Page 1

CAMPANHA DAS OPERADORAS

Assembleias hoje apreciam proposta

CAMILA PALMARES

O Sinttel realiza hoje (30) assembleias para apreciação da proposta para o Acordo Coletivo 2016/2018, apresentada pela empresa, na última rodada de negociação nos dias 21 e 22 de novembro. Na primeira, realizada dia 29 de setembro, a TIM enrolou e afirmou que não ia fazer nenhuma proposta de reajuste de benefícios e salários.

N

Teleatendente relata discriminação

Embora sejam maioria da população brasileira (53%), os negros ainda sofrem no mercado de trabalho, cercado de desigualdades e descriminação racial. A teleatendente Rogéria Fênix é ex-empregada de várias empresas, como Oi, Cittá Telecom e Contax, e segundo ela, além da maioria ser branca, nos processos seletivos pelos quais passou, Rogéria percebia a preferência por outros candidatos que não eram negros. Entre clientes, mesmo sem vê-la, ela já ouviu comentários do tipo: "só pode ser negra". Uma clara demonstração de racismo, mas respaldado por ter sido feito por telefone. Nas empresas, embora sutil e não explícita, a discriminação pela sua forma de se vestir, com turbantes - hábíto herdado da avó, que foi escravizada - era velada e constante. Não era raro ela perceber olhares atravessados e sugestões de tirar o turbante para que ela pudesse usar melhor o headset. O mesmo aconteceu quando Rogéria foi fazer a segunda via da carteira de identidade. Em janeiro deste ano, quando Rogéria foi tirar a foto para a carteira de identidade, no Detran, o funcionário afirmou que ela teria que tirar o turbante. Ela se negou e um supervisor questionou o motivo de fazer uso do turbante (se era religioso ou porque passava por um tratamento quimioterápico) e que não podia estar na foto da carteira usando o mesmo. Rogéria abriu queixa na delegacia contra o constrangimento e a discriminação pelos quais passou. Rogéria Fênix teve apoio do advogado Tito Mineiro, da Comissão de Igualdade Racial da OAB/RJO, e o caso teve uma grande repercussão na imprensa. Graças à determinação de Rogéria em ter liberdade para trazer sua ancestralidade e construir sua identidade na maneira de se vestir, o diretor do Detran a procurou para que refizesse a foto. Com isso, sua foto da carteira de identidade é, realmente, o retrato de sua identidade.

a rodada do dia 17 de outubro, a TIM ofereceu apenas 5% e 0% para vale refeição dos trabalhadores de call center. A proposta foi rejeitada, e somente com a pressão da Comissão a empresa apresentou uma nova com avanços. Este Acordo Coletivo é válido por dois anos, porém, em 2017, serão negociados os reajustes dos itens econômicos, como os valores de salários e benefícios. As assembleias acontecerão nos seguintes horários e locais: . 10h, no Rocha . 12h, em São Cristóvão . 15h, na Barra Veja os principais itens da proposta da empresa: Reajuste Salarial (em dezembro/2016) 9,62% para trabalhadores do Call Center 7 % para todos os demais trabalhadores Abono compensatório de R$ 850,00 para todos os trabalhadores (pago em dez/2016) * o índice será aplicado aos salários praticados em 31/08/2016. ** empregados desligados até 30/11/2016 não são elegíveis ao abono *** reajuste e abono não são aplicáveis aos seguintes cargos: presidente, diretor, sênior manager,

.

executive manager, especialista master, estagiário, jovem aprendiz e aposentado por invalidez. VA/VR (em setembro/2016) Reajuste de 9,62% para quem pratica jornada de 180h/mês e Jovens Aprendizes Reajuste de 11% para todos os demais trabalhadores * o reajuste do benefício e o abono das diferenças referentes aos meses de set/out/nov serão pagos na carga de dezembro Auxílio-Creche: R$ 400,00 (reajuste de 14,28%) Auxilio ao filho portador de deficiência: R$ 660,00 (reajuste de 10%)

. . . . .

CLÁUSULAS SOCIAIS:

Abono de até 5 dias de ausência de trabalhadora vítima de violência doméstica. A partir de janeiro de 2017, estará valendo o

nome social dos trabalhadores e trabalhadoras que solicitarem ao RH sua preferência. O trabalhador poderá deixar de comparecer ao serviço, desde que devidamente comprovado, sem prejuízo de seu salário, a contar do primeiro dia útil após o evento, por: * 5 dias consecutivos, em virtude de casamento; *15 dias consecutivos para funcionários em virtude de paternidade; * 5 dias consecutivos para os casos de união estável homoafetiva, mediante escritura registrada em cartório; *5 dias consecutivos em virtude de falecimento de Pais, Conjugue, companheiro ou filhos *15 dias para empregada em união estável homoafetiva, a qual tem a companheira na condição de mãe biológica de filho(a) em comum. * 1 dia por ano para acompanhar cada filho de até 6 anos em consulta médica

.

