Issuu on Google+

Informativo

49ª Edição / Abril 2013

Distribuição Gratuita

Dia Internacional da Mulher é comemorado com palestras e sorteio de brindes em Rio Espera No último dia 08 de março, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Rio Espera realizou um super evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Mais de cem mulheres participaram e receberam rosas no momento inicial do evento.

Página 04

Atenção pequeno agricultor: participe você também da Chamada Pública da Escola Estadual “Monsenhor Francisco Miguel Fernandes” para compra de produtos da agricultura familiar Página 05

“111 anos de idade, quando viver vale a pena!” A Editoria Memória Histórica traz a história de Dona Josefina Neto de Assis Silveira Página 06

Paróquia de Rio Espera realiza Assembléia Popular Aconteceu em Rio Espera, no último dia 16 de março, no Salão Paroquial, uma Assembléia Popular como preparação para a 5ª Semana Social Brasileira, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Página 07


Rio Espera em Foco

EDITORIAL Há uma tendência em pensar que os problemas de uma comunidade são exclusivamente das autoridades. Além disso, costuma-se sempre esperar que as soluções venham, quem sabe, caídas do céu. Assim, como estamos em uma época do ano onde há um avanço da dengue, é importante que cada um de nós sejamos responsáveis e façamos a nossa parte, sem esperar que só o poder público solucione esta importante missão. Enquanto deixarmos lixo acumulado em nossos quintais, reservatórios de água sem a devida proteção, calhas sujas e com acúmulo de água, vasos de plantas que são criadouros do mosquito transmissor da dengue, não poderemos reclamar do poder público. Sabemos que os agentes sanitários dos municípios, que contribuem para combater a dengue, muitas vezes são impedidos de fiscalizar e monitorar a presença de focos do mosquito que transmite esta terrível enfermidade. Por isso observamos que muitos daqueles que mais reclamam, são aqueles que pouco ajudam, principalmente com esse modo de agir. Assim, amigo leitor, precisamos agir com cidadania, ou seja, não pensarmos somente em nós mesmos, mas na coletividade. Saiba que em uma pequena tampa de garrafa poderá haver um depósito de larvas do mosquito, que no futuro contaminará nossos entes queridos. Sejamos responsáveis com a limpeza e não deixemos água acumulada, para que não se prolifere os transmissores dessa doença que pode causar até a morte. Como cidadão, faça a sua parte! Uma ótima leitura e até a próxima! Jornalista e Editora do “Rio Espera em Foco” Simone Santiago

Acesse você também: www.atual98fm.com.br Músicas, diversão e informação. RÁDIO ATUAL FM A rádio que é a sintonia do momento e da emoção! EXPEDIENTE:

Jornalista Responsável: Simone Santiago - Reg. Prof. 14.193 sisancomunica@gmail.com End.: Rua São José, 487 - Rio Espera. CEP: 36460-000 Produção Editorial, Projeto Gráfico, Diagramação, Fotos, Reportagens e Matérias: Simone Santiago Impressão: Central Gráfica - (31)3762-3182 - Conselheiro Lafaiete Tiragem: 700 exemplares

Página 2

O informativo é uma publicação mensal. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. O Informativo não se responsabiliza por matérias assinadas.


Rio Espera em Foco

Aniversariantes em Flash

Parabéns e felicidades a todos os que fizeram e que farão aniversário.

Salomão José dia 29/03

Bruno Silveira dia 08/04

Ana Júlia dia 26/03

“Chico” dia 11/03

Lucas Gonçalves dia 25/04

Poliane Santos dia 18/03

Sr. Balbino dia 31/03

Paulo Henrique dia 03/04

Gildásio Dias dia 02/04

Alexandre dia 16/04

Valdeci dia 17/04

José Eustáquio dia 08/04

Taís dia 06/04

Mariinha dia 02/03

Efigênia dia 05/04

Está próxima a reinauguração do “Casarão da Piedade” A obra de reforma desse imóvel, um dos mais antigos do município, está em reta final e de acordo com a Secretaria de Cultura, provavelmente será reinaugurado no dia 11 de maio. Aguardem! Página 3


