas, posto que perto demais do coração, todas elas, lhe enviou um bilhete dizendo: “este cara sou eu”. Segundo se descobriu, aquele poeta lhe revelou a confissão que jamais pediu prece alguma, apenas pediu segredo. Também ficou nos ouvidos de Eutrópio, que seis estrangeiros vieram em visita, não oficial, lhe desgraçar aquela vida libertina de um homem honesto. Eutrópio não sabe de nada. Tudo que lhe pode conduzir, no momento é ouvir e ler o poeta Raul. Certo é que vai se esquivar de seus versos brilhantes, de suas histórias, e da vida dele. Eutrópio é patético e fica aturdido, fácil de ser entrecortado quando se depara com todos ou tudo que se encontra morto. Por certo lhe faltam as comendas dos homens de história, dos homens cultos. Tem sim um enlevo pelo desastre, pela derrota depois de um dia de trabalhos forçados. Seu esplendor vem da diligência, atenção, cuidado e zelo pelo desespero do que nasce diretamente dessa figura compassiva da morte após o dia ou da noite espicaçada pelo tormento da vida. Sendo alcaide de porcaria nenhuma, após mais um porre esmolado, ergue as mãos para o céu e adormece arrebatado por tudo que não pode e nunca vai entender.

EXPEDIENTE:

Jornalista Responsável: Simone Santiago - Reg. Prof. 14.193 sisancomunica@gmail.com End.: Rua São José, 487 - Rio Espera. CEP: 36460-000 Produção Editorial, Projeto Gráfico, Diagramação, Fotos, Reportagens e Matérias: Simone Santiago Impressão: Central Gráfica - (31)3762-3182 - Conselheiro Lafaiete Tiragem: 1.000 exemplares

O Informativo é uma publicação mensal. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. O Informativo não se responsabiliza por matérias assinadas.


ANIVERSARIANTES

Parabéns aos que fizeram e aos que farão aniversário:

Festa da Partilha Por Emanuel Tadeu

Lídia 03/01

Anderson Nogueira 12/02

Luiz Dias 04/02

Marta Miranda 30/01

Boião 19/02

Sílvio Lopes 08/02

Quero ter uma porquinha! Porquinha para encher de dinheiro Quero vê-la gorda Lotada de moedas Pesará muitas arrobas E quando estiver pesada Vou abatê-la Chamar familiares e amigos Saborearmos juntos sua carne Haverá conversas abundantes. Risos espalhados, Corações leves, Trocas de abraço. As crianças com pedacinhos de tiche Mãos engorduradas Os cachorros lá fora esperando o alimento Quando ele chega, quase se matam. Ah! Quanta felicidade nesse banquete Queria que durasse eternamente. Farta porca! Abundância de família! Deixa-me partir essa porca! Quero dividir um pedaço para todos Não deve faltar ninguém Oxalá, a porquinha engorde bastante.

Juninho Rangel 09/02

Chico Miranda 02/03

Página 3


Aquecedores solares são instalados na Casa de Repouso de Rio Espera

A Casa de Repouso de Rio Espera “Heitor Horácio Dornelas” recebeu em janeiro a instalação de dois aquecedores solares, o que muito contribuirá para a Instituição. O material, que havia sido doado à Instituição pela Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG), através do Programa “Energia do Bem”, estava há mais de cinco anos parado aguardando para ser instalado. A instalação ocorreu por intermédio do deputado estadual Cristiano Silveira que resolveu lutar por essa causa, não só na cidade de Rio Espera, mas também em mais cinco

instalados dois tambores de mil litros cada e as placas (em um valor aproximado de 50 mil reais) que serão utilizados para distribuir água quente para os oito dormitórios, o que irá gerar uma grande economia. O Presidente Tharley comemorou essa grande conquista para a Instituição e agradeceu a todos que se empenharam para que isso acontecesse: “Agradeço Instituições da nossa região. imensamente ao deputado Em conversa com o Cristiano Silveira e seu deputado e seu Assessor Cristian Assessor Cristian José que se José, o Presidente da Casa empenharam para que o nosso de Repouso Tharley Flaviano sonho fosse realizado. Agradeço destacou a necessidade de também a nossa diretoria e a receber essa instalação e o toda a equipe que trabalha na deputado ficou de interceder Casa de Repouso, os nossos junto à Cemig pelos asilos da funcionários que trabalham nossa região que aguardavam o com amor e carinho para serviço. com os que aqui residem e Após algumas reuniões também aos funcionários da com representantes da Cemig e Administração da Casa, Renata presidentes das Instituições foi e Luan, profissionais exemplares elaborado um cronograma e a que trabalham na organização instalação ocorreu nos asilos de de documentação”. Ele ainda Senhora de Oliveira, Cipotânea, destacou: “Com os aquecedores Brás Pires, Presidente Bernardes, a Casa terá uma significante Piranga, Viçosa e Rio Espera. economia, girando e torno de Em Rio Espera foram 60%”.