Oi: cada empregado produz R$ 108 mil por mês Depois de oferecer 0% de reajuste para os salários e benefícios, proposta já rejeitada, a Oi voltaria a negociar ontem, dia 29, mas adiou a retomada das negociações para os dias 6,7 e 8 de dezembro. O Sindicato volta a dizer que não aceita nada menos do que o INPC integral, 8,5%. E por que não aceitamos? Porque produzimos toda riqueza da empresa e não fomos os responsáveis por levá-la à crise em que se encontra. De acordo com dados do Diesse (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) a produtividade dos trabalhadores da Oi, em 2015, foi de R$ 1,3 milhão, ou seja, cada trabalhador contribuiu com esse montante para a geração de riqueza na empresa. A produtividade aumentou 49% se comparada com 2014. COMO É PRODUZIDA A RIQUEZA? Cada trabalhador da Oi produziu,

em média, em 2015, cerca de R$ 108 mil reais por mês. Esta conta é simples

FIDEL, PRESENTE! Fidel marcou a história contemporânea mundial ao enfrentar os EUA. Sobreviveu a mais de 600 atentados e a onze presidentes americanos. Sobreviveu ao bloqueio econômico desumano

basta pegar a produtividade de cada trabalhador no ano (R$ 1,3 milhão) e dividi-la por 12 meses.

8,5% nos salários e benefícios será de R$ 231,16 milhões/ano, ou seja, 0,85% da Receita Líquida.

PARA ENTENDER MELHOR:

MOBILIZAÇÃO: o Sindicato está correndo os locais de trabalho e, em ato ontem, dia 29, no prédio da Oi Polidoro, constatou indignação da categoria com a proposta de reajuste zero feita pela empresa na primeira rodada de negociação.

Supondo que um trabalhador da Oi que ganhe R$ 3 mil por mês, considerando todos os encargos e benefícios, o custo dele para empresa somaria no máximo R$ 6 mil reais, bem menos do que 10% da riqueza que ele produziu. O restante dessa riqueza produzida (a mais valia) a empresa se apropria. Parte dela serve hoje para pagar os juros de uma dívida absurda, causada pela incompetência e irresponsabilidade de sucessivas direções. A outra parte se destina a investimentos e a maior parte vai para o bolso dos acionistas. IMPACTO DO REAJUSTE: 0,85% - A despesa com pessoal (segundo o Balanço Anual) ficou em R$ 2,72 bilhões em 2015 e representa 9,94% da Receita Líquida. O impacto do reajuste que reivindicamos para 2016,

e cruel imposto pelos EUA por mais de 50 anos. E isso só foi possível porque Fidel tem o povo ao seu lado. A mídia que acusa Fidel de ditador não diz quem foi Fulgêncio Batista, este sim, um ditador cruel, agente da máfia que fazia de Havana um balneário americano, submetendo o povo a mais dura miséria e exclusão. Ao assumiu o poder, além de enfrentar os americanos, Fidel deu dignidade e autoestima aos cubanos. O País é hoje o primeiro no mundo em pesquisas e na área de saúde. Tem zero de analfabetismo, zero de mortalidade infantil e suas crianças não vivem nas ruas ao relento. O povo cubano venera Fidel e sabe porque o faz. Ao invés de ditador sanguinário,

0% NEM PENSAR! A proposta de reajuste ZERO foi rejeitada. Confira

a contraproposta apresentada pela comissão: - Reajuste de 8,5, INPC integral para as cláusulas econômicas - Antecipação do décimo-terceiro salário de 2017, em dez/2016 - Antecipação de metade de um salário do Placar, em dez/2016 - Tíquete extra no montante de R$ 1.000, em dezembro de 2016 - Estabilidade no emprego por dois anos - Fim das demissões - Garantia do Placar 2016