Rio Espera em Foco

Dia Internacional da Mulher é comemorado com palestras e sorteio de brindes em Rio Espera No último dia 08 de março, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Rio Espera realizou um super evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Mais de cem mulheres participaram e receberam rosas no momento inicial do evento. Na ocasião, estiveram presentes várias autoridades, dentre elas: o Prefeito Marcílio, o viceprefeito Márcio, a Presidente da Câmara Municipal “Tia Ana”, o Sargento de Rio Espera Willian, o soldado Auad, a Diretora e professoras da Escola Estadual “Major Miranda”, a Secretária de Assistência Social Alessandra, as enfermeiras Alexandra e Natália, a Técnica de Enfermagem Tânia Miranda, Conselheiros Tutelares e funcionários do CRAS. Foi comentado um pouco sobre

o Dia Internacional da Mulher e porque esse dia 08 de março foi o dia escolhido. Também foi realizada uma palestra sobre a saúde da mulher, ministrada pelas enfermeiras e a técnica de enfermagem. O Sargento Willian falou sobre a Lei “Maria da Penha” e explicou qual é o objetivo dessa Lei para beneficiar as mulheres. Além disso, aconteceram também várias brincadeiras, sorteio de brindes e para encerrar foi oferecido um lanche às mulheres presentes. Segundo a Secretária Alessandra, era visível a alegria das mulheres em participar de mais um evento do CRAS: “É muito bom poder realizar um evento desse tamanho para as nossas mulheres. Esperamos contar sempre com a presença da população nas atividades e dinâmicas promovidas pelo CRAS”, concluiu.

Rio Espera participa do 5º Salão Mineiro do Turismo em B.H.

Foto: divulgação

No último mês de março, a cidade de Rio Espera, representada pela Turismóloga Georgia Kelly, esteve presente na Capital Mineira onde aconteceu o 5º Salão Mineiro do Turismo. O evento aconteceu com o objetivo de divulgar os produtos e os deslumbrantes lugares que o Estado de Minas Gerais tem. Foram realizadas mostra de cultura e artesanato, além de manifestações da região. De acordo com a Turismóloiga Georgia, esse é um evento de grande porte e que valoriza ainda mais a cultura da região: “Além de mostrar cada pedacinho de Minas, esse encontrou foi muito proveitoso, pois trocamos experiências e conhecemos o que cada cidade tem de interessante na cultura, assim podemos desenvolver também em nosso município”, destacou. Georgia ainda concluiu: “Rio Espera está cada vez mais atraindo turistas de vários estados durante as festas realizadas no município. Com as experiências obtidas nesses encontros, vamos desenvolver ainda mais métodos para que a gastronomia, o artesanato e principalmente o turismo sejam ainda mais valorizados em nossa cidade”. Além de Rio Espera, participaram outras cidades que fazem parte do Circuito Villas e Fazendas: Casa Grande, Catas Altas da Noruega, Conselheiro Lafaiete, Cristiano Otoni, Queluzito, Itaverava e Senhora de Oliveira.

Página 4


Rio Espera em Foco

Carta do Leitor: No último mês de março, o “Rio Espera em Foco” recebeu um comentário muito importante pela comemoração dos quatro anos do Informativo. Agradeço de coração o carinho da Turma da “Currutela”, em especial nosso amigo Feu, pela confiança depositada em nosso meio de comunicação. Transcrevo abaixo as palavras de Fernando (FEU): “Prezada Simone Santiago, em nome da Turma da “Currutela” venho agradecer imensamente o espaço cedido no Informativo “Rio Espera em Foco”. Sentimo-nos muito honrados de fazer parte de uma edição que tem um significado tão especial quanto essa, onde se comemoram quatro anos de um jornalismo verdadeiro, informativo e que leva um pouco dessa querida Rio Espera para os seus filhos que por um motivo ou outro tiveram que se ausentar desta cidade tão carinhosa e acolhedora. Aproveitamos também para desejar a você, que teve coragem e acreditou no seu sonho de levar para essa comunidade informação, entretenimento e cultura, nossos votos que esses quatro anos de trabalho e sucesso, possam se multiplicar por muitos anos ainda, e que o “Rio Espera em Foco” que hoje é um menino que completou quatro anos, possa atingir a maior idade com sabedoria e imparcialidade que é a marca registrada desse sucesso já consolidado. Esses são os votos de toda a Turma da “Currutela”. Parabéns!”.