Dificuldades para manutenção da Casa de Repouso Hoje, a Casa conta com 35 internos, recebe doações e luta com dificuldade para honrar os compromissos no fim de cada mês, devido ao orçamento apertado. Uma luta diária para manter em boas condições o local onde os idosos estão, proporcionando o cuidado necessário para cada um deles. De acordo com o Presidente Tharley e a

Administradora Renata, a Casa chegou a firmar um convênio com Prefeitura de Rio Espera, mas infelizmente nenhum valor desse convênio foi repassado. “Nós firmamos um convênio após entrega de várias documentações, mas não recebemos nenhum valor de repasses. Voltamos a conversar com o prefeito e ele nos disse que a Administração não teria condições de fazer os

pagamentos, mas que arcaria com funeral, transporte e medicamentos. Mas é importante deixar claro que não foi repassado à Casa de Repouso nenhum valor referente ao convênio que nós assinamos, ao contrário do que foi divulgado no Jornal produzido e distribuído pela prefeitura (RIO ESPERA TRANSPARENTE) em que consta informação de que isso havia sido feito”, concluiu Tharley.

Doação de Rioesperenses Sempre contando com a doação de rioesperenses, a Instituição tem recebido vários materiais de limpeza e uso pessoal. Todos os anos o rioesperense Toninho do Zé Gomes, juntamente com amigos conterrâneos que residem na grande BH, juntam-se em prol da Casa de Repouso e fazem uma grande doação. E por mais um ano essa ação social foi realizada pelos rioesperenses, através do Toninho, que levou todo o material arrecadado no mês de dezembro. Toninho agradeceu a colaboração de todos os conterrâneos. O Presidente Tharley deixou também o seu agradecimento a todos que sempre realizam as suas doações para a Instituição, em especial ao Toninho, que a cada ano consegue essa grande arrecadação, que será muito útil para a Casa.

Já está na conta da Casa de Repouso de Rio Espera o valor de R$54.994,30 (cinquenta e quatro mil, novecentos e noventa e quatro reais e trinta centavos), sendo R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) referente à Emenda Parlamentar do deputado estadual Glaycon Franco e R$ 19.994,30 (dezenove mil, novecentos e noventa e quatro reais e trinta centavos) do deputado estadual Lafayette Andrada. O convênio foi assinado no início deste ano na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE), onde o Presidente da Casa de Repouso Heitor Horácio Dornelas de Rio Espera, Tharley Flaviano, esteve acompanhado do ex vice-prefeito de Rio Espera, Márcio Miranda. Segundo Tharley, os valores serão utilizados para a compra de materiais permanentes e material de consumo (fraldas). “Agradeço o apoio dos deputados Glaycon Franco e Lafayette Andrada por essa indicação que será de grande valia para a nossa Instituição que luta com tantas dificuldades para se manter”, concluiu.

Página 5


Folias de Reis mantêm viva tradição em Rio Espera Faça sol ou faça chuva, as Folias de Reis de Rio Espera mantêm viva a tradição na cidade. De 1º a 06 de janeiro, as Folias “Estrela do Oriente” e “São José do Padilha” percorreram as casas da cidade com a visita do Menino Jesus. Mesmo com a chuva que caiu intensamente, os foliões visitaram as residências. A “Estrela do Oriente” iniciou neste ano da casa da Vera Moreira e encerrou na casa da dona Natércia. A arrecadação total foi de R$ 4.937,70 (quatro mil, novecentos e trinta e sete reais e setenta centavos). De acordo com Zé Maurício Rangel, um dos integrantes da “Estrela do Oriente”, desse valor arrecadado, o grupo decidiu fazer a doação de três cestas básicas a três famílias na cidade, consertarão a sanfona que eles utilizam que devido ao tempo está desgastada e necessita de manutenção e o restante será