Claro: negociação continua hoje

O grupo Claro (Claro, Embratel e Net) retomou ontem, 29, as negociações para o Acordo Coletivo, mas até o fechamento dessa edição, não havia nenhuma posição definida, segundo nos informou Virgínia Berriel, diretora do Sinttel integrante da comissão de negociação. A reunião se estenderá por todo o dia de hoje e até o final da semana os trabalhadores serão informados do resultado dessa reunião através de boletim específico e do Portal do Sinttel www.sinttelrio.org.br.

como pintam seus opositores, Fidel é antes de tudo um humanista de acordo com a historiadora brasileira Cláudia Furiati, autora da única biografia autorizada de Fidel. Ele dedicou toda sua vida à luta em prol do bem coletivo em detrimento do individual. Os que condenam as condições do povo cubano não sabem o que é ter consciência de quem é o seu inimigo. Cuba é socialista não pode ser medida pela régua do capitalismo. Fidel combateu o colonialismo na África, apoiou a Argélia na luta contra a França, combateu o apartheid na África contra os EUA. O exemplo de luta, de solidariedade com os povos da América e de outros países nunca será esquecido. Fidel vive.

Chapecoense: nota de pesar e solidariedade

Neste momento de dor e grande comoção nacional pelo trágico acidente aéreo com os jogadores do Chapecoense, delegação, jornalistas e tripulantes, que vitimou mais de 70 pessoas, o Sinttel-Rio se solidariza às famílias das vítimas. Em um país que tem como grande paixão o futebol, a trajetória do time Chapecoense encantou os brasileiros, e a morte prematura dos jovens jogadores comoveu todo o país. O time viajava para Medellin, na Colômbia, para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, que estava marcada para hoje (30). Neste momento de luto, o Sindicato se une à dor das famílias e de todos os brasileiros.


O GOLPE É CONTRA VOCÊ

Governo golpista derruba a CAT A partir de 2017 as empresas não precisarão mais comunicar acidentes de trabalho que levem a afastamento por até 15 dias e também deixarão de comunicar todos os acidentes de trajeto, ou seja, não mais precisarão abrir a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) em ambos os casos.

E

sse foi mais um ataque deferido pelo governo golpista contra os trabalhadores brasileiros. A mudança foi decidida pelo Conselho Nacional de Previdência Social, sem qualquer alarde por parte da imprensa. Pouco a pouco, na calada da noite, os direitos dos trabalhadores estão indo ralo abaixo. Nós avisamos: o golpe é contra você. O prejuízo dos trabalhadores vai além. A abertura da CAT e o seu reconhecimento pelo INSS, garantia aos afastados por acidente de trabalho, após o retorno às atividades, estabilidade provisória por um ano. Isentas da obrigação de abrir a CAT as empresas perdem a responsabilidade de garantir o emprego das vítimas por um ano. De Acordo com Remígio Todeschini, do Instituto de Previdência de Santo André, em 2014, foram notificados no Brasil 770 mil acidentes de trabalho. Com a nova regra, desse total, 540 mil (63% do total) deixariam de ser comunicados. Essa decisão da Previdência é tudo que as empresas mais queriam. “Isso é para diminuir e enfraquecer cruelmente a Previdência” diz Todeschini. Para o dirigente da CUT Quintino Severo, isso é um absurdo. Dará uma falsa impressão de que as empresas estão mais cuidadosas com a segurança no trabalho.

BRASIL CAMPEÃO EM ACIDENTES

“O Brasil hoje é um dos países com mais acidentes de trabalhado no mundo. Infelizmente, a sociedade não sabe disso porque há uma subnotificação das ocorrências. Situação que vai se agravar ainda mais com essa nova medida” diz Quintino. As notificações de acidentes de trabalho são usadas para o cálculo do Fator Acidentário de Prevenção (FAT). O fundo é calculado de acordo com a quantidade e a gravidade dos acidentes registrados em cada empresa. Como o número de notificações vai cair, o recolhimento da taxa também cairá. EMPRESAS GANHAM

bilhões e R$ 4 bilhões, calculam as representações dos trabalhadores. Hoje, as empresas são obrigadas a contribuir com valores que variam de 1% a 3% da folha de pagamento para o FAP. DESMONTE

Tanto para Quintino quanto para Todeschini, essa medida do governo golpista de Temer é parte do plano neoliberal de desmonte do Estado e abre caminho para a privatização do sistema previdenciário. “As decisões que o conselho vai tomando desmonta o FAP e vai levar à sua extinção”, diz Quintino. Fonte: Brasil Atual e CUT