“FEU”, integrante do Bloco Currutela

Atenção pequeno agricultor: participe você também da Chamada Pública da Escola Estadual “Monsenhor Francisco Miguel Fernandes” para compra de produtos da agricultura familiar Acontecerá no próximo dia 24 de abril, a partir das 13 horas, na Escola Monsenhor Francisco, a chamada pública para a compra de produtos hortifrutigranjeiros, produzidos por pequenos agricultores do município. Segundo a direção da escola, trinta por cento do recurso destinado à merenda escolar, enviado pelo Governo Federal, deve ser gasto com a agricultura familiar: “Nossa escola investirá esse ano cerca de quinze mil reais para compra dos produtos naturais do município. Já temos três produtores e gostaríamos que mais pudessem ser parceiros da escola”, ressaltou o Diretor Marcos Roberto.

Segundo o vice-diretor, Carlos Alberto, o cardápio da merenda é feito a partir do que os produtores podem oferecer à escola: “Compramos de acordo com os gostos dos nossos alunos e a qualidade dos produtos oferecidos”, disse ele. A direção pede que os interessados em oferecer os produtos procurem a escola, antes do dia 24 de abril, para providenciar toda a documentação necessária. Serão aceitos os produtos como: alface, beterraba, batata, cenoura, tomate, feijão e alho e o contrato de fornecimento para a instituição tem duração de um ano. O diretor Marcos, ainda lembrou que a preferência será

para os produtores locais: “No dia 24 serão abertos os envelopes com a proposta dos agricultores e a preferência será para os de nosso município. Claro, se não aparecer nenhum da cidade, serão aceitos de outras cidades”, concluiu. Foto: arquivo

Página 5


Rio Espera em Foco

A

RIC Ó T S I H A MEMÓRI

Texto e foto: Maria das Graças Garcez (Gracinha do Dr. Carlindo Garcez)

“111 anos de idade - Quando viver vale a pena!” Dona Josefina Neto de Assis Silveira

“Poucas pessoas ultrapassam a barreira dos 100 anos de idade. No último dia 22 de março, dona Josefina Neto de Assis Silveira completou 111 anos de idade. Nascida no início do século passado, ela vive hoje, na cidade de São Paulo, mas não se esquece de Rio Espera, de seus parentes e dos muitos amigos que fez ao longo da vida. Ela se mantém ativa, sobe e desce sozinha os degraus da escada do sobrado em que reside, em companhia da Nazinha, sua filha adotiva. Ela atende ao telefone, participa ativamente das conversas à mesa, seja com os filhos, seja com os visitantes com os quais interage sobre diferentes assuntos. Pessoa maravilhosa, serena, que inspira confiança, com a alma cheia de ternura e paz. Tem uma vivência simples e inspira bondade. Gosta de contar histórias e de relembrar episódios marcantes, vividos em Rio Espera, em Lamim e, principalmente, na fazenda Pouso Alegre, onde nasceu em 1902. Pertencia a uma família numerosa de dez irmãos. Foi alfabetizada em casa por sua mãe. Estudou em Barbacena, no Colégio Imaculada Conceição. Tem boas recordações de sua juventude, quando aprendeu a costurar e a bordar. Nas festas realizadas na fazenda Pouso Alegre, gostava de dançar, tocar violão e cantar. Sua música preferida é “Saudades de Ouro Preto”w. Ela se refere ao tempo em que viveu em Pouso Alegre e em Rio Espera como os melhores anos de sua vida. Desde 1959, reside em São Paulo.

Página 6

Conheceu seu marido, Jacob Nogueira da Silveira, no decorrer de uma festa em Rio Espera. Segundo ela, foi amor à primeira vista. Casaram-se em 22 de fevereiro de 1930 e tiveram três filhos, quatro com a Nazinha, que tem sido para ela, dia após dia, mais do que uma filha carinhosa. Tem como companhia Beatriz pessoa muito boa, prestativa e que alegra a casa. Os pilares de sua longevidade, além da genética privilegiada, são: Uma Fé inabalável: é católica praticante. Assisti à missa, diariamente, pela TV ou a ouve por rádio, reza o terço e segue os preceitos do Cristianismo. O amor ao próximo ocupa lugar de destaque. Seu semblante tranquilo e a constância na oração despertam a fé em todos os que dela se aproximam. Sua espiritualidade é um ensinamento para a vida interior. Sua vida transmite dignidade, fé, honestidade e confiança na presença de Deus. Sua alimentação é simples, caseira, bem variada, mas o segredo é comer muito pouco e nunca fora do horário. Gosta da comida mineira. Atividade Física: sempre foi ativa. Até bem pouco tempo fazia exercícios físicos diariamente. Sempre foi magra. Hoje sobe e desce escadas e caminha pela casa. Família: seu carinho e amor pela família é um ensinamento que desperta o equilíbrio e os verdadeiros valores da vida. De Rio Espera lembra-se de vários fatos entre eles, assistiu a passagem do cometa de Halley em 1910; presenciou a chegada do primeiro carro a Rio Espera, trazido pelo padre Agostinho, dirigido pelo seu sobrinho Olímpio Moreira (logo as moças se apresentaram para dar uma volta).

Recorda das lamparinas nos postes, a chegada da luz elétrica e o aparecimento do radio. Da Igreja velha da Praça da Piedade (segundo ela o povo não queria que desmanchassem); conheceu Senhor Major Miranda responsável pela construção do Grupo Escolar Major Miranda e conheceu todos os párocos e prefeitos de Rio Espera até se mudar para São Paulo. Dona Josefina tem uma filosofia de vida e sempre diz que “Para saber viver é preciso suportar as dificuldades, com muita perseverança e muita paciência”. Ao completar 111 anos de vida queremos parabenizá-la e agradecer a Deus, pela pessoa maravilhosa que nos deu. Que todos os dias que se seguirem sejam momentos especiais, e que ela os possa guardar como dádiva de Deus. Acompanha, Senhor, Dona Josefina nas alegrias e nas lágrimas, e quando suas forças diminuírem, que nós redobremos a nossa ternura, para que a solidão não a possa alcançar.”.


Rio Espera em Foco

Paróquia de Rio Espera realiza Assembléia Popular Aconteceu em Rio Espera, no último dia 16 de março, no Salão Paroquial, uma Assembléia Popular, como preparação para a 5ª Semana Social Brasileira, promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A 5ª Semana Social Brasileira acontecerá de 2 a 5 de setembro e terá como tema: “Estado para que e para quem”. De acordo com o pároco de Rio Espera, Padre Joselito, na última Semana Social Brasileira em 2012, entre os objetivos discutidos, surgiu a ideia de se realizar essa Assembléia Popular para se ter uma reflexão mais ampla. Foram enviados para as comunidades questionários para que pudessem responder o que está bom, o que precisa melhorar e sugestões. Assim, durante a Assembléia Popular foram debatidas questões do próprio município, como a melhoria nas estradas, a falta de segurança, a crise relacionada à juventude em relação a emprego, trabalho e a saída para faculdade, como pode melhorar a agricultura na cidade e o que o Sindicato pode fazer para ajudar na melhoria dos trabalhadores rurais. Segundo Padre Joselito, esse encontro não teve cunho político, partidário e nem pessoal. Foi discutida principalmente a questão do direito e do dever de

cidadão: “Todos puderam ver a importância do dever e do direito, porque muitas vezes as pessoas querem o seu direito, mas esquecem dos seus deveres. Todos têm o direito de ter a rua limpa, mas têm o dever de não jogar o lixo nas vias públicas”, ressaltou. Além da participação popular, estiveram presentes, vereadores, o prefeito, vice-prefeito, a Secretária de Educação, representante do Sindicato e coordenadores das comunidades.

Prestação de contas da reforma da Igreja do Rosário A paróquia, em nome do Padre Joselito, agradece a todos que ajudaram: “Agora vamos reformar as salas de catequese, que no orçamento deve ficar mais ou menos R$ 25 mil reais. Já temos vinte mil doados pelo nosso querido Dom José Belvino. Que nossa Senhora do Rosário abençoe a todos”, ressaltou Padre Joselito. Pintar Comércio de tintas---------------------------------------------------R$ 690,00 Nacional Tintas Ltda.--------------------------------------------------------R$ 6.915,20 Varejão das Tintas------------------------------------------------------------R$ 270,00 Geraldo Mangela de Souza ( Ladim)--------------------------------------R$ 3.945,50 Eletro Center Ltda.-----------------------------------------------------------R$ 3.287,98 Deposito do Dudu------------------------------------------------------------R$ 1.326,20 Pré-moldados Reis-----------------------------------------------------------R$ 763,00 F e C materiais de construção Ltda.---------------------------------------R$ 35,80 Comercial Gervásio----------------------------------------------------------R$ 109,00 Leandro Xavier---------------------------------------------------------------R$ 892,50 Marcilei de Souza Silva Ltda.----------------------------------------------R$ 10.700,00 Pedreiros e serventes--------------------------------------------------------R$ 6.327,50 Janelas-------------------------------------------------------------------------R$ 16.00,00 TOTAL MÃO DE OBRA-------------------------------------------------R$ 17.027,50 TOTAL DE MATERIAL-------------------------------------------------R$ 18.235,98 TOTAL GERAL------------------------------------------------------------R$ 51.263,48

Fonte: Pe. Joselito

Página 7


Rio Espera em Foco

De olho no Direito A pedido de leitores, a partir desse mês de abril, o Informativo “Rio Espera em Foco” trará sempre um texto do mundo jurídico para tirar algumas dúvidas de leitores. Através da editoria: “De olho no Direito”, nosso veículo de comunicação deixará a comunidade por dentro de questões exclusivamente júrídicas, pertinentes a todos. O primeiro texto será escrito pelo Advogado e Professor Universitário, Renato Armanelli Gibson e os próximos serão escritos por alguns de seus alunos universitários e revisados por ele.

INTERNAÇÃO DE VICIADOS A FORÇA Por Renato Armanelli Gibson / Advogado gibson.renato@gmail.com

“Caros leitores, estou convencido que o maior mal que assola a humanidade atualmente são as drogas. Nada é tão devastador quanto a dependência química. Todos nós estamos cansados de saber que as drogas, lícitas e ilícitas, cada vez mais têm retirado a vida e/ou a dignidade de várias pessoas. E apesar de antigo, trata-se de problema grave, sem perspectiva de ser solucionado. Para piorar o cenário, não existe consenso quanto à identificação das causas, das conseqüências, nem das formas de se combater esse mal. Enquanto alguns defendem a liberação das drogas, outros clamam pelo endurecimento das leis e da repressão policial. Ao lidar com esse tormento social, algumas autoridades têm tomado uma medida que assusta pela sua contundência: o Ministério Público tem ajuizado ações pedindo aos juízes que determinem a internação de indivíduos viciados em unidades de saúde especializadas, ainda que contra a sua vontade. E atendendo o pedido do Ministério Público, o Poder Judiciário não só determina a internação involuntária do viciado em drogas, mas também condena os Municípios a custearem todo o seu tratamento. Sustentam os juízes em suas decisões que se mostra de todo conveniente a internação a força de pessoas viciadas em drogas, tendo em vista a possibilidade de risco para si e à integridade física dos seus familiares. Esse tipo de medida judicial causa polêmica por duas razões: em primeiro lugar, desconsidera a vontade do indivíduo viciado, condenando-o a se tratar, mesmo contra a sua vontade. Em segundo lugar, a polêmica se deve à resistência dos Municípios em se verem obrigados a custear tratamento desse tipo. Alegam as Prefeituras que se tiverem de arcar com os custos de tratamento de todos os drogados que existem, não sobraria dinheiro para o tratamento de outros pacientes, não drogados, que dependem do serviço público. Bem, é verdade que problemas complexos exigem soluções complexas. Mas permanece a dúvida se a internação a força de viciados é a melhor maneira de se combater o mal das drogas”.

Apoio Cultural


INFORMATIVO RIO ESPERA EM FOCO