Folia “Estrela do Oriente” doado à Paróquia de Nossa Senhora da Piedade. Já a “São José do Padilha” iniciou na casa da Aparecida do Geraldo na localidade dos Arrudas, percorreu pela Vargem Formosa, Padilha,

Folia “São José do Padilha”

Gerais, algumas ruas na sede, Liberdade, Varginha e retornou para o Padilha encerrando na casa do Reinaldo. A arrecadação foi de R$ 4.118,00 (quatro mil cento e dezoito reais). Segundo Claudinei (Nei), integrante da Folia, essa quantia arrecadada foi doada à Paróquia de Nossa Senhora da Piedade. Zé Maurício e Claudinei (Nei) agradeceram em nome das duas Folias a todos que colaboraram. “Agradecemos aos nossos foliões e a todas as famílias que nos receberam em suas casas. Nosso muito obrigado também aos que com muito carinho preparam café e almoço. No próximo ano estaremos juntos novamente”, concluíram.


Destacamento da Polícia Militar de Rio Espera deixa dicas para moradores e comerciantes Aconteceram recentemente na localidade do Inácio, zona rural de Rio Espera, uma série de furtos, o que deixou a população em alerta. Nosso Informativo esteve em conversa com Sargento Lélis da Polícia Militar e responsável pelo Destacamento da PM na cidade, onde ele disse que boa parte desses furtos já foi desvendada e resolvida. Ele ainda ressaltou que o Destacamento está com um bom efetivo e eles estão sempre com as operações voltadas tanto na área rural, com cobertura nas quase cem localidades cadastradas, quanto na área urbana. Sargento Lélis aproveitou para deixar algumas dicas para os moradores e destacou que qualquer pessoa suspeita ou vendedor desconhecido que chegar às suas propriedades, os moradores devem ligar para 190 ou para o telefone de plantão 98338-2041.

Morador: Fique atento!

Comerciantes:

* Esteja em alerta a presença de suspeitos nas imediações de sua casa, principalmente nos momentos de sua chegada ou na hora de sua saída. Os roubos de residências têm grande incidência nos horários das 07h às 09h ou das 18 às 20h;

* Elabore projetos de segurança com seus vizinhos comerciantes, para que possam fazer a vigilância mútua. Cidadãos infratores aproveitam a oportunidade para agir. Por isso, acione o 190 ao perceber movimentos de pessoas suspeitas próximas ao comércio;

* Fique atento às pessoas que prestam serviços residenciais e públicos, exija identificação;

* Instale em seu comércio fechaduras e travas de qualidade. Evite janelas de vidro e guarde suas mercadorias em local seguro e nunca deixe quantia em dinheiro à mostra;

* Caso note alguma pessoa, motocicleta ou veículo estacionado ou sistematicamente passando e observando a sua residência ou o prédio, procure observar suas características, principalmente placas, e telefone de imediato para a Polícia Militar 190; * Ao atender estranhos mantenha portões fechados e as pessoas do lado de fora; * Procure formar uma rede de vigilância comunitária para que haja observação mútua de residências; * Não admita o ingresso de estranhos em sua casa. As credenciais de carteiro, leitor de hidrômetro, entregadores de gás, funcionários de companhias de telefone e de energia elétrica etc, devem ser devidamente examinadas e, em caso de dúvida, devem ser confirmadas por telefone.

* Nunca deixe dinheiro nos caixas, restrinja apenas a quantia que for necessária; * Não instale caixa na entrada do estabelecimento comercial. Isso atrai cidadãos infratores, pois a fuga é facilitada; * Evite deixar no comércio apenas um funcionário. Enquanto um cidadão infrator desvia sua atenção, o outro furta mercadorias e dinheiro; * Oriente seus funcionários e clientes. Bolsas e sacolas são grandes atrativos para marginais; * Instale alarme no comércio, ele pode ser útil se houver alguma ação delituosa; * Acione o 190 quando houver cometimento de qualquer delito. Essa informação é importante para a PM empregar o policiamento para prevenção dessas infrações.

Página 7


Informativo Rio Espera em Foco - Janeiro 2018  

106ª Edição - mês janeiro 2018

Informativo Rio Espera em Foco - Janeiro 2018  

106ª Edição - mês janeiro 2018

Advertisement