Para os empresários, a medida renderá entre R$ 2

Desaposentação: campanha coleta assinatura para criação de lei Os aposentados e pensionistas do INSS do Rio lançaram campanha nacional para garantir a apresentação de um Projeto de Lei Popular (PLP) que inclua a desaposentação na legislação do país. A troca de aposentadoria usando contribuições feitas após a concessão do benefício foi considerada ilegal recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Encabeçado pela Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio de Janeiro

(FAAPERJ), o movimento vai coletar assinaturas para legitimar o PLP que será encaminhado ao Congresso. A meta é atingir 1,4 milhão de adesões para que o projeto possa tramitar, seguindo regras que determinam que o PLP devem ter um total de assinaturas equivalentes a 1% do total de eleitores em pelo menos cinco estados do país. Segundo o advogado da federação João Gilberto Pontes, a entidade vai usar o argumento do próprio Supremo ao

considerar a troca de benefício ilegal: de que deve o Legislativo criar mecanismo para implantar a troca de aposentadoria pelo fato de “somente uma lei pode criar benefícios e vantagens previdenciárias, não havendo, por hora, previsão legal do direito à desaposentação”. Em 26 de outubro, por 7 votos a 4, os ministros consideraram a desaposentação inconstitucional por não estar prevista em lei. Mais de 180 mil processos estavam parados em todo o

Atento: trabalhadores sem água Um dia chove, no outro falta água. A frase poderia ser parte de uma marchinha de Carnaval, mas é a realidade dos trabalhadores da Atento Madureira. Na semana do dia 15 de novembro, os trabalhadores que atendem o produto Tim tiveram que exercer suas funções entre baldes para conter goteiras e o risco de choques elétricos e do teto cair. Agora, os trabalhadores do produto Itaú tiveram que passar a última sexta (25) sem água, em um ambiente completamente insalubre. Estes empregados trabalham no terceiro andar e quando desciam para beber água ou usar o banheiro em outro setor, eram ameaçados pelos supervisores, com possíveis punições. Assim que teve conhecimento do episódio, o Sinttel entrou em contato e cobrou a imediata aplicação do Plano de Contingência , firmado em conjunto com a empresa, que prevê medidas para casos

Taekwondo mudando vidas

de emergência, como compra de carro pipa, água potável etc. O problema é que este plano não sai do papel. A representante sindical Carla Pastor esteve no local e confirmou as denúncias e somente no dia seguinte o problema foi sanado.

Igor Thomaz Pinheiro, 29 anos, campeão brasileiro e carioca de Taekwondo, faixa preta nessa modalidade, está mudando a vida de crianças e adolescentes em Bento Ribeiro e regiões. Como tantos outros ele está usando a luta para atrair as crianças. Tudo começou após ele ter sua carreira interrompida aos 20 anos, por um acidente de moto. Parado um ano, ele decidiu abandonar a luta, voltar a trabalhar e nas horas vagas resolveu usar seu conhecimento para mudar a vida de crianças ociosas nas ruas.

FISCALIZAÇÃO DIA 1°

Na próxima quinta (1°), o Sinttel fará uma fiscalização no local, para apurar diversas denúncias, como proibição de ida ao banheiro (garantido do anexo 2 na NR17) e aparelhos de ar condicionado sujos. Com a proximidade do verão, há o risco de os trabalhadores ficarem sem água e sem ar condicionado. É inaceitável e exigimos providências imediatas, a fim de evitar que os trabalhadores passem por uma situação desumana como esta. Denúncias devem ser encaminhadas para: ricardopereira@ sinttel.org.br, alandias@sinttelrio. org.br e cesarfernandes@sinttelrio.com.br.

IMPRESSÃO Gráfica do SINTTEL-Rio: Jorge Motta Reg. 17.924 DRT /RJ (prod. gráfica)

REDAÇÃO Socorro Andrade e Simone Kabarite - Reg. 0035866/RJ

Valdir Tedesco (impressor)

ILUSTRAÇÃO Alexandre Bersot http://www.behance.net/alexandrebersot

TIRAGEM 12 mil exemplares

CIRCULAÇÃO Semanal

Rua Morais e Silva, 94 - Maracanã - RJ - CEP 20271-030 - Tel.: 2204-9300 E-mail Geral sinttelrio@sinttelrio.org.br - Site http://www.sinttelrio.org.br E-mail Jurídico juridico@sinttelrio.org.br - E-mail Imprensa imprensa@sinttelrio.org.br

bersot

EDIÇÃO Socorro Andrade Reg. 460 DRT/PB - socorroandradde@gmail.com

DIAGRAMAÇÃO L&B Comunicação Ltda

Sem recursos conseguiu gratuitamente o “Disco Voador”, um espaço privado em Marechal Hermes. Lá, passou a reunir os interessados e em pouco tempo tinha entre 80 e 100 crianças, adolescentes e até adultos a quem dá aula às segundas e às quartas, às 19h. O dono do espaço exigiu pagamento e, sem cobrar nada pelas aulas, não tinha como pagar. O trabalho com as crianças esteve a ponto de parar, isso só não aconteceu porque Igor arrumou um outro espaço de graça na

Equipe Kamikaze no torneio Troféu Brasil

humor DIRETORA DE IMPRENSA Keila Machado keilamachado@sinttelrio.org.br

país à espera da decisão do Supremo. O PLP também prevê que o segurado que trabalha com carteira assinada tenha direito a auxílio-doença, em caso de afastamento por motivo de saúde, levando em conta a média das contribuições após a concessão da aposentadoria. Hoje, quem se aposenta e se mantém na ativa não recebe nada, mesmo se for afastado do trabalho devido a problema de saúde ou acidente. Fonte: FAAPERJ

Terra de ninguém

Os donos das operadoras de telecomunicações, reunidos no Seminário Telebrasil, produziram uma carta com o singelo título “As Telecomunicações são essenciais para a sociedade brasileira e devem ser prioridade nacional”. Na carta, deixam clara a necessidade de “desregulamentar os serviços de telecomunicações prestados em regime privado para garantir a previsão legal de mínima intervenção do Poder Público”. Ora, no Brasil, os serviços de banda larga, telefonia celular e TV por assinatura estão concentrados nas mãos de poucas empresas. Por isso, o mínimo que se pode dizer dessa proposta das operadoras é: prioridade para quem? O fato é que, para elas, quanto menos Estado melhor. Ideia totalmente alinhada com a PEC 55, proposta que levará ao aumento da marginalização de grande parte da sociedade, e com o PL 3453/15 que, ao mesmo tempo que dá R$ 100 bilhões às concessionárias, retira a possibilidade de banda larga para todos. Tudo isso, somando-se ao projeto das agências reguladoras de por fim ao Conselho Consultivo da Anatel, para deixar o mercado definir quem terá acesso ou não aos serviços de telecomunicações. MAIS EXCLUSÃO

O projeto das agências reguladoras foi proposto pelo senador Eunício de Oliveira, sob o argumento de que ele é fundamental para a recuperação da economia brasileira. Na verdade, o projeto reforça a concentração de poder e retira da sociedade uma das poucas possibilidades de participação institucional, estabelecida no artigo 35 da Lei Geral de Telecomunicações. Uma leitura atenta do artigo explica as razões da proposta do fim do Conselho. A ele, por exemplo, cabe opinar sobre a instituição do serviço em regime público. Seu esvaziamento, dessa forma, está intimamente ligado à necessidade de não se colocar a banda larga em regime público, única possibilidade de que sejam definidas metas de universalização. Ou seja, o fim do Conselho vai ao encontro do PL 3453, que acaba com o regime público. O controle social da Anatel será feito apenas por um Congresso Nacional que defende os interesses das operadoras de telecomunicações em detrimento das necessidades da maioria da população. O Instituto Telecom se opõe a esse conjunto de medidas que carrega a ideia de enxergarmos o Brasil como terra de ninguém, apesar das empresas de telecomunicações presentes no país quererem que esta máxima se concretize. Manter a resistência ao golpe e suas consequências é a única forma de desmascararmos esse processo. Visite o Portal www.institutotelecom.com.br

Igreja Congregacional de Bento Ribeiro, localizada na Rua Domingos Lopes, 290. Lá, há cerca de 50 alunos crianças na faixa etária de 5 a 16 anos, fora os adultos. Campeões do Troféu Brasil - Igor comemora os resultados de sua inciativa, 16 atletas campeões no Troféu Brasil, realizado no dia 23 de outubro, no Rio. Esses atletas não poderão competir no Brasil Games, em São Paulo porque não têm condições materiais para isso. Eles não têm nenhum patrocínio ou incentivo. Ajude essa causa: Eles precisam de tudo - desde tatames a raquetes, quotilhas, caneleiras, dobok, etc - e quem tiver interessado em ajudar pode entrar em contato com Igor pelo telefone: 21 96814 7067.

1.543

Jornal do Sinttel-Rio nº 1543  

Campanha das Operadoras - Assembleias hoje apreciam proposta

